Arquivo para 1 de maio de 2009

TERRORISMO MIDIÁTICO SOBRE A GRIPE SUÍNA CHEGA AO AMAZONAS

Manchete de capa do jornal A Crítica, de hoje, 1º de maio.a-critica-gripe-suina1

O texto explica que o perigo é em decorrência de um barco com 150 turistas que estão vindo de Iquito, no Peru, país com um caso supostamente comprovado da gripe Influenza A, erroneamente chamada de “gripe suína”, que teria ocorrido em Lima.

Interessante que lá pelas tantas, na mesma matéria, há a explicação de que o caso registrado no Peru ocorreu em Lima, a milhares de quilômetros de Iquito. Além disso, a mulher infectada é uma argentina, que partira da Califórnia, passando pelo México, até chegar a Lima.

Ou seja, o terrorismo midiático cometido por A Crítica é uma tentativa irresponsável de causar pânico na população. Por isso, os grandes jornalões impressos, como Folha de São Paulo, Estadão, e suas cópias menores nos estados estão em franca e inadiável decadência. E ainda querem colocar a culpa na internet. Pode?!

O TRABALHO COMO VIRTUDE BURGUESA

A comemoração do Dia do Trabalho requer certa atenção se não quisermos cair em uma armadilha pelega. Um amaciante político/econômico/social. A comemoração não pode seguir a lógica reducionista mistificada que relega como fatos históricos às datas pontuadas, para o nicho da trivial festividade. Ou um feriado merecido por tanto suor despendido pelo trabalhador. Uma espécie de cretina recompensa do capitalismo patronal, apesar de alguns trabalhadores, hoje, encontrarem-se em labuta, em benefício de seus patrões.

Não cair na armadilha pelega é atentar para o significado simbólico do dia, e não permite que caia em uma simples ilustração de uma sociedade, que nunca foi doadora, mas só captativa. Para tal posição, torna-se imprescindível que o trabalhador passe a entender o sentido do trabalho, que o coloca como um criador, e o sentido do produto de seu trabalho que pode, ou não, lhe informar se seu trabalho é alienado, como quer o patrão, ou criativo como requer seu processual como um ato social de transformação da realidade pela práxis da inteligência, da imaginação e do corpo. O que lhe livra da escravidão por ser um trabalhador, como diz o filósofo Toni Negri, que faz uso de todas as suas faculdades como sujeito histórico.

Entretanto, é sabido que chegar a este posição examinadora de sua condição trabalhista, é uma aventura um tanto quanto espinhosa, o que requer do trabalhador grande observação, análise e definição. Pois, como soe acontecer quase que completamente, as crianças são introduzidas em um mundo em que uma das palavras mais falada é trabalho, e entretanto, não lhe é mostrado, nem na família, nem na escola, o que é trabalho, trabalhar e objeto do trabalho. Poucas crianças sabem que trabalho seus professores estão submetidos, e mais ainda, não sabem que quando estudam estão trabalhando, processando intelectual e imaginativamente conhecimentos que exigem também a atuação de seus corpos. Isto por que não lhe informaram que o trabalho vem antes do salário. Quando o salário foi fundado pelo capitalismo, tornou-se exploração alienadora da mão de obra do operário. Aí que entender trabalho apenas como salário é dar mais guarida ao capital explorador. Entender que o trabalho é uma produção criativa do homem ajuda o trabalhador a se proteger contra sua exploração. Alienado em seu trabalho, o trabalhador tem sua inteligência, sua imaginação e seu corpo vitimado pelo terror explorador do patrão.

INFÂNCIA MISTIFICADA À EXPLORAÇÃO

Com o mesmo descaso esmerado que os adultos oferecem o mundo do trabalho às crianças, eles oferecem regras de como preparar uma criança para ser um “adulto” trabalhador resignado, dedicado, submisso, agradecido, crente que o trabalho é distribuição dos bens de Deus aos homens, e que os patrões são bondosos, porque permitem o trabalhador, por seu trabalho, realizar a obra de Deus. Um lance trapaceiro do tipo absolutista: “Deus no céu, e o rei na terra”. Ou, simuladamente, uma ‘rousseauniada’: “A voz do povo é a voz de Deus”. Que dá no mesmo quando se trata de homem sujeitado.

