Arquivo para 4 de fevereiro de 2009

CARNAVAL PODE CHEGAR MAIS CEDO EM MANAUS: CNJ JULGA AFASTAMENTO DA JUÍZA MARIA EUNICE

O carnaval em Manaus pode chegar mais cedo para alguns; para outros, é a quarta-feira de cinzas que deve pintar antes do sábado da folia.

É que foi divulgada a pauta do CNJ para o dia 10 de fevereio, e nela consta o julgamento da AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), impetrada pelo procurador Edmilson Barreiros, e que pede a recondução da magnânima juíza Maria Eunice Torres do Nascimento à função de júiza do pleito 2008.

Caso isso ocorra (e se não houver novo arrepio da lei, ocorrerá. De nossa parte, o apoio e auxílio ao CNJ já foi apresentado), a juíza retorna, para desespero dos cassados manoniquins, e de quebra, o TRE/AM deverá sofrer sanções administrativas.

Então marque aí no seu calendário, leitor intempestivo da cidade de Manaus: 10, o dia em que o carnaval promete chegar mais cedo para a democracia. E acabar, antes de começar, para os cassados.

O “JEITO AMAZONINO” DE CUMPRIR PROMESSAS

UM ENREDO EM DEJÀ VU

Cena 1: em plena campanha eleitoral, Amazonino repete o mantra de que não demitirá e respeitará os servidores públicos. Obsessivamente, o então ainda-candidato se esforçava para apagar da memória do servidor público a relação tirânica de anos anteriores.

Cena 2: Amazonino eleito, porém cassado. Começa a vingança dos ressentidos, como já amplamente divulgado neste bloguinho. Ainda assim, persistiram as promessas de que nenhum servidor seria demitido. Porém, segundo fontes intempestivas, aqui e acolá, funcionários saíram, alguns sem receber os devidos vencimentos e direitos trabalhistas.

Cena 3: Amazonino cassado, mas empossado, é prefeito interino ao arrepio do Código Eleitoral Brasileiro. Afirma para servidores da Semosbh que devem ter nele não um chefe, mas um amigo. Dias depois, o amigo demite vários garis.

Cena 4: primeira semana de janeiro. Em suas respectivas secretarias, servidores em regime RDA (Regime Direito Administrativo), temporários e outros são orientados a aguardar em casa, pois a estrutura da prefeitura seria reformulada e todos seriam reaproveitados. Muitos não acreditam e continuam frequentando o local de trabalho, mesmo sem a perspectiva de que receberão. A incerteza, a angústia, o desespero tomaram conta de grande parte do funcionalismo público municipal durante o “janeiro que não existiu”.

Cena 5: dia 02 de fevereiro, o prefeito cassado, Amazonino Mendes, o “amigo” dos funcionários públicos, assina decreto demitindo todos os funcionários em regimes temporários (incluindo os RDA`s) que estivessem faltando ao serviço, excluindo-os da folha de pagamento. Determina ainda a redução das gratificações futuras e o cancelamento das que forem pagas já a partir deste mês.

EPÍLOGO: MEMÓRIA, IMAGINAÇÃO E DEMOCRACIA

Numa democracia, a memória serve a dois propósitos. Carregar imagens-ideias que aumentem a potência de agir, engendrando comunalidades e fortalecendo a democracia, ou, igualmente, carregar imagens-ideias, mas que diminuam a potência de agir. Neste caso, como a memória é uma faculdade da inteligência, as imagens que carregam uma afecção triste servem pedagogicamente para evitar que se repita no presente um mau encontro passado.

No entanto, quando a inteligência é deixada de lado, e a imaginação prevalece, é impossível a democracia se realizar. No plano da imaginação, as ideias são falsas ou equivocadas, e a cidade e seus habitantes ficam à mercê do acaso dos encontros. A democracia só se realiza como causa de si. Daí a recorrência de certas imagens-ideias a assombras como fantasmas certos povos e civilizações, como parte dos israelenses, incluindo os governantes, que projetam nos palestinos o delírio histórico da má consciência do povo hebreu.

Pode-se, portanto, depreender que a população de Manaus, ao eleger Amazonino, usou a imaginação, e não a memória.

Ainda bem que existem potências-democráticas para além da superstição: Maria Eunice, Edmilson Barreiros, André Lasmar, os movimentos sociais, o TSE, e tantos outros, que trabalham direta ou indiretamente pela prevalência dos afectos democratizantes: a cassação.

FILOSOFIA PARA LAMBAIOS

Alguns ingênuos acreditam que a filosofia é uma experiência criativa que não implica os simples mortais, e muito menos ínfimos infames como os lambaios. Engano ledo. A filosofia é a potência criadora da alegria ontológica do mundo. A potência trágica da emergência infinita do novo. Nisso tem o lambaio como a força negativa do existir, aquele que escolheu ser puxa-saco, vil rastejante, porque fez a leitura da superioridade de um outro, seu patrão, pela ótica de sua deformidade moral. Quando este outro, o que se permite ser lambido, não é nada mais do que sua própria auto-imagem, também lambaio. Por isso, a simbiose: um não pode existir sem o outro. O lambaio crê na idéia que seu ser superior fez para si mesmo: ser superior a ele, lambaio. Sua lógica escotômica é: “Se ele é superior, eu, babando seu saco, também serei.” Um obstáculo ao movimento da vida, que a filosofia tenta enfraquecer para fluir a alegria.

Historicamente, podemos dizer que a lógica da babação vem das antigas. Não foi por “descuido ou fantasia”, como diz a canção popular, que o filósofo Epicuro disse: “O ímpio não é aquele que despreza os deuses da multidão, mas sim aquele que adere às idéias que a multidão faz dos deuses.” Sem pudor, o lambaio adere à idéia que a multidão faz dos deuses. No atual, os governantes, que também são lambaios, mas que para o vil lambaio são deuses, por isso ama servi-los. Para Epicuro, um ímpio: ama uma idéia, nunca uma realidade.

A historia desfila ramos imensos de famílias que rastejaram pela existência afora na sedução da babação. Famílias que se escolheram lambedoras de saco. Aqui em Manaus têm casos múltiplos de famílias capachos que vêm do tempo da borracha. Com direito ao orgulho rastejante descendente. Fator de excitação repugnante, que estimula algumas pessoas a exclamarem indignadas: “Meu Deus, como esse(a) cara não tem vergonha de ser um(a) descarado(a) puxa-saco!” Convite ao o filósofo Marx: “A vergonha já é uma revolução… A vergonha é uma espécie de cólera contra si mesmo.” O que se infere ser o baba-ovo impossibilidade da vergonha e revolucionário em si mesmo. Alienado, não pode encolerizar-se contra si, pois encontra-se preso na idéia que tem de seu patrão. A sua verdade. Nessa verdade, jamais poderá entender, com Marx, que a “verdade é universal, ela não me pertence, pertence-nos a todos, possui-me, eu não a possuo”. E porque o capacho toma sua atitude como universal, todos são lambaios. Todos são possuídos pelo amor da babação. Por isso ele é inimigo da democracia, do socialismo, do homem/histórico. Daí querer a aparência da notoriedade. Da importância. Tudo no frisson do rastejar.

Todavia, o lambaio não dorme o sono dos justos que os injustos acreditam dormir. Há a inquieta filosofia, como o homem histórico, sujeito da criação contínua que perturba essa degenerescência burguesa, fazendo sua voz a voz de Prometeu: “Podes estar seguro de que jamais trocarei o meu miserável destino pela tua escravidão. Prefiro estar amarrado a este rochedo do que ser o criado fiel…” É a filosofia sendo “fruto de sua época, de seu povo”, como afirma Marx. O homem corrompido, é certo, mas o homem de sua época. E a época em Manaus é a época dos governantes enlambaiados no despudor da ofensa à dignidade manauara.

Porém, a filosofia, aderindo ao otimismo do Fórum Social Mundial, com sua máxima “Outro Mundo é Possível”, acredita que outra Manaus é possível, mas sem lambaio.

DERRUBADA DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO NO TERREIRO DE MÃE EMÍLIA

Derrubada do Mastro de São Sebastião 01 por você.

Fechando a tradicional homenagem a São Sebastião, o santo gurreiro, que Mãe Emília realiza há mais de vinte e cinco anos, a derrubada do mastro de São Sebastião ocorreu no dia 20 de janeiro passado. Devido a nossa participação no Fórum Social Mundial, ainda não a havíamos publicado.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 02 por você.


Derrubada do Mastro de São Sebastião 06 por você.

O Mastro de São Sebastião, erguido na área do terreiro de Mina Gêge-Nagô Toy Lissá/Agbê Manjá, já estava com as frutas todas maduras, as bebidas, os doces, bolachas e bombons santificados, e por isso quando a procissão chegou era hora de derrubá-lo.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 07 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 08 por você.

Os presentes pegaram as frutas, bebidas, presentes e o dinheiro da bandeira, e todos os filhos e convidados passaram a acender velas ao tronco do mastro.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 09 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 12 por você.

Em seguida Mãe Emília puxou a procissão para levar o santo de volta para o interior do terreiro.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 14 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 13 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 15 por você.


Derrubada do Mastro de São Sebastião 18 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 19 por você.


E no terreiro não parou. Dinho, que é filho carnal de dona Emília, ergueu sua voz potente e continuaram-se os rituais de louvação a São Sebastião.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 22 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 21 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 26 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 23 por você.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 29 por você.

Todos os filhos cantavam as rezas e dançavam com alegria, agradecendo as bênçãos a São Sebastião, assim como os convidados admiravam a beleza e autenticidade do tambor-de-mina.

Derrubada do Mastro de São Sebastião 30 por você.


Derrubada do Mastro de São Sebastião 32 por você.


Derrubada do Mastro de São Sebastião 39 por você.

Mãe Emília convidou então Pai Edson de Codoense para puxar as rezas com sua melodiosa serenidade, e também como haviam outros pais e mães de santo no terreiro, permitiu com que cantassem alguns pontos pra caboclo e finalmente seu Ubirajara veio para levar a festa pela madrugada a dentro…

Derrubada do Mastro de São Sebastião 41 por você.



Derrubada do Mastro de São Sebastião 42 por você.


Derrubada do Mastro de São Sebastião 47 por você.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.958 hits

Páginas

Arquivos