Arquivo para 26 de novembro de 2009

A DEMOCRACIA DA MÍDIA FRENTE À PROBA JUÍZA MARIA EUNICE

A história da mídia brasileira pela perspectiva empresarial é tristemente deplorável. Seus transcursos pontuados pela subserviência ao capital das grandes empresas e dos governos ditatoriais, mesmo os ditos democráticos, ofende a dignidade daqueles que se querem cidadãos brasileiros. Não fossem alguns jornalistas engajados que fizeram – e fazem – de sua profissão uma disciplina cívica, nada se poderia examinar como ação comunicativa democrática nesse serviço de informação pública.

Hoje, como nunca, em função do governo Lula, a mídia nacional situada no Sudeste exemplifica essa histórica máxima. Os jornais Folha de São Paulo, Estadão, Globo, revistas Veja, Época, IstoÉ, e a TV Globo, notabilizam-se nessa prática financeira. Sem deixar em segundo plano sua verve conspiratória. É o capital dando a pauta nas redações. Implicações perigosas para a constituição de uma sociedade democrática. Não fossem alguns micros periódicos e os vetores da internet, como alguns blogs e sites, engajados na construção de uma democracia cujo processual seja uma estética constitutiva das potências de cada cidadão, e os posicionamentos de alguns artistas, cientistas, políticos, religiosos, operários, entidades de classes, profissionais liberais, etc, a síntese midiática estaria sepultada na oralidade dessas mídias milícias empresariais do capitalismo patogênico (Tautologia, o capitalismo em si é patogênico).

A MÍDIA MANAUARA NA PRÁXIS DA JUÍZA

Pesando e medindo o corpo da mídia manauara, e tomando suas devidas proporções, em princípio, a mídia manauara tem por conceito, semelhança, analogia e predicado o Mesmo das mídias portentosas. A mídia ajuricabana também sempre esteve urdida com os governos e os empresários, historicamente nunca engendrou uma cartografia jornalística cuja enunciação fosse a atualização do serviço público como disciplina cívica comunicacional. Nunca a democracia como processual ético de produção comunalidade lhe serviu de discurso jornalístico. No máximo, a democracia foi sempre simplificada no conceito de democracia representativa que já lhe garantia disposição para servir os governantes. Some-se a isso a limitação intelectual de seus jornalistas e o atavismo telúrico para subserviência salarial, prostrando-os como profissionais ilustrativos de crônicas de boi e futebol, o mais pobre jornalismo. Além da indiferença de classe com a potência democrática conjugada com anemia dos chamados artistas, intelectuais, poetas, sociólogos, romancistas dos “mormaços” da cidade do “faz escuro, mas” eu durmo.

Foi nessa bem composta cena que surgiu a insigne juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, cassando em primeira instância o mais famoso representante da direita amazonense, Amazonino Mendes. Esse, bem promovido e laureado pela mídia, o ato revolucionário da juíza, fez estremecer a dedicação desses mídias. “O que fazer? Deve-se entrevistar a juíza? Sim, é matéria, é mercadoria, é pra vender, mas sem tocar no cassado. Informa-se sem opinião. Aliás, somos uma mídia independente”. Foi assim que trataram o caso. Nada de tocar no inusitado em uma terra dominada perversamente durante toda sua história pelas classes predadoras da democracia. Nada. Esperar posição dos articulistas? Qual? São articulistas da natureza abstraída sem homem real, homem social. Isso os fazem colaboradores dessas mídias. Fechados na gramática, nunca desconfiaram que o pensamento encontra-se embaixo dela (Nietzsche). Daí a força indiferente de seus escritos e dizeres. Quase um ano passou e a indiferença continuou a predominar. Tudo como se fosse algo misterioso, pecaminoso, que ninguém poderia comentar. Ironizando, diria o alemão Brecht: “E assim passou o tempo que lhe foi dado viver sobre a Terra”.

Agora, em um rito em que as opiniões proferiam “Eu já sabia!”, parte dos juristas do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) absolveu Amazonino Mendes, contentando a mídia servil. Então revela-se uma questão: o que essa mídia poderia pretender com a ilustríssima juíza Maria Eunice Torres do Nascimento se conseguisse entrevistá-la, usando o surrado bordão do “ouvir o outro lado”? Breve resposta para um inocente inútil. Ela pretenderia tão somente usar os dizeres da juíza como mercadoria/jornalística para auferir seus a-éticos lucros. Nada mais que isso, já que seu jornalismo não é disciplina cívica e muito menos serviço público. E nunca se posicionou, nem veladamente, como examinadora da decisão democrática/jurídica/política da ínclita juíza Maria Eunice Torres do Nascimento.

