Arquivo para 19 de setembro de 2008

CLINAMEN

___ oblíquas variações infinitas dos corpos ___

_______________Vítreo_____________(((((((((((((((((A sensualidade encontrada no marketing da sociedade de consumo não passa de elogio a castidade: faz do consumidor eunuco__________________________________))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))______________Quando o ressentido afirma que o outro é responsável por sua dor, na lógica da projeção, ele é sua própria responsabilidade, o outro inexiste((((((((((((((((((((

_______O desconhecimento de alguém que se surpreende com um político corrupto iniciando seu filho em sua carreira, é mais surpreendente do que o paternalismo do político corrupto)))))))))))))))))))))))))))))))))Os tratamentos como companheiro, camarada, passaram historicamente por três estágios políticos. 1 – As relações espontâneas entre os homens. 2 – Fluxos dos enunciados marxistas iniciados no século XIX. 3 – No embaralhamento das forças no neo-liberalismo. Este, incontestavelmente cretino)))))))))))))))))))))))))))))))___________________O sonho na vigília é a fantasia com a qual o sonhador veste a realidade. Daí que quando ele diz que sonha mudar sua vida, apenas afirma sua fantasia e a vigília continua a vida que lhe agrada)))))))))))))))

____________Alguém que finge protestar,lamentando ser a vida um eterno sofrimento, espera satisfeita seu assassino((((((((((((((((((((((________________SE a festa fosse um acontecimento alegre, a indumentária exigida seria supérflua))))))))))))))))))))))))))))))))

___________________________________Foi mistificando a Vida que o homem inventou a imortalidade metafísica. Assim, tirou de si a responsabilidade de afirmar o medo de sua imortalidade)))))))))))))))))))))))))))))))))__________________Se como afirma o filósofo Baudrillard que “a realidade é uma modelo de simulação”, toda nossa existência é virtual. Logo, além de velhas, todas as teletecnologias não nos servem para nada

PESQUISA IBOPE COLA NA PERSPECTIVA

Na sociedade gerida pelo sistema capitalista, os institutos de sondagem de opinião pública são impulsionados por dois desejos (desejo como simulacro da necessidade natural produzido pela entropia capitalista):

1. A sondagem ligada à sociedade de consumo, com seus bens materiais duráveis e não-duráveis, e os gostos abstratos das consideradas expressões “artísticas”, como música, cinema, telenovela, jornais, revistas, teatro doméstico, CD, DVD, tudo que configura o universo do entretenimento valor-econômico.

2. A sondagem ligada às intenções dos eleitores quanto a candidatos preferidos em tempo de eleição.

Entretanto, seria simplista demais o segundo desejo se portar apenas como uma sintética sondagem de opinião dos eleitores. O curriculum de alguns institutos de pesquisa no Brasil já mostraram que, em tempo de eleição, as sondagens não são reduzidas apenas à opinião dos eleitores. Muitas delas extrapolam este objetivo, e transformam-se em cabos eleitorais de alguns candidatos, principalmente os que detém mais dinheiro para gastar na campanha. Estes institutos, identificados com os candidatos para quem estão a serviço, acreditam, juntamente com estes candidatos, que resultado de “pesquisa” ganha eleição. No Brasil, este tipo de recurso fraudulento foi durante algum tempo tema de discussão de alguns parlamentares para criação da CPI do IBOPE. Visto que são várias as queixas contra este instituto de pesquisa, que, em muitos momentos, teve seus resultados contestados. Não porque o candidato classificado como possível derrotado tenha sido derrotado, mas, sim, porque no final foi o vitorioso. E não porque os eleitores no momento de votar optaram por ele, mas porque a “pesquisa” mostrava claros rastros de tendenciosidade. O caso Brizola, no Rio de Janeiro, é um forte testemunho contra esse instituto. Como também outros candidatos em estados variados.

AS PESQUISAS EM MANAUS

Manaus também não escapa deste desejo do desejo dos institutos de sondagem de opinião. Sempre que começam as eleições, as primeiras “pesquisas” consumadas pelos institutos, e, nos casos específicos, Perspectiva e IBOPE, mostram sempre os candidatos das direitas em primeiro lugar, com larga vantagem sobre os outros, que durante todo o transcurso do campanha eleitoral continuam apenas como os outros.

Neste momento, as “pesquisas” dos dois institutos não fogem à vetusta regra: Amazonino, o representante maior da direita, aparece em primeiro lugar, seguido por Omar, neófito direitista de grande talento. O que enuncia como chamada de atenção ao eleitor? O IBOPE trabalha para Rede Globo; em Manaus, a Globo é retransmitida pela Rede Amazônica, cuja orientação editorial é notoriamente de direita. No caso da Perspectiva, a que arredonda números, embora queira se mostrar livre quanto às suas companhias, sabe-se próxima à direita Amazonino. Aí a desconfiança que o eleitor atento passou a ter dos dois institutos. Por isso, quando é enunciada uma “pesquisa”, ele põe-se a gargalhar.

E não é só por estes comprometimentos das duas empresas com a direita, é mais pelo histórico das duas: nas eleições passadas para prefeito, as duas empresas, coadjuvadas com a imprensa, “estou com quem melhor pagar”, até as vésperas das eleições, davam como certa a vitória de Amazonino, quando foram contados os votos, lá estava o resultado: Amazonino fora. Ganhou Serafim, hoje candidato à reeleição.

Prova de que empresas de sondagem de opinião, como cabo eleitoral, propaganda de candidatos, seja na superstição ou no real, trabalham sempre contra estes candidatos. Mas a direita tem baixíssimo grau de cognição: nunca aprende.

FISSURAS NO BURACO NEGRO DA PIOR DA PIOR CORRUPÇÃO

É em Belém, é em Manaus, Areal, Caieiras, Uberaba, por muitas e muitas cidades brasileiras, indivíduos, famílias inteiras, verdadeiras quadrilhas se especializam na hereditariedade quase genética da privatização espúria do Estado, apropriando-se indevidamente do que é público. Pelos comentários em vários textos desse bloguinho, percebe-se que, além da lista da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) de prefeituráveis processados, a população percebe e aponta a biografia que se recrudesce de subjetividades antidemocráticas da formação dos pioneiros e da nova safra da corrupção política no Brasil.

DA CORRUPÇÃO À HIPERCORRUPÇÃO

Mas ainda existem diferentes formas de corrupção. Corrupção não se caracteriza apenas pelo desvio de verbas públicas, superfaturamentos em obras e serviços, compra de voto, distribuição de calendário, etc.

Antes está a corrupção da falta, voluntária ou não, de inteligência em administrar uma cidade. A linha dura da corrupção começa com aqueles para quem a ética se confunde com honestidade e não é ativada enquanto eticidade a ética em situação, o que não diz respeito à moralidade “certo” ou “errado”, e que põe em avanço as potências democráticas da coletividade.

Mas somente aparece a corrupção dos que se aproximam das coisas-res públicas com a avidez de Kasim e Ali Babá, que vão se adequando, conforme as disposições legais do ‘seu tempo’ e da ‘sua realidade’, pretendendo apropriar-se de tudo que deveria servir à coletividade como um todo sem distinção.

DOS ANTIGOS FALSOS ARGUMENTOS

A partir destes estereótipos que se universalizavam a cada eleição, surgiam falsos argumentos que tiranizavam parte do eleitorado enquanto palavras de ordem que formavam série e repetição:

1. TODOS SÃO CORRUPTOS ou TODO POLÍTICO É LADRÃO. Primeiro, a “política” é caracterizada pela relação de aumento de potência de agir de uma coletividade, que se preserva enquanto causa de si mesma. Uma potência democrática. Logo, quem é corrupto, é corrupto, e quem é ladrão, é ladrão. E corrupto não é ladrão, e vice-versa. Os ladrões são 40. Corrupto é Ali Babá e seu irmão, Kasim, que encontram uma forma legal, muito legal, de fritar 39 ladrões e mandar um para a prisão, enquanto se apropriam, “honestamente”, das riquezas. A maioria dos corruptos, ao contrário, ou por apadrinhamento, ou por endeusamento, passam/pousam como heróis: ele me deu uma muleta, ele me garantiu uma secretaria. Que homem bom! O totalitarismo do nivelamento da igualdade serve para disfarçar ensejos individualistas de corrupção e diluir a corrupção dos justos de momento.

2. ELE ROUBA, MAS FAZ. Pode-se dizer que, pelo enunciado capitalístico, o que importa é o signo significante. Mas, nesse caso, é preciso desmontá-lo gramaticalmente. A sentença é um período composto por coordenação adversativa. Ao contrário do que diz o autoritarismo sígnico, há uma contradição entre os termos. Como é que você sabe quanto ele “rouba” (minuendo) e quanto ele “faz” (subtraendo) para fazer uma subtração e ter a realização (resto) do governo? Para o resultado não ser negativo, o governante teria que ter roubado mais do que fez. Se fosse seguir a lógica, na verdade teríamos de somar o roubo e o feito para medir o grau de realização de um governo; mas aí já é por engrandecer demais o absurdo destes que, pelo primeiro falso argumento, nada tem de ladrão, muito menos de político.

3. VOU VOTAR NO MENOS PIOR. Novamente a subtração absurda. Como você sabe que ele é o menos pior? Seu “escolhido” é o “menos pior” por que é o que menos rouba, ou por que não rouba, mas é o mais medíocre na capacidade de gestão? Dos males, o menor. Não: dos males, o pior. Como toda palavra de ordem, “menos pior” é uma tautologia. Está sempre em uma linha e uma essência, fenologicamente e ontologicamente, de corrupção. Mas o excesso é revelador. Como diz Jean Baudrillard:

É o próprio funcionamento que é perverso e não as disfunções. Não é a corrupção que é perversa, e sim a ordem; neste caso, a corrupção é uma forma de empurrar tal ordem até o pior, até a paródia. Eis a hiperfunção!”

DAS BRECHAS DEMOCRATIZANTES

Com a ordem vigente, em que tudo está mediatizado/midiatizado em imagem. Eleitor, Justiça Eleitoral, Candidato. O eleitorado é visto como massa em percentuais aos quais, muitas vezes, desconfia-se da isenção. A justiça eleitoral, em vez de servir à defesa da população, às vezes, coaduna-se à corrupção. Mas, por outro lado, nesse buraco negro, a despeito da força do capital, tem surgido alguns candidatos como opção de escolha comunitária, não como representação, mas como percepção da cidade em sua totalidade. Assim como a justiça eleitoral tem trabalhado para diminuir a possibilidade de corrupção dos pleitos e aumentado a fiscalização a crimes eleitorais. Mas a mudança maior, e que faz movimentar todo o turbilhão, é que o eleitorado/massa não serve à manobra, como queriam as ciências políticas tradicionais, e toma rumos intempestivos, como ocorreu com a vitória do operário Lula à presidência, enquanto toda a mídia/direitaça seqüelada o atacava; quando se viu, como em Manaus, durante várias eleições um cacique (corrompido, é claro; nada do cacique real) não conseguir levar. Se assim for, os pioneiros não conseguirão voltar, e seus transgênicos não vingarão.

****************

Deixamos aqui alguns números onde denúncias eleitorais podem ser feitas:

Ministério Público: 0800-920500

TRE-AM – Telefones: 0800-920500 e (92)3611-3470

TRE-AM – On-line: http://www.tre-am.gov.br/denuncia-online.php

ATENÇÃO: Apresse-se na denúncia, pois, segundo o TSE, conforme o Código Eleitoral, “a partir do dia 20 de setembro (sábado), quando faltarem 15 dias para as eleições municipais deste ano, nenhum candidato a prefeito, vice-prefeito ou a vereador pode ser detido nem preso, salvo em caso de flagrante delito”.

“GENÉRICO DE ADVINHO”, DEPUTADO SINÉSIO

Ainda nos rastros da carraspana moral que o deputado estadual Sinésio Campos, juntamente com Marilene Corrêa, dois dos principais no braço petista da direita amazoniquim, pegou do governador Eduardo “Guerreiro de Sempre” Braga e pelos desdobramentos feitos pelo vidente deputado, recebemos, no artigo O Deus, Deputado Sinésio (abaixo), um comentário do leitor intempestivo Anfiarão (do grego: Ἀμφιάραος, Amphiáraos), que se faz enunciado pela referência, pelo saque e pelo humor desconcertante. Aí vai:

CALCANTE, O MILITANTE

Calcas ou Calcante herdou de seu avô, Apolo, o dom de decifrar os mistérios do passado, presente e do futuro, e era o adivinho da vida militar dos gregos e, por isso, foi eleito como grande sacerdote e adivinho oficial da Guerra de Tróia . Nada importante era resolvido sem que antes ele fosse consultado. Foi dele a previsão que o cerco a Tróia teria a duração de dez anos e também foi ele quem aconselhou ao rei Agamemnon o sacrifício de sua filha Ifigênia e que devolvesse Criseide a seu pai. Há muitas versões para sua morte, mas segundo a mais popular, Calcas havia sido avisado por um oráculo que morreria quando encontrasse um adivinho que lhe superasse. Foi assim que, terminada a guerra, já em viagem de regresso à pátria, chegou à Cólofon, onde vivia Mopso, filho de Apolo e neto materno de Tirésias. Foi-lhe proposto um concurso de adivinhações ao qual Mopso saiu-se vencedor. Calcante faleceu de pesar.”
Após milênios nas terras barés, surge um genérico de adivinho, claro, por conveniência ou como uma tradicional raposa política por puro praga-matismo, possivelmente o nobre-mitógico deve ter tido uma visão em seu oráculo-eleitoral para vislumbrar essa premonição eleitoreira, pois se o can-didato dele for para o 2º turno, o que é difícil, então, pelo menos, uma secretaria estará garantida se não a sua provisão (na contabilidade: provisão é um lançamento que depende de um evento futuro, que provavelmente vai ocorrer, mas na data do balanço não está totalmente definido ou quantificado) já estará garantida, pois a sobrevivência é mais importante.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.092 hits

Páginas

setembro 2008
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos