Arquivo para novembro \30\-04:00 2007

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Ю Fonte próxima a este bloguinho confirma que as péssimas condições das ruas de Manaus não é privilégio apenas da alcunhada periferia. Um ônibus de linha 446, que liga Cidade Nova ao T2, atolou ontem, por volta de 20h, numa das principais ruas do Parque das Laranjeiras. Finalmente uma prefeitura que pensa a cidade como um todo. Infelizmente, para o pior de toda a população…

E POSEIDON VAI CHEGANDO INTEMPESTIVO…

Enquanto as obras estão paralisadas na ex-rua Rio Jaú, do bairro Novo Aleixo, Zona Leste de Manaus.

Conforme acompanhado por este bloguinho, através do projeto Oceano Poseidon, tudo indica que o projeto de ligar a rua ao mar, de transformá-la em mar, será bem sucedido. A Prefeitura de Manaus está cooperando como pode: não realizando a obra de reconstrução da rua que nunca foi rua. (Quantas “ruas” de Manaus podem verdadeiramente ser chamadas de rua? Questões para geofilósofos manoniquins). Façamos um feedback a partir de uma postagem de abril, para que se perceba a evolução do Projeto Poseidon:

A rua não existe mais, se é que existiu. Os moradores se reuniram, dialogaram, fizeram abaixo-assinado, foram até a SEMOSBH no início de 2006. O sub-secretário à época visitou a rua e viu que seria necessário construí-la por inteiro. Por estarem num período chuvoso, como agora, prometeu que “quando chegasse o verão”, aí por maio de 2006, isso seria realizado… Em junho os moradores voltaram lá, em julho também… Uma secretária do sub-secretário, que então já era outro, disse-lhes que não estavam a par da situação, e que agora iriam tomar providências. Passaram-se meses. Os moradores não apelaram para os sensacionalistas programas de televisão por entenderem obviamente que estes apenas lucram com a miséria da população e a jogatina dos que apenas pretendem instituir a ausência de alternância política no revezamento dos mesmos representantes. Não desanimaram. Em fevereiro de 2007 a SEMOSBH começou a construção da rua. Se a sarjeta era mal construída, se não estavam colocando esgotos, ao menos estavam pondo aquele asfaltamento “papelim”. Mas foram construídos apenas uns 30m e a SEMOSBH foi embora nem Deus sabe pra onde…

O trecho construído foi o da foto acima. Passados poucos meses, vejam-se as condições atuais para que se percebam pelas imagens a qualidade das obras públicas em Manaus, neste trecho aí nenhum metro de esgoto foi colocado.

Depois disso, depois de batalhas por telefone travadas entre moradores da ex-rua Rio Jaú com funcionários da SEMOSBH e Distritos de Obras, depois de várias tentativas individuais de contactar o primo do compadre da tia de algum parlamentar, algum secretário, vereador, prefeito, foi que os moradores, juntamente com a Afin, resolveram criar o Poseidon. Mas eis que pelo final de outubro passado apareceu uma empresa para colocar os tubos de esgoto pluvial (do esgoto doméstico nem se fala).

OBS: O trecho da foto acima não foi contemplado com a rede de esgoto, pois já havia sido dado oficialmente como concluído.

A conversa que se espalhou pela ex-rua era a de que, chegando na esquina do primeiro quarteirão, o asfaltamento já iria sendo posto por outra empresa. Tudo seria rápido e com qualidade. Mas já fazem duas semanas que a rede de esgoto foi concluída (pelo menos até onde constava no contrato oficial, excluindo-se o trecho da foto acima) e nenhum metro de asfalto foi posto, nenhuma polegada. Em compensação, olha em que condições ficou a ex-rua.

Na ex-rua, alguns dizem que a empresa que ia asfaltar a rua foi enviada para outra obra. Qual seria a importância dessa outra obra em relação à da Rio Jaú? A cidade não é vista como um todo? Outros dizem que a obra foi embargada pelo PROSAMIN, que está fazendo desapropriação em área do Igarapé do 40 que passa próximo ao final dessa ex-rua. Tudo boato? Mas o fato é que o caminhão de entregas de mercadoria já não vai mais até a Mercearia Silva, que fica pelo meio da ex-rua; o caminhão de lixo, que já não passava, agora é que não passará mesmo; os esgotos já começam a ser entupidos com a lama (depois a população é que é a culpada). Agora que o período chuvoso se inicia, as obras terão continuidade? Ou novamente a conversa vai para o próximo verão? A conversa, não, diz um morador. A conversa é agora mesmo e é sobre as eleições do ano que vem.

É por essas e outras ações governamentais praticadas na cidade de Manaus que quando um morador da ex-rua Rio Jaú afirmou que sentiu um tremor de terra durante a chuvarada de ontem falamos a ele para não se assustar: é Poseidon que vai chegando, acompanhado da Boiúna e Senhor Rei do Mar. É por isso que o garoto Davisinho, de 1 ano de idade, quando viu a ex-rua inundada, apontando, falou: olha o mar! Olha o mar! As crianças são sábias, já dizia Jesus Cristo. Já estes governos…

PONTOS DO BURACO NEGRO

Buraco Negro em Esquizo-Análise é um sistema que captura corpos para se alimentar

Enunciados de outdoor permitem a população entender a sofrível política local.

Expondo projeto, deputada estadual afirma haver em toda família alguém envolvido com drogas.

Para vereador, PT de Manaus é afilhado do prefeito.

Políticos de Manaus põem em suspeição a moral de seus próprios companheiros.

Seis meses em vigor, plano de salários dos professores mostra as falhas.

Para vereador, ausência de membros das comissões em reuniões, é cultural.

Prefeito comete atos falhos sobre permanência de secretário.

Eleições no PT expõem facção fisiológica.

Senador continua acreditando poder ser modelo para outros.

Cortar o Buraco Negro só a Linha-Devir-Potência…

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Ю Enquanto a imprensa venezuelana – livre porque não perseguida pelo governo, mas presa aos enunciados subservientes ao capital – convoca até ex-mulher para falar de Chávez, a Consultores 30.11, que foi uma das poucas que acertou o resultado das eleições do ano passado naquele país, divulgou pesquisa em que aponta o SI como vencedor do referendo, com 56% a 40%, entrevistando 1600 pessoas entre 21 e 27 de novembro, com margem de erro de 2,16%. Como não vendeu seus resultados à mídia e à direita, foi uma das poucas que acertou no ano passado. Mais uma vez, como neurose de repetição, zil pesquisas são jogadas na mídia afirmando a derrota do referendo. Já vimos este filme…

Ю Outra pesquisa, informal, realizada por fonte que esteve (ao contrário do ACMzinho) in loco na Venezuela na última semana, traz dois enunciados interessantes: 1) Os carros, que são expressão das disparidades sociais em qualquer cidade, estão divididos. Os importados, caríssimos, todos rodando com o adesivo NO; já os carros velhos, modelos americanos dos anos 40 e 50 que foram ‘doados’ em troca de petróleo na época de Carlos Andrés Pérez, todos rodam com o adesivo SI. 2) Ao contrário do que diz a imprensa golpista internacional e brasileira, e confirmando a fala de Teodoro Petkoff, no Roda Viva de 12/11, a imprensa venezuelana não tem nenhuma restrição, e ‘mete a porrada’ em Chávez em cadeia de rádio e televisão. A reação chavista se limita a responder, também na imprensa, os ataques dos adversários.

Ю Aqui pelas bandas manoniquins, o secretário de educação, Cyrino, anda se revirando na frigideira. O prefeito Serafim já informou por antecipação que se Cyrino sair, será por motivo de doença, e não político. E por acaso uma doença não é algo que transborda ao corpo, sendo resultado dos encontros deste com os corpos sociais que o rodeiam? Parece que para a prefeitura, não, uma vez que a doença social da educação como aplicação da pedagogia policialesca, que foi continuada pela gestão serafinesca-cyrínica a partir das gestões anteriores, continua, e não incomodou prefeito nem secretário.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

 0 A declaração do Delegado Geral da Polícia Civil (demitido) do estado do Pará, Raimundo Benalussy, de que a menor presa em uma cela com vinte homens, teria debilidade mental por não falar de sua menoridade, não só causou perplexidade na população, inferindo do enunciado a certeza que se fosse de maior não estaria errado, como também coloca em suspeição a instituição universitária que lhe outorgou o discurso jurídico social. Autoridade-lei. A voz do censor. Desconhecimento elementar dos códigos penal e civil. Além, de expor sua rigidez jurídica sobre o humano que nega o conceito ético de vivência racional comunitária. Entretanto, o caso do ex-delegado Benalussy não é um caso isolado, para o desespero maior da população, existem no Brasil um grande número de delegados alienados do discurso jurídico social necessário à construção da democracia. O que exige uma análise sobre a prática pedagógica na formação dos alunos dos cursos de Direito.

 0 O ditador do Paquistão Pervez Musharraf, depois de quarenta anos de vida militar, deixou o comando das Forças Armadas desse país. Em seu discurso de separação do cargo, afirmou ser a farda sua segunda pele. Um enunciado palavra de ordem remetente a duas leituras: 1ª leitura – Texto do entendimento de que carreira militar é sintetizada em crueldade, perseguição, assassinato e subserviência-entregacionista às potências imperiais, como no caso de sua ditadura, ao antidemocrata Bush. Tudo que é contrário à verdadeira carreira militar de um Estado independente. 2ª leitura – Texto da epiderme: a pele real não é a genética, mas sim a social. A tecida pelas combinações dos percursos que o sujeito experimenta. O que depende do estágio histórico que se vive. Em seu caso, a necessidade imperiosa da ambigüidade política: avilta seu povo ao mesmo tempo que é aviltado pelas forças do império. Patologia tida pela psicanálise como sado-masoquista. Daí sua sentença casar com a ironia do teatrólogo/poeta Brecht: “Todo homem se sente melhor em sua própria pele”. Sua farda é tão sua segunda pele, que o estado de emergência imposto ao povo pela veste pele/farda, ainda permanece. O hábito da pele faz o monstro.

 0 Depois de assassinar a gramática e causar gracejos até entre seus pares, o fantasioso exibicionista sociólogo das relações imóveis Fernando Henrique, veio a público: “Se errei, peço perdão e corrijo”. Para quem delira ser rei, errou trinamente, construindo a lógica da tríplice coroa da contradição. 1ª coroa: “Se errei” revela a prepotência de quem ainda não acredita que errou. Portanto, o reconhecimento do erro não existe. Para si não existe erro. Errado são os gramáticos. 2ª coroa: O “peço perdão”, outro erro, pois o erro é uma experiência que passa pelo sistema nervoso central. O perdão é um ato moral saído da imaginação, uma superstição, portanto não apaga a experiência. Como tem pavor do filósofo Nietzsche, não entende o blefe moral do perdão. 3ª coroa: O “corrijo” é mais uma trapaça democrática para ocultar, em vão, sua arrogância, já que é incapaz de se achar passível de erro. Como não erra, não se corrige. Não há nenhum ato a reparar. E como se corrigir é se tomar em outra escolha, outro movimento, outra direção, e como ele cabe em si mesmo, com sua estrutura rígida, jamais irar mudar. Jamais será um democrata. Continuará o resmungão invejoso perambulando em sua torre de marfim vaidoso. Logo, não errou. Razão de sua péssima administração da educação pública.

*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Chagão!

Θ KAKÁ QUER SER PASTOR. Questionado sobre o que pretende fazer quando parar de jogar futebol, o meio campo, inteligência máxima do nosso futebol e embaixador da globotária na seleção-nike, Kaká, o Magnífico, disse querer seguir a profissão máxima da igreja evangélica. O meia afirmou que será difícil, pois a empreitada exige muito estudo e dedicação. Uma assinatura do ‘Chagão!’ gratuita pra quem adivinhar qual a igreja o belo mancebo freqüenta. Sim, ela mesma, a Renascer em Cristo, do casal Sônia e Estevam. Se a hierarquia for preservada, Kaká deverá viajar em alguns anos a Miami, a fim de ser ordenado, direto da penitenciária.

Θ E FALANDO EM SELEÇÃO-NIKE… quem viu e ouvir a transmissão do jogo entre Brasil e Uruguai na semana anterior deve ter percebido a frase que foi exaustivamente decantada pelo narrador da globotária: “O torcedor quer se apaixonar de novo pela seleção!”. Outra assinatura gratuita do ‘Chagão!’ para quem adivinhar qual foi a frase de estréia do novo (sic) blog da Nike no dia seguinte…

Θ CHAMPIONS LEAGUE, em sua penúltima rodada da fase de grupos, define alguns times como já classificados. Outros, jogam mês que vem (11 e 12) apenas para cumprir tabela. Resultados, grupo a grupo:

GRUPO A

Besiktas 2 X 1 Marseille

Liverpool 4 X 1 FC Porto

Nada definido no grupo. Todos ainda com chances de classificação. Ao Porto, basta um empate na última rodada contra o turco Besiktas. O Marseille recebe o Liverpool, e quem vencer leva. Em caso de empate, a vantagem é do time francês.

GRUPO B

Rosenborg 0 X 4 Chelsea

Valência 0 X 0 Schalke 04

O time inglês já garantiu uma das vagas com a goleada no time norueguês. Na última rodada, Schalke 04 e Rosenborg se enfrentam, na Alemanha, e decidem a última vaga, já que o Valência vai à Inglaterra enfrentar o Chelsea apenas para exibição.

GRUPO C

Werder Bremen 3 X 2 Real Madrid

Lazio 1 X 2 Olympiakos

Após um início de campeonato complicado, o atual vice-líder da Bundesliga enfrentou de igual para igual os merengues franquistas, com direito a muita cotovelada sobrando em dividida, e faltas fora do lance cometidas pelo time branco. No final, a recuperação do Bremen, que decide uma das vagas com o grego Olympiakos. O Madrid praticamente se garantiu, com a derrota da Lazio.

GRUPO D

Benfica 1 X 1 Milan

Celtic 2 X 1 Shakhtar

Berlusconi deve jantar tomando champagne e dando gafes Itália afora, com a classificação antecipada do Milan. Celtic e Shakhtar disputam a segunda vaga, sendo que os escoceses têm mais um duelo contra os italianos, agora em Milão, e os ucranianos recebem os eliminados portugueses. O Celtic com um empate, vai. E tome festa na Escócia se isso acontecer!!!

GRUPO E

Stuttgart 3 X 2 Rangers

Lyonaiss 2 X 2 Barcelona

Barça classificadíssimo para as oitavas-de-final. A outra vaga será decidida entre Rangers e Lyon, que se enfrentam em Glasgow. Um empate transforma a festa escocesa do Celtic em fato histórico! Os dois grandes da Escócia com chances reais de passar da fase de grupos, tendo os Rangers maior possibilidade.

GRUPO F

Dínamo Kiev 1 X 4 Roma

Manchester Utd 2 X 1 Sporting

Tudo definido no grupo F. Os Red Devils e os romanistas comemoram hoje a presença dos times na fase seguinte da Champions. A última rodada será de exibição, e a chance da Roma ‘se vingar’ das sucessivas derrotas que vem sofrendo do Manchester nos últimos anos.

GRUPO G

CSKA 0 X 1 PSV

Internazionale 3 X 0 Fenerbahce

A atual campeã italiana garantiu classificação antecipada ao bater o time do Zico, que não gostou da postura de seus comandados, uma espécie de time brasileiro que foi montado para vencer a liga turca e disputar a Champions. A julgar pelas palavras do técnico Mancini, da Inter, o Fenerbahce não deve se preocupar. Seu principal adversário na disputa da segunda vaga, o PSV, vai a Milão enfrentar os líderes, enquanto os turcos encaram em casa o combalido CSKA, que nem sequer à UEFA chega se vencer.

GRUPO H

Sevilla 3 X 1 Arsenal

Steaua 1 X 1 Slavia Praga

Classificados, Sevilla e Arsenal fizeram o grande jogo desta rodada da Champions. Com a vitória, o Sevilla lidera, e vai à Praga encarar o Slavia para se manter em primeiro. Já o Arsenal tem a chance de recuperar a recorde de gols da Champions (fez 7 no Slavia), que perdeu para o Liverpool, que fez oito no Besiktas.

 

Θ COPA BRASIL DE FUTEBOL FEMININO. Definidos os confrontos da quarta fase, após os dois jogos do returno da terceira, realizados na segunda-feira. Festa no Norte, com seu único representante, o Genus, na quarta fase!!! Resultados e próximos confrontos:

26/11 (Segunda-Feira):

Internacional (MA) 0 X 1 Genus (RO)

São Francisco (BA) 1 X 1 Tiradentes (PI)

 

Quarta Fase (29/11, 01 e 04/12):

Mato Grosso do Sul X Genus (RO)

Benfica (MG) X América (RJ)

São José (PR) X São Francisco (BA)

Botucatu (SP) X Tiradentes (PI)

América (RJ) X Mato Grosso do Sul

Genus (RO) X Benfica (MG)

Tiradentes (PI) X São José (PR)

São Francisco (BA) X Botucatu (SP)

Mato Grosso do Sul X Benfica (MG)

Genus (RO) X América (RJ)

São José (PR) X Botucatu (SP)

São Francisco (BA) X Tiradentes (PI)

 

Θ BRAGANTINO CAMPEÃO DA SÉRIE C!!! Mesmo sendo derrotado na última rodada, disputada hoje, pelo ABC-RN, o time paulista levanta a taça dos porões do campeonato nacional, e pode já ano que vem fazer o clássico com o alvi-negro da capital… A rodada também definiu os outros dois classificados. Além de Bragantino e Bahia, respectivamente campeão e vice, verão a segundona o ABC-RN e o Vila Nova de Goiás.

Θ BRASILEIRÃO’07 NOS MOMENTOS FINAIS – A PENÚLTIMA: Garçon, vê a penúltima que pode ser a última na série A para muitos times. Na complementação da rodada, feita hoje graças à rede globo, Atlético-MG venceu o Goiás por 4 a 1, e o time verde agora precisa vencer em casa o Internacional e torcer pelo empate ou derrota do Corinthians. O Figueirense venceu o Náutico por 2 a 0, mas o clube recifense não corre mais risco, e apenas disfruta a última rodada contra o Flamengo. Já o Timão, que poderia ter vencido o Vascão no Pacaembu e ter dado adeus antecipado à segundona, agora vai à Porto Alegre encarar um Grêmio ainda esperançoso da vaga na Libertadores. Embora seja mais fácil o Corinthians golear o Grêmio do que o Goiás vencer o Inter, o risco ainda paira, e se considerarmos que os encarnados gaúchos adorariam ver o time que ganhou no tapetão o título de 2005 em cima deles na segundona em 2008, não há dúvidas de que a rodada final será digna de caixas e caixas de ansiolítico e antihipertensivo. Para o timão, que perdeu a chance hoje, resta cantar, com Cleiton e Kledir:

     “Deu pra ti

               Baixo astral!

                      Vou pra Porto Alegre

                                             Tchau!”.

