Arquivo para 4 de novembro de 2009

“VEREQUETE. É, É VEREQUETE.”

O galo cantou, me deu alegria

O galo cantou, é sinar que vem o dia

O galo cantou no romper do aurora

O galo cantou e o Verequete vai embora

No momento em que escrevemos este texto, o corpo de Mestre Verequete é velado no Teatro da Paz, em Belém do Pará.

Embora estado vizinho do Pará, talvez pelo freudiano narcisismo de vizinhança, o Amazonas sempre conheceu o carimbó apenas por Pinduca devido a este ter morado durante vários anos em Manaus, ali no bairro da Redenção.

O encontro com o som desse maravilhoso mestre do carimbó foi casual. Um garoto paraense, no início de 2006, passando as férias em Manaus, e morando seu pai na rua onde é a sede da Afin, pegou um pequeno atabaque do boizinho Rizoma e entoou um carimbó a nós desconhecido. Ouvidos atentos, perguntamos de quem era. Ele falou o nome Verequete e tocou outra.

Nesta mesma internet (pode-se utilizá-la como máquina de guerra), pesquisamos e encontramos algumas informações sobre o velho mestre, que em 1971 foi o responsável pela primeira gravação de um disco de Carimbó. De lá pra cá foram mais 12 discos e 4 CD’s. Desses, conseguimos um chamado Verequete na Coluna.

Foto: Do disco "O Legítmo Carimbó Vol III - Verequete e o Conjunto Uirapurú - da gravadora CID (Companhia Indústria de Discos) - acervo de Jorge Calderaro

Foto: Do disco “O Legítmo Carimbó Vol III – Verequete e o Conjunto Uirapurú – da gravadora CID (Companhia Indústria de Discos) – acervo de Jorge Calderaro (daqui)

Por curiosidade, numa kombi lotação Jorge TeixeiraJoão Paulo, zona Leste de Manô, ouvimos um forró da banda Calypso, na inconfundível voz da bela Joelma, uma música que nos pareceu familiar. Atentamos que a letra era justamente a que o garoto cantara, chama-se Lua Luar, que hoje sabemos ser composição de Mestre Lucindo, e que é conhecida no Pará também na voz de Nazaré Pereira.

A lua sai de madrugada

No romper do sol

Ela sai acompanhando

O namorado que é o sol

Ó, lua, lua, luar

Me leva contigo pra passear

Ó, lua, lua, luar

Me leva contigo pra passear

No janeiro passado, fomos a Belém para participar do Fórum Social Mundial (FSM 2009). Para nossa surpresa, o calypso e o forró paraenses, tão ouvidos em todos os espaços de Manaus, via rádio, televisão e indústria fonográfica, em Belém pouco se houve. Ao contrário, o carimbó está em todos os cantos, tanto o modernizado, eletrônico, quanto os velhos mestres da corda e tambor, como diria Verequete.

Entre os inumeráveis causos contados pelo ativo capoeirista Mestre Ray, também chamado Mestre Mundico, quando nos concedia uma entrevista, ouvíamos ao fundo um CD de carimbó, contendo faixas de diversos mestres carimbozeiros. Como lhe faláramos da vontade de ver o velho mestre, já então com 92 anos, ao tocar Chama Verequete, Mestre Ray parou e, apontando ao aparelho, disse a frase que vem no título desse texto: “Verequete. É, é Verequete.”

Chama Verequete, ê, ê, ê, ê

Chama Verequete, ô, ô, ô, ô

Chama Verequete, ruuuum

Chama Verequete…

Chama Verequete, oh! Verê

Oi, chama Verequete, oh! Verê

Ogum balailê, pelejar, pelejar

Ogum, Ogum, tatára com Deus

Guerreiro Ogum, tatára com Deus

Mamãe Ogum, tatára com Deus

Aruanda, aruanda, aruanda, aruanda ê

Mandei fazer meu terreiro

bem na beirinha do mar

mandei fazer meu terreiro

só pra mim brincar

A indústria cultural brasileira sempre foi um empecilho para a difusão das verdadeiras riquezas populares. A não ser por projetos como o de um Marcus Pereira, as manifestações culturais autóctones e autônomas são relegadas ao domínio público até o esquecimento. Mas estas manifestações autênticas seguem sem se importar com isso, com a potência de compor novos sons, novas cores, novos movimentos, novas formas de linguagem. E é isso que faz Augusto Gomes Rodrigues, desde que numa festa de santo foi com uma moça que gostava e um pai-de-santo disse: “Chama Verequete”, referindo-se às rezas ao vodun Toy Averequete:

Eu gostava de uma moça; então ela me convidou para ir ao batuque que eu nunca tinha visto. Umas certas horas da madrugada o Pai de Santo cantou “Chama Verequete”. Eu era capataz da Base Aérea de Belém, na época da construção, cheguei na hora do almoço e contei a história do batuque… Quando acabei de contar, me chamaram de Verequete.”

Então Augusto virou mesmo Verequete e, com aquela potência dos negros prevista por Nietzsche, bateu os tambores e soltou a voz, sempre acompanhado dos companheiros do Uirapuru, também lá de Quatipuru, e as floridas saias rodadas das moças rodaram bonito no chão de terra batida.

No Pará persistem os grupos de carimbó tradicionais, como o Raio de Sol, de Mestre Come-Barro, entrevistado por este bloguinho na inesquecível Belém do Pará. E hoje, se o carimbó vai sendo incorporado ao rock, ao reggae, à música eletrônica, deve-se muito à incansável luta e ao amor de Verequete pela alegria em alegrar-se com o povo. A mesma luta que fez realizar-se em 2006 o lançamento da fundamental coletânea composta por uma caixa com o CD “Verequete é o Rei”, o DVD com o filme “Chama Verequete” e o livro “Som dos Tambores”.

Para baixar o CD clique na imagem.

A morte de Verequete faz lembrar a luta dos artistas paraenses no projeto junto ao Ministério da Cultura par transformar o carimbó em Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira.

Então, enquanto viver o Carimbó, Mestre Verequete não morrerá, porque na verdade ele só foi ali no mar cantar com a sereia…

A sereia mandou me chamar

(Olha o balanço do mar)

E eu vou com a sereia pra lá…

MINISTRO, DIZ QUE HÁ “INDÍCIOS DE NATUREZA CRIMINOSA DA CAMPNHA DE AZEREDO(PSDB)”

Denunciado em 2007 pelo ex-procurador-geral da República Antônio Fernando Souza, que o acusou de ter cometido por 7 vezes o crime de peculato e por 6 vezes o de lavagem de dinheiro, envolvido no “mensalão” mineiro, o senador do PSDB, Eduardo Azeredo, encontra-se nessa quarta-feira, dia 4, como objeto de análise do Superior Tribunal Federal.

Azeredo é acusado de criar, juntamente com o publicitário Marcos Valério, também arrolado na acusação, um esquema “Caixa 2” para sua reeleição ao governo de Minas Gerais em 1998. De acordo com o voto do relator, ministro Barbosa Sobrinho, Azeredo, “recebeu dinheiro para saldar compromissos diversos no valor de R$ 4,5 milhões em plena campanha”, afirmou o ministro.

ENUNCIAÇÕES DO MINISTRO BARBOSA SOBRE AZAREDO

Há indícios, ainda que provisórios, que apontam para atuação dolosa de Azeredo. Fortes indícios da natureza da campanha de Azeredo. Indícios de que o acusado tinha conhecimento do esquema e queria realizá-lo estão presentes na denúncia. Ele recebeu dinheiro para saldar compromissos diversos no valor de R$ 4,5 milhões em plena a campanha. O recibo assinado pelo acusado Eduardo Azeredo, a defesa nada alegou sobre esse documento. Não há na defesa uma única palavra sobre esse documento, sobre esse recibo de R$ 4,5 milhões, citado expressamente na denúncia.

Em depoimento, Marcos Valério disse que não participou de nenhuma propaganda para campanha, que teria sido feita pelo publicitário Duda Mendonça. Marcos Valério não tinha qualquer vínculo formal, legal com a campanha. O problema é que inúmeras testemunhas afirmaram que Marco Valério era presença constante no comitê de campanha de Azeredo.

Se as suas empresas não eram responsáveis por qualquer propaganda, a presença deveria ser justificada por alguma razão. Alguns documentos demonstram que Azeredo conhecia essa razão. Embora negue, indícios mostram que ele teria participado”, sentenciou Barbosa Sobrinho.

No decorrer do julgamento, alguns ministros demonstraram a disposição de pedir vistas. Para o relator, ministro Barbosa Sobrinho, “o julgamento não será concluído nesta quarta-feira. A análise será retomada na quinta-feira”.

PROPOSTAS DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS

Tendo como foco principal a ampliação do acesso às oportunidades econômicas, sociais, políticas e culturais de jovens entre 15 e 24 anos em conflito com a lei, com baixa escolaridade ou expostos à violência doméstica e urbana, foi publicado hoje, dia 4, no Diário Oficial da União as 24 Propostas enviadas pelas prefeituras e estados, solicitando do governo federal apoio à prevenção contra jovens negros.

Na avaliação do subsecretário de Ações Afirmativas da Presidência da República, Martvs Antonio Alves das Chagas, através do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) no Projeto Farol – Oportunidade em Ação, promovido pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (Seppir) em parceria com o Ministério da Justiça. Serão investidos no programa, ainda este ano, R$ 3,3 milhões.

Segundo o subsecretário, a meta do projeto é estimular nos estados e municípios planos de ação para diminuir os números de homicídios, gravidez precoce na adolescência, uso de drogas, que, segundo ele, a juventude negra aparece no Brasil como o principal personagem da violência, tanto como vítima e como agressor. Para ele, não se trata de reverter o índice de violência entre jovens negros, mas tratar a juventude brasileira através de um recorte: “Há uma juventude dentro dessa juventude que precisa de mais atenção”, disse.

Sem data para ser implementado, o Programa terá a duração de um ano e suas ações serão monitoradas por Técnicos do Ministério da Justiça e da Seppir, que atuarão nas áreas aprovadas como Sudeste, que tem a maior parte dos projetos aprovados, 67% (São Paulo, com 48% ), Nordeste, 16%, Sul, 13%, e o Norte e o Centro-Oeste, as duas com 2%.

Embora entendendo que o recurso para por em prática as ações do Programa seja pouco, entretanto, Martvs mostrou-se contente com a possibilidade do sucesso do Programa, que pode mudar a condição do jovem negro hoje no Brasil. Falando sobre a discriminação predominante, afirmou: “A ideia é fazer o teste e verificar se estamos certos. O estereótipo confirmado pela estatística é o que o jovem negro é aquele que tanto mata quanto morre. O fato de nascer negro no Brasil já reduz nossa expectativa de vida 20% e o fato de viver no crime ou às margens da lei reduz ainda mais”.

AÉCIO CHEIRA COCAÍNA NA CAMPANHA DE SERRA À PRESIDÊNCIA?

Parece que na briga pela escolha do nome à corrida presidencial pelo PSDB o que vale é a lei da truculência de um vale-tudo sem regras e sem juiz.

A notícia de que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, havia agredido a namorada, veiculada na internet pelo jornalista esportivo Juca Kfouri, repercutiu na blogosfera.

A principal hipótese é que o interesse de Kfouri não fosse contribuições à prática da Lei Maria da Penha, mas o de deformar a imagem do governador mineiro em proveito do, também tucano, governador paulista José Serra.

Como pusemos aqui neste bloguinho, Aécio, tentando manter-se distante da questão, defendeu-se na internet. E, mais, consta que deu uma coletiva ontem, desmentindo a agressão:

Isso é uma aleivosia tão grande. Eu me sinto, claro, pessoalmente ofendido por isso, mas prefiro até nem comentar para não validar algo tão distante da minha prática cotidiana. Sempre fiz política e vou continuar fazendo no patamar muito superior a esse. E o que eu posso dizer é que é uma calúnia vergonhosa.”

Mas, ainda ontem, também Kfouri deu uma entrevista (aqui no blog do Rovai) na qual, além de dar a entender ter confirmado o assunto via twitter (um recurso web de direita, como diz Mauro Carrara), confirma que suas fontes de confirmação estavam na festa, mas nada viram, apenas souberam do “ocorrido”:

Antes de dar a nota fiz quatro ou cinco ligações pra festeiros cariocas amigos meus e todos me confirmaram a história, apesar de não terem visto a cena.”

Mas quando Renato Rovai inquire sobre à referência a Collor, percebe-se que Kfouri saltita e dá cambalhotas com mais um golaço:

É isso mesmo que você está pensando, Renato. Circulam mil histórias em relação ao Aécio, histórias que, aliás, o Mineirão canta em coro [durante a partida Brasil e e Argentina, no ano passado, parte da torcida presente entoou o coro “Ô Maradona, vai se f…, o Aécio cheira mais do que você”]. Acho que a imprensa tem obrigação de investigar isso, como deveria ter feito o mesmo em relação ao caçador de marajás. Isso não pode ser tratado como coisa menor, como algo regional.”

De quebra, Kfouri ainda tentou desviar do mídia subserviente para a blogosfera independente a suspeição sobre seu furo, atacando Paulo Henrique Amorim, que rebateu, apontando para Ricardo Noblat, do Globo, sendo que Kfouri faz parte da CBN, também da Globo.

Comentando as repercussões, Kfouri disse no início de um texto em seu blog:

Nada mais no Brasil parece ser avaliado sem a busca de segundos interesses.”

E fechando esse mesmo texto:

Seria tudo muito divertido, não fosse medíocre. E pusilânime, dos dois lados. Que, por sinal, se merecem.”

A julgar pela entrevista ao Rovai, a denúncia de Kfouri não teve segundos interesses e, concordamos, é medíocre, mas não deixa de ser divertido ver a direita política e midiática digladiando-se enquanto o leão – ou “a leoa”, para sermos mais claros – espreita-os.

ALIMENTAÇÃO, DIREITO SOCIAL

Com 374 votos a favor, 2 contra e 1 abstenção, a Câmara do Deputados aprovou ontem, dia 3, primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do Senado, que determina a alimentação como um dos direitos sociais de acordo com o que é estabelecido pelo Artigo 6º da Constituição Federal.

Agora, os deputados vão votar a PEC em segundo turno. Se o texto aprovado pelos senadores for mantido, ela será promulgada. Todavia, ser for alterado, ele deverá retornar ao Senado para nova apreciação de votação.

Tanto para o Congresso como para o governo federal, esta PEC tem perfeita aceitação.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.871 hits

Páginas

novembro 2009
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos