Arquivo para 15 de outubro de 2007

COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

# Meninas e meninos, a segundona TDPM – Transtorno Disfórico Pré Menstrual começa borbulhando de borbulhança! Mais de um milhão e duzentas pessoas na décima segunda Parada GLST (Gays Lésbicas, Simpatizantes e Transgêneros) do Rio de Janeiro, promovida pela ONG Grupo Arco-Íris, conscientização do homossexualismo. Uma locura em Copa! Grandes transações para além da alienação, como querem os reacionários. A expressão política confluente com múltiplas tendências existenciais. A sensualização e a cognição socializada. Foi-se o tempo do: “Lá vem as bichas! Olha as bichas loucas! Que vergonha!”. Vergonha não existe mais. Os que proferiam a vergonha se desavergonharam e entraram de corpo e alma no cordão e agora são felizes. Que chuchu! A Clío mandou foto via inter junto com o maridão. Que amores! Fez a Greta se morder de inveja. Para deixar de ser avarenta. Não quis gastar dinheiro para ir, agora morde e assopra, queridinha. Parada é como carnaval: é só uma vez ao ano. Mas ela jura que não vai perder a nossa, que será no fim do mês. Ui!ui!ui!, vovozinha! Mas é claro que ela vai. Ela quer azucrinar parlamentares que vão dar o ar de suas presenças imaginando a próxima eleição, e perguntar aos ‘rebeldes sensuais’, “E aí, tá simpatizando mesmo ou corre perigo?”. É sempre assim: as Paradas são grandes vitrines para nego aparecer sem ser a personagem principal, só para faturar. Mas os GLST estão escolados e não são mais usados. Sabem de suas importâncias em uma sociedade democrática, onde a discriminação é confirmação de uma posição fascista. Lá em Copacabana quem fez a abertura foi o governador Sérgio Cabral, fazia parte do rito. Alguns parlamentares participaram, fazia parte do pensamento dos paradistas. Estou envertebralizada! Valeu, meus amores!

# O Papa Bento está otimista quanto à paz mundial e concordância entre os homens. Ele afirmou que o egoísmo e o orgulho são a lepra da discórdia entre os homens. Analisando o enunciado político do Papa, percebemos o seu otimismo. Da sua analogia do egoísmo e orgulho com a lepra, inferimos que; como a lepra tem cura, o egoísmo e o orgulho, como causa das guerras, podem ser curados e a paz prevalecer. Logo, se o Papá tivesse feito uma analogia com uma doença incurável, aí adeus à esperança da paz entre os homens. Esta Vertebral também concorda com o Papa quanto à paz. Só não concorda que o egoísmo e o orgulho sejam lepra. A lepra é mais fácil de ser curada do que as duas principais patologias do sistema capitalista.

# Encontramos a Filó morta de feliz. Motivo: descobriu que o carteiro que entrega correspondências em sua casa é estudante de filosofia. A glória total para ela. Agora, além de esperar as correspondências, espera o carteiro filósofo para engrenar um bom papo filosófico. A Filó tem doutorado em Educação, mas o barato dela é filosofia. Acredito ter alguma influência do nome: Filó. O certo é que ela está feliz filosoficamente. Diz que um carteiro carrega elementos filosofantes em sua profissão. Para tal afirmação, usa o filósofo alemão Heidegger, que diz ser o filosofar um caminhar o caminho. E o carteiro faz percursos, mesmo que haja endereços a serem encontrados. E diz mais: o carteiro é também spinozista. Está sempre em contínuos encontros. Ora com afetos alegres, ora com afetos tristes. E em seu caso só contam os encontros alegres para aumentar seu existir. E mais do mais. O carteiro tem uma grande compreensão política sobre a condição do trabalhador. E ela, que não gosta destas questões grevistas… É o bicho! Filosofa, Filó!

# Minina, é fogo, mas essa Folha de São Paulo não aprende mesmo, pois não está lá a manchete hoje que “Professor de SP ganha 39% menos que do Acre”. Ela não está querendo dizer que o salário dos professores no Acre é bom, não. É pura discriminação mesmo. Leia-se: nenhum profissional do Acre pode ter salário superior ao de São Paulo. Acho que é por isso que a direitona cansada fica tão desesperada com a estabilidade do presidente Lula nas pesquisas, ainda mais que deu empate entre Ciro Gomes e os tucanados nas intenções de voto de possíveis presidenciáveis. E isso com a seqüelada mídia sendo desfavorável a Ciro, que já sofreu com seus ataques e hoje é dos poucos políticos brasileiros que tece críticas abertamente a ela. E eu, que também sou política, não deixo passar sem analisar os absurdos da seqüelada.

Hoje eu quero Rock

E não bolero

E para acabar com o lero,lero

Fica com a Rilza

E eu com o Homero.

Beijos e Abraços Vertebrais!

PARABÉNS, PROFESSOR!

Os parabéns não são só formas tradicionais de desejar felicidade a alguém. Parabéns, politicamente, é a confirmação do compromisso de alguém em sua alegria de atuar na composição democrática do existir. É este nosso dizer filosofante do “Parabéns Professor!”. É este engajamento político/social do professor para além do conteúdo programático, para além das determinações técnicas/burocráticas emanadas dos agentes governamentais como simples resultados estatísticos impositores da imobilidade aos saberes moventes. Saber apenas como confirmação do acontecido. Saber re-cgnição: pôr o já posto. Continuar como abstração o passado. O parabéns é a visibilidade do educare. O colocar em frente, ultrapassar o constituído como verdade finita. Verdade finita anestesiadora da ansiedade dos secretários. O eficaz ansiolítico. Parabéns professor/educador: criador. Apesar dos percalços impostos pelo mercantilismo pedagógico. Mercantilismo público e privado. Apesar das simulações educacionais. Apesar das imposições tirânicas. Das ameaças. Das chantagens. Dos salários desrealizados nas realidades sociais/econômicas. Das violentas materialidades arquitetônicas das escolas. Das ausências dos objetos necessários às práticas didáticas. Das incompreensões sobre o existir ontológico escolar.

Parabéns, professor! Os chefes, como enferrujados robôs, vão felicitá-lo. Vão tecer tributos heroicizantes. Vão presenteá-lo com flores e abraços. Professor, você sabe, algumas flores carregam espinhos e algumas mãos escondem punhais. Um sorriso a eles não custa nada, mas se for possível no fim dos lábios um rastro de humor, também não custa nada. É uma maneira de mostrar a autonomia de alguém em um tempo onde os mimos sedutores não lhe capturam e não lhe submetem a uma posição maleável. Um infantilismo. Como sempre foi. Como eles sempre consideraram você: “Basta a data comemorativa do dia 15 e uns afagos, e pronto: ele está sob nosso domínio. Em uma sociedade, o professor é o profissional mais dominado pela culpa. Por isso ele persegue, em seu complexo de Prometeu, a liberdade dos alunos pelo “conhecimento”. É essa a imaginação perversa deles sobre você, professor. Professor, estes secretários funcionam para promover e defender as ordens (crenças) de seus patrões, por isso a escola para eles domina-os como abstrações. Daí, professor, é você, e mais ninguém, quem sabe porque e para quê bate seu coração. Por que a escola é sua morada. Por que é aí a concretitude da Ética democrática. Parabéns, professor, você é a potência inquieta deste planeta errante!

Acesse também:

TRIBUTO (SEM HEROICIZAÇÃO) AOS PROFESSORES

PARABÉNS, EDUCADOR-PROFESSOR, PELO SER POLÍTICO!

CENTRO DE REFERÊNCIA/VIOLÊNCIA AOS ÍNDIOS

Houve a paralisação do movimento intensivo dos seres-potências-naturais quando a semiótica sobrecodificadora aportou na ilha de Vera Cruz, trazendo a espada, a bíblia, o espelho e a língua: o regime de signos. Forja-se o enunciado sujeito-sujeitável “índio” e para convencê-lo mais facilmente a subjugar-se à palavra de ordem utilizam-se pedagogicamente os poemas e peças do Pe. José de Anchieta para catequizá-los/exorcizá-los.

Depois veio o Marquês de Pombal, já no século XVIII, expulsando os jesuítas e outras ordens, que vinham monopolizando os “índios” através do Nhengatu, o qual acirra ainda mais a perseguição aos selvagens, tanto pela dizimação, ainda maior e mais perversa, quanto pela transformação decretada de aldeias em vilas e a imposição da língua portuguesa obrigatória.

Quando o Secretário Estadual de Educação, Gideão Timóteo, profere que o Amazonas vai se tornar o centro nacional de educação indígena, não faz mais do que inscrever-se nessa série de uma linha dura imobilizante que molda e manipula um povo da forma que lhe for mais conveniente. Pelo entendimento de educação de sua gestão e a forma como o governo administra o estado, é apenas uma estratégia do Governo do Estado para se aproximar mais da miséria lucrativa dos denominados índios. Onde predominam universidades (UFRJ, USP, UNICAMP), grupos religiosos (Missão Salesiana e inúmeras denominações “protestantes”), o exército, o Governo do Estado, acorrentado ao modelo mercadológico do uso do enunciado “educação”, só pretende servir-se do merchandaising que a quimera inventada pelo erro de Colombo pode gerar atualmente para angariar recursos e principalmente obter visibilidade nacional e internacionalmente.

Enquanto isso, em alguma selva intransponível, onde nenhum símio decadente (Nietzsche), secretários serviçais, universitários tatibitates, padres, pastores, irá, o ser-potência-natural realiza um movimento infinito e eterno: o educare, numa comunhão de terra, bichos, rios, florestas, seja em que língua for. O que importa é a Natureza, que é simples e essencial, nada a ver com o marketing destes governos.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.548 hits

Páginas

Arquivos