Arquivo para 7 de agosto de 2009

O CANAL ERA POR DEMAIS LIVRE

Lá pelas bandas do fim da década de 70, e começo de 80, a TV Bandeirantes, que naquele tempo pensava comunicação como disciplina cívica, produziu vários programas de expressões e conteúdos necessários à redemocratização do Brasil, que se encontrava tentando sair da ditadura militar. Seus apresentadores iam do cinegrafista revolucionário Glauber Rocha ao falante Caetano Veloso.

Entre estes programas, havia um intitulado “Canal Livre”. Muitas vezes apresentado pelo jornalista José Augusto Ribeiro. Era um programa engajado nos debates políticos, com grandes personalidades das expressões brasileiras. Nele apareciam, com suas opiniões engajadas, personagens do parlamento, executivo, judiciário, cinegrafistas, teatrólogos, poetas, economistas, carnavalescos, cientistas, teólogos, uma gama proeminente do pensamento nacional.

Este programa era retransmitido para todo Brasil pelas redes de TV ligadas como retransmissoras da TV Bandeirantes. Com a dita abertura política, foi concedido a estas transmissoras a apresentação de uma versão local do “Canal Livre”. Foi, então que surgiram os irmãos Souza, com todo apoio do responsável pela concessão estatal do sinal da TV, Francisco Garcia. Depois de algumas tentativas em usar o programa como catapulta eleitoral, mas sem realizarem seus intentos, os irmãos Souza passaram, despudoradamente, a explorar a miséria da classe pobre de Manaus, com conteúdos fortes e de impressionantes violências contra a dignidade humana.

Já com audiência capaz de eleger seus representantes, eles conseguiram, então, levar à Câmara Municipal o irmão Carlos, para logo conduzir à Assembléia do Estado o outro irmão, Wallace. E, posteriormente, à Câmara Federal, o próprio Carlos. Assim, a programação miserabilizante foi ficando cada vez mais ousada, fora de qualquer sentido moral urbano. Um verdadeiro espetáculo de irracionalidade terrorificante apresentada como “segurança pública”. Tudo diante dos olhos do responsável pela concessão da TV Rio Negro, Francisco Garcia, que também conseguia seus dividendos eleitorais. Chegou a ser deputado federal. E com a indiferença da classe média manauara.

Logo depois, em meio a uma confusão partidária calculista, os irmãos Souza saíram da TV Rio Negro e foram para TV Manaus, de propriedade do empresário Otávio Raman, segundo dizem. Chegaram lá e aprimoraram sua equipe de produção, que passou a apresentar no programa cenas de violências despudoradas, próprias da baixeza da condição racional humana com prisões, assassinatos, invasões, falsos sequestros, tudo diante dos olhos dos responsáveis pela concessão, e a indiferença da classe média manauara. Desta forma, o horror televisivo se estabeleceu de vez.

A SEGURANÇA PÚBLICA ERA UM CANAL LIVRE PARA LUCROS

Foi então que o Ministério Público e a Secretaria de Segurança passaram a agir no resguardo do Direito Comum da população manauara. Investigaram os irmãos e descobriram que o canal era livre território de realização de crimes como formação de quadrilha, tráfico de drogas, porte ilegal de armas, assassinatos… Então chegaram no deputado Wallace, e o consideraram como chefe da quadrilha, além de graves implicações criminosas, entre elas assassinatos, de seu filho, Rafael, hoje preso.

Agora, já sob investigação do Tribunal de Justiça, e esperando decisão da CPI, que estuda a cassação do deputado, é denunciado ao público que verbas da Assembléia Legislativa – portanto, pública – de mais de dois milhões foram usadas para pagar a equipe do “Canal”, assim como pagar parentes, até o pai. Denúncia que atinge até o deputado federal, Carlos Souza, suspeito de usar, também, verba parlamentar para outros fins, e não para o interesse público à qual é designada.

Assim termina a história de um programa que foi, tanto no nome quanto na práxis, vanguarda contra a ditadura militar, em favor da liberdade, e que depois teve seu nome e ação transfigurado na mais bestial e repulsiva imagem da televisão amazonense comandada por um grupo ambicioso, descrente de qualquer propósito social democrata que possam ter os meios de comunicação.

MINISTRO DO TSE, JOAQUIM BARBOSA, PEDE LICENÇA

joaquim

O ministro Joaquim Barbosa, que foi alçado ao STF por Lula, é daqueles raros homens que sua essencialidade democrática é visível até para os mais anestesiados dos mortais. É um homem detento de um espírito democrático que, fosse qual fosse sua profissão, ele seria sempre uma potência constitutiva de elementos éticos. Qualquer envolvimento seu afirma o político engajado no Corpus-Comunalidade, produtor do Bem-Comum.

Foi ele quem pediu vista quando da primeira sessão do julgamento do Processo do ex-vereador de Manaus Henrique Oliveira (PP), e que um de seus colegas tratava o caso com uma certa amenidade, deixando escapar um certo entendimento favorável ao funcionário da Justiça Federal. E foi ele que com sua exposição na segunda-feira, depois de dias de análises sobre o Processo, argumento pedindo a cassação do ex-vereador alegando fraude e mentira quando este escondeu do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas que era funcionário deste órgão. Foi, ainda, Joaquim Barbosa quem viu no Processo julgado ontem, dia 6, no TSE, que um deputado federal, do Rio Grande do Sul, ao usar seus albergues para captar votos, tinha cometido crime eleitoral. Embora depois o deputado tenha sido absolvido. Acrescente, mais, sua argumentação direcionada ao presidente do Superior Tribunal Federal Gilmar Mendes, ao afirmar que o mesmo estava comprometendo a imagem da Justiça Brasileira. Além de chamar atenção para as constantes aparições de Gilmar, na mídia. Joaquim Barbosa disse o que muitos brasileiros gostariam de dizer.

Por sua conduta de homem espiritualizado na democracia, o ministro Joaquim Barbosa é figura não grata para os anti-democratas. Que, quando têm Processos pendentes na Justiça, temem que eles cheguem em suas mãos, inteligência e ética para serem submetidos à sua relatoria. Tal a probidade de Joaquim Barbosa. Sua inteligência em ver pequenos corpus contraditórios em Processos, quase invisíveis à percepção e ao entendimento, o faz não somente um conhecedor dos Códigos de Justiça, mas acima de tudo um homem que vivifica a práxis filosófica da Jurisprudência como uma Ontologia do Direito Constitutivo. O Direito que não se fecha apenas nos conteúdos programáticos dos códigos jurídicos determinados pelo Estado. Mais um Direito que alarga a atuação do homem como ser livre e criativo, capaz de fazer de sua liberdade o fundamento essencial de sua Existência.

O ministro Joaquim Barbosa, vice presidente do TSE, vai tirar licença de 90 dias para tratamento de um incômodo na coluna. Aquele incômodo que causa dores quando se está por muito tempo sentado. Quem tem, ou já teve, sabe como dói. Da parte deste Bloguinho Comunalidade Intempestiva, desejamos que ele consiga rápida melhora com as terapias às quais será submetido. Por ser um homem politicamente coletivo, sua condição de paciente não é só de seu interesse, mas de todos que se pensam livres e capazes de criar uma sociedade justa.

Em sua substituição vai ficar a ministra Carmen Lúcia Antunes Rocha. Também desejamos à ministra um bom desempenho de suas funções na produção da democracia.

Dia 10 de novembro, o ministro Joaquim Barbosa estará de volta ao TSE, como também ao Superior Tribunal Federal, onde ocupa o cargo de ministro.

A ÉTICA DO SENADO

O filósofo holandês Spinoza compôs duas obras que fundamentam – criam – a vivência Ética dos homens politicamente. Tratado Teológico-Político e Ética. Nestas duas obras, Spinoza desfaz o conceito de Ética como regras, ou conjunto de preceitos que os indivíduos devem aprender para serem constituídos como bons cidadãos. Uma forma analógica de Moral. Forma de agir e avaliar através de normas adquiridas.

Ao contrário, a Ética para o filósofo é uma práxis. A arte dos bons encontros que aumentam a potência de agir dos indivíduos como causa de si mesmos. O que na leitura de Spinoza, Maquiavel e Marx, feita pelo filósofo italiano Toni Negri, torna-se Multitudo. A produção contínua de comunalidade. A Potência Política da Sociedade.

Desta forma – forma como reflexão sobre as relações -, a Ética é o movimento produtivo da Substância – Causa de si mesma – em seus Atributos e Modus de Ser.

O SENADO COMO ATRIBUTO DA SUBSTÂNCIA DEMOCRACIA

A Democracia é o Corpus-Político constituinte das práxis relacionadas de todos os cidadãos que a manifestam como a Sociedade dos Amigos. A Democracia é o Plano de Imanência Político que traduz em efeitos sociais as causas produtivas da Polis. É a Substância. Como Substância, causa de si mesma por si mesma, engendra a Idéia-Política-Atributo Senado, que, como Idéia-Política, só se materializa no dialogo, na amizade e na crítica. Fora destes princípios não existe como Senado. Daí que um senador é um amigo constitutivo de corpus-democrático, cujos modus de ser efetivam a Polis.

Inferindo-se destes conceitos spinozistas, a Democracia, e especificamente o Senado, entende-se que tudo que vem ocorrendo no Congresso Nacional Brasileiro, como particularidade, Casa Senatorial, não há sequer uma mínima partícula da Substância/Democracia. As expressões bem conduzidas, para um público fantasiado nas particularidades de cada senador, são verdadeiras afirmações dos despropósitos senatoriais, que são confundidos com Senado por estes senadores. Quando o senador Demóstenes Torres (PFL) afirma nunca ter visto tanto comportamento “baixíssimo”, e o senador Cristóvam Buarque diz que os senadores indignados vão promover uma campanha nacional para colocar “Ética no Senado” mostram o quanto não deveriam se tomarem por senadores, pois suas expressões demonstram como são desprovidos, em suas vivências, da Idéia-Política Senado. Para eles, o Senado é uma mera instituição que expressa e defende os interesses do Estado como forma representativa da República Democrática. Nada mais do que um conceito jurídico-político, jamais uma Idéia-Devir. Um processus constitutivo de práxis comunalidade.

Nisto afirmar-se que o Senado não está em crise, pois o mesmo, como Atributo da Substância Democracia, não pode ser materializado nos anseios e nos desatinos destes senadores, que não carregam em si o diálogo, a amizade e a crítica. O diálogo como alternância semiótica para fazer emergir corpus da Substancia Democrática; a amizade como entrelaçamentos de alteridades compostas em afetos criativos e a crítica como exame dos elementos que se dão como verdadeiros, sem sê-los, e confundem o entendimentos necessários à produção social do sujeito-histórico. Estes senadores, de Arthur a Agripino, passando pelos pseudos desafetos, Renan e Jereissati, não carregam, não possuem ética dialógica, ética dos afetos e ética criticista, que saem da Substância/Democracia, e para ela voltam como efeitos/causas. O que faz do Senado um processual continuum de Democracia. Por isto, eles não possuem questões e pressupostos senatoriais a serem processados como necessários à Polis. Nisso, os cidadãos/políticos reconhecem suas representações como alienadas da Idéia-Política Senado.

NOTÍCIAS E CONVOCAÇÃO DA COMISSÃO DOS CONCURSADOS DA SEMSA

A Comissão dos Concursados da Semsa, que reúne os des-concursados, antidemocraticamente, pela Secretaria Municipal de Saúde do município de Manaus, envia mais uma vez a este bloguinho notícias das manifestações que estão realizando e convida para hoje, às 9h da manhã, em frente à Prefeitura Municipal de Manaus, na Compensa, para aquele que será o último ato, o último manifesto com relação às convocações na Secretaria Municipal de Saúde.

Dia 30 de julho fomos a uma última reunião com o atual secretario de saúde, Francisco Deodato, com relação à possibilidade de convocação de todos os 514 candidatos aprovados dentro das vagas em edital. O secretário nos confirmou uma última lista em que afirma que não poderá contemplar a todos por falta de orçamento na presente secretaria. Diante de tal quadro, enviou ao atual prefeito de manaus, Amazonino Armando Mendes, uma solicitação pedindo que fossem absorvidos esses 514 profissionais, e que tudo que estava ao seu alcance foi feito, dizendo-nos que agora quem decide é o atual administrador. Diante de tal consolo, entramos em contato com o procurador-chefe do ministério público do trabalho, Audaliphal Hildebrando da Silva, que comprometeu-se a nos ajudar, elaborando o mandado de segurança coletivo, que realmente foi impetrado nesta segunda-feira, dia 03/08, através da Procuradora do Trabalho, Dr. Safira Carone, mais os promotores do Ministério Público Estadual, para que nossas súplicas e nossos direitos não ficassem perdidos.

Foram feitas manifestações dia 03 e 04 de agosto, e ontem, dia 06, fomos à prefeitura, onde nos foi dito que esperássemos hoje, sexta-feira, por essa lista via portal da Prefeitura pela internet.

Convocamos todos os candidatos para que hoje, dia 07/08/09, como nosso último manifesto diante da omissão da presente Prefeitura, às 9h da manhã, com cartazes e faixas na frente da Prefeitura Municipal de Manaus, na Compensa, conscientes que teremos a partir desta data uma batalha judicial, compareçam para esperar por essa última lista, apelando para a sensibilidade e consciência das atuais autoridades. E torcendo para que esta lista contemple a todos os candidatos.

Comissão dos Concursados da Semsa

Fone para contato (92)9174-0514


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.822 hits

Páginas

Arquivos