Arquivo para 17 de janeiro de 2009

KAKÁ E O MANCHESTER CITY: TODO HOMEM TEM SEU PREÇO

Reza um velho ditado do capitalismo, e talvez anterior a ele, que todo homem tem seu preço. Se o ditado é anterior ou não ao modo de produção do capital burguês, não sabemos, mas que o enunciado expõe de maneira inequívoca o seu funcionamento, isto é certo.

No capitalismo, os objetos valem menos pelo seu valor enquanto utilitários à existência humana em coletividade do que pelas flutuações da necessidade coletiva em função da sua demanda. De forma que os objetos, transmutados em mercadoria, se equivalem, ainda que em sua funcionalidade sejam incompatíveis.

Não apenas os objetos mais usuais, mas praticamente tudo o que pode ser alienado acaba por se transformar em mercadoria. A força de trabalho, por exemplo. As crenças, o chamado caráter, a moralidade individual, tudo, pela ótica do capitalismo, pode ser comprado. Incluindo Deus.

A CÉSAR, O QUE É DE CÉSAR

O craque santificado e futuro pastor da Igreja Renascer, do casal presidiário Sônia e Estevam Hernandez, meia do Milan, Kaká, vem sendo sondado desde o início da temporada pelo Manchester City, time inglês turbinado pelo capital oriental do Sheik Mansour bin Zayed Al Nahyan, para fazer parte do elenco do clube. Nahyan, em termos de dinheiro, deixa o multibilionário russo Roman Abramovich, com seus 2 bilhões (perdeu 16 bi na queda das bolsas de valores no ano passado) muito para trás. Desde que comprou o bibelô futebolístico, o sheik tem tentado comprar o meia brasileiro.

Na primeira tentativa, a negativa do santo craque: o Manchester City é time pequeno, não tem estrutura para disputar títulos e nem projetar seus jogadores aos prêmios internacionais. Kaká desdenhou. Como prêmio de consolação, Zayed comprou Robinho, que saiu do Real Madrid sob uma chuva de moedas.

Na segunda tentativa, semanas atrás, o sheik ofereceu 120 milhões ao Milan, que lavou as mãos e disse que aceitava. Kaká, mais uma vez santificado pelo espírito santo da dupla Hernandez (condenada por fraude fiscal), afirmou que dinheiro não importava, e que não trocaria um time com projeto a longo prazo por uma aventura em um time que está namorando a zona de rebaixamento da Premier League. Prefere ser campeão da Champions League e eleito o melhor do mundo, e não o conseguiria a curto e médio prazo no City.

Na terceira tentativa, esta semana, Kaká balançou. O Sheik ordenou que as bombas petrolíferas fossem colocadas a todo vapor, e ofereceu US$ 150 milhões ao Milan (Berlusca já falou que topa…), além de mais de R$ 1 milhão por semana ao craque de Deus (US$ 500 mil).

Kaká, que não é Pedro, não esperou o cantar do galo e nem negou a seu deus pela terceira vez. Deve arrumar as malas e mudar-se da glamourosa Milano para a operária Manchester, tendo ido o pai à frente para fazer o trabalho de receber as 30 moedas, com juros e correção monetária. Não, Kaká não traiu o Milan, que está mais interessado nas verdinhas que entrarão e poderão ajudar o clube a arrumar a defesa modelo anos 80 que ainda exibe. Mas arranha, para quem ainda acreditava, a sua imagem sacrossanta de pureza.

Segundo o evangelho de Lucas (16, 12): “ninguém pode servir a dois senhores, porque odiará a um, e amará o outro, ou se prederá a um e desprezará o outro. Não se pode servir a Deus e a Mamon”. Mamon, para quem não sabe, era o deus da riqueza dos Sírios, feito todo em ouro e prata. Parece-nos que este versículo não consta da versão Hernandez da Bíblia.

Contradiz também a fala de Pelé que, na semana passada, pediu que Kaká continuasse como ídolo do Milan. No entendimento do Rei, a mudança constante de jogadores de um clube para o outro, em ritmo mais frenético que porta de motel em época de carnaval, prejudica o futebol, pois não permite que as crianças criem um vínculo com o clube e seu ídolo. Pelé levou um drible do futebusiness se realmente acredita nisso.

Kaká, que não é Pelé, muito menos Maradona, já não fala em Champions League (a não ser, como afirma a reportagem do periódico espanhol El Mundo Deportivo, para solicitar um acréscimo no pagamento como consolo por não disputar a taça), e muito menos em projeto a longo prazo. Projeto, só mesmo o da independência financeira dele, que pretende ser pastor quando se aposentar. Bom saber que, na sua trajetória, já está aprendendo a construir o reino de Deus na Terra.

Enquanto isso, Cristo só…

Grande é a poesia, a bondade e as danças…
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

E mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças,
Nem consta que tivesse biblioteca…”

(Liberdade, do poeta lusitano Fernando Pessoa)

LEVANTAMENTO DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO NO TERREIRO DE MÃE EMÍLIA

São Sebastião, santo padroeiro

Ilumina os filhos e a mãe do terreiro

Mastro de São Sebastião 01 por você.

Todo ano, no terreiro de Mina Gêge-Nagô Toy Lissá/Agbê Manjá, o Mastro de São Sebastião fica carregado de diversas qualidades de frutas, abacaxi, milho, manga, maracujá, banana, laranja, bebidas, cachaça, refrigerante, cerveja, doces, bombons, bolachas e muitos outros frutos e coisas, até dinheiro. Os presentes escreveram também seus pedidos e os colocaram junto.

Então Mãe Emília e seus filhos vieram em procissão, trazendo a imagem de São Sebastião de dentro do terreiro, e enquanto rezavam ao redor do Mastro, Sira de Iansã saiu defumando-o, deixando-o purificado e preparado para ser erguido no amplo descampado.

Mastro de São Sebastião 03 por você.

Mastro de São Sebastião 04 por você.

Mastro de São Sebastião 05 por você.

Mastro de São Sebastião 02 por você.

Enquanto acompanhamos em imagens o levantamento do Mastro na força dos filhos de Mãe Emília em comunhão, conversamos com ela sobre esse ritual feito todos os anos e há tantos anos:

Esse é o levantamento do mastro de São Sebastião. Tá com mais de vinte e cinco anos que eu faço. É uma homenagem ao Rei Sebastião e a São Sebastião. Esse ritual aqui dentro da minha casa já vem passando de geração em geração. Quando Mãe Raimunda fechou o terreiro, a entidade ordenou e eu continuei na minha casa faz vinte e cinco anos, porque ele é um devoto da casa também, por isso nós temos esse ritual pra fazer, do Mastro, desde quando eu me mudei pra cá. Todo ano eu faço, eu ia fazer só sete anos, mas ele ordenou que eu fizesse todo ano até quando ele dissesse que era pra fazer. E eu estou feliz, me sinto feliz fazendo essa homenagem ao grande padroeiro, a São Sebastião, o mártir que ele foi, o grande guerreiro, e também ao Rei Sebastião dos Lençóis.

Mastro de São Sebastião 06 por você.

Mastro de São Sebastião 07 por você.

Mastro de São Sebastião 09 por você.

Mastro de São Sebastião 08 por você.

O Mastro foi erguido. Sira novamente defumou-o, agora de pé, mais frutas e outras coisas foram acrescentadas, enquanto o tambor continuava, e a alegria contagiou a todos.



Mastro de São Sebastião 20 por você.

Baixaram, então, alguns cabocos, que continuaram o ritual ao redor do Mastro, recebendo as saudações e deitando suas bênçãos aos presentes. Como Seu Tapindaré, um turco de Alexandria, como explica Mãe Emília, que é o patrono do Mastro, que desde o início vem e continua até hoje.


Cocheiro seu, sela cavalo preto

Tapindaré não gosta de andar a pé

A sua casa é num morro de areia

Mas não é mar, não é mar, não é maré

E Também Seu Sete Flechas, na cabeça de Mãe Orny da Oxum, veio homenagear São Sebastião.

Mastro de São Sebastião 18 por você.

Aêêêêê, orixá

Êêêê caboclo Sete Flechas no Gongá

Saravá seu Sete Flechas

Ele é o rei das matas

A sua bodoque atira, ô Paranga

A sua flecha mata

Mastro de São Sebastião 14 por você.


Flor e Jéssica, em dois momentos, com São Sebastião.

A noite já tomara de conta do campo quando novamente se fez procissão para levar de volta São Sebastião para seu altar dentro do terreiro.

Mastro de São Sebastião 21 por você.

Mastro de São Sebastião 22 por você.

Mastro de São Sebastião 23 por você.

Mastro de São Sebastião 24 por você.

Agora dentro do terreiro, o tambor-de-mina continuou rufando, até que os cabocos em terra subissem, e então se passou à novena, que já ia pelo seu quarto dia.

Mastro de São Sebastião 27 por você.

Mastro de São Sebastião 25 por você.

Mastro de São Sebastião 28 por você.

Mastro de São Sebastião 30 por você.

Gláucio Gama, do Fopaam, que puxou o terço nesse dia.

CONVITE PARA AS NOVENAS E PARA A DERRUBADA

DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO

Mastro de São Sebastião 26 por você.

Quem convida é Mãe Emília de Toy Lissá:

Começamos domingo passado (11) as novenas, são nove noites de novena, toda noite, sempre ao final tem aquele lanche. Quem quiser pode vir, que a casa está aberta, é um templo. Pessoas de outras religiões, se quiserem, também podem vir sem se preocupar com nada. As novenas vão continuar até o dia 19; no dia 20 derrubamos o Mastro, aí rufam-se os tambores para o santo que nós cumprimos a missão. Neste dia, às 4 e meia da tarde começamos os rituais, 6h derrubamos o Mastro, depois as meninas vêm, trocam de roupa, e fazemos o ritual no terreiro.

ENDEREÇO: Rua Pintassilgo, nº 100, quadra 2, II Cidade Nova (Manaus-AM)

PONTO DE REFERÊNCIA: Próximo ao Cruzeiro

CONTATOS: (92)3088-1254 // 9995-3894 // 8149-2625

Ô vento tão forte

Que abalou a embarcação de meu pai

Era um vento tão forte

Que vem lá da praia dos Lençóis

Era um vento de São Sebastião

VEJA TENTA PLÁGIO, MAS SÓ CONSEGUE COPIAR O GLOBAL VOICES

A revista Veja está sendo apontada pelos blogueiros do Global Voices como tendo realizado um plágio de uma de suas matérias. O blog Global Voices é uma mídia alternativa mundial, formada por jornalistas do mundo todo, e que apresentam versões diversas para os assuntos do cotidiano. A Global Voices já citou, por exemplo, um artigo deste bloguinho, quando tratou do episódio da nudez censurada da atriz Rogéria na Câmara dos Deputados. Mas a matéria citada em questão, e copiada pela Veja foi um post escrito pela jornalista e tradutora Ayesha Saldanha, indiana que realizou um belíssimo trabalho de compilação de matérias de blogues palestinos. Como as transmissões televisivas e mesmo a entrada de jornalistas na Faixa de Gaza é impedida pelo exército do país invasor, são os blogues a principal fonte de informação de quem está dentro da zona de massacre. A Veja, baluarte do jornalismo neoliberal (aquele que segue os ditames do grande capital, tanto na tendência editorial quanto na contabilista e financeira), resolveu lucrar com a matéria do site internacional, sem dar-lhes, no entanto, os devidos créditos. Embora o Global Voices seja copyleft, cópia livre de relação comercial, ela precisa ser citada como fonte, já que autoria e lucro só se confundem nos grupo de defesa de interesses de exploradores da propriedade intelectual. Quem estiver com a vesícula biliar em dias, pode adentrar no site da referida revista, clicando aqui. O plágio filosofante é uma retumbação do enunciado como potência-saber: reforça-o, como bom encontro, e produz afectos democráticos. Portanto, só o pode plagiar quem é corpo ativo na produção de afectos que aumentem a potência de agir – vide a estética do plágio, de Tom Zé. Daí ser impossível à Veja fazer um plágio. No máximo, e quando muito se consegue, ela copia.

Mas, ao menos, com a cópia, pode-se dizer que a revista publicou uma boa matéria.

i iNDA TEM FRANÇÊiS Qi DiZ Qi A GENTi NUM SEMO SERO

@ NÃO HÁ CRISE QUE RESISTA À POLÍTICAS SOCIAIS EFETIVAS. AO que vem sendo aclamado pela mídia venal e pelos economistas supra-ortodoxos como crise, em nada ultrapassa as conseqüências óbvias que um mercado auto-regulador, global e vinculado aos ditames do sistema capitalista, poderia suscitar. Logo, o que se chama de crise é apenas o medo dos que ocupam a parte mais alta e estreita da pirâmide social por ter suas opulências ameaçadas. Portanto, de forma alguma esta falsa crise afeta a nova ordem do velho sistema capitalista determinado e determinante de modelos culturais, políticos e econômicos. Ao contrário, pressupõem antes quais os países e governos realizam suas administrações públicas como a produção do bem comum, ou seja, de modo democrático. Enquanto os EUA e alguns países europeus trataram de remediar a falsa crise com ações que prejudicaram e continuam a prejudicar trabalhadores, a educação e outros setores sociais, no Brasil, o presidente Lula insiste na criação de políticas públicas efetivas para enfrentar o que vem sendo classificado como crise. Demonstração disso é o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias que afirmou ontem (16) que as políticas sociais “têm um caráter prático: elas garantem a sustentabilidade do crescimento econômico, qualificam pessoas para o mercado de trabalho e possibilitam crescimento na área de capacitação profissional”. Ainda, segundo a Agência Brasil: “Estamos ampliando o mercado interno de consumo. Programas como o Bolsa Família, benefícios de prestação continuada [a idosos, pessoas com deficiência ou incapacitadas para o trabalho], programas de transferência de renda e de apoio à agricultura familiar estão colocando no mercado de consumo pessoas, famílias e comunidades inteiras que não compravam ou compravam muito pouco”. Para combater a ficção midiática e a dos que são adeptos do meu pirão primeiro, nada melhor do que medidas efetivas que possam produzir novos modos de existência e investimentos econômicos que não se limitem a aumentar o poder aquisitivo dos mais abastados. Algo real no atual governo federal brasileiro. I inda tem françeis…

@ LEI MARIA DA PENHA FAZ AUMENTAREM AS DENÚNCIAS DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES. Segundo a ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire, a Lei Maria da Penha, foi a principal contribuição para que houvesse um aumento no número de pedidos de informação, denúncias e relatos de violência a Central de Atendimento a Mulher que aumentou de 204 para 269 mil entre 2007 e 2008. Segundo a Agência Brasil a ministra disse que “A sociedade ficou mais atenta depois da Lei Maria da Penha. Esse é, inclusive um dos maiores benefícios da lei: ter provocado essa discussão. Quando se conhece a violência, mais gente busca informação e direitos”. Tal acontecimento demonstra o quanto a violência insuflada pela subjetividade patriarcal capitalista, a qual encontra abrigo e conforto nos preconceitos morais de classe, vem sendo combatida a partir de Leis que permitem que as pessoas possam ter voz ativa na sociedade. Se esta violência é histórica, um combate que coloque a produção da cidadania contra a morte civil é ainda recente, mas produtora, criadora e intensiva. É o governo federal brasileiro trabalhando segundo o entendimento de que as próprias pessoas podem ser responsáveis pelas suas existências quando as condições sociais lhe são boas e amigas e seus direitos jurídicos e sociais respeitados. I inda tem françeis…

@ ECONOMIA BRASILEIRA DEVE CRESCER ACIMA DA MÉDIA MUNDIAL EM 2009. A economia pode ser entendida como a composição dos corpos intensivos que constituem um modo de produção responsável por organizar a movimentação das produções efetivas de uma sociedade e assim determinar o seu ser ontológico ou sua consciência. É a efetividade produzindo a consciência e não ao contrário, como falou Marx. Este modo de produção, portanto, pode determinar e ser fator determinante na forma como uma sociedade será organizada em seus vários segmentos. Contudo, nada disso significa que o único modo de proceder, por exemplo, no modo de produção capitalista, conhecido por seu caráter explorador da força de trabalho, seja agir segundo uma dialética onde a classe mais abastada sempre estará acima dos menos favorecidos. O governo de Lula vem demonstrando que longe desse entendimento academicista dialético, há fluxos produzidos por políticas públicas que são capazes de criarem novas situações, onde a potência de liberdade pode surgir. Segundo a Agência Brasil, a economia brasileira poderá crescer 2,9% este ano. Um crescimento estimado como este para o Brasil, não é somente um crescimento de uma economia em termos de números, mas de um avanço social conseqüente de políticas públicas intensivas que se movimento em prol do bem comum. Mas do que economia academicista, o governo de Lula evidencia a produção de novos modos de existir. I inda tem françeis…

Vamos que vamos

Que se não partirmos

Nunca nos encontraremos

Lá fora do outro lado do rio…


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.729 hits

Páginas

Arquivos