Arquivo para 1 de janeiro de 2009

SE AMAZONINO NÃO ESTIVESSE CASSADO, QUAL SERIA O SEU SECRETARIADO?

Ainda, em pleno a campanha eleitoral, o candidato ao cargo de prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PTB), maior representante atual da direita tradicional no estado do Amazonas, afirmou à um jornal local que se eleito fosse não governaria com amigos. Hoje, eleito prefeito, mas cassado em Primeira Instância pela ilustríssima juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, acusado por compras de votos (com mais duas acusações), apresenta em sua posse um secretariado, segundo ele resultado dos percursos pós eleição, que vai de parentes íntimos (irmã e filha), passando por Jaith Chaves, Lino Chíxaro, José Pacífico Porfiro, até o eterno colegial Fabrício Lima, mascote do jornal A Critica, apoiadora de sua candidatura. Todos seus bons amigos.

A pergunta que quer calar, para não ser mais repetida, é: “Se Amazonino não estivesse cassado, seu secretariado seria o mesmo apresentado hoje, em sua nostálgica posse, replay melancólico da diplomação? Para calar de vez, saltam duas proposições quase kafkianas.

AS PROPOSIÇÕES QUASE

1 – Amazonino sabe que está cassado, o Tribunal Superior Eleitoral –TSE, só vai fechar a fatura para acabar com a fantasmagórica angústia, por isso escolheu esse secretariado com bons amigos, para ele, talvez, com talento suficiente para passar as férias pré-momesca. Assim, permitir ao ex-prefeito (?) Serafim férias descansadas e seguras, embora em sua volta tenha que arrumar outra vez a casa. Isto se for mesmo o escolhido para re-assumir o cargo de prefeito, já que foi o segundo mais votado. Caso vigore outra decisão judicial, no caso nova eleição, Amazonino terá cumprido o mesmo papel. Desta vez, assegurando as férias de Praciano (PT), Ricardo Bessa (PSOL) e Navarro, também seu amigo (PCB).

2 – O secretariado seria o mesmo, ou semelhante. Analisando suas alianças, seria igual. Amazonino não mudou sua forma de fazer eleição. Continua com o conceito de democracia tendo como substrato social os elementos místicos e míticos. O suporte antagônico do Politikus.

Além de quê, com quem do setor da gestão pública poderia contar como não-amigo? O deputado do PC do B, Eron Bezerra, seu inimigo bilioso, que teve atuação importante na Assembléia se opondo e denunciado as ações, de Amazonino como governador, que julgava contrárias aos interesses público, que se diga, com justiça, a única voz que não era calada por Amazonino? Não! Então, tem o ex-vice prefeito, Mário Frota, hoje, vereador, que se tomou sempre como seu inimigo. Esse, Mário, não. Não pelos mesmos motivos do deputado Eron. Dias passados, Mario, anunciou não ser inimigo de Amazonino. Com, Mário, agora, amigo, Amazonino não contaria.

PARA QUÊ FALAR?

Assim, pergunta calada. O secretariado seria igual. O conceito de amigo de Amazonino é muito diferente do filosófico que criou o conceito de democracia a sociedade dos amigos. O governo em que o povo tem que viver, viver unido em suas pluralidades e bem, em suas diferenças. O povo alegre (Bergson), sem privações (Toni Negri).

A não ser como exercício humorístico, não era necessário tecer essas conjecturais. Alias, como é bem notório, apesar do silêncio cúmplice da mídia manauara, Amazonino está cassado.

LEMBRANÇAS DE ANO NOVO PARANAENSES, MINEIRAS E PARAENSES AOS CANDIDATOS SUB JUDICE DE MANAUS

No último dia do ano, chamado pelos espanhóis de Nochevieja, o TSE continuou com os trabalhos.

O ministro Henrique Neves Concedeu liminar para impedir a posse de Jovani Duarte Menezes (PV), primeiro colocado nas eleições municipais da cidade de Braúnas (MG). Jovani foi condenado em primeira instância por compra de votos. No entendimento do TSE, não é necessário o fim do processo para que as decisões relativas à compra de votos gerem efeitos, como, por exemplo, a cassação. Afirma nota no site: “A cassação pela compra de votos deve ser imediata, sem prejuízo de concessão de qualquer liminar que examine as razões do recurso do candidato”.

EMPOSSADOS SUB JUDICE, CAPTOPRIL À MÃO!!!

Em Londrina (PR), assume a prefeitura a presidente da Câmara Municipal, vereadora Sandra Graça (PP), enquanto não se decide definitivamente a situação do vencedor das eleições, Antonio Belinati (PP). Ele foi cassado pela não aprovação das suas contas pelo TCE-PR, e teve recurso rejeitado pelo TSE, que já informou que deve haver um novo segundo turno entre o segundo e o terceiro colocado, o que será realizado dentro de dois ou três meses.

FOI BOM ENQUANTO DUROU?

Em Santarém, a candidatura de Maria do Carmo Martins (PT) foi indeferida e devem ocorrer novas eleições na cidade. Maria, que concorria à reeleição, não poderá assumir novo mandato porque é promotora de justiça estadual licenciada, e pela Emenda Constitucional 45/2004, nenhum membro do Ministério Público pode ter filiação partidária. Maria do Carmos recorreu ao STF, mas, por enquanto, está mantida a sua cassação.

LULA, O ECON’OTIMISTA E O OLHAR ARGUTO DE DELFIM NETTO

A Economia, como bem mostra o filosofante Toni Negri, é uma disciplina do homem. É, pois, um corpus de saberes e dizeres que se modifica de acordo com as condições materiais e imaterias de cada época. Assim como os filósofos são fruto de sua época, a economia de cada tempo exprime os conflitos e a relação do homem em sociedade e em relação à natureza.

Os tecnocratas, à serviço – voluntário ou não – da subjetividade capitalística, que tenta reduzir à órbita do Significante Despótico os saberes e os signos culturais, produções humanas nas suas mais diversas vertentes, crêem numa economia científica. Cientificidade dura, que dispensa os elementos “intempestivos” e se aferrando a uma lógica silogística e estéril. Equívoco comum à, por exemplo, ciência física moderna, como afirma o filosofante dos saberes, Michel Serres, para quem a física é physys, passando por Lucrécio, Demócrito, Epicuro, não se reduz ao saber que lamina aquilo que não cabe em sua codificação, mas transborda na existência e no filosofar.

Não muito longe da filosofia e da ciência intempestiva, o economista Delfim Netto (que o jornal O Estado de São Paulo, quando lhe é oportuno, recorda que foi ministro da ditadura militar) afirma um alicerce da disciplina econômica: o trabalho e as relações humanas.

Com seu saque para além dos “cabeças de planilha”, alcunha dada pelo também economista que salta do senso banal, Luis Nassif aos tecnocratas, Delfim deita e rola, afirmando que o único economista que presta no Brasil é Lula.

Afirma Delfim que a economia se dá a partir do trabalho e do pacto social. Portanto, uma alcunhada crise como a que se avizinha nada mais é do que produto da especulação do mercado financeiro, e da quebra do pacto social realizada pelos banqueiros e investidores. A crise, lê-se nas entrelinhas, é de moral econômica.

Lula (alcunhado “O Otimista”, pela grande imprensa), sabe, como qualquer estadista, que a confiança no futuro determina os investimentos. As frases de Lula, capturadas como estúpidas e levianas pela imprensa, caem ao ouvido da população como um diálogo, uma explicação para além dos códigos metodológicos da economia de cátedra. Daí Delfim desmontar: a vantagem de Lula é não ter diploma superior! Para estupefação dos entrevistadores. Ele sabe: caso tivesse passado pela sobrecidificação da academia, talvez Lula não fosse Lula, o Otimista. Talvez não soubesse que a parte mais importante da economia não se traduz em números, mas emerge das relações sociais. Coisa que a ala misógina da economia desconhece.

Sabiamente, o economista da direita que muito esquerdista inveja não faz previsões econômicas: sabe bem que elas só interessam à especulação e à produção de uma condição de instabilidade e desconfiança. Não são previsões, são votos. Votos de que o país vá mal, e a direita tenha algum fio de esperança eleitoral em 2010.

UMA ANALOGIA LITERÁRIA-ECONÔMICA

O escritor polonês Jerzy Kosinski, em seu romance “O Vidiota”, faz um quadro da sociedade estadunidense que é, em outra análise, a analogia da sociedade do consumo que move a economia atual.

A personagem principal, Chauncey Gardiner, ou simplesmente ‘Chance’ jamais viu o mundo fora dos jardins da casa onde nasceu, e todo o conhecimento que possui advém da televisão. Um dia, com a morte do dono da casa, ele é obrigado a sair. Em seus caminhos, nos acasos dos encontros, é atropelado e levado a se hospedar na casa de um rico empresário. Gardiner é monossilábico e incapaz de travar um diálogo. Reduz-se a repetir os slogans e falas de programas de tevê. Ainda assim, suas frases prontas sobre jardinagem e tiradas de programas de televisão atingem em cheio um grupo de empresários às voltas com uma crise financeira que ameaça o país. Sempre repetindo suas frases, sem entender uma vírgula do que lhe acontece ao redor, Chance vai se tornando cada vez mais um rosto conhecido midiaticamente, a ponto de ser entrevistado no principal programa de tevê dos EUA. Entre mil e uma tentativas do serviço secreto americano encontrar pistas sobre o seu passado, Chance se torna o principal conselheiro econômico do presidente estadunidense. O conto-romance termina com as especulações do grupo econômico às voltas com a eleição presidencial, e o nome de Chance é o mais provável para vencer o pleito.

Em meio à espetacularização do Real promovida pela própria sociedade, ouve-se a voz da personagem: “Neste país, quando sonhamos com a realidade, a televisão nos desperta. Acho que a guerra, para milhões, é apenas mais um programa de tevê. Mas lá longe, na frente de batalha, homens de carne e osso estão entregando suas vidas”. A Faixa de Gaza que o diga.

Lula, que está para a personagem principal do conto-romance menos que o seu colega, Obama, sabe que o otimismo, neste momento, é uma estratégia de luta. E que, nesse quesito, a população está a seu lado.

Arriscamo-nos uma previsão: como em 2002 e 2006, as viúvas do trágico porvir vão errar.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.795 hits

Páginas

Arquivos