Arquivo para 15 de julho de 2009

CONTESTADA PELO MPE/AM LIMINAR QUE SUSPENDEU CASSAÇÃO DE POLÍTICOS CASSADOS EM COARI

MPF-AM Logo

15.7.2009 – MPE/AM contesta liminar que suspende cassação de políticos de Coari

O Ministério Público Eleitoral no Amazonas (MPE/AM) contestou e pediu reconsideração da decisão liminar que manteve o prefeito de Coari (município localizado a 370 quilômetros de Manaus), Rodrigo Alves da Costa, o vice-prefeito Leondino Coelho de Menezes, os vereadores Adão da Silva e José Henrique, que também preside a Câmara Municipal de Coari, nos cargos após a cassação deles pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE/AM), no dia 8 deste mês.

Além da cassação, eles foram declarados inelegíveis por três anos, a contar das eleições de 2008, e ao pagamento de multa. As mesmas penas foram aplicadas também ao ex-prefeito do município, Adail Pinheiro, e ao ex-vereador e atual suplente Raimundo Torres, por abuso do poder político e econômico e prática de condutas proibidas nas eleições do ano passado.

No dia 12 deste mês, decisão liminar da desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura suspendeu os efeitos da decisão do Pleno do TRE/AM, mantendo os políticos cassados nos cargos.

O pedido de liminar foi feito pelo vice-prefeito Leondino, mas a decisão da desembargadora suspendeu a cassação de todos os políticos envolvidos no caso. Para o MPE/AM, a decisão não poderia ter atingido o prefeito Rodrigo e os vereadores Adão e José Henrique, já que eles não formalizaram o pedido com o vice-prefeito.

O procurador regional eleitoral, Edmilson da Costa Barreiros Júnior, afirmou ainda que, segundo o Código Eleitoral, o pedido de liminar não deveria ter sido analisado pela desembargadora que atuava como presidente do TRE/AM, e sim pelo juiz plantonista, Reginaldo Márcio Pereira. “A ilustre desembargadora presidente por substituição, Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, no exercício da Presidência do TRE/AM, usurpou a competência do plantonista, o juiz federal Reginaldo Márcio Pereira, inclusive o relator do acórdão que cassou os mandatos, e profundo conhecedor das minúcias do processo principal”, afirmou.

Distribuição de bens em ano eleitoral

Em maio de 2008, entre os dias 7 e 11, a Prefeitura Municipal de Coari promoveu um evento festivo intitulado ‘Comemoração do Dia das Mães’, quando o prefeito Adail Pinheiro, distribuiu 4.956 prêmios – liquidificadores, relógios, ventiladores, fogões, panelas, televisores, entre outros bens – às mães coarienses, com a presença de Rodrigo Alves da Costa, Leondino Coelho de Menezes, Raimundo de Souza Torres, Adão Martins da Silva e José Henrique de Oliveira Freitas.

A distribuição dos prêmios custou cerca de R$ 4 milhões aos cofres municipais. O valor foi revelado com o vazamento de trechos de gravações de interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal na “Operação Vorax”, divulgadas em jornais de Manaus, onde o então secretário municipal de Coari, Adriano Teixeira Salan, em conversa mantida com o juiz Rômulo Fernandes, revela o valor da aquisição dos bens que seriam distribuídos no Dia das Mães.

Os prêmios foram distribuídos em 12 festas realizadas por todos os bairros de Coari e totalizavam 120 liquidificadores, 120 ferros elétricos, 240 ventiladores de pé, 240 ventiladores de mesa, 996 relógios de pulso, 240 refrigeradores, 240 fogões, 240 televisores, 120 máquinas de lavar, 120 DVD´s, dentre outros prêmios menores.

Em parecer emitido em recurso de Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), o procurador regional eleitoral, Edmilson da Costa Barreiros Júnior, afirmou que os eventos promocionais tiveram o nítido propósito de beneficiar e fortalecer as candidaturas dos recorridos, com potencialidade para desequilibrar a disputa, considerando que a quantidade de mães presenteadas corresponde a 1/8 do eleitorado coariense.

O art. 73, § 10º, da Lei n.º 9.504/97 proíbe a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios pela administração pública direta ou indireta, a qualquer título, em ano de eleição. A exceção é casos de calamidade pública, estado de emergência ou para os programas sociais já instituídos por lei e com previsão orçamentária anterior. A distribuição dos prêmios em Coari no Dia das Mães não foi regulamentada em lei, como programa social, nem constava da previsão orçamentária do município.

Confira aqui a íntegra da contestação do MPE/AM.

reproduzido do sítio do MPE/AM.

PEDOFILIA: DELEGADO OSVALDO MAIA E RAMAN, DONO DO JORNAL AMAZONAS EM TEMPO, DEPÕEM NA CPI

Dando prosseguimento aos trabalhos de ouvir suspeitos e testemunhas, a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Pedofilia, colheu hoje, dia 15, pela manhã, os depoimentos do ex-delegado da polícia civil, Osvaldo Maia, e do empresário, dono do Jornal Amazonas Em Tempo e responsável pelo uso da concessão da TV Manaus, Otávio Raman Neves.

SOBRE O DEPOIMENTO DO DELEGADO OSVALDO

Acusado de participação em rede de pedofilia no município de Coari, comandada pelo ex-prefeito Adail Pinheiro, o ex-delegado da polícia civil, Osvaldo Maia, negou que tenha qualquer envolvimento com a prática de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Perguntado pelo presidente da CPI, Magno Malta, como explicava o e-mail mandado de sua delegacia para a prefeitura, ao ex-assessor de Adail, Adriano Salan, respondeu que deveria ser qualquer funcionário da delegacia, já que são funcionários da prefeitura que trabalham na delegacia por falta de verba para contratação de funcionários.

SOBRE O E-MAIL

Consta nos autos da CPI que o delegado, depois de colher depoimento da menor que sofrera abuso sexual, e que ficara grávida do vereador Osni Souza, desafeto político de Adail, ao invés de mandar as provas do depoimento para o Ministério Público, mandara um e-mail para a prefeitura, endereçado ao ex-assessor do prefeito, Adriano Salan.

De acordo com o conteúdo do depoimento, o vereador Osni Souza ofereceu R$ 10 mil para a família da menor para pagar um aborto. Como o vereador só pagara a metade, a família resolveu denunciá-lo à polícia.

De acordo com o presidente da CPI, Magno Malta, o termo redigido a partir do depoimento não tinha as páginas rubricadas pelo delegado, assim como sua assinatura fora retirada no documento enviado a Salan.

Quanto à condução da investigação, o delegado afirmou ter “convicção” de que investigou o caso e finalizou o inquérito.

Mas o senador Malta não ficou convencido com as informações do delegado, e afirmou:

Isso é absolutamente criminoso. O delegado ouve e manda para a prefeitura. O delegado tem que se explicar. A CPI vai investigar esse fato, ouvir o Adriano. Fica patente o envolvimento do delegado.”

SOBRE O DEPOIMENTO DO EMPRESÁRIO RAMAN

O empresário Otávio Raman Neves, como todos que foram ouvidos, negou qualquer relação com os personagens acusados de fazerem parte da rede de pedofilia instalada no município de Coari, sob o comando do ex-prefeito Adail Pinheiro. Negou envolvimento com Adail, assessores e integrantes da rede de pedofilia.

SOBRE SEU CONTATO COM ADAIL

Fora simplesmente porque, como empresário de construções de hotel, pretendia construir um no município de Coari, mas quando soube da rede de pedofilia na cidade, desistira.

SOBRE SEU TRATAMENTO ÍNTIMO PARA COM ADAIL

Afirmou que sua relação é superficial, e que a forma de tratá-lo com termos “irmão”, “querido, “amigo”, é que é sua forma pessoal de tratar todos, e não precisa ser íntimo. Trata assim até pessoas que conhece há pouco tempo.

SOBRE SUA RELAÇÃO COM AGENCIADOR DE MENOR, FÁBIO

Não negou relação. Disse ser seu amigo. E que ajudou-o pagando um advogado para ele sem saber que ele estava sendo acusado de envolvimento com pedofilia. Que teve grande decepção ao saber que o ex-sócio da Agência Models, Fábio Marques, é agenciador de meninas.

SOBRE SEU CONCEITO DE POLÍTICA

Eu ajudei como ajudo outras pessoas em Manaus. Sou quase um político.” Raman, teve seu conceito político estimulado, talvez, através de sua amizade com o ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes, hoje prefeito cassado em Primeira Instância pela magnânima juíza Maria Eunice Torres do Nascimento por crime eleitoral.

SOBRE A PERGUNTA DO SENADOR ARTHUR

Meu negócio não é prostituição.” Para fortalecer seu argumento, afirmou que todos os casos de pedofilia foram noticiados em seu jornal. Para finalizar, ofereceu-se para colaborar com a CPI da Pedofilia.

Pelo que ficou sintetizado dos depoimentos, os membros da CPI não deram muito crédito aos depoimentos dos dois. Agora, a Comissão vai usar todos os esforços para levar o ex-assessor, Adriano Salan, para depor. Para a Comissão, Salan é peça chave nas investigações.

BLOG “OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA” REPUDIA TRISTES TRUSTES DE ARTHUR “5,5%” NETO

Amigos LulaNota de repúdio às índoles fascistas tucanas, ante-sala do AI-5 Digital

Nota de repúdio à nota da Executiva Nacional do PSDB e à nota do Senador Arthur Virgílio Neto (PSDB/AM), pelos motivos:

1) Por inverter valores e querer recorrer ao arbítrio de criminalizar o denunciante quando é flagrado (pelo ativismo social e político de internautas), dando explicações inverídicas à Nação em pronunciamento na Tribuna do Senado.
2) Por recorrer à ameaças de índole fascista e truculenta visando coagir e calar blogs de ativistas sociais e políticos, em vez de dar as respostas que um homem público, sobretudo eleito ao mandato popular delegado pelo povo, deve à sociedade.
3) Por ensaiar táticas e métodos fascistas contra internautas, em uma prévia do que poderia vir a acontecer caso se implante o AI-5 Digital do Senador Eduardo Azeredo (do próprio PSDB), na Internet.

4) Pela leviandade ao acusar terceiros por crime de quebra de sigilo fiscal, sem qualquer apuração, o que pode ser atestado pela simples leitura atenta das postagens do blog (aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui), onde o assunto foi abordado.
5) Pela incompetência e ignorância dos quadros tucanos ao não saber sequer identificar informações sob sigilo e informações de transparência para controle social.
6) Por recorrer à velha e condenável prática do “você sabe com quem está falando?”, para se esquiar de responder à Nação às perguntas inquietantes que todo o Brasil quer saber: qual é o valor do dinheiro que será devolvido aos cofres públicos pelo senador Arthur Virgílio Neto (PSDB/AM)?

Esta nota é dedicada a todos os blogueiros e internautas ativistas, que exercem o cívico dever e o sagrado direito do controle social sobre o dinheiro público e agentes políticos do estado.

Uma dedicação especial ao blog do Onipresente, o primeiro a publicar (conforme dissemos na primeira nota), demonstrando que não batia com a realidade, a explicação dada pelo senador Arthur Virgílio (PSDB/AM), de que teria pago com a restituição de IR de 2005, o empréstimo feito por Agaciel Maia, para pagar suas contas em Paris.

reproduzido de Os Amigos do Presidente Lula.

PAI GEOVAŅO DE AJAGÙNNỌN: 14 ANOS NA POTÊNCIA DO CANDOMBLÉ

14 Anos de Pai Geovano 01 por você.
Clique nas imagens para ampliá-las.

Essa festa, ocorrida no sábado trasado, foi a festa dos 14 anos de santo do babalorixá Pai Geovano de Ajagunnon, nesta casa que foi onde iniciamos estes trabalhos com as religiões afro, e mais uma vez esse respeitado pai de santo fala a este bloguinho com toda a singela e sabedoria que o acompanha sempre, numa entrevista longa que distribuímos com imagens do santificado ritual:

Essa festa foi uma das minhas obrigações, que no axé de Ketu nós temos primeiro a feitura, a iniciação, depois disso temos obrigações de 1, de 3, obrigação de 7, que quando recebe-se o ibaxé, que é chamado de decá, que quando nos tornamos pais ou mães de santo, zeladores de orixás. Depois disso as obrigações só serão repetidas de sete em sete anos, geralmente em uma festa só. Depende tanto da questão financeira quanto do tempo. Hoje em dia não dá mais pra se fazer um mês de festa, porque todo mundo trabalha, todo mundo tem seus afazeres. O Candomblé não é feito de pessoas desocupadas. São pessoas que trabalham, que estudam, que fazem faculdade, fazem cursinhos, pra um dia vencer na vida também, é um direito deles e que os orixás apoiam e ajudam, pois só assim eles irão progredir em suas vidas.

14 Anos de Pai Geovano 05 por você.


14 Anos de Pai Geovano 04 por você.

Essa festa foi de 14 anos. Já estava atrasada, eu já estou com 17 anos de santo, raspado, porque eu já havia passado mais de 4 anos de abiã, antes de iniciar, mas isso não conta. Já estava atrasada, uma porque é uma obrigação muito grande, tem de ser tudo muito certinho, tem de dar de comer aos santos todos, fazer todos os fundamentos da casa, a cumeeira, o entoto, os exus, os santos. A gente se prepara anos pra fazer uma obrigação destas. Graças a Deus foi uma obrigação muito bonita, não faltou nada. Com muita gente bonita, muita gente do axé, muita gente que veio prestigiar, me senti muito honrado. Agora vem a de 21, até lá da para a gente se preparar.

14 Anos de Pai Geovano 08 por você.


14 Anos de Pai Geovano 06 por você.

14 Anos de Pai Geovano 07 por você.

Eu vejo a minha trajetória como muito boa, porque com 14 anos de santo, eu já estou na terceira casa, uma casa mesmo e este é meu segundo barracão. Para quem conhece minha trajetória, pode dizer muito bem que da minha feitura de santo pra cá a minha vida foi simplesmente progresso visível ao olho de qualquer um. Pra mim é muito satisfatório, é muito reconfortável saber que meus santos me apoiam, meus santos me dão luz, meus santos me dão caminhos, me dão retorno de tudo que eu faço.

14 Anos de Pai Geovano 10 por você.

14 Anos de Pai Geovano 11 por você.

14 Anos de Pai Geovano 12 por você.

14 Anos de Pai Geovano 21 por você.

A COMPANHIA DE PAI RIBAMAR DE XANGÔ

O que me deu aquele tchan pra eu entrar mesmo na religião, saber que aquela era realmente a minha religião foi o simples fato da presença do orixá, principalmente no Seringal, onde é o axé do meu pai. Na primeira vez que eu fui lá, a primeira vez que eu entrei num terreiro de Candomblé, estava saindo um Oxalufã, de um irmão de santo meu, aquilo me tocou muito. Eu senti a presença do santo, eu senti a presença do orixá ali naquele instante. Então isso foi um incentivo muito grande. E foi a maior satisfação conhecer meu pai, que hoje em dia ele não é só meu pai, é um irmão, é uma pessoa que eu tenho muita consideração, a gente tem até nossas desavenças, que todo mundo tem, como em toda família tem, mas jamais eu lhe faltei com o respeito, nunca ocorreu algo que me impedisse de acrescentar deposi que ele é um grande amigo, em todos os sentidos. Se não fosse por ele, a minha obrigação não tinha saído, porque hoje em dia o comércio da religião é muito grande. Você tem que ter um amigo, uma pessoa que já vem contigo há muito tempo, uma pessoa que tu confie, que não te engane, da qual você conheça a índole, e isto eu tenho na minha família de santo, que é meu pai. E pretendo dar também a mionha obrigação de 21 com ele, enquanto ele tiver vida e eu também, eu espero estar com ele.

14 Anos de Pai Geovano 14 por você.


14 Anos de Pai Geovano 15 por você.

14 Anos de Pai Geovano 18 por você.

E Pai Ribamar de Xangô, em seu discurso no decorrer da festa, exalta a dedicação de Pai Geovano à religião, ele que o fez e sempre o auxiliou nessa jornada que os santos vem abençoando a cada dia com mais axé, porque a cada dia de devoção, de aprendizado, o babalorixá vai tornando especial sua forma de culto aos orixás.

Essa obrigação de meu filho Geovano de Oxaguiã. Pra mim é uma satisfação imensa, porque ele iniciou na minha casa, ficou muito tempo, depois fez o santo, deu a obrigação de 1, deu a de 3, a de 7, e hoje estamos na festa de 14 anos dentro do ilê dele. Aqui tem muitos filhos de santo dele, ogans, ekédis. Pra nós é muito motivo de satisfação acima de tudo ver uma casa dentro dos cultos afro prosperar.

14 Anos de Pai Geovano 19 por você.

14 Anos de Pai Geovano 17 por você.

14 Anos de Pai Geovano 24 por você.

14 Anos de Pai Geovano 25 por você.

14 Anos de Pai Geovano 26 por você.

O MAGNÍFICO RUM DE PAI LÍDIO DE OXAGUIÃ

Quando indagamos a Pai Geovano quem era o senhor que puxava o xirê com tanta simplicidade, leveza e alegria, ele explicou-nos ser nada menos do que o conhecido e respeitado bablorixá baiano Lídio de Oxaguiã:

14 Anos de Pai Geovano 42É meu avô de santo, Lídio de Oxaguiã. É pai de Pai Ribamar de Xangô, meu pai. Ele é do axé Opô Afonjá, e tem um dos maiores axés de Salvador, em Itaparica, onde ele mora. Um dos maiores axés de Salvador é o axé de Lídio de Oxaguiã, em Itaparica. Ele está aqui em Manaus dando obrigações de alguns irmãos de santo. Como era minha obrigação, ele veio dar uma volta aqui em casa, que foi uma surpresa muito grande pra mim, porque ele deixou de fazer o compromisso dele pra vir pra minha festa. Foi uma alegria muito grande. É difícil a gente ter uma pessoa vinda de longe, com o respaldo que ele tem, pra prestigiar nossas festas. Então, eu só tenho é a agradeceer a Oxaguiã e à presença dele na minha festa. O rum que ele deu no meu santo foi muito bonito, de muito bom gosto, ele é uma pessoa muito centrada no que faz. Então, eu só tenho a agradecer.

14 Anos de Pai Geovano 22 por você.

Pai Lídio de Oxaguiã, Pai Ribamar de Xangô, Pai Geovano de Oxaguiã e Pai James d’Ogum


14 Anos de Pai Geovano 29 por você.


ROBSON DE OXÓSSI, OGAN DE OXAGUIÃ

Também foi dada a obrigação do ogan Robson, segundo ogan da minha casa. Também estava atrasada, pois ele deu a de 3, e já está chegando a de 7. Dentro da religião o Robson tem sido muito bom, mas como ele é muito jovem é claro que às vezes ele não tem toda aquela responsabilidade que uma pessoa de 30, 40 anos tem. É um caminho árduo pra ele, mas ele vai se aperfeiçoando, tomando mais conhecimentos das coisas. É um ótimo ogan, um querido filho, eu tenho um apreço muito grande por ele. É uma pessoa que eu não meço esforços de ajuda para que ele continue na religião, continue o amor que ele tem pelo santo.

14 Anos de Pai Geovano 31 por você.

O Robson é meu filho. Eu crio ele desde 10 anos de idade, hoje em dia ele tem 26 anos, é uma pessoa que se eu estiver chorando ele chora comigo, se eu estou rindo ele tá rindo comigo, se eu estiver doente ele está perto de mim, e a mesma coisa eu faço por ele. Então é por isso que ele tem esse apreço grande por mim e eu também por ele. Agradeço muito a Oxalá por um dia ter aberto as portas da minha casa e ter adentrado o Robson pra dentro dela, que hoje em dia ele é um dos alagbês da minha casa que tem muito conhecimento, tem um aprendizado muito grande de atabaque, sem ele minha casa para de tocar porque ele é um incentivador, ele é o chefe dos atabaques da minha casa.


E conversamos com o próprio Robson sobre sua trajetória como ogan, sobre seu longo e contínuo aprendizado e sobre sua expectativa em tocar e cantar aos orixás, pois, como ele mesmo nos falou uma vez, a importância dos ogans é tão grande, na medida em que os próprios atabaques na África são cultuados como orixás.

Essa obrigação é de três anos, que estava atrasada, e já tem a outra de sete, que também está atrasada, e que eu pretendo pagar ano que vem. Eu estou muito contente. Eu comecei a participar do Candomblé desde criança, entre os 10, 11 anos. Desde quando eu morava em outro bairro eu já era simpatizante e frequentava terreiro de Umbanda, eu ia pra festas de Cosme e Damião, ia pegar bombom. Eu via o pessoal tocando e achava legal, o pessoal às vezes deixava eu tocar, eu não sabia muito, mas como deixavam eu fui aprendendo.

14 Anos de Pai Geovano 33 por você.

Eu ainda não conhecia o Candomblé, aí quando eu conheci melhor a religião, quando eu vim pra cá pro Geovano, que hoje é meu pai de santo, eu me interessei e até hoje estou aqui. Ele me ensinou a tocar, e eu comecei a frequentar outras festas, em casas pra ver como era o ritmo que eles tocavam. Fui prestando atenção e aprendi um pouco. Aqui é que nem a gente tá na escola, é um idioma, a cultura afro-brasileira, que a gente tem que aprender. Quando a gente vai vendo o que as rezas em yorubá querem dizer aí fica mais fácil. Dá pra eu tocar e cantar o básico de Exu a Oxalá, mas ainda não sei o bastante Porque há uma importância muito grande do ogan dentro do Candomblé, principalmente o alagbê, é ele que toca, que canta e anima as festas. Se o pai de santo não estiver por perto é o alagbê que tem de iniciar tudo.

14 Anos de Pai Geovano 34 por você.

A DESENVOLTURA DOS PEQUENOS OGANS

Foi a saída de mais dois ogans da minha casa, duas crianças, com a autorização da mãe e do pai. São crianças muito cobradas pelo santo, não pelo que eles fizeram, mas pelo que eles passaram, pelas promessas que a mãe fez para que eles vivessem, porque eram crianças muito doentes; então, chegou um momento que o santo em si queria a obrigação deles, fizemos. Tem um que tá com três anos, o outro vai fazer dois anos.

14 Anos de Pai Geovano 35 por você.

São jogados búzios para ver o que os orixás falam, se é pra iniciar, a gente inicia. (Todo o ritual, com toda a obrigação que por ventura se venha a fazer para uma pessoa, ela tem de ser autorizada automaticamente pelo orixá dela.) O menor é de Oxóssi e o maior de Oxaguiã. Não é porque sejam crianças que vai fugir da hierarquia, não foge, tem de ser como o orixá manda, tem de ser como o antigo. Se for um aleijado, a mesma coisa; se for um mudo, a mesma coisa; se for um rico, a mesma coisa; se for um pobre, também. O fundamento é um só. Pra ogan, por exemplo, são sete dias de recolhimento; pra ekédi, também; pra yaô, depende do orixá, tem orixá que faz com 21 dias, tem orixá que faz com 16, com 12, e assim vai.

14 Anos de Pai Geovano 36 por você.

Eles não apresentaram nenhuma dificuldade. Da limpeza de corpo deles, que eles tiraram ebó, aliás, todos nós, porque o Robson e eu também tiramos ebó. No caso deles, minha maior surpresa e alegria foi começar os preceitos e ver que parece que eles nasceram pra isso mesmo. Quando foram colocados os preceitos neles, no caso contra egun, pra evitar de espíritos ruins encostarem neles, eles aceitaram com a maior tranquilidade e, detalhe, quando um contra-egun desatava, eles corriam imediatamente pra eu amarrar de novo, pra que não ficasse caído, como se eles já soubessem que aquilo era uma proteção pra eles. Se fosse rezar de manhã, como aconteceu, eles acordavam, estavam caindo de sono, mas estavam ali, falando não sei o que, que eles não falam direito, só fazem escutar, na hora de bater palmas eles batiam. Quando terminava a reza, eles simplesmente viravam pro lado e dormiam. Na hora de tomar banho, eles iam tomar banho, tudo assim com uma maior naturalidade, como se eles já tivessem vivido essas experiências há tempos. E na festa, como todo mundo viu, eles estavam muito à vontade.

14 Anos de Pai Geovano 38 por você.

A IMPORTÂNCIA DA BANDEIRA DA NIGÉRIA PARA O CANDOMBLÉ

Eu quis fazer assim com essas bandeiras. É uma interligação, do Brasil para o Amazonas e à Nigéria, que é o berço dos nossos orixás, do Ketu, que foi lá a primeira cidade de Ketu. Então, esta bandeira nós temos de levantar, porque apesar de estarmos no Brasil, vivermos no Amazonas, mas é a África que nós cultuamos, é a África que nós temos em comum.

14 Anos de Pai Geovano 41 por você.

Então você vê, eu quis fazer uma homenagem também de história, você vê que na minha parede tem 16 orixás, todos muito bem desenhados. É uma homenagem que eu fiz, porque a gente está acostumado a ir pelos barracões, chega lá tem um monte de imagem de Santa Bárbara, de São Benedito, de São não sei que, São não sei de onde. E as nossas imagens, dos nossos orixás, por que não tem? Santa Bárbara é Santa Bárbara, não é Iansã. Quem diz isso está falando uma coisa muito errada. Tem sim uma ligação de se esconder atrás dessas imagens, mas isso foi no passado, hoje em dia nós temos mais porque nos esconder atrás de imagens que não sejam as dos nossos orixás. Então eu quis fazer uma homenagem a mais ao berço dos orixás, à Nigéria, por isso eu coloquei a bandeira da Nigéria.

14 Anos de Pai Geovano 39 por você.

Teve a presença de muitos pais de santo, que não deu pra gente olhar bem tudo, poRque numa obrigação grande assim, a gente fica meio atarantado, fica desnorteado, depois incorpora com o orixá, aí é que não se vê mais nada. Graças a Deus, o que deu para eu perceber, eu só não vou citar nomes para não ser injusto para com outros. Eu agradeço a todos, podem contar que nas festas na casa deles, sempre que for convidado, irei retribuir a presença deles aqui, porque eu fiquei muito honrado.

14 Anos de Pai Geovano 40 por você.

PAI GEOVAŅO DE AJAGÙNNỌN ●●

Travessa Guape, nº 173 — Jorge Teixeira IV (Manaus-AM)

Telefone: (92) 3682-5727 / 3638-7472 / 8111-5335

PEDOFILIA: CPI APRESENTA ADAIL, RAMAN, LÂNDIA E FÁBIO

Suspeitos de prática de pedofilia, o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, a ex-secretária de Ação Social, Maria Lândia Rodrigues, o ex- sócio da Agência Mega Models, Fábio Marques e o empresário, dono do jornal Amazonas Em Tempo, e detentor da concessão da TV Manaus, Otávio Raman, compareceram hoje, em Brasília, no Senado, para prestarem depoimento à CPI que apura prática de pedofilia no Brasil depois de serem denunciados pela Polícia Federal, que, ao investigar desvio de verba pública no município de Coari pela prefeitura na gestão de Adail, gravou, em escutas telefônicas, conversas que os colocam como suspeitos de prática de abuso sexual de menor. Pedofilia.

Em sessão que durou cinco horas, os suspeitos se recusaram a responder à maioria das perguntas formuladas pelos membros da CPI, recorrendo ao direito que lhes permitia a Constituição de ficarem calados.

Apesar dos depoentes se mostrarem bem treinados para não se implicarem nas suspeitas, como Adail, que se confessou inocente, atribuindo todas as acusações sobre ele como trama de seus inimigos políticos, mesmo assim a Comissão conseguiu detectar contradições nos depoimentos. Como quando Adail afirmou que não tivera com nenhuma adolescente, e que dormira sozinho durante toda viagem de barco, enquanto o ex-sócio da Agência Mega Models, Fábio Marques, afirmou que o ex-prefeito ficou durante a viagem com as jovens no camarote em que estava alojado.

Diante das contradições, o senador, presidente da CPI, Magno Malta, resolveu realizar acareação entre Adail e Fábio, e Adail e Lândia. Entretanto, pouco foi dito.

Com o avançar dos trabalhos, e diante de tanto “direito de ficar calado(a)”, os membros da Comissão se postaram a mostrar a importância de uma CPI como recurso parlamentar para garantir os direitos da sociedade. Nisto, surgiram perguntas, como para Maria Lândia, quando o senador Romeu Tuma perguntou se ela dormia bem, e ela, visivelmente insegura, respondeu que sim. E quando o senador Malta afirmou que a filha dela iria ser criada sozinha, pois Lândia possivelmente seria presa por agenciar prostituição. Embora Lândia tenha afirmado antes que nunca viu pedofilia em Coari.

Ainda deu tempo para o senador Malta informar que o ex-secretário de Adail, Adriano Salan, que não compareceu à CPI, por força de um atestado médico lhe apresentando como acometido por doença hepática, estava naquele momento tomando café em Manaus, em uma panificadora localizada na Avenida Nilton Lins. Mas que ele iria de qualquer maneira dar seu depoimento na CPI. E, ainda, comunicar aos presentes, e telespectadores que recebera uma informação que o deputado estadual Wallace Souza estava sendo investigado por prática de pedofilia. Uma informação que deixou Raman mais desconfortado passou quase o tempo todo balançando as pernas, deixando transparecer claro nervosismo , já que Wallace apresentava seu programa Canal Livre na TV Manaus, e seu irmão, Carlos Souza, também apresentador do programa, tinha livre trânsito no jornal Amazonas Em Tempo, de sua propriedade.

Em suas falas finais, o senador Magno Malta afirmou que iria fazer todo possível para que os acusados, se houver prova, paguem por seus crimes. E que, embora respeitando a decisão do ministro Gilmar Mendes em conceder certos direitos aos incriminados, ele iria mostrar as gravações feitas pela Polícia Federal para ele ouvi-las, e esperar que o ministro, como pai, ficasse mais informado sobre o caso.

Como não foi possível ouvir o empresário Otávio Raman, o senador Malta suspendeu a sessão e marcou para hoje, às 8h, o depoimento de Raman, mais o do delegado da polícia civil Osvaldo Maia.

Na platéia, não se sabe com que propósito, estavam, além do senador Arthur Neto, deputados estaduais e federais, todos do Amazonas.

A CPI da Pedofilia tenciona terminar seus trabalhos dia 23 de novembro.

POR FORA DE FUTEBOL

Por fora de futebol

“Eu entro em campo para ser feliz.”

Valdívia, craque chileno

Trave ####### Quando o craque dorme, ele sonha com a bola. Quando o jogador de mercado dorme, sonha com o gol.

Trave POR FORA DE FUTEBOL ENTREVISTA O PÉ

Por Fora de Futebol – Companheiro, Pé, o esporte das multidões é chamado, no inglês, Football. O esporte que se pratica com os pés com uma bola, certo?

(Vibrando com os dedos) – Certíssimo!

PFF – Tu às vezes te sentes fora deste esporte ‘pesante’?

P – Se me sinto? Pô, meu, e quanto! Tem partida que eu acredito que os jogadores são aleijados: não têm pés. Uma loucura. Como pode futebol sem pé?

PFF – Eu ia te perguntar qual o teu número, mas…

P – Pode perguntar que eu respondo. Meu número depende do resto do corpo. Por exemplo: o Marcelinho tem o número 35, mas que pé de anjo. O Sócrates tem um pé com pouca curva, mas que batida na Dendeca, minha amante. Outro exemplo: o jogador que chuta a orelha da Dendeca é aleijado.

PFF – O como tu vês times contratarem jogadores sem pés.

P (Gargalhando ) – Não sou eu que tem que ver, são os dirigentes. Mas posso opinar. Quando um time têm jogadores sem pé é porque a direção não tem cabeça.

PFF – O peso do corpo influencia em tua ‘pé-formance’ em uma partida?

P – Cara, é aquilo que falei. Depende do resto do corpo. Se a cabeça do jogador pensa, e ele pesa mais que uma baleia, o pé não sente. Olha, o Coutinho, do Santos Bi-Campeão Mundial. Ele era uma circunferência, adorava chocolate, mas o cara bailava com a Dendeca. Leveza de craque. Agora, têm uns caras que são uma caveira, um osso, mas como me maltratam. Me maltratam tanto que no final da partida eu não consigo nem andar. Na hora de dormir, fico com insônia.

PFF – Qual é o pé que tem mais talento?

P – O pé, não tem pé esquerdo ou direito. O pé é só um: o craque.

PFF – Qual é o momento sublime de um pé?

P – Na hora do amor com a Dendeca. No momento do êxtase-estético-filosófico do gol. O momento em que eu e a Dendeca entramos em comunhão orgástica.

PFF – E quando um jogador troca o pé pela mão e o gol vale quase um título?

P (Gargalhando com os dedos todos arreganhados) – Estou te entendendo, meu. É preciso compreender-se que o pé se desterritorializa. Ele não fica só como base do corpo. Ele, em certos momentos, transcende o resto do corpo. O gol do Maradona, o qual tu te referes, foi a consubstanciação do pé com a Mão de Deus. Só o cara, Dieguito, podia fazer aquele gol. O juiz viu que havia a mão, mas como foi uma jogada tão sublime, tão transcendente, ele validou o gol. E não era para menos. O cara foi o melhor jogador de football do mundo. Eu falo de cátedra.

PFF – E o Pelé?

P – Pô! O cara me usou para quebrar a perna do Procópio. Não aceitei. Me neguei por muito tempo de acompanhá-lo. Ele ficou várias partidas sem me usar direito. Ele jogava com um pé fantasma. Por isso, perdeu até vários pênaltis.

PFF – Qual a pior humilhação que tu passas?

P – Quando o cara enfia o pé na terra. O cara erra a Dendeca e me enterra, como se eu fosse um defunto. Mas eu acho que é porque o cara é tão ruim que quer se livrar de mim. Também quando ele me movimenta e não acerta a Dendeca. Como acontece muitas vezes com o Ronaldo, a jaca que cai.

PFF – Frieira faz o cara usar mal o pé?

P – Depende do jogador. Para uns a frieira é desculpa por que jogou ruim. Para outros ela é um estímulo. Aquela coceirinha faz o cara ficar louco correndo atrás da Dendeca pra dá uma boa coçada com um gol.

PFF – Para terminar. O que tu achas do cara ser pé de um perna de pau?

P – Como eu sou ativista ecológico, eu me recuso a compactuar com estes caras, e que são muitos. Pode prestar atenção que todo perna de pau não tem pé. Por isso que todas as jogadas eles erram.

PFF – Agora, para terminar mesmo. E como terminar com os pernas de pau?

P – Cupim neles!

Trave ######## B DE BRASILEIRÃO

Vasco não ganha, Vila Nova que perde.

A partida foi igualzinha uma partida da A: sofrível. O Vila, de Nova só tinha o nome. O Vascão quase todo tempo ‘arrecuado’. Não porque o Vila foi só pressão, mas porque o Vila foi só impressão. Impressão de causar perigo. Lenga, lenga, lenga, lenga, pega a Dendeca, perde a Dendeca, não chuta, adianta a Dendeca, quando quer dominar já tem um ‘vascaindo’ na frente, que domina a Dendeca, mas com ojeriza.

No começo do primeiro’time’, o Vascão perde o Robinho. O Vila põe fé na manha: time com mais jogadores ganha. Ganha couro muitas vezes. O que aconteceu com o Nova, que está chegando na ZR: Zona de Rebaixamento.

Falta pela direita do ataque lusitano. Lá vai Fagner. Chuá! ‘Alevanta’ a Dendeca como uma “ave noturna”, em um falsete dos velhos tempos do Raimundo antes de se render à Globo, e ta lá a “revelação”: o vôo da “ave noturna” se agasalha na rede. Intervalo. Água e falas do professor.

Segundo ‘time’. A mesma partida: o Vila domina, mas não atina. Novamente lançamento pela direita do ataque do Vascão para área do Vila, Elton, sozinho, de cabeça… Dendeca se esparrama. O resto foi um arrasta pés até o final.

Positivismo dos ‘vascaindos’: a bola agora está entrando. Antes não entrava. Como coisa que a bola tivesse vontade. Abestalhada tiração de broncas quando perdem. “Jogamos bem, mas a bola não entrou.”

Nota fúnebre da partida

Torcedor sentado, policial militar passa e chuta o torcedor. O torcedor, surpreso e indignado, se levanta. Outro policial passa e lança spray de pimenta nos olhos do torcedor. Os policiais seguem como se nada tivesse ocorrido. A irracional violência policial. Toda violência é irracional, mas a da polícia é mais, porque ela exerce uma função pública.

LAMBANÇAS DO FUTEBOL

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,Keirrison, ex-jogador de carreira meteórica do Palmeiras, crente que vai ser contratado pelo Barça, diz que quer jogar como Romário. Segundo ele, admirava o ex, ex, ex…. quando jogava no Barça.

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,Romário, jogador inspiração também de Nilmar e Ronaldo, a jaca que cai, teve a prisão decretada por não pagar o leite das crianças. Não pagou pensão. O ex-baixinho ainda não entendeu que se existe uma justiça justa no Brasil é a que obriga ex-pais pagarem as pensões de seus filhos.

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,O craque argentino Tevez, contratado pelo City da Inglaterra, afirmou que vai fazer de seu no time um time de conquistas. Mas se for com o futebolzinho que jogou no Manchester, junto com o futebolzinho do baladeiro Robinho, esta cidade vai continuar inédita.

O O O O O O bêbado tinha sido goleiro. “Uma noite, já muito tempo depois”, ele vinha triste pelo meio da rua, quando viu uma poça. Refletida na água, a lua cheia. Ele não pensou duas vezes… Mergulhou.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.988 hits

Páginas

Arquivos