Arquivo para 8 de julho de 2009

SERRA NÃO SAINDO CANDIDATO, COMO FICA A MÍDIA DIREITISTA?

Já se encontra como representação mental em grande parte dos brasileiros-eleitores que Serra, governado do Estado de São Paulo, membro do PSDB, poderá não sair como candidato às eleições à Presidência da República em 2010.

Como é da natureza do animal racional-falante homem, a representação mental de Serra, como não candidato, já se compôs como enunciação coletiva. Ou seja: encontra-se na boca do povo, nas ruas, igrejas, lares, bares, repartições, escolas e estações…

Seguindo a confirmação da não-candidatura de Serra que o patriarca da empresa Folha de São Paulo, senhor Frias, queria vê-lo na Presidência do Brasil antes de morrer, o que não se realizou, tanto porque Lula não permitiu, e porque o senhor Frias morreu , pergunta-se: como fica a mídia direitista, já que o essencial de sua existência, depois da saída de Fernando Henrique, da Presidência, seu fim utilitarista é exatamente a candidatura Serra, dado a profunda identificação entre ambos quanto aos princípios da economia de mercado do sistema capitalista? Principalmente no quesito privatização. A fórmula de tirar qualquer participação do Estado nos negócios das empresas privadas. Um sonho de maná econômico.

É certo que no quadro político brasileiro existem alguns representantes do legislativo e executivo, e até do judiciário (caso particular do ministro Gilmar Mendes), que se assemelham aos interesses desta mídia, porque são também membros desta confraria retrógrada. O que seria fácil para esta mídia se unir.

Todavia, a sua relação tão íntima com Serra, e mais a facilidade de trânsito entre eles, construída nestas décadas pós-ditadura, deixa uma sabor amargo de frustração e, consequentemente, o aumento do ressentimento contra tudo que represente o contrário de seus interesses. O que envolveria, no caso frustrante, a rejeição cruel contra a candidatura da ministra Dilma. Tudo muito doloroso para esta mídia direitista.

Alguém pode acusar: “Espera aí, tem o Aécio!” Ela até poderia aceitar, mas com muito contragosto. Embora Aécio seja um jovem-senhor-reacionário, membro do PSDB, ele destoa pouco, mas destoa do modelo Serra de se relacionar com grupos claramente interesseiros, onde o que menos conta é uma moral coletiva. O que ainda causa um certo temor ao mineiro. Talvez por ação da sombra do avô Tancredo Neves.

Desta maneira, atualizando-se concretamente o quadro, a mídia vai ter que ficar se corroendo em seu rio poluído de frustrações.

PIS/PASEP: TRABALHADOR COM MAIS DE 60 PODERÁ RETIRAR ACUMULADO

Você trabalhou durante anos, recorrendo a sua força de produção física, criativa e intelectual em um ou muitos empregos, que lhe garantiram os salários e o desenvolvimento do Brasil, e durante estes anos parte de seus salários foi recolhida no Fundo de participação PIS/PASEP. Então, companheiro trabalhador deste Brasil varonil, fique atento que hoje, dia 8, a Comissão de Assuntos Sociais do Senado pode votar em caráter terminativo o Projeto de Lei que garante ao trabalhador com mais de 60 anos retirar o acumulado de sua contribuição no Fundo de Participação.

Fica combinado, olho aberto. É uma grana que faz parte de sua biografia de trabalhador brasileiro, mesmo que muitos não sejam brasileiros, mas de outra nacionalidade, entretanto moram no país contribuindo com suas forças de produção para o engrandecimento desta Nação. De olho na votação, mano.

SILOGISMO DE UMA LEI NECESSÁRIA

Se todo político mente, as promessas estão descartadas.

Assim, nenhum eleitor votará.

Logo, acaba a Democracia Representativa.

Se só a maioria dos políticos mente, diminuem as promessas.

Assim, os eleitores votarão na minoria.

Logo, é possível construir uma Democracia Constitutiva.

DEPUTADA VANESSA, 20 ANOS DEFENDENDO O AMAZONAS. DE QUÊ?

A deputada federal Vanessa, do PC do B do Amazonas, estampa em outdoor: “20 anos Defendendo o Amazonas”.

Enunciação que nos leva a outro questionamento: defendendo o Amazonas de quê?

Considerando que uma cidade enquanto corpo político só pode ser ameaçada pelos encontros que diminuem a potência de agir, e que a democracia, enquanto potência ativa não carrega elementos de ameaça que justifique nenhum tipo de defesa, Vanessa não poderia afirmar estar defendendo a democracia ou quaisquer de suas linhas. Houvesse democracia de fato, não haveria necessidade de quem a defendesse.

Em uma cidade onde a democracia não prevalece, os governantes, tiranizados, ocupam-se de preparar armadilhas para o povo, tentando impedir o movimento intensivo de suas potências. Tampouco aí Vanessa poderia afirmar defender a cidade, já que nas composições de afetos tristes que a política profissional amazonense (mas não só ela) realiza, o partido de Vanessa, ela própria e o seu esposo, o comunista Eronildo Bezerra, fazem parte do governo midiático de Eduardo Braga. Adversários durante muito tempo daquilo que chamavam “escola política” ligada a Amazonino, Mestrinho, Braga, Alfredo, atualmente o casal Vanessa/Eron tem participado das armadilhas antidemocráticas empreendidas por estes mesmos governos que antes julgavam combater. Vanessa sequer foi a primeira a evocar o viés “marketing de guerra” em suas enunciações. Até Arthur ‘5,5%’ Neto, representante da direita tradicional, já usou num outdoor a defesa do Amazonas como mote. Sinal de que a esquerda do PC do B anda tocando cognitivamente na direita do PSDB.

Daí o vazio da enunciação propagandística. As ameaças que podem impedir uma cidade como Manaus de se tornar efetivamente cidade, no plano da comunalidade, vêm dos mesmos que sobrevivem profissionalmente de sua “defesa”.

POR FORA DE FUTEBOL

Por fora de futebol

“Eu entro em campo para ser feliz.”

Valdívia, craque chileno

Trave ////////////// O APELIDO FAZ O NOME

O futebol é uma festa. Mesmo quando sedimentado pelas ambições capitalistas, sempre há uma fissura para ele se mostrar alegre. Há sempre uma ginga, uma queda e, acima de tudo, um apelido. O apelido, torcida brasileira. O apelido. O apelido tem história gloriosa no futebol. Está duvidando? Então, leva esta entre as pernas: Garrincha! Gostou do apelido? Que mais prova de futebol alegre embalado pelo apelido?

O rebentinho nasce, colocam um nome nele, aí ele cresce, vai pra rua, começa a chutar uns caroços de tucumã, depois uma bola de papel, depois uma de plástico, e quem é que dá brilho na Dendeca? O apelido. Em casa podem até chamá-lo pelo nome familiar, mas quando está só, lembrando da pelada, ele se vê outro. E, vendo-se, sorri alegre: é seu futebol seu nome.

Em Manaus, vários apelidos pontuaram o futebol. Cada qual a mais alegre exibição esportiva. Teve Zamundo, Catita, Gordinho, Tapioca, Pepeta, Rolinha, Padeirinho, Limão, Burra Preta, Bololô, Gato, Pretinho, Buiú, Buião, Purgante, Sula, Dadá, entre tantos.

Ocorre, porém, que muitos jogadores têm apelidos, mas não são apelidos produzidos nos encadeamentos dos elementos sociais produzidos na práxis da vizinhança como acontece com o garoto que passa a ser chamado por um apelido saído de suas relações com os companheiros de folguedos na rua. Aqueles jogadores têm apelidos produzidos nos próprios corpus familiais com seus laços privados e indiferente às ocorrências das ruas. São apelidos para proteger a força do nome instituído pela família. Poder-se-ia dizer, evocando, de certa forma, a esquizo-análise, apelidos do campo neurótico. Bons exemplos: Kaká, Robinho, Fabinho e muitos outros. São apelidos que não carregam a potência criativa do apelido ‘arruaceiro’. Apelido que se torna nome identificador da atuação do menino na rua. O apelido esquizo, criador. Apelido, Garrincha.

Trave ##### B – BRASILEIRÃO

Em Campinas, dois times tentaram jogar para validar o preço do ingresso do torcedor. Quase que não validavam, e o caso ia parar no Procom, mas não precisou: até que valeu o bilhete.

Um, permitiu que a Dendeca realizasse seu desejo: transfigurando-se em gols. Primeiro ‘time’, na segunda parte da segunda dezena do ‘time’, Ricardo Xavier para o Bugre de Campinas. No segundo ‘time’, o velho – velho para o futebol, mas novo para o Rock (dia 13 é Dia do Rock, não esquece) – e bom Iranildo marcou no começo do ‘time’ para a equipe do “Planalto Centra, onde se divide, se divide o bem e o mal” (Pessoal do Ceará), Brasiliense. “44 minutos, torcida brasileira. Guarani 1, Brasiliense 1. É a última volta do ponteiro”. Saca só, mano. O cara de costas para o goleiro, na esquina da grande área, atrás dele 3 brasilienses, 4 com o goleiro, ele viu o companheiro… saca só, passar pela sua esquerda, e deu de calcanhar, de costas, a Dendeca passou insinuante pelos 3 brasas e foi colar gostosinha no pé direito… saca só, do Dario, que acabara de entrar. Porrada! Lá foi a Dendeca, já cansada, dormir na rede amarela do Brasa.

Uma partida interessante. O Guarani, até sabe articular, mas tem entrave nas finalizações. Não chuta, e quando chuta é no corpo do adversário. Acerta o corpo inteiro dos rivais: cabeças, mãos, braços, barrigas, e principalmente as bundas. Sim, porque os caras não são otários para ficar de frente e levar uma Dendecada no rosto que mamãe beijou.

Sabe, meu, o Brasa até que é uma equipe aplicada. Tem jogadores mais para o Rock, mas ainda dão uns dribles e têm boas pegadas.

3 cenas para observações: 2 cômicas e 1, cacete, refutável:

1 – Jogador do Guarani entra na pequena área pela esquerda, vai chutar e enterra o bico da chuteira no gramado, mais ou menos meio metro de distância da bola.

2 – Zagueiro do Brasa disputando a Dendeca com um atacante do Bugre na pequena área, próximo da linha de fundo cai, e sai se arrastando uns três metros como um jacaré, sem poder parar.

3 – Injustificável. O jogador Márcio Alemão, do Guarani, recorreu à discriminação racial para ofender o jogador do Brasa. Atitude inaceitável em qualquer lugar e ocasião do mundo.

No mais, palmas para a torcida alegre e contagiante.

Prepare o seu coração pras coisas que eu vou contar. Eu venho lá do sertão…” Apesar do Juventude andar caindo pelas tabelas, e a brisa não cantar, jogou bem a peleja, mas foi exatamente Fábio Junior, depois de tentar ‘fazer a hora’ e não conseguir que aos 44 e meio do segundo ‘time’, quando tudo parecia que ia ficar como começou, descolou o Campinense de Campina Grande, terra do destemido e talentoso cantor e compositor Geraldo Vandré: abriu e fechou o placar. Fábio Junior cantou no ouvido de dois zagueiros do Juven, os dois gostaram, e ele ajumentou atravessado da esquerda, o goleiraço ainda tentou agarrar a Dendeca entre o travessão, mas era muito amor, amor em fúria: a Dendeca passou como um bólido. Loucura de paixão. Dizem que na Paraíba é assim. Muito amor, e a Dendeca aproveitou.

Com a ajuda da Dendeca, o Campinense deixou a última colocação, e seus craques podem cair na fuzarca ao som de Elba Ramalho.

No mais, é encarar a carne de sol, ou ensopado de caranguejo, com uma boa pinga de alambique. A torcida merece.

Trave )))))))))))) LAMBANÇAS DO FUTEBOL

,,,,,,,,,,,,,,,, Pelé quer que a FIFA estabeleça um salário base para os jogadores. Segundo ele (Pelé ou Edson?), para evitar a movimentação exorbitante de grana nas transações de compra e venda dos jogadores. É muita onda. Logo eles, Pelé e Edson, com este papo, os maiores marketeiros das multinacionais que patrocinam a FIFA/Blatter.

,,,,,,,,,,,,,,,, Diretoria do Palmeiras diz que vai dar mais um tempo para Muricy decidir se quer dirigir o Palmeiras. Acredita que vai dar tudo certo na contratação do quase eterno ex- sãopaulino. Desconfia-se, em verdade, que a diretoria está é, supersticiosamente, esperando que o técnico provisório, Jorginho, continue dando certo com o time periquito/porco, como vem acontecendo.

,,,,,,,,,,,,,,,, O jogador Carlos Alberto, enquanto não resolve suas andanças de caixeiro-viajante, o Tribunal Esportivo vai lhe condenando a 4 partidas, onde duas já foram cumpridas. Se o andarilho do futebol não resolver sua questão comercial, ele continuará no Vascão. Dizem que é o que a torcida cruzmaltina anseia.

,,,,,,,,,,,,,,,, Ronaldo, vulgo Jaca que cai, em programa de televisão, duvidou que a maior torcida do Brasil é a do Mengão, para ele é a do Timão. Arrepiado com a afirmação do Jaca, o sensível dirigente do Rubro Negro, rubro de despeito, Kleber Leite, tirou um sarro do baladeiro, a Jaca que cai, e ainda afirmou que o corintiano estava agora em nova profissão: humorista.

Agora ele ia ganhar a bicicleta. Tem bicho: o pai agarrou o pênalti da vitória.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.602 hits

Páginas

Arquivos