Arquivo para 16 de junho de 2008

*….:: CHAGÃOZINHO EUROCOPA! ::.….*

Θ Decisão do Grupo B, com os lusos de olho se pegariam os donos da casa ou os lenhadores alemães. E embora países vizinhos, com língua e culturas semelhantes, não houve zona de vizinhança produtora de linhas intensivas nesta partida. Apenas a repetição redundante, briga entre irmãos querendo ser iguais. Praticamente um edipianismo futebolístico. Emoções sim, para os que torceram para o time que é conhecido como Alemanha B (a Áustria). No primeiro tempo, muito voluntarismo, pouca intimidade com a Leonor: assim jogaram os donos da casa. Do lado dos alemães, nem mesmo o feijão-com-arroz, melhor, salsichão com chucrute, saiu. Um jogo feio, que lembrou e muito uma certa seleção amarela que aterrisou em Belo Horizonte hoje… O segundo tempo trouxe uma Alemanha mais próxima do que é a proposta dos tricolores: lançamentos longos, passes no meio à exaustão e pouca criatividade. Do lado dos austríacos, muita correria, mas mesmo com a ajuda da defesa bávara, o ataque vermelho e branco acabava se atrapalhando com aquele estranho objeto esférico que insistia em se enroscar nas canelas dos jogadores. E como, sem chegar, a Alemanha sempre acaba chegando, numa falta próxima à grande área, um rolou, o outro pisou, e o perverso Michael Ballack empurrou pro fundo das redes, para fazer o tento que levou os bávaros às quartas-de-finais. Do outro lado, e sem a análise chagânica, a líder Croácia ainda se deu ao desfrute de terminar a primeira fase em 100%, vencendo a Fla-Polônia por um a zero, gol de Ivan Klasnic. Agora, os croatas seguram a euforia turca, enquanto os filipenses encaram os lenhadores germânicos.

Áustria 0 – 1 Alemanha

Croácia 1 – 0 Polônia

COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

# A Doutrina da Igreja Católica, em seu discurso teológico sobre as ações dos homens bons junto aos seus próximos, carrega a potência democrática do FAZE O BEM E NÃO DIGAS A QUEM, ou, seja, praticar um ato bom sem nenhum interesse ao reconhecimento, já que o reconhecimento é da ordem da vaidade do homem. Função de sua fraqueza decorrente de baixo auto-valor, ou comportamento de“quem ainda não se encontrou, ou que já voltou a se perder” (Marx). Propósito que foge à propaganda da evangelização que se dá na alternância comprometida do cristão engajado em sociedade. Cristão livre democraticamente. Fora da dívida de gratidão. O cristão do Cristo filho de Maria, e não o paulino.

Hoje, dia 16 de junho, pela manhã, D. Mário, um dos religiosos importantes da Arquidiocese de Manaus, mostrando uma face gratificada, foi homenageado na Câmara do Vereadores por seus trabalhos na área social, principalmente à frente da Fazenda Esperança, que desenvolve trabalho de reabilitação de drogados. Do entendimento desta Vertebral surgem dois rastros humanos demasiado humanos (Nietzsche). Um, em razão da fraca atuação democrática da maioria dos edis desta casa, D. Mário, com sua presença, coloca-se em equivalência ao estado de coisas deste território legislativo. Dois, D. Mário, de acordo com a Doutrina Cristã, se apresenta mais como ser antropologizado do que teologizado. Além do quê, com seu ato, elevar estes edis a categoria de Deus capazes de atingirem o conhecimento de sua obra. Apesar destes percalços, a segundona TDPM – Transtorno Disfórico Pré Mestrual não me leva mal.

# A Polícia Federal, na operação “De Volta Para Pasárgada”, continuação da Pasárgada I, prendeu pela segunda vez O PREFEITO DE JUIZ DE FORA, Alberto Bejani (PTB-MG), que já renunciou, por desvio de dinheiro público perpetrado por uma quadrilha recheada de grandes personalidades, de lobistas, passando por parlamentares, chegando até ao poder judiciário. Lá como cá, a virulência da anomalia democrática, roubo do dinheiro publico, é pandêmica. O prefeito do município de Coari, Adail Pinheiro, é acusado da formação de uma das maiores quadrilhas de roubo do dinheiro público. Lá, como cá, os personagens vão de parlamentares, secretários, serventes, juízes, tocando nas chamadas autoridades dos governos do Amazonas. Cá, como não lá, a PF ainda tenta prender (questão de pouco tempo) o acusado de chefe, Adail, e cá, como não lá, ele diz não renunciar. Enquanto isso, notórios inimigos do povo, principalmente os que usam a miséria para se eleger, querem uma CPI. Na linguagem popular: Jogo de cena. Na linguagem teológica: “Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra”.

# Tão Gomes Pinto é um dos poucos jornalistas do Brasil engajado socialmente. Conhecemos sua letra desde o tempo da Isto É dirigida pelo insuspeito jornalista ítalo-brasileiro, Mino Carta, criador e dirigente da revista Veja, no período cruel da ditadura, totalmente diferente desta Veja de hoje com os Mainardis, colunismo social de salão de beleza e consultório médico. Pois bem, o Tão escreveu uma espécie de biografia: “ELE, MALUF, A TRAJETÓRIA DA AUDÁCIA”. O lançamento está sendo hoje, com a presença de um Maluf felicíssimo, tanto em razão da pena de Tão, como sua crença de que foi muito importante para a democracia brasileira. Ora, ora, ninguém precisa falar sobre este espécime herdeiro de Ademar de Barros: “Rouba, mas faz”. Lógica aplicada no Brasil, e também aqui no Amazonas. Maluf é candidato a prefeito de São Paulo pelo seu partido PP-SP, por sua trajetória, é provável que seu livro não seja lido por seus semelhantes do legislativo e executivo, já que estes, em suas práticas, afirmam com sucesso a aprendizagem na escola malufista.

Me foque!

Isto é rock!

Beijos e Abraços Vertebrais!

COLUNA DO MEIO

AS ÁGUAS DA AMAZÔNIA

Enquanto muitos discutem sobre quem o é dono da Amazônia ou quem realmente sabe cuidar e tutelar este “menor incapaz”, constantemente abusado por diversos monstros, Les énergies du progrès trazem os ares francófonos na luta mundial para trazer o desenvolvimento econômico e evitar futuros problemas de falta de energia no Brasil. Há os que preferem cavar e tentar restaurar, com constantes ataques de xenofobia, amarrados ao passado glamouroso e jamais vivido, cavam, cavam, cavam, a procura do glamour da Belle Époque debaixo da terra.

Por enquanto os olhares estão atentos ao desmatamento da Amazônia, ao estiloso ministro do meio ambiente e seu desempenho ao tentar conversar com os vilões e negociar um bom preço para “manter a floresta em pé”. E os negócios dão continuidade ao progresso. Em maio passado, o consórcio Energia Sustentável do Brasil venceu o leilão da Usina Hidrelétrica Jirau, no Rio Madeira – Rondônia. O consórcio é liderado pelo Groupe Suez, grupo franco-belga, uma das maiores multinacionais no segmento da energia (elétrica ou gás) e ambiente (água e saneamento), uma antiga conhecida da não-cidade de Manaus. Teoricamente o maior grupo privado gerador de energia elétrica, presta serviços de utilidade pública, como fornecimento de eletricidade, gás, energia, água, administração do lixo. Na América do Sul, se encontra no Peru, Chile, Argentina e Brasil.

O grupo, segundo Dirk Beeuwsaert (da SUEZ Energy International), dispõe de grande experiência que pode proporcionar o desenvolvimento e a construção de novos projetos para Brasil e está empenhado para participar do crescimento do setor energético brasileiro. Mas o objetivo principal é aumentar sua participação nos projeto rentáveis. A Usina Hidrelétrica Jirau é um dos empreendimentos que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), considerado o mais importante para a região como uma estratégia para a geração de energia limpa e renovável. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, vibrou com o resultado do leilão e está certo da garantia da energia disponível a partir de 2013, pelo prazo de 30 anos. O PAC realmente é um investimento rentável, pois as estimativas são boas do ponto de vista do desenvolvimento e a geração de lucro para uma multinacional já consolidada no Brasil, atuando há mais de 50 anos.

