Arquivo para 28 de novembro de 2009

FÁBULA DE GRACIÁN TOCANDO BREVE NA DEMOCRACIA MANAUARA

Das patologias afetivas produzidas pelo homem, a que mais causa dor, desespero e destruição é a inveja. Como phatos-humano, a inveja, por sua força de destruição, já foi estuda, analisada e apresentada por vários vetores da expressão humana. Romance, conto, poesia, pintura, cinema, teatro, dança, todas enunciações com sentido de mostrar sua crueldade. Shakespeare foi sábio em tratar dessa afecção dolorosa sempre responsabilizada pela dor do sujeito-invejoso. O artista inglês, com seus personagens, mostrou a força de destruição de existências inteiras operadas pela alma no espírito tanto do invejoso quanto do objeto de sua inveja, o outro, tomado como causa de sua infelicidade.

A psicanálise, tanto a freudiana mais ortodoxa, como a lacaniana, mostram a inveja como o desejo desviado do invejo projetado na imagem do outro acusado como alguém que se apossou de algo que pertencia ao sujeito invejoso. Como se trata de uma projeção do invejoso, ele jamais possuiu o que outro tem. Se o quer, quer como delírio.

A FÁBULA DE GRACIÁN E A DEMOCRACIA MANAUARA

Foi exatamente preocupado com a força destrutiva da inveja que o filósofo, escritor e jesuíta espanhol, Baltazar Gracián, que viveu entre janeiro de 1601 e dezembro de 1658, escreveu sua obra fabulosa O Homem Universal. Nesse escrito, Gracián narra e analisa a fábula em que conta o processo que os animais desenvolveram contra o Pavão. Cuja acusação base do processo encontra-se no fato do Pavão ser uma ave, segundo seus acusadores, detentor de uma plumagem que, ao ser exibida oculta todas as aparências dos que moviam o processo, membros do Partido da Inveja. As águias, por sua vez, negam-se a participar de tal ação. Já a Raposa, escolhida pelo leão para arbitrar o processo, sintética, diz que fechar a plumagem do Pavão é negar seu próprio ser. “É tão impossível ao Pavão não parecer Pavão quanto não o ser”, sentencia a Raposa, olhando para o Corvo, o que mais carrega a afecção vingativa.

Mas o que Gracián pretende mostrar é o quanto a pessoa invejosa é ressentida. Como ressentida, é mais perigosa que a pessoa que odeia. Uma pessoa que odeia outra odeia porque foi ofendida, ou talvez violentada fisicamente por esta. Mas quando a vingança se consome, o ódio desaparece. Já a pessoa ressentida, existe envolvida em uma eterna busca imaginária do carrasco. Como não sabe lidar com o que é, atribui ao outro a responsabilidade pelo que é como sofredora. Daí nunca se integrar ao real, dado a força imaginária de sua inveja. A sua máxima, como Corvo, é: “Devolva-me a bela aparência que nunca tive e que, por sua culpa, não posso ter”.

Gracián é grande quando mostra que certas aparências quando fazem sombras sobre outras não são produto de uma conspiração, mas tão somente em função das circunstâncias e dos olhares que lhe são dirigidos. Nenhum bicho é mais belo que outro. Ocorre, porém, que alguns fazem de seus estilos, que são suas singularidades, modos de ser produzidos por seus talentos e seus gostos. Nada que os coloque propositadamente para ofuscar os outros. Cada um é sua própria aparência. As diferenças estão nas direções em que as singularidades e notabilidades se encaminham. A inveja é perceber essas singularidades e notabilidades nos outros, quando não as temos, e não fazemos nada para tê-las como condição natural do existir.

Em Manaus, nos últimos meses, depois que a insigne juíza Maria Eunice Torres do Nascimento cassou em primeira instância a candidatura de Amazonino, essa fábula do filósofo Gracián se revelou contagiante. Inúmeras pessoas rangeram os dentes de inveja pela bela plumagem democrática exibida pela juíza. Despojadas dessa plumagem, essas pessoas passaram a invejar a atitude democratizante como se fosse um mero exibicionismo, como que dizendo com o Corvo: “Devolve-me a bela aparência que nunca tive…” Maria Eunice, como diz Gracián, só moldou seu estilo ao seu talento singular e sua linha notável como ser democrático. O que outro estilo pode fazer, mas sem inveja.

E como se não bastasse a inveja projetada em Maria Eunice, agora se materializou a inveja contra os ilustríssimos juristas procurador-regional Edmilson Barreiros e juiz federal Márcio Luiz. Ambos exibidos no dia do julgamento de Amazonino. A partir desse momento, a inveja se mostrou despudoradamente contra os jovens éticos do Judiciário. Entretanto, como a inveja é uma projeção da dor do invejoso, que, em sua insegurança, renuncia à singularidade da existência, nenhuma partícula desse corpo invejoso atinge os dois reais juristas, posto que os mesmos são protegidos por suas belas plumagens, assim como a juíza Maria Eunice.

Triste sina da inveja, ter que se satisfazer com sua zona cinza enquanto o Pavão se mostra policromo em si mesmo.

DISTINGUIR O HOMEM DE PALAVRAS DO HOMEM DE AÇÕES

Baltazar Gracián

É uma diferença única, como que há entre o amigo da pessoa e o amigo do cargo, que são muitos diferentes. Palavras maldosas, mesmo sem más ações, já são bastantes ruins. Mas é pior usar boas palavras e agir mal. Não se vive de palavras, que são ventos, nem de cortesias, o que é engano. Só presunçosos se satisfazem com vento. Para ter valor, as palavras devem ser acompanhadas de ações. As árvores que não dão frutos, só folhas, não costumam ter coração. Convém conhecê-las para saber de quais se obtém proveito e de quais somente sombra.”

i iNDA TEM FRANÇÊiS Qi DiZ Qi A JENTi NUM SEMO SERO

inda

@DEPOIS QUE A OPERAÇÃO CAIXA DE PANDORA, da Polícia Federal, pôs às claras o esquema de distribuição de recursos ilegais organizados pelo governo de José Roberto Arruda (DEM-PFL) no Distrito Federal, o governador, que, conforme gravações, comandava pessoalmente o esquema de compra de deputados, passou a demitir secretários e assessores envolvidos. O primeiro foi Durval Barbosa, que já carregava inúmeras denúncias do governo de Joaquim Roriz (PSC), mas que, pelo apoio à campanha de Arruda, ganhou o cargo de secretário de Relações Institucionais, e por redução de pena, resolveu denunciar e até fazer gravações de Arruda em ação. Além de Barbosa, o governador, para quem o impeachment já vai sendo preparado, Arruda afastou de seus cargos o secretário de Educação, José Luiz Valente; o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel; o chefe de gabinete da Governadoria, Fábio Simão; e o assessor de imprensa Omésio Pontes. Há quem diga que na lista de afastamento de Arruda só faltou um nome que ele gostaria de afastar e não pode: José Roberto Arruda. I inda tem françêis…

@LULA DISSE QUE O GOVERNO DE FERNANDO HENRIQUE acreditava ser o Estado um entrave para a economia brasileira: “O governo anterior achava que o Estado atrapalhava o desenvolvimento do País, e fez tudo para desmontá-lo. Para eles, o mercado era um deus. A crise financeira internacional, que nós superamos com elogios do mundo inteiro, mostrou que estávamos certos ao recuperar a capacidade do Estado ser um indutor e organizador do desenvolvimento”. O trecho, alçado do Blog do Planalto, está na entrevista publicada no jornal Metro (São Paulo e ABC), que analisa a forma como o Brasil saiu da suposta crise mundial e faz um painel dos principais projetos na área econômica pelo governo Lula. Para ler a entrevista completa, baixe aqui. I inda tem françêis…

@ADRIANO DESFALCA FLAMENGO CONTRA CORINTHIANS, no domingo, devido a queimadura na perna. Segundo o médico do clube, José Luiz Runco, Adriano até poderia jogar, mas será poupado para estar em toda condição de jogo no dia 6 de dezembro contra o Grêmio. Há quem diga que os são paulinos receberam bem a notícia do mal de Adriano. Mas no jogo contra o Goiás Adriano não estava em sua plena forma e com perna sã? Para os Por Fora de Futebol deste bloguinho, Adriano é um dos jogadores, talvez o único, que não entrou na serenidade da equipe comandada por Andrade. E se Bruno Mezenga resolve derrubar um imperador, já que nem o marketing da Globo acredita em qualquer semelhança entre o romano e este. Para os são paulinos, uma lembrança aflitiva: foi o Goiás que empatou com o Flamengo com Adriano e mais dez. I inda tem françêis…

@CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), foi divulgado ontem e revela “os dados mais recentes da educação superior no Brasil”. O Censo faz um estudo detalhado, anualmente, sobre “as instituições de educação superior (IES) em suas diferentes formas de organização acadêmica e categorias administrativas; os cursos de graduação presenciais ou a distância; os cursos seqüenciais; as vagas oferecidas; as inscrições; as matrículas; os ingressos e concluintes, além de informações sobre as funções docentes”. Entre as boas notícias deste, estão as de que o número de ingresso de alunos cresceu 8,5% em 2008 e que as universidades federais superaram as previsões de oferecimento de vagas. “O objetivo era chegar a 146 mil vagas ofertadas em 2008, mas o número ultrapassou a meta e chegou a 147.277, em comparação às 132.451 de 2007”. Para baixar detalhadamente o estudo, vá à página do INEP. I inda tem françêis…

@E A DITADURA PROSSEGUE EM HONDURAS, pois o golpista Roberto Micheletti postergou a volta do presidente usurpado Manuel Zelaya, e só entrou em acordo para que a Comunidade Internacional viesse a legitimar as eleições de 29 de novembro. Neste acordo, a decisão foi passada ao Congresso Nacional, mas nem Micheletti saiu nem o Congresso decidiu. Em mais uma artimanha eleitoral, o ditador abandonou a presidência usurpada até dia 2, após as eleições desse domingo, quando está previsto o julgamento no Congresso se Zelaya retorna ou não até o dia 27 de janeiro, final do mandato. Enquanto os Estados Unidos – demonstrando que a política de Obama para a América Latina segue na mesma linha da instauração das ditaduras nestas bandas – apoia a legitimidade das eleições, os países da Unasul não pretendem reconhecer as eleições. Apenas três dos doze países pretendem seguir a posição norte-americana: Peru, Colômbia e Panamá. Enquanto Brasil, Uruguai, Paraguai, Venezuela, Bolívia, Argentina, Chile, Equador e Nicarágua não reconhecerão as eleições. Como afirmou o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, “o golpe de Estado não pode ser legitimado como forma de mudança política. Essa é a nossa visão”. I inda tem françêis…

Vamos que vamos

Pois se já fomos

Já não vamos!


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.871 hits

Páginas

novembro 2009
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos