Arquivo para 25 de agosto de 2008

COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

https://i0.wp.com/farm2.static.flickr.com/1170/1215798491_0ee4c33e86.jpg

# O presidente Lula, comentando sobre a participação dos atletas brasileiros nas Olimpíadas na China, comentou: “FOI RAZOÁVEL”. E essa Vertebral, nessa segundona TDPM – Transtorno Disfórico Pré Menstrual, completa: Foi razoavelmente péssima! Não querendo mexericar com o pessoal do PCdoB, na pessoa do comunista, ministro, com nome de cantor romântico, Orlando Silva, falta política esportiva e desportiva nacionalmente. Os tratamentos são os mesmo de décadas passadas. Não bastam patrocínios sintéticos, como do tipo Petrobras, Caixa Econômica, etc, é necessário práxis transformadoras como Lula vem fazendo nas políticas sociais.

Olha o caso do atletismo. Ainda é pura dedicação de seus abnegados, e obstinados atletas, que teimam em continuar na luta por contra própria. Tudo porque o espírito do atletismo no Brasil é o reflexo do espírito reacionário e passivo de seu presidente, o amazonense Gesta. Uma espécie cronológica e sociabilizada de Ricardo Teixeira e Eurico Miranda. Um modelo ufanista para político amazonense reacionário.

Talvez o “razoável” de Lula tente chamar atenção para necessidade de uma investida transfiguradora nos esportes e desportos nacionais.

# Nas tirações de broncas, sobre a sofrível participação da seleção de futebol masculino nas Olimpíadas, o técnico Dunga se saiu genial: “FALTA TEMPO PARA TREINAR”. Ignorantemente, perguntamos: Mas todos jogadores convocados não fazem parte de um clube? Eles não treinam? Ou só treinam em seleção? Talvez Dunga quisesse se referir ao tempo para a equipe conseguir entrosamento. Se for isso, vai a solução encontrada por um antigo presidente de um clube de Manaus, figura folclórica da demagogia amazonense, preocupado com as constantes derrotas de seu clube, perguntou ao técnico do time o motivo, este explicou que era falta de entrosamento. O presidente, decidido, do alto de sua sapiência futebolística, ordenou: “Então compra este entrosamento”. Será que o Ricardo Teixeira soltaria a grana para comprar o “entrosamento” para a seleção?

# Falando em grana, hoje, dia 25 de agosto, comemoração do Dia do Soldado, começou o pagamento da parcela do décimo terceiro dos aposentados. Vamos lá, moçada! É grana curta, mas é grana. E além do além, é muito mais que a aposentadoria dos tempos de Fernando Henrique, considerado inimigo dos aposentados, lembram. Porra, logo hoje que estou sem um vintém furado, como eu gostaria de ter uma avó, ou avô aposentado, pra um belo golpe. Tenho uma tia, mas aquela, minhas amigas, é mais avarenta que o personagem de Moliére.

# Olha aí, Formiga, Maycon, Marta, Érica, Bárbara, Danielle, Fabiana, todas vocês que criaram o FUTEBOL NA FÊMEA: fluxos corporais processantes de novos movimentos diferentes dos estereótipos hoministas. Esta Coluna está colada em vocês. A disjunção que vocês causaram na percepção e no conceito de futebol modelo masculino, é mais importante do que qualquer medalha Olímpica. Vocês criaram outra realidade futebolística. Extraíram de seus corpos de fêmeas as inscrições perversas cunhadas pelos códigos patriarcais do futebol do corpo masculino. Vocês deram à bola outra forma de compor com seus corpos. Aí a produção filosófica de vocês. Aí a beleza do jogo de jogar de vocês que nos conduz ao transcendente Olímpico que o futebol dito masculino não consegue. Valeu e vai valer sempre enquanto vocês se jogarem no devir/jogo. Este, o jogo que precisamos.

Esta coluna é para vocês, lindas!

Beijos e abraços Vertebrais!

GOOGLE, OS ANIMAIS NÃO DISPUTAM, NÃO RIEM E NEM CHORAM!

O poeta/filósofo Fernando Pessoa, através de um dos seus heterônimos, Caieiro, desantropologizou a natureza. Disse que as flores são só flores, a natureza é só ela mesma. Entretanto, não foi só Pessoa quem desantropologizou a natureza, mas foi ele quem, poeticamente, mostrou que a poesia nada tem a ver com o misticismo-antropológico que alguns ditos poetas recorrem para serem tomados como deuses. O que se expandiu a ponto de formar subjetividades defensoras intransigentes do sistema ecológico como se ela respirasse as perturbações do homem, como ironizou o filósofo Lucrécio. Espírito ambiental confundido por muitas políticas de preservação da natureza adotadas pela maioria dos países. Aí, nada de Pessoa, para eles as flores têm sentimentos.

Como o substrato teletecnológico do Google é virtual, ele não pôde perceber na tridimensionalidade do mundo como Figura/Fundo, o poeta Pessoa, então, acreditou em inovar no período das Olimpíadas sua imagem-clichê-internético (logotipo), referenciando animais com letras que compõem seu nome. Talvez tenha tido a intenção de, por meio da infantilização imagética, ser engraçadinho. Mas não deu outra: tornou-se ridículo antropozoológico. Patético Walt Disney olímpico.

Se seu objetivo era apanhar o internauta na possível semelhança produzida com as letras de seu corpo com os esportes representados pelos corpos dos animais, o resultado foi decepcionante. Provou sua limitação para compreender o essencial de um evento unicamente humano, demasiadamente humano: as disputas. Poderia muito bem ter usado os corpos dos atletas para imitar suas letras G,O,L,E. Muitos atletas em seus movimentos executam todas as formas alfabéticas. E assim, as Olimpíadas ficariam entre aqueles que são seus produtores e defensores: os homens. São eles que se querem deuses. São eles que se querem quebradores de recordes. São eles que vibram e choram. São eles que ganham medalhas. São eles que não são animais, GOOGLE!

NAZISMO E GUERRA JUSTA NA RAPOSA SERRA DO SOL

Ontem, há quatro dias da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a questão envolvendo a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol em área contínua, o principal opositor a sua efetivação, o prefeito de Pacaraima, Paulo César Quartiero, que já foi duas vezes preso por atos violentos em relação aos índios, agora parece ter resolvido tentar intimidar até a Polícia Federal, em entrevista à Agência Brasil, compara-a à Gestapo alemã:

Eu me sinto orgulhoso de estar sendo processado e investigado pela Gestapo [polícia secreta alemã ligada ao nazismo] tupiniquim que é a Polícia Federal.”

E arremeteu na mesma leva também o Ministério da Justiça:

“Junto com o Ministério da Justiça, ela [Polícia Federal] está vendida ao interesse internacional e eu diria que atenta contra os interesses diretos da nação brasileira.”

Pelas ações violentas protagonizadas por Quartiero e seus jagunços contra os índios e para retardar a demarcação, desde a homologação das terras pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, em 2005, pode-se inferir pelo enunciado de violência do arrozeiro que ele gostaria que a Polícia Federal, republicana como tem sido, passasse a agir como a Gestapo, ou seja, a seu favor, e pela aniquilação dos índios da Raposa Serra do Sol. Só que Quartiero está alguns séculos atrás, pela sua prática em tratar com os índios, ele gostaria de estar protegido, como bom “patriota”, por um Marquês de Pombal, que, com seus descimentos e guerras justas, garantisse-lhe a posse das terras, da força de trabalho, da religião, dos costumes, de toda a cultura indígena, paralisada pela civilização.

E os arrozeiros de Roraima parecem estar à vontade para enunciar violentamente. Perguntado se iria a Brasília, Quartiero respondeu que precisa ficar defendendo sua fazenda dos “invasores”, mas que lá contará com a defesa, por “sentimento patriótico” do advogado e ex-ministro do STF Ilmar Galvão. Na semana passada, o jurista Dalmo Dallari afirmou que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, é um dos “principais articuladores do processo de resistência à demarcação em área contínua da terra indígena Raposa/Serra do Sol” e que o presidente do STF, Gilmar Mendes, não deveria participar do julgamento dessa questão, pois “não será um juiz isento”. Ambos, segundo o jurista, já participaram de disputas judiciais contra demarcações de reservas indígenas.

É a linha contínua que passa pela inscrição do código “índio” pelo branco-europeu e segue, mantendo sua serialidade e sua regularidade, até os dias atuais sempre ao lado da linha dura de poder. Entre as guerras justas, o nazismo e os arrozeiros de Roraima há uma repetição: o aniquilamento étnico total a partir do enunciado de violência.

A decisão da próxima quarta, como aponta o professor José Geraldo Souza, é fundamental, pois poderá consolidar esse processo, abrindo definitivamente o precedente de impedimento judicial de demarcação de reservas indígenas, ou, ao contrário, afirmará linhas democráticas em favor da atuação política das minorias.

Sabe-se que para os índios-antes-de-serem-índios não existia demarcação circunscrita, eram nômades, viviam em um espaço liso (Deleuze/Guattari). Depois de toda a demarcação em espaço estriado, é necessário flexibilizar as linhas desse espaço. Assim como o colonizador europeu chegou dizendo que a terra era sua, Quartiero fala em “meu município”. É o arremetimento da propriedade privada capitalística contra as comunalidades democráticas. Para o STF, a decisão mostrará duas coisas: uma, se o judiciário brasileiro acompanha a linha democrática do governo Lula; e, duas, se atua para confirmar a Justiça ou o Etnocídio.

*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Quien quiera entender como funciona el mundo deberá entender el fútbol”.
Roberto Perfumo (ex-jogador argentino).

CHAGÃO PERGUNTA

O ‘Chagão!’ quer saber: Num dos jogos preparativos do Brasil, antecedendo a copa de 1958, Mané fez um gol antológico: driblou toda a zaga adversária, deixando todos os “joões” no chão. Chegou na linha do gol, olhou pra trás, voltou para a entrada da área, driblou todo mundo de novo, e quando chegou na linha do gol, puxou a bola de tal modo que um zagueiro adversário, desorientado, chocou-se contra a trave. Qual era o selecionado adversário do Brasil nesta partida?

CONTA OUTRA, LEONOR!

Futebol e cinema, futebol e saber, futebol e alegria, saber e alegria, tantas tabelinhas, furando a defesa da seriedade, emplacando golaços contra a imobilidade. Há quem diga que os intelectuais não são afeitos ao Ludopédio. Se a intelectualidade for um verniz acadêmico e enciclopédico travestido de saber, conhecimento que não ativa a Vida, mas é apenas combustível da vaidade, então é o futebol quem não se afeiçoa ao intelectualoidismo. Filosofantes do saber-ativo, ao contrário, batiam uma pelota e a desejavam, ou ainda desejam. É possível falar em Eduardo Galeano sem pensar em Peñarol, Nacional, Celeste Olímpica? O marxiano Gramsci era fã da pelota. Albert Camus foi goleiro, e não fossem as diferenças temporais, podia ter formado dupla de craques com o também franco-argelino Zizou. A Leonor traz hoje, para os amantes dos craques das letras, dos campos e da existência, um artigo do cinegrafista, semiólogo, poeta e meia-atacante nas horas vagas, o belo Pier Paolo Pasolini, que o escreveu dias após a final da Copa de 1970 (entre Brasil e Itália). Abaixo vão alguns trechos (o artigo é pra ser lido em 90 minutos), mas clicando no título do site, você será conduzido à íntegra do texto, com prefácio de Maurício Santana Dias, professor de literatura italiana da USP, e também tradutor do artigo:

PASOLINI E A LINGUÍSTICA DO FUTEBOL”

(In “O Gol Fatal”, do site Italia Oggi)

Há no futebol momentos que são exclusivamente poéticos: trata-se dos momentos de gol. Cada gol é sempre uma invenção, uma subversão do código: cada gol é fatalidade, fulguração, espanto, irreversibilidade. Precisamente como a palavra poética. O artilheiro de um campeonato é sempre o melhor poeta do ano. Neste momento, [Giuseppe] Savoldi [jogador do Bolonha, do Nápoli e da seleção italiana] é o melhor poeta. O futebol que exprime mais gols é o mais poético.

O drible é também essencialmente poético (embora nem sempre, como a ação do gol). De fato, o sonho de todo jogador (compartilhado por cada espectador) é partir da metade do campo, driblar os adversários e marcar. Se, dentro dos limites permitidos, é possível imaginar algo sublime no futebol, trata-se disso. Mas nunca acontece. É um sonho (que só vi realizado por Franco Franchi [1922-92, um dos principais nomes do cinema cômico italiano] nos “Mágicos da Bola”, o qual, apesar do nível tosco, conseguiu ser perfeitamente onírico).

Quem são os melhores dribladores do mundo e os melhores fazedores de gols? Os brasileiros. Portanto o futebol deles é um futebol de poesia -e, de fato, está todo centrado no drible e no gol.
A retranca e a triangulação é futebol de prosa: baseia-se na sintaxe, isto é, no jogo coletivo e organizado, na execução racional do código. O seu único momento poético é o contrapé seguido do gol (que, como vimos, é necessariamente poético). Em suma, o momento poético do futebol parece ser (como sempre) o momento individualista (drible e gol; ou passe inspirado).

O futebol de prosa é o do chamado sistema (o futebol europeu). Nesse esquema, o gol é confiado à conclusão, possivelmente por um “poeta realista” como Riva, mas deve derivar de uma organização de jogo coletivo, fundado por uma série de passagens “geométricas”, executadas segundo as regras do código (nisso Rivera é perfeito, apesar de Brera não gostar, porque se trata de uma perfeição meio estetizante, não-realista, como a dos meio-campistas ingleses ou alemães).

O futebol de poesia é o latino-americano. Esquema que, para ser realizado, demanda uma capacidade monstruosa de driblar (coisa que na Europa é esnobada em nome da “prosa coletiva”): nele, o gol pode ser inventado por qualquer um e de qualquer posição. Se o drible e o gol são o momento individualista-poético do futebol, o futebol brasileiro é, portanto, um futebol de poesia. Sem fazer distinção de valor, mas em sentido puramente técnico, no México [em 1970] a prosa estetizante italiana foi batida pela poesia brasileira”.

LINHA DE PASSE

Interessante e reveladora a fala de Roberto Gesta, atual e quase vitalício presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, que atribuiu o sucesso de sua carreira de dirigente ao ex-governador Amazonino Mendes. Para qualquer pessoa que perca dois segundos observando, é possível sacar que as conquistas brasileiras do atletismo em olimpíadas são todos frutos de sacrifício e empenho individual dos atletas, que vão atrás de patrocínio e convivem com condições quase insalubres de treinamento e planejamento. Nenhuma participação positiva, portanto, dos dirigentes. O fato de Gesta estar há anos na presidência atenta contra a sua gestão, já que tempo para uma estruturação profissional do esporte houve. Daí, ao leitor-eleitor consciente entender qual a política esportiva que a gestão de um Amazonino, um dos responsáveis diretos pela presença de Gesta na confederação – e portanto, indiretamente pelos resultados pífios do atletismo brasileiro – trará para Manaus, se por acaso o improvável acontecer.

* * *

Aproveitando o mote olímpico, ficam no ar duas perguntas à machista IEER (Imprensa Esportiva Epistemologicamente Reduzida): quatro anos atrás, os homens ganharam o ouro, e as mulheres perderam o bronze na quadra de voleibol, sendo massacradas pela imprensa. Em Pequim, as meninas, desacreditadas, levaram o ouro com tranquilidade, enquanto os machinhos-machinhos amargaram uma prata – resultado ruim pra quem era considerado “o melhor time de todos os tempos”. Mesmo assim, aplausos para os pupilos de Bernardinho. O que nos leva à segunda pergunta: como vai ficar o ganha-pão do autoritário Bernardinho, que fatura, ensinando os incautos a transformar suor em ouro, se estes mesmos incautos descobrirem que o suor era ouro de tolo, e que Ricardinho tinha razão?

* * *

Ramón Calderón, presidente do Real Madrid, provou do próprio veneno e não gostou. Criticou a posição de Robinho, que pretende deixar o clube, para jogar no Chelsea. O time azul da Inglaterra quer levar o jogador por 37 milhões de Euros. Para Calderón, um valor abaixo do investimento que o clube fez no jogador, quando o tirou do Santos. Canderón reclamou que Robinho tem usado a imprensa para pressionar sua saída, e que não pretende manter nenhum jogador no clube contra a sua vontade. Uma tiração de broncas, já que o próprio dirigente merengue é mestre na arte de usar a imprensa para tentar facilitar alguma negociata. O Manchester United e Cristiano Ronaldo que o digam…

* * *

A sanha predatória dos grandes clubes europeus é a fome, e a escassez de bons jogadores no mundo é a vontade de comer. Por exemplo, a tentativa do Barcelona, louco para contratar o mediano Arshavin, da Russia – que teve apenas uma atuação de destaque na Euro, contra a Holanda. Ou o mesmo Barça, à procura de um mediano – sendo otimista – Adebayor. Agora, a nova sensação do mercado europeu é o meia/ala esquerdo Angel Di Maria. O jogador já tinha chamado a atenção no último mundial sub-20, e foi de longe o destaque da seleção olímpica medalha de ouro. E não apenas pelo golaço na final, mas porque é um jogador que sabe atacar e defender, tem velocidade, habilidade e precisão no chute. Atualmente está no Benfica, de Portugal, que o comprou no mesmo lote do ganês/estadunidense Freddy Adu, e que, a despeito do bom plantel, não fez uma boa temporada. Na lógica do peixe maior devorando o menor, Di Maria pode ir parar em algum mega clube na próxima janela de transferências. O povo argentino vai continuar se contentando em ver o futebol do nuevo pibe d’oro pela telinha, ou com as cores da albiceleste.

CAMPEONATOS NACIONAIS

Rodada boa para o alvi-verde paulista. Enquanto os pit-boys de Luxa mordiam a Lusinha Paulista no Parque Antártica, Grêmio, Cruzeiro e Botafogo tropeçavam. Com isso, a diferença do segundo para o primeiro caiu para cinco pontos. O tricolor gaúcho, aliás, tropeçou pela segunda vez, e pode ser outro a “flamenguizar” no certame. O Vitória fez jus ao nome, e ganhou do Figueira fora de casa, recuperando posições, enquanto o Coritiba não conseguiu encaçapar o São Paulo. Na artilharia, Kléber Pereira (Santos) tem 15 gols, mesmo número do palmeirense Alex Mineiro, ambos artilheiros do certame. Resultados:

22ª Rodada Série A – 23 e 24/08

Fluminense 1 – 1 Sport Recife

Figueirense 1 – 2 Vitória

Internacional 1 – 1 Flamengo

Santos 2 – 0 Cruzeiro

Coritiba 2 – 2 São Paulo

Palmeiras 4 – 2 Portuguesa

Ipatinga 1 – 0 Goiás

Atlético/MG 4 – 0 Atlético/PR

Vasco 1 – 1 Botafogo

Náutico 1 – 1 Grêmio

Classificação*

Grêmio  –  45

Palmeiras  –  40

Cruzeiro  –  39

Botafogo  –  38

São Paulo  –  37

Vitória  –  36

Flamengo  –  36

Coritiba  – 36

Internacional  –  30

Sport Recife  –  29

Atlético/MG  –  28

Figueirense  –  28

Goiás  –  27

Vasco  –  26

Fluminense  –  23

Atlético/PR  –  23

Náutico  –  22

Portuguesa  –  22

Santos  –  22

Ipatinga  –  20

* Em azul, os classificados para a Libertadores ’09; em verde, os classificados para a Sulamericana ’09, e em vermelho, os rebaixados para a série B.

* * *

Encontro do primeiro com o último da tabela. O timão vence mais uma e mantém 4 pontos de vantagem para o segundo colocado, o Avaí. Enquanto o América de Natal sai da zona de rebaixamento e o Fortaleza ganha duas posições, Criciúma e Marília vão se aconchegando da série C. Na artilharia, Túlio Maravilha fez dois e acumula 18 tentos no certame, rumo aos mil gols, sem falsidade contabilística romariana. Confira os resultados:

20ª Rodada Série B – 19, 22 e 23/08

Gama 0 – 2 Barueri

Marília 0 – 2 Brasiliense

Santo André 1 – 0 Bragantino

Ponte Preta 1 – 1 São Caetano

Avaí 3 – 1 Paraná Clube

Vila Nova 3 – 1 ABC

Juventude 0 – 0 Ceará

Fortaleza 5 – 1 Bahia

CRB 1 – 2 Corinthians

América/RN 1 – 0 Criciúma

Classificação*

Corinthians  –  42

Avaí  –  38

Santo André  –  36

Vila Nova  –  32

Ponte Preta  –  33

Barueri  –  33

Ceará  –  30

Juventude  –  29

Bahia  –  29

São Caetano  –  28

Bragantino  –  27

ABC/RN  –  26

Gama  –  24

Fortaleza  –  23

América/RN  –  23

Marília  –  23

Criciúma  –  22

Paraná Clube  –  17

Brasiliense  –  16

CRB  –  12

* Em roxo, os classificados para a Série A do Brasileirão ‘09; em cinza, os rebaixados para a série C.

* * *

Na Série C do Brasileirão, a novidade é a quinta rodada no grupo 18, onde o Papão da Curuzu conquistou uma das vagas para a próxima fase, ao vencer a Águia de Marabá no Mangueirão, por 3 a 2. Mas a Águia, na última rodada, recebe o Sampaio Corrêa, do Maranhão, e joga por um empate para também ir à próxima fase. No próximo domingo, o Remo recebe o Holanda em casa, e se o time laranja empatar, está fora.

CAMPEONATOS AMÉRICA DO SUL

O clássico de Avellaneda, entre Independiente e Racing Club foi o destaque da terceira fecha do Apertura Argentino 2008. O Independiente saiu na frente, mas la academia, como é chamado o azul-e-branco, empatou. Boca, com os jovens talentos, venceu o Lanús por 2 a 1 mas não se pergunta se realmente precisa de Riquelme. Já o River Plate foi surpreendido pelo Banfield. Tigre e Colón se alternam na liderança. Na artilharia, José Sand, do Lanús, com 3 gols. Resultados:

03ª Fecha Apertura’08 – 22, 23 e 24/08

Rosario Central 0 – 1 Colón

Gimnasia La Plata 1 – 0 Huracán

Banfield 2 – 1 River Plate

Gimnasia Jujuy 1 – 0 Newell’s

Arsenal 2 – 1 Godoy Cruz

Vélez 1 – 1 Tigre

Racing 1 – 1 Independiente

Boca 2 – 1 Lanús

San Martín 0 – 0 Argentinos Jrs

San Lorenzo 3 – 0 Estudiantes

Classificação*

Colón  –  07

Tigre  –  07

Boca Juniors  –  06

Arsenal  –  06

San Lorenzo  –  06

Independiente  –  05

River Plate  –  04

Lanús  –  04

San Martín (T)  –  04

Banfield  –  04

Argentinos Juniors  –  04

Gimnasia La Plata  –  04

Newell’s Old Boys  –  03

Godoy Cruz  –  03

Rosario Central  –  03

Huracán  –  03

Gimnasia Jujuy  –  03

Vélez Sarsfield  –  02

Racing Club  –  01

Estudiantes La Plata  –  01

CAMPEONATOS EUROPEUS

Ligue 1 Temporada 2008-2009: terceira rodada, e bastou ao Grenoble encarar o Lyonnais, para perder a liderança e despencar na tabela. O dono do certame francês é o segundo colocado, empatado em pontos com o Marseille, que venceu fora de casa o Le Havre. Mas o campeonato ainda está muito embolado, e vários times tem a mesma pontuação, e tudo pode acontecer ainda. Le Mans, Bordeaux e Valenciennes completam os cinco primeiros.

* * *

Bundesliga 2008-2009: Segunda rodada, e o Hoffenheim garante a segunda vitória e a liderança do certame. Em segundo lugar, os azuis-reais do lateral que não sabe cruzar, Rafinha, empataram com o Werder Bremen. Hertha Berlim, Wolfsburg e Borussia Dortmund completam os cinco primeiros.

* * *

Premier League 2008-2009: Chelsea e Liverpool seguram as pontas do campeonato, com seis pontos cada um. Enquanto os azuis venceram fora de casa o Wigan, os vermelhos venceram o Middlesbrough. Hull City, Blackburn e Newcastle completam os cinco primeiros, e antes que algum torcedor pergunte, o Manchester United joga somente hoje com o Portsmouth.

* * *

E enquanto as noivas ficam por chorar os valentes gajos que singram mares alienígenas em busca das especiarias e da riqueza, enquanto Fernando Pessoa passeia de mãos dadas com a sua pixuxuxuquinha na baixa Lisboeta, enquanto José Saramago termina de escrever seu novo romance, começa a Liga Sagres 08/09! E enquanto Porto (atual campeão) e Sporting Lisboa começaram com vitórias, o Benfica, terceiro grande da terrinha, apenas empatou com o Rio Ave. Veremos nesta temporada se o certame que primeiro se definiu na anterior irá ser mais competitivo.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.871 hits

Páginas

Arquivos