Arquivo para agosto \31\-04:00 2009

PROPOSTA DO GOVERNO FEDERAL PARA O AUMENTO DO SALÁRIO-MÍNIMO É DE R$ 507

Foi-se o tempo em que o anúncio do aumento do salário-mínimo, tradicionalmente anunciado em abril e adotado após o Primeiro de Maio, era motivo de vergonha para o trabalhador brasileiro.

Embora ainda esteja longe de suprir todas as necessidades que a sociedade de consumo criou e estabeleceu como “essenciais”, e aquelas que são efetivamente essenciais à uma existência sem privações, no governo Lula o salário tem “comido fermento”.

Se antes, o aumento do salário era tormento para o trabalhador e matéria-prima para o humor televisivo, hoje ele é motivo de preocupação para o patrão, que vê no aumento real do poder aquisitivo do trabalhador e da massa salarial uma ameaça à sua larguíssima margem de lucro.

Hoje, momentos antes da cerimônia de anúncio das regras para a exploração do Pré-Sal, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciou à imprensa a proposta para o aumento do salário-mínimo que o governo enviará ao congresso para votação. O valor nominal deverá ser de R$ 506,50. Na prática, 507 Reais.

Salário que deverá injetar na economia, somente através do ministério da Previdência, mais de 7 bilhões de Reais no ano que vem. Na conta do trabalhador que recebe o mínimo, serão 51 reais a mais todo mês.

Se for aprovada pelo congresso e senado, a nova proposta deve entrar em vigor já no início de fevereiro de 2010.

DIVULGADO ÍNDICE NACIONAL DE QUALIDADE DAS UNIVERSIDADES. MANAUS TEM REPRESENTANTE…

O Ministério da Educação divulgou hoje o Índice Geral de Cursos da Instituição, que é uma nota, resultado da análise que o ministério faz sobre as condições nas quais as instituições oferecem seus cursos. Itens como qualificação dos docentes, estrutura e qualidade do ensino entram no cálulo. As notas vão de 1 a 5, sendo a de número cinco a nota máxima, e a 2 considerada insatisfatória.

Vinte e uma instituições conseguiram obter a nota máxima do MEC, o que representa apenas 1% do total. Foram 11 públicas e 10 privadas. A nota mais alta ficou com a Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, EBAPE, do Rio de Janeiro, instituição particular na qual, evidentemente, não passou nenhum edil ou administrador das esferas municipal e estadual amazonenses. O ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), administrado pelo governo federal, ficou em segundo lugar.

Na outra ponta do boletim do MEC estão as entidades que tiraram 1 ou 2, e que devem receber uma visita in loco dos técnicos do MEC, a fim de estabelecer um termo de ajustamento, quando possível. Se as irregularidades forem muitas, o curso é descredenciado. “Dependendo da gravidade da situação, ela pode ter o número de vagas reduzidos nos cursos deficientes, a suspensão temporária ou definitiva do processo seletivo e, em último caso, o descredenciamento da instituição”, afirmou o ministro Haddad.

A lanterninha ficou com a Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Maceió, que é uma instituição particular. Ela e outras oito entidades que ficaram no 1 ou 2 podem ser descredenciadas, caso a visita do MEC confirme a incapacidade de oferecer condições mínimas de ensino. Das nove, uma já foi descredenciada.

Manaus, para confirmar o quadro de anemia da educação que se alastra pelos poderes estadual, municipal e UFAM, e que, no plano do ensino dito superior, cresceu no plano particular graças às benesses do MEC de Paulo Renato, no octênio FHC, tem seu representante entre os reprovados: o Instituto de Ensino Superior Materdei.

Saiba quais são as nove instituições clicando aqui.

ÚLTIMA REUNIÃO PARA O GRITO DOS EXCLUÍD@S 2009 (Manaus-AM)

Salve! Salve!

Companheiros e companheiras,

Lutadores e lutadoras do povo.

Ta chegando à hora! Ta vindo gente de todo lugar! Ta vindo gente de barco, de canoa, ônibus, caminhão, de carro e avião. A cidade toda já marcou a hora e o local. Tão vindo em mutirão, segurando o cordão, com uma animação e organização imensa, meu povão.

É a ultima reunião de organização do Grito dos excluídos e excluídas 2009. Será dia 01 de setembro, as 18:30h, no centro de formação da arquidiocese de Manaus – que localiza-se na Avenida Joaquim Nabuco, 1023- Centro.

Todo esse povo que ta vindo em mutirão, vem com bandeiras, latas, panelão, apitos e rojão. Vem gritando “Vida em primeiro lugar – A força da transformação está na organização popular”.

Não vamos esquecer que pra tudo isso acontecer, tem que aparecer dia 01 de setembro, as 18:30h, no centro de formação da arquidiocese de Manaus – que localiza-se na Avenida Joaquim Nabuco, 1023- Centro.

Veja o anexo o que vai acontecer dia 07 de setembro.

Espero-te, vem embora vamos participar. É chegado a hora do povo se manifestar.

Francy Junior

Equipe de articuladores/as do Grito 2009

(92) 96164232 / 84148446 / 32129030

E NÃO PERCA:

07 DE SETEMBRO DE 2009

15o GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS

Grito 2009

Vida em Primeiro Lugar:

A força da transformação está

na organização popular”.

Concentração: Bola do São José I (Próximo ao Terminal 5)

Horário: 15h

VENHA PARTICIPAR!

ORGANIZAR PARA TRANSFORMAR.

BELCHIOR: “EU SOU APENAS UM RAPAZ LATINO AMERICANO”

REVELADA A FRAUDE DA GLOBO

REVELADA A FRAUDE DA GLOBO

Configurou-se o que já se sabia. O “Fantástico”, confirmando sua decadência, falsificou uma reportagem alucinada/delirante. Propagou que o cantor, compositor e artista/ativista Belchior havia desaparecido magicamente, nisso implicando sua família, amigos e profissionais ligados a ele. Um ato de violento despudor para com uma pessoa e um público.

Como a Globo não trabalha, e nem acredita no princípio de realidade, tentou fraudar seu telespectador, jogando-o para os devaneios de outro mundo. O seu mundo lesivo. Onde ele deveria procurar o artista/ativista. Fora do princípio de realidade. Mas Belchior estava real no princípio de realidade. Território onde os sentidos e razão constroem seus significantes e significados. A objetividade. Por isso ninguém levou em conta a trama da Globo, que agora mostra como se tivesse realmente acontecido. Todos curtiram de montão a babaquice da vetusta Vênus Platinada. Hoje enferrujada, mas sem nenhum perigo de tétano coletivo, já que a população se encontra vacinada.

Nós procuramos você no Brasil e não te encontramos”, disse a ridícula repórter, em sua cena de canastrice comandada pela Globo. “Evidentemente eu estava aqui. Estou fazendo um trabalho, muito, muito especial aqui. Você sabe que eu tenho uma ligação muito grande com a América Latina, ‘eu sou apenas um rapaz latino americano’”, respondeu, zombeteiro, Belchior, em sua casa no Uruguai. A repórter ridícula continuou em seu papel de bem mandada, tentando fazer com que Belchior comentasse sobre o que estavam falando sobre ele no Brasil. Entendedor das malícias e das trapaças dos bem mandados, o arigó sentenciou: “Eu não tenho menor interesse na vida privada de nenhuma pessoa, sabe?” A triste repórter não sabia. Continuou em sua trama vergonhosa de profissional falsária. Belchior não contribuiu.

Mas a Globo não é videotarizante sozinha. Ela tem seus parceiros. Para ilustrar sua patética alucinação/delirante convidou Daniela Mercuri e Alceu Valença, que contribuíram com o que puderam fazer por si mesmos, posto que a natureza não lhes presenteou com a inteligência. Contribuições que só serviram de pilhéria para todos que sabiam da trama da Globo.

Todavia, a Globo não foi de toda inútil como sempre é. Com sua ambição por audiência, conseguiu ter certeza que sua decadência é real. E isso não tem nada com as programações das outras TV’s, que seguem o mesmo modelo de programação alienadora. Tem a ver com o comportamento da população, principalmente internáutica, que fez humor com sua ambição. Demonstrando assim que ela não tem mais poderes de fabricar verdades para o telespectador.

O telespectador sabia que ela desde o começo conhecia o paradeiro de Belchior. Mas só não sabia de seu verdadeiro paradeiro como emissora de inutilidade pública.

POR FORA DE FUTEBOL

Por fora de futebol “Eu entro em campo para ser feliz.”

Valdivia, craque chileno.

Ah, se a bola não pulasse! Como o perna de pau seria feliz!

Trave############# BRASILEIRANÇA A B A B A B B B A A A

MENGÃO AGRADECE FLUZÃO

Despachado no meio da semana pelo Fluzão para fora da Sudamericana, o Mengão encarou, em casa, o Santo André, e meteu três dendecadas: Denis Marques, Leonardo e Zé Roberto. O Santo esqueceu o paraíso e os operários ficaram na Terra. Depois de um crescente paradisíaco, um decrescente terreno.

CORITIBA DEIXA AVAÍ NA ‘ONZÉZIMA’

Que coisa, meu! ‘Ónzima’ partida sem perder, sabe lá o que é isso, brother, cair de três pro estado vizinho? Ainda mais um estado em que as pesquisas demonstram vantagem do intrigante senador do PSDB, Álvaro Dias, para governador. É triste, Avaí. Marcelinho e Pereira. O time da casa está num crescente. Vamos ver se seu crescimento vai lhe fazer colocar entre os primeiros.

AFLIÇÃO, ME DEIXA!

Os aflitos não estão mais aflitos. A aflição esta se mandando, principalmente do estádio. O mais importante: o estádio tem que ser livre de tudo que é ruim, e, no caso, a aflição. Foi o que os argonautas fizeram. Não se afligiram. Esqueceram o estádio dos aflitos, e dendecaram três em cima do Atlético Paranaense, que tem escorregado ali, escorregado aqui, e não está se afinando. Dendecas? Carlinhos Bala, Michel e Derley. Nada de aflitos! Gritou, satisfeita, a platéia.

SANTO E PERIQUITO, NADA DE CÉU

São Paulo é santo. Periquito é animal faceiro e esvoaçante. Os dois tentaram pelejar, mas só tentaram. O Santo esqueceu o subir, e o periquito não mostrou as asinhas. Compadre, ficar mais de 90 minutos e não dendecar, é digno de Procon.

Não só pela posição que ocupam na tabela, mas pelo porte de time grande no futebol brasileiro, era obrigatório que o público tivesse um bom espetáculo. Não aconteceu. O zerô-zerô afirma que o futebol A está muito bem como B.

VERMELHAÇO BOTA DE QUATRO BANDEIRANTES

Os bandeirante foram ao sul, que não é maravilha. Não é território do glamour. Parecia que ia ser um bom pebol, não foi. Mas ia ser. E daí? Goiás vê o Vermelhão.

Os bandeirantes tinham Fernandão, estreando contra seu velho time do coração. Aos 13 minutos o juiz expulsa, absurdamente, Fernandão. Com isso, vem a vitória de quatro a zerô. Os bandeirante caem de quatro. Que coisa, meu!

Nisso que, querendo vitória, o Vitória meteu três no Cruza, e pegou também três. Como o Botão, que meteu três nos pampas, e levou também três. Partida que o juiz deu uma boa contribuição para os chimarrões. Penal não marcado a favor do Fogão, além do segundo gol pampeiro saído de um cruzamento de uma bola já saída no fundo.

QUEM NÃO CHUTA É CHUTADO

O Luxembuste viu em sua casa, Vila Belmiro, seu time sentir faltar de ar diante de um Fluzão, que dominou a partida. Tudo bem, perdeu, mas dominou. Só que tem um caso. O Fluzão não chuta. Tem toque de bola, mas ninguém chuta. Ora, quem não chuta é chutado. Não deu outra. Em jogadas sem qualquer brilho futebolístico, o peixe foi à rede do Fluzão, que não chuta. Moral: Se não chuta, fica mais perto da segundona.

,,,,,,,,,,,,,,,,,,O bom de um campeonato é que quando um time perde uma partida, em seguida ele cria esperança para a próxima. E quando ele é desclassificado, ele cria esperança para a próxima da segundona.

Moral otimista: Sempre haverá uma outra partida.

SEU ZÉ PELINTRA NO TERREIRO DE PAI CARLOS DE XANGÔ

Aê Palmeirão dos Índios

Aê Bouqueirão de Arara

Sou eu José Pilintra de Pernambuco

Boqueirão de Arara

Sou eu José Pilintra de Pernambuco

Palmeirão de Arara

Pai Carlos - Zé Pilintra 01 por você.

Que festa animada foi a festa de seu Zé Pelintra no terreiro de Pai Carlos de Xangô, ocorrida no Novo Israel II. O simples estava cheio de filhos de Pai Carlos, de convidados de outras casas e de pessoas que simpatizam com toda a beleza e alegria das religiões afro.

Pai Carlos - Zé Pilintra 02 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 03 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 04 por você.

E logo veio seu Exu Marabô trazendo um falo pendurado no pescoço, e trazendo para todos com ele uma mensagem de amor, fertilidade, prosperidade e sorte, como nos explicou a bela cambona Diane de Oxum (à direita na foto abaixo).

Pai Carlos - Zé Pilintra 07 por você.

Mara, Mara, Mara, é Marabô

Exu é pequenininho

Mas Exu é do amor

Exu é pequenininho

Mas é bom trabalhador

É Marabôôô…

Pai Carlos - Zé Pilintra 05 por você.

Eu quero que todo mundo fique acomodadinho. Façam de conta que você estão na casa de vocês. Que minha casa seja a casa de vocês, que casa de santo é a casa da prosperidade. É a casa da alegria. Que a casa bata na porta de vocês, que traga muita fartura, muito ouro. O dinheiro que não falte no bolso de vocês, nos cofres. Porque o meu está guardado, bem guardadinho. Então, sorte para todos que estão aqui! Sorte e Alegria! Que os inimigos de vocês não possam mais do que vocês! E a tristeza vai caminhar…

Pai Carlos - Zé Pilintra 06 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 40 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 08 por você.

Chegaram então as pombogiras com seus maravilhosos cantos, suas vigorosas danças e suas gargalhadas. Como diz a entidade que se chama Exu Maria Quitéria do Cruzeiro das Almas (ao centro na foto abaixo), entidade que acompanha Pai Luiz de Iansã há 24 anos: “Exu é alegria! Exu é prosperidade! Exu é abertura de caminhos!

Pai Carlos - Zé Pilintra 24 por você.

Cai chuva no meu terreiro

Cai chuva no meu quintal

No meio da encruzilhada

Maria Quitéria, uma gargalhada


Quando a palmeira pendia

Quando a palmeira pendia

Um olho d’água rolava

No meio da ventania

Eu perguntei a Lúcifer

Que iluminava esse dia

Abriu as portas do inferno

Saiu Maria Padilha


No meio da festa, um acontecimento inesperado: caiu um dos tambores. Dada a importância maior dos tambores dentro de um terreiro, acompanhamos didaticamente o que se seguiu. Imediatamente seu Marabô ordenou total silêncio no terreiro, pediu uma espada (pana) branca, uma taça com água e uma vela acesa para o ritual de levantar o tambor, e firmou um cântico enquanto levantava.

Pai Carlos - Zé Pilintra 11 por você.

Caminhou, caminhou

E a tristeza caminhou

Marabô veio girar

E a tristeza caminhou

Passou-se então à distribuição da apimentada, saborosíssima farofa de Exu. Todos fizeram fila para receber das mãos de seu Marabô a abençoada farofa e junto com ela as bênçãos dos santos.

Pai Carlos - Zé Pilintra 14 por você.

Farofê, farofá,

Farofa amarela que Exu vai dar

Farofê, farofá,

Farofa amarela que Exu vai dar

Pai Carlos - Zé Pilintra 16 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 15 por você.

Pai Carlos - Zé Pilintra 18 por você.

Antes de ir seu Marabô colocou o chapéu no meio do terreiro para quem quisesse colocasse uma moeda, algum dinheiro no chapéu e fizesse o seu pedido para o Exu do Amor.


No reinado de meu pai

O ouro é moeda falsa

Quem tem, tem-tem-tem

Quem não tem

É quem quer dá


Pai Carlos - Zé Pilintra 23 por você.

E eis que chegou o dono da festa. Uma das mais conhecidas e respeitadas entidades das religiões afro: trazido ao terreiro por Pai Lala, seu Zé Pelintra. Conversamos com o mestre da Jurema e deitamos abaixo essa conversa, entremeada com imagens e cantos da magnífica festa.

Pai Carlos - Zé Pilintra 26 por você.

São 35 anos que eu trabalho na cabeça do seu Carlos, e hoje é um dia de alegria pra mim porque eu sou um caboco velho da Jurema, venho como mestre da Jurema. Então digo para o povo que estude o espiritismo, porque o espiritismo é como uma escola: o yaô entra para iniciar o santo e segue… Se os pais souberem o que estão fazendo, a religião vai ser sempre uma coisa muito linda. Todas as religiões são muito bonitas, e a nossa é muito bonita se levada a sério. O santo é uma coisa maravilhosa.

Eu me criei em 1974 na cabeça dele, no primeiro barracão, na Praça 14, na casa de Pena de Arara, que era casa de Mãe Francisca. Nessa casa, completou agora no dia 29 de junho passado 23 anos de casa aberta, que foi comemorado pelo santo da casa, que é Badé, que no Candomblé é chamado de Xagô. Nós somos da Mina Jejo Nagô, nós somos mineiros aqui. Badé que reina nesse terreiro. A casa aqui é de Badé com Oxum. Hoje, a gente tem uma história, um projeto onde a gente pode falar assim: “É lindo o espiritismo!”


Eu tenho muitas vitórias na cabeça de seu Carlos, com pessoas que eu já trabalhei, pessoas aleijadas, pessoas doentes que às vezes até a medicina não consegue entender, porque eu sou um doutor. Então, coisas no passado, que a medicina não conseguia dizer, não conseguia fazer, e como eu sou um espírito, nós podemos fazer um milagre através de Deus. A pessoa quando chega com fé leva toda a esperança, leva toda a alegria, e toda a tristeza vai embora. Às vezes um doente chega dentro da casa da gente doente, e a gente faz uma reza simples, mas o poder de Deus é maior.

Pai Carlos - Zé Pilintra 29 por você.

Lá se vem do outro mundo

Com grande saber profundo

Ele vem do outro mundo

Lá vem Zé, lá vem Zé lá da Jurema

Lá vem Zé, lá vem Zé do Juremar…

E quem é Zé? Saravá, saravá…

E quem é Zé? Saravá, saravá…

Pai Carlos - Zé Pilintra 42 por você.

A gente faz todo tipo de ebó. No caso, o ebó pro amor, quando um homem tá sem uma mulher, uma mulher sem um homem, aí a gente ajuda. Amor é uma coisa que Deus deixou no mundo, não faz mal a ninguém. A gente procura unir as pessoas, e não desunir, porque o amor traz prosperidade, porque o amor. Aqui ninguém mata, ninguém esfola, nada desse tipo de coisa, a gente só faz trabalho pra trazer o amor, pra ajudar quando a pessoa está desempregada, tá doente. A religião não é muita das coisas que muita gente fala, muita gente discrimina. Mas me disseram que formaram uma lei que é correta, que ninguém pode falar mal assim da religião de ninguém, mas ainda existem pessoas que comentam o que não deve ser comentado.

Eu digo assim: “Acima de Deus não há, abaixo de Deus não tem, acima de Deus, dos astros, nós somos mensageiros do bem.” Eu sou conhecido mundialmente. Nos quatro cantos do mundo, em toda parte do mundo nós temos uma forma de trabalho, porque a humanidade, em toda a parte, precisa da gente. O povo até vai em outras igrejas, mas sempre ele tá junto com a gente, porque, na saúde ou na tristeza, o povo procura muito a gente, pois quando ele chega dentro da nossa religião ele consegue tudo que buscava, consegue vencer muito.


Ele se chama José Pelintra

Nego do chapéu derramado

Quem mexer com Zé Pelintra

Ou tá doido ou tá danado

Ou tá doido ou tá danado

Pai Carlos - Zé Pilintra 30 por você.

O povo tem que educar bem os sus filhos, para que ele saiba o tipo de religião que pratica. Muitas vezes o povo diz assim: “Não vai pra macumba, menino, que é coisa da parte do Diabo.” Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Se fosse, não teria tanta gente com a gente em nossa casa. O Diabo leva muita culpa, e ele está em cima das pessoas mesmo, não é a gente não. A gente não pode ser responsável pelo que as pessoas fazem. Às vezes a gente tá dentro do barracão, chega o cicrano, quer pagar, quer matar. A gente aconselha: “Não faça isso. Tenha amor no coração pelo próximo, você tem tanta coisa boa pra fazer nesse mundo.” Eu, Zé Pelintra, mestre da Jurema, gosto de trabalhar para as pessoas que necessitam do meu trabalho. Bateu na porta da nossa casa, eu só não posso é tirar da morte, porque da morte só Deus. Mas tudo nesse mundo eu já fiz, já levantei aleijado, já tirei gente do hospício, do hospital desenganado dos médicos, não somente em cima da cabeça desse bablaô, mas em cima das cabeças de muitos médiuns bons por aí.

Eu ainda chamo o seu Carlos de “meu menino”. Ele já vai fazer 50 anos, eu comecei a trabalhar na cabeça dele ele tava com 13 anos de idade. Ele sempre foi uma pessoa muito correta e gosta das coisas certas. Tudo que ele faz ele pede a mim, ou então eu faço na cabeça dele. Ele é muito dedicado ao santo. Os pais e as mães que bem souber, eduque seus filhos no caminho certo.

Pai Carlos - Zé Pilintra 31 por você.

Seu Zé passou então para a linha de malandro, e pela alta madrugada a festa continuou no pique do tambor e do repique.

Pai Carlos - Zé Pilintra 32 por você.

Caboco bom, caboco bom

Caboco bom é o que sabe trabalhar

Caboco bom é o que sobe no coqueiro

Tira o coco, bebe a água

E deixa o coco no lugar

Segura o coco, Margarida

Não deixa o coco cair


E assim nesse ritmo o sol raiou e a festa continuou, agora já numa roda de pagode, que começou com Adoniran Barbosa e passou por vários mestres do samba brasileiro. Enquanto a cerveja não parava de cair, o ogan Irã segurava na batida, e os convidados e até entidades presentes caíram no samba no pé até não mais parar…

Pai Carlos - Zé Pilintra 35 por você.


Na Baixa do Sapateiro

Formou-se uma confusão

Era o malandro Zé Pelintra

Sambando de pé no chão

Pai Carlos - Zé Pilintra 36 por você.

●●● PAI CARLOS DE XANGÔ ●●●

Rua Fábio Lucena, nº 55 — Novo Israel II (Manaus-AM)

Telefones: (92) 3636-5770 / 9161-8342 / 8119-4415

!!!!! O MUNDO É GAY !!!!!

O RISO E O RISÍVEL NO HUMOR CINE-TELEVISIVO

Uma pergunta incômoda e por isso mesmo não formulada pela chamada inteligência artística brasileira é: por que o humor que é produzido no Brasil não incomoda as autoridades?

Pode-se falar em incômodo num plano da intimidade, quando “humoristas” da lavra de pânico e CQC expõe alguém à dizeres da escatologia ou dos resíduos moralizados do corpo. Mas isso não é incômodo. Hitler por exemplo, odiava os humoristas alemãos, porque faziam o povo rir. E não há nada pior para uma tirania do que um povo que ri.

Na peça teatral “A Exceção e a Regra”, do alemão Bertolt Brecht, o cruel comerciante se incomoda com o riso e o canto do carregador. É que o explorador não deseja apenas se alimentar da força de trabalho do explorado. Ele quer aniquilar todas as suas formas de produção e expressão.

Por que se ri do homossexual afetado que, via de regra, surge nos programas humorísticos? Por que se chegou a um ponto em que o humor árido e esvaziado de um Sacha Baron Cohen e seu Bruno é considerado um humor revolucionário?

Podemos destacar aqui, sem muito aprofundamento teórico, duas características do riso e dois usos que dele se pode fazer. Os especialistas rirão, mas entenderão o que queremos dizer.

O riso, segundo o filósofo francês Henri Bergson, é uma reação social – portanto, humana – ao automatismo, à repetição autômata, quando a plasticidade exigida pela Vida para que o homem à ela se adapte é rompida. A fala desmesurada e initerrupta, o andar “robotizado”, a insistência em realizar a mesma tarefa da mesma forma não obstante encontrar sempre o fracasso. É só lembrar Buster Keaton e Chaplin.

O riso carrega uma potência desestabilizadora da serialidade. Embora se ria do automatismo, o riso provoca um estado de excitação que elimina a letargia. É um pouco aquilo que Reich via no orgasmo: uma força que rompe o serialismo e nos leva a outros territórios. Quando gratuito, o riso é risível. Quando o objeto do riso é algo que está ali gratuitamente, quando se faz uso apenas do estereótipo (a serialidade/seriedade) para reafirmá-la como realidade, então o riso é reacionário. O riso histérico que eclode de uma situação em que o próprio sujeito do riso está preso na teia da serialidade. Ri-se porque não se tem outro remédio, mas o riso não é remédio nestes casos. É sintoma da doença.

Daí a patologia do humor gratuito e esvaziado. Querem um exemplo? Liguem a televisão e não verá um só humorista que carregue conteúdo. Mas o riso é tão revolucionário, que mesmo inadvertidamente, os pseudo-humoristas da televisão, conseguem fazer vibrar. Embora não passe nada, nada transborde ou decline dali. Vide o episódio da frase racista de um membro do CQC, que causou furor nas hostes do politicamente correto, sem que as próprias raízes da discriminação racial e dos mecanismos de segregação e rejeição social do negro, evidenciadas na frase, fossem questionados.

Assim, o humor deprimido da televisão não interessa ao movimento LGBT, que não obstante, tem no humor uma força do seu lado, assim como do lado de todas as chamadas minorias (e minoria tem lado, boneca?). Fazer humor, modificar o estado de coisas, não é para quem lida apenas com o automatismo, mas quem faz dele uma forma de desestabilizar o status quo. E isso incomoda. É como afirma o humorista lusitano Raul Solnado: “o ator cômico é um interventor no plano social, político, e até na vida das pessoas que critica, por isso não pode ter a unanimidade universal. O Chaplin tinha imensos inimigos e esses declaravam-se a cada passo. Os meus inimigos não se declaram, mas sei que os tenho”.

Daí que um riso que não carregue elementos necessários a uma modificação no entendimento do objeto do riso, não é humor. De nada adianta rir das piadas do Jô Soares, porque nelas só se veicula a bílis reacionária da classe média e a xenofobia àquilo que não faz parte da zona de conforto do pensamento senso-comum. Ao contrário, é quando rimos de algo, no entendimento de que este algo é absurdamente existente – e que por isso mesmo é necessário mudar – é que esse riso é humorístico. Escapou e construiu outros mundos possíveis, e neste que é objeto de riso já não é possível estar. Como Brecht, Kafka, Saramago, Dante, Chaplin, o clown shakespeariano, dentre tantos.

Só quando, ao rir, se perceba o absurdo de discriminar alguém pela sexualidade, é que finalmente se poderá falar em humor homoerótico.

Muáh!!! pra vocês! Se joguem nas news!

Φ ILGA PROMOVE CAMPANHA CONTRA PSIQUIATRIZAÇÃO DO TRANS. A ILGA (Associação Internacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) iniciou uma campanha que tem como objetivo aprochegar-se à Associação Americana de Psiquiatria (como pode ser uma associação americana se ela pertence somente aos EUA?) e retirar do seu manual a transexualidade como doença. O que, maninha? Os psiquiatras estadunidenses ainda consideram um desvio do comportamento a transexualidade. Bem, se fosse considerado um desvio no sentido de convidar a um jogo onde os signos são descarregados da sua força coercitiva (a verdade) em proveito de um afecto e outros caminhos a percorrer existencialmente, estava valendo. Mas a psiquiatria, em muitas de suas vertentes, ainda insiste em ser o braço da Lei da imagem do pensamento do Estado. A nova versão do DSM deles sai em 2012, e espera-se que o transexualismo seja extinto em nome de um outro modo de existir: a transexualidade. E agora, polícia do pensamento? Sentiu a brisa, Neném?

Φ AVON DISCRIMINA NA COLÔMBIA SE FOSSE SÓ LÁ… A ONG Toque Lésbico, da Colômbia, participou da marcha mundial contra o câncer de mama, promovida pela empresa de cosméticos Avon, e teve que lidar com outro tipo de metástase: a da inteligência. É que a Avon, empresa que discrimina todos os dias nas suas propagandas, pelo mundo inteiro, a velhice, disseminando a geriofobia, sem entender que a velhice é um outro modo de sentir o mundo e a existência, e que, quando linha intensiva que vibra uma biografia ativa, é a expressão do Belo no ser humano, também resolveu discriminar a diversidade. Ao entrar em contato com a empresa, a ONG foi orientada a participar, mas sem nenhum tipo de alusão audiovisual à diversidade, e sequer sem levar um cartaz com o nome da ONG, por ser muito explícito. Daí restou às companheiras do Toque Lésbico dar o toque na passarela da xenofóbica empresa: foram pra rua, levaram seus tambores e um slogan: “O Câncer de Mama não discrimina. E a Avon?”. Sucesso total, vitória do humor sobre a carrancuda seriedade/serialidade empresarial. Queriam o quê, de uma empresa que lucra sobre a estupidez do ideário capitalista do consumo e da fetichização do corpo? Sempre jovem, a Avon é incapaz de perceber o mundo com outros olhos que não os da voracidade aniquiladora da inteligência. Tem dúvida? Fale com a sua consultora. Sentiu a brisa, Neném?

Φ SANTA CATARINA É QUARTO ESTADO A RECONHECER NOME SOCIAL NAS ESCOLAS. Gente, que alegria! Depois do pioneiro Pará (para desespero e mágoa dos ressentidos amazonenses xenofóbicos), Mato Grosso e Goiás, é a vez do conselho estadual de educação de Santa Catarina expedir parecer favorável ao uso do nome social para trans na documentação do sistema público e particular de ensino. Faltam ainda trâmites burocráticos para que a medida entre em vigor, mas agora é questão de tempo. Enquanto isso, a ABGLT continua animando os movimentos estaduais a pressionarem seus governos a adotarem a medida. Em 12 deles, incluindo o atrasado Amazonas, a discussão está rolando. Em outros, a luta está apenas começando, mas a sacar pela onda, deve molhar todo o país. Daí, será um duro golpe na discriminação, ainda que a longo prazo. Sentiu a brisa, Neném?

Φ TREINADOR DA SELEÇÃO ITALIANA NÃO QUER GAYS EM SEU TIME. A Itália tem sido, nos ultimos anos, uma espécie de vitrine social para o futebol. Não porque tenha sido campeã mundial, ou porque tenha revelado craques. Longe disso, é no futebol italiano que tem emergido mais caracaturalmente as contradições da sociedade de consumo que se corporificam no futebol. Principalmente a estupidez, a xenofobia em todas as suas vertentes, e a discriminação. Depois de uma onda de denúncias de resultados arranjados, que levou a Juventus à segunda divisão, à onda de violência entre torcidas, que brigam entre si, brigam contra os vizinhos (Norte rico X Sul pobre), brigam contra os negros, contra as mulheres, contra os LGBT, também no quesito homofobia eles têm mostrado que são craques. Já apareceu por lá garoto de programa que afirmou fazer sexo cotidianamente com grandes jogadores do certame, incluindo selecionáveis e campeões do mundo. Já apareceu dirigente afirmando que não existem gays no futebol. Agora, o treinador da Squadra Azurra, Marcelo Lippi, disse que seria impossível que um jogador da seleção tivesse um relacionamento público homoerótico. Lipp foi até lúcido: afirmou não ser uma questão de cultura, mas de mercado. Os torcedores não gostariam de torcer para um jogador que tivesse um marido ou namorado. No entanto, ele não compreendeu que sua declaração reafirma como verdade tudo o que tem corroído o futebol italiano, e o tem tirado do topo dos certames nacionais europeus de ponta. Nada de potência desestabilizadora do enunciado predominante, nada da potência filosofante de um Dante, de toda uma filosofia, literatura, arte, que encontraram em uma Itália há muito desaparecida, o solo necessário para florescer. E o mais irônico é que enquanto Lippi dizia isso, quantos jogadores na Itália e no mundo inteiro se compraziam nos braços de amados e amantes, no calor consolador do amor que não pode dizer seu nome? Sentiu a brisa, Neném?

Φ PROJETO QUE REGULARIZA UNIÕES ESTÁVEIS EXCLUI RELAÇÕES HOMOERÓTICAS. Mais uma evidência de que a Câmara Federal é muito mais perniciosa e daninha à sociedade brasileira do que sonham os vãos detratores de José Sarney. A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou nesta quarta-feira última uma nova versão do projeto de lei que regulamenta a União Estável. A questão é que, por iniciativa do deputado José Linhares (PP/CE), as uniões homoeróticas foram excluídas do texto final. Linhares é padre e deputado (mas a igreja não condena a politização de seus membros? Não foi por isso que o bispo Fernando Lugo, do Paraguai, foi expulso da Santa Sé? Ou será que foi porque ele era de esquerda?) e diz-se não contrário às uniões civis homoeróticas, apenas quer que elas continuem sendo consideradas ilegais. Bom que é, né! Linhares confunde alhos com bugalhos, como diriam os gajos de Portugal. Acredita na família adônica, e quer fazer crer que o discurso teológico compõe com o científico e com o do Direito. Se o Estado é laico, a qualquer deputado que sabe somar dois mais dois, fica claro que os interesses do deputado são um atentado a um dos pilares do Direito moderno. E a modificação não deve passar. Mas em se tratando da câmara que temos, nem espere uma só sinapse, um só lampejo de inteligência: esta câmara contradiz Deleuze. Não há buraquinho por onde passe a inteligência. Vamos nos mobilizar, a inteligência, neste caso, somos nós. Sentiu a brisa, Neném?

Φ MINISTÉRIO DA SAÚDE COMBATE AIDS USANDO MÍDIAS ELETRÔNICAS. Nas últimas eleições brasileiras, bem antes dos EUA descobrirem a internet na eleição de Obama, já se percebia a importância da rede como território de combate à rigidez das mídias tradicionais. Lula venceu, apesar da maçiça campanha contrária em cadeia de rádio e tevê, Jornal Nacional, Band, Record, SBT, Folha, Estadão, Veja, etc. O governo federal tem mostrado que em matéria de mobilização midiática, compreende melhor que a alcunhada oposição que os saberes não tem fonte, e que devem circular nos meios, fazer comum-unidade pelo país afora. Por isso, distribuiu a verba publicitária, tirando a concentração econômica que antes existia em meia-dúzia de jornalões para colocar a propaganda em zil jornais menores e mídias alternativas. Agora, o ministério da saúde embarcou nessa. Tomou o insosso Orkut e o Facebook, duas possibilidades teletecnológicas de ação que são tradicionalmente usadas para o banal e o efêmero, para disseminar o combate ao vírus HIV e o uso do preservativo. Na comunidade “Atitude Contra a AIDS” (aqui, no orkut; aqui, no facebook), discutem-se temas relativos à prevenção, e o pessoal do ministério dá dicas confiáveis. Nada de amadorismo aqui. As comunidades são resultado de uma pesquisa que mostrou que pelo menos um em cada dez jovens já transou com alguém que conheceu na internet. Idéia Mara! O negócio agora é disseminar… A comunidade, meu bem. Disseminando a comunidade, você ajuda a não disseminar o vírus. É batalha virótica nos planos virtuais! Mande bronca, Matilda! Sentiu a brisa, Neném?

E não se perca na balada, querida! Para entender o que as bees estão falando, confere aí embaixo as principais gírias do mundo LGBT! Aloka! Hihihi…

VOCABULÁRIO LGBT

– LETRA “D” –

Dadeira: gay que adora ser passivo e pratica muuuuito

Dar a elza: roubar.

Dar close: ficar poucos minutos em algum lugar. Dar pinta

Dar o truque: enganar

Dar pinta: mostrar afetação

Débora Kerr: o mesmo que Betty Faria.

Desencanado: mais que simpatizante, não está nem aí

Desaquendar: desapegar, desembaçar

Descolado: que não é tímido, expansivo e integrado a algum círculo.

Derreter: quando alguém se colocou muito e fica em algum canto esperando a bebedeira passar

Dildo: Vibrador ou outro objeto utilizado para estimular o ânus ou vagina

Do além: pessoa, fato ou lugar estranho, chato, incompreensível

Do bem: pessoa, fato lugar legal, amigo (antônimo: do mal)

Drag Queen: homem que se veste com roupas geralmente associadas ao sexo feminino mas sem esconder que é homem, também associado a maior espalhafato. No original inglês, drag queen é utilizado como o mesmo significado de Travesti (homens que parecem mulheres)

Drag King: versão feminina de Drag Queen, i.e. mulher que se veste de homem

Drama: situação trágica ou tragicômica. Própria das dramáticas.

Fazer drama: exagerar no sentimentalismo ao contar/interpretar um fato; dramatizar

Dramática: para Johny Luxo, o mundo se divide em dramáticos e exóticos. Também utilizado como expressão tanto de contentamento como de espanto, alegria, satisfação e tristeza. Pode ser usado como elogio para alguém.

Dun-dun: negro ou muito bronzeado

Dyke: o inglês lésbica.

Dzarm: versão light de cafona.

.

Beijucas, até a próxima, e lembrem-se, menin@s:

FAÇA O MUNDO GAY!

BELCHIOR E SARNEY JUNTOS. E AÍ, GLOBO? VAI TER CARTÃO VERMELHO SUPLICY?

belchiorsarney

Qualquer estudante de psicologia, por mais desligado que seja, sabe que alucinar é ver e ouvir o que não tem corporeidade na objetividade. E delirar é elaborar uma enunciação sobre a corporeidade sem objetividade. Se o estudante de psicologia sabe disso, o mesmo não acontece com a Globo. E como a Globo pretende aprisionar o telespectador em suas alucinações e delírios, sem qualquer pudor, ela faz tudo para que aquilo que ela é em si seja tomado pelo público-telespectador como real.

O caso do desaparecimento do compositor, cantor, ativista político-artístico Belchior é mais uma de sua obras alucinantes/delirantes. Se o que conta é aumentar a audiência em decadência, está valendo tudo. Soco na boca do estômago, rasteira, cotovelada, rabo-de-arraia, chute nos colhões, pescoção, joelhaço, tudo em forma de imagens-falsificadas. Entretanto, até que o lance do desaparecimento do ativista-artista arigó Belchior serviu para algumas ‘humorrizadas’. Serviu de marketing. De lembrança de antigos fãs. De sessão nostalgia. Rádios voltaram a tocar com insistência suas composições, até na voz do Rei da Depressão, Roberto Carlos. Rapazes latinos americanos voltaram a usar seus blusões de couro. Formou-se um grande contingente de grupo de buscas para ver se o encontravam. A internet ficou repleta de notícias sobre possíveis aparições dele em lugares múltiplos. Sem nenhuma vocação para Deus, de repente Belchior passou a ter o dom da onipresença. Está em vários lugares ao mesmo tempo.

Viram-no em Sacramento, no Uruguai. Em São Paulo, em um Show de música erudita. No interior do Amazonas. Em Florianópolis. Rio de Janeiro. Em um aeroporto num papo muito pegado, tomando conhaque, com um aeromoça sexy muito bonita, meio James Dean que escapou da tragédia. Agora, surge Belchior ao lado de Sarney, na inauguração da Coordenação de Direito Eleitoral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Tendo ao seu lado, também, Luis Cláudio Lamachia, Ordem dos Advogados do Rio Grande do Sul, logo atrás o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer. Além de ter levado um bom lero com o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ayres Brito.

Como se sabe que a posição intrigante da Globo no episódio Sarney é única e exclusiva, seguir a mesma trama das outras mídias co-irmãs sequeladas, iguais a ela, em aliança com a direitíssima parlamentar, ela deve ter acusado o golpe: não esperava que suas alucinações e delírios se virassem, como um bumerangue, contra ela mesma. Queria lucrar e perdeu, e ainda está fazendo marketing para Sarney.

E quanto ao juiz de pelada, senador Suplicy, com seu cartão vermelho, desbotado, pergunta-se se ele vai aplicar a mesma penalidade no cearense por aparecer junto a Sarney. Mas, segundo comentários, não velados, mas à bocarra, alguns petistas estão orando para que ele aplique o cartão vermelho em Belchior, pois esperam que ele não reaja como Sarney, e aceite o convite que Suplicy, através do cartão vermelho, fez a Sarney, para que ele entrasse no PT, e ele não entendeu.

INDA TEM FRANCÊS QUI DIZ QUI A GENTI NUM SEMO SERO

inda

@ NA UNASUL, ONDE SE DISCUTIA O COVÊNIO MILITAR entre a Colômbia e os Estados Unidos, Lula se mostrou preocupado com a presença das TV’s com transmissão ao vivo. “Não temos o direito de passar o dia inteiro discutindo”, observou. Sendo um assunto de grande implicação continental, Lula viu a presença das TV’s como objeto de desconcentração para melhores discussões sobre o tema. A Colômbia permitiu que os Estados Unidos instalassem bases militares em seu território com a explicação que se trata de combater o narcotráfico e o terrorismo, bases que vem causando grande preocupação nos países sul-americanos. Principalmente na Venezuela, que, para Hugo Chávez, é uma ameaça à soberania destes países, já que este é um método imperialista do Estado Norte Americano. No que corrobora o presidente do Equador, Rafael Correa. I inda têm francêis…

@ NEGADA A RABERTURA DOS PROCESSOS CONTRA SARNEY. O mandado de segurança (MS/28213), em caráter liminar, impetrado pelos sete senadores – José Nery(P-SOL-PA), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Renato Casagrande (PSB-ES), Jefferson Praia (PSB-AM), Demóstenes Torres (DEM-GO), Kátia Abreu (DEM-TO) E Pedro Simon (PMDB-RG) -, para que o Supremo Tribunal Federal reabrisse os processos contra o senador Sarney, foi negado na noite de sexta-feira, dia 28, pelo ministro Eros Grau. O relator do pedido, ministro Joaquim Barbosa, por se encontrar de licença médica para tratamento de saúde, não chegou a analisar o pedido. I inda têm francêis…

@ “CELEBRAR A ÁFRICA COMO BERÇO DA CIVILIZAÇÃO”. Com atrações nacionais e internacionais, o Festival Back2Black, que está acontecendo na Estação Leopoldina, e vai até domingo, dia 30, discute temas ligados à política e cultura implicadas ao continente africano, conta com as presenças do cantor e compositor baiano Gilberto Gil, a cantora cubana Omara Portuondo, a moçambicana Graça Machel, esposa de Nelson Mandela, a economista zambiana Dambysa Boyo, autora da tese que a economia mundial não ajuda os Estados Africanos, além de outros intelectuais e artistas. No dizer de Gilberto Gil, é a confirmação e a demonstração da força e da união do Brasil com a África. I inda têm francêis…

@ “NÃO TENHO NADA A COMENTAR. FOI UMA DECISÃO DA JUSTIÇA”, disse Serra ao ser indagado sobre a absolvição de Palocci, pelo Supremo Tribunal Federal. Indagado sobre a mudança do quadro político do estado de São Paulo, agora com a presença de Palocci como possível candidato a governador, Serra, tentando mostrar despreocupação, afirmou que ele e o seu partido, PSDB, não estão estão preocupados. I inda têm francêis…

@ “EU ME SINTO MUITO MAIS SEGURA COM GAROTAS”, me sinto “mais confortável” beijando uma garota, afirmou a jovem atriz Megan Fox, que contracenou recentemente com a atriz Amanda Seyfried, vivendo uma quadro sensual com beijos, no filme da diretora Karyn Kusama. Sobre a cena dos beijos com Amanda Seyfried, Megan Fox disse: “Acho que ela se sentiu extremamente desconfortável”. Segundo comentários, Fox será a nova Mulher-Gato do filme “Batman – O Cavaleiro das Trevas”. I inda têm francêis…

@ “DEUS NÃO É CONFIÁVEL. QUE DIABO DE DEUS É ESSE que, para enaltecer Abel, despreza Caim?”, sentenciou Saramago em entrevista comentando seu novo livro, Caim, onde o personagem bíblico é redimido de seu ato contra o irmão Abel, que será lançado em outubro. Entretanto, será apresentado antes na Feira Internacional do Livro em Frankfurt, que acontecerá de 14 a 18 de outubro. Em seu roteiro de lançamento, Saramago lançará na Espanha, e depois no Brasil. I inda têm francêis…

@ AMAZÔNIA DEVASTADA RECUPEROU UM QUINTO de sua floresta. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), estudos realizados com imagens de satélites fotografadas em 2007 demonstram que 20% das áreas devastadas da Amazônia nas últimas décadas já contém camada vegetal, mas de segunda geração “não tão densa e nem tão rica em biodiversidade quanto o original”. Os resultados foram colhidos nos estados do Pará, Mato Grosso e Amapá. Mas, de acordo com o INPE, os dados podem também ser de toda Amazônia, por serem áreas próximas aos locais de avanço da agricultura e pecuária. I inda têm francêis…

Vamos que vamos!

Se vamos, já fomos!

POR FORA DE FUTEBOL

Por fora de futebol“Eu entro em campo para ser feliz.”

Valdívia, craque chileno

Quando a bola rola, o perna de pau se atola.

O craque se descola.

Trave########### BRASILEIRANÇA B A B A B A A A B B

CHOVEU NO CEARÁ: FRAGATA DO VASCÃO AFUNDA

O Vascão foi ao Maraca cheio de mumunha, babilaques, nove horas, enfrentar os cearibas, vencer e disparar na tabela. Primeiro ‘time’, foi pra cima. Com aquele manjado futebol fulêro, mas foi. Os protegidos do Padim Ciço Romão, só se defendendo. E o Vascão em cima. O tempo rolando, a torcida gostando, os cearibas se defendiam, mas faziam das suas. Seu técnico escolado nas tramas vascaínas, mandou a turma segurar a parada até a virada do segundo ‘time’. Nada de levar gol. Fuleramente, o Vascão tentava, e nada. Primeira etapa chega ao fim. Os cearibas, abençoados pelo santo padroeiro, foram para a aguinha, a palestra do professor, contente: tudo empate. A primeira batalha estava vencida.

Segundo ‘time’. O Vascão quer esquecer o futebol fulero, tenta jogadas de brilho, e nada. Os cearibas estão mais afoitos. Tem nego experiente de outros carnavais. Nego sondado por Palmeiras e Santos. Sabe onde mora a fera. Próximo dos 20 minutos, o Vascão tenta, tenta, tenta, lá sai uma jogada dos alencarinos, termina nos pés do zagueiro do Vascão, que vai querer driblar um adversário, perde a Dendeca na entrada da área, o adversário passa para outro adversário, Wellington Amorim, que só faz mandar para o arco, ainda bate no guarda meta, mas não havia o que fazer. A Dendeca foi se espreguiçar no fundo da rede.

Com o gol, os cearibas não se deram por satisfeitos. Continuaram se defendendo, mas arriscando seus ataques. Vascão em cima, sem nenhuma produtividade. Nada de futebol. A torcida atendeu o pedido do técnico do Ceará, e começou a vaiar. Os jogadores tremeram nas bases. Alguns jogadores novos pisaram na bola. Nos 40, os Padins Ciços desceram, e Mota, sem a mão no freio, mandou ver. Dendeca na rede, agora para dormir de vez. O juiz ainda deu 4 minutos de acréscimo, mas não serviu para o Vascão. A próxima é contra o Atlético Goianiense, que está querendo jogo.

DEPOIS DAS ARMAS, A LUZINHA SORRI

A Luzinha, que durante o meio da semana viveu momentos bélicos com conselheiros entrando no vestiário, ameaçando jogadores e a comissão técnica, acompanhado de guardas costas (policiais militares), armados, que fez o inteligente e cordato técnico, recém contratado, Renê Simões, se demitir em função da irracional atitude, ontem à noite foi em terras do Padim Ciço Romão enfrentar o Fortaleza, e sorriu. Ganhou de uma dedecada contra nenhuma do rival cearense. Estreando técnico novo-velho, Benazzi, a Luzinha fez o bom papel futebolístico sem precisar das ameaças de conselheiros e policiais.

Ironia das proteções celestiais. Se no Rio o Padim Ciço Romão fez das suas: o Ceará venceu. Na própria casa não fez das suas: o Fortaleza perdeu. Confirmou a máxima: “Santo em casa não faz milagre.”

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;Era noite de lua cheia. O couro comia solto. Jogadas lunares. Lindas. Arte de moleques. Pênalti. Momento da cobrança, uma imensa nuvem negra cobre a lua. Não dá para cobrar o penal. Ficam esperando a nuvem passar. Ela não passa, é imensa. Fica para a outra noite.

Na outra noite, novamente, outra imensa nuvem negra se fez presente. Esperaram, o tempo passou, e as nuvens continuaram. Deixaram para a outra noite. E assim, foram se sucedendo inúmeras noites, e as nuvens sempre presentes. Como a partida estava empate, os dois times entraram em acordo: dar a partida por encerrada. Ninguém ganhou.

Na outra noite, que noite lindamente lunar!

MULHERES PRODUZINDO SEGURANÇA PÚBLICA

O resultado dos estudos e das pesquisas sobre problemas de violência realizadas em 7 cidades brasileiras – São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Canoas, Belém, Belo Horizonte e Recife – com mulheres de diferentes classes socais, profissões, orientações sexuais e religiosas, estão sendo apresentados hoje, dia 28, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, pela ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), Nicéia Freire, como tema base da 1ª Conferência Nacional de Segurança (Conseg).

A Conferência, que discute propostas de uma política de Estado para a área de Segurança Pública, e conta com a presença de cerca de 9 mil pessoas, além da presença do Secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri, vai até o dia 30. Em sua programação, os grupos de trabalho vão debater propostas relativas à diminuição da violência através de Políticas Públicas. Serão apresentados painéis sobre a contribuição das agências das Nações Unidas e de cooperação internacional na área da segurança. Pela parte da noite haverá apresentação de vídeos e desfile de moda com objetos de tecidos (vestuários) produzidos no Projeto Costurando a Liberdade, executado por presas que cumprem penas alternativas.

É isso aí, manos! Para conter ou diminuir a violência social ou industrial todas as experiências que reúnam pessoas com este propósito são válidas e consideradas. Urge construir a democracia com todos atuando!

SENADOR SUPLICY NO PIQUE DO CARTÃO VERMELHO

Depois que na reunião do Conselho de Ética os senadores do Partido dos Trabalhadores Delcídio Amaral (MS), Ideli Salvati(SC) e João Pedro (AM) – suplente elevado ao cargo de senador sem voto -, votaram pelo arquivamento dos pedidos de investigação contra o presidente do Senado, senador José “Imortal” Sarney, seguindo a orientação da Direção Nacional, que se opõe à posição da bancada no Senado, o senador Suplicy (SP), a favor da investigação, não desiste de seu propósito.

Depois do ato presepeiro de dar cartão vermelho ao senador Sarney – fato tido como ridículo até pela oposição -, agora está intimando a direção do partido a consultar suas bases nacionais para saber quais as posições sobre o caso Sarney. Se querem ou não a investigação do presidente do Senado.

Suplicy se encontra resoluto, em seu propósito, por acreditar no resultado colhido em uma pesquisa em sua página pessoal. De acordo com o resultado somado até hoje, dia 28, apareceram1.712 votos divididos em 78% de não filiados favoráveis a decisão da bancada e 13% dos petistas aprovando a decisão da legenda. Já quanto os que se mostraram contrário resultou em 5% de não filiados e 3% entre os petistas.

Desta forma, entre cartão vermelho e pesquisa via internet, o senador Suplicy vai escorrendo sua alegoria, que, para os petistas da orientação nacional contrários a investigação, só alimenta o interesse da oposição, que quer a investigação sobre Sarney para complicar a aliança entre o Partido dos Trabalhadores e o PMDB.

RECLAMAÇÕES QUANTO AO BOLSA UNIVERSITÁRIA DA PREFEITURA DE MANAUS

O programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus, divulgou o resultado da seleção ontem à tarde (clique aqui). Mal conferido o resultado, já chegaram a este bloguinho diversas controvérsias apontadas por candidatos quanto à lisura da seleção. Há quem diga que até filha de juiz conseguiu a pretendida bolsa.

Segundo o regulamento do programa:

“O Programa Bolsa Universidade é uma parceria da Prefeitura de Manaus com Instituições Particulares de Ensino Superior. Serão concedidas bolsas estudantis integrais e parciais de 50% a 75% do valor das mensalidades a estudantes de baixa renda sem condições de custear sua formação em um curso superior, seja de graduação ou sequencial de formação específica.”

No entanto, sejam ou não verdadeiros tais boatos/reclamações, poderá ter até uma importância democrática para a próxima eleição, mas de imediato não arrefecerá a perpetração de qualquer injustiça. Mas há formas simples de denunciar irregularidades de serviços públicos que a população, mesmo a universitária, às vezes desconhece. Entre estas, a mais comum é levar a denúncia ao Ministério Público.

No caso, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE) disponibiliza diversas formas de atender as demandas dos cidadãos:

  • Você pode comparecer ao Plantão do Ministério Público, que funciona no edifício sede da Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Amazonas, situada à avenida Cel. Teixeira, 7995 – Nova Esperança – CEP: 69030-480 (Manaus/AM). Chegando lá, você será recebida(o) por um juiz, que lhe auxiliará a formalizar sua denúncia.

  • Caso queira enviar a denúncia por escrito, encaminhe correspondência ao endereço acima, especificando ao Procurador Geral de Justiça, Dr. Otávio de Souza Gomes.

  • Há ainda o Disque Denúncia: 0800 092 0500.

  • Finalmente, há o Denúncia On-Line, onde você poderá formalizar denúncia via internet.

Você pode denunciar sobre assuntos de Direito Coletivo e/ou Direito Difuso: crimes ambientais e urbanísticos, saúde, transporte coletivo, desvio de dinheiro público, educação, consumidor, idosos, portador de deficiência, criança e adolescente, atividades policiais, crime organizado, enfim, sobre violações aos direitos do cidadão. Não é necessário a sua identificação, mas para apuração dos fatos, é essencial o máximo de informações da Ocorrência: Quando, Como, Onde, Quem (endereço e identificação do denunciado).”

Todos esses serviços funcionam regularmente de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Você ainda poderá escolher entre assinar sua denúncia ou denúncia anônima.

No caso específico do Bolsa Universidade, não é nenhum favor que a Prefeitura de Manaus ou as universidades particulares estão concedendo, é um serviço público, portanto não pode ser disponibilizado por favores. Se comprovada sua denúncia, talvez estas instituições passem a servir menos aos anseios mercadológicos, e para a pose de prefeitos preocupados com a “intelectualidade”, e reoriente os saberes para a democratização de uma cidade.

MPF-AM SUSPENDE CURSO DE DIREITO A DISTÂNCIA

Depois da Justiça Federal no Amazonas negar o pedido do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM), que através de uma ação civil pública pediu para suspender as atividades do Brasilian Law International College (Blinc) que oferece Curso de Direto a distância em Manaus, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região decidiu, em caráter liminar, pela suspensão do curso a distância não só em Manaus, mas também em 11 cidades do Brasil: Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André, Salvador, Recife, Porto Alegre, Jatobá, Bom Jesus da Lapa, Belo Horizonte e Curitiba, além das aulas presenciais em 40 cidades, inclusive Manaus.

De acordo com o MPF/AM, a Blinc, que tem registro em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, não possui credenciamento expedido pelo Ministério da Educação, portanto não tem autorização para oferecer Curso a distância no território Brasileiro.

Para o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, o Curso de Direito a distância da Blinc não é uma atividade legal. Para o presidente do Conselho, Cezar Britto, o Curso contraria a legislação, pois não tem garantias reais da revalidação no Brasil.

DOS EFEITOS DA SUSPENSÃO

De acordo com a decisão da Justiça Federal em suspender o Curso, a Blinc, deve ter o seguinte procedimento:

  • Retirar de sua página na internet qualquer informação que remeta a essas atividades.

  • A inclusão de um link com a cópia da decisão judicial sobre o Curso a distância.

  • A inclusão, nos certificados e diplomas emitidos pela instituição, da informação de que o Curso foi realizado totalmente na forma de ‘ensino a distância – aulas não-presenciais’, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

  • Encaminhamento ao MPF/AM da relação de todos os alunos brasileiros matriculados com seus endereços no prazo de 15 dias, sob pena de multa de mil reais.

É isso aí, mano. Cuidado com estes cursos a distância, pois eles podem estar muito distantes de você. E mais cuidado ainda, sem nenhuma xenofobia, quando ele for oferecido pelos ianques. Ninguém sabe o quem vem entremeado em seus conteúdos programáticos.

A JUSTIÇA, O EX-MINISTRO PALOCCI E O CASEIRO

Em 2006, o caseiro Francenildo dos Santos Costa, falando à Comissão Parlamentar de Inquérito dos Bingos, disse que via o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, frequentar a mansão da área nobre de Brasília chamada de República de Ribeirão Preto, conversando com lobistas.

Em março do mesmo ano a revista da direita, de propriedade do grupo Globo, publicou que o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, além de conversar com lobistas e encontrar algumas moças na mansão, havia permitido a quebra do sigilo bancário do caseiro na Caixa Econômica Federal, para saber se o mesmo havia recebido algum pagamento para fazer a revelação que fez na CPI dos Bingos.

Amparado por um advogado, Francenildo entrou com pedido na Justiça contra o ministro Palocci. O Ministério Público Federal (MPF) fundamentou o pedido e enviou para o Supremo Tribunal Federal (STF), para julgar e ver se poderia ser aberta uma ação penal contra o ex-ministro, o ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, e o ex-assessor do Ministério da Fazenda, jornalista Marcelo Netto.

Ontem, dia 27 de agosto de 2009, o STF se reuniu para julgar os processos com a relatoria do Presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes. Afirmando não encontrar “elementos mínimos sobre a iniciativa de ordem para consultar a conta de Francenildo”, o ministro Gilmar Mendes negou abertura de ação penal contra o ex-ministro Palocci. Voto seguido de mais quatro ministros, contra os votos dos ministros Ayres Brito, para quem havia indícios na fundamentação do MPF, Carmem Lúcia, Marco Aurélio de Mello e Celso de Mello, todos a favor da abertura da ação penal.

Já o jornalista Marcelo Netto, com empate de quatro votos a quatro, teve o seu processo também arquivado. Quanto ao ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, teve abertura de ação para responder à Justiça de Primeira Instância. Entretanto, se aceitar cumprir prestação de serviços comunitários, o processo poderá ser suspenso.

Para os parlamentares do Partido dos Trabalhadores, a negação de abertura de ação penal contra Palocci representou uma grande vitória que revigora a intenção do lançamento de sua candidatura ao governo do estado de São Paulo nas eleições de 2010.

Enquanto isso, “o homem simples”, como afirmou o ministro Ayres Brito, o caseiro Francenildo dos Santos Costa, que teve seu sigilo bancário violentado, uma de suas identidade de cidadão com registro jurídico brasileiro, era visto nas dependência do Tribunal, com o olhar distante, expressando em sua face a estranheza do mundo em que se viu envolvido. Um mundo reflexivo em Kafka.

TEATRO MAQUÍNICO DA AFIN NO CURSO DE PSICOLOGIA DA UFAM

Diálogo 01 por você.

Nas comemorações do Dia do Psicólogo, promovida pelos estudantes de Psicologia da UFAM, entre outras expressões, expressou-se naquele território o Teatro Maquínico da AFIN. Um vetor de produção desejante de práxis de saberes e dizeres sociais constitutivos da teatralidade humana como potência/comunalidade criativa. A estética do existir ontologicamente desmitificada do conceito de beleza ascética abraçada nos“bocejos e sonhos matinais” (Belchior).

Diante de uma platéia acessível ao tema, corte Esquizo-Analítico sobre a Psicanálise, foi encenada “Dialogo Psicanalítico”. Peça maquínica produzida desejantemente pela AFIN do diálogo (?) gravado pelo ex-analisável Jean-Jacques Abrahams com seu analista depois de passar mais 14 anos sob a violenta prisão mistificada da análise interminável sustentada nos dogmas da falta, da triangulação edípica e da castração.

Diálogo 02 por você.

Como dizem os filósofos Deleuze e Guattari, um dia entra no consultório um “analisável” com seu gravador, e pronto: acaba o contrato psicanalítico. É a inclusão do terceiro, que até então encontrava-se excluído do acordo tácito da chantagem analítica, nada simbólica.

Abrahams entra no consultório e resolve gravar a conversa com o doutor. “Isto vai acabar mal”, diz o doutor, apavorado, diante do gravador. É verdade. Tudo “acaba mal”, mas para o doutor. A fraude da Psicanálise é revelada. O doutor torna-se o objeto neurótico do sujeito livre da falta simbólica que vende a psicoterapia freudiana. Uma sessão “ab-reação” (o doutor fala seus “segredinhos sujos” que durante todos os anos tentou ocultar do paciente) que revela todos os truques fraudulentos da técnica de manipular as pessoas e impedir que elas experimentem por si mesmas a vida com sua realidade nada simbólica, como diz Abrahams.

Diálogo 03 por você.

Impotente, diante do projeto existencial do ex-analisando, desfeito de sua couraça psicanalítica, o doutor quer o pai na autoridade da polícia para expulsar Abrahams do consultório. “É o papai que está chamando?”, pergunta ele. O velho inconsciente teatral, cena burguesa edípica com seus personagens, Pai-Mãe-Filho-Fálus. Representações manifestas nas relações cotidianas da vítima, transferidas no momento da análise interminável. As personagens da neurose que só o psicanalista diz ver, ouvir, analisar, compreender e curar. O blefe da cura que sustenta o capital-fetiche do preço da consulta. A libido convertida em estoque e falta, dívida nunca paga com o psicanalista. A mesma conversão do capital em estoque e falta do sistema capitalista, a mais-valia interminável sobre o trabalhador.

O FILÓSOFO SARTRE E O DIÁLOGO GRAVADO DE ABRAHAMS

Certo dia o filósofo Sartre, que era um dos editores da Revista Tempos Modernos, recebeu uma fita com a gravação de uma diálogo entre um paciente e um psicanalista. Como filósofo, escutou a gravação. Ficou impressionado com o conteúdo da gravação. Ainda mais porque escrevera em sua obra maior, “O Ser e o Nada”, um texto sobre Psicanálise Existencial. E mais ainda, porque escrevera o roteiro cinematográfico, a pedido do diretor de cinema John Huston, “Freud Além da Alma”, certo que foi filmado mas com adulteração do original. Então, como filósofo da Liberdade, resolveu publicar. Antes mostrou para seus amigos da Revista. Principalmente o psicanalista Pontalis. Depois de uma certa relutância para não publicar, ficou decidido que fosse publicado. Estamos em 1966. Bons tempos de lutas libertárias para novas transformações. Novos saberes e novos dizeres. 68 vem aí!

Diálogo 04 por você.

O texto correu o mundo, e como o Brasil faz parte do mundo, e, embora muitos não queiram, Manaus também faz parte do mundo, um torto dia (só podia ser torto) conhecemos um dos caras mais importante para o desmonte da fraude que é a Psicanálise, Jorge “Daime” Gouveia, que nos apresentou o texto em uma revista coordenada pela ativista das “loucuras”, Silveira. Aí, não deu outra: hoje faz parte do movimento do Teatro Maquínico. Este que esteve compondo com o pessoal da Psicologia da UFAM, cortes, fissuras, rasuras, dobraduras, “delírios” e disjunções Equizo-Analíticas. Esta coisa de alisamento do espaço estriado com seus buracos negros capitalísticos capturadores dos movimentos moleculares. Esta coisa de devir mulher, criança, negro, operário, homossexual, afro, loucos, artistas, oprimidos, etc, que se pretendem criativos e enunciados e ecos de suas próprias vozes. Um mundo maquínico produtor de desejos, e não de falta, a menina dos olhos da Psicanálise.

Diálogo 05 por você.

ELENCO ENUNCIATIVO

Psicanalista ……………………….. Peterson Colares

Paciente …………………………… Maurício Colares

TÉCNICA-TEATRALIZANTE

Adaptação do texto e encenação …….. Marcos José

CONTRA-REGRA …………………. Evanilson Andrade

TOQUES LÚDICOS …….. As crianças Kalian, Naianaquê

TOQUES LÚDICOS …….. Hannah, Aruã e Vitorinha

ADEREÇOS ESTÉTICOS …………….. Alci Madureira e

ADEREÇOS ESTÉTICOS …………….. Bianca Sotero

AFETOS ESQUIZO-TERAPÊUTICOS …….. Katiane Silva e

AFETOS ESQUIZO-TERAPÊUTICOS ….. … Vinicius Padila

Este vetor-teatral a AFIN oferece ao desconstrutor das verdade da psicanálise e psiquiatria, Jorge “Daime” Gouveia.

LULA NA BLOGOSFERA

Após as eleições de 2006, com a virulência da midiocracia impressa e televisiva, dizíamos que a blogosfera fora fundamental para a reeleição do Sapo Barbudo.

Eis que, segundo notícia na Agência Brasil, na segunda feira será anunciado pelo governo o Blog do Planalto, “com o objetivo de aproximar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva dos internautas”.

O blog terá conteúdos multimídia, como textos, áudios, vídeos e infográficos sobre atos e decisões do governo federal. Uma equipe com cinco profissionais será responsável por atualizar as informações.”

Desde sua formação, o blog foi composto de forma democrática, a partir da opinião das pessoas: “O formato do blog foi apresentado pela Presidência da República, em junho passado, durante o 10º Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS). Durante a elaboração da ferramenta, a Presidência abriu uma consulta para saber o que o público quer ler e ver no blog”.

Já está em nossos favoritos!

CPI DA CORRUPÇÃO NOS PERCALÇOS DE YEDA CRUSIUS

De todos os governadores eminentemente de direita eleitos na eleição de 2006, uma das mais grotescas figuras é a da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB). Ríspida, autoritária, violenta, desde as ferinas declarações após a vitória, Yeda vem acumulando denúncias de corrupção e espalhafatosas declarações subsequentes.

Da outra ponta do Brasil (mas na rede não há distâncias), acompanhamos, para o bem dos irmãos sulistas, ansiosamente o desfecho das parlapatices de Yeda. Finalmente, ontem (26), foi instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Corrupção na Assembléia Legislativa do estado, tendo como presidente a deputada Stela Faria (PT).

Por enquanto a CPI girará oficialmente sobre as denúncias do Ministério Público Federal de desvios de verbas públicas e pagamentos de propina, que chegam a uma soma estimada em R$ 44 milhões, pelos quais são responsabilizadas nove pessoas. Dessas, seis, por não ter foro privilegiado, serão “convocados” a comparecer: “o ex-marido da governadora, o professor Carlos Crusius, o ex-secretário Delson Martini, a assessora da governadora Walna Vilarins Meneses, o vice-presidente do Banrisul, Rubens Bordini, e os deputados estaduais Luiz Fernando Záchia (PMDB) e Frederico Antunes (PP)”.

Os outros três a própria governadora, o deputado federal José Otávio Germano, e o presidente do Tribunal de Contas do estado, João Luiz Vargas —, por ter foro privilegiado, apenas serão convidados.

Também serão ouvidas outras pessoas, que terão requerimento de convocação expedidos ainda esta semana, segundo Stela Faria, entre eles “os dois ex-presidentes do Detran, Estela Maris Simon e Sérgio Buchmann. Além deles, devem ser votadas as convocações de Delson Martini e do pai dele, o empresário Delacy Martini. O empresário aparece como comprador de um apartamento da governadora Yeda Crusius, no município de Capão da Canoa, a 135 quilômetros de Porto Alegre”.

YEDA JÁ É FÓSFORO QUEIMADO”

Segundo o blog Diário Gauche, do sociólogo Cristóvão Feil, por onde acompanhamos passo a passo as diatribes de Yeda, “a governadora é fósforo queimado, agora é caso de Polícia e do Judiciário”. E o blogueiro-sociólogo descreve (aqui) o clima que se instalará ao redor da moribunda Yeda e seu bando:

Ontem, eu vi um deputado petista dizendo que buscarão três linhas de investigação: Detran, Solidária e a casa mal explicada e mal havida. Detran e casa, são temas que dizem respeito à governadora, é gastar tempo e trabalho para arrombar portas abertas. Solidária, pode ser. É um ninho cálido de peemedebistas ilustres e robustos. Mas faltam o Banrisul, IPE, Corsan, e outras “fontes de financiamento de campanhas”, no dizer do ilustre secretário da Fazenda, ex-chefe da Casa Civil e ex-homem forte de Pedro Simon, o ex-deputado Cesar Busatto.

POR FORA DE FUTEBOL

Por fora de futebol “Eu entro em campo para ser feliz.”

Valdívia, craque chileno.

Trave//////////////////////// SUDAMERICANA

FLUZÃO, DOS MALES O PIOR

O senador Sarney, presidente do Senado, não estava em campo na partida entre os dois ãos, Fluzão e Mengão. Entretanto, foi uma peleja digna do senador Suplicy. Aconteceram dois cartões vermelhos contra o Mengão. Um cartão leva direto ao senador petista. O que o jogador David recebeu. Com todo respeito a Ditão, o número 3, é muito inimigo da Dendeca. O jovem rapazinho, como não tem porte de zagueiro, quando perde uma jogada – que são muitas -, apela. Quer tirar até o calção do adversário. Pode, mano? Foi expulso. Pode.

Fracassada partida que terminou em 1 para cada lado com dendecadas de Roni, para o Fluzão, e Denis Marques, para o Mengão. Aconteceram alguns lances regulares sem se aproximarem dos bons, muito menos dos excelentes.

Uma classificação do Fluzão boa para o Mengão, que poderá se dedicar mais ao Brasileirança, e tentar, pelo menos, ir para Sudamericana ano que vem. Já para o Fluzão foi o pior. Como já está péssimo no Brasileirança, agora preocupado com dois campeonatos, a coisa vai ficar pior. O jeito é seguir a fórmula – perigosa – de Reanato: brincar.

Trave]]]]]]]]]]]] GALO E BANDEIRA

Enquanto isso, nas alterosas, sentindo a cobrança do Brasileirança, o Galo e os Bandeirantes se pegaram, mas de leve. Nada que pudesse avariar o bico do galo e nem rasurar as bandeiras. Uma dendecada para cada lado. Tchô, para o bicante, e Felipe, para os banderosos. Ninguém ficou fora dos conformes.

Trave########### BRASILEIRANÇA  A B B A A A B A

PEIXE MERGULHA, MAS QUASE SE AFOGA

Meu, parecia os velhos tempos peixeiros. Era peixe para todos os lados. Coisa de Semana-Santa. Nada de carne, só peixe. De saída, o baixinho Madson arrancou pelo meio, foi levando três na velocidade, chegou na cara do goleiro, e manou ver… Que amante da Dendeca. Ela bailou e foi se alojar na rede maravilhosa.

Uma verdadeira piracema. Os Vermelhaços querem se impor em campo. Vão para cima. A partida está aberta, para não dizer arreganhada. Mas era peixe demais. Kleber Pereira ganha uma bola pela esquerda, olha o goleiro meio que adiantado, e solta a Dendeca, em uma velocidade cadente. Tá lá! Segunda dendecada na rede do Vermelhaço.

Mugica, peixe frito, escabeche, muqueca, peixada, caldeirada, peixe demais. Deu um empachamento. Os vermelhaços se acertaram em campo, foram para cima e, em cruzada para a pequena área, apareceu Alecsandro e mandou a Dendeca para o fundo do leito. Partida aberta, mas começou a ficar mais aberta para os vermelhantes. Nova descida, ataque veloz, bola na zona do agrião, aparece como fantasma, novamente, Alecsandro, e pronto… Outro amor. Fim do primeiro ‘time’.

Intervalo para os comerciais, aguinha e parlamento dos professores. Segundo ‘time’.

A parada continua técnica e taticamente em fervura. Os dois times querem a vitória. O peixe mais ainda, está em sua casa. Mas o vermelhante quer subir na tabela, ameaçar o Periquito. E não dá outra: outra dendecada. Outra vez, “sem ser novamente”, Alecsandro. O peixe sente e não sente a batida. Não acusa o golpe. Se arroja. A Dendeca quer os poligâmicos. Então, não dá outro: Kleber Pereira ama outra vez, “sem ser novamente”. Três amores para cada lado. Todos ficam contente com a disputa pela Dendeca. Mas Kleber Pereira, não. Foi expulso no fim da partida.

BARU É QUE É O CORINGA

O personagem do futebol Coringa é aquele que joga em todas as posições. Nesta Brasileirança tem emergido dois Coringas quando se trata de não perder, ou perder mas com brio. Avaí e Baru. Assim que, seguindo este molejo ‘coringano’, o Baru encarou aquele que a tradição resolveu chamá-lo de Coringa, e meteu duas dendecadas. Levou duas também, mas não perdeu. Encontra-se entre os dez primeiros, 1 ponto abaixo do Coringão, que ainda continua tremendo nas bases e no topo. Este Baru não tem medo de cara feia nem bonita. Se é para enfrentar, ele enfrenta.

PERNADAS DO FUTEBOL

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,Dizem que os elementos que envolvem a prática do futebol são cientificamente ultramodernos. Haja vista as transmissões ditas em tempo real, que exigem tecnologias sofisticadas. E quando se fala do futebol europeu, não há o que se questionar. Entretanto, no quesito evolução do pensamento futebolístico, aí o fato se mostra vetusto em seu leito paralisado. Nada de mudanças conceituais.

Não é que o técnico da seleção italiana, Lipi, afirmou que homossexualismo não pode ser cogitado no futebol. A ponta contrária do moderno tecnológico. Muita técnica e pouca, ou nenhuma, liberdade de existir. Quanto pavor discriminatório, meu!

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,Adeus às armas é o que se pode inferir da saída do meteórico – passou pouco tempo – técnico, o bom e cordato, Renê Simões, ao ver no vestiário da Lusa, depois de sua derrota diante do Vila Nova por dois a um, dois conselheiros e dois seguranças armados – policiais militares -, admoestando jogadores e o técnico. Ameaçando todos e exigindo do time vitória. Coisa de filho do Saddam, que, quando seu time perdia, mandava torturar os jogadores.

O fato foi bater no distrito policial, que lavrou um Boletim de Ocorrência para poder apurar os fatos, que, segundo o presidente da Lusa, depois de afirmar que havia armas, passou a negar, dizendo que se tratava tudo de folclore.

Que folclore, meu. E logo com a Lusinha, tão meiga.

REFORMA ELEITORAL

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente do colegiado do Conselho de Comissão e Justiça, transferiu para a próxima terça-feira, dia 1, a votação da Reforma Eleitoral por falta de consenso. Adiando, desta forma, a apreciação das propostas. Prazo para que os partidos analisem com os relatores da matéria, senadores Marco Maciel (DEM-PE) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o texto.

Segundo o senador, líder do Partido dos Trabalhadores, no Senado, Aloizio Mercadante, a bancada petista não foi consultada sobre o sentido das propostas apresentadas, por isso sugeriu que cada partido designe um representante para negociar o texto com os relatores.

DAS PROPOSTAS

  • Ficam restringidas as propostas partidas aos sites de veiculação de notícia e de informação pública.

  • Fecha qualquer propaganda em página de internet de pessoas jurídicas que não tenham como objetivo serviços de informação.

  • Autoriza o uso de telefone como “ferramenta adicional” nas campanhas eleitorais.

  • Amplia a possibilidade de doação por pessoas físicas de bens imóveis e móveis estimáveis em dinheiro, além do limite de 10% dos rendimentos brutos ganhos no ano antes da eleição, desde que o valor seja acima de R$ 50 mil.

  • Responsabilidade editorial pela propaganda eleitoral veiculada na internet vinculada aos sites e páginas da rede que tenha conteúdo gerado ou editado pelo próprio provedor.

O objetivo é impedir a contratação abusiva ou indevida de pessoas naturais que poderiam usar páginas pessoais para fazer apologia a candidatos ou partidos.”

  • O provedor deve estabelecer padrões mínimos de qualidade na propaganda paga a ser veiculada. Desta forma, não poderá se esquivar da responsabilidade se a mensagem ofender a imagem de algum candidato ou partido.

  • Cadastros de endereços eletrônicos de pessoas físicas e jurídicas têm suas vendas proibidas.

Entende-se que a comercialização de cadastros e endereços eletrônicos, quando feita sem o consentimento prévio dos cadastrados, afeta sua privacidade.”


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.303 hits

Páginas

Arquivos