Então, este bloguinho intempestivo, juntamente com os filósofos Umberto Eco e Marisa Bonazzi, com a obra de suas autorias Mentiras que parecem Verdades, resolveu apresentar algumas enunciações captativas que as crianças são obrigadas a ler, ouvir e seguir. Verdadeiras verdades que no céu alienante do patrão não são mentiras. Comecemos com uma poema que nos grupos escolares do Brasil era ensinado às crianças para declamarem no Dia do Trabalho, trata-se de O Trabalho, de Olavo Bilac.

Tal como a chuva caída
Fecunda a terra, no estio,
Para fecundar a vida
O trabalho se inventou.

Feliz quem pode, orgulhoso,
Dizer: “Nunca fui vadio:
E, se hoje sou venturoso,
Devo ao trabalho o que sou!”
.

É preciso, desde a infância,
Ir preparando o futuro;
Para chegar à abundância,
É preciso trabalhar.

Não nasce a planta perfeita,
Não nasce o fruto maduro;
E, para ter a colheita,
É preciso semear…

Informações de Umberto Eco e Marisa Bonazzi de enunciações de alguns autores com suas pedagogias teratológicas.

SEM SUOR

Sem suor, quem, alguma vez, achou gosto nos prazeres?

A felicidade nos deu alegrias e deveres:

Por isso, o preguiçoso está sempre de mau humor;

Enquanto quem se esfalfa possui o coração livre e altivo.

Mãos à obra, amigos, a quem cantar mais, bem mais leve o cansaço parecerá.

OH, SIM

Oh, sim! Quem trabalha é feliz;

É isto que diz o martelo, que diz

A plaina, a pá, a serra,

O trabalho é como uma reza.

Quem não trabalha está sempre descontente;

Possui a alma turva e escura.

E se você o olhar, oh, que susto!

Verá dois olhos de lobo.

A ALEGRIA SEGUNDO MANTEGAZZA

O trabalho significa apetite, alegria, vivacidade, coração feliz, sono tranqüilo, mente serena, paz na alma e júbilo no coração..

Saúde e alegria ao homem que se cansa, rompendo os torrões da terra ou difundindo a luz da verdade entre os homens, enriquecendo o patrimônio das coisas úteis e o tesouro das belezas.

Sobre a sua cabeça, o céu está sempre sereno e, seja à luz do sol ou sob o esplendor das estrelas, a atmosfera que o rodeia deixa transparecer o perfume de mil bênçãos.

Saúde e alegria ao homem mais feliz da terra!

O FILHO MÍOPE

Papai, você é mais bonito e mais majestoso que um rei. Trabalha no meio de fagulhas de ouro. Ao redor de sua testa brilha uma coroa de pérolas.

E não via que aquelas pérolas eram gotas de suor.

QUE BELEZA!

O operário mostra suas mãos cheias de calos;

Durante toda a vida tocaram

A terra, os fogos, os metais.

Estão vazias de riquezas, estão negras, cansadas, pesadas.

Diz o Senhor: Que beleza!

Assim são as mãos dos santos.

QUEM TRABALHA PENSA DEMAIS

Eles trabalham e cantam, porque trabalho é alegria e saúde.

Os animais também trabalham: os bois subjugados ao arado, os passarinhos ao redor do ninho, as abelhas, para recolher o doce néctar.

Quem não trabalha tem tempo de pensar em coisas feias e de praticá-las.”

E O BARCO VOLTOU SÓ

O pescador, que vive grande parte dos seus dias na solidão do mar, é um homem que sabe esperar. A água tem seus caprichos, o lago, suas fantasias. Os dias nunca são iguais. O pescador, ao sair, não sabe se voltará com o barco cheio ou sem um único peixe para o jantar: ele se coloca nas mãos do senhor.

O SÁDICO

O senhor deu ao jovem o pão para salvá-lo da fome e deu-lhe trabalho para salvá-lo do ócio.

Sem pão, ele teria morrido; sem trabalho ele se tornaria ruim.

ORAÇÃO

Senhor, fazei com que minhas mãos conheçam as alegrias do cansaço, como as de meu pai e conheçam as alegrias do conforto e do amor, como as de minha mãe.

Outra contribuição brasileira na pessoa do poeta Correa Junior: A um Pequeno Operário:

Ama o trabalho – a oficina

Onde, entre amigos leais,

Vais cumprindo a tua sina,

Com a tua mão pequenina

Polindo tábuas, metais.

.

Maneja a plaina, o martelo,

Cheio de crença e vigor!

És o operário singelo

Cujo esforço é sempre belo,

Cuja riqueza é o labor.

.

Bendita seja a energia

Que palpita em tua mão!

Quem no trabalho porfia,

Com o trabalho, dia a dia,

Torna mais forte a Nação.

DOS FAZERES E DIZERES DA ECONOMIA MENOR

Os pobres se esquivam pelas barreiras e

cavam túneis que enfraquecem as muralhas.”

(Toni Negri, filósofo italiano)

seu-josafa-01

Enquanto os grandes supermercados vão sendo abarrotados pelas frutas e verduras enlatadas ou ‘envidradas’ e congeladas, geralmente provenientes da agro-indústria, com todas as suas adubações químicas, transgênicos e demais experimentos prejudiciais ao ser humano, e também aos bichos, onde encontrar aquele jenipapo engelhado, na hora de preparar o vinho, a laranja docinha de chupar, pendurando a casca para o chá pra dor-de-barriga, o suculento limão pra lavar o peixe ou pra preparar aquela ardente caipirinha, o tomate pra salada, o repolho pra sopa de mocotó, pimenta-de-cheiro, não se engane com a murupi, maçã, coco, maracujá…? Uma das poucas chances em realizar o sonho de uma alimentação ao natural, é gritando por seu Josafá quando ele passar. Seu encontro com ele significará o encontro de seu corpo com o corpo caju, numa composição que afastará corpos maus como coca-cola, e mesmo quissucos, e assim você poderá preservar seu corpo e sua alma para realizar ações úteis a sua rua, sua cidade, ao mundo…

SEU JOSAFÁ: FRUTAS E VERDURAS PARA A SAÚDE DE CORPO E ALMA

Josafá É Josafá de Araújo Barbosa.

Bloguinho Você é daqui mesmo do Amazonas?

Josafá Não. Sou do Maranhão. Nasci e me criei no Maranhão, em Bom Jardim; é uma cidade, grande, fica na beira da BR-316.

Bloguinho Há quantos anos mora aqui em Manaus?

Josafá Estou com nove anos. Vim em busca de condições melhores. Aqui eu tenho me dado bem. Tô esse tempo todinho aqui com minha família e estou me sentindo bem.

Bloguinho — E há quanto tempo vende frutas?

Josafá Cinco anos.

Bloguinho Trabalhava antes em quê?

Josafá Era servente de pedreiro, na construção civil. Mas aqui tá muito melhor, ganho melhor, só trabalho até o meio-dia.

Bloguinho Onde o senhor consegue as frutas?

Josafá Compro lá na Manaus Moderna, faço compra terça. Vou pra lá 9h e chego de volta umas 3h da tarde. Trabalho quarta, quinta, sexta, sábado e segunda.

Bloguinho Como compra? É encomenda ou…?

Josafá Saio verificando o preço. O pessoal todo já tem conhecimento com a gente, pois estamos lá toda terça-feira. Às vezes fazem um desconto, às vezes não dá, mas quando dá eles fazem desconto, porque a gente compra direto, em quantidade e não é só uma coisa, são vários tipos.

Bloguinho E os dias de venda, como é?

Josafá Saio 7 e meia da manhã e volto mais ou menos meio-dia e meio. E não vou fazer mais nada, só descansar mesmo. A gente anda bastante. Começo daqui do Novo Aleixo, vou pro Mutirão, desço ali pelo outro lado do Novo Aleixo, vou pro São José dos Campos, São José I, II e III. Quando chego lá na Grande Circular, aí venho de volta pra casa. São cinco bairros. Eu vario as ruas. Passo duas vezes por semana em uma rua, duas por outra. Aonde eu passei hoje, não passo amanhã.

Bloguinho E a clientela?

Josafá Tenho uns fregueses já certos, alguns que já vem de cinco anos, dá pra gente encostar nas casas; sempre tem uns amigos, aqui e acolá a gente para, um minuto, dois minutos; mas a gente vende assim mesmo pro pessoal na rua. Eu saio andando e vou gritando sobre as frutas que tem.

“No Amazonas tudo se dá…

Se você não planta, compre do seu Josafá.”

Bloguinho O que você tem aí?

Josafá Frutas e verduras. Geral, do cheiro-verde pra cima. Tomate, cebola, batata, limão, maçã, maracujá, laranja, coloral, pimenta-do-reino, tucupi…

seu-josafa-02Bloguinho O preço tá meio salgado ou tá bom mesmo?

Josafá Varia, a laranja, maçã, maracujá, é 2 reais; cebola, tomate, batata, a sacolinha assim é 1 real. O jenipapo também é 1 real.

Bloguinho Tem alguma que geralmente sai mais?

Josafá O que a gente sempre vende bem mesmo é banana. Mas vende de tudo; dia vende mais, dia vende menos, mas vai indo.

Bloguinho Por causa da “crise”?

Josafá Não, não, tá normal. Só pros banqueiros (risos).

Bloguinho Estão querendo atrapalhar os seus negócios?

Josafá É… O capital de giro não pode acabar não, tem que ter.

Bloguinho Quanto é que dá pra puxar em média por semana?

Josafá A gente não tem uma base certa, porque todo dia a gente gasta, todo dia a gente come. A gente fatura assim uns 400, 500 reiais por semana. O apurado. O lucro é uns 100, 150, por aí.

Bloguinho Dá pra segurar?

Josafá Melhor do que o que tava. Eu tô achando. Eu tô com cinco anos, e é com isso que eu consegui essa minha casinha aí.

Bloguinho Dá pra manter os meninos?

Josafá Com os meninos tá tudo bem. Só tenho os dois, um menino e uma menina, e a companheira. A família tá bem. Os meninos tão estudando.

Bloguinho Sonha em arranjar um outro emprego, de ter um patrão?

Josafá Não, não, prefiro trabalhar assim mesmo. Não quero mais trabalhar de carteira assinda não.

Bloguinho Como trabalhador, o que você acha de um trabalhador-presidente?

Josafá No meu ponto de vista, o presidente que melhor que já pintou foi o Lula mesmo. É a minha opinião, mas eu acho que tá quase todo mundo combinando com a minha opinião.

Bloguinho Tá bom, então?

Josafá Tá bom; tá melhor do que antes. A gente sempre espera melhora, mas o melhor é que Deus continue dando saúde pra gente, que com saúde a gente tem coragem de trabalhar. Do jeito que tá dá pra mim tirar o sustento da minha família, e tá muito bom. Hoje em dia ninguém enrica mais não.

seu-josafa-03Bloguinho Só os ditos políticos?

Josafá Sobre os políticos é melhor a gente nem falar. Eles estão sujos um bocado.

Bloguinho Pra você, que empurra um carinho, os daqui de Manaus não estão ajudando?

Josafá Hum! As ruas estão todas esburacadas. Olha ali a roda, tá toda empenada. Deu dentro de um buraco ali, empenou meu aro. A coisa tá feia na cidade. Essa rua nossa aqui tá uma bênção.

Bloguinho Mas mesmo assim, com eles tentando atrapalhar, deu pra vender tudo?

Josafá Não foi muito bom não, mas vendeu um bocado. A banana só ficou essa daqui que eu deixei pra você, a mulher até queria comprar ali, mas eu disse que já tava reservada…

Bloguinho — Pô, a gente, que nunca comprou, já começa sendo cliente especial?

Josafá — De vez em quando a gente precisa segurar uma freguesia nova pro negócio andar (risos!).


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.147 hits

Páginas

Arquivos