ENCONTROS CASUAIS

! Era uma vez três amigos batalhadores da vida. Em suas batalhas cotidianas haviam realizado várias experiências para tirar o pé da lama, e nada. De camelô a porteiro de cemitério, e nada. Certo dia tiveram a grande inspiração: assaltar. Assaltar uma importante loja. Que iam tirar o pé da lama iam sim. Assim imaginavam felizes o plano. Bolaram todos os detalhes. Escolheram a vítima. Uma loja importante. A rua, o dia, o horário, estudaram os hábitos do vigia, tudo para que o plano fosse consumado com sucesso. Dia certo, horário certo, melhor ainda, noite de folga do vigia. Foi uma barbada entrar no recinto. Entraram, observaram os compartimentos, cheios de contentamento, imaginando o amanhã, mas quando passaram em frente a um quarto no corredor, uma porta entreaberta mostrou que tinham companhia: um casal no maior love. Não tiveram nem tempo de terminar o afeto/surpresa: foram assaltados por um barulho de porta arrombada e impropérios de furor. Correram e se esconderam em um cubículo. O arrombador de porta, ensandecido, entrou no quarto do love e a porrada comeu no centro. Era o marido da mulher adúltera, dono da loja. Os dois brutamontes se agarraram como quisessem matar o desejo acumulado de abraçar corpos másculos, e entre tapas e abraços chegaram até o corredor. O traído deu um murro no traidor, o traidor recuou ficando colado na porta do cubículo, o traído pulou de dois pés nos peitos do desafeto, a porta quebrou-se e os dois caíram em cima dos três. O amante gritou um puta que o pariu, esta mulher é insaciável. O desenganado gritou um eu que o diga. Uma vizinha que desde o começou ouvira gemidos suspeitos, produzidos pelo love, chamara a polícia, que chegou na hora que ia começar a grande batalha dos cinco. Conduzidos à delegacia, o delegado registrou o caso como passional. Soltou o casal, e o real amante, e os três amantes virtuais passaram a noite detidos em selas separadas para não armarem um escarcéu na delegacia. Pela manhã, depois de pagarem as fianças, foram soltos.

Meses depois, passada a dor da frustração, consideram o ocorrido e resolveram tentar outro assalto. Desta vez seriam mais meticulosos: nada de loja com vizinha ao lado. Escolheram a loja e lá foram assaltar no meio da madrugada. Dentro do recinto o prazer uterino: só sorrisos. Pegando um objeto aqui e outro acolá, um deles chegou na porta de uma sala, e foi tomado por um susto-erótico: um homem deitado de lado, sobre um tapete persa, a bundinha empinada, só com a marca do bronze. Não deu outra: o cara não se conteve, pulou em cima da bundinha empinada, o apolo adormecido acordou sorridente, enlaçou-o em seus braços e tascou-lhe beijos apaixonados. Os dois, ao ouvirem as gargalhadas entrecortadas por suspiros, estalos e juras de amor, se mandaram com as mãos vazias. No outro dia o amigo chegou na praça, onde sempre se encontravam, em um carrão com motorista particular e tudo. O bundinha empinada era o dono da loja. Quer dizer, de uma cadeia de lojas que estando carente pelo desprezo de seu ex-bofe, se apaixonara, beladormecidamente, pelo agora sócio.

Desfeito o trio, os dois resolveram deixar o ramo do assalto. Certa tarde, em uma rua, no maior rafael, avistaram em uma placa de um consultório psicológico a seguinte frase: “Você não nasceu para isto! Entre! A primeira consulta é grátis”. Não precisaram. Ao lado havia uma construção precisando de pedreiro, se inscreveram. Trabalharam durante alguns meses, levantaram uma grana, compraram passagens direto para São Paulo, procuraram um clube de futebol, pois tinham grande intimidade com a Matildes, treinaram, abafaram, foram contratados, fizeram sucesso, ganharam todos os campeonatos, inclusive pelo Corinthians, o mercado europeu comprou seus passes a peso de euro, fizeram mais sucesso na Europa, e então, como não eram qualquer Kaká brasileiro, formaram-se em filosofia, investiram maior parte de suas granas na educação de crianças e jovens pobres das Américas, África, Ásia, Europa… todos continentes. Criaram escolas e universidades cuja idéia saía do filósofo Nietzsche: “A vida não é argumento”.

!! Foi o que se poderia afirmar: um verdadeiro amor. Casaram jovens. Ela dezoito anos, e ele vinte e três. Uma vida de fidelidade e felicidade conjugada em dois. Amor eterno, infinitamente preenchido. Uma noite, depois de festejar seus quarenta anos, ele foi dormir. No outro dia não acordou para trabalhar. Ela desesperou. Pensou em se suicidar para ir a seu encontro. Mudou de idéia: era católica. O ato lhe castigaria com uma vida pós morte vagando eternamente em lugar algum. Esperou anos sofrendo com a angústia de encontrá-lo. Aos setenta e oito anos, morreu feliz, ciente que iria concluir sua bela união iniciada na terra. Ao chegar no topos do além morte, procurou logo, cheia de ansiedade, encontrar o seu fiel amor. Não demorou muito viu-o caminhando em uma praça. Correu para ele entre lágrimas de felicidade. Parou em sua frente. Ele sorriu, cumprimentou-a e se dirigiu à uma jovem de uns trinta anos sentada em um banco que, ao vê-lo, levantou-se, abraçou-o e beijou-lhe. Depois partiram de mão dadas muito felizes. E ela, no misto da dor e compreensão, foi se conformando. Entendera não existir tempo pós-morte. Quando se morre permanecem o corpo e a mente na mesma idade que se morreu. Ele com quarenta, e ela com setenta e oito. Ele conhecido para ela, e ela desconhecida para ele. Ela poderia pensá-lo, ele impossível pensá-la.

!!! Era uma vez uma ciadade onde todos viviam dentro de suas casas. Tendo a sua disposição tudo para para suas atividades cotidianas, as famílias desta cidade não necessitavam sequer de saírem para fazer compras ou ver amigos e parentes. Tudo era disponibilizado pelos avanços tecnológicos. Sem que houvesse qualquer tipo de alerta, houve um blackout na cidade. Todas as famílias permaneceram por alguns minutos paralisados com a situação inusitada. Logo que uns começaram a sair do estado de estagnação, outros acompanhavam a tímida procissão que ia se formando em cada casa do interior ao fora. A caminhada até a porta, que até aquele dia tinha perdido completamente seu sentido, posto que há muito perdera seu uso, que dava acesso para o lado externo das casas, começou lenta, com um certo medo, por parte dos assombrados com o desconhecido. Ao saírem viram, uns olharam os outros, as pequenas procissões que iam surgindo e preenchendo as ruas, antes solitárias, da cidade. Começaram a tentar uma conversa e descobriram o quanto não conheciam física e afetivamente uns aos outros. Eram vizinhos sem o menor laço de vizinhança. Eram parentes sem afetividade. Eram amigos sem a compreensão do sentir o outro. Em nada transavam. Alguém gritou: “A luz apareceu!” Todos trataram logo de entrarem em suas casas e desligarem os aparelhos tecnoeletrônicos. Assim poderiam forjar a certeza do eterno blackout e permanecer na rua, juntos, falando e ouvindo. Alegres!

!!!! Homem, casado. Com pressa. Atravessou a rua e correu até a esquina. Ao virar se chocou com outro corpo. Os lábios se colaram. Abraçou intensamente o outro corpo e foi abraçado. Acariciou o cabelo do outro corpo enquanto o seu era alvo dos carinhos das mão que subiam e desciam desesperadas como se fossem o prelúdio da morte anunciada. Os lábios se descolaram. Ele agarrou na mão Dele e mais calmo seguiu.

!!!!! Blackout. Quando acordou pela manhã a idéia veio como sempre imprevisível. Ficou horas parado na cama. Mas sua imaginação trabalhava com a sanha de um vespeiro. Viu uma cidade onde todos viviam isolados. Viu quando as luzes se apagaram, os aparelhos pararam. Como não tinham janelas, sem o ar condicionado, as pessoas foram forçadas pelo calor a sair. Percebeu a dificuldade que tinham em entabular a mais simples conversa. Durante o dia, enquanto tomava o ônibus, enquanto trabalhava, foram insurgindo-se outras situações. Sentiu como as crianças, largando as mãos dos adultos, entraram numa proximidade democrática, até fundarem um estado verdadeiramente democrático. Ao chegar do trabalho, apenas comeu algum biscoito com café e foi para a lan-house, para digitar a história e enviar para o amigo, que a publicaria na madrugada nos Encontros Casuais. Mas quando, na parte em que acrescentava como os moradores sentiam medo e esperança, sempre juntos na sua passividade… Blackout, a energia foi embora. Ligou para o amigo e relatou o ocorrido. O amigo afirmou que não escreveria a história do blackout na cidade, mas contaria a história do blackout que a impedira de ser contada. Mas daqui a pouco, quando já ia pelo meio… Blackout. Acabou que este encontro casual acabou não sendo postado, embora tenha sido intensamente vivido.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Não se pode dizer que a prefeitura de Manaus não é imaginativa:

Ю “500 novos ônibus em Manaus. Eu sou um deles”, diz a propaganda nos coletivos da metropolitana Manô. Antropomorfizou os professores-bichinhos (e afundou o barco do sub-secretário), antropomorfizou os ônibus e ainda promoveu o milagre da multiplicação. Entregaram 150 e contam como os 500 prometidos.

Ю Enquanto isso, num ônibus ‘eu sou um deles’ lotado, chovendo mais dentro do que fora, uma cidadã filosofante percebe a pingadeira vinda da porta da frente, aberta. Pediu que o motorista a fechasse, pois estava molhando a todos. O motorista então disse que não podia fechar, para não embaçar o vidro, e pediu que os passageiros se concentrassem no fundo do veículo. Impossibilitados de fazê-lo pela lotação e pelo chuveiro em que havia se transformado o condicionador de ar, restou à cidadã insistir com o motorista para que fechasse a porta. O motorista então informou que era orientação da empresa que eles trafegassem com a porta dianteira aberta em dias de chuva. Se apelasse para a imaginação, a cidadã poderia pensar: “dos 500 ônibus novos, eu pego justo um velho!”. No entanto, como cidadão, ela usa a imaginação para a criação de imagens-afecções, que constroem a possibilidade de existência da cidade, e não para a catalogação das imagens-clichês, que nada criam, como faz a prefeitura.

A FOME DO BISPO

Gólgota, de Edward Munch

Tela: Gólgota, de Edward Munch.

O bispo de Barra, na Bahia, Luiz Flávio Cappio, de 61 anos, iniciou outra greve de fome contra as obras de transposição do rio São Francisco. Ele afirma que não houve discussão pública com relação ao projeto, que já vem sendo adiado há mais de dois anos por ingerência de parte da igreja, da qual o bispo faz parte.

Sobre isto, é possível desdobrar três linhas intensivas de análise que o leitor intempestivo não vai ler na mídia oficial:

DO RESSENTIMENTO COMO MODO DE EXISTIR

 O filósofo alemão Nietzsche chamou de ressentimento o modo de existência que surgiu no processo civilizatório da humanidade, marcadamente no Ocidente, e que se caracteriza pela não-reação do sujeito em relação ao que lhe afeta. No Direito Natural, as ofensas e dívidas eram cobradas de acordo com as relações de potência. O direito civil limitou a possibilidade das pessoas agirem a fim de reparar danos e ofensas sofridas, uma vez que a potência agora é coletiva, e que é necessário se adequar a este novo modo de existir, a coletividade. Alguns ramos decadentes passaram a desenvolver uma estética do existir que, ao invés de posicionar-se no mundo e agir nele para modificar sua realidade, preferem ‘internalizar’ o afeto, agredindo a si mesmo e tomando esta dor como princípio do seu existir. A partir daí, só se sentirão ‘vivos’ à medida em que insuflarem em si, tendo o outro como motivo e móbil, sofrimento e dor. A igreja é campeã do ressentimento. A greve de fome é uma estratégia do ressentimento, procurando infligir a si uma dor, e alimentando a idéia inadequada de que o outro é responsável pela sua dor. Apenas pelo sentimento de culpa se pode cair em tal estratagema, que abre mão da sua potência de agir no mundo para sustentar na dor e na irracionalidade o seu ponto de vista. Qual a responsabilidade real do governo em caso de morte ou debilitação do bispo? Nenhuma, a não ser pelo ponto de vista do padecimento de quem está envolvido no mesmo tipo de dor-modo de existir do bispo. Assim, ele age em consonância com a estratégia de dominação do corpo pela Igreja, que tem mais de dois mil anos.

JESUS, FILHO DE MARIA E O ETERNO CRUCIFICADO

Se Cristo desce da cruz, a igreja se extingue. Inclusive as apocalípticas. Foi mantendo Jesus na cruz, como eterno anátema da dor e do sacrifício que Paulo fundou as bases da igreja que matou, saqueou e foi partícipe dos processos de acumulação de capital da Europa e EUA desde sua fundação. O Jesus do bispo Cappio é o Jesus eternamente crucificado de Paulo. Nada a ver com o filho de Maria, que em suas itinerâncias falava de um Deus vivo, presente na existência das pessoas como o fogo da Vida. Não o do ressentimento e o da autocomiseração. O Cristo de Maria, palestino, está mais próximo das células da Teologia da Libertação, de Marx (como mostra a película filosofante “O Evangelho Segundo Mateus, do comunista Pasolini) do que das causas de Bento XVI. Cappio comete um sacrilégio: se compara a cristo, na sua causa. Mas para os que acreditam no Cristo feito humano, que leu a realidade de sua época e expôs filosoficamente as entranhas das relações de dominação, Cappio é apenas mais um dos que foram iludidos por Paulo no caminho para Damasco.

DA PARCERIA SECULAR IGREJA X CORONELISMO

No horizonte do ato do bispo estão quase cinco séculos de parceria entre a igreja e o sistema político-econômico que perdurou no nordeste do Brasil. Importada da Europa, a igreja veio com o claro intuito de converter pela fé a mão-de-obra pagã a fim de usá-la nas lavouras e no trabalho duro em prol do capital da Santa Sé e dos reinos mercantilistas. No Brasil, esta aliança perdurou, a igreja sempre esteve ao lado dos coronéis, com raríssimas exceções, e a literatura de cordel e as obras de escritores nordestinos como Ariano Suassuna estão repletas de referências a esta submissão. Impossibilitado, talvez, de uma discussão no plano científico, social, econômico que rebata os argumentos favoráveis à transposição do São Francisco (que, caso seja bem sucedida, pode acabar com quilômetros de seca e séculos de opressão), resta ao bispo marketeiro e as forças reacionárias que estão com ele apelar para a sedução pela dor. Para isso, procuram, como já exposto aqui, capturar pelo sentimento de culpa a opinião popular, para que, sem uma discussão racional e abrangente do projeto, se possa decidir o que é melhor para as pessoas. A partir delas mesmas.

‘EL REGRESO’ DOS NÃO-IDIOTAS

Idiota (do grego idiótes: próprio) significa único, aquele que age, a partir da razão, como causa de si mesmo, o que não é vítima dos encontros fortuitos. Ainda na Grécia Antiga, a palavra foi sendo desvirtuada, passando a caracterizar aqueles que em nada queriam envolver-se nos negócios da Pólis; na verdade, aqueles que se tornavam incapturáveis em épocas de tirania, até chegar ao significado escamoteado de “ignorante”, porque se distancia do estado de coisas, e “passivo”, porque não o movimenta extensivamente. Mas se o movimento do idiota é ativo/intensivo para fora da opressão, do medo e da hipocrisia. É o movimento da vida.

Na América Latina, após as ditaduras militares que predominaram em quase todos os países, houve um preenchimento neoliberal do poder constituído. Depois do fracasso de suas concepções distorcidas de governar, apareceram Lula, Rafael Correa, Bachelet, Evo Morales, Kichner, Chávez, cada um a sua maneira singular, em diferentes graus, criando linhas de atuação política alternativas de governo local e novas relações de proximidade democrática. Estes são os idiotas.

DOS RESSENTIDOS COM OS IDIOTAS

Quando Plinio Apuleyo Mendoza, Carlos Alberto Montaner e Álvaro Vargas Llosa escrevem um livro chamado El Regreso do Idiota, traduzido ao Brasil como A Volta do Idiota, não tem como perceber essas atuações, primeiro porque estão muito bem situados numa segmentaridade dura, que é o neoliberalismo, e segundo porque não tem o entendimento político-filosofante para sentir. Não sabem o que é um idiota. Não querem nenhuma mudança e no seu embrutecimento nada escrevem. Apenas executam as palavras de ordem que buscam encrustar em outros, principalmente em Hugo Chávez. Por isso saltam os enunciados de dor e ressentimento até mesmo aos que simpatizam com as políticas dos idiotas.

DA ITINERÂNCIA DOS IDIOTAS

Hugo Chávez é apontado como ditador. Mas o trio do ressentimento latino não observa que o próprio Teodoro Petkoff, um dos mais conhecido opositores de Chávez, o qual recentemente esteve no Brasil e foi entrevistado no programa da Tv Cultura Roda Viva, deixou os entrevistadores sem pauta quando logo no início do programa afirmou que na Venezuela não existe censura, que a oposição se expressa livremente, assim como o governo é livre para defender-se.

Já Lula, ao lado de Michele Bachelet, do Chile, é colocado como fazendo parte da esquerda vegetariana em relação à esquerda carnívora, de Chávez, Evo, Kichner, Correa. Na verdade, é só mais uma tentativa da direita impotente, aqui representada por este trio, que tenta forjar blocos de poder desejando tirar proveito, criando um enfrentamento entre os idiotas, para poder enfraquecê-los. O que não conseguem, deixando vazar uma desesperada histeria discursiva dos que foram acostumados nos privilégios do poder que acreditavam perpétuo.

E assim o panegírico da mediocridade neoliberal segue debulhando preconceitos e enunciados de violência. Presos nas armadilhas do poder constituído, com a percepção e a sensibilidade embotadas, portanto, distanciados do real, só resta ao trio regressar na quimera, na fantasia. Não sabem, por exemplo, que o regresso não é possível. Não existe volta. “O limite a que devemos chegar é o limite do qual já não podemos voltar”, diz Marcel Proust. A única coisa que pode se repetir é o enunciado. Por isso, enquanto os idiotas democráticos vão ganhando velocidade intensiva de ação, a tríade ressentida neoliberal fica travada, remoendo seu amargor.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Ю – “Pesquisa prevê universalização do esgoto só em 2122”, diz a pesquisa da FGV para uma ONG, sobre a velocidade com que o saneamento básico chega às cidades brasileiras. É de se comemorar. Se a pesquisa tivesse sido feita no período FHC, ao invés do ano de 2122, veríamos a palavra ‘nunca’.

Ю – “Temos hoje a faca e o queijo na mão para derrubar a matéria”, diz o senador Arthur ‘nosso orgulho’ Neto sobre a estratégia do PSDB/DEMos para impedir a aprovação da CPMF no Senado. Além de demonstrar o seu ‘bom português’, o senador orgulho do Amazonas adere (como sempre) ao vazio do significante para sustentar a ilusão da sua atuação política. A faca e o queijo que o PSDB acredita segurar, ainda que se fosse metaforicamente, demonstrariam a pequenez de entendimento sobre as transformações que estão acontecendo no Brasil e no mundo.

Ю – MPE recomenda rejeição das contas do PSDB, dentre elas a campanha presidencial de Alckmin. Se essa notícia sai uma semana antes do congresso do partido, teria Geraldinho o mesmo tratamento dado ao senador Azeredo, pai do Mensalão, e persona non grata nos holofotes tucanos? Ganha uma assinatura do Bloguinho Intempestivo no seu emeio quem adivinhar.

Ю – “Estou questionando se é este o parlamento que queremos”, afirmou o deputado estadual paulista, Waldir Agnello, do PTB, sobre a apresentação de um artista transformista durante o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Comunidade GLBTT, coordenada pelo P-SOL. Sentiu-se profundamente incomodado pela exposição das ‘partes pudendas’ do artista. Mamãe ensinou muito bem a interdição do corpo, a ponto do deputado exibir impudicamente sua limitação sexual e sua impossibilidade cognitiva de perceber outras ‘imoralidades’ muito mais explícitas na instituições políticas da paulicéia. Assim, diante de tamanha estreiteza, como pode o deputado falar no plural, se a pluralidade do si, nele se apresenta como a doença do eu sem a singularidade-comunalidade?

Ю – Xarope enviado pelo presidente Lula: “”Presidente não gosta de conferência, a não ser antes ou depois, como vida profissional, para ganhar dinheiro fazendo conferência. Mas participar de conferência para ouvir o que alguns acham que é desaforo, quando na verdade é desabafo, assistir conferência para ouvir gente falar mal do governo, quando o bom é ouvir falar bem, não é o normal”.

…E A DIREITA INVEJA, RANCOR, ÓDIO. E LULA…

… só produzindo uma sociedade real, onde o cotidiano da população é mais confiante. Onde o reconhecimento tornou-se tautológico.

Ø – Relatório publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), mostra em seu texto, pela primeira vez em sua história, a entrada do Brasil no grupo dos países em Alto Desenvolvimento Humano. Isto significa que o governo Lula tem administrado o Estado brasileiro de acordo com a importância econômica, social e política que o povo tem direito. Ou seja, é um governo inteligente e justo democraticamente.

Ø – Estudos publicados pela Fundação Getúlio Vargas(FGV) afirmam que a confiança do consumidor brasileiro é o maior de toda sua história. O que envolve maior produção industrial e maior confiança nas relações de compras.

Ø – Câmara Federal dos Estados Unidos reconhece o Brasil como o pais com grande preocupação com o desenvolvimento sustentável e comprometimento com pesquisa energéticas para melhor proteção ambiental. O que o coloca em destaque na liderança internacional.

Três notas, três enfartos.

Como sofre D. Inveja.

E aí, Nandinho, queria mais quatro para o que não fez em oito e o

Sapo Barbudo fez em três? E agora? Fica na janela olhando a

Aquarela!

MANAUS: UM PASSEIO PELA NÃO-CIDADE

UEA: INSTITUCIONALIZAÇÃO E MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL

Após os recentes acontecimentos na Escola Normal Superior da UEA, esta coluna entrou em contato com fontes, e relata agora os acontecimentos, analisando algumas situações que estão ocorrendo.

Com a manifestação dos estudantes, a reitoria resolveu instituir uma comissão de sindicância para apurar as demandas reclamadas pelos estudantes. A comissão, formada por três profissionais da entidade, é coordenada pelo pró-reitor de extensão e assuntos comunitários, o psiquiatra Rogélio Casado. Segundo o relato de alguns estudantes, o pró-reitor já se adiantou a qualquer investigação, se apresentando como ‘amigo pessoal da reitora’, Marilene Corrêa, do PT Oh, My Darling!, e questionou a validade das assinaturas colhidas pelos centros acadêmicos dos curso que compõem a ENS.

DESORGANIZAÇÃO ESTUDANTIL E AS VELHAS PRÁTICAS COOPTATIVAS

O documento ao qual o pró-reitor se refere é um apanhado de reivindicações de vários cursos que compõem a ENS. Além do Normal Superior, os cursos de Letras, Biologia e Matemática apresentaram, através de seus Centros Acadêmicos, pontos a serem discutidos para a melhoria das condições na entidade. No entanto, e principalmente pelo fato dos centros acadêmicos, em sua maior parte, não terem força de mobilização, e alguns de seus participantes serem participantes de agremiações partidárias, o que compromete sua atuação, as reivindicações acabaram por perder força. Não houve concordância em relação, por exemplo, à posição dos cursos quanto à direção da ENS, a professora Maria Amélia de Alcântara Freire. Enquanto o Normal Superior alega não conseguir que suas pautas sejam ouvidas por ela, os outros cursos não manifestaram problemas com a direção ou com seus coordenadores. Muitos estudantes envolvidos nas reivindicações são também concorrentes a bolsas, vagas em projetos e outras situações, as quais comprometem a isenção e a força de atuação das pessoas, que temem represálias, as quais já aconteceram.

A ausência de um entendimento para além da individualidade do saber-mercadológico por parte de alguns estudantes dificulta a existência de um movimento que realmente proponha a discussão das diretrizes da instituição. Compreender que os saberes professados na universidade não pertencem ao Estado senão através de uma norma arbitrária, e que esses saberes são esvaziados da sua potência pragmática pela metodologia aplicada em sua formatação e pelas relações de força que se estabelecem dentro das academias é requisito necessário para que se possa atuar no sentido de enfraquecer esses enunciados violentadores da autonomia e da potência criadora das pessoas.

A FORÇA DA INSTITUIÇÃO: PAJELA ‘BIG STICK’

Um aspecto desta relação de força que procura impedir os estudantes de criar um ambiente favorável às discussões e manifestações autônomas é a postura ameaçadora de alguns professores. Esta coluna soube de relatos de professores do curso Normal Superior que ‘lembraram’ a alunos que eles precisam do ‘apoio’ dos professores para ingressar em projetos de pesquisa, conseguir bolsas, vagas no mercado de trabalho, e que nenhum professor indicaria um aluno ‘problemático’, que fosse muito ‘questionador’. Outros professores pairam com a constante ameaça de reprovação dos alunos que se envolvem neste tipo de questão. Houve o caso de um professor doutor, que leciona uma disciplina de educação infantil, que teria afirmado a seus alunos, numa discussão sobre a complementação do curso Normal Superior para Pedagogia, que estes deveriam se conformar com o curso que fazem, e que professor infantil se forma “para limpar calça suja de criança”. Certamente uma didática ilustração do entendimento do profissional sobre o que ele acredita ser educação. Muitos alunos retiraram o apoio às reivindicações após sucessivas pressões institucionais por parte de professores.

Neste ponto é importante levar em consideração que a maior parte dos professores da UEA são contratados e/ou indicados. Em 2005, foi necessária a intervenção do Ministério Público exigindo que a entidade promovesse concurso público. No entanto, o edital do concurso, com diversas irregularidades, foi contestado pela justiça (só para ter uma idéia, a vaga para professor de filosofia exigia licenciatura na área, ou em administração (!), com a taxa de inscrição no valor de R$ 200,00). As provas do concurso estão marcadas para janeiro de 2008. Até lá, as atividades da instituição podem parar, por falta de professores, já que o contrato de pelo menos 900 deles termina agora fim do ano.

Há relatos de que neste caldo de professores ‘contratados’ existem famílias inteiras dando aula, ou se revezando entre Faculdade de Educação da UFAM e UEA, alguns deles, parentes ou não, concursados na UFAM com DE (Dedicação Exclusiva), e mesmo assim dando aula às vezes em três instituições. A maior parte dos ocupantes dos cargos de chefia são indicados, não havendo possibilidade sequer de indicação por parte dos estudantes ou agremiações estudantis. Muitos deles temem perder seus cargos caso as irregularidades venham á tona, sobretudo em época eleitoral. Mesmo assim, com toda esta situação, a reitora se ausentou em quatro audiências com os estudantes requerentes.

SINDICÃNCIA COMO INSTRUMENTO DE COAÇÃO

A sindicância presidida pelo Dr. Casado, a se confirmar a tendência de culpabilizar os alunos e encontrar ‘furos legais’ ao invés de investigar os indícios apresentados no documento redigido pelos estudantes, constitui prática comum de utilizar instrumentos legais dentro de uma instituição a fim de debelar qualquer possibilidade de modificação nas estruturas ou na dinâmica institucional. Algo que o psiquiatra e (diz ele) entusiasta da Reforma Psiquiátrica, Rogélio Casado, não percebeu ser prática que carrega os mesmos enunciados da psiquiatra policialesca de eliminação dos direitos civis dos doentes mentais e de sua cinscunscrição na segmentaridade dura da ordem do capital. Ele, que durante anos se colocou como ‘oposição’ (sem construir linhas intensivas de alteridade que pudessem enfraquecer o bloco de re-sentimentos da ordem social, sem saber que mesmo que fizesse isso não seria oposição), e que chegou à coordenação estadual de saúde mental no governo do ‘guerreiro de sempre’ Braga afirmando que a reforma psiquiátrica no Amazonas estava atrasada 15 anos. Mesmo com oito anos de governo, ainda não chegou a reforma por aqui. O Dr. Casado, que esteve no Eduardo Ribeiro, devidamente acompanhado de um promissor pupilo, que não se importava em carregar a enorme mochila do tutor, no dia em que tentaram manipular a eleição da Associação dos Usuários do Eduardo Ribeiro, a fim de ganhar mais uma cadeira na comissão estadual de saúde mental, a qual foi denunciada pelo companheiro Jorge ‘Daime’ Gouveia, e debelada pela justiça, anos atrás. O Dr. Casado que, em idos de 87, resolveu protestar contra a política de saúde do então secretário Euler Ribeiro, com a folclórica greve de fome no Hospital Eduardo Ribeiro, técnica de protesto mais marketista do que política, e que hoje se acredita alternativa, unindo-se ao guerreiro Braga. Mais ainda, o Dr. Casado pode se orgulhar de ter inventado a Parada do Orgulho Louco, confirmando a loucura como mais um anátema social. O que fará ele, após essa trajetória na militância médico-social, como pró-reitor de extensão e assuntos comunitários da UEA? Deixou de ser coordenador estadual de saúde mental, ou mantém os dois cargos?

MOBILIZAR É PRODUZIR ALTERNÂNCIAS AFETIVAS

De qualquer forma, aos estudantes que foram ou que continuarão a ser prejudicados nesta situação, é necessário compreender que os movimentos se fazem menos através dos mecanismos formais (embora seja necessária a atuação formal, junto ao MP, por exemplo), do que pelas forças intempestivas, o humor, a ternura, a alegria, territórios estranhos aos que se abrigam sob a força do capital. Enquanto houver resquícios desta possibilidade de mostrar que essa situação transborda seus atores ordinários (professores e alunos), mas que toca em todos os segmentos da sociedade, esta coluna e o Bloguinho Intempestivo estarão acompanhando e informando sobre os acontecimentos.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Nesta quarta-feira (28/11) haverá na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal um debate para discutir a Implantação da TV Pública no Brasil.

A proposta defendida pelo governo é de uma TV Pública que não trate a comunicação/informação como uma mercadoria de troca. Prática esta comum às redes de tevê que usam as concessões públicas para realizarem contratos com empresas privadas, deixando suas programações dependentes das escalas de audiência (medida de mensuração entre as redes de tevê e a economia de mercado).

O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, destaca, nas muitas entrevistas em que procurou elucidar a implantação da TV Pública, o fato de que não haverá um monopólio da comunicação/informação direcionado aos interesses do governo. “Não faz o menor sentido ter uma TV chapa branca ou de propaganda do governo. O que se propõe é uma TV pública, cultural, plural e aberta para o conjunto do país. É isso que vai ser feito”, diz.

O Bloguinho Intempestivo acompanhará esta discussão movimentando a possibilidade de um médium televisivo efetivamente público, onde a comunicação/informação seja um espaço livre e criativo de novos modos de existência e novas percepções.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Anedota Midíatica Metropolitana:

Notícia: “Após desabamento na Fonte Nova, especialistas afirmam que outros estádios do Brasil possuem estrutura comprometida”.

Dentre eles, foi citado o estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão.

Reação midiática local: convocam um ‘especialista’, o administrador do estádio, para falar, rebatendo as críticas. Como argumento, afirma que a história do estádio o isenta, pois nunca aconteceu nenhuma tragédia nele. O fato de um avião nunca ter caído, significa, historicamente, que ele nunca vai cair? Para o administrador do Vivaldão, sim. Como se a história fosse garantia e substituto para uma boa manutenção preventiva, que não aconteceu no caso da Fonte Nova.

A câmera volta para o repórter, que encerra a matéria: “Essa é a opinião de alguém que realmente entende de futebol”. Nem futebol, arquitetura, engenharia e história, ele dançou. E a mídia, com o seu ‘especialismo’, por tabela. E ainda tem quem pergunte por que o futebol do Amazonas está onde está.

COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

# “O PROCOM deveria dar uma chegada na Globo: continua vendendo mercadoria só com a embalagem. Em seu jornal anunciou uma verdadeira manifestação de protesto contra Chávez promovido por estudantes. Como diria D.Tiquinha: “Ouva-se: seis dividido por três, estudantes burgueses. Vai nessa, Athaíde?”.

# Em plena campanha natalina antecipada, a Vênus Descarnada ainda tentou vender a mercadoria educação como um fracasso do governo Lula. Os ganhos educacionais, em movimento pelo meio, afirmam o que ela não pode vender: o governo que mais realizou políticas educacionais. O resto é embalagem Globo, não é, Dedé?

# O porta-voz de Bush na América do Sul, Uribe, presidente da Colômbia, para deslocar o foco dos olhares do mundo, principalmente da França, sobre sua ineficiência nas relações diplomáticas, acusou Chávez de “expansionista” . Um perigo para a América do Sul. O índio venezuelano, por sua vez, enviou sua flecha política colocando-o em seu lugar de ignorante democrata. Sábia, sabia, sabiá. Olê, olê, olá! Pá!

# Quem sofre de enxaqueca conhece alguns sintomas, como dor de cabeça, náusea, dor estomacal, escotomização, tonteira, fobia a claridade, etc. Tudo dependendo do cliente: homem ou mulher. Produção patológica bio-cultural, crucial: não tem cura. Segundo os especialistas, há uma grande diferença entre o homem e a mulher, enxaquecamente falando. A mulher pode se livrar desse belo incômodo quando ultrapassar a menopausa. Grande vitória nossa sobre eles. Eles, por serem incompletos: não possuírem útero, trompas, ovário, hormônios menstruais, ciclo, berço/fecundante, terão que amargar pelo resto de suas existências este belo incômodo rivalizante com a mulher. Entretanto, este fracasso respinga em todos nós. A obnubilação produzida pela enxaqueca masculina é materializada na sociedade por via parlamento e anexos, onde estes com seus atos enevoados pelos sintomas, impossibilitam a construção da democracia. Como não acreditar que um Mão Santa, um Tasso, Arthur, Agripino e outros senatoriais, e os anexos Fernando Henrique, Josias Souza, Mainardi, Reinaldo, Jabor, Jô, entre outros anexos, não sejam produtos de suas enxaquecas? É lógico, temos que ser ponderados. Antes de diagnosticarmos a enxaqueca como causa de suas obnubilações política/social, temos que afastar outras causas, como, por exemplo, a limitação intelectual que apresenta o mesmo efeito antidemocrático. Todavia, só um ‘especialicíssimo’ em democracia médica/política para discernir tal diagnóstico. Como mamãezinha aqui não sofre desta enfermidade, “inveja dos homens”, está livre. Quanto minha limitação intelectual ou não, são meus leitores que devem diagnosticar. Em mim, TDPM – Transtorno Disfórico Pré Menstrual, só segundona, meu. Mas este… eu quero é mais, Juju!

            Cansei do Rock!

                        Não me toca

                                    O tal Ibope

                                                O que me toca

                                                              É o fluxo Pop.

Beijos e Abraços Vertebrais!

O PSDB E SEU ELOGIO AO FRACASSO

Na cultura do culto à dor necessária, pessoas, órgãos, instituições, partidos só se acreditam existindo quando estão futurando. Quando estão elaborando planos de organização e desenvolvimento. Planos para assegurar o futuro. Planos da concepção do futuro. Fantasia do amanhã no hoje. Providência-mágica. Eliminação da atuação das combinações dos acasos. Recurso da imaginação-organizacional hoje para certeza do desenvolvimento futuro. O futuro tecnocratizado. Planejo aqui e confirmo lá. Nada além da falsificação do presente-real pela intolerância ao adverso/criativo. Assim, desprovidos de qualquer elemento racional quanto ao social, blefam como se carregassem o dom do sucesso do amanhã. Se os encadeamentos das forças econômicas/sociais/políticas coincidirem com o blefe, estão salvos. Felizmente nunca se encadeiam.

Pois bem, os risíveis componentes do PSDB, movidos pela força do fracasso, efeito da causa-inveja, se postam compulsivamente a segregar suas bílis-esquizo-temporal no território onde acreditam encontrar-se Lula: seus blefes planificados. “Lula está colhendo o que nós plantamos”. Vejamos o que se esconde por trás deste blefe-imperativo. Vamos contrair a memória e deslocá-la como atual. Sarney entendeu ser pouco quatro anos de governo para resolver os problemas do Brasil: rasgou a constituição e ampliou para cinco anos. O equilibrista Fernando Henrique, imperioso, proferiu ser pouco quatro anos: rasgou a constituição, comprou votos de parlamentares, e se reelegeu. Hoje, os passados-futuristas acusam Lula de querer se perpetuar no poder. Pensar em terceiro mandato. Equacionemos. Se para eles Lula está colhendo os louros da sapiência administrativa deles, é porque planificavam permanecer senhores do Brasil. Daí projetarem em Lula seus desejos (vazios). Daí quererem transferir a Lula suas trapaças. Como a maior parte do povo brasileiro não permitiu o blefe se realizar, eles caducam no estereótipo acusatorial. O que significa dizer: eles no começo do primeiro mandato já planejavam o terceiro. Como antes do meio do segundo, sentiram a reação popular contra ação de seus fracassos, inventaram o candidato Serra. Como não deu certo, tiveram que se banquetear com o robotizado Alckmin. E como o robot entrou em curto, eles apelaram para a onipotência: nosso saber continua em ti, Lula. Porém, se Lula/Povo não tivesse exercido seu poder, hoje, para eles, tudo estaria na lógica do normal-democrático. Todavia a Inteligência/Lula e a combinação dos casos produziram estes feitos democráticos jamais sentidos no país.

Assim, resta tão somente o elogio do fracasso. O desconhecimento dos atos falhos apresentados por Freud: dizer o que não se quer dizer. Quando não reconheço teu feitos, quero ocultar meus fracassos. Entretanto, em mim, sei de teus feitos, mas minha inveja me paralisa e não me permite te reconhecer, por isso sofro. Meu consolo é te desapreciar. Por isso afirmo: não tens educação, quando sou eu que não tenho, não sabes escrever, quando eu jamais escrevi. Por tal, meu ritual ao elogio do fracasso.

*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Chagão!

Θ TORCEDORES DO BAHIA MORREM na queda de uma parte do anel superior do estádio da Fonte Nova, no jogo contra o Vila Nova-GO. Nove morreram e mais de 100 ficaram feridos. 60 mil pessoas assistiram à partida. Dias antes, o ex-presidente do clube, Marcelo Guimarães, foi preso pela operação Jaleco Branco. Um mês atrás, em avaliação feita por entidade nacional de engenharia e arquitetura para a copa 2014, o estádio da Fonte Nova foi considerado o pior de todos os avaliados, com “arquibancadas em ruínas”. Resta saber se haverá algum tipo de punição aos dirigentes que lotaram o estádio durante toda a competição, sem condições de garantir a segurança do público.

ΘEL DIEZ’ MARCA TOUCA. Dieguito de vez em quando dá uma bola fora. Craque dentro e fora de campo, desta vez marcou gol contra. Num processo movido pela família de Diego Maradona Júnior, italiano, nascido em 1986, fruto de um relacionamento com Cristiana Sinagra, que acusa o pai de não pagar pensão alimentícia após os 18 anos – a lei italiana exige o pagamento até os 25 – e de difamação. El Diez enviou uma carta a ser lida na audiência do processo, se comprometendo a pagar a dívida e desculpando-se pelo que chamou de mal entendido, quando em seu programa televisivo se referiu ao antigo relacionamento como ‘um erro’. Assim como Pelé, que não assumiu a filha Sandra, Diego também perdeu a oportunidade de conversar e estabelecer uma relação ao menos cordial com o filho.

Θ ‘HAY OVEJAS NEGRAS’, afirmou o meiocampista Edmilson, do Barcelona, sobre o ambiente interno do time. Além de demonstrar o familialismo decadente e segregador do ‘bom’ burguês, e colocar o time ainda em lençóis mais sujos, demonstrou, em plena semana da consciência negra, o seu preconceito. A fala tocou em setores conservadores da torcida blaugrana, que já elegeu a sua ovelha negra/bode expiatório: Ronaldinho. Há análises de profissionais autoproclamados sérios, que extrapolam o futebol, indo ao psicologismo infantilizado: Messi não toca a bola para Henry, Ronaldinho faz beicinho e não faz um lance genial há meses, há uma guerra de egos. Ainda não levantaram a hipótese de Henry ter chegado ao Barça e trazido a crise do Arsenal que, sem ele, tem sido um dos melhores times da Europa, mas certamente o farão. Em nenhum momento se fala dos enunciados supersticiosos e preconceituosos que carregam essas falas, e que a imprensa insiste em alimentar.

Θ APERTURA ARGENTINO’07: Antepenúltima rodada da fase ida-e-volta do Apertura, e o Boca cada vez mais desdentado. Caiu para terceiro colocado. Perdeu a segunda posição para o Tigre, que quer comer o líder Lanús. Este perdeu a grande chance de disparar na liderança, empatando com o Argentinos, atual quinto. O Independiente aparece em quarto. E para os torcedores do River, um alento. Ele é o primeiro. Da página 2 da tabela, em 11º. Resultados da fecha 17:

San Lorenzo 1 X 0 Olimpo

Tigre 2 X 1 Rosario Central

Racing 0 X 0 Independiente

Newell’s 1 X 0 Banfield

River 0 X 2 Colón

Vélez 3 X 1 Gimnasia

San Martín 3 X 2 Gimnasia Jujuy

Arsenal 2 X 1 Boca Jrs.

Estudiantes 1 X 1 Huracán

Lanús 0 X 0 Argentinos

Θ APERTURA URUGUAY’07: Depois de dar um sacode na seleção-nike em pleno Morumbi (sem a beleza cantada por alguns cronistas, masPeñarol Nacionalcom garra), volta o campeonato charrua, com destaque para o clássico que para o país: Nacional X Peñarol fizeram um duelo que, se antigamente era considerada a final antecipada, hoje foi apenas um confronto entre dois times sem pretensão de títulos. El Nacional está em um modesto sexto lugar, enquanto os carboneros estão em vexatório 11º. No mais, os roxos do Defensor Sporting mantém a liderança, dois pontos à frente dos ‘picapedras’ Rampla Jrs, quando se aproxima o final da fase de turno-returno. Resultados:

Tacuarembó 0 X 2 Danubio

Wanderers 2 X 3 Central Español

Bella Vista 0 X 1 Juventud

Miramar Misiones 0 X 2 Defensor Sporting

River 1 X 1 Fénix

Nacional 1 X 1 Peñarol

Progreso 2 X 2 Rampla Jrs

Liverpool 0 X 1 Cerro

Θ BRASILEIRÃO’07 NOS MOMENTOS FINAIS: São Paulo recebe a taça e as medalhas em jogo contra o Botafogo. Flamengo e Santos garantem vaga na Libertadores’08 (só podem ser alcançados pelo Palmeiras e Fluminense, mas o tricolor já está classificado por ter sido campeão da Copa do Brasil. Além do verdão, Cruzeiro e Grêmio brigam até os últimos suspiros pela vaga restante. Na ponta de baixo, muita emoção e farta distribuição de captopril para os hipertensos. O juventude dá adeus à série A depois de 12 anos. Paraná Clube, Goiás e Corinthians disputam avidamente as duas últimas vagas para a série B. No entanto, os alvi-negros e os goianos só jogam esta rodada na quarta-feira, graças à bondade da rede globo. Se vencerem, colocam uma das vagas no colo do time paranaense e ainda chamam o Náutico (do goleador Acosta, uruguaio craque-feirante, para esta coluna, o craque do Brasileirão, junto com o gato lindo Valdívia) pra dançar. Quem perder pode se preparar para a luta na rodada final. Resultados:

37ª rodada:

América-RN 0 X 3 Grêmio

Fluminense 3 X 2 Juventude

Internacional 2 X 1 Palmeiras

São Paulo 2 X 2 Botafogo

Flamengo 2 X 0 Atlético-PR

Paraná 2 X 3 Santos

Sport 1 X 0 Cruzeiro

Jogos em 28/11:

Atlético-MG X Goiás

Corinthians X Vasco da Gama

Figueirense X Náutico

Θ BRASILEIRÃO SÉRIE B E C: Na série C, Bahia e Bragantino já se garantiram na série B do ano que vem. Atlético Goianiense e Vila Nova, também de Goiás, tem chances de subir, mas disputam com ABC de Natal e Crac, também de Goiás (teremos todos os grandes times de Goiás na série B 2008?). Na série B, classificados conhecidos, e o campeão definido nos descontos. Vencendo o Santa Cruz de virada, no Recife, o Coxa garantiu o título. Coritiba, Ipatinga, Portuguesa e Vitória já tinham se garantido na série A. Rebaixados para os porões do campeonato nacional estão: Paulista, Santa Cruz, Remo e Ituano.

ΘCAMPEONATOS NACIONAIS EUROPEUS:

BUNDESLIGA: O líder Bayern de Munique venceu por 2 a 1 o Wolfsburg, mas é seguido de perto pelo Werder Bremen, que venceu fora de casa o Energie Cottbus, 2 a 0. O Hamburger SV, que venceu o Hansa Rostock por 2 a 0, aparece em terceiro. O Karlsruher se recuperou diante do Hertha Berlim, 2 a 1, e aparece em quarto. Em quinto, o Bayer Leverkusen, que goleou o Duisburg por 4 a 1.

LA LIGA: o Real Madrid, líder com 29 pontos, tropeçou fora de casa contra o Murcia, 1 a 1. O submarino amarelo, Villareal, perdeu a chance de assumir a liderança da liga, ao também empatar com o Almeria em 1 a 1. O time tem 28 pontos. Atrás, com um a menos, o conturbado Barça, que empurrou 3 a 0 no Recreativo Huelva. Espanyol e Atlético de Madrid completam os cinco primeiros.

LIGUE 1: O líder, Lyonaiss, com 34 pontos, foi a Rennes e venceu o time da casa por 2 gols a 0. Em segundo, com 31 pontos e com um jogo a menos, o Nancy venceu em casa o Lille, 2 a 0. O Bordeaux caiu diante do Caen, 5 a 0! Rennes e Le Mans, completam os cinco.

Premier League: O Arsenal segue liderando, com três pontos a mais que o segundo colocado, e um jogo a menos. Com 33 pontos, venceu em casa o Wigan, 2 a 0. O Manchester United foi a Bolton e perdeu para o time local por 1 a 0, para o desespero do histérico locutor da TV Aberta. Em terceiro, um ponto atrás, o Manchester City venceu o Reading, 2 a 1. Chelsea e Liverpool vêm logo atrás.

SERIE A CALCIO: A Internazionale continua líder, com 28 pontos e um jogo a menos. Recebeu e venceu o Atalanta, 2 a 1. Três pontos a menos, a Juve goleou o Palermo, 5 a 0. Mesmo número de pontos, e um jogo a menos, a Roma venceu fora de casa o Genoa. Udinese e Fiorentina completam os cinco. Destaque para os gritos ensandecidos e esvaziados de afeto do locutor da TV aberta a cada toque do Ronaldo ainda-gordinho, e agora cabeludo, que voltou a jogar, e o Milan, mesmo jogando mal, venceu de virada o Cagliari, 2 a 1.

BWIN LUSA: O destaque da liga portuguesa é a recuperação do Benfica, que agora se aproxima do então super-líder FC Porto. Nesta 11ª jornada, o Porto venceu o Vitória de Setúbal, 2 a 0. Benfica quatro pontos atrás, venceu fora de casa o Acadêmica, 3 a 1. O Sporting Lisboa, em terceiro, empatou fora de casa com o Leixões. Guimarães e Vitória de Setúbal completam os cinco.

Θ CHAMPIONS LEAGUE, também conhecida como campeonato argentino-brasileiro da primeiríssima divisão, tem sua penúltima rodada da fase de grupos nestas terça e quarta-feira. No dia 28, os telespectadores podem assistir as imagens da rede Record (sem a narração, por favor!), de Werder Bremen X Real Madrid, e conferir se o Robinho joga mesmo isso tudo no Real que dizem que não joga na seleção. Às 17:30h de Brasília, ou 15:30 em horário Manô.

Θ COPA DO BRASIL FUTEBOL FEMININO: Seis jogos realizados na quinta-feira (22/11) abriram a terceira fase e encerraram a segunda. Resultados e próximos jogos:

2ª Fase:

M. Grosso do Sul 4 X 1 Mixto (MT)

Internacional (RS) 0 X 1 São José (PR)

Benfica (MG) 7 X 1 Nacional (MG)

Botucatu (SP) 1 X 0 América (RJ)

3ª Fase:

Genus (RO) 3 X 0 Internacional (MA)

Tiradentes (PI) 1 X 3 São Francisco (BA)

O retorno da 3ª Fase acontecerá dia 26/11 (Segunda-feira).

Θ GRUPOS DAS ELIMINATÓRIAS COPA’10 DEFINIDOS: em sorteio realizado pela FIFA, ficaram definidos os grupos das eliminatórias de Europa, África, Oceania-Ásia e Concacaf (esta ainda com partidas perliminares para a formação dos grupos). Veja abaixo:

EUROPA:

Grupo 1: Portugal, Suécia, Dinamarca, Hungria, Albânia, Malta.

Grupo 2: Grécia, Israel, Suíça, Moldávia, Letônia, Luxemburgo.

Grupo 3: Rep. Tcheca, Polônia, Irlanda do N, Eslováquia, Eslovênia, San Marino.

Grupo 4: Alemanha, Russia, Finlândia, Gales, Azerbaijão, Liechtenstein.

Grupo 5: Espanha, Turquia, Bélgica, Bósnia, Armênia, Estônia.

Grupo 6: Croácia, Inglaterra, Ucrânia, Bielo-russia, Cazaquistão, Andorra.

Grupo 7: França, Romênia, Sérvia, Lituânia, Àustria, Ilhas Faroe.

Grupo 8: Itália, Bulgária, Rep. Irlanda, Chipre, Geórgia, Montenegro.

Grupo 9: Holanda, Escócia, Noruega, Macedônia, Islândia.

ÁFRICA:

Grupo 1: Camarões, Cabo Verde, Tanzânia, Ilhas Maurício.

Grupo 2: Guiné, Zimbábue, Namíbia, Quênia.

Grupo 3: Angola, Benin, Uganda, Níger.

Grupo 4: Nigéria, África do Sul, Guiné Equatorial, Serra Leoa.

Grupo 5: Gana, Líbia, Gabão, Lesoto.

Grupo 6: Senegal, Argélia, Libéria, Gâmbia.

Grupo 7: Costa do Marfim, Moçambique, Botswana, Madagascar.

Grupo 8: Marrocos, Etiópia, Ruanda, Mauritânia.

Grupo 9: Túnis, Burkina-Faso, Burundi, Seychelles.

Grupo 10: Mali, Congo, Sudão, Chade.

Grupo 11: Togo, Zâmbia, Eritréia, Suazilândia.

Grupo 12: Egito, Rep. Do Congo, Malauí, Djibuti.

ÁSIA:

Grupo 1: Austrália, China, Iraque, Catar.

Grupo 2: Japão, Bahréin, Oman, Tailândia.

Grupo 3: Coréia do Sul, Coréia do Norte, Jordânia, Turcomenistão.

Grupo 4: Arábia Saudita, Uzbequistão, Líbano, Singapura.

Grupo 5: Irã, Kuweit, Emirados Árabes Unidos, Síria.

OCEANIA:

Grupo 1: Nova Zelândia, Nova Caledônia, Fiji, Vanuatu.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

PARA QUEM ALFREDINHO VAI DAR A SUA MEDALHA?

Quando a política não se dá pelo enaltecimento das potências democráticas, não existem alianças para auxiliar na construção da cidadania, que vai desde o estabelecimento dos serviços públicos indispensáveis à população até as concepções incorporais criadoras de sentidos existenciais autênticos. Quando não existe política, tudo que existe aí são forças que simulam aproximações para melhor diminuir a capacidade de escolha dessa população, que será conduzida numa falsa disputa entre iguais através do jogo-do-não-jogar. Por isso em Manaus, nestas últimas semanas, tantos outdoors em homenagem a Alfredo, tanto de politicogastros-familiares seus quanto de declarados inimigos de outras eleições-espetáculos.

Mas Alfredo não sabe que toda homenagem (mais ainda neste meio) é uma tentativa de reduzir e se apossar do outro para melhor utilizá-lo em proveito próprio; por isso toda homenagem é sempre para denegrir o homenageado.

Portanto, enquanto vão-se desfilando as caras e bocas de afetos forjados e inexistentes, a população vai, através do entendimento comunitário, compreendendo que as mudanças na massacrante realidade objetiva se dá através da construção de novas relações que sirvam para criar fissuras no estado de coisas constituído e ativando a coletividade democrática, muito distante das bajulações interesseiras. Nesta premiação, o que interessa para os homenageadores, principalmente os prefeituráveis e seus grupelhos, não é dar a medalha para o campeão, mas com quem ele posará pra a fotografia…

OUTRA PARADA DA PERNA METROPOLITANA QUEBRADA

Depois de conseguir um enunciado científico que o tirasse da dúvida de diagnóstico sobre a fratura da perna, o metropolitano itacoatiarense ficou de retornar ao CEFRAM para marcar sua cirurgia, encaminhado pelo médico Ramon Campus Grangeiro.

No entanto, no dia marcado, não foi possível o atendimento, pois o médico responsável pela cirurgia faltou. Tentando novamente esta semana, finalmente foi atendido pelo médico, Sr. Sérgio Luiz B. de Oliveira, nova personagem na história. No consultório, o Sr. Sérgio, sem olhar para o Raio-X, pegou sua caneta e começou a escrever no receituário, dizendo que o usuário deveria ir à sala de gesso. A acompanhante informou que ele foi encaminhado para procedimento cirúrgico, motivo pelo qual estava ali, diante de um cirurgião. O médico então disse que não seria necessária a cirurgia, e que o osso voltaria ao lugar pela pressão do gesso. A acompanhante questionou então porque o médico não tinha sequer olhado a chapa. Ele então deu uma rápida olhada, e confirmou o diagnóstico. A acompanhante perguntou se o gesso também colocaria no lugar um osso pequeno que aparece na chapa fora do lugar. Ele então afirmou que o osso referido era supérfluo, e que somente importava o osso principal, que certamente voltaria ao lugar após a pressão no gesso. O acidentado deveria retornar toda sexta-feira para trocar o gesso. Quando questionado se o usuário poderia retornar para Itacoatiara, o médico respondeu com arrogância: “Não, tem que ficar em Manaus. Eu por acaso estou em Itacoatiara?”, e confirmou que o usuário deveria seguir sua prescrição.

Ao chegar na sala de gesso, a técnica informou que uma peça necessária ao engessamento, chamada salto de borracha, estava em falta e não poderia ser colocada. A acompanhante então questionou se não era obrigatório que o hospital dispusesse desta peça, e que deveria ser colocada gratuitamente, já que a consulta foi autorizada pelo SUS. A técnica então falou que se quisessem a peça, que fossem comprar em alguma loja de material médico. Mandou então outro técnico procurar no almoxarifado a peça, mas adiantou à acompanhante que se encontrassem, seria colocada mediante pagamento do valor da peça, de 10 reais. Questionada novamente pelo procedimento irregular, a técnica disse que ficava na dependência deles; se pagam, a peça era colocada, se não, não tinha peça. Sem outra alternativa, tiveram que pagar, com o agravante de que nenhum documento registrando a compra foi feito, sequer nota fiscal. No documento recebido, a peça estava listada junto com o gesso, como material usado no procedimento autorizado pelo SUS.

Quando se acreditava que o saber médico tinha chegado a uma conclusão, eis que aparece outro agente do saber de Estado, possuído pela arrogância característica da doença da dependência do vazio do poder. Confirmando-o, sem saber, o diagnóstico do médico Antonio Stroski, do HUGV, coloca em risco a integridade física do paciente e enfraquece a possibilidade de exercício do questionamento comunitário da acompanhante, utilizando a força do saber médico outorgada pelo Estado. É necessário ainda destacar o procedimento irregular da técnica do raio-x, que cobrou material que faz parte do procedimento indicado pelo médico, portanto, fazendo parte da consulta autorizada pelo SUS, condicionando o atendimento do usuário ao pagamento de taxa, o que, caso seja confirmando judicialmente, é passível de punição. Como se posicionarão o hospital, as entidades de classe, como a associação dos ortopedistas e o CRM? Saberemos em breve, na continuação deste caso acompanhado pelo Bloguinho Intempestivo.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.482 hits

Páginas

novembro 2007
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos