Arquivo para 7 de março de 2009

O PAPEL DA MULHER NA SOCIEDADE MODERNA

Drª. Maria Eunice Torres do Nascimento*

mulher-texto-eunice

A vida tem duas faces: Positiva e negativa.

O passado foi duro mas deixou o seu legado

Saber viver é a grande sabedoria.

Que eu possa dignificar, minha condição de mulher, aceitar suas limitações.

E me fazer pedra de segurança dos valores que vão desmoronando.

Nasci em tempos rudes.

Aceitei contradições lutas e pedras

como lições de vida e delas me sirvo.”

Cora Coralina

.

Enquanto o homem e a mulher não se reconhecerem como semelhantes, enquanto não se respeitarem como pessoas em que, do ponto de vista social, política e econômico, não há a menor diferença, os seres humanos estarão condenados a não verem o que têm de melhor: a sua liberdade.”

Simone de Beauvoir

.

As transformações sociais ocorridas nas últimas décadas, desencadearam também profundas mudanças e redefinição do papel da mulher na sociedade moderna.

BREVE HISTÓRICO

No que se refere especificamente à história de lutas e conquistas, em nível mundial, Santos (2002) destaca as seguintes datas:

8 de março – Dia Internacional da Mulher: É uma das datas mais importantes, pois neste dia, no ano de 1857, as operárias da fábrica têxtil Cotton, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, fizeram uma greve, em protesto contra uma jornada diária de 16 horas e baixos salários. Como resposta à manifestação, os patrões mandaram incendiar o prédio e 129 mulheres morreram queimadas.

19 de abril – Dia do Índio: As mulheres indígenas são ainda mais vítimas da discriminação e sofrem preconceito de gênero e raça, bem como opressão. A data foi escolhida em 1940, durante o 1º Congresso Indigenista Interamericano, na cidade de Patzcuaro, no México. O Brasil adotou a data em 1943.

25 de abril – Dia Latino-Americano da Mulher Negra: Assim como as índias, as negras também enfrentam discriminação de gênero, raça e opressão. As comemorações pelo Dia Latino-americano da Mulher Negra podem incorporar também o 21 de março, Dia Internacional contra a Discriminação Racial, instituído pela ONU, em razão do massacre de 70 jovens negros em Sharpeville, na África do Sul (1960).

27 de abril – Dia da Empregada Doméstica: As empregadas domésticas enfrentam o preconceito de gênero e o social. Faz-se necessário reconhecer o trabalho dessas mulheres, que não é valorizado por ser realizado dentro de casa.

28 de maio – Dia Internacional de Ação pela Saúde da Mulher: As questões relacionadas à saúde das mulheres foram discutidas por especialistas do mundo inteiro em 1987, na Costa Rica, durante o V Encontro Internacional Mulher e Saúde. Após esse evento, foi decidido que o dia 28 de março marcaria a urgência de ações em favor da saúde feminina.

05 de junho – Dia Mundial da Ecologia e do Meio Ambiente: Este dia também pode ser comemorado sob uma perspectiva feminina, haja vista que são as mulheres que mais preservam o meio ambiente, ao praticar formas menos ofensivas de manipulação da terra, como a agricultura familiar, por exemplo.

15 de outubro – Dia Internacional da Trabalhadora Rural:  Não se pode perder a oportunidade de celebrar as conquistas já obtidas e nem de cobrar mais ações promotoras da igualdade de gênero no campo. Nesse dia, deve-se destacar a importância das mulheres rurais na agricultura, na segurança alimentar e no desenvolvimento da zona rural.

25 de novembro – Dia Mundial de Combate à Violência Contra a Mulher:  Em 25 de novembro de 1960, duas irmãs foram brutalmente assassinadas na República Dominicana, durante o regime do ditador Trujillo. Desde 1981, o dia é usado, em vários países, como alerta para a necessidade de combater a violência contra as mulheres. Para marcar a data, é importante promover discussões sobre o tema.

01 de dezembro – Dia Mundial de Combate à Aids: As estatísticas mostram que as mulheres são as maiores vítimas da AIDS. A cada ano, vinte mil pessoas são contaminadas no Brasil. Em 1987, a relação era de 16 homens com a doença para cada mulher. Já em 2002, a proporção é de 2 para 1. E neste contexto, a importância dada à saúde da mulher vem crescendo nos últimos anos, com o surgimento de redes governamentais e não-governamentais específicas que trabalham para melhorar a qualidade do atendimento prestado.

10 de dezembro – Declaração Universal dos Direitos Humanos: Somente a partir de 1948, os homens e as mulheres passaram a ser considerados como titulares de direitos individuais e sociais. A Declaração provocou reação imediata por parte de grupos de mulheres e uma verdadeira luta foi empreendida. As primeiras datam já no início da década de 50, mas os avanços mais significativos só viriam a partir da década de 70, com a realização dos ciclos de conferências mundiais sobre os direitos das mulheres.

A MULHER NA MODERNIDADE

Na sociedade moderna, a mulher está cada vez mais conquistando seu espaço no ambiente profissional e participando das mudanças ocorridas na contemporaneidade. Aos poucos as habilidades e características femininas começam a ser valorizadas pela sociedade, deixando a mulher, aos poucos de ser uma mera coadjuvante em determinados segmentos sociais e profissionais, possibilitando cada vez mais o seu acesso às posições estratégicas em suas profissões.

Em relação ao trabalho, tais mudanças são ainda mais visíveis. Isto porque com o processo de reestruturação produtiva e com o crescente número de mulheres no mercado de trabalho, a mão-de-obra feminina tem sido cada vez mais aceita e solicitada. Contudo, este contingente feminino ainda tem sido sujeito a algumas limitações, ou tem sofrido dificuldades quanto ao seu acesso a cargos que exigem maior qualificação ou que oferecem maiores possibilidades de ascensão na carreira, especialmente no que se refere a dinâmica de conciliação das demandas familiar e profissional.

Ao longo das últimas décadas do século XX, as conquistas sociais femininas e no mercado de trabalho foram muitas, no entanto ainda está aquém do ideal. As mulheres têm hoje maior participação, não só no mercado de trabalho, como também nas esferas política e econômica e elas já estão mais à vontade e escolhem de forma mais livre com quem e como querem estabelecer suas relações conjugais.

Na realidade, as mulheres foram da esfera doméstica à ocupação de diferentes funções na sociedade moderna, mas estas conquistas sociais têm sido alcançadas e assimiladas de forma diferente pelas mulheres. O alcance e assimilação das conquistas sociais femininas variam de acordo com a classe social, o grau de escolaridade e a possibilidade real para superar as desigualdades de oportunidades entre homens e mulheres que ainda existem e persistem na sociedade atual, tanto na família como nas mais diferentes esferas sociais.

Outro ponto importante a salientar é que as mulheres ainda ocupam menos cargos de poder e prestígio e continuam a ser vistas como as principais responsáveis pela casa e pela família.

Na sociedade atual a mulher vem aprendendo a lidar com os problemas e aos poucos vem aprendendo e sabendo discernir as dificuldades encontradas na dupla e algumas, na tripla jornada de trabalho, no lar e fora dele. As mulheres vêm ao longo dos anos participando para a construção de uma sociedade mais justa, de um mundo melhor e mais equilibrado, no qual se desenha um novo papel para a mulher moderna.

A MULHER NA AMAZÔNIA

No contexto da sociedade amazonense, mais especificamente na sociedade manauara, são escassas, para não dizer quase inexistentes, as publicações e registros históricos acerca do papel da mulher na sociedade local. No entanto, tem-se conhecimento que a mulher manauara vai ocupando cada vez mais os espaços nas fábricas do Pólo Industrial de Manaus, nas universidades, no judiciário, bem como em todos os setores da economia local, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento da sociedade manauara como um todo.

Em novembro de 1994, foi realizado o I Encontro Amazônico Sobre Mulher e Relações de Gênero, objetivando reunir pesquisadores da Região Norte (Amazonas, Pará, Maranhão, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima) e, conjuntamente, discutir os assuntos que estavam sendo estudados no meio acadêmico em torno da questão da mulher. Já em abril de 1996, ocorreu o II Encontro Amazônico sobre Mulher e Relações de Gênero, organizado mais uma vez pelo Grupo de Estudos e Pesquisas Eneida de Morais (GEPEM) e Rede Regional Norte-Nordeste de Núcleos e Pesquisas sobre Mulher e Relações de Gênero (REDOR). A proposta em discussão que tinha como título “Mulher e Modernidade na Amazônia” foi apontar os dilemas da modernidade em cujo contexto emergiram as questões da desigualdade de gênero, embutidas nas denúncias dos movimentos feministas organizados nas lutas pela conquista da cidadania da mulher.

Passando por questões que obliteravam a visibilidade do sujeito político mulher na construção da sociedade, utilizando-se das teorias explicativas das Ciências Sociais.

Por meio destas teorias, denunciou-se o processo de desigualdade e opressão que subordinava as mulheres a estereótipos desvalorizadores e de justificação das desigualdades sociais sofridas milenarmente. De um tempo de exclusão, em que as explicações sobre as diferenças de gênero para definir as hierarquias sociais e históricas determinando comportamentos e práticas sexistas, saltou-se para um tempo de denúncias a essa exclusão e à perspectiva de dar visibilidade ao sujeito, que é a mulher.

A história da mulher no contexto da modernidade na Amazônia pode ser contada de várias formas, evidenciando-se através destas, os traços de exploração, de violência e espoliação, de conquistas e de dominação sócio-político-econômico e cultural. Neste contexto, entrelaçam-se sucessos de fatos e conquistas nas linhas escritas pela historiografia regional. E neste cenário, as mulheres estão circunscritas em uma hierarquia de gênero, de classe e de etnia. Logo, faz-se necessário conhecer o “outro lado” da história oficial, que aponta para as rupturas com o essencialismo de figuras masculinas, brancas e burguesas, evidenciando-se, com isso, múltiplas dimensões da realidade amazônica, onde convivem homens e mulheres constituindo, através de suas experiências e práticas, um cotidiano rico e diferenciado, marcando, com isso, a diversidade e deixando de estimular a complementaridade.

HOMENAGEM

Drª. Maria Eunice Lopes de Lucena Bittencourt

Drª. Nelbe Ferraz de Freitas

Jornalista Tereza Teófilo

Jornalista Josely Azaro

Drª. Marlene Ramos da Silva

Escrivã Eladis Delzuita de Paula

Drª. Andreia de Souza Pinto

Drª. Ana Lúcia Beraldo Amed Silva

Drª. Vânia Maria David Barbosa

.

AGRADECIMENTOS

A DEUS

À PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO AMAZONAS

*A digníssima juíza Maria Eunice envia-nos esse belo texto. Para este bloguinho, ela é a homenageada, pela sua eticidade em preservar a justiça em Manaus. Bela Vitória!

Leia também da juíza Maria Eunice:

HISTÓRIA DO DIREITO ELEITORAL, POLÍTICA E SUA DEMOCRATIZAÇÃO

CNJ NEGA LIMINAR A ARI MOUTINHO “PAI”

Conselheiro nega liminar ao presidente do TRE do Amazonas

Sexta, 06 de Março de 2009

O conselheiro Rui Stoco, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) negou nesta sexta-feira (06/03) liminar solicitada pelo desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, atual presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas, para suspender o edital publicado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas, do último dia 27, que convoca interessados a concorrerem a uma vaga no TRE, destinada à classe de desembargador. Segundo o Procedimento de Controle Administrativo (PCA 2009100000008951), o desembargador Moutinho da Costa esperava que o pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas submetesse seu nome à recondução à vaga de desembargador do TRE ao 2º biênio, e, por conseqüência, à continuidade na presidência do Tribunal. O mandato do atual presidente termina no próximo dia 26.

Ao justificar sua decisão, o conselheiro argumentou que “a escolha é entre aqueles que se apresentarem como interessados a ocupar a vaga sob disputa”. Segundo Stoco, o sistema de eleição entre candidatos pelo Órgão Especial ou Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça “vale tanto para a primeira escolha como para a eventual recondução daquele que já ostenta o cargo em primeiro mandato”.

Rui Stoco esclareceu que a recondução “não é do presidente do Tribunal Regional Eleitoral mas sim do membro do Tribunal de Justiça, segundo diz a Constituição”. Pelo artigo 120 da Constituição Federal, os tribunais regionais eleitorais têm composição mista, ou seja, serão compostos, mediante eleição por voto secreto, por dois juízes entre os desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado, entre outros integrantes. Assim, segundo o conselheiro, “ a possibilidade de uma única recondução não elimina a disputa estabelecida em lei”. Stoco determinou ainda que o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas envie informações ao CNJ em 15 dias.

Agência CNJ de Notícias

(Clique no link acima para ler essa notícia e o despacho integral da decisão)

i iNDA TEM FRANÇÊiS Qi DiZ Qi A GENTi NUM SEMO SERO

@ APESAR DA CRISE, PRODUÇÃO INDUSTRIAL BRASILEIRA CRESCE EM JANEIRO. Apesar do que afirma todos os dias a mídia maior, a crise parece chegar menos no Brasil do que ela e a alcunhada oposição gostariam. Em janeiro deste ano, após 3 resultados anteriores negativos, o índice que mede a produção industrial brasileira cresceu 2,3%. De acordo com o IBGE, 15 dos 27 setores da indústria puxaram o crescimento, com destaque para os veículos automotores (40,8%), eletrônicos e comunicação (28,4%), borracha e plástico (13,6%), têxtil (10,3%) e alimentos (1,6%). Embora tenha apresentado um desempenho comparativamente inferior a janeiro de 2008, o cenário econômico internacional é outro, e diante da retração econômica das principais potências mundiais, o resultado mostra que o Brasil sofrerá com a crise, mas não terá recessão. Tudo o que os setores econômicos do governo já sabiam, e que os analistas econômicos dos jornais desconhecem. Sarko, Brown e Obama gostariam muito de ter esse desempenho econômico, mas… I inda tem françêis…

@ MST FECHA PARCERIA PARA EXPORTAR SOJA ORGÂNICA. Em um avanço sem precedentes na agroeconomia brasileira, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra fechou um contrato com a empresa suíça Gebana, especializada em agricultura orgânica (sem transgênicos, sem agrotóxicos). Até hoje, a empresa atuava somente com a agricultura familiar, mas com a nova aliança, o objetivo é criar uma alternativa ao modelo de agronegócio, que leve em conta a emancipação econômica e social das famílias assentadas. Num primeiro momento, o MST deve produzir gergelim e soja orgânicos para exportação. Segundo a empresa, a meta é atingir um mercado premium na Europa, que chega a pagar 40% a mais pelos produtos produzidos sem as tecnologias de alteração das sementes e do solo. Segundo o seu presidente, Adrian Wiedmer, a aliança pretende mostrar que há espaço para essas exportações e que elas não precisam seguir o modelo do agronegócio tradicional que vigora na região (Centro-Oeste) do Brasil. A empresa atua como mediadora entre os mercados consumidores europeu e estadunidense e mercados produtores alternativos na América Latina e África. Enquanto a economia financeira e a produtiva tradicional são abaladas pela desregulação dos mercados, a economia alternativa, que não exclui o elemento social e de desenvolvimento para além do lucro, continua se expandindo, aproveitando as brechas invisíveis ao olhar condicionado do grande capital. I inda tem françêis…

@ MINISTÉRIO DA SAÚDE ANUNCIA ÁREAS DE RISCO DE EPIDEMIA DE DENGUE. O ministro da saúde, José Gomes Temporão, divulgou ontem estudo que aponta as áreas do país que estão mais suscetíveis a uma epidemia de dengue em 2009. Os estados da Bahia e do Acre, parte do Espírito Santo (onde se encontram as cidades de Vila Velha e Vitória), e a cidade de Belo Horizonte, de acordo com os registros de casos, que aumentou nestas áreas, são prioridade para ações de combate ao Aedes aegypti. Temporão apontou o descuido da população e a transição entre gestores municipais como elementos que contribuíram para o agravamento desta situação. Ele afirmou que foram gastos mais de um bilhão de reais com o combate à dengue no Brasil, e que nas áreas onde há grande incidência, há indícios de que os programas de prevenção não tiveram continuidade, o que demonstra falta de compromisso dos gestores eleitos com a população. Como já mostrado aqui neste bloguinho, com a Campanha Spinozista de Combate à Dengue, a doença se alastra onde a potência comunitária não se faz presente. O combate à proliferação do mosquito requer ações em todas as esferas da atuação social: tanto do ministério fomentando políticas públicas e oferecendo recursos, passando pelos estados e municípios, fazendo funcionar estas políticas, quanto da população, que tem que transformar os cuidados com a água parada e recipientes, além da assepsia de quintais, calhas, tanques e da casa como um todo em hábito cotidiano. Depois, não adianta adotar o discurso reativo de colocar a culpa no governo. Ele, por si só, não é capaz de criar uma rede intensiva de atuação pela saúde social. Ela é responsabilidade de cada cidadão. I inda tem françêis…

@ PRESIDENT LULA DIZ QUE MEDICINA ESTÁ MAIS CORRETA DO QUE IGREJA. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a decisão da igreja Católica de excomungar os médicos que fizeram o aborto na menina de 9 anos, vítima de estupro, disse: “Como cristão e como católico, lamento profundamente que um bispo da Igreja Católica tenha um comportamento conservador como este. Não é possível permitir que uma menina estuprada pelo padrasto tenha esse filho, até porque a menina corria risco de vida. Acho que, neste aspecto, a medicina está mais correta do que a Igreja.” O presidente Lula confirma o seu entendimento ôntico-ontológico da efetividade, pois lhe permite um entendimento racional da realidade e transcende seu ser a partir da necessidade de preservar a vida como a produção do bem comum, desenvolvendo saberes, políticas e posturas coerentes que sejam apartadas dos mitos e mistificações que caracterizam a religião como uma alienação. Conceber a religião como uma doutrina que imponha o zero de informação e conserve a convivência das pessoas com a culpa, a dor, a humilhação, fortalecendo uma existência miserável, tanto intelectual como biologicamente, é afastar o religare da necessidade de unir, atar, ligar e conectar as singularidades na produção de multplicidades criadoras de novos modos de existências, de novas comunidades, de novas alternativas que resistam a tudo que negue a vida. I inda tem françêis…

@ 27 CONDENADOS NO SUL DO PARÁ POR CAUSA DE TRABALHO ESCRAVO. Foram 32 processos concluídos relativos a trabalho escravo que resultaram em 27 condenações em Marabá, no Pará. A lista dos condenados pode ser vista no blog do Sakamoto. Este fato elucida o quanto o Brasil atual, no governo Lula, está disposto a cumprir as leis que preservam a dignidade humana, já que desde 1995 existe o sistema público de combate à escravidão e pouquíssimos casos relacionados a esta triste prática foram tratados de forma criminal. O trabalho escravo não se consolida mais nem como uma prática do capitalismo considerado pós-moderno, já que não possibilita as circulações mercadológicas, sociais, afetivas e cognitivas que constituem o modo de produção e a expressão (a)política do sistema vigente. É uma prática colonial já ultrapassada. Algo que já foi revitalizado a partir de outras formas de exploração do trabalho. Contudo, esta mesma prática demonstra o quanto o capitalismo pode reavaliar e adequar as suas modernizações às antigas formas de exploração, disciplina e controle do corpo. Talvez neste aspecto tenha sido enfatizado pela justiça federal o seguinte: “reduzir alguém à condição análoga à de escravo atenta também contra a organização do trabalho genericamente considerada, a despeito de ser classificado dentre aqueles que violam a liberdade individual”. I inda tem françêis…

@ CASA DO PROGRAMA BOLSA HABITAÇÃO DO GOVERNO LULA TERÁ PRESTAÇÕES DE R$ 15 a R$ 20. As mensalidades serão simbólicas. O importante é que seja efetivada no Brasil uma política habitacional forte. “O governo vai subsidiar quase integralmente a compra da casa própria para mutuários de baixa renda. O programa habitacional que será lançado este mês pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva prevê prestações mensais simbólicas, de R$ 15 a R$ 20, para famílias que ganham até três mínimos (R$ 1.395) por mês. Não é só: para facilitar a vida dos mais pobres e evitar o acúmulo do aluguel com as prestações, o comprador só começará a pagar quando estiver morando no imóvel”. Ainda poderá haver casos em que não será necessário um valor para a entrada. Em outros as prestações poderão ser amortizadas com parcelas decrescentes. Para que tudo isso seja realmente uma ação é necessário que os governos e prefeituras contribuam com o programa, abrindo mão de receitas como Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O governo Lula trabalha eticamente quando sabe que existem necessidades físicas que devem ser atendidas para que as pessoas possam produzir com mais tranqüilidade e dignidade, bem como sabe da importância de se habitar em uma morada para construir uma existência privada alegre e ativa que possa ser carregada para o público na habitação maior dos homens que é a cidade. I inda tem françêis…

Vamos que vamos

Que quem for chegará

Aonde não chegará

Quem não for…


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.731 hits

Páginas

Arquivos