Na busca pelo negócio rentável, temos como exemplo o trabalho do Grupo Suez/Águas do Amazonas em Manaus, desde 2000, quando assumiu o serviço de saneamento básico e distribuição de água. Foi a primeira privatização do setor de saneamento básico de uma capital brasileira. Disso os xenófobos podem se orgulhar. Mas a gestão à moda francesa se constitui na prática da opacidade, superfaturamento e monopólio não só em Manaus, mas onde suas filiais estão, até em muitas cidades francesas. Onde criou dispositivos para assegurar os lucros previstos pelo grupo, pois qualquer acontecimento político, econômico ou social poderia ser uma ameaça aos seus objetivos. Aqui o experiente grupo instituiu o que chamam de apartheid da água, dividindo Manaus em duas grandes áreas: uma consolidada, com água potável distribuída; outra não regularizada, a periferia onde não tem água e se tivesse as normas de potabilidade não seriam respeitadas.

Os principais opositores deste grande negócio seguem a mesma linha de atuação das ONGs, de alguns chamados movimentos sociais e mídia apocalípticos, tornando-se seus principais investidores. A mídia investe pesado tanto no mercado das notícias sobre pedofilia quanto dos vilões da floresta. A Amazônia continua indefesa. Um grupo de franceses está na região fazendo um documentário para constatar se o Brasil realmente está cuidando do “menor indefeso”, mas há quem acredite que a única forma de resolver o problema do desmatamento e internacionalização é por meio de uma CPI. Já que a palavra de ordem é o lucro, a CPI da pedofilia já alcança este objetivo.

*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Quien quiera entender como funciona el mundo

deberá entender el fútbol”.
Roberto Perfumo (ex-jogador argentino).

Θ DAS INJUSTIÇAS DO FUTEBUSINESS. Vez em quando, e alguns jornalistas brasileiros se debruçam sobre o suposto suborno da seleção peruana na Copa de 1978. Os argentinos precisavam golear por pelo menos 6 gols de diferença, e venceram aquele que talvez tenha sido o melhor selecionado peruano da história. Com o resultado, a equipe local superou o Brasil em saldo de gols e foi adiante, sagrando-se campeã diante dos holandeses. Até hoje os jornalistas se referem à seleção brasileira daquele ano como “campeã moral”, pois saiu invicta. Entre confissões, desmentidos e muito ressentimento, um pouco desta história está sendo contada pelo portal Terra Magazine. Lá, o jornalista Ezequiel Fernández Moores mostra que não foi somente a ditadura argentina que se envolveu na situação. Não se sabe se houve efetivamente o suborno, mas a participação do general Francisco Moralez Bermúdez, ditador peruano, num esquema mais para intimidação do que para suborno. Havia saída para os jogadores? Claro que sim. No entanto, não se pode simplesmente culpabilizá-los, sem examinar o contexto da situação. Além do mais, o Brasil, que já foi beneficiado em outros episódios, age neste como interessado no título, e em nenhum momento critica a estrutura da FIFA, envolvida politicamente com as ditaduras sudamericanas. É preciso lembrar que a FIFA foi a primeira entidade internacional que deu aval ao golpe sangrento do general Pinochet no Chile. Mais: na copa de 66, a arbitragem foi claramente a favor dos donos da casa e dos europeus em geral. Argentina e Uruguai foram praticamente retirados do torneio pelos árbitros. Na copa de 1990, a Alemanha caçou Maradona em campo, e venceu com um penal inexistente. Em 1994, Maradona mijou, e a FIFA aproveitou a efedrina – droga contida em remédios para emagrecer – para tirá-lo da copa, numa rigidez nunca antes vista. Todos os casos anteriores de doping por efedrina foram punidos com um ou dois jogos. Maradona, que vinha de uma recuperação, e jogou tudo o que sabia contra os nigerianos naquele dia, foi tirado da competição, com a anuência, hoje se sabe, do presidente da AFA, Julio Grondona (o Ricardo Teixeira deles). Os resultados armados, portanto, não são o problema em si, mas apenas a consequência de um futebol tratado não como jogo, mas como produto, como negócio. Vence quem dá mais lucro. Quem incomoda, é retirado. E isso o Brasil não reclama. Muito menos seus jornalistas.

Θ CHAGÃO PERGUNTA: Clube saído da segunda divisão e dos guetos do Rio de Janeiro, não foi o primeiro a escalar um negro, mas foi o primeiro clube a permitir a mistura sem conflitos internos e externos. Embora preferisse a brancura, não dispensava um bom jogador de pele escura: no ano de 1923, o Vasco da Gama levou o caneco de campeão, com a penas uma derrota, para um Flamengo esbranquiçado. Dali em diante não teve jeito: quem quisesse ser campeão ia ter que abrir as portas para o devir-negro no futebol. Agora, o ‘Chagão!’ quer saber: o futebol holandês, que está causando furor na Euro2008 foi um dos últimos da Europa e do mundo a se profissionalizar. Em que ano isto aconteceu?

Θ EUROCOPA AUSTRIA/SUÍÇA 2008. Aqui você confere os placares dos jogos já realizados, a tabela dos confrontos e os confrontos eliminatórios. As resenhas das partidas você continua lendo no nosso Chagãozinho Eurocopa, diariamente:

GRUPO A

Portugal – 6

Turquia – 6

Rep. Tcheca – 3

Suíça – 3

Portugal 2 – 0 Turquia

Suíça 0 – 1 Rep. Tcheca

Suíça 1 – 2 Turquia

Rep. Tcheca 1 – 3 Portugal

Suíça 2 – 0 Portugal

Turquia 3 – 2 Rep. Tcheca

Na última rodada, a seleção portuguesa entrou com oito suplentes, já pensando nas quartas-de-final, e encontraram uma Suíça com ganas de se despedir de sua torcida com ao menos um resultado honroso. No primeiro tempo, os lusos até ensaiaram uma vitória, mas foram displicentes. No segundo tempo, Portugal piorou, a Suíça melhorou (se é que isso é possível), e Yakin, para a terra do queijo, marcando duas vezes, deu ao seu país ao menos o alento de uma vitória. Portugal entra em campo na quinta-feira, para decidir sua estadia na Euro2008, contra Alemanha ou Áustria. Na outra partida, dentes à mostra e dedo em riste: uma das duas seleções seria a classificada, ainda que nos penais. Iguais em tudo, até no futebol medíocre, turcos e tchecos fizeram uma partida, senão brilhante, ao menos movimentada em emoções. Jogando à lá França 2006, os tchecos pareciam querer levar a vaga, e tomaram conta do primeiro tempo, saindo com a vantagem mínima, numa cabeçada de Koller, aos 33 minutos. No segundo tempo, a Turquia equilibrou as ações, mas Plasil – o anti-enjôo – marcou o segundo gol, aos 17. Parecia tudo definido, mas não para o atacante do Villareal, Nihat. Aos 29, Turan diminuiu. Aí Nihat começou a alinhar luta, disposição e um pouco de sorte. Aos 42 minutos, o goleiro Peter Cech largou uma bola fácil nos pés do atacante turco, que deixou tudo igual. Com o gol, a Turquia sufocou, e dois minutos depois, ele de novo, Nihat, pra classificar os turcos, que agora comemoram pensando na Croácia.

GRUPO B

Croácia – 6

Alemanha – 3

Áustria – 1

Polônia – 1

Alemanha 2 – 0 Polônia

Áustria 0 – 1 Croácia

Croácia 2 – 0 Alemanha

Áustria 1 – 1 Polônia

Hoje

Polônia – Croácia

Áustria – Alemanha

GRUPO C

Holanda – 6

Romênia – 2

França – 1

Itália – 1

Holanda 3 – 0 Itália

Romênia 0 – 0 França

Itália 1 – 1 Romênia

Holanda 4 – 1 França

17/06

Holanda – Romênia

França – Itália

GRUPO D

Espanha – 6

Suécia – 3

Russia – 3

Grécia – 0

Grécia 0 – 2 Suécia

Espanha 4 – 1 Russia

Suécia 1 – 2 Espanha

Grécia 0 – 1 Russia

18/06

Grécia – Espanha

Russia – Suécia

Θ ELIMINATÓRIAS SUDAMERICANAS COPA 2010 (I). O Brasil foi ao Defensores Del Chaco para enfrentar os niños do Presidente Lugo. Enquanto a imprensa paraguaia dava como favas contadas uma vitória e a consolidação da liderança, a braziniquim desdenhava, pero no mucho, já que a escalação do trio de volantes mais um meia-bala no time amarelinho era certa. Brasil, zero atacantes, Paraguai, três, dentre eles o insaciável Cabañas. E não deu outra. O Brasil, temendo o gigante guarany, passou o primeiro tempo todo se escondendo atrás das traves, o que permitiu ao atabalhoado ataque alvi-rubro enfiar um a zero, com uma finta tática de Cabañas e finalização de Roque Santa Cruz. O meio campo do preferido da Branca de Neve fazia o que podia: chutes pra frente, sem direção. O final do primeiro tempo foi comemorado: 1 a 0 era pouco. No segundo tempo, mesmo com a expulsão do lateral Darío Verón, o Paraguai se defendeu, se não com competência, pelo menos o suficiente para o ataque brasileiro ficar mais perdido que a direita brasileira no governo Lula. Mesmo com o desmonte do meio-campo defensivo e a entrada de Adriano, Anderson e Julio Baptista, o ataque continuou uma nulidade intensiva, ainda que numeroso extensivamente. Ainda deu tempo da dupla Cabañas e Santa Cruz deitar e rolar, com bola na trave, passe genial e um gol do gorditcho maravilha, meio de perna, meio de joelho, num rebote do goleiro Júlio César. Aliás, JC foi um caso à parte. No final, sendo entrevistados, alguns perplexos, outros lucidamente afirmando que o jogo foi o que todo mundo viu, o goleiro ex-flamengo saiu visivelmente irado, xingando e colocando a culpa pela derrota no árbitro. É interessante como alguns jogadores, quando vão para a Europa, adquirem ao menos alguns elementos culturais dos locais onde vivem. Raí, por exemplo, é até hoje respeitando tanto como jogador quanto intelectualmente no metiê de Paris. Já Julio César continua a mesma ferradura que espancou um torcedor do Flamengo anos atrás, e talvez esteja até pior. Limitação epistemológica gravíssima. O mais novo dos anões agora torce por uma vitória contra os argentinos, ao menos para fazer de conta que não vai cair antes das Olimpíadas.

Θ ELIMINATÓRIAS SUDAMERICANAS COPA 2010 (II). A imprensa argentina até torceu para que a sua seleção chegasse com moral para o confronto com o Brasil. Falaram até em derrubar o técnico Dunga, num gesto de solidariedade internacional. No entanto, quem viu a peleja entre albicelestes e equatorianos, viu os meninos de Rafa Corrêa se defendendo sem muita necessidade de uma Argentina mais próxima aos agricultores do movimento anti-governo do que de Chris Kirchner. Com o trio de Maradona (Riquelme, Agüero e Messi) e mais oito, não houve quem distinguisse bom de ruim: todos foram péssimos. Em pleno Monumental, um embate soporífero. Com Heinze, DeMichelis e Burdisso na zaga, nenhum sobressalto. O mesmo podia-se dizer da retaguarda amarela, que não sofreu sobressaltos durante todo o primeiro tempo. Uma nulidade. Aos 23 do segundo tempo, cansado de esperar, o Equador resolveu ir à frente, e deu certo! Passe de cabo Tenório para o LDU Urrutia, que arrematou da entrada da área, e o goleiro Abbondanzieri, Pato que é, aceitou. Daí o Equador resolveu colombianizar, e começou a querer tocar a bola com esmero e dar olé nos portenhos. Não deu outra: no apagar das luzes, Rodrigo Palacio, que entrou no lugar de Verón, aproveitou contra-ataque numa bola perdida do meio-campo do Equador, e empatou, para desafogo da torcida, tão apática quanto o time. Preocupados com o Brasil, os argentinos esqueceram os “outros” amarelos. O que é pior? Perder três pontos fora, ou fazer apenas um em casa? O confronto entre brasileiros e argentinos, na próxima quarta-feira, com esse preâmbulo sofrível, dirá. É possível ainda naturalizar argentino o gordutcho Cabañas?

Θ ELIMINATÓRIAS SUDAMERICANAS COPA 2010 (III). Outros resultados, próximos confrontos e classificação:

5a Rodada: 14 e 15/06

Peru 1 – 1 Colômbia (Lima)

Uruguai 1 – 1 Venezuela (Montevidéu)

Paraguai 2 – 0 Brasil (Assunção)

Argentina 1 – 1 Equador (Buenos Aires)

Bolívia 0 – 2 Chile (La Paz)

6a Rodada: 17 e 18/06

Uruguai – Peru (Montevidéu)

Equador – Colômbia (Quito)

Brasil – Argentina (Belo Horizonte)

Bolívia – Paraguai (La Paz)

Venezuela – Chile (Puerto La Cruz)

Classificação:

Paraguai – 13

Argentina – 10

Colômbia – 09

Brasil – 08

Venezuela – 07

Chile – 07

Uruguai – 05

Equador – 04

Peru – 03

Bolívia – 01

Θ BRASILEIRÃO 2008 SÉRIE A. A sexta rodada terminou com três líderes, com a queda do último invicto, e com o ressurgimento do campeão do ano passado. Flamengo, Grêmio e Cruzeiro seguram a ponta, com o rubro-negro carioca no primeiro lugar po um golzinho de saldo. Mesmo assim, no confronto com o tricolor paulista, o urubu “cabañizou” e tomou de quatro, quando pensava que venceria fácil. Mais três jogos terminaram em goleada. Em compensação, Coritiba e Vitória não saíram do zero. Fluzão continua temporariamente na lanterna, mas o Goiás faz competente trabalho rumo à Série B, e tem tudo para superar o tricolor carioca. O campeão do Brasil, Sport, comemorou a mais e tropeçou no Figueirense, e o Internacional, se despedindo de Fernandão, venceu o Bota. Na artilharia, Marcinho, do Flamengo, com 05 gols, seguido de Guilherme (Cruzeiro), Alex Mineiro (Palmeiras) e Diogo (Portuguesa), todos com 04. Resultados:

Série A: Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo-RJ, Coritiba, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Ipatinga-MG, Náutico, Palmeiras, Portuguesa-SP, Santos, São Paulo, Sport, Vasco da Gama, Vitória-BA

6ª Rodada Série A – 12/06 e 14/06

Fluminense 1 – 1 Santos

Palmeiras 5 – 2 Cruzeiro

Atlético/MG 4 – 2 Ipatinga

Figueirense 3 – 1 Sport Recife

Internacional 2 – 1 Botafogo

Flamengo 2 – 4 São Paulo

Portuguesa 1 – 0 Atlético/PR

Náutico 1 – 1 Vasco

Goiás 0 – 3 Grêmio

Coritiba 0 – 0 Vitória

Classificação*

Flamengo  –  13

Grêmio  –  13

Cruzeiro  –  13

Náutico  –  11

Palmeiras  –  10

São Paulo  –  09

Atlético/MG  –  09

Atlético/PR  –  08

Vasco  –  08

Vitória  –  08

Portuguesa  –  08

Sport Recife  –  05

Figueirense  –  08

Internacional  –  07

Botafogo  –  07

Coritiba  –  06

Santos  –  05

Ipatinga  –  05

Goiás  –  03

Fluminense  –  02

* Em azul, os classificados para a Libertadores ’09; em verde, os classificados para a Sulamericana ’09, e em vermelho, os rebaixados para a série B.

Θ BRASILEIRÃO 2008 SÉRIE B. Dois paulistas, um gaúcho e um cearense são, no momento, os que irão à série A do ano que vem, até esta sexta rodada. Agora que já sabemos que o Corinthians só bate em galináceo abatido, a ordem no certame é, quem perder para o Corinthians não merece a piedade da torcida. E tem clube que já pensa em adotar um Leão como mascote, pra ver se para a sanha do Timão. Na ponta de baixo, Paraná Clube e América de Natal concorrem para abrilhantar a série C 2009, enquanto o Gama continua em reação, já são seis pontos. Na artilharia, ele: Túlio Maravilha, o matador do Vila Nova, com 6 gols. Confira os resultados:

Série B: ABC-RN, América-RN, Avaí, Bahia-BA, Bragantino, Brasiliense, Ceará, CRB-AL, Corinthians, Criciúma, Fortaleza, Gama, Grêmio Barueri, Juventude, Marília, Paraná Clube, Ponte Preta, Santo André, São Caetano, Vila Nova

6ª Rodada Série B – 10, 13 e 14/06

Marília 3 – 1 Ponte Preta

Juventude 1 – 1 Fortaleza

Gama 1 – 0 CRB

Ceará 2 – 0 América/RN

Barueri 1 – 5 Santo André

Avaí 4 – 1 Vila Nova

Bahia 2 – 0 Paraná Clube

Corinthians 4 – 1 Brasiliense

São Caetano 2 – 0 Bragantino

ABC/RN 0 – 0 Criciúma

Classificação*

Corinthians  –  18

São Caetano  –  11

Juventude  –  11

Ceará  –  10

Avaí  –  10

Vila Nova  –  09

Fortaleza  –  09

ABC/RN  –  09

Santo André  –  08

Bahia  –  08

Brasiliense  –  08

Barueri  –  08

Criciúma  –  07

Bragantino  –  07

Marília  –  07

Ponte Preta  –  06

Gama  –  06

CRB  –  04

Paraná Clube  –  04

América/RN  –  03

* Em roxo, os classificados para a Série A do Brasileirão ‘09; em cinza, os rebaixados para a série C.

Θ PARAZÃO 2008. Definidos os finalistas do returno do Parazão 2008! Clube do Remo e Paysandu farão a decisão. Na primeira semifinal, o Remo empatou com o supreendente São Raimundo, que de virgem no primeiro turno passou a quarto colocado e semifinalista no segundo. Com a vantagem de poder empatar, o Remo ainda desperdiçou um penal. Já o jogo do Papão, além de entrar para a história do estaduais, levou muito azul-e-branco para o Captopril! O time também precisava do empate contra o Ananindeua, mas até os 41 minutos do segundo tempo, perdia por 2 a 0! Num bate-rebate, Samuel diminuiu para o Paysandu, que se jogou ao ataque, até que aos 45, num rebote do goleiro, Zé Augusto fez explodir o Mangueirão. Com os resultados, Papão, Remo e Águia de Marabá serão os representantes da maniçoba na Série C 2008. E quem levar o segundo turno, disputa com os marabaenses o título do Parazão 2008. Confira os resultados:

Semifinais

Quinta-feira, 12/06

Remo 1 – 1 São Raimundo

Sábado, 14/06

Paysandu 2 – 2 Ananindeua

Final (Returno)

Domingo, 22/06

Remo – Paysandu

(16h, Mangueirão)

Θ CAMPEONATO URUGUAIO 2007/2008. Encerrado o torneio Clausura, o torcedor uruguaio agora fica na expectativa do campeão máximo do país, o Campeão Uruguaio. A fórmula da disputa é simples: há o campeão do Apertura/07 (Defensor Sporting), o do Clausura/08 (Peñarol), e o Anual (Defensor Sporting), que é o time que mais pontos fez somando-se a pontuação do Apertura e Clausura. A semifinal acontece entre o Campeão do Clausura/08 (Peñarol) e o do Apertura/07 (Defensor Sporting), em ida e volta (22 e 25 de junho, com uma terceira partida em 29, caso haja uma vitória para cada lado). O vencedor disputa a finalíssima do Uruguaio com o campeão Anual. Caso vença o Peñarol, poderemos ter até 6 partidas seguidas entre Peñarol e Defensor Sporting. Caso os violetas vençam, são campeões diretos, sem final. O vencedor do Uruguaio temporada 07/08 se classifica diretamente para a Libertadores’09. Entendeu?


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.768 hits

Páginas

Arquivos