Arquivo para 4 de janeiro de 2008

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Ю Enquanto Kaká, que já deu entrevista para a Playboy, mas não quer ser sequer citado na G Magazine, foge da raia do engajamento gay, outro jogador afirmou recentemente em entrevista numa rádio: “Sinto-me honrado em ser um ícone gay”.

David Beckham

E aí, qual a sua preferência, leitor intempestivo? Kaká ou Beckham?

PONTOS DO BURACO NEGRO

Buraco Negro em Esquizo-Análise é um sistema que captura corpos para se alimentar

Manaus, uma cidade que, sem invasões, não existiria.

Mesmo assim as invasões são vistas na totalidade como criminosas.

Mas a ausência histórica de política habitacional não é tida como crime.

Ruas mudam de nome sem sequer notificação aos moradores.

Deputados dizem que Zona Leste “pode” ter um centro de referência familiar.

Com problemas na educação fundamental, prefeitura quer atuar no ensino superior.

Programa Municipal Universidade para Todos é um ralo de falhas.

Aprovado o programa, serve mais aos empresários do que aos estudantes.

Campanha para a vereança se intensifica nos órgãos públicos.

Todos os prefeituráveis narcisados votariam em si mesmos.

E continua a falta d’água na Zona Leste.

Cortar o Buraco Negro só a Linha-Devir-Potência…

O MEDIUM TELEVISIVO E A OPINIÃO PÚBLICA

PANEGÍRICO PROMOCIONAL DA RGTV

Dos Conceitos

& Panegírico. Do grego panegyrichós. Denota discurso que profere elogio, apologia, ou louvor à algo.

& Promocional. Do latim promotione. Ato de promover, acesso, elevação a cargo ou categoria superior. Tratando-se de questões de mercado indica uma “ação comercial que visa a divulgação e venda de um novo produto ou o escoamento de mercadoria”.

Quando Promover e Elogiar são Necessários

Sendo a estrutura do médium televisivo independente de seus conteúdos programáticos, propriamente um elemento ativo da economia de mercado, tudo que se apresente nela passa a se constituir como mercadoria dentro da lógica do capital, seja um produto que se apresente vendável a partir de um comercial ou uma pessoa, um objeto, um gesto, uma fala ou expressão que apareça em algum programa, logo ele é capturado como signo televisivo-mercadoria. Portanto, comercialmente, ele precisa ser divulgado, difundido e mostrado como algo separado de seu status natural (a maneira que surge no mundo) e adquirir a forma a qual a tevê, enquanto fabricante de produtos para o mercado, achar necessária. É isto uma prática comum a todas as emissoras que forjam programas para promover seus modelos-produtos. Tal prática é inerente à lógica capitalista que não pretende o acúmulo do capital (entesouramento), mas ao contrário, sua veiculação constante e sua tendência a conservar modos de existência que estejam de acordo com a produção de sua subjetividade. E, no caso do médium televiso, a veiculação é de informações vazias, comportamentos, posturas e rostos que impeçam novas percepções. Daí o ato de expor seus produtos televisivos, promovendo e elogiando a si próprio, serem característicos a todos os canais de televisão. Mas daí, também, as redes de televisão não pensarem (se é que isto é possível!) uma só vez quando o que elas necessitam é expurgar o produto que já não rende audiência, ibope, de sua programação mercadologicamente calculada.

Quando Vamos Mal na Televisão… É Porque não Estamos Só

Apareceu na televisão, deu audiência, não importa como e porquê, então vendemos, porque lucramos. Então o óbvio: se o produto está demostrando um malbaratar para a rede de televisão, expurgamo-o. Este foi o caso da ex-rainha Xuxa, deposta pelo seu pretenso povo-público. Perdeu seu programa semanal, porque os níveis de audiência deste não estavam mais alcançando os antigos pontos positivos, e foi rebaixada para um programa que só vai ao ar aos sábados. Poderíamos dizer que agora a infantilidade mediática terá apenas um dia durante a semana? Estaríamos enganados se assim fizéssemos. Toda a programação televisiva é infantilizante. E nisto não há disputa entre as redes de TV (como não há em nada no médium televisivo, pois entre iguais não há disputa), pois todas alicerçam suas programações nisso, e nunca se preocuparam com a potência criadora que a criança movimenta ludicamente. Mas Xuxa, buscando o fio tênue de inteligência que a ex-realeza mediática pode lhe oferecer, abriu a boca para além de suas pronúncias abjetas programadas: não é somente a audiência de seu programa que está despencando, é a audiência de toda a Rede Globo de Televisão (RGTV) que desce morro abaixo. Sinal de coragem? Acreditamos que não. Tratando-se de produtos midiáticos, a coragem é desnecessária. Ela talvez tenha percebido que seu reinado na RGTV começa a ter um fim e inicia a tentativa de passar de um produto pertencente a RGTV, e procura outras emissoras para galgar outros reinados. Mas isto é o seu contrato, seu empresário, suas “qualidades” como produto-mediático que irão dizer.

Um Conto de Fadas às Avessas

Quando se é rainha, tudo é uma maravilha e tudo pode acontecer. E quando se é rainha no reino ordinário da mídia, o lugar do “tudo pode acontecer” é os programas que derramam o panegírico promocional televisivo. Que a RGTV está cheia destes programas isto é sabido por todos; no entanto, trataremos aqui (outros programas com esta mesma característica da RGTV, serão temas de novos textos nesta coluna) de um em especial, por ser aquele responsável pela promoção dos produtos-mediáticos da RGTV mais dedicado: o Domingão do Faustão. Este programa se resume em fazer a auto-promoção da RGTV. Nele, funcionários-atores da Globo aparecem para serem exaltados como modelos em suas áreas de atuação, na sua vida com os amigos de profissão e na sua vida intima e familiar. No último programa do ano de 2007, este programa realizou uma programação voltada para a premiação de pessoas que se destacaram em áreas artísticas, jornalisticas, musicais, entre outras. O caso é que toda a premiação estava fechada na apologia e elogio da programação da RGTV: os indicados aos prêmios foram escolhidos por funcionários da RGTV, na grande maioria os premiados pertencem à RGTV, Fátima Benardes, apresentadora, ao lado de seu marido BonnerSimpson, do telejornal Jornal Nacional, foi ganhadora desta edição do prêmio e de todas as outras anteriores; a grande homenageada do programa foi Glória Pires, que começou sua carreira de atriz-televisiva na RGTV, onde seu pai já era funcionário e o troféu, feito por Hans Donner, mostrava uma pessoa em pose de acensão, com os braços erguidos, com a cabeça levantada para o céu, segurando nas mão o símbolo maior da RGTV, seu logotipo que mistura um globo terrestre e a tela de uma televisão. Pois bem, muitos apareceram, todos sendo ligados à programação da RGTV, mesmo aqueles que não tem diretamente vínculos com a rede, como é o caso de grupos musicais (o que não é o caso da cantora Ivete Sangalo, que até já apresenta programas na emissora em questão), mas algo não ocorreu: não houve premiação para melhor programa direcionado ao público infantil (como a TV bem classifica). Nem a ex-rainha dos baixinhos apareceu. Geralmente os contos de fada são estórias onde a plebéia se torna princesa; no caso de Xuxa, ele se inverteu. Xuxa não teve o panegírico promocional ao seu lado, não ouviu os elogios do apresentador Fausto Silva, sempre dedicado ao exagero. Não foi rainha. Não apareceu. É certo que teve seu programa especial de natal, mas o que se transforma tradicional na mídia é enquanto é visto como recurso rentável. Xuxa caiu de rainha cinco dias por semana para apresentadora de programa para adolescentes somente aos sábados. No lugar do seu programa ficou um chamado TV Globinho, que traz três curiosidades: a primeira, que foi feito uma inversão de horário. Este programa ia ao ar somente aos sábados e agora fica no horário do antigo programa da antiga rainha e esta vai para os dias de sábado; segunda, que a troca não é somente de horário, mas também de conteúdo, se no ex programa de Xuxa, esta falava aos tele-espectadores em vários blocos, na TV Globinho a grande atração são os desenhos animados; terceira, o título do programa de Xuxa era TV Xuxa, ou seja, uma TV dela, agora é TV Globinho. Será uma tentativa de capturar com maior força os baixinhos que a ex-rainha não conseguiu cooptar diretamente para a subjetividade mercadológica da RGTV? Mas isto já é feito há muito tempo, com ou sem Xuxa. O fato é que a ex-rainha começa a andar nos horários plebeus da seqüelada mídia. Toda via, continua na promoção televisiva, pois se não está sendo divulgada como antes, agora está sendo escoada para outros recantos mediáticos-globotários.

Esta coluna acredita na possibilidade da expansão da consciência pelas experiências autênticas que fazem soltar novas percepções, a criação de novos olhares sobre o mundo. Na alegria-estética de perceber o medium televisivo como uma violência à inteligência coletiva, contamos com a sua contribuição.

CHÁVEZ E AS FARC: UMA PROXIMIDADE DEMOCRÁTICA

Em nenhum lugar da América Latina, desde o início do século XX, a exploração capitalista foi tão perversa como na Colômbia, como aponta Yuri Martins Fontes. Para se ter uma idéia da situação colombiana, segundo Yuri, foi o único país da América Latina a não subvencionar a economia ao Estado depois da crise da bolsa de valores de Nova York, em 1929. A dominação das multinacionais era tão devastadora que levou os próprios (antigos) liberais, em 1948, a se associarem aos grupos socialistas para tentar conter o avanço implacável do Grande Capital difundido pelos conservadores. No entanto, com as tomadas de posições políticas pelos socialistas, os liberais fundiram-se, como já ocorrera em toda a AL, aos conservadores: nada mais do que passou a ser conhecido desde então pela alcunha de “neoliberalismo”. Devido à total falência do estado civil, houve muitos focos de resistência, entre eles consolidaram-se as FARC e o ELN (Exército de Libertação Nacional), do padre-guerrilheiro Camilo Torres, assassinado em 1966. Na década de 60, quando se espalharam as ditaduras militares por todo o mundo, na AL, a da Colômbia foi uma das mais sangrentas, com a dizimação de aldeias inteiras. Até hoje é provavelmente a ditadura mais impune de nosso continente. Enquanto, na década de 80, em praticamente toda a AL se apontava para uma certa “abertura”, na Colômbia, sempre sob o controle norte-americano, formavam-se grupos internos de inteligência militar e grupos paramilitares, todos atuando na difusão do extermínio de pessoas e vilas inteiras. Como Maquiavel e Spinoza sabiam, quanto mais um Estado se constitui autoritário, tirânico, abolindo o estatuto civil, permite e até exige a instauração de um estado natural de guerra. Foi sob esse ponto de vista que nas selvas colombianas se deu o acontecimento FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ou Ejército del Pueblo, como é popularmente chamada a guerrilha que se consolidou em 1964, sob a liderança de Manuel Marulanda, que vai resistindo ao braço armado e midiático do imperialismo há mais de 40 anos.

Quase ao reverso da Colômbia, a Venezuela talvez seja o único país da AL onde não vingaram ditaduras a partir da década de 60, embora tenha havido muita corrupção, subserviência aos Estados Unidos, aumento do desemprego e da pobreza, aprofundamento da desigualdade social muito acentuados em vários períodos. Mas, sempre impulsionada desde a década de 20 pela indústria petrolífera, a Venezuela sobreviveu à década das ditaduras mundiais e as subseqüentes. Foi no período de maior corrupção, no segundo governo de Carlos Andrés Pérez (1988-1993), que a figura de Hugo Chávez despontou. Em 1992, Chávez tentou destituir Pérez, mas não conseguiu. Mas isso acabou ocorrendo em 1993, por impeachment por corrupção. Julgado pelos crimes que cometera, Pérez foi preso no ano seguinte. Mas os anseios de Chávez não somente no que diz respeito à Venezuela, mas na tentativa de liberar outros países da AL principalmente da força imperial americana, ainda aguardaria 5 anos para, eleito como presidente, colocar-se em prática. Eleito para o período de 1999-2004, ele formulou uma nova constituição, a Constituição Bolivariana, que destituiu de uma só vez o senado e o congresso, sendo instituída a Assembléia Nacional e decretadas eleições gerais que ocorreram em julho de 2000. Com o mandato para presidente aumentado para seis anos, Chávez foi eleito novamente para o período 2001-2007. Tendo saído de um golpe de estado fracassado em 2002, sendo reempossado ao palácio Miraflores pela resistência popular e partes das forças armadas que o apóiam, levando praticamente ao ridículo seus opositores, ele se consolidou como uma potência ativa democrática na AL, como já dissemos (aqui) neste bloguinho.

Tanto Marulanda como Chávez são constantemente atacados não só pelos opositores políticos e militares, mas incansavelmente pela mídia. O presidente venezuelano, que sempre coloca democraticamente seus maiores projetos à votação popular em plebiscito, inclusive perdendo no último realizado, é tratado como ditador. Do colombiano torna-se até impossível à distância saber o que é, de fato, verídico: ligam-no ao narcotráfico, ao MST, a Lula, a Evo, a Fidel, ao Marcola, até a corrupção no Corinthians, etc. São tantas especulações, mas o que se sabe de fato é que agora há uma proximidade entre ele e Chávez. Primeiro Chávez se dispôs a atuar nas negociações entre as FARC e o governo de Álvaro Uribe (a quem, a despeito dos antagonismos políticos já prestou significativos apoios econômicos) para troca de reféns e prisioneiros.

Acusado sempre de manter uma estreita relação com os grupos paramilitares e uma intensificação a massacres nas tentativas de captura de membros das FARC, o governo neoliberal de Uribe governa a partir de uma posição de extrema-direita e total subserviência aos Estados Unidos. Diante disso já era esperado que a “troca” dificilmente teria êxito. E foi o que ocorreu quando Uribe começou a acusar que a “manobra” de Chávez facilitava o controle das FARC em algumas regiões da Colômbia, enquanto este rebatia que o presidente colombiano intensificara a perseguição armada, dificultando as negociações. Uribe então desautorizou Chávez de realizar as negociações. De forma surpreendente as FARC resolveram, como um “desgravo ao afastamento de Chávez das negociações”, liberar três importantes reféns — a ex-candidata à presidência da Colômbia, Clara Rojas, e seu filho Emmanuel, nascido em cativeiro, e que deu nome à missão, e a ex-congressista Consuelo González. A entrega foi marcada para ocorrer em Villavicencio entre os dias 30 do ano passado e dia 01 deste ano. Foram convidados por Chávez vários representantes internacionais, como integrantes da Cruz Vermelha, Nestor Kirchner (ex-presidente da Argentina), Piedad Córdoba (senadora colombiana), Marco Aurélio Garcia (do Brasil) e Oliver Stone (cineasta Norte-americano, que está realizando um documentário sobre a América Latina, com o qual Chávez brincou, dizendo que era um “emissário do presidente americano, George W. Bush”).

Aconteceu que após todo o espetáculo midiático, as FARC não deram as coordenadas onde os reféns seriam encontrados, alegando que o governo de Uribe não diminuíra de forma alguma a ofensiva militar na região. O governo colombiano negou, afirmando que a suspensão se deveu às FARC não terem mais em seu poder o menino Emmanuel. No entanto, até hoje, o governo de Uribe não comprovou a afirmação e, ao contrário, um alto-membro do governo informou que um guerrilheiro teria sido morto justamente na área que deveria estar desmilitarizada. Os observadores internacionais voltaram às suas nações. Chávez afirma que os helicópteros e a equipe de resgate continuarão em Villacencio enquanto o governo colombiano permitir. A identidade e o paradeiro de Emmanuel seguem como foco da mídia sensacionalista. Na saudação natalina de Marulanda, ele conclama as FARC a intensificarem sua resistência…

Em algum lugar vimos que Manuel Marulanda é também um ativista contra a homofobia, que ele é homoerótico e que vive com seu parceiro Juan Martin; talvez aí na cotidianeidade do amor esteja a ternura com que trata e é tratado pelos membros das FARC, tentando criar laços autênticos para além de um Estado Civil inexistente. De Hugo Chávez, sabe-se também que, além do humor e inteligência que o acompanham, recentemente gravou um CD com músicas rancheras venezuelanas. O que Oliver Stone apresentará no final de 2008, como ele mesmo falou, que teríamos de esperar. Então, esperamos que, para além do olhar lúcido sobre a política da AL, ele atualize as micropercepções cinematográficas do amor do “Tirofijo” (tiro certo) e, quanto a Chávez, que o deixe cantar, para que Emmanuel, esteja onde estiver, como filho de uma refém e de um guerrilheiro, escape no nascimento e preservação da Democracia. Enquanto isso…


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.202 hits

Páginas

Arquivos