Arquivo para 26 de fevereiro de 2008

PLANO DE CURSO DE FILOSOFIA CONSTITUTIVA – EDUCAÇÃO BÁSICA

As enunciações deste plano linhas-poiéticas filosóficas, não carregam conteúdos programáticos como técnicas e estratégias dos planos de organização e desenvolvimento dos discursos determinados como modelos de conhecimento padrão, mas potências constitutivas, elementos quânticos mutantes e fluxos desterritorializantes. Prática educacional afetiva/cognitiva. Processual filosófico que embora transite pelos sistemas e doutrinas filosóficas da história da filosofia como filosofia grega, Medieval, moderna e contemporânea, se fundamenta precipuamente como uma prática ontológica-poiética construtora de novas formas de existências. Em síntese, trata-se de um plano de produção e não de representação (conceitos filosóficos históricos) e interpretação (raciocínio interpretativo destes mesmos conceitos): pôr o já posto. A ilusão filosofrástica da confirmação do modelo imagem do conhecimento, o espírito dos cursos tradicionais de filosofia onde a memória, como suporte do saber imóvel, é a faculdade privilegiada.

Lembramos que este plano linhas-poiéticas, transporta rastros da Escola de Filosofia Constitutiva (para alguns, Escola Livre de Filosofia) que a AFIN inicia este ano gratuitamente.

Dúvidas e discussões sobre o plano podem ser colocadas nos comentários, que serão respondidas.

“Pensar é experimentar, não interpretar, mas experimentar, e a experimentação é sempre o atual, o nascente, o novo, o que está em vias de se fazer. A história não é experimentação; é apenas o conjunto das condições quase negativas que possibilitam a experimentação de algo que escapa à história. Sem a história, aexperimentação permaneceria indeterminada, incondicionada, mas a experimentação não é histórica, é filosófica”.

Gilles Deleuze

I – UNIDADE

LINHA-POIÉTICA — A PRÁXIS FILOSÓFICA

Porque a filosofia não é amor a sabedoria e nem a ciência das causas primeira e dos últimos fins.

A filosofia não tem origem.

A cartografia itinerante da filosofia: Devir.

O nomadismo filosófico apanhado pelos gregos.

O agenciamento maquínico filosófico: território, estado de coisa, enunciação e desterritorialização.

A filosofia e o Estado grego: a imobilização do pensamento como revelação do novo.

O pensamento grego como enunciação de comando: Sócrates,Platão e Aristóteles.

O desdobramento histórico da enunciação de comando dos gregos: Thomas de Aquino, Agostinho, Rousseau, Descartes, Kant e Hegel.

Filosofia e Linguagem: Semiótica Arborecente e Semiótica Rizomática.

Linguagem e Conhecimento.

II – UNIDADE

LINHA-POIÉTICA — A PRÁXIS POLÍTICA

A Potência.

A Polis potência política grega: imanência, amizade e opinião.

A cidade plano de imanência política: território social da visibilidade prática.

Construção da enunciação coletiva.

Spinoza e a Substância: O que é em si e por si mesmo concebido.

Spinoza e o Conatus: o esforço para aumentar a potência de agir – afetos alegres.

Spinoza e a paixão constituinte da multitudo.

Maquiavel e a Virtù.

Nietzsche e a Vontade de Poder.

O Niilismo contra a Vida.

A Potência democracia constitutiva.

A produção comunalidade do Direito Civil.

O Estado burguês.

O Estado Absoluto de Hegel.

A democracia representativa.

A Potência democrática e o socialismo.

A democracia representativa e o capitalismo.

A produção da consciência social.

O trabalho.

A força de trabalho poiético e o trabalho alienado.

A Potência e o Neoliberalismo.

Ciência e Economia de Mercado.

Tecnologia Virtual e pós-modernidade.

III- UNIDADE

LINHA-POIÉTICA — A PRÁXIS ÉTICA

Ética como modos de ser.

A Ética grega.

A Moral socrática.

O homem animal racional de Aristóteles e a Moral dos atos úteis e dos fins transcendentes.

A Moral teológica-metafísica do Cristianismo de São Paulo.

As diferenças entre a Ética e a Moral.

Ética de Epicuro.

A Ética de Lucrécio.

Spinoza, a Ética como a arte de compor bons encontros.

As Afecções.

Os Afetos alegres e os afetos tristes.

O aumento e a diminuição da potência de agir.

Nietzsche, e a moral niilista: o ressentimento, a má consciência e o ideal ascético.

A Ética socialista.

A Moral capitalista.

IV – UNIDADE

LINHA-POIÉTICA — A PRÁXIS ESTÉTICA

Estética social: sensibilidade das experiências possíveis.

Os territórios urbanos: espaços construídos.

Corpos materiais e imateriais interpeladores: arquitetura, estilo, funcionalidade, história.

A cidade subjetividade produtora de afetos alegres e tristes.

A Opinião Pública produtora de novas formas de saberes e dizeres.

A administração pública como subjetividade transdisciplinar.

A poiesis comunalidade e a impossibilidade da administração tirânica.

A inteligência coletiva.

As cartografias de desejos do Hiper-Corpo-Virtual.

A Ecosofia.

As artes: manifestações na superfície da experiência real.

Alienação dos sentidos e da cognição.

A “arte” mercadoria da sociedade de consumo.

A estética da linguagem virtual.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

O Que é a Filosofia – Gilles Deleuze e Félix Guattari.

Mil Platôs- volumes I, II e IV – ________________

Diferença e Repetição – Gilles Deleuze.

Bergsonismo – ___________________________

Ensaios Sofísticos – Barbara Cassin

Espinosa – Filosofia Prática – _________________

Cinema I – A Imagem-Movimento – _____________

Cinema II – A Imagem-Tempo – _______________

O Inconsciente Maquínico- Ensaios de Esquizo-Análise – Félix Guattari.

Caosmose – __________________________________________

As Três Ecologias – _____________________________________

A Condição Humana – Hannah Arendt

Antologia de Textos – Epicuro.

O Epicurismo – Jean Brun.

Da Natureza – Tito Lucrécio Caro.

A Filosofia da Época Trágica dos Gregos – Nietzsche.

A Origem da Tragédia – ______________________

O Anticristo – _____________________________

A Gaia Ciência – ____________________________

Aurora – __________________________________

Genealogia da Moral – _______________________

Considerações Intempestivas – ________________

O Nascimento da Física no Texto de Lucrécio – Michel Serres.

A Anti Natureza- Elementos para uma Filosofia Trágica – Clément Rosset.

Tratado da Correção do Intelecto – Spinoza.

Ética – _____________________________

Tratado Teológico-Político – ____________

Tratado Político – ____________________

Leviatã o Ou Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil – Hobbes.

O Príncipe – Maquiavel.

Contribuição À Crítica da Economia Política – Karl Marx.

Manuscritos Econômico-Filosóficos – _______________

Matéria a Memória – Ensaio sobre a Relação do Corpo com o Espírito – Bergson.

Duração e Simultaneidade – ____________________________________

O Pensamento e o Movente-____________________________________

Anomalia Selvagem – Poder e Potência em Spinoza – Antonio Negri.

O Poder Constituinte – Ensaio sobre as Alternativas Modernas – ____

Trabalho Imaterial – Antonio Negri e Maurizio Lazzarato.

O que Vemos, O que nos Olha – Georges Didi-Huberman.

As Tecnologias da Inteligência – Pierre Lévy.

O que é o Virtual – ____________________

A Conexão Planetária – ________________

O Espaço Crítico – Paul Virilio.

Guerra e Cinema – __________

A Máquina de Visão – __________

O Teatro e Seu Duplo – Antonin Artaud.

O Teatro Político – Piscator.

O Teatro Dialético – Brecht.

CAMPANHA CONTRA O VÍRUS IMTU/SINETRAM: PRAÇA ENTRA NA PELEJA!

MAIS ATAQUES DO VÍRUS IMTU/SINETRAM,

MAS O COMPANHEIRO PRAÇA ENTRA NA PELEJA

O silêncio da IMTU e da imprensa em relação ao boicote empresarial à integração temporal no transporte coletivo em Manaus continua. É o vírus IMTU/Sinetram que continua a se alimentar dos créditos do cidadão manoniquim.

Hoje, neste Bloguinho, mais uma contribuição de uma leitora intempestiva:

“Venho lembrar que não é só da Vitória Régia, pois trabalho em comunidade e pego variados ônibus das seguintes empresas: Cidade de Manaus (219, 222, 225), São José (088, 089) Eucatur (640, 408). Esses foram os ônibus que peguei e não aceitou o temporal… Até quando vamos ter que tolerar esse tipo de absurdo em nossa cidade?
Estão furtando o nosso direito e não estamos reagindo…
Hoje paguei cinco (5) passagens e os cobradores insistem em dizer que acabou o a passagem temporal… Até quando vamos ter que agüentar isso, porque não reagimos…
(Eliane Santos)

(Leia aqui, mais contribuições de leitores, em outros blogs atuantes)

A AFIN, Associação Filosofia Itinerante, está em contato desde a semana passada com o companheiro Praciano (Dep. Federal – PT/AM), que, em entrevista hoje, direto de Brasília, nos falou sobre transporte e sobre o atual boicote à Integração Temporal.

CUIDADO VÍRUS IMTU/SINETRAM! PRAÇA ESTÁ NA PRAÇA (E NOS TERMINAIS)!

Praciano disse que é necessário a população se mobilizar para encarar o boicote, já que a IMTU e a Prefeitura não se manifestam. Um dos caminhos é o Ministério Público. Sobre o projeto de lei do vereador José Ricardo (PT/AM), que traria para a prefeitura a responsabilidade em gerir o sistema Passa Fácil, Praciano concorda, mas lembra que, no início do mandato de Serafim, ele, então vereador, fez a mesma proposta, que foi recusada pelo prefeito, alegando à época a dificuldade em gerir o sistema, a necessidade de compor uma equipe para tal, o dispêndio de recursos, etc, preferindo deixar a tarefa para o Sinetram – Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo no Amazonas.

Praça discordou da versão oficial da IMTU (a do vírus). Ele foi um dos parlamentares de Manaus que viajou para Curitiba, à época da escolha do sistema eletrônico de bilhetagem a ser implantado em Manaus. Combatente das causas sociais e principalmente dos trabalhadores e estudantes, Praciano afirma que problemas do tipo que a IMTU e o presidente, comunista Marcelo Ramos alegam, não ocorrem. O sistema de bilhetagem eletrônica é simples e protegido contra este tipo de ação. O máximo que poderia ocorrer seria unitariamente (com apenas um validador, que poderia deixar de funcionar), jamais no conjunto, e muito menos apenas com uma função controlada pelo sistema, como a Integração Temporal. Se fosse o caso, questiona, por que não caiu todo o sistema ao invés apenas da Integração Temporal?

UM POUCO DE HISTÓRIA

Praciano tentou ainda, na mesma época, emplacar um projeto de lei que já havia sido vetado por Alfredo “ExTresso” Nascimento (dois mandatos) e Carijó (mandato tampão), prefeitos anteriores à Serafim. Com a chegada deste à prefeitura, Praciano colocou em votação um Projeto de Lei, advindo da CPI do Transporte, da qual foi presidente: o PL obrigaria as empresas do transporte coletivo a enviar trimestralmente à CMM o balancete da empresa, a folha de pagamento e a guia de recolhimento de impostos. Como estes documentos trazem os gastos e investimentos das empresas, ficaria mais fácil a fiscalização em relação às empresas e à tarifa cobrada pela passagem de ônibus em Manaus. O projeto foi aprovado na CMM por unanimidade. No entanto, Serafim, mostrando conservar o alinhamento da prefeitura aos empresários, vetou. Praciano ressalta que, com a medida, ficaria mais fácil detectar “falhas” nas planilhas das empresas, as mesmas que são usadas para justificar aumento nas tarifas do transporte. Segundo Praciano, a diferença entre o que é mostrado na planilha de gastos com pessoal pelas empresas e o real – descontados horas-extras não pagas, direitos trabalhistas negados e impostos sonegados – é de quase 2.000.000,00 de Reais. Paga-se um valor de passagem inflacionado por gastos não realizados, com a conivência deste e de governos anteriores.

A título de ilustração, este Bloguinho relembra ao leitor intempestivo (aqui) a manifestação ocorrida em agosto do ano passado, quando o sindicato dos trabalhadores do transporte coletivo reclamou direitos trabalhistas e horas-extras não pagas. Neste outro link você pode conferir um levantamento do transporte coletivo feito por este Bloguinho, onde os trabalhadores falam sobre este e outros problemas. Recentemente, a CMM foi palco de uma mobilização estudantil que impediu o fim da meia-passagem estudantil.

É necessário se mobilizar, como ressaltou a leitora intempestiva Eliane, e para tal, este Bloguinho convida os leitores que tiverem sido vítimas do vírus a enviar e-mails para contato, através do afinsophiaitin@yahoo.com.br, para que se possam identificar os depoentes e o companheiro Praciano possa ingressar com Ação Civil Pública no MP. Nenhum dado pessoal será publicado.

Vamos comunalizar esta linha intensiva politizante (= atuação comum) que corta a ilusão-dor da política como mecanismo de opressão e capturação do desejo e da potência de existir das pessoas!

CLIQUE NO CARTAZ DA CAMPANHA NA BARRA LATERAL DESTE BLOGUINHO PARA ACESSAR OS BOLETINS!


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.795 hits

Páginas

fevereiro 2008
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829  

Arquivos