Arquivo para 16 de abril de 2008

VOCÊ JÁ TOMOU SEU XAROPE HOJE?

Os franceses têm reclamado que seu atual presidente, Sarkozy, quebra a tradição nacional de ter sempre presidentes cultos. André Malraux era conselheiro de De Gaulle, aquele que disse que o Brasil não é um país sério. Miterrand lia Dostoiévski.

‘Sarko’ usa Ray-Ban, gosta de badalação, e está mais para Paris Hilton do que para Simone de Beauvoir.

Calma, franceses! O Brasil, mesmo não sendo um país sério, tem a solução!

Enviamos para vocês um modelo similar, estilo “Cult”, com garantia acadêmica de erudição, bem viver e estilo blasé de ser.

Não é bem um Miterrand, mas também tem filho não assumido, e é de graça!

E não precisa mandar o ‘Sarko’ pra cá. Já temos o nosso pops’tar de direita.

ARTHUR ‘5,5%’ NETO, PRESIDENTE DO BRASIL

ATENÇÃO LEITORES INTEMPESTIVOS DESTE BLOGUINHO

DEVIDO A PROBLEMAS COM O WORDPRESS, ALGUMAS POSTAGENS ESTÃO SAINDO COM A LETRA MUITO PEQUENA, DIFICULTANDO A LEITURA, SEM QUE POSSAMOS ALTERÁ-LA.

OUTRAS VEZES (COMO ACONTECEU NESTA MADRUGADA), FICAMOS SIMPLESMENTE IMPOSSIBILITADOS DE ACESSAR O PAINEL DE CONTROLE DO BLOG.

NÃO SABEMOS SE ESTES PROBLEMAS DECORREM DAS MUDANÇAS QUE ESTÃO ACONTECENDO NO WORDPRESS, E JÁ ENTRAMOS EM CONTATO COM O SUPORTE. ENQUANTO ISSO, LUPA NOS TEXTOS E PACIÊNCIA!

ABRAÇOS INTEMPESTIVOS!

PROJETO POSEIDON E A EFICIÊNCIA DA DEFESA CIVIL EM FABRICAR CASA PARA O AEDES AEGYPTI

E no curso das águas segue o Projeto Poseidon. Nos períodos em que ocorrem graves problemas infraestruturais em uma cidade se percebem claramente quais as concepções de enunciados como social, saúde, estética, cidadania, política de governantes que passaram e que estão passando. No caso de Manaus, percebe-se que há muito tais enunciados forma esvaziados de realidade, sendo usados apenas como redundância do signo-significante, que não serve senão ao autoritarismo e à tirania, jamais à democracia: prefeitos que passaram são conhecidos pelas conhecidas corrupções divulgadas, e o que vai passando nada fez para diminuir o impacto fulminante na população da ausência de políticas públicas e também pesam acusações de corrupção, como no caso de desvio de verba de merenda escolar, escolas fantasmas, entre outras.

Antigamente e atualmente alguns dos piores problemas são as péssimas condições das ruas e a falta de saneamento básico. Desde que foi criado este bloguinho, acompanhamos a partir do Projeto Poseidon, a situação da inexistência de espaços que possam receber o nome de rua em várias partes de Manaus. No caso da (que nunca foi) rua Rio Jaú, no Novo Aleixo, zona Leste, por ser onde se situa a sede da AFIN, pudemos participar da reivindicação dos moradores, que há três anos reivindicam a construção da rua, que só não continua na mesma condição porque a cada dia as crateras aumentam, a lama toma de conta, o lixo se acumula.

Para corroborar com isso, com a ameaça de dengue em outros estados, e com o alarme de suposto aparecimento de dengue tipo 4 (Denv-4) em Manaus, na quinta-feira 27 de março, na rua Rio Jaú e adjacências passaram soldados do exército monitorando a situação dos quintais e informando que os moradores deviam amontoar na rua os lixos volumosos, os que não daria para o caminhão de lixo levar, que na semana seguinte viriam equipes da Secretaria Municipal de Defesa Civil (SEMDEC) para coletar. Os moradores fizeram a sua parte, mas a Defesa Civil não. Por isso, passadas quase três semanas do aviso, o lixo continua amontoado na rua. No entanto, a se ver pela propaganda televisiva do governo do Estado, que se coloca como responsável pelo Exército nas ruas fazendo o trabalho, é de se desconfiar se a (ir)responsabilidade é apenas prefeitural. Esta mais para jogada marketista-eleitoral do governo. Poder público municipal e estadual agindo juntos, no caso, contra os interesses públicos.

Este acúmulo de lixo tem dificultado ainda mais o tráfego de carros que ainda se aventuram a passar pela rua inexistente e também as pessoas a pé, além de demonstrar o entendimento que a Prefeitura de Manaus está tendo de saúde pública; ou seja, nenhum. O lixo acumulado tem aumentado o mau-cheiro, tem se espalhado com as fortes chuvas e se tornou um local propício e aconchegante justamente para quem a Defesa Civil deveria dificultar a existência: o Aedes aegypti, o mosquito da dengue. Como diz na Campanha Spinozista na barra lateral, “compor com o Aedes aegypti é um mau encontro”. Com a Defesa Civil, na atual (in)gestão da Prefeitura de Manaus, também. Ainda bem que existe Poseidon para movimentar a água, não deixando que a água fique parada, senão a epidemia de dengue já haveria se universalizado em Manaus.

COLUNA DO MEIO

OS INTERMEDIÁRIOS DOS BILHÕES NORUEGUESES

A quantidade de acordos e pactos internacionais para a “proteção” da Amazônia cresce cada vez mais, principalmente num momento em que jargões como “a floresta vale mais em pé” se estabelecem e se consolidam nas regras do mercado mundial. Durante muito tempo quem controlava as regras eram os países ricos, que financiavam e ainda financiam os países pobres e fantasiam compromissos para a erradicação dos males sociais e ambientais. Uma ajuda que na maioria dos casos se revela como a captura do que ainda resta ao país: a autonomia.

A Noruega (país mais desenvolvido do mundo, segundo a ONU, com maior IDH em 2006), por exemplo, é um desses países ricos que “se preocupa” em proteger o que os países pobres não sabem cuidar. Em outubro do ano passado, a Noruega firmou acordo de cooperação com o governo brasileiro (10 milhões de dólares) para implementação de Reservas Extrativistas e contenção do desmatamento, durante a 5ª Conferência de Trondheim, na qual os principais temas foram biodiversidade, serviços ambientais e como cumprir a meta de reduzir a perda da biodiversidade. Em seguida, dezembro, anunciou que vai liberar cerca de 2 bilhões de dólares durante os próximos 5 anos para a redução do desmatamento. Um dos seus principais parceiros no Brasil é o ISA (Instituto Socioambiental), que há anos vem “colonizando” o Alto Rio Negro e exterminando o que resta de autonomia daquele povo.

Vários fundos com o objetivo de gerir recursos destinados à conservação são criados e as ONGs top de linha (Instituto Socioambiental, Greenpeace, The Nature Conservancy, Conservação Internacional, Amigos da Terra, WWF-Brasil) no quesito captação de recursos lideram o jogo na manipulação do dinheiro. Captar recursos é fácil, desde que a instituição possua conhecimento dos códigos jurídico-burocráticos, celebridades acadêmicas e certa quantidade de lobbistas destemidos. Difícil para estes e outros grupos — para não dizer impossível, uma vez que de modo algum lhes interessa agir no plano do real — é auxiliar na preservação dos povos presentes nesta floresta, nesta resex, etc, e promover mudanças onde a degradação de comunidades originárias se instaurou. Como já falamos aqui neste bloguinho, a estes grupos e mais diversas universidades (USP, UFRJ, UFAM) os índios, ribeirinhos, cabocos só interessam como laboratório. Por tal, até aqui todos os ditos projetos (sem futurações reias não existe projeto) operam dentro de um humanitarismo(Baudrillard), no qual as realidades humanas locais não têm mais importância do que como reservas de sentido ao saber-poder.

É nesse ambiente, de “competitividade” de quem protege e lucra mais, que a Ministra Marina Silva percorre com cautela, demonstrando o projeto de um governo que não acredita na dicotomia entre o crescimento econômico e a conservação ambiental, acompanhados da exclusão do homem real. Assim, observar e opinar nas questões ambientais, hoje, é uma questão de cidadania, que envolve todas as pessoas, para que o dinheiro que vem da Noruega não sirva tão somente como uma expansão mercadológica dos países ditos desenvolvidos ou a introjeção da razão instrumental ambientalista que “luta” para “salvar” rios, bichos, florestas enquanto o homem desaparece. Conhecendo a ação do Instituto Socioambiental há tempos no Alto Rio Negro, sabemos que o principal obstáculo para as ações sociais pretendidas pelo Ministério do Meio Ambiente e necessárias nestas regiões citadas são os intermediários por onde virão os bilhões noruegueses.

“POR QUE SOU TÃO INFLUENTE?” – ECCE HOMO: ARTHUR NETO

Arthur, o Influente

Por que Arthur ‘5,5%’ Neto se considera tão influente no Senado?

Será porque foi eleito pelo DIAP (entidade sindical dos assessores parlamentares), em julho do ano passado, e só agora lhe informaram?

Quem sabe, talvez, a menção honrosa na revista brasiliense Alta Velocidade, especializada em carros de luxo, como político de destaque em 2007, que notou o garbo com que o Senador ocupa a tribuna, tenha sido o motivo?

Ou talvez, tenha ele sido o único senador até hoje – excetuando HH, mas ela foi a segunda, cabe a ele o primeiro lugar – a ter ameaçado de “dar uma surra” em um presidente da república? (E ter, em seguida, tomado uma surra, em pleno Amazonas, de Lula: 86,8%).

Se foi isso, enganaram o orgulhoso Senador. Primeiro, porque, numa democracia – não a representativa, que apenas a arremeda – os fluxos são variações contínuas no movimento-socius, produção engendrada da potência de agir das pessoas em comunalidade. O que não existe no Senado brasileiro. Depois, para in-fluencia-r, pôr fluência, produzir fluxo, só compondo com outros corpos democráticos. Sendo o corpo-Arthur um corpo imobilizado pelo ressentimento e pela dor, não pode compor democracia. Ainda que pudesse, no Senado – entre Agripinos, Mãos Santas, Maias, Jeffersons, e outros – jamais poderia produzir movimento-ação-criação.

Mas para o orgulhoso senador, pode haver um alento: embora os 5,5% nas últimas eleições para o governo, mesmo com o apoio da Assembléia de Deus, lhe assombre em 2010, Arthur pode usar sua “influência” junto aos irmãos Câmara (Silas, Jônatas e Dan), para conseguir uma vaguinha de diretor da Guarda Civil Municipal de Manaus.

Os camelôs que se cuidem*!

* De 1989 a 1992, Arthur foi prefeito de Manaus, quando desceu a porrada nos camelôs.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.147 hits

Páginas

Arquivos