BUSH E A FACE DO CAPITALISMO

A Face Vazia

O governo Bush é uma produção do capitalismo financeiro mundializado. Há quem ainda acredite que o próprio Bush filho seja o grande mal, o responsável exclusivo pela política internacional belicista e imperial norte-americana. Mas é necessário compreender o fenômeno a partir da observação das obviedades.

Por trás do marketing eleitoral do governo Bush existe uma outra máquina produtora de lucro que se alimenta da dor e da existência das pessoas. Quantos lobistas são necessários para se vender uma guerra? Certamente, há os da indústria bélica, mas ainda os da alimentícia, de entretenimento, da mass media, das empresas exploradoras de petróleo, as empreiteiras, logística, etc. Há os congressistas oportunistas que se elegem com um discurso apocalíptico, se aproveitando do medo disseminado pelas mídias. Os carreiristas burocráticos que, sem levantar de suas mesas, tomam decisões que afetam milhares de pessoas do outro lado do mundo. Todos ganham com isso*. Quem perde? Os iraquianos, de qualquer facção, os palestinos, os israelenses que apóiam a convivência com outros modos de existir, os soldados americanos, iludidos com o ideal da pátria ou capturados pela necessidade do emprego fácil, os pobres, os descorporativizados** do mundo.

No entanto, mesmo com todo o aparato tecnológico midiático produtor de factóides da grande mídia, o marketing sobre o governo Bush não consegue mais salvar seu produto. As pesquisas mostram, desde algum tempo, que ele não tem mais o apoio da população americana, e que o anti-americanismo no mundo nunca foi tão intenso. Como sempre, em um barco que afunda lentamente, os ratos são os primeiros a abandonar.

Primeiro foi a mídia, que antes oferecia seus truques e trucagens para ocultar o massacre de jovens norte-americanos, iraquianos, palestinos e afegãos nas guerras mundo afora, e que agora, no afã de não perder a boca da audiência, quis entrar na caça aos culpados como se também não o fosse.

Depois, seus consortes, auxiliares que em suas respectivas áreas produziram as condições para a venda do produto guerra como necessário ao país. Primeiro, saiu Colin Powell, secretário de Estado, principal porta-voz da política externa dos EUA. Depois o povo americano deu a vitória aos democratas nas eleições legislativas, e o congresso americano passou de submisso a crítico dos planos belicistas do governo Bush. Ainda, após escândalo de espionagem no qual tornou público o nome de uma agente da CIA, o chamado “cérebro” do governo, Karl Rove, que arquitetou todas as eleições do atual presidente, inclusive a última, fraudulenta, também está sob investigação e se afastou do governo (segundo alguns articulistas, porque falhou em manter os índices de popularidade de seu patrão em alta).

E hoje, foi o procurador geral (cargo semelhante ao de ministro da justiça), Alberto González. O agora ex-procurador geral era o pilar legal de todas as ações do governo. Responsável pela elaboração das rígidas leis contra a imigração, e pelo pacote de medidas anti-terrorismo, que dava ao executivo federal o direito de espionar qualquer cidadão, sem restrições, ainda pela posição norte-americana ante a convenção de Genebra e o Tribunal Penal Internacional. Foi acusado de demitir oito procuradores gerais que tomaram decisões contrárias aos interesses do governo, e elaborou o documento que sustentou juridicamente as torturas nas prisões de Abu-Ghraib e Guantánamo. É acusado ainda de falso testemunho ao Congresso Americano nas investigações sobre abusos da CIA na espionagem de cidadãos.

À subjetividade do capital não interessam os rostos, os personagens, mas sim que o modo de produção se perpetue, como um buraco negro que se alimenta de corpos. Bush, assim como outros presidentes, primeiros-ministros e outras autoridades, embora carreguem em si elementos de ordem patológica e que compõem com esta subjetividade, não são a sua causa, mas tão somente conseqüência.

É preciso enfraquecer a linha dura do capital, nas suas microrrelações e no seu alcance capilar. Para que mais bushes não sejam mais necessários.

* Sobre os lobbies que lucraram com a guerra, ver o documentário de Michal Moore, Fahrenheit 9/11.

** Descorporativizados diz respeito ao deslocamento das relações de força do capital, que se concentra nos interesses de lucros das grandes corporações, as quais elegem congressistas, senadores e presidentes, que governarão de acordo com seus interesses. Quem está fora deste corporativismo, está fora da lógica do capital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.022 hits

Páginas

agosto 2007
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: