MINISTÉRIO PÚBLICO QUER AFASTAR VILÃ MIRIM DE NOVELA DA GLOBO

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro enviou uma notificação a Manoel Carlos, autor(?) de uma novela da Globo denominada “Viver a Vida”, para repensar(?) uma personagem vilã mirim, Rafaela, interpretada pela atriz Karla Castanho, de apenas oito anos.

Segundo as procuradoras Maria Vitória Sussekind Rocha e Danielle Cramer, “nem todas as manifestações artísticas são passíveis de serem exercidas por crianças e adolescentes. O trabalho infantil artístico deve ser comedido, observando não só os aspectos legais, mas principalmente eventuais reflexos que determinado personagem pode provocar no desenvolvimento da criança”.

A VILANIA DO SIMULACRO TELEVISIVO

Praticamente todos os meios de comunicação sempre estiveram e estão mais interessados em substituir a comunicação por um simulacro de poder (Baudrillard), e por baixo desse simulacro, ou por cima, às caras, às claras – aliás, como em relação a todo simulacro -, apenas o vazio de comunicação, o vazio de qualquer forma de relação na ordem do real.

Um dos aparelhos mais poderosos de fabricação de “simulacros comunicativos” é a televisão, que, a partir do simulacro denominado “realidade objetiva”, causa dor e alívio – ou identificação e alienação– sempre de mãos dadas. Um binômio inseparável. Ou seja, primeiro o telespectador se identifica, o que lhe causa dor, e, em seguida, por proposições falsas, aliena-se.

Assim, envisca-se e suporta-se/aceita-se uma realidade objetiva massacrante de todos os pontos de vista – emocional, econômico, político, social, etc.

A VIL CLONAGEM DA TELENOVELA

Assim como em tudo da televisão – de Sílvio Santos a Galvão Bueno, passando pelo casal Bonner-Simpson -, a telenovela é apenas um clone dessa realidade simulada; por isso sua hiperrealidade soa tão familiar aos olhos e ouvidos embotados dos videotas. O enredo é sempre uma trama maniqueísta cotidiana, temperada com uma dose de violência e sexualidade, às vezes com a escamoteação de alguma mensagem educativa(?) na qual o “bem”, embora tenha sofrido durante todos os dias (dor), sempre vence o “mal” no final, confirmando os valores da moral constituída (alívio).

Quem já viu uma novela televisiva, um capítulo, uma cena que seja, já viu todas as novelas. Tem até os atores que especializam-se em desempenhar sempre o papel, sempre em par, de galã/heroína e vilão/vilã.

O HIPERCLONE GLOBAL MANOEL CARLOS

Querendo-se diferenciar de outros autores, lemos numa notícia que esse mesmo Manoel Carlos já havia tido outros problemas judiciais pelo uso de crianças nessas tramóias hiperreais: “Em 2000, um juiz proibiu que crianças atuassem em ‘Laços de Família’ por considerar que a novela contava com muitas cenas de sexo e violência”.

Neste caso, chegamos ao extremismo de clones pleonásticos. O título da novela – “Viver a Vida” – é uma beleza de pleonasmo. Além de um crasso erro gramatical, o pior é saber que não há nenhuma ação-Viver nem substância-Vida filosofantes de criação, desejo, singularidade, potência. Apenas redundância, ressentimento, vingança, amor-ilusão-e-dor, esperança, moralidade, etc. Tudo vida que é morte, como diria Zaratustra-Nietzsche; ou seja, não-viver, não-vida.

Mais, na busca pela hiperrealidade, a própria criança se torna clone dos adultos infantilizados, reproduzindo sua dissimulação e picardia, muito distantes do movimento intensivo de devir-criança em um tempo não-pulsado, onde a lógica instrumentalista dos adultos não alcança, não compreende, não captura.

HIPERREALIZAÇÃO DA VIDA COMO NOVELA

Nessas tramoias hiperreais, que controlam desde gostos a comportamentos, tudo doentio, pois que frutos plastificados em artificialidades fantasiosas, mas que controlam uma conversa pela manhã, a escolha da comida no almoço, o corte de cabelo, o encontro com uma namorada, com os amigos, a forma de educar um filho, a música a ouvir, o filme a assistir, etc.

Assim, o MPT-RJ deu apenas um passo para inibir a exploração de uma criança, notificando o autor para repensar as peripécias da personagem, exigindo a “harmonização entre o trabalho infantil artístico e a fixação de parâmetros que protejam minimamente o exercício das atividades”. Mas terá que tomar outras medidas, uma vez que não há nada que caracterize pensamento – sendo impossível repensar – na Globo e suas novelas, inclusive em seus clones em outros canais.

A questão é muito mais ampla e passa por um debate amplo, para além da viscosidade e da alienação midiotizadoras, em torno das concessões públicas de rádio e televisão, o que deve envolver toda a população num debate vital para a afirmação da democracia, da inteligência, da vida.

0 Responses to “MINISTÉRIO PÚBLICO QUER AFASTAR VILÃ MIRIM DE NOVELA DA GLOBO”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.143 hits

Páginas

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: