Arquivo para 20 de junho de 2008

*….:: CHAGÃOZINHO EUROCOPA! ::.….*

Θ A força da movimentação extensiva, da correria que ia do ataque a defesa, em ambas as equipes, marcou tanto o confronto entre Croácia e Turquia, que fez com que o pânico de perder fosse o combustível maior da partida. Exatamente a definição do que é o futebol profissional, preocupado mais com a vitória e seus resultados mercadológicos do que com um futebol alegre criativo. Os dois selecionados foram tão rápidos em campo que acabaram por transformar a partida em um espetáculo de resistência física e velocidade. Esquecendo de embalar a Leonor em um futebol mais suave onde força e velocidade são apenas detalhes da alegria de compreender que, ganhando ou perdendo, o futebol é realizado na intensidade criadora do novo. Daí a caduca frase do técnico da seleção inglesa, Don Howe, de 1987, ter resumido esta partida e tantas outras que se querem (não conseguindo) como futebol arte: “Nunca poderá ser um bom jogador de futebol quem se sentir contente depois de perder uma partida”.

A partida precisou de 119 minutos para ser definida. Os guerreiros Otomanos, destemidos aniquiladores de Constantinopla, passaram os primeiros 45 minutos do embate sendo acossados pela Jovem Croácia. Embora ambos os selecionados tenham deixado bem claro seus interesses unicamente pelo resultado, a Croácia apareceu mais no primeiro tempo, tanto que logo aos 18 e 03 minutos meteram uma bola na trave do gol do arqueiro turco Rustu. Daí em diante um equilíbrio sóbrio pendulando entre resistência física e velocidade. E nada de gol durante o primeiro tempo. Já no segundo tempo os turcos apareceram controlados e mais na retranca. A Croácia, no entanto, retorna afoita pela vitória e reforça mais o combustível da partida, perdendo algumas chances de gol. Os croatas não contavam com o seu carrasco maior na partida, o goleiro turco Rustu. O arqueiro defendia o gol turco como um guerreiro otomano disposto a dar a vitória ao seu povo. Mas também nada de gol. Então a partida fez história inaugurando a primeira prorrogação do torneio centroeuropeo 2008. Nos primeiros quinze minutos a Turquia foi dominante. Impôs o seu jogo de ir pra frente e contar com a sorte. Algumas jogadas surgiram, mas os gols de ambos selecionados continuaram virgem sem terem suas redes aquecidas pela querida Leonor. Nos minutos restantes, o jogo indicava retomar a velha sobriedade do primeiro tempo e parte do segundo. Mas desta vez com os jogadores cansados, não mais podendo dispor inteiramente da força e da velocidade, davam seus últimos suspiros para a batalha. E a necessidade fez a ocasião. Cansados, os jogadores tiveram que perceber a partida de outra maneira. Então, Modric pegando a bola na linha de fundo da direita do gol turco, pareceu chamar o guerreiro arqueiro Rustu para uma batalha individual. Este parecia tonto do cansaço da batalha, a dúvida pairou sobre a sua cabeça, e sem saber se ia ou se ficava resolver ir e deixar seu posto livre. Modric cruzou a bola na direção de Klasnic que a empurrou com a cabeça para dentro do gol turco. Aos 13:43 minutos da prorrogação a Croácia abria a vantagem e fazia a bola acalorar uma das redes do estádio de Viena. O técnico guitarrista-metaleiro da Croácia pulou e correu com a sua equipe, já cantando as glórias da vitória. Mas não contava que a Turquia tinha vindo para o certame a fim de fazer tradição. Depois de vencer a Suíça e a República Checa nos minutos e acréscimos finais das partidas disputadas, fez valer a produção de sua tradição. Os 30 minutos regulares da prorrogação já tinham saído da temporalidade terrena e começava os acréscimos da prorrogação. Aos 16:04 minutos do quarto tempo da partida, Sentürk forzó, de fora da grande área, com a força que lhe tinha restado, fez a bola invadir o gol croata. Pênaltis. Aí, após o rápido descanso, os combatentes retomam a partida, uma vez que ela não pode ficar sem um termino e sem um vencedor e um perdedor. Então a Croácia inicia jogando a bola para fora; vem a Turquia e mete a bola pra dentro; de novo a Croácia e dessa vez marca; a Turquia e bola pra dentro; Croácia novamente e a bola é condicionada a ir para fora do gol mais uma vez; aí vem a Turquia e Gol; Croácia cobra o pênalti e… aparece Rustu para mostrar que a sua atrapalhada foi apenas uma indecisão causada pelo cansaço e defende o chute. Turquia então já se prepara para enfrentar os alemães comandados por Joachim Löw.

Croácia 1 (1) – (3)1 Turquia

CLINAMEN

___ oblíquas variações infinitas dos corpos ___

__________sombra_____luz_____________________eclipse_____passagem_______________________________________Fim da linha: descida, subida. Fim da linha: subida, descida. Lá vai, lá vem, lá vai, lá vem, lá vai, lá vem, lá vai, lá vem… E o trem? Quantas fornadas? “Por ‘crueldade’ do real entendo, em primeiro lugar, é claro, a natureza intrinsecamente dolorosa e trágica da realidade” rosset O delírio, como ultrapassagem, ou dissipação da objetividade, não é um mal em si. Alguns filósofos sabem disso. O delírio em filosofia, é a linha de corte do real, pela potência criadora de novas existências. Só há acontecimento, o novo, quando o homem delira da objetividade em movimento estético. Nisso novos conceitos, novas criações artísticas e novos afectos. O delírio só é patológico quando o homem abstrai o real se perdendo em sua própria abstração. Delírio político. Estágio-imóvel. Mundo ecolálico fragmentado. Ressonância dos fragmentos. Estágio circular dos reacionários: proteção compulsiva da mesma idéia. Daí porque a direita jamais será democrática: seu delírio é em si mesmo, nunca uma ultrapassagem do mundo dado. “Alberto, foi morar na casa da sogra, e não deu certo. Alberto, era bom demais” Vanzolline _________________________________________________________ _________________________________________Notícias saltam em abundância descrevendo a produção administrativa do governo Lula: crescimento econômico, recorde histórico brasileiro de empregos formais, criação da Universidade Aberta do SUS, reconhecimento internacional da produção econômica do Brasil, Brasil referência ao combate a AIDS…………………………………., etc…….. São as instituições do Estado Brasileiro atualizando-realizando o virtual (potência) como real social através do trabalho de seus agentes de carreira e indicados do governo. A direita desespera. Atribui as realizações somente, e tão somente, ao Lula, indivíduo isolado. Não vê sua equipe a qual comanda. Alucina um Lula Deus em sua intriga. Não percebe. Como não percebe que quanto mais alucina, odienta, Lula, mais ele cresce e se distancia de suas garras. Assim, ela mesma se vitima: jamais poderá ter um candidato para concorrer com este Deus que ela criou e mantém com sua alucinação. Lula é, para ela, uma imagem inalcançável. Que bom! A Democracia está protegida. ___________ “Tenho cada vez mais certeza de que tudo que tem sido feito em torno da AIDS é uma armação extremamente sofisticada que terá conseqüências muito mais graves que toda capacidade de extermínio do próprio vírus”

Herbert Daniel _________________________________________

__________________________________“E lá vai meu boi, prenda da cidade. A maré invade no meio do boqueirão, levando recado ao meu senhor São João, lá na capital São Luiz do Maranhão” Rogério do Maranhão Os artistas singulares visibilizam o invisível com suas artes. Os artistas midiatizados desaparecem em seus simulacros. Na partida cacofutebolística entre Brasil X Argentina, quando o jogador Adriano deixou o campo, a torcida o aplaudiu. Quando Messi, jogador argentino, deixou a partida, a torcida também aplaudiu. O argentino é um craque. O brasileiro não é. O futebol do brasileiro se resume a sua estatura e seu peso, na linguagem passada: sua compleição física. Disputa bola com os adversários como um tanque. Nenhuma lembrança ao tanque do tufão da colina São Raimundo Futebol Clube: o craque Santarém. A torcida sentencia a seleção de Dunga como horrível. O futebol brasileiro mudou para pior, dizem. É verdade. Mas a torcida mudou também. Não porque aplaudiu o inimigo, nada disso. Sabemos que certos amantes quando abandonados desfilam aos abraços com mulheres que suas ex consideravam inimigas. Os aplausos para Messi foram para atingir Dunga. Quem conhece a estorinha de Branca de Neve sabe muito bem que não atingiu. A torcida mudou, porque tem Adriano como craque. Se houvesse moral aplicada ao futebol, fato que não há, essa torcida não poderia sentenciar Dunga. Dunga e Adriano, para o futebol, são semelhantes. Logo, a torcida também. E a maioria da mídia esportiva, principalmente da Globo. “Eu quero ver como é, Didi, Garrincha e Pelé, dando um baile de bola! Ééééééééééééééé…..” Jackson do Pandeiro

NÃO SE EXCLUA DO 14º GRITO DOS EXCLUÍDOS…

Participe de sua organização! Quem conclama é a equipe Cáritas-Manaus, a partir do convite que hora publicamos aqui neste bloguinho para todos que buscam se envolver nas visibilizações/discussões em torno das tentativas de modificação do estado de coisas que se quer imutável, mas que não pode resistir às relações afetivas de proximidades democráticas.

Salve! Salve! Articuladoras e Articuladores, Companheiros e Companheiras,

14º Grito dos excluídos e excluídas 2008

Vida em primeiro lugar: direitos e participação popular

O Grito dos Excluídos e Excluídas é uma manifestação popular carregada de simbolismo, é um espaço de animação e profecia, sempre aberto e plural de pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluíd@s.

Com essa força e alegria, estamos convocando a todas e todos a participarem da organização do Grito 2008.

Local: CEFAM – Avenida Joaquim Nabuco, 1023 — Centro (Manaus-AM)

Dia: 26/06/2008 Horário: 8:00h as 12:00h

Francy Junior

Equipe Cáritas Manaus

DEMOCRACIA PRESCINDE HOMENAGEM

Tu atuas, eu atuo. Tua atuação implica minha atuação, assim como minha atuação implica a tua. Em nossas atuações entrelaçamos potências singulares constituidoras de nosso existir. Somos continuum processual ontológico de modus de existências. Nada do que carregas escapa a mim, da mesma forma, o que carrego escapa a ti. Somos nossa própria alter-idade (semelhança/intempestiva) que nunca nos escapa. Plano de Imanência que nos dispõe à práxis como pluralidade dos iguais. A Cartografia dos desejos (interesses) como sociedade dos amigos: Democracia. Logos, política e ética.

Implicados em nossa imanência política, reconhecemo-nos uns nos outros através de nossa produção material e imaterial, nossos saberes, nossos dizeres, nossas filosofia, ciência, arte… Produzimos nosso habitat de ser racional afetivo/afetante. Nada transcende a nós. Nada vem nos reconhecer, a não ser o que conhecemos como nosso, pois nada é mais que nós mesmos: o Devir-Democracia.

QUANDO A DEMOCRACIA É SÓ IDÉIA

Em linguagem virtual, a idéia é um simulacro abstraído de um ser real natural ou produzido pelo homem, jamais este ser. Como simulacro, serve para ser usado como signo de troca para circular nas fantasiosas relações sociais. Carrega valores que mantêm as regras do sistema que os criou para preservar seu próprio princípio de equilíbrio. Bom, mal, falso, verdadeiro são seus valores pilares. Ressentimento, culpa, dívida, reconhecimento, gratidão, vaidade, orgulho, etc, são as expressões destes valores. Nisso enreda-se a idéia de democracia, simulacro do Devir-Democracia. Simulacro até da democracia representativa, que, embora representação, carrega alguns corpos devir-democrático.

É aí nesse corpus, extenuado politicamente, que a homenagem de reconhecimento prolifera. É aí que a lógica do “eu fiz” e “ele fez” é posta como a realidade social a ser considerada. Mercado de troca demagógica. Nada de produzir é minha singularidade democrática. Mas síntese social do “eu fiz, mas poderia muito bem não fazer”. Parente do “roubou, mas fez, por isso merece homenagem, pior os que roubam e nada fazem”.

Triste lógica, que tanto homenageador como homenageado são cúmplices em um delito político contra a democracia, pois pregam o vício da chantagem calculista: preciso ser reconhecido. Aliança medíocre da dependência anti-democrática. E tome medalhas. Tome títulos de cidadão do estado. E tome brasão… E tome Câmara e Assembléia se tomando como pater do reconhecimento dos insignes personagens. E tome Câmara e Assembléia propagando sem qualquer pejo suas conturbações legislativas, já que tomaram o homenagear seus projetos de lei por excelência. De tão banal suas galerias não possuem mais espaço para tantos ilustres homenageadores e homenageados.

Como é fácil ser parlamentar na democracia idéia. Basta conhecer alguns bons senhores e senhoras. O suficiente para animar o corpus da tirania.

O MEDIUM TELEVISIVO E A OPINIÃO PÚBLICA

.A AMBÍGUA MORAL DA MÍDIA TELEVISIVA.

A MÍDIA TELEVISIVA ESTÁ BEM ADEQUADA À MORAL AMBÍGUA — produção subjetiva cristã, capitalística e judaica. O bem e o mal devem ser conservados como instâncias maiores de mensuração das atividades humanas. Portanto, na mídia televisiva, para cada atividade, uma representação simbólica que exerça bem a separação entre bem e mal. Seja uma palavra de elogio ou de censura, seja um aceno de incentivo ou de desaprovação, sejam recompensas ou punições, premiações ou desvalorizações. Seja o que for: mas que venha para impor a idéia de que verdadeiramente existem pessoas, programas, canais e emissoras de televisão que estejam alojadas nas categorias morais de bem e mal.

É preciso aniquilar a moral para libertar a vida” Nietzsche.

Emissoras de tevê se esforçam para se mostrarem diferentes entre elas. Então mergulham na moral da ambigüidade para terem a ilusão da separação dos bem aventurados dos mal aventurados televisivos. Esperam poder separar o joio do trigo, enquanto não há nem joio nem trigo. Só o vazio. Então forjam acusações, intrigas, acusações, rivalidades, disputas, sem saber que bem e mal são uma só moral que se complementam e em nada se diferenciam. Instâncias transcendentes que impõem uma ordem (o bem) que melhor se organiza pela desordem (o mal). Assim a mídia televisiva é pessimista e niilista, pois está em conformidade e impõe a percepção formatada pela moral.

Não importa saber o que a televisão está levando ao ar, se os seus programas são de alto ou baixo nível; é ela própria, enquanto veículo, que altera o comportamento, condicionando a percepção no sentido do envolvimento geral, da participação (‘estar por dentro’ — lema dos jovens de hoje), apesar da resistência das elites de formação literária, que gostariam de levar à televisão o que chamam de “cultura”, impondo soporíferos programas lineares…” Decio Pignatari.

A mídia forja diferenças para se querer numa diversidade e assim, fazer o jogo do não jogar. Daí Jorge Fernando acreditar existir diversidade na tevê e que há realmente uma disputa teledramatúrgica entre Globo e Record. Disparate que resvalou no colunista da Folha Daniel Castro,fazendo-o cair no engano de admitir que haja uma disputa entre os autores de telenovelas João Emanuel Carneiro (Globo) e Tiago Santiago (Record). Entre pares não há disputas ou diversidade, contudo pode haver trocas a partir do sistema que ordena esses pares.

Televisão é um sistema informativo

homólogo aos códigos da

economia de mercado (…)” Muniz Sodré.

Nenhuma emissora pode falar entre si, como os escolares falavam aos valentões: “Vá procurar alguém do seu tamanho; não bata em mim”. São todas do mesmo tamanho, com o mesmo perfil, com a mesma limitação intelectual e, sobre tudo, não brigam entre si. A não ser dentro dos negócios produzidos pelo capitalismo. A SKY cortou o sinal da MTV. A MTV disse que a Sky não respeita o telespectador. A SKY justificou o corte do sinal, que agora só está sendo transmitido para São Paulo, dizendo haver um “abuso de preços” por parte da MTV quando da renovação do contrato com o canal de TV pago. A MTV quer para si a ubiqüidade divina quando diz saber que houve um desrespeito aos telespectadores. Em outra perspectiva. Os tele-espectadores, talvez agora, comecem a sair da cultura inútil transmitida pela MTV e tracem caminhos outros; bem que podem apenas migrar de uma emissora para uma outra que é a mesma (e aí está a moral televisiva). A SKY, economicamente (ou seja, dentro da ordem televisiva), está certa em sua justificativa. Quem não agüenta o agitadíssimo mundo business do capitalismo é cortado.

Se as emissoras na mídia televisiva, por conservarem a moral da ambigüidade, podem dizer juntas “Somos Iguais, não mudamos jamais”. Para ela também serve a advertência de um apóstolo. Então para que a mídia televisiva continue com os seus pares, citemos um apóstolo que foi um dos fundadores e fortificadores da moral: Paulo de Tarso.

Ai daquele que enquanto prega aos outros é ele próprio um réprobo!”


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.959 hits

Páginas

Arquivos