Arquivo para 23 de janeiro de 2008

*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Chagão!

Θ CHILAVERT ENTRA DE CARRINHO EM MARADONA. O ex-goleiro e atual dublê do Ronaldo Fenômeno, José Luis Chilavert, discípulo de Higuita (sem o mesmo bom humor e brilho), e antecedente do insosso Rogério Ceni, esteve esta semana na Bolívia, para declarar seu apoio à campanha do país contra a decisão da FIFA em proibir jogos na altitude, além de ganhar uns trocados num torneio de verão patrocinado por uma empresa aérea. Aproveitou, em entrevista a uma rede privada de tevê que respeita El Diez como atleta “é um dos melhores do mundo”, mas que dá maus exemplos aos jovens com sua relação com as drogas, além de ser um “comunista da boca pra fora”, por que “gosta de viver bem”. E ainda ironizou: “seus ídolos são Chávez e Fidel Castro”. Como atletas, não há comparação. Politicamente, Chilavert apóia o partido Colorado, no poder paraguaio há décadas e responsável pelos pífios resultados econômicos do país nos últimos anos. Enquanto isso, Dieguito lutava contra a ditadura do mercado na Argentina, corporificada pelo FHC portenho, Carlos Menem. Diego é um dos poucos que discute a questão das drogas e da miserabilização do futebol pela FIFA, UEFA e outras entidades que lucram com o futebusiness, cada vez mais feio e árido. Chila perdeu uma grande oportunidade de não abrir a boca e não confirmar o que muitos já sabiam: sua tendência à conservação, politicamente aliado à direita.

Θ MAMÃE DOLORES QUER SEU PUTO DE OURO NO REAL MADRID. A simpática senhora portuguesa, mãe do ponta-direita Cristiano Ronaldo, jogador luso do Manchester United, declarou esta semana que quer ver o filho usando a camiseta alva do Madrid antes de morrer. Coincidentemente após o time madrilenho ofertar 80 milhões de dólares pelos dribles do puto d’oro da terrinha. Mas os Red Devils não estão a fim de perder um de seus melhores jogadores, e já falaram que não cedem por menos de 147 milhas. Resta agora saber se o filho, edipianamente, fará esse mimo à mãe caprichosa, e se ela leva algo nisso além do prazer de ver o filho no amado clube de seu coração.

Θ ENQUANTO ISSO, O BARCELONA SÓ… O clube catalão acaba de fechar outra parceria com a ONU. Depois de ceder o espaço de sua camisa gratuitamente para a UNICEF, o clube blaugrana fechou uma parceria com a ACNUR (Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), onde fará a integração de refugiados do Equador, Nepal e Ruanda através de clínicas de futebol capitaneadas por seus craques. A iniciativa é inédita entre os clubes, e mostra que em matéria do chamado “marquético”, palavra cunhada pelo filósofo francês Gilles Lipovetski para denominar as ações de marketing empresarial com vistas à atitudes social e politicamente corretas, o Barça sai na frente novamente. É pena que em casa o profeta não faça milagres, já que a torcida e o clube, que ficaram marcados nesta temporada com a frase tirada da semiologia ariano-burguesa, “ovelha negra”, para se referir aos jogadores que estariam fazendo corpo mole, dentre eles Ronaldinho e Deco, tem fama de ser mal agradecidas a seus ídolos. Assim o foi com Ronaldo, Rivaldo, e agora Ronaldinho, constantemente preterido e vaiado no clube, assim como Deco. Ainda que não joguem atualmente em nível excepcional, carregaram o time nos últimos anos de glória, quando conquistaram inclusive a Champions League, e por isso mereceriam um pouco mais de respeito dos torcedores e da imprensa catalã.

Θ COPA AFRICANA DE NAÇÕES. Completa a primeira rodada da fase de grupos, com algumas surpresas. Não adiantou Eto´o empurrar 2, porque o Egito fez 4. Os Bafana Bafana também encalharam nos lusófonos angoleses, 1 a 1. E no jogo mais esperado, os Marfineses venceram as Águias nigerianas, 1 a 0. Resultados:

Grupo A

Gana 2 – 1 Guiné-Conakri

Namíbia 1 – 5 Marrocos

 

Grupo B

Nigéria 0 – 1 Costa do Marfim

Mali 1 – 0 Benin

 

Grupo C

Egito 4 – 2 Camarões

Sudão 0 – 3 Gâmbia

 

Grupo D

Tunísia 2 – 2 Senegal

África do Sul 1 – 1 Angola 

Θ CAMPEONATOS REGIONAIS EUROPEUS. Resultados e um breve resumo das rodadas de alguns campeonatos regionais do Velho Continente.

FRANÇA: 22ª rodada excepcionalmente no meio de semana da Ligue 1. O Lyon resolveu se garantir e se deu bem em cima do Lorient, 2 a 0. O Bordeaux joga somente amanhã com o St. Etienne. Em terceiro, o Nancy continua estacionado. Outro empate, agora com o Marseille, 1 a 1. Nice e Monaco completam os cinco.

HOLANDA: 21ª rodada com vitória do líder PSV Eindhoven, 3 a 1 no Sparta Rotterdã. O Ajax segue na perseguição, venceu o FC Utrech por 2 a 0. Em terceiro, o FC Gronigen massacrou por 5 a 1 o NEC Nijmegen. Heerenveen e FC Twente completam os cinco primeiros.

 

O MEDIUM TELEVISIVO E A OPINIÃO PÚBLICA

A OUTRA VERTENTE DO TERRORISMO MIDIÁTICO

A palavra “terrorismo” tem sido usada nos últimos anos tanto pela mídia quanto pelos governos sobretudo estadunidense e aliados com um forte componente de moral de classe. Interessa dividir um mundo estupefato, em estado de choque, como sacou a filosofante Naomi Klein, e desorientado quanto a tempo e espaço vivenciais, em dois pólos facilmente identificáveis: os bons (ou “nós”), e os maus (eles, os terroristas).

O que escapa facilmente deste signo capturado pelo regime Significante Despótico do Estado capitalístico é que ele deixa de levar em conta as práticas, o modus operandi, que caracteriza e sempre caracterizou politicamente e cientificamente o terrorismo incluindo o terrorismo de Estado, praticado em ampla margem por EUA e muitos aliados, como Egito, Paquistão, Israel, dentre outros. Fato é que o Canadá, ainda que seja governado por um partido de direita, não hesitou em incluir os norte-americanos na sua lista de países que praticam o terrorismo.

Curiosamente, a mídia e estes governos procuram ocultar uma outra palavra, referente a uma prática próxima ao terrorismo: a tortura.

É sabido por quem se informa para além das ondas segmentadas da tevê e dos jornalões que os EUA praticam contumazmente a tortura em suas prisões no Iraque (Abu Ghraib é o exemplo mais conhecido), Cuba (a emblemática Guantánamo), Afeganistão, assim como praticou-a no Vietnam, nos Bálcãs, no seu quintal (podemos dizer ex-quintal?), a América Latina, em sua própria casa e em zil outros lugares. Consta que possui inclusive um serviço secreto, em estilo CIA, que seqüestra e tortura suspeitos de colaborar com os inimigos num avião, a fim de evitar as sanções internacionais, ligadas quase sempre aos territórios geopolíticos.

A mídia nesta jogada tem duas funções, uma bem clara, outra ainda difusa, mas com objetivos bem definidos e estratégias nada diferentes das usadas nos corredores e salas das já citadas prisões.

A primeira é a conhecidíssima cortina de fumaça. A criação do factóide e a ocultação do fato através do jogo de palavras, da omissão de informações que permitam a contextualização do acontecido no plano de historicidade, das trucagens de imagens e sons, fazendo com que se torne quase impossível a um videota-telespectador-leitor posicionar a notícia em relação ao seu próprio existir. Ao contrário, quando se trata de caluniar, difamar, criar uma situação inexistente a fim de prejudicar alguém, um governo ou um grupo de indivíduos, as notícias são minuciosamente construídas dentro do contexto individualista, de forma que o alvo possa adesivar o conteúdo à sua existência. Na primeira situação, o noticiário norte-americano de baixas no Iraque, bem como suas filiais mundo afora (Jornal Nacional e afins brazucas incluídos), que delimita o número de mortos diários numa enxurrada de outras palavras e num show estroboscópico de imagens. A notícia tem efeito neuroléptico. Sem possibilidade de reação. No segundo caso, a febre midiática é uma boa ilustração de como explorar o medo individualizado pode gerar resultados a curto prazo em termos de imobilização popular.

A outra vertente do terrorismo midiático é bem mais sutil.

A filial brasileira da MTV exibe na sua programação noturna um programa de uma colega estrangeira, legendado, onde um grupo de pessoas, com o objetivo de ganhar dinheiro, se submete a provas de tortura, como fazer cortes nas mãos com uma folha de papel e mergulhá-la em seguida numa solução de sal e vinagre, ou ser surrado nas nádegas com um pé-de-pato. A prova final é de inspiração Abu Ghraibiana: amarrar barbantes nos genitais e ter esse barbante violentamente puxado por outrem. E sem poder gritar. Na programação da engajada MTV brasileira (que já produziu a campanha que bem poderia ser by Boninho “ovos e tomates contra a corrupção”, e que defende ideais ambientais Greenpeaceanos), este programa é apenas mais um. Já houve quem se submetesse a cirurgias plásticas para ficar parecido com famosos, e até grupos considerados humorísticos (sic) cujo humor consistia em se colocar em situações de espancamento e outras violências auto-infligidas. A MTV brasileira, neste quesito, só tem rival na Rede TV!, com o seu anódino “Pânico”. Qual delas será a primeira a apresentar como atração principal o famoso waterboarding?

No entanto, existem formas mais sutis de tortura: humilhar, submeter as pessoas a situações vexatórias, condicionar o comportamento alheio e explorar a miséria social e existencial produzida pelos governos a fim de lucrar são formas de tortura que em nada diferem das torturas físicas, morais e psicológicas realizadas nos vôos da tortura estadunidenses. Programas de auditório estilo caldeirão, o humor estilo casseta, os programas pseudo-popularescos tipo ratinho, datena, irmãos covardes e companhia epistemologicamente limitada, Xuxa, enfim, qualquer programa televisivo ou coluna jornalística que coloque as pessoas como objeto de humilhação com o objetivo do lucro, ou que colocam as pessoas numa posição de impotência diante da sua própria condição social pode ser caracterizado como torturador.

Alguém poderia afirmar que se vive em uma sociedade civil de liberdades individuais, e que a estes participantes é dada a total livre escolha de participação ou não nestes programas. Não importa. Os meios de difusão de informações, independente se televisivos, impressos ou eletrônicos, são um serviço público, e devem ser analisados como tal. Tampouco se pode acusar telespectadores, produtores, apresentadores e participantes de sadismo. Sade buscava a libertação do corpo, não seu aprisionamento através da confirmação pelo olhar do outro (que não é outro) da condição de passividade social. Ainda, os participantes não estão limitados a um nicho social em particular. Todas as classes socioeconômicas tem seus representantes. Trata-se de uma modalidade da moral de classe, que se alimenta da dor própria e alheia para sustentar a ilusão do existir.

Mais sobre a Doutrina do Choque, aqui.

Esta coluna acredita na possibilidade da expansão da consciência pelas experiências autênticas que fazem soltar novas percepções, a criação de novos olhares sobre o mundo. Na alegria-estética de perceber o medium televisivo como uma violência à inteligência coletiva, contamos com a sua contribuição.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.023 hits

Páginas

Arquivos