VANESSA GRAZZIOTIN E A LÓGICA DA DESISTÊNCIA

Entre os eternos prefeituráveis de Manaus — para quem o que importa não é ganhar, mas pelo menos poder perder —, a desistência da comunista do papo amarelo Vanessa Grazziotin de lançar-se candidata nas próximas eleições é sintomática do apequenamento do PCdoB no estado do Amazonas, decorrente de sua centralização interna, principalmente ela e o marido, Eron Bezerra, e suas atuais coligações a todas as direitas: direita tradicional, direita da direita e esquerda da direita.

Vanessa e Eron foram a dupla vermelha mais barulhenta de Manaus desde a década de 80. Vanessa alardeia-se como a principal responsável pela implantação da meia-passagem estudantil na cidade, o que é no mínimo uma atitude egóica e contestada por pessoas que participaram “da luta” à época. Enquanto Eron, quando contestado por Praciano (PT) por ter se tornado secretário do governo Braga (PMDB), afanou-se de ter construído a esquerda amazônida pedra por pedra. Destas atitudes da dobradinha encarnada já se depreende a falta de sentido coletivo do que vem a ser “esquerda” e da falta de consistência do conceito de “política”.

Por tal, não é de se estranhar que após anos e anos de confronto em todas as frentes ideológicas, legislativas, judiciais, à oligarquia que se alterna no poder constituído no estado do Amazonas há trinta e tantos anos, o PcdoB-AM acabou alinhando-se aos seus “inimigos” políticos em nome de uma suposta estratégia para fortalecer a sigla. Só que agora vem a notícia (sem nenhuma novidade) que, ao contrário, numa deficiência de coligação e sem alçar vôo eleitoral, Vanessa abdica da candidatura, acrescentando que não será vice de ninguém, podendo compor, conforme configuração nacional, apoio à reeleição de Serafim, mas Eron sinaliza que o PCdoB apoiará Omar Aziz.

No entanto, fenomenologicamente, desde o princípio, já se percebem onde iam dar os trajetos da dupla encarnada. No início, suas candidaturas apareciam como revolucionárias, e eles formaram um bloco votante à esquerda, enquanto outros membros, como o próprio Omar Aziz, saltavam para os galhos da direitaça. Vereança, deputado estadual por quatro mandatos, deputada federal por dois mandatos… Eron resolveu tentar o governo, perdeu; Vanessa, a prefeitura, perdeu. Pessoas próximas diziam que o casal não trabalhara de modo a aumentar seus graus de consistência eleitoral. Mas aí começou a ficar visível a trajetória da lógica da desistência do casal. Dentro e fora do partido, houve quem estranhasse ver Vanessa fazer coro a José Dirceu (PT), Arthur Neto (PSDB) e Ney Suassuna (PMDB) para a retirada do nome do vice-governador Omar Aziz (PMN) da CPMI da Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, em 2004, com tal manobra no senado que constrangeu, levando às lágrimas a deputada sul-riograndense Maria do Rosário (PT), responsável pelas investigações. E os eleitores da comunista também ficaram um tanto constrangidos quando o PCdoB-AM aceitou o apoio de Omar Aziz, que saíra tostado da campanha devido ao gosto pela tenra carne. Mas todos sacaram a jogada ao verem, depois de Vanessa afirmar tempos atrás, jamais ficar ao lado de Amazonino (PTB) nem apertar sua mão, depois de todas essas tomadas de posição arraigadas de moralidade, o deputado Eron Bezerra aceitar uma migalha do afilhado/cria de Amazonino, governador Eduardo “Guerreiro de Sempre” Braga: a Secretaria de Produção Rural – SEPROR, pasta que ficou conhecida nacionalmente no episódio das toneladas de peixe que deveriam ir para a mesa da população pelo Programa Peixe Popular, mas acabavam na lixeira.

Envolvimentos como esses poder-se-iam dizer como fazendo parte de uma estratégia política? Sim, um estratagema às direitas. Como foi a coligação dos vereadores Marcelo Ramos e Lúcia Antony ao prefeito Serafim (PSB), que, mesmo percebendo a mediocridade da gestão, enquanto outros vereadores, como os petistas Zé Ricardo e Waldemir José se distanciavam, os comunistas continuavam arraigados aos cargos e “acordões municipais”, apoiando o prefeito, inclusive contra posições defendidas por eles próprios no passado recente, como no caso da votação do PCCS dos professores municipais. Marcelo Ramos, então, tornou-se, numa desastrada gestão, presidente do IMTU, saindo apenas no momento de anunciar que o PCdoB lançaria candidatura própria à prefeitura de Manaus. Isso todos já sabiam, e Vanessa seria a única e eterna prefeiturável do partido.

Mas ontem, domingo (29), foi oficializada a desistência. Das possibilidades apontadas na semana anterior, uma é inevitável, nem que quisesse o PcdoB colocaria vice em alguma chapa de sua proximidade: Omar não quer vice comunista; com Serafim, teria que se distanciar de Braga, ao qual o líder máximo do partido está arraigado; com Praciano, nem se fala devido ao ressentimento do camarada com o companheiro; a única via é realmente com Omar, que quer abandonar o posto de eterno vice. Aí se estabelece quem foi mais estratégico: todos. Para quem recordar não é viver, a memória só serve para compreender o real manifesto. É assim que vemos a trajetória de Omar, começada no PCdoB, sendo um dos primeiros a se alinhar às fileiras da direita, mas sem perder o contato com os antigos camaradas, até levar, ao que tudo indica, finalmente, o entrelaçamento do PCdoB-AM a coadjuvante de sua campanha.

E assim, enquanto em outros lugares o PCdoB se fortalece em coligações à esquerda, como em São Paulo, onde Martha (PT) e Aldo Rebelo (PcdoB) despontam nas pesquisas, em Manaus, desde o início, e em toda sua trajetória, a centralização familial em torno de Eron e Vanessa vai seguindo a lógica de se contentar com as sobras burocráticas, desprezando suas histórias políticas, a posição do partido e a escolha de seus eleitores. Oficialmente, a que coligação os vermelhos manoniquins vão se atrelar sairá até 5 de julho. Enquanto isso, uns dizem que o PCdoB-AM tem cacique (quer prova maior de semiótica da direita?), que se o casal fechar com Omar, todos fecham num bloco rígido do capital. Outros dizem que ao menos o eleitorado deles é formado à esquerda, que estaria, assim, mais para Praciano. Quem opina?

0 Responses to “VANESSA GRAZZIOTIN E A LÓGICA DA DESISTÊNCIA”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.769 hits

Páginas

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: