Arquivo para 11 de novembro de 2007

NO DESENROLAR DO CONFRONTO MÉDICO-ADMINISTRATIVO

ROTEIRO DE UM CASO ORTOPÉDICO

Quanto ao caso do metropolitano-itacoatiarense, que vínhamos noticiando neste blog sem apresentar o nome das pessoas envolvidas, somente agora, havendo um terceiro diagnóstico, e tendo em vista a importância pública do acontecimento, apresentamos nominalmente os personagens participantes no roteiro dessas paradas:

  • Paciente –> José Marinho Pereira

  • Médica 28 -> Anna Hoagem

  • Médico-Professor -> Amarildo Brito

  • Médico-Aluno -> Allan Kato

  • Médico Interceptor -> Antonio Stroski

  • Médico CEFRAM -> Ramon Campus Grangeiro

1ª PARADA. No dia 25 de outubro, o metropolitano-itacoatiarense José Marinho Pereira (36 anos) dá entrada no Hospital 28 de Agosto com a perna fraturada. A médica traumato-ortopedista Anna Hoagem faz-lhe o atendimento e o encaminha para o Hospital Adriano Jorge e CEFRAM (Centro de Fraturas do Amazonas). Sem conhecer nada da cidade de Manaus e sem ter acompanhante para deslocá-lo até essas instituições, José Marinho foi levado até a Rodoviária por uma ambulância do Hospital 28 de Agosto, onde comprou sua passagem e rumou de volta para a agora Itacoatiara Metropolitana.

2ª PARADA. Tendo o quadro se agravado, no dia 27 de outubro José Marinho retornou a Manaus, sendo levado ao Hospital João Lúcio, onde foi atendido por dois médicos, o Médico-Professor, Amarildo Brito, e o Médico-Aluno, Allan Sato, que tomaram de sua perna uma radiografia, para utilizarem em uma aula. Amarildo Brito pediu para Allan Kato fazer as demonstrações dos procedimentos. O Médico-Aluno diagnosticou que seria necessário “puxar” para tentar fazer voltar ao lugar o osso fraturado; caso não fosse possível, seria necessário fazer uma cirurgia e colocar uma haste. Após o primeiro procedimento, tiraram novamente radiografia; percebendo que não “voltara” ao lugar, os dois médicos engessaram a perna e foi expedido documento enviando o paciente para o HUGV (Hospital Universitário Getúlio Vargas) para que no dia 02 de novembro fosse internado, para ser atendido no dia 05.

3ª PARADA. No dia 02 passado, ao encaminhar-se ao HUGV, mesmo havendo leito, José Marinho não foi aceito pelo Médico-Interceptor, Antonio Stroski, que fazia plantão, segundo ele pelo hospital não estar em condições materiais para garantir a permanência do paciente e acompanhante durante o final de semana, e ele teria de voltar somente no dia 05. Pelo que se sabe, no entanto, quando o Serviço Social de um hospital envia um paciente para outro é porque sabe que esse outro tem as devidas condições e responsabilidade de receber o paciente. Mas, como vimos, acabamos ficando no assim teria que ser

4ª PARADA. No dia 05 de novembro, então, José Marinho chegou ao hospital para ser atendido às 7h. Enquanto aguardava, foi notado pelo Médico-Aluno Allan Kato, que o atendera no Hospital João Lúcio, e o qual inquiriu o motivo de ele não estar internado. O Itacoatiarense e sua acompanhante narraram o ocorrido. Quando o Médico-Interceptor Antonio Stroski chegou, Kato o confrontou, perguntando porque não internara o paciente, segundo o expedido pelo Médico-Professor Amarildo Brito. Stroski explicou com veemência a situação precária do HUGV. Então se dirigiram para o Ambulatório Araújo Lima. Enquanto se dirigiam, Kato foi explicando que o procedimento, segundo Amarildo Brito, seria anestesiar, puxar, se o osso não “voltasse”, seria necessário fazer uma cirurgia e, caso se necessitasse, colocar também uma haste, devendo-se engessar somente após isso. Stroski foi outra vez veemente, dizendo que nada disso seria feito, primeiro porque não tinha haste e segundo porque o próprio gesso pressionaria o osso para “ficar” no lugar. A acompanhante, que estivera atenta a toda a cena, perguntou como isso ocorreria se o gesso estava frouxo. Stroski ordenou que a perna fosse novamente engessada. Em seguida, Stroski ordenou ainda que Kato explicasse aos estudantes que estavam presentes o procedimento daquele caso. Dessa vez Kato passou a explicar de acordo com o que prescrevera Stroski, diferente do que falara Amarildo Brito. Após colocado o gesso, Stroski diagnosticou que o paciente devia voltar para Itacoatiara, passar 20 semanas com o gesso, no término desse período bater outra radiografia, se o osso não tivesse “voltado” ao lugar, aplicar um outro tipo de gesso.

5ª PARADA. Com os confrontos e confluências dos domínios do saber médico-hospitalar, o paciente, juntamente com familiares, resolveu procurar o CEFRAM (Centro de Fraturas do Amazonas), para ter outro diagnóstico especializado. Na sexta-feira passada, dia 09 de novembro, José Marinho foi então atendido pelo médico Ramon Campus Grangeiro, que foi logo diagnosticando que agora o paciente terá de submeter-se a uma cirurgia e colocar uma platina, tudo devido ao tempo passado sem o tratamento adequado conforme o caso. Informado sobre a via crucis de José Marinho, Grangeiro afirmou que o procedimento adequado seria anestesiar, puxar, se o osso não “voltasse”, seria necessário fazer uma cirurgia e, caso se necessitasse, colocar também uma haste, devendo-se engessar somente após isso, confirmando assim o procedimento de Amarildo Brito. E acrescentou categoricamente que o osso, ao contrário do que afirmara Stroski, assessorado por Kato, jamais voltaria ao lugar pela pressão do gesso, ainda mais pelo fato do paciente contar já 36 anos, afirmando que o paciente ficaria aleijado. Grangeiro preparou então o encaminhamento de José Marinho para ser atendido no dia 19 próximo por um cirurgião, o qual marcará sua cirurgia.

Em decorrência de todos esses conflitos e confluências de saberes, que deixa este paciente e seus familiares perplexos, e que produz na população já que é ela que sofre com estas indefinições científicas , uma desconfiança ante serviços públicos fundamentais, como a saúde pública, é que a AFINAssociação Filosofia Itinerante faz o acompanhamento desde caso, atuando para diminuir-se a negligência, a insegurança e até a intransigência das personagens responsáveis por serviços de direito democrático inalienável de todo cidadão, fazendo-se surgir à cena personagens que teçam verdadeiros diagnósticos e tratem da saúde dos pacientes com interesse humano e autenticidade científica.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.445 hits

Páginas

novembro 2007
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos