Arquivo para 11 de agosto de 2009

SENADORA MARINA SILVA ESTÁ DE SAÍDA DO PT

Embora a maioria dos petistas não queira, é possível que a senadora Marina Silva deixe o Partido dos Trabalhadores que ajudou a fundar junto com seu amigo-conterrâneo, Chico Mendes.

Demonstrando que apelos para ficar como os feitos pelos companheiros José Eduardo Dutra e a companheira ministra da Casa Civil Dilma Roussef, não vão mudar sua decisão, a ministra Marina Silva afirmou que vai para o PV, mas sem comprometer sua ida à uma possível candidatura à Presidência do Brasil, como pretendem membros do Partido Verde.

Para ela que acredita ser o Brasil o pais mais preparado para assumir a transição deste modelo de crescimento atual para um modelo de crescimento sustentável, sua decisão política partidária passa por esta ordem de desenvolvimento.

Este é o desafio que está posto para este século”. Constata com veemência a senadora Marina Silva.

MST REIVINDICA NA FRENTE DO MINISTÉRIO DA FAZENDA

Entendendo que é no Ministério da Fazenda, onde o Ministro Guido Mântega, responsável pelo remanejamento de verbas, inclusive dos recursos destinados à reforma agrária trabalha, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra resolveu realizar uma manifestação na Portaria do Ministério da Fazenda, para reivindicar o desbloqueio de R$ 800 milhões do orçamento do INCRA. Também aproveitou para exigir uma reunião com os ministros da área econômica para discutirem a destinação das verbas para a reforma agrária.

Tudo de forma pacífica, embora esteja constituído por mais de 4 mil participantes.

JUÍZA DECIDE MANTER YEDA CRUSIUS NO CARGO

Suspeita de manter um esquema de corrupção que começou em 2003, e foi investigado pela Polícia Federal, através da Operação Rodin, desencadeada em 2007, e agora acusada pelo Ministério Publico Federal do Rio Grande do Sul de improbidade administrativa, para procuradores, “organização criminosa”, a governadora do Estado do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius, deve permanecer no cargo por decisão da Juíza Federal de Santa Maria, Simone Barbisan, que negou o pedido de seu afastamento do cargo feito pelos procuradores que lhe acusam de ser responsável pelo desvio de R$ 44 milhões dos cofres públicos juntamente com mais oito pessoas.

Apresentando seu argumento a juíza, disse:

Incumbe pontuar que neste momento seria extremamente prematuro adotar medida postulada, que implicaria, num certo sentido, um juízo prévio de responsabilidade.”

Sobre a quebra do sigilo em parte dos acusados, a juíza, assim de expressou:

Não se trata mais de investigação e sim de uma ação civil pública de improbidade administrativa. Logo, cai por terra um dos pilares justificadores de manutenção do sigilo sobre atos investigatórios que antecedem o presente feito”.

TABELA DE PAGAMENTO DE ABONO SALARIAL – EXERCÍCIO 2009/2010

Começou a ser pago hoje, dia 11, nas agências da Caixa Econômica e Banco do Brasil, o abono salarial dos trabalhadores com carteira assinada ou permanecido efetivamente em cargo público pelo menos durante 30 dias do ano de 2008 e que receberam até dois salários mínimos.

O abono é pago todos os anos com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) aos beneficiários cujas empresas contribuem ao Programa de Integração Social, o conhecido PIS.

De acordo com o Ministério do Trabalho, serão usados R$ 7,7 bilhões para o pagamento de 16,6 milhões de beneficiários. Onde as maiores quantidades de trabalhadores encontram-se na região Sudeste e região Nordeste.

ATENÇÃO, COMPANHEIRO TRABALHADOR!

Antes de você sair para deslocar a grana produzida por sua força de trabalho, seu abono salarial, é preciso você dá uma olhadinha no calendário de pagamento que se encontra no site:

http://www.mte.gov.br/abono/calendário.asp

Vão lá, manos! O benéfico é de um salário mínimo, mas é grana saída de seu talento-produtivo. É pouco, é certo, mas dá para comprar uns quilos de feijão, arroz, peixe, tomar umas talagadas da aguardente ou espumosa – quem é chegado, mas com moderação-, e ainda dá uns rolés com os loves: filhos, filhas, namoradas, namorados, pais, mães, esposa, esposo…

ANEXO – I CRONOGRAMA DE PAGAMENTO DO ABONO SALARIAL – EXERCÍCIO 2009/2010 PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL – PIS

1 – NAS AGÊNCIAS DA CAIXA

NASCIDOS EM RECEBEM A PARTIR DE RECEBEM ATÉ
JULHO 11/08/2009 30/06/2010
AGOSTO 19/08/2009 30/06/2010
SETEMBRO 26/08 2009 30/06/2010
OUTUBRO 10/09/2009 30/06/2010
NOVEMBRO 15/09/2009 30/06/2010
DEZEMBRO 22/09/2009 30/06/2010
JANEIRO 08/10/2009 30/06/2010
FEVEREIRO 15/10/2009 30/06/2010
MARÇO 22/10/2009 30/06/2010
ABRIL 11/11/2009 30/06/2010
MAIO 18/11/2009 30/06/2010
JUNHO 25/11/2009 30/06/2010

II – Pagamento pelo CAIXA PIS-Empresa (por intermédio da folha de pagamento das empresas conveniadas) – o crédito será efetuado no período de julho a setembro/2009.
III – Pagamento de Abono regularização cadastral (alínea b do art. 2º, desta Resolução) 03.12.2009 a 30.06.2010

ANEXO – II CRONOGRAMA DE PAGAMENTO DO ABONO SALARIAL – EXERCÍCIO 2009/2010 PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SERVIDOR PÚBLICO – PASEP

I – NAS AGÊNCIAS DO BANCO DO BRASIL S.A.

FINAL DA INSCRIÇÃO INÍCIO DE PAGAMENTO ATÉ
0 e 1 11/08/2009 30/06/2010
2 e 3 18/08/2009 30/06/2010
4 e 5 25/08/2009 30/06/2010
6 e 7 01/09/2009 30/06/2010
8 e 9 08/09/2009 30/06/2010

II – Pagamento pela FOPAG (através da folha de pagamento das entidades conveniadas) – o crédito será efetuado no período de julho/2009 a maio/2010.
III – Pagamento de Abono regularização cadastral (alínea b do art. 2º, desta Resolução) 03.12.2009 a 30.06.2010.

A VIOLÊNCIA NÃO ENSINA

Especial para o Por Fora de Futebol

De suas produções culturais inúteis, a violência é um dos recursos criados pelo homem usado contra ele mesmo como método de dominação-disciplinador direcionado ao ensino, que mais confirma a força de sua irracionalidade.

Tomada como um esquema social didático, a violência é praticada em grande escala por aqueles que acreditam em sua eficácia de ensino. Seja ensino que conduz ao comportamento desejado por seus preceptores, ou seja, o ensino que mude o entendimento do educando como sujeito que erra diante de um problema.

Neste entendimento didático, de que a violência ensina, policiais usam da violência para imprimir no violentado o comportamento desejado pelo Estado, segundo seu entendimento. Pais fazem uso da violência contra seus filhos com a intenção de torná-los educados. Professores fazem uso da violências contra seus alunos, crentes que eles irão aprender. Assim, nesta ordem irracional didática, a violência vai desempenhando seu papel sempre onde há necessidade de mudar comportamentos físicos e mentais.

Domingo, pela parte da tarde, uma parcela da sociedade brasileira foi testemunha de que esse recurso didático mais uma vez foi reprovado por sua ineficácia, além de seu sentido anti-humano. Em partida disputada entre as duas maiores torcidas do futebol brasileiro, Mengão e Timão, aquele, maior torcida, e este, a segunda maior – embora o Ronaldo Jaca que Cai jure que o Timão tem a maior -, se enfrentaram no Maraca. Embora o Mano Menezes tenha tentado, em entrevista, desmerecer a vitória do Urubu, o certo é que os rubros-negros foram muito melhores que os jogadores da equipe que se encontra se desfazendo em nulidade.

Desta forma, que o craque da peleja foi Adriano. E foi exatamente ele quem proporcionou para o povo brasileiro, além de seu gol que deu a vitória ao seu time, a confirmação racional que violência não ensina.

Como o Timão estava quase entregue, Adriano teve várias oportunidades reais de fazer gols. Só que não fazia. Talvez em virtude do condicionamento imposto por algum mestre ao jogador, quando era criança, que em cada erro seu, em casa ou na escola, recebia um castigo físico. Adriano, toda vez que perdia um gol, se auto-violentava, aplicando-se um cascudo. Às vezes até dois. Para cada gol perdido, cascudo. E haja cascudo, pois foram vários gols não consumados.

Foi então que Adriano deixou de se auto-punir. Perdia gol, não se punia. Foi, também, então que Adriano fez o gol que deu a vitória ao seu time. Bastou deixar de se violentar para conseguir fazer o gol. Ou seja, aprendeu a fazer gol com o fim da violência. Aprendeu com sua mestra, Dendeca, que lhe ensinou com ternura, que fazer gol é uma questão de fluência e não de violência.

Valeu, educando e mestre, Adriano!

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;SPORT SEM SUPORTE NA ZONA DO CORTE

Em partida disputada no Rio Grande Del Sul, pela 18ª rodada, o Vermelho, Vermelhaço, Inter, meteu três dendecadas no Sport. Guiliane, Sandro e D’ Alessandro os amantes.

Com a vitória, o vermelhão foi para os 30 points para ocupar a cadeira de número 4, e o time que está deixando o poeta-teatrólogo pernambucano, Ariano Suassuna tiririca, Sport, ficou na cadeira de número 20, por obra de seus 13 points. Foi a estréia do Chamusca, que saiu da partida chamuscado.

PARÁBOLA DA BOLA DE RAUL SEIXAS

Bem que o cara tentou ser um craque. Atuou em vários times, mas nada. Nunca se afirmava como craque. Não era um perna de pau, mas estava longe de ser um craque.

Uma noite, muito angustiado, abraçou sua bola de estimação, com quem dormia abraçado, e pergunto dela:

……… Por quê tu não me ajudas? Por quê não me queres?

……… Ao que ela respondeu:

………“Saiba que eu estou em você, mas você não está em mim.”

ECONOMIA DOMÉSTICA ― NO BALANÇO DOS PREÇOS

Camarão

QUANDO O PREÇO É MAIOR DO QUE O CAMARÃO

Seu Pixa (entra na cozinha da Vó Juracy): Juracy! Juracy! O arroz-hauçá, pelo jeito já tá quase pronto! Que cheiro delicioso!

Vó Juracy: Só não tá mais cheiroso por que esse arroz não é o arroz de outrora. Lembra como se plantava o arroz, na nossa terra, a festa que fazíamos depois da colheita?

Seu Pixa: Como lembro! A música dos tambores, as danças, os quitutes, as fogueiras… Era uma forma de estreitar os laços comunitários entre nós, e a natureza naturante, que nos propiciava uma relação divina com a terra, a Mãe-Terra, a terra em que tudo que se planta com amor, ternura e carinho vai brotar! Mesmo sendo uma terra onde se rouba o direito de uma vida digna, como me é Manaus!

Vó Juracy: Quando viemos para cá, ainda se podia comprar o arroz a granel, que respeitava ainda a condição do dinheiro no bolso, podia-se comprar 100g de arroz para fazer pelo menos o básico na cozinha. Um baião… Agora nem isso tem mais na feira; os grandes supermercados tomaram conta da venda como as distribuidoras!

Seu Pixa: Temos que comprar aquilo que não colhemos.

Tiquinho (entra com a Jacyra na cozinha): Oh!… Vó! Oh!… Vó! Quase a gente não chega da feira! O ônibus como sempre demorou mais de uma hora!

Jacira: E o aumento da passagem, só maltratando a gente!

Vó Juracy: Como vocês estão cansados de tamanha demora nessa cidade que faz a gente penar, vou contar uma lenda africana…

Tiquinho: “Lenda Africana”, vó?

Seu Pixa (as crianças sentam perto dos dois): Sim, uma Lenda Africana, para que, nos Contos e Encantos dessa terra, vocês possam ser iniciados nos cultos afro-brasileiros!

Jacira: Então não demora a contar. Vó, conta logo! Vai! Conta!

Vó Juracy (Seu Pixa pega o tambor e começa a tocar em ritmo pausado): Então lá vai! Vou encantando: Conta uma lenda africana que Yemanjá, filha de Olokun, era casada com Olófim Oduduá, com quem tinha dez filhos orixás. Por amamentá-los, ficou com os seios enormes. Impaciente e cansada de morar na cidade de Ifé, ela saiu em rumo oeste e conheceu o rei Okerê; logo se apaixonaram e casaram-se. Envergonhada de seus seios, Yemanjá pediu ao esposo que nunca a ridicularizasse por isso. Ele concordou. Porém, um dia, embriagou-se e começou a gracejar sobre os enormes seios da esposa. Entristecida, Yemanjá fugiu. Desde menina trazia numa garrafa uma poção que o pai lhe dera para casos de perigo. Durante a fuga, Yemanjá caiu quebrando a garrafa. A poção transformou-a num rio cujo leito seguia em direção ao mar. Ante o ocorrido, Okerê, que não queria perder a esposa, transformou-se numa montanha para barrar o curso das águas. Yemanjá pediu ajuda ao filho Xangô, e este, com um raio, partiu a montanha no meio. O rio seguiu para o oceano e, dessa forma, Yemanjá tornou-se a…?

Tiquinho e Jacira (fazem movimentos com o corpo, representando as ondas do mar): “Rainha do Mar! Rainha do Mar!”

Seu Pixa: Princesa de Iaocá! Princesa de Iaocá! Que nas águas fundas do mar é capaz de enamorar os incautos que vagueiam em seus domínios.

Vó Juracy: Crianças! Antes que o Pixa se encante com Dona Janainha, vou pegar meu balaio para jogar no mar, o preço da cebola, e do camarão do molho do arroz-de-hauçá, para ela levar ao fundo do mar. Vai, meu balaio, pega esse preço aí…

Tiquinho: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! A cebola no balaio vai de R$ 1,50 a R$ 2,00, vai R$ 2,50 de 2,60, vai R$ 2,70 a R$ 2,79, vai de R$ 2,80 a R$ 2,90, vai de R$ 3,00 e chega R$ 3,79 o kg. E a sacola dentro da feira de R$ 2,00 a R$ 3,00, e lá fora R$ 1,00. E o rio dos domínios da Iara vai baixando… E o preço só subindo!

Seu Pixa: Manda para balaio o preço do Camarão, que o da cebola Yemanjá vai levar para o fundo do mar. Leva! Leva! Rainha do Mar! Rainha do Mar!

Vó Juracy: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O camarão Tutoia vai de 5 a 15 tocos, de 17 a 20tocos, chega a 24 e ficou nos 35 tocos o kilo!

Vó Juracy: Dá para o preparo o “camarão com casca”, crianças?

Tiquinho: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão com casca”! Vai! Vai! Vai ficando na casca do preço de 5, de 8 a 10 reais e vai a 27 o kg. Vai?

Seu Pixa: Eita preço que está! E o “camarão sem casca”, crianças?

Jacira: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão sem casca”! Vai! Vai! Vai ficando sem a casca por causa do preço de 14, de 16 a 18 contos, e de 20 a 22 o kg. No toco do preço!

Vó Juracy: O “camarão seco” também tá no toco do preço?

Tiquinho: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão seco”! Vai! Vai! Vai fazendo secar o bolso da gente! Tem de 24, de 30, e fica secando a 32 o kg.

Seu Pixa: Dona Janainha, olha esse preço que tá! E o “camarão médio”, dá pra comprar?

Jacira: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão médio”, de médio só o camarão, pois o preço que vai de R$ 10,00 a R$ 20,00, tem de R$ 22,00, de R$ 25,00 o kg. A gente vai comer o arroz sem molho, não é, vó?

Vó Juracy: Vai mesmo, do jeito que tá! E o “camarão grande”, vocês encontraram?

Tiquinho: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão grande”, e grande só no preço de 10, de 14, de 18 tocos, tem também de 22, de 29, de 33, e fica no tamanho de 35 tocos o kg. Ai! Ai! O molho não vai ter não, não é, Pixa?

Seu Pixa: Desse jeito que vai o arroz vai ficar sem molho e sem alegria. O “camarão fresco”, vocês encontraram por lá?

Jacira: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! O “camarão fresco”, de fresco ele não tem nada, é no gelo que ele tá! Vai ficando de 16, de 17, de 18 e 20contos o kg. Não vai ter no molho não.

Vó Juracy: Desse jeito a gente vai deixar de preparar a comida dos orixás. Ah!Princesa de Iaocá, leva para o fundo do mar e encanta esse preço que tá! E o “piracuí de camarão”, trituraram no preço também?

Tiquinho: Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! Trituraram no preço também, tem de R$ 12,00, de R$ 15,00, de R$ 16,00, de R$ 17,00, e chega a triturar de R$ 20,00 o kg. Estamos ficando triturados, vó!

Seu Pixa: Triturados nesta situação estamos sempre a ficar, oh!, Dona Janainha, desencanta esse povo incauto, que não vê essa situação que tá! A “pimenta malagueta”, não deu também para comprar?

Jacira e Tiquinho (falam em voz alta): Yemanjá! Yemanjá! Leva para as águas fundas do mar este preço que está! Tá ardendo só num preço! Um copinho de malagueta está de 5 tocos, e está 35 paus o kg. Como podemos comprar, vó? E o arroz-de-hauçá, não vamos provar?

Vó Juracy: Não se apoquentem, meu Tiquinho e minha Jacira, o arroz-hauçá nós vamos preparar. Vamos todos pedir a Yemanjá para falar com seu filho Xangô, fazer justiça que nessa terra ainda não há!

Seu Pixa: Vamos cantar para os males dessa terra espantar! (Todos cantam juntos)

Yemanjá! Yemanjá!

Rainha do Mar! Rainha do Mar!

Traz nas ondas do mar

Alegria para este lugar

Oferendas na beira-mar

De flores brancas devemos ofertar

Rosas, palmas brancas

Orquídeas, crisântemos brancos e jasmim

Para mãe dos Filhos-Peixe

Em suas águas ofertar

Para reger sempre amparo materno

Para defender seus filhos desta cidade

Que não dá dignidade

Mas sim muita privação

Emerge fertilidade, fecundidade

Para esse povo conhecer

Os laços que constroem

A Comunalidade e o Bem Comum


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.585 hits

Páginas

Arquivos