Governo anuncia novo benefício enquanto mídia delira

Foi anunciado ontem pelo Ministro da Fazenda Guido  Mantega, a redução a zero da alíquota do Imposto sobre  Produtos Industrializados (IPI) para vários tipos de  móveis de vários tipos principalmente em madeira  certificada.

Além disso o Ministro ainda falou da prorrogação de  imposto zero para materiais de construção, que acabaria no  fim do ano e continuará até 30 de junho de 2010. O prazo  redutor dos imóveis é até 30 de março de 2010.

Na terça-feira Mantega já havia anunciado incentivos  tributários para carros e caminhões nessa mesma linha de  prorrogação até março próximo.

A MÍDIA IRRACIONAL NÃO ENTENDE O BRASIL

Quando o governo federal tentou aprovar uma continuidade  do IPMF, a mídia junto com a direita retrô brasileira  falaram que era um absurdo, pois iria sobrar mais pra  bandalheira de um governo que não preza pelo povo(?). Com  o fim do IPMF eles se acharam que havia uma grande vitória  contra o governo.

Agora com o anúncio destas medidas e para um movimento e  valorização da economia o governo deixou de arrecadar  cerca de R$ 900 milhões de reais. Qual a logica que está  em jogo? O governo quer ou não beneficiar o povo  brasileiro?

NOVAS ACUSAÇÕES INFUNDADAS

Após a anunciação do Ministro da Fazenda, vários programas  da grande mídia atiraram para todo lado com o seguinte  argumento: A escolha do governo federal pela indústria de  móveis e construção é na verdade uma jogada política para  aproximar a candidata Dilma da região Sul, a grande  produtora de móveis. Enunciados vazios como”É puro jogo  político”, ou “lobby político” como se ouviu em vários  telejornais. O próprio ministro já tinha dito na  entrevista sobre os MÓVEIS:

“O setor de móveis está se recuperando mais lentamente que  o conjunto da indústria. Depende de exportações, que ainda  não se voltaram aos níveis de antes porque a renda dos  outros países ainda não se recuperou”

Sobre a construção:

“O cidadão toma a decisão de fazer uma reforma, mas só  compra os materiais ao longo do tempo. Por isso,  entendemos que a desoneração para o setor deve ser  estendida até junho, quando as obras estiverem sendo  concluídas”

Além disso os falsos comunicadores esqueceram que a Região  Sul é uma das que mais sofreram com a crise e continua  sofrendo com a baixa progressiva do dolar, pois de lá se  situa uma das grandes forças exportadoras do Brasil, com o  mercado de de calçados, fibras e roupas, carnes,  hortifruti, entre outros.

E ainda tem mais… Todos estes projetos fazem parte integrada de um investimento público no setor de construção (vide Minha Casa, Minha Vida , Luz para todos) e de consequências de uma maior divisão de renda e por isso não pode ser encarado como um agrado a população com outros fins.   Como diria Itamar Assumpção: “Isso vai dar repercursão. E o povo em 2010 só…

BOLSAS E INSTITUIÇÕES DO PROUNI SÃO ALVOS DO MEC

Depois da Secretaria de Educação Superior (Sesu) encontrar irregularidades na oferta e no preenchimento das bolsas, o Ministério da Educação (MEC), resolveu suspender 1.766 bolsas de estudo e desvincular quinze instituições privadas de ensino superior ligadas ao Programa Universidade Para Todos (ProUni).

A causa foi o fato de ser detectado que alunos tinha renda incompatível com o programa que concede bolsas para estudantes cuja família tenha renda baixa. Par chegar à irregularidade, o ministério fez cruzamento do CPF dos bolsistas com a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e bases de dado de universidades públicas. No final, encontrou-se o seguinte demonstrativo: 598 eram proprietários de veículos caros, 34 tinham curso superior, 631 eram matriculados em universidades públicas, 561 tinham empregos com renda superior à permitida.

O nome dos bolsistas serão encaminhados à Advocacia Geral da União (AGU) para que seja instaurado processo, além de terem que devolver o dinheiro que receberam como bolsistas. De acordo com Maria Paula Bucci, secretária de Educação Superior, todos os anos, o MEC realizará essa “malha fina”. Para a secretária, a fraude é pequena frente ao número de bolsistas. “O percentual é de 0,4% dentro dos 396 mil bolsistas ativos. Toda regra tem um certo índice de cumprimento”, afirmou Bucci.

Quanto às instituições desligadas, elas ofereciam bolsas em menor quantidade do que deveriam. Como essas instituições recebem isenção fiscal para receberem as bolsas do programa, a Receita Federal poderá pedir ressarcimento. Mas não são só essas instituições que se encontram nessa situação. Mais trinta e uma instituições encontram-se no mesmo caso, mas fizeram um termo de saneamento com o ministério. Deverão oferecer 5% a mais de bolsas para compensar o que deixaram de oferecer.

CHÁVEz DIZ QUE COM LULA BRASIL DEIXOU DE SER “SUBIMPERIO”

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou no palácio presidencial de Miraflores, no momento da visita do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que o presidente Lula tirou o Brasil da condição de “subimpério”.

O Brasil não é mais o que era, uma espécie de subimpério ajoelhado ao império ianque, até que chegou Lula, o companheiro, impulsionado pelos trabalhadores, pelos camponeses, pelos jovens, pelo povo desta grande nação que é o Brasil”, afirmou o presidente da Venezuela.

Chávez também comentou para Ahmadinejad a condição da Bolívia, que antes era “uma colônia ianque, até que brotou da terra o povo Boliviano”. E, entusiasmado, disse: “Somos livres. Apenas um continente livre pode receber-te como recebe”.

Depois de discursar por muito tempo, Chávez ouviu do presidente iraniano seu conhecimento de anfitrião. “Vamos estar juntos com dignidade, resistência, consciência e inteligência. Dou graças a Deus por estar aqui, entre meus irmãos, com um grande povo resistente. Estamos no início do caminho para o topo”, disse Ahmadinejad, concluindo, “Viva a Venezuela, viva Chávez!”

POR FORA DE FUTEBOL

“Eu entro em campo pra ser feliz.” (Valdivia, craque chileno)

§§§§§§§§§§§§§§§§ SUDAMERICANA

FLUZÃOZÃO DESAPARECEU NAS ALTURAS

Quando o Mengão foi desclassificado da Sudamericana, seus torcedores disseram: “Bem, ele agora pode se dedicar só ao Brasileirança”. Deu certo: o Mengão tá que tá, apesar do Goiás. Já o Fluzãozão, que naquele tempo era Fluzinho, foi em frente e aos poucos foi que foi, e foi chegando até a final. Entretanto, tanto a comissão técnica como jogadores e torcedores passaram a comentar sobre o cansaço do time em função da disputa dos dois campeonatos.

Ora, todos sabiam que ia acontecer esse transfutebolístico, pois sempre acontece, e não é só com times brasileiros. São os ossos do futebol mal administrado que nunca mudam, porque tem o beneplácito dos clubes a mídia e, além, é claro, do torcedor.

Ontem, dia 25, pela noite, o Fluzãozão desapareceu nas alturas equatorianas, tomando cinco dendecadas contra uma em plena primeira partida. Não jogou nada. Estava irreconhecível. Não havia Fred, Conca, e muito menos goleiro. Um verdadeiro frangalhão. Foi uma equipe totalmente equivocada – por cortesia, para não dizer errada – sem qualquer jogada conhecida de seus torcedores apresentadas nas últimas partidas disputadas com denodo, talento e garra. Foi um verdadeiro Fluzinho.

Agora, jogadores e comissão culpam as alturas e o cansaço. Pobre argumento que não o livra de possíveis derrotas. Espera-se que não. Mas é preciso saber lidar com o real e não ficar culpando aquilo que, pelo menos, não vai mudar. Mas é preciso ir em frente lutando para reverter o placar, que é difícil, e deixar a zona fria do Brasileirança definitivamente. Em frente, Flu! Volta a ser Fluzãozão!

AMÉRICA F.C. DO RIO ESTÁ DE VOLTA À PRIMEIRONA

Romário, seus companheiros de equipe, mais o espírito de seu pai, conseguiram o prometido: Soerguer o América F.C. e levá-lo à primeira divisão do campeonato carioca. Pelo feito do time rubro capetista, parabéns!; mas pela realidade do futebol carioca da primeira divisão, lamentos. O campeonato carioca é horrível de ruim e desorganização. Só não é o pior do Brasil, porque existe o Amazonas, que não tem futebol e ainda quer ser sede da Copa de 2016. Só tomando o fato como caso de delírio.

De qualquer sorte, vamos para cima, Diablos Rublos! Vamos pelo menos lembrar pela imaginação os bons tempos do América de Pompéia, um dos melhores goleiros do futebol brasileiro. Famoso guarda-meta do América, “no tempo que Dondon jogava no Andaraí”.

############ Um craque se conhece pela bola e não pelo pé. Quando ele se confunde com a bola, devir-bola, como Maradona. Em campo o adversário não podia segui-lo: era total dissipação. A enésima potência do gol. #############


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.871 hits

Páginas

novembro 2009
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos