MANAUS, SETE MESES DESATIVADA

A promessa é uma das muitas produções místicas do homem. Como é óbvio, o homem é o único animal que faz promessas. Como, ao contrário dos outros animais que vivem o instante, o homem precisa deslocar-se, pela promessa, para se confortar na ilusão de que terá garantido o futuro. O futuro da definição da promessa. Assim, a promessa é um deslocamento temporal do homem. Mesmo que só pela imaginação. Ou superstição.

Existem duas idéias básicas de temporalidade da promessa:

Uma, quando o promesseiro realiza o acordo da promessa com alguém acreditando que pode pagar este acordo prometido. Trata-se de acordo futurado. Um acordo que será concluído, no futuro, com o pagamento. É um acordo que predomina o imperativo categórico do filósofo Kant. Pagar uma promessa é uma máxima que implica a condição de todos os homens em uma lei universal de pagar o prometido. De não querer enganar e nem ser enganado.

Duas, quando o promesseiro realiza um acordo com alguém sabendo que no estado que se encontra no presente não pode pagar o prometido. Trata-se de um acordo em que o presente imobiliza o futuro como tempo de pagamento. Assim, com o presente imóvel, não haverá futuro como tempo de conclusão do acordo. Trata-se de um imperativo hipotético do filósofo Kant. Escolher um meio para atingir qualquer fim é uma máxima que implica uma lei individual. Querer enganar e poder ser enganado. Promessa calculista. Auferir um prazer sem o mínimo de comprometimento.

Ao propósito que se pretende como instrumento de análise de Manaus atual, esta segunda idéia de temporalidade das promessas manifesta-se bem. É a máxima promesseira da maior parte dos profissionais do legislativo.

MANAUS, O TRIUNFO DA PROMESSA CALCULISTA

Quando Amazonino resolveu se candidatar ao cargo de prefeito de Manaus, em 2008, ele deixou bem visível, até aos mais descuidados da dita política manauara, que suas promessas jamais seriam realizadas. Jamais teriam como máxima uma imperativo categórico. Esta visibilidade se fez entendimento no momento em que ele fechou alianças com seus velhos e calejados parceiros da subjetividade direitista que domina Manaus há mais de 28 anos. Junto a estas alianças, elaborou uma campanha política em cima do que o prefeito anterior, Serafim Correa, havia deixado vazar como elemento próprio a ser usado por seus desafetos.

Dificuldades com o transporte coletivo, ruas esburacadas, falta de água, escolas desassistidas, ausência de áreas de entretenimento público, etc. Nenhuma destas dificuldades produzidas em sua gestão. Ao contrário, produzidas nas gestões anteriores ligadas diretamente a Amazonino. Mas que ele, Serafim, não conseguira amenizar em seus 4 anos de gestor. Seguindo seu périplo de voltar à prefeitura como diferente, menos populista, apesar da campanha e da amizade refletir seu passado populista, Amazonino, em letra de campanha, afirmou que se eleito não governaria com amigos. Sintetizou sua performance direitista, com forte alusão ao trabalho, e a um plano emergencial para uma cidade que, segundo ele, encontrava-se destruída e precisava, com urgência, ser reconstruída.

Eleito, Amazonino começou a mostrar a predominância do imperativo hipotético. Escolheu como secretários os velhos e calejados amigos, e o plano emergencial perdeu logo seu caráter urgente. Só que ele não contava com o que saltaria de suas velhas e calejadas amizades. A denúncia de compra de votos que a coligação de seu amigo, Omar Aziz, também candidato à prefeitura, entrara, ainda no primeiro turno, no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, pedindo o impedimento do registro de sua candidatura. O resultado não veio logo, mas para seu maior desespero veio depois de eleito. Como resultado da ação da equipe da presidente do pleito, a insigne juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, realizada juntamente com a Polícia Federal, que encontrara provas suficientes para cassá-lo em Primeira Instância. Cassado, Amazonino, para assumir a prefeitura teve que se valer de uma medida cautelar.

Hoje, dia 29, faltando 1 dia para completar sete meses de mandato cassado, ele, com sua distância aos negócios da cidade que condenava e da cidade que prometia, confirma sem nenhum prurido da moral kantiana que suas promessas estavam presas ao presente do momento de campanha. Um imperativo hipotético. Uma máxima como princípio individual para conseguir um intento calculista: ser eleito. Nesta configuração de promessa descumprida, Amazonino se segura no marketing como tentativa de obnubilar a percepção e o entendimento do manauara, sem conseguir, pois quando o manauara é afetado na objetividade-social-real, pelos corpos de uma cidade abandonada, compõe tristeza com seus buracos-corpos afetantes, com seu transporte coletivo-corpos afetantes, com o preço da passagem de ônibus-corpos afetantes, com o vale-transporte estudantil-corpo afetante, com a falta de água-corpo afetante, com escolas desassistidas-corpos afetantes… Corpos-afetantes que causam nos manauaras uma triste impotência comunitária de quem, ao caminhar como um ser urbano, não encontra corpos estilísticos, arquitetônicos, históricos, funcionais e afetivos capazes de produzirem afetos alegres próprios de uma cidade-real. Uma cidade em que seus habitantes encontram o significado urbano ontológico necessário à composição singular de existir. Nada do que a Manaus desativada possa ter.

1 Response to “MANAUS, SETE MESES DESATIVADA”


  1. 1 Anônimo quarta-feira, 29 julho, 2009 às 9:11 pm

    O prefeito que eu quis ainda não mostrou serviço e nem mostrará. Estou ancioso aguardando o julgamento dele. Que casse e mande direto para os quinto do inferno ele todos esses secretários, vereadores, empresários que deixam Manaus do jeito que tá. Leo/Manaus.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.017 hits

Páginas

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: