Arquivo para 9 de janeiro de 2009

AMAZONINO CASSADO, “PARENTE…” NÃO É “SERPENTE”

O cinegrafista italiano, o conhecido mestre da cine-comédia, Mário Monicelli, criou a obra, “Parente… é Serpente”. Nesse cinema, mostra o encontro de familiares na noite de Natal na casa dos pais. Como não poderia ser diferente, a comédia, como diria Brecht, sendo a essencialidade política/moral das artes cênicas, ‘trans-corre’ em total profusão das idiossincrasias dos parentes. Inveja, repulsa, adultério, cobiça, ódio, simulação, indiferença…, tudo que possa ser exibido em uma noite propícia para revelar o sucesso histórico da tardo família-nuclear-burguesa, que de Cristo só carrega a derivação linguista, Cristianismo: o ressentimento, a má consciência e o ideal ascético. Nada de Cristo, o amoroso, o libertador das almas individuais da tirania coletiva.

Se aplicarmos à arte de Monicelli um exame econômico, sociológico, político, psicanalítico, moral, religioso, vamos encontrar a mesma estranheza encontrada na sociedade do espírito especializado, na divisão de classe e divisão do trabalho. Tudo parece uma global unidade, quando tudo se encontra fragmentado. Entretanto, tudo é família. Logo, só se é serpente, inimigos, quando vistos individualmente. Pois, como se pode extrair da máxima psicanalista: na sociedade burguesa todos têm seus “segredinhos sujos”. O invejoso não é moralmente menos ou mais que o canalha. O corrupto não é menos ou mais que o corrompido.

A PARENTELA NÃO É SERPENTE

Embora sejamos familiares dos inorgânicos, dos unicelulares, da ameba, do dinossauro, de todos mamíferos e não mamíferos, corpus que formam uma extensa/intensa cadeia vital diversificada, mas familial, entretanto, para o homem o conceito de família não se reduz à enunciação consanguínea, bio-genética. Abrange territórios, teorias e práticas múltiplas. Culturais,históricas, econômicas, políticas, morais, sociológicas, religiosas, artísticas, enunciações que podem, ou não, produzir uma subjetividade dominante, onde sujeito sujeitado é só um agente propulsor dessa semiótica. Aí, parente não é serpente. Todos são familiais em uma conjunção urdida em força como um buraco negro, uma energia contraída.

Por isso, é fácil compreender os argumentos do prefeito, em estado de cassação, Amazonino, e seus próximos na ordem do nepotismo. Ele diz que foram secretários que indicaram o nome de sua irmã; a filha afirma que foram os “artistas” quem indicaram o nome; foi Arizinho quem indicou a própria irmã Moutinho. Como poderiam dizer os antropólogos Morgan, com seus Systems de parentesco, e Lévi Strauss, não precisariam nem manifestar essas “Estruturas Elementares de Parentesco”, a própria subjetividade de que são sujeitos afirma os vínculos inter-familiares.

E o tamanho, e indubitável, anti-serpentário antídoto familial é constatado quando estes membros julgam a si próprios. Para afirmarem suas escolhas, sentenciam: “É talentosa, competente, e grande espírito administrativo. Monicellianamente, duas cenas neo-nepotistas nos capturam interrogativamente.

1 – Se são talentosos, competentes com grandes espíritos administrativos, porque outros, fora da subjetividade familial, não viram antes?

2 – Por que só eles, entre eles, possuem estruturas epistemológicas capazes de conhecerem os atributos cognitivos, que afirmam ser detentores fundamentais à produção democrática?

Se Monicelli adaptasse, para Manaus, em forma de comédia, a tragédia grega de Sófocles, “Antígona”, que luta contra os poderosos para enterrar o irmão Polinice, em solo de Tebas, e contasse com a interpretação da atriz do Teatro Maquínico, Katiane, como Antígona, anunciando: “Não há neles, nenhum poder de separar-me dos meus.” Oh, como ficaríamos maravilhadamente reconhecidos, bom Deus!

SAÍDA DE JÉSSICA DE YEMANJÁ (AGBÊ MANJÁ) NO TERREIRO DE MÃE EMÍLIA

Samba Kolé, Missaê ori Yemanjá

Ô dilá Kolê Kolê,

Ô Missa ori Yemanjá!

Jéssica de Iemanjá 01 por você.

Eu estou muito, muito contente pela saída da minha obrigação, graças a minha mãezinha. Estou muito contente com a minha religião. Gosto da Mina, aqui me sinto realizada. A minha responsabilidade, eu tenho como olhar, observar o terreiro, porque às vezes o babalorixá tá virado e eu estou preparada pra isso, pra levar pro roncó, tirar, puxar reza, tomar conta do terreiro…” (Jéssica de Yemanjá)

Jéssica de Iemanjá 02 por você.


Jéssica de Iemanjá 05 por você.

Em pleno Dia de Reis, terça-feira passada (06), como as palavras de Jéssica acima, todos os que foram ao amplo, magnífico terreiro de Mãe Emília de Toy e Lissá estavam entusiasmados pela amizade e respeito que têm por Jéssica, e também pela importância religiosa dessa obrigação. A partir desse dia, ela, que já vinha muito auxiliando no trabalho do terreiro.


Jéssica de Iemanjá 08 por você.


Jéssica de Iemanjá 32 por você.

E todos admiravam e queriam compartilhar da companhia da bela Yemanjá, a santa de tantos nomes, rainha das águas, merecendo suas bênçãos, que lava todos os males do corpo e da alma, elevando os homens à vida preenchida de alegria e suavidade.

Jéssica de Iemanjá 11 por você.

Acima, Jéssica com pai e sua mãe, Flor; abaixo, à esquerda, seu irmãozinho, que sonha em tocar tambor.


Jéssica de Iemanjá 15 por você.


Como era Dia de Reis, foram feitos rituais correspondentes no terreiro. Quem explica é mãe Emília: “Era Dia de Reis e nós estávamos fazendo o ritual de queimar as palhinhas, as palhas que eram da lapinha. Estávamos então cantando pra reis. Ritual de Reis, queimar palhinhas.”

Jéssica de Iemanjá 18 por você.



Jéssica de Iemanjá 24 por você.

Então Jéssica, com toda sua beleza e simplicidade, veio dançar pra sua senhora, e com certeza Iemanjá estava ali pra ver e sentir toda energia que tomou conta de todos no filhos no terreiro.

Jéssica de Iemanjá 23 por você.


Jéssica de Iemanjá 30 por você.

Jéssica de Iemanjá 25 por você.

Jéssica de Iemanjá 26 por você.

E quem também baixou no terreiro foi Dom João Soleira, um caboco muito velho que, segundo Mãe Emília, estava na cabeça de uma “filha de uma mãe de santo muito antiga de Manaus, Benedita de João da Mata, ela tinha três filhas, e como ela já é falecida, as filhas vêm e recebem as mesmas entidade que a mãe recebia.”

Jéssica de Iemanjá 37 por você.


Jéssica de Iemanjá 27 por você.

Enquanto os rituais continuavam ao som do maravilhoso tambor-de-mina, conversamos com Mãe Emília, que nos falou com satisfação do trabalho que Jéssica realiza ao seu lado:

A Jéssica tá dando obrigação de dois anos. Ela é filha de Iemanjá e Doçu (Ogum). Ela já estava exercendo o cargo, faltava ela terminar as obrigações. Ela não é rodante, não incorpora. Hoje ela fez a obrigação que tava faltando, vestiu Iemanjá, Oxalá. Dentro da nossa Mina Jêjo Nagô, ela pertence à família gentil. Então Iemanjá exigiu e ela tinha que fazer isso pra poder caminhar dentro do terreiro. Diferente do Candomblé, o nosso ritual é um ritual mais simples, mas mais rigoroso dentro da camarinha. Também o nome do santo, no Candomblé ele dá fora, na Mina ele dá dentro do roncó.

Jéssica de Iemanjá 35 por você.


Jéssica de Iemanjá 38 por você.

Jéssica de Iemanjá 40 por você.

Daqui pra frente vai depender de todo aquele juramento que faz, as normas, o fundamento dentro da religião, dentro do terreiro, aí ela vai desempenhar conforme o grau que ela recebeu, conforme a hierarquia do santo, mas ela já tá sabendo como é, o que pode, o que não pode. Tem que cumprir esse resguardo durante um mês, tem muitas coisas que ela não pode fazer, para não quebrar esse preceito; porque se quebrar o preceito tem que fazer tudo de novo para consertar. Durante esses anos todos que ela está comigo, ela sempre foi uma boa moça, uma boa sacerdotisa, e vai ser.

Jéssica de Iemanjá 41 por você.



Mas quando o caboco Barão de Goré, que há tantas décadas baixa nas festas e nos trabalhos de Mãe Emília, vários outros cabocos desceram e encheram o terreiro com seus vigorosos movimentos.

Jéssica de Iemanjá 44 por você.


Jéssica de Iemanjá 52 por você.


Já ia, então, pela madrugada, e era hora de fechar os tambores, mas até o final do ritual da Mina realizado no terreiro de Mãe Emília em seu vigor e autenticidade parecia não querer chegar ao fim. E é como se fosse apenas um intervalo.

Jéssica de Iemanjá 51 por você.

Jéssica de Iemanjá 54 por você.


Jéssica de Iemanjá 56 por você.

Ao final, todos se reuniram para parabenizar as aniversariantes do dia. Jéssica aniversariou ontem e, por isso, este bloguinho lhe oferece este trabalho. Que seus dias sejam sempre e continuamente de crença e amor aos santos das religiões afro e na vida Mina Jêjo Nagô!

Jéssica de Iemanjá 57 por você.

Jéssica de Iemanjá 34 por você.

As ondas já bateu na areia

A sereia vem nos salvar

Ai, quem manda no mar?

É Yemanjá!

Ai, quem manda no mar?

É Yemanjá!

GOVERNO FEDERAL: ATÉ 2010, 800 MIL APRENDIZES NO MERCADO DE TRABALHO

Um fórum para discutir alterações na Lei de Aprendizagem irá se reunir em março. Farão parte do fórum, participantes do governo federal, empregados e empregadores. O objetivo é estudar formas de fazer com que o número atual, segundo Ministério do Trabalho, de 150 mil jovens no mercado de trabalho seja ampliado para 800 mil até 2010.

Para tanto, Ezequiel Nascimento, secretario de Políticas Públicas do Ministério do Trabalho, falou sobre alterações na atual lei, que apenas obriga estatais e empresas públicas de médio e grande porte a contratar jovens entre 14 e 24 anos. Portanto, seria necessária uma ampliação desta obrigatoriedade para toda a administração pública. “Estamos falando de uma base da administração direta, União, estados e municípios, falando de uma base em torno de 8 milhões de servidores. Se calcularmos sobre isso, seja 5% ou 10% da cota estabelecida pela lei, dá uma quantidade grande”, disse Nascimento.

Outra questão a ser discutida para a real efetuação dos objetivos esperados é a alteração dos percentuais que equivalem a no mínimo 5% e no máximo 15% do total de trabalhadores em uma empresa. Ainda assim, a pouca divulgação atual sobre a Lei de Aprendizagem dificulta tal empreitada. Sobre isto, Nascimento disse: “Certamente haverá a necessidade de uma ampla campanha, seja dentro do governo, nas três esferas, e também com o empresariado brasileiro. Seria necessário também o cumprimento da lei com ações de fiscalização mais rigorosas. Num primeiro momento, uma ação mais orientadora e num segundo momento uma ação rigorosa de fazer cumprir a lei.” Fato este que tem como contribuição a desinformação sobre a lei por parte do empresariado.

Segundo a Agência Brasil, “a aprendizagem é regida por um contrato especial com prazo de duração máximo de dois anos e que deve ser complementado com cursos de formação profissional. A jornada máxima de trabalho é de 6 horas diárias, podendo chegar ao limite de 8 horas, desde que o aprendiz tenha completado o ensino fundamental, e se forem computadas as horas destinadas à aprendizagem teórica.”

Se ficar acordado no fórum que realmente deve haver uma mudança na lei, será responsabilidade do Congresso Nacional aprovar ou não.

A alteração na Lei de Aprendizagem é mais um modo de proceder do governo federal em prol do desenvolvimento do país e da alegria afetiva, econômica e social do povo. Pois, uma vez que haja mais trabalhadores, inseridos, devidamente, nas leis trabalhistas, maior será o aumento do poder de compra. O que fortalece a economia real de um país. Políticas públicas racionais e de bom senso em épocas que uma falsa crise aflige os que não sabem que o que deve ser feito é investimento e que políticas sociais podem ser e são investimentos pesados e compensatórios, ao contrário, de pseudo-políticos, que usam aquilo que não existe, a acunhada crise, por exemplo, como forma de desviar os olhares de suas práticas corruptas e incapazes de produzir um governo para o bem comum, a democracia. Ora! Mas o povo bem sabe o que olhar.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.795 hits

Páginas

Arquivos