Arquivo para 12 de julho de 2008

A PATOLOGIA SOCIAL E SEUS SINTOMAS: DANIEL “ORELHUDO” E GILMAR “PARANÓICO”

A subjetividade patológica orelhal DD é uma manifestação da patologia social. Gilmar Mendes, rábula de DD, é também uma manifestação. Ao passar por cima de todos os ritos, disposições legais, provas, bom senso e percepção do real, o ministro do STF indicado por FHC, não guarda escrúpulos em defender sua ligação essencial com o esquema de DD, e confirma a sentença do jurista Dalmo Dallari, em 2002, quando da indicação do rábula de DD ao STF: “falta-lhe a necessária reputação ilibada”.

A patologia social, da qual DD e Gilmar Mendes são manifestações, é a patologia de uma sociedade decadente. De uma sociedade cuja segmentarização é fruto do desaparecimento do Real como referencial ético-estético, inteligível e até mesmo perceptivo.

PONTUAÇÕES DA PATOLOGIA SOCIAL: a infância de um ressentido.

Na chamada temporalidade da existência, a patologia social se manifesta antes do nascimento: os signos (valores, referenciais, saberes, dizeres, certezas) que compõem o enunciado da sociedade de consumo já estavam aí antes de DD e de Gilmar Mendes nascerem. Uma criança já nasce carregando zil elementos patogênicos: expectativas, esperanças, desejos natimortos, frustrações, complexos. A maldição familiar. Todos júniores, netos e bisnetos. Moutinhos, Virgílios, Josués, todos júniores, capturados pela dívida familiarista que exige o sacrifício da individuação pela sobrevivência da reputação.

Aí se aprendem os primeiros conchavos, as primeiras chantagens, os clichês para sobreviver. Engalfinhar-se nas trincheiras familiares, nos interstícios de ódio entre pai e mãe, cambalear entre um e outro lado, assumir uma posição, ainda que sem o uso da Razão. A vida é competição, vencem os melhores.

A laminação dos elementos constituídos num processual de singularização que a criança é, fazendo com que o processo de clonagem produza indivíduos iguais/equivalentes não é diferente da operação sociopática que faz com que, no capitalismo, produtos tão diferentes quanto uma bicicleta e um saco de feijão sejam vistos como iguais/equivalentes. O valor de uso tem menos peso que o valor de troca, até que a operação de fetichização, o engôdo mágico do capital transforme-os em iguais, ignorando suas características individuadas. Como disse o filosofantes DEGA (Deleuze & Guattari), n´O Anti-Édipo, era impossível que os primeiros capitalistas não percebessem o que faziam. No capitalismo chamado pós-moderno, a produçao em massa de indivíduos, os clones, segue a mesma operação patológica.

Daí o “se dar bem” seja o modo de existir disseminado. A partir da indiferenciação com o outro, não é a coletividade que se fortalece, mas a ilusão da não-relação de causalidade e de comum-unidade entre as pessoas. Não é uma indiferenciação com o outro, mas do outro. A lógica do meu pirão primeiro.

No entanto, nada disso lhe captura de forma insuperável ou inevitável. Sartre, o filosofante francês que estudou as relações da consciência, e vislumbrou a consciência malograda do burguês, sabia que a escolha é feita sempre em liberdade. Escolher o já constituído, ser capturado pela lâmina da privação, é agir na má-fé. Uma consciência que não se dilui no Real como elemento ativo e construtor, mas se coloca ao sabor dos elementos que encontra. Uma insuportável consequência. E ser uma consequência traz suas consequências.

DANIEL DANTAS E GILMAR MENDES: uma semiologia patológica.

Ao ser abordado pelo delegado Protógenes no seu escritório, o “orelhudo” Dantas tomou o seu tranquilizante. Mesmo cercado pelas certezas que o mundo (dele) lhe dá (a imprensa favorável, juízes e desembargadores comprados, políticos profissionais aqui e ali, todos no mesmo bolso), ele sentiu. O sintoma de que algo nas certezas que constituem o seu Ser se abalou. Dantas entrou num território desconhecido. Até então, carregava a certeza de que todos têm seu preço.

Ao ver o seu habeas corpus se esfacelando frente ao brilhante trabalho da equipe do juiz De Sanctis, e da eficiência da PFR (Polícia Federal Republicana – sem tucanismos/pefelismos e sem petismos dirceuzados), Gilmar Mendes paranoicizou escutas na sala da presidência, a qual toma como sua. Se, para a psiquiatria, um policial sem farda é como uma criança desamparada e insegura, como ficaria o vetusto ministro sem a toga? Que verdades ele crê ocultar, que as supostas escutas da PFR não podem saber? Para Gilmar Mendes, só há um segredo (que é segredo para ele): tudo está na cara.

Patologias. Sintomas. Paranóia. Insegurança. Pânico. Nem os milhões roubados são capazes de comprar a segurança existencial que não se construiu ao enfraquecer as “certezas” do mundo. Aquele conformismo bem ao estilo classe média, que critica os políticos corruptos, mas explora a empregada doméstica, tiraniza os filhos, aniquila a esposa/o marido. Não há nada que incomode mais um patologizado pela imobilidade decadente do que ser tocado por um corpo democratizante, que carrega fluxos libertos. Por isso o “orelhudo” precisa do calmante. Por isso Gilmar Mendes precisa atropelar o sistema judiciário brasileiro para confirmar sua subserviência ao seu patrão, e se incomoda com o existir de um juiz De Sanctis. Dessa prisão, que eles construíram para si, não há habeas corpus que liberte.

Por isso é necessário não o conformismo do sorriso amarelo e da frase ressentida: “eu não falei?”, mas o humor, a alegria, a inteligência e a postura de eticidade, a fim de tocar na patologia social não apenas através de seus sintomas, mas em suas causas. Eis aí uma medicina filosofante (Nietzsche/Spinoza) que pode debelar essa patologia social, que permite o surgimento e a existência de um Daniel Dantas e de um Gilmar Mendes.

Em vez de serem apenas bons, esforcem-se

Para criar um estado de coisas que torne possível a bondade

Ou melhor: que a torne supérflua!

Em vez de serem apenas livres, esforcem-se

Para criar um estado de coisas que liberte a todos

E também o amor à liberdade

Torne supérfluo!

Em vez de serem apenas razoáveis, esforcem-se

Para criar um estado de coisas que torne a desrazão de um indivíduo

Um mau negócio.

(Bertolt Brecht)

i iNDA TEM FRANÇÊiS Qi DiZ Qi A GENTi NUM SEMO SERO

@ ESTÁ NA HORA DE SE PENSAR NUM IMPEACHMENT DO GILMAR MENDES”. O juiz aposentado, presidente e fundador do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone de Ciências Criminais, Wálter Maierovitch, em entrevista ao Terra Magazine, falou sobre o caráter nocivo que as ações do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, em conceder dois habeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas, representam à ordem pública, bem como critica a posição do presidente do Supremo como abuso de direito. Para Maierovitch, existem documentos suficientes para provar o poder de corrupção de “uma potentíssima organização criminosa que age ininterruptamente”. Daí Maierovitch, apoiado no ministro Celso de Mello, sugerir que já é tempo de se pensar num impeachment para Gilmar Mendes. Um impeachment trata de uma impugnação de mandato, um processo de cassação de mandato do chefe do poder judiciário, seja na esfera federal, estadual ou municipal e pode ocorrer nos casos de crime comum, crime de responsabilidade ou abuso de poder. O ministro Celso de Mello já se manifestou favorável ao impeachment de juízes, o que poderia ser uma forma de controle, externo, da corporação. Uma vez que todos os casos que ocorrem o impeachment são em razão de salvaguardar o cumprimento da justiça e a dignidade moral de uma nação, sugerir o impeachment de Gilmar Mendes não se demonstra como nenhum exagero, dado os fatos que estamos acompanhando. O que lembra a fala do professor Fábio Konder Comparato sobre o “esfacelamento do poder judiciário”, onde diz que o juiz, agindo segundo o que é chamado de direito alternativo, não julga mais de acordo com a lei, mas de acordo com a sua consciência aquilo que ele acha justo. O que é um perigo evidente para a democracia, já que as decisões judiciárias não sairiam das leis que foram constituídas coletivamente, mas de consciências subservientes a subjetividades contrárias à liberdade democrática. I inda tem françêis…

@ MANIPULANDO A IMPRENSA. No Blog do Nassif está disponível texto ao qual a decisão do juiz de decretar a prisão preventiva de Daniel Dantas faz menção expressa. Neste texto está explicita o interesse em manipular notícias na imprensa com o objetivo de favorecer argumentos para as manobras jurídicas dos advogados de DD. A produção de factóides na imprensa que beneficie a organização criminosa é evidente no texto. No curso da investigação já ficou provado que DD direta e indiretamente manteve contato com vários jornalistas com o interesse de discutir matérias sobre seu caso na imprensa. Por razões jurídicas legais, trata-se de saber quem são estes jornalistas e quais as suas respectivas instituições para que as providências constitucionais sejam tomadas. Por razões éticas-políticas, trata-se de perceber como age uma mídia subserviente à subjetividade capitalística paralisada no lucro. Sabe-se que a grande mídia não age de acordo com a sua responsabilidade social/pedagógica em fazer da informação uma produção intelectual em prol de uma sociedade dos amigos com os mesmos propósitos: o bem comum. Uma sociedade democrática. Sabe-se também o quanto a grande mídia inventa notícias, produz factóides para se manter fiel aos seus clones inimigos do povo. Portanto, o fato de alguns jornalistas estarem em conchavo com DD demonstra menos uma corrupção solitária destes do que a equivalência de uma mídia, cognitivamente insuficiente, com um DD que representa mais um caso da subjetividade patológica do sistema capitalista. I inda tem françêis…

@ OPERAÇÃO “TOQUE DE MIDAS” NA CASA DE EIKE BATISTA. Ele foi mais conhecido quando era marido de Luma de Oliveira, com quem casou em 1991 e fez um “acordo” para a modelo não desfilar no Carnaval e nem posar para revistas “masculinas”. Com a separação, em 2004, dizem as revistas da alta fofoca, depois de Luma envolver-se com um bombeiro carioca, sua popularidade diminuiu. Bom pra ele. Pois em 2005 sua empresa MPX foi multada em mais de R$ 3 bilhões por apresentar informações falsas ao governo brasileiro. Em 2006 ele passou a ser visto pela mídia internacional como “especulador”, por ter contratos com a Petrobras considerados lesivos ao país. Ainda no mesmo ano uma siderúrgica sua foi escorraçada da Bolívia por Evo Morales, por ferir as leis do país. Apesar dos reveses, melhor para ele. Na surdina, ele ia se tornando o homem mais rico do Brasil e um dos mais ricos do mundo (26% lugar), com uma fortuna avaliada no início deste ano em R$ 20 bilhões, segundo a revista Forbes. Impressiona mais que até 2005 ele possuía apenas R$ 1,6 bilhões. Ontem a Polícia Federal cumpriu doze mandados de busca e apreensão em três estados (Amapá, Pará e Rio de Janeiro), passando seis horas na sua empresa MMX e duas em sua própria residência. As suspeitas são de fraude em concessão de estrada de ferro, no Amapá, com privilégio da empresa nos processos licitatórios, e também suspeita de desvio de ouro e sonegação de impostos nas minas no interior desse estado. Não fosse o caso Daniel Dantas, essa ação da PF teria maior visibilidade. De qualquer modo, livre em sua atuação democrática, hoje, quando a PF bate à porta, inclusive do homem mais rico do Brasil, não é para visita de cortesia. I inda tem françêis…

@ MATEMÁTICA DA LIBERDADE. Na semana passada, durante as comemorações hollywoodianas do quatro de julho nos EUA, manifestantes fizeram suas vozes chegar até o presidente Bush com os ditos de “Fascista”, “criminoso de guerra”, “defendemos a constituição”, “processemos Bush”, “Estado policial“ e “ele trouxe o fascismo para a nossa terra”. No último dia sete, uma senhora de 61 anos, como está registrado em vídeo no blog O Biscoito Fino E A Massa, foi retirada por policiais e ameaçada de ser presa caso voltasse, por estar portando, durante uma das reuniões de debates públicos de John McCain (os chamados town hall meetings), um cartaz onde se via a seguinte equação: John McCain = Bush. A senhora realizou uma matemática da liberdade, posto que percebeu a igualdade entre dois corpos que diminuem a potência de agir das pessoas e da democracia. As falas dos manifestantes no quatro de julho sobre Bush se equacionam com as práticas de John MacCain. Os dois conservam o mesmo estado de coisas constituído da segmentaridade dura do capitalismo. Quando se sabe que na matemática a abstração não é apenas uma idéia, mas a representação do movimento da realidade efetiva, esta senhora se demonstrou uma matemática perspicaz. I inda tem françêis…

@ MPF/AM CONFIRMA A OPERAÇÃO VORAX. O Ministério Público Federal no Amazonas indiciou ontem 29 pessoas por crimes de “peculato”, “fraude à licitações” e “falsidade de documentos” (aqui), que já contabilizou, em 178 licitações montadas pela equipe da Secretaria de Obras da Prefeitura de Coari, o valor de R$ 25.228.631,88, que, transformada num grupo criminoso, fraudava licitações e desviava recursos públicos de convênios federais e “royalties pagos pela Petrobras por conta da exploração de petróleo e gás natural no município”. No entanto, segundo o procurador da república Marcos André Carneiro Silva, “a complexidade das fraudes é tamanha, que é praticamente incalculável o prejuízo ao erário causado por esse grupo criminoso”. O procurador salientou também que existem inúmeros outros crimes conexos que estão sendo investigados. O prefeito Adail Pinheiro, considerado o chefe da quadrilha, e o deputado estadual José Lobo só não foram indiciados porque têm foro privilegiado. Pelo visto o caldo ainda vai engrossar muito, inclusive para o lado do governo do estado. Mas da forma como a Polícia Federal Republicana está atuando, esse caldo ainda poderá ser repartido democraticamente perante à população em forma de serviços públicos. I inda tem françêis…

Vamos que vamos

Que quem foi já passou

De quem ainda não foi

Rumo aonde ambos não chegarão…


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.830 hits

Páginas

Arquivos