Arquivo para 27 de novembro de 2007

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Ю – “Pesquisa prevê universalização do esgoto só em 2122”, diz a pesquisa da FGV para uma ONG, sobre a velocidade com que o saneamento básico chega às cidades brasileiras. É de se comemorar. Se a pesquisa tivesse sido feita no período FHC, ao invés do ano de 2122, veríamos a palavra ‘nunca’.

Ю – “Temos hoje a faca e o queijo na mão para derrubar a matéria”, diz o senador Arthur ‘nosso orgulho’ Neto sobre a estratégia do PSDB/DEMos para impedir a aprovação da CPMF no Senado. Além de demonstrar o seu ‘bom português’, o senador orgulho do Amazonas adere (como sempre) ao vazio do significante para sustentar a ilusão da sua atuação política. A faca e o queijo que o PSDB acredita segurar, ainda que se fosse metaforicamente, demonstrariam a pequenez de entendimento sobre as transformações que estão acontecendo no Brasil e no mundo.

Ю – MPE recomenda rejeição das contas do PSDB, dentre elas a campanha presidencial de Alckmin. Se essa notícia sai uma semana antes do congresso do partido, teria Geraldinho o mesmo tratamento dado ao senador Azeredo, pai do Mensalão, e persona non grata nos holofotes tucanos? Ganha uma assinatura do Bloguinho Intempestivo no seu emeio quem adivinhar.

Ю – “Estou questionando se é este o parlamento que queremos”, afirmou o deputado estadual paulista, Waldir Agnello, do PTB, sobre a apresentação de um artista transformista durante o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Comunidade GLBTT, coordenada pelo P-SOL. Sentiu-se profundamente incomodado pela exposição das ‘partes pudendas’ do artista. Mamãe ensinou muito bem a interdição do corpo, a ponto do deputado exibir impudicamente sua limitação sexual e sua impossibilidade cognitiva de perceber outras ‘imoralidades’ muito mais explícitas na instituições políticas da paulicéia. Assim, diante de tamanha estreiteza, como pode o deputado falar no plural, se a pluralidade do si, nele se apresenta como a doença do eu sem a singularidade-comunalidade?

Ю – Xarope enviado pelo presidente Lula: “”Presidente não gosta de conferência, a não ser antes ou depois, como vida profissional, para ganhar dinheiro fazendo conferência. Mas participar de conferência para ouvir o que alguns acham que é desaforo, quando na verdade é desabafo, assistir conferência para ouvir gente falar mal do governo, quando o bom é ouvir falar bem, não é o normal”.

…E A DIREITA INVEJA, RANCOR, ÓDIO. E LULA…

… só produzindo uma sociedade real, onde o cotidiano da população é mais confiante. Onde o reconhecimento tornou-se tautológico.

Ø – Relatório publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), mostra em seu texto, pela primeira vez em sua história, a entrada do Brasil no grupo dos países em Alto Desenvolvimento Humano. Isto significa que o governo Lula tem administrado o Estado brasileiro de acordo com a importância econômica, social e política que o povo tem direito. Ou seja, é um governo inteligente e justo democraticamente.

Ø – Estudos publicados pela Fundação Getúlio Vargas(FGV) afirmam que a confiança do consumidor brasileiro é o maior de toda sua história. O que envolve maior produção industrial e maior confiança nas relações de compras.

Ø – Câmara Federal dos Estados Unidos reconhece o Brasil como o pais com grande preocupação com o desenvolvimento sustentável e comprometimento com pesquisa energéticas para melhor proteção ambiental. O que o coloca em destaque na liderança internacional.

Três notas, três enfartos.

Como sofre D. Inveja.

E aí, Nandinho, queria mais quatro para o que não fez em oito e o

Sapo Barbudo fez em três? E agora? Fica na janela olhando a

Aquarela!

MANAUS: UM PASSEIO PELA NÃO-CIDADE

UEA: INSTITUCIONALIZAÇÃO E MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL

Após os recentes acontecimentos na Escola Normal Superior da UEA, esta coluna entrou em contato com fontes, e relata agora os acontecimentos, analisando algumas situações que estão ocorrendo.

Com a manifestação dos estudantes, a reitoria resolveu instituir uma comissão de sindicância para apurar as demandas reclamadas pelos estudantes. A comissão, formada por três profissionais da entidade, é coordenada pelo pró-reitor de extensão e assuntos comunitários, o psiquiatra Rogélio Casado. Segundo o relato de alguns estudantes, o pró-reitor já se adiantou a qualquer investigação, se apresentando como ‘amigo pessoal da reitora’, Marilene Corrêa, do PT Oh, My Darling!, e questionou a validade das assinaturas colhidas pelos centros acadêmicos dos curso que compõem a ENS.

DESORGANIZAÇÃO ESTUDANTIL E AS VELHAS PRÁTICAS COOPTATIVAS

O documento ao qual o pró-reitor se refere é um apanhado de reivindicações de vários cursos que compõem a ENS. Além do Normal Superior, os cursos de Letras, Biologia e Matemática apresentaram, através de seus Centros Acadêmicos, pontos a serem discutidos para a melhoria das condições na entidade. No entanto, e principalmente pelo fato dos centros acadêmicos, em sua maior parte, não terem força de mobilização, e alguns de seus participantes serem participantes de agremiações partidárias, o que compromete sua atuação, as reivindicações acabaram por perder força. Não houve concordância em relação, por exemplo, à posição dos cursos quanto à direção da ENS, a professora Maria Amélia de Alcântara Freire. Enquanto o Normal Superior alega não conseguir que suas pautas sejam ouvidas por ela, os outros cursos não manifestaram problemas com a direção ou com seus coordenadores. Muitos estudantes envolvidos nas reivindicações são também concorrentes a bolsas, vagas em projetos e outras situações, as quais comprometem a isenção e a força de atuação das pessoas, que temem represálias, as quais já aconteceram.

A ausência de um entendimento para além da individualidade do saber-mercadológico por parte de alguns estudantes dificulta a existência de um movimento que realmente proponha a discussão das diretrizes da instituição. Compreender que os saberes professados na universidade não pertencem ao Estado senão através de uma norma arbitrária, e que esses saberes são esvaziados da sua potência pragmática pela metodologia aplicada em sua formatação e pelas relações de força que se estabelecem dentro das academias é requisito necessário para que se possa atuar no sentido de enfraquecer esses enunciados violentadores da autonomia e da potência criadora das pessoas.

A FORÇA DA INSTITUIÇÃO: PAJELA ‘BIG STICK’

Um aspecto desta relação de força que procura impedir os estudantes de criar um ambiente favorável às discussões e manifestações autônomas é a postura ameaçadora de alguns professores. Esta coluna soube de relatos de professores do curso Normal Superior que ‘lembraram’ a alunos que eles precisam do ‘apoio’ dos professores para ingressar em projetos de pesquisa, conseguir bolsas, vagas no mercado de trabalho, e que nenhum professor indicaria um aluno ‘problemático’, que fosse muito ‘questionador’. Outros professores pairam com a constante ameaça de reprovação dos alunos que se envolvem neste tipo de questão. Houve o caso de um professor doutor, que leciona uma disciplina de educação infantil, que teria afirmado a seus alunos, numa discussão sobre a complementação do curso Normal Superior para Pedagogia, que estes deveriam se conformar com o curso que fazem, e que professor infantil se forma “para limpar calça suja de criança”. Certamente uma didática ilustração do entendimento do profissional sobre o que ele acredita ser educação. Muitos alunos retiraram o apoio às reivindicações após sucessivas pressões institucionais por parte de professores.

Neste ponto é importante levar em consideração que a maior parte dos professores da UEA são contratados e/ou indicados. Em 2005, foi necessária a intervenção do Ministério Público exigindo que a entidade promovesse concurso público. No entanto, o edital do concurso, com diversas irregularidades, foi contestado pela justiça (só para ter uma idéia, a vaga para professor de filosofia exigia licenciatura na área, ou em administração (!), com a taxa de inscrição no valor de R$ 200,00). As provas do concurso estão marcadas para janeiro de 2008. Até lá, as atividades da instituição podem parar, por falta de professores, já que o contrato de pelo menos 900 deles termina agora fim do ano.

Há relatos de que neste caldo de professores ‘contratados’ existem famílias inteiras dando aula, ou se revezando entre Faculdade de Educação da UFAM e UEA, alguns deles, parentes ou não, concursados na UFAM com DE (Dedicação Exclusiva), e mesmo assim dando aula às vezes em três instituições. A maior parte dos ocupantes dos cargos de chefia são indicados, não havendo possibilidade sequer de indicação por parte dos estudantes ou agremiações estudantis. Muitos deles temem perder seus cargos caso as irregularidades venham á tona, sobretudo em época eleitoral. Mesmo assim, com toda esta situação, a reitora se ausentou em quatro audiências com os estudantes requerentes.

SINDICÃNCIA COMO INSTRUMENTO DE COAÇÃO

A sindicância presidida pelo Dr. Casado, a se confirmar a tendência de culpabilizar os alunos e encontrar ‘furos legais’ ao invés de investigar os indícios apresentados no documento redigido pelos estudantes, constitui prática comum de utilizar instrumentos legais dentro de uma instituição a fim de debelar qualquer possibilidade de modificação nas estruturas ou na dinâmica institucional. Algo que o psiquiatra e (diz ele) entusiasta da Reforma Psiquiátrica, Rogélio Casado, não percebeu ser prática que carrega os mesmos enunciados da psiquiatra policialesca de eliminação dos direitos civis dos doentes mentais e de sua cinscunscrição na segmentaridade dura da ordem do capital. Ele, que durante anos se colocou como ‘oposição’ (sem construir linhas intensivas de alteridade que pudessem enfraquecer o bloco de re-sentimentos da ordem social, sem saber que mesmo que fizesse isso não seria oposição), e que chegou à coordenação estadual de saúde mental no governo do ‘guerreiro de sempre’ Braga afirmando que a reforma psiquiátrica no Amazonas estava atrasada 15 anos. Mesmo com oito anos de governo, ainda não chegou a reforma por aqui. O Dr. Casado, que esteve no Eduardo Ribeiro, devidamente acompanhado de um promissor pupilo, que não se importava em carregar a enorme mochila do tutor, no dia em que tentaram manipular a eleição da Associação dos Usuários do Eduardo Ribeiro, a fim de ganhar mais uma cadeira na comissão estadual de saúde mental, a qual foi denunciada pelo companheiro Jorge ‘Daime’ Gouveia, e debelada pela justiça, anos atrás. O Dr. Casado que, em idos de 87, resolveu protestar contra a política de saúde do então secretário Euler Ribeiro, com a folclórica greve de fome no Hospital Eduardo Ribeiro, técnica de protesto mais marketista do que política, e que hoje se acredita alternativa, unindo-se ao guerreiro Braga. Mais ainda, o Dr. Casado pode se orgulhar de ter inventado a Parada do Orgulho Louco, confirmando a loucura como mais um anátema social. O que fará ele, após essa trajetória na militância médico-social, como pró-reitor de extensão e assuntos comunitários da UEA? Deixou de ser coordenador estadual de saúde mental, ou mantém os dois cargos?

MOBILIZAR É PRODUZIR ALTERNÂNCIAS AFETIVAS

De qualquer forma, aos estudantes que foram ou que continuarão a ser prejudicados nesta situação, é necessário compreender que os movimentos se fazem menos através dos mecanismos formais (embora seja necessária a atuação formal, junto ao MP, por exemplo), do que pelas forças intempestivas, o humor, a ternura, a alegria, territórios estranhos aos que se abrigam sob a força do capital. Enquanto houver resquícios desta possibilidade de mostrar que essa situação transborda seus atores ordinários (professores e alunos), mas que toca em todos os segmentos da sociedade, esta coluna e o Bloguinho Intempestivo estarão acompanhando e informando sobre os acontecimentos.

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Nesta quarta-feira (28/11) haverá na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal um debate para discutir a Implantação da TV Pública no Brasil.

A proposta defendida pelo governo é de uma TV Pública que não trate a comunicação/informação como uma mercadoria de troca. Prática esta comum às redes de tevê que usam as concessões públicas para realizarem contratos com empresas privadas, deixando suas programações dependentes das escalas de audiência (medida de mensuração entre as redes de tevê e a economia de mercado).

O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, destaca, nas muitas entrevistas em que procurou elucidar a implantação da TV Pública, o fato de que não haverá um monopólio da comunicação/informação direcionado aos interesses do governo. “Não faz o menor sentido ter uma TV chapa branca ou de propaganda do governo. O que se propõe é uma TV pública, cultural, plural e aberta para o conjunto do país. É isso que vai ser feito”, diz.

O Bloguinho Intempestivo acompanhará esta discussão movimentando a possibilidade de um médium televisivo efetivamente público, onde a comunicação/informação seja um espaço livre e criativo de novos modos de existência e novas percepções.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.731 hits

Páginas

novembro 2007
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos