Arquivo para 8 de dezembro de 2009

UM ESTUDO SOBRE O CONTRADITÓRIO A PARTIR DO VOTO DE MOUTINHO NA MANUTENÇÃO DA PREFEITURA DE MANACAPURU A BESSA

O voto de minerva do desembargador Ari Moutinho, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), não deve ser tomado como um fato isolado, mas como mais um capítulo dos imbróglios produzidos no interior desse tribunal, muitas vezes simples, mas que vão sendo complexados pelo mesmo para a população devido aos kafkianos trâmites.

No dia 5 de novembro passado era o julgamento, no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, do prefeito de Manacapuru, Edson Bessa (PMDB), e de seu vice, Sidnilson Martins Holanda. Muitos analisavam que o TRE-AM não os cassaria, embora a imensa quantidade de provas pela acusação de “compra de votos e abuso de poder econômico”, devido à dupla ser da “moçada” do governador Eduardo Braga, que, dizem, tem larga ingerência no TRE-AM. Pois bem, com Ari Moutinho de licença da presidência do Pleno do TRE-AM, ao contrário do que muitos analisavam, Bessa e Sidnilson acabaram cassados por 4 votos a 2. Na época, a então relatora, desembargadora Graça Figueiredo, disse que as contas de campanha de Bessa eram “meras peças de ficção”.

Pois bem, posse do deputado estadual Ângelus Figueira (PV) e João Messias Furtado (PSOL), segundo colocados, marcada para o dia seguinte. Mas daí vieram as brechas esgarçadas pelos advogados comumente chamadas de “recursos”. Bessa entra com pedido de embargo do primeiro julgamento. A posse de Ângelus não vinha – não que estivéssemos torcendo por ela; para este bloguinho intempestivo são “eles por eles”. A votação do recurso vinha acirrada com o empate, tudo devido ao juiz Francisco Maciel, que votara pela cassação no início de novembro, “misteriosamente”, votar agora a favor do recurso de Bessa. Faltava, então, o voto de minerva de Ari Moutinho, que retornara da licença. Ontem ele o deu, inocentando integralmente Bessa e Sidnilson.

A CONTRADITÓRIA GRAÇA POR MOUTINHO

Segundo Moutinho, há duas contradições indefensáveis no julgamento que cassou Bessa: primeira, que “o caminho para apurar a compra de votos e o abuso do poder econômico contra Edson Bessa não seria uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) e sim uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE)”; e, segunda, que “o Embargo de Declaração (recurso) proposto por Bessa, cuja relatoria ficou a cargo da desembargadora Maria das Graças Figueiredo – a qual votou pela manutenção da decisão que cassou o prefeito – apresentava uma contradição porque as contas de campanha de Bessa teriam sido aprovadas por unanimidade pelo TRE”. Invertendo drasticamente a fala de Graça, Moutinho tascou: “Todas as regras da contabilidade foram respeitadas pelo candidato.”

É também mais um capítulo dos conflitos entre Graça e Moutinho, já que é notório e publicamente expresso o corriqueiro enfrentamento entre os dois. Mas se isso se desse por divergência numa o-posição jurídica, seria de bom grado à democracia manauense; no entanto parece ser apenas de ordem hierárquica, pois toda vez que Graça é elevada à presidência do TRE-AM ela demite certos funcionários e admite outros, enquanto Moutinho reverte as demissões e admissões no seu retorno. Assim, nesse falso jogo de quem estudou mais Direito, quem interpreta e aplica mais as leis, ambos estão certos. Pode-se observar numa série de episódios recentes nos processos que envolvem Amazonino cassado, nos quais ambos concordam de pleno acordo.

A SUSPEIÇÃO DE MOUTINHO E AS FICÇÕES JURÍDICAS

Após o julgamento que inocentou “integralmente” Bessa, o candidato a vice-prefeito na chapa de Ângelus Figueira, utilizando-se da fala de Graça no julgamento anterior, ironizou: “Esse julgamento sim é uma peça de ficção. Nós já sabíamos que isso ia acontecer. Vamos conversar com os advogados para ver o recurso junto ao TSE”.

Ao que Ângelus afirmou que, além de recorrer, irá entrar com pedido de suspeição contra Moutinho no Conselho Nacional de Justiça (CNJ): “Ele tem a mulher e o filho nomeados pelo governador do estado, Eduardo Braga, que é partidário e fiel apoiador do prefeito cassado. Tanto é que teve na comemoração do aniversário dele [Braga], no último sábado, onde também esteve o prefeito cassado”.

A referência de Ângelus se dá pelo fato de Braga ter nomeado Ari Moutinho Junior a conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e Lourdes Moutinho para defensora-pública geral do estado.

As suspeições em torno de Moutinho e sua parcialidade política sobre a imparcialidade jurídica são conhecidas desde os tempos de faculdade, ficando mais visíveis quando do embate entre Amazonino e Braga nas eleições de 2006, quando o próprio amigo Amazonino atacou o colega de faculdade Moutinho. Mas, com Braga no governo e Amazonino na prefeitura, voltaram os tempos bons e tudo está na santa e justa paz.

TESE SOBRE OS CONTRADITÓRIOS DO TRE-AM

Para um estudante de Direito das universidades manoniquins que esteja procurando um tema para sua tese, este bloguinho sugere, ‘de grátis’, uma com vasta documentação material e de importância democrática para além dos muros do buraco negro universitário: “A Manipulação do Conceito do Contraditório no Pleito Eleitoral 2008 na Cidade de Manaus”.

Além das suspeições de Moutinho no julgamento de Bessa, assim como de Graça no de Amazonino, comparando-se os casos, façamos em separado uma observação da conduta de ambos: dir-se-ia de Graça que, vendo ela provas concretas da “compra de votos” e “abuso de poder econômico” de Bessa, em Manacapuru, também deveria tê-las visto no caso de Amazonino, em Manaus, tão abundantes e concretas quanto. Mas isso não ocorreu.

Já no caso de Moutinho, que afirma não ter visto “provas suficientes” destes crimes em Bessa, em Amazonino não somente os teria visto, já que ele próprio, Moutinho, fora-o testemunha e denunciante. E isso também não ocorreu.

Há duas hipóteses a seguir e apenas uma conclusão possível para a tese:

Hipóteses: ou os imbróglios contraditórios surgidos no TRE-AM seriam advindos de incapacidade no estudo e observação das leis dos magistrados deste tribunal – assim como de outros – ou, o que seria pior, seriam produzidos como estratégia para tornar os casos complexos.

Conclusão: em ambos os casos, todos os julgados por corrupção seriam inocentados. E, nesse caso, não há contradição, só corrupções.

O MINISTÉRIO PÚBLICO, O CNJ E O TSE PELA DEMOCRACIA ELEITORAL

Acabou-se a complexidade, pois tudo é simples no olhar desvelado do entendimento da Justiça. Assim, as “decisões” do TRE-AM irão, via Ministério Público, e o procurador-federal Edmilson Barreiros é prova disso, ao TSE ou, quando necessário – como no caso do arbitrário afastamento da douta juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, que, quando presidente do Pleito Eleitoral 2008, cassara Amazonino -, ao CNJ.

Para a população tudo está às claras, não existe segredo, como diria o filósofo Jean Baudrillard, mas tão somente o jogo-do-não-jogar vazio do poder.

BLOGUINHO INTEMPESTIVO ENTREVISTA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, PADROEIRA DO AMAZONAS

Depois de “tantas buscas, tentativas necessárias” (Deleuze), esse Bloguinho Intempestivo conseguiu encontrar uma fissura na fronteira da matéria e anti-matéria, onde perpassam os corpos-quantas teo-metafísicos, que separam as certezas afetivas e cognitivas que compõem a realidade antropológica, e mergulhou na zona caosmótica das evanescências, encontrando a Bela, Justa e Bondosa Nossa Senhora da Conceição, Mãe de Cristo, que concedeu essa inteligente e alegre entrevista própria de quem vive e conhece as coisas de Deus e do mundo.

Sendo padroeira de várias localidades, como Portugal – elevada pelo rei D. João IV, em 1646 -, o estado da Bahia, Campinas, Belo Horizonte, Recife, entre tantas pelo mundo afora, e, também, padroeira do estado do Amazonas, a Mãe de Cristo, também Nossa Mãe, concedeu essa entrevista analisando, comentando e opinando sobre a realidade amazonense. Não se furtando a qualquer pergunta, Ela mostrou nossas dores e nossas possibilidades como filhos do Pai, do mundo e da História.

Aproveitem o acontecimento e reflitam, amazonenses…

BLOGUINHO INTEMPESTIVO (Beijando a mão esquerda de Nossa Senhora da Conceição) – Primeiramente, sua benção, Mãe Maior. Sentimo-nos rejubilados em nos encontrar aqui junto à Senhora, fato jamais imaginado por nós, e quiçá alguém de qualquer parte do Planeta Errante Terra. Começando, Mãe, como padroeira do Amazonas, como a senhora se sente nesse momento como representante desse povo perante o Pai?

NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO (Sorriso suave e feições alegres) – Meninos e meninas, por princípio me sinto muito feliz. Adoro o ser humano, porque ele é filho do Senhor. Então, adoro os amazonenses. Agora, por efeito, ando triste com o que tem acontecido lá no Amazonas.

BI (Interessado) – Desculpe nossa leseira, mas com que a Senhora se preocupa?

NSC (Sorrindo) – “Entre os familiares não há desculpas”, lembram? Pois bem, o Amazonas é um estado tão rico, com um povo tão inteligente, companheiro, um pouco submisso, mas talentoso, entretanto o estado se encontra em um estado lamentável. O povo está sofrendo muito. Os governantes, ao contrário do povo, têm uma inteligência limitada e indisposição para o trabalho transformador. Tudo isso acarreta dor e tristeza. Muita corrupção, as instituições são transformadas em feudos administrados por amigos dos governantes, nada democrático. A Democracia, que é o regime político de meu Filho, não é celebrada como organismo político de elevação do Bem Comum.

BI – Nossa Mãe, parece até que a Senhora mora lá…

NSC (Suavemente) – Não esqueçam que também sou onipresente.

BI – E como! Mas, Mãe, nos diga a senhora, que conhece toda a história do Amazonas: sempre foi assim a realidade do Estado?

NSC – Pode-se se dizer que sim. Com pequenas variações. Mas sempre o povo foi massacrado pelos governantes, os capitalistas e os estrangeiros. Há um quê nos governantes do Amazonas que todos eles governaram mais para satisfazer os interesses dos de fora do que do povo.

BI – A Senhora se refere também ao caso da Zona Franca?

NSC – Pode ser. Vejam, as empresas lucram uma exorbitante quantidade de dinheiro anualmente e, entretanto, pouco ou nada fica na cidade para ser aplicada, principalmente, em políticas públicas, e o que se vê é Manaus, uma cidade dividida entre poucos ricos e muitos pobres. Isso não é cristão.

BI – E eles usam muito o nome da Senhora, de Deus e de Cristo.

NSC – Proferem os corpos sonoros dos nomes, mas nossas substâncias eles não alcançam. Nada do que eles falam é de nossa doutrina. Eles até usam nossos nomes para atribuir às suas desonestidades lisura.

BI – Mas eles acreditam que Vocês estão com eles.

NSC (Gargalhando) – Acreditam para se confortar. Só que é um falso conforto, nós repelimos esse uso. Querem um amparo para se consolar em suas ações anti-democráticas, o que não compactuamos.

BI – Como a Senhora entende esse frisson sobre a defesa da Amazônia apresentada pelas chamadas autoridades?

NSC – Como vocês entendem, como modismo inconsequente, que visa a exaltação personalista de alguns participantes. O entendimento deles sobre Natureza é totalmente contrário ao que é Natureza-Naturante. A Natureza como Substância composta de Atributos e Modos de ser que se movimentam infinitamente como o conatus do filósofo Spinoza.

BI – A senhora acredita que a reunião em Copenhague para debater as mudanças climáticas vai alterar posições para a defesa global?

NSC (Visivelmente pensativa) – Acredito que não. O encontro me parece ser mais uma encenação para mostrar ao mundo que existe uma preocupação internacional com o perigo que o Planeta Errante Terra passa. Países como os Estados Unidos não estão interessados em mudar a direção de suas políticas de lucro financeiro. Há nesses países uma voracidade obsessiva pelo lucro, que leva a creditar que formas de energias que estão ligadas ao lucro tecnológico, e que são poluentes e ameaçadoras ao equilíbrio do planeta, não serão mudadas por eles. Os Estados Unidos fazem pressão sobre o Irã para que ele deixe de produzir energia nuclear, entretanto ele não quer se desarmar e desativar sua força nuclear. Este foi um fato que Lula chamou atenção diante da ministra alemã Ângela Merkel, quando esteve na Alemanha e foi considerado pela mídia local um Superstar.

BI – Falando sobre Lula, como a gente sabe que seu governo alcança todo o Brasil, como Nossa Mãe vê sua ação no Amazonas?

NSC (Cheia de graça) – Graças ao Pai e ao Filho que existe o Lula! Lula é um verdadeiro cristão. Eu sei que ele, em suas orações, fala com meu Filho, mas gostaria que se fosse possível eles se encontrassem. Ia ser uma loucura política. Lula é povo, meu Filho idem, ia ser o encontro do POVO ABSOLUTO! Mas, comentando e analisando Lula no Amazonas, o que posso dizer é que graças às suas políticas públicas o povo amazonense está bem melhor. Aliás, no Amazonas, se não fossem as políticas públicas do governo federal, meu Pai do Céu, ia acontecer uma catástrofe jamais sentida e vista.

BI – A Senhora ainda há pouco falou em corrupção. O filósofo Nietzsche disse que ela é a degeneração do instinto, a Senhora concorda?

NSC – Concordo. O corrupto é uma degenerado que perdeu a natureza humana. E, aliás, é bom que se propague esse entendimento de Nietzsche, pois é envolvente e esclarecedor, o que poucos governantes sabem. E, mais, foi Nietzsche quem mais entendeu meu Filho.

BI – Mas se os corruptos soubessem que são corruptos não seriam corruptos, já que o corrupto sendo um degenerado não tem natureza humana para saber o que é humano.

NSC (Sorrindo) – É verdade. Vocês são danadinhos.

BI (Gargalhadas) – Como Nossa Mãe entende essa relação de apresentadores de programa de TV que entram na política recorrendo à exploração da miséria do povo, com as condescendências dos responsáveis pelas concessões públicas dos meios de comunicação?

NSC – Preocupante. Uma concessão pública de qualquer meio de comunicação é para seguir as determinações da Constituição Federal, que indica o uso desses meios de comunicação para auxiliar na produção de cidadania através dos exercícios educacionais. E esses programas não têm nada de educacional. São verdadeiros terrorismos. Vejam o caso dos auto intitulados de “Irmãos Coragem”. Sabe-se hoje que se tratava simplesmente de uma poderosa quadrilha com força de destruição letal, e tudo diante dos responsáveis pela administração das TV’s e o beneplácito da maior parte da população, principalmente a indiferença da classe média, que, cá entre nós, é triste. Sem falar que o prefeito atual de Manaus, que anda às voltas com processos de cassação, foi eleito com parte dos votos desses irmãos.

BI (Surpresos) – Meu Pai do Céu, como a Senhora está bem informada sobre nossos estados de coisas.

NSC (Sorrindo maternal) – Não esqueçam que eu sou padroeira do Amazonas, e tudo que acontece aqui me interessa. Eu quero meu povo feliz, e quando ele é submetido a dor isso me preocupa muito.

BI – Já que a Nossa Mãe é tão bem informada, como a Senhora encara o Projeto de Lei Popular Ficha Limpa, que proibe candidatos que foram julgados a não participar de eleições?

NSC – Eu encaro com bons olhos. Aliás, eu tenho bons olhos, eu sou Imaculada, é um grande passo. Não esquecendo que a ideia saiu da representação cristã maior no Brasil, a CNBB. Mas, para ser justa, eu gostaria mesmo era que fosse proibido participar de eleições não só o candidato que foi julgado, como também o que tem qualquer processo que o coloque como suspeito de um crime, principalmente corrupção.

BI (Gargalhando) – Mãe, a Senhora vai fundo! Proibir qualquer candidato suspeito de crime não ia ter candidato aqui em Manaus. (Nesse momento uns anjos chegaram e serviram saboroso sucos, enquanto cinco tocavam uns sons indígenas) Vendo esses artistas, nos diga uma coisa: como a Senhora vê o artista amazonense?

NSC (Pensativa) – Preocupada e triste. Um artista é como um filósofo. Como disse Marx, “não brotam da terra como cogumelos, são filhos de sua época, de seu povo”, têm que pensar sua história, transformá-la constantemente como forma de alegria de existir em comunalidade, mas a maior parte dos artistas do Amazonas é alienada, submissa aos governos, seus talentos estão a serviço da tirania. E os mais preocupantes são os que fazem parte de partidos políticos ditos de esquerda, pois com a pecha de esquerda alguns incautos podem acreditar que eles realmente são criadores, quando não são, posto que esses ditos partidos são apêndices dos governos reacionários que torturam o povo social e economicamente.

BI – E sobre Manaus como sede da Copa em 2014?

NSC – Um absurdo doloroso que até os analistas já afirmaram. Um estado tão pobre, como o governo pode ter o despropósito de querer realizar um evento só para satisfazer seu orgulho e uma mínima minoria? Transporte coletivo é uma violência contra o usuário, escolas desabando, falta de emprego, habitação coletiva inexistente, trânsito cruelmente intransitável, insegurança social, política, de saúde sofrível, entretenimento coletivo zero, além de que a cidade não tem nem futebol.

BI – Nossa Mãe, quando nós éramos criança diziam os adultos que o mundo estava para acabar, mas a Senhora pegou um montinho de areia e colocou em cima de outro monte. Significava que a Senhora estava dando mais tempo para o homem. A Senhora acredita que esse monte de areia está acabando e que nós do Amazonas vamos desaparecer como subdesenvolvidos?

NSC – Não. O mundo nunca vai acabar. Se o homem se responsabilizar pela Terra ela durará muito. E, no caso do Amazonas, é preciso que o povo faça com que cada grãozinho daquela areia se transforme em sua força produtiva para que o Amazonas não acabe, mesmo com a vontade destrutiva de seus governantes.

BI – Nossa Senhora da Conceição, a Senhora é a entidade maior das expressões religiosas do Candomblé e da Umbanda, só que existem igrejas, que se dizem evangélicas, que discriminam severamente essas religiões afro. Qual seu comentário?

NSC (Preocupada) – É uma posição que não se irmana com os ensinamentos do Pai e do Filho. Todas as duas religiões expressam os sinais cristãos. Se essas igrejas ditas evangélicas as discriminam é por pura irracionalidade a anti-cristianismo. Todos são filhos de Deus! Gay, índio, negro, prostituta, todos humanos, vegetais, animais e minerais. Até esses pastores que discriminam são também filhos de Deus. Ora, bolas! A discriminação é um dos piores pecados. Tenta mostrar que o discriminador é superior ao discriminado, quando não é. É uma forma de opressão. E toda opressão é tirania. E todo tirano é fraco, covarde, medroso, sem vida ativa.

BI – Como se fala muito nesses tempos de mudança de perspectiva nas comunicações, mormente com a comunicação virtual, como a Mãe comenta a posição da mídia aqui?

NSC – Como a do Brasil: preocupada só com o lucro, nada com a democracia, o regime de meu Filho. Aqui no Amazonas, no caso específico em Manaus, a mídia sempre foi submissa aos governos, nunca comungada com o povo. Hoje, na cidade, é vergonhosa a posição da mídia. A maioria é cabo eleitoral dos dois governantes, do municipal e estadual. Circunstancialmente, só escapa um jornal que tem tentado fazer um jornalismo um pouco à margem da oficialidade.

BI (Entristecido) – Mãe, agora a derradeira pergunta…

NSC (Surpresa) – Já terminou?

BI – Nós sabemos de sua condescendência, Nossa Senhora da Conceição, mas sabemos também de suas múltiplas tarefas. A Senhora é muito atuante e deve ir para outra batalha depois dessa entrevista, por isso estamos terminando. A senhora vê saída para um Amazonas melhor?

NSC (Com ímpeto) – Claro! Eu sou uma otimista, por isso sou santa! Mas a única saída é através do povo com sua inteligência, criatividade, vontade e engajamento, tudo que falta aos governantes. Só quem sabe o que o povo quer é o próprio povo. Ele não precisa de líder. Ele sabe fazer tudo por ele democraticamente. Mas para produzir um Amazonas real é preciso ele deixar a condição de rebanho. Acabar com a pastoral do gado, a que está submetido, como dizia o filósofo Platão.

BI (Palmas) – Sem puxada nenhuma, mas a Senhora deveria ser governadora do Amazonas.

NSC (Sorrindo) – Nada disso. O negócio de vocês é o negócio de vocês. Vocês que têm que se responsabilizar. São coisas da Terra, não do céu.

BI (Curioso) – Falando em céu, agora sim a derradeira pergunta. A Senhora poderia nos dizer se os homens e mulheres que fizeram o povo amazonense sofrer, depois de mortos, foram para o céu ficar junto ao Deus Pai?

NSC (Sorrindo suave) – Meus filhos, isso é de outra esfera, não minha. Eu não posso responder, entretanto eu posso contar o que escutei uma vez de Pedro. Certa vez, em balancete com os padroeiros e padroeiras de localidades da Terra, depois da reunião, ele me chamou de lado, muito preocupado, e disse que eu deveria procurar saber o que estava acontecendo com o Amazonas, porque fazia muito tempo que não subia para o céu ninguém considerado importante no Estado, inclusive pastores. Só estava subindo pobre. O que era preocupante, porque em uma democracia constituinte, em que todos produzem o Bem Comum e o Direito Civil, quando qualquer um morre vai para o céu. E como estava só subindo pobre, significava que eles morriam ou de tanto sofrer ou de lutar pela vida. E os importantes não estavam vivendo de forma cristã, daí não irem para o céu… (O BI, deu uma senhora gargalhada) Por que vocês estão rindo?

BI – É que uma vez nós passamos pelo cemitério e vimos dezenas de familiares de gente importante do Amazonas rezando e falando que estavam com saudade, mas se confortavam porque sabiam que seus entes queridos encontravam-se muito bem na morada do Senhor, em uma vida melhor que a da Terra.

NSC – É, meus filhos, são aqueles que acreditam que o céu é o prolongamento de suas vidas burguesas pontuadas pela vaidade, a usura, o egoísmo, a preguiça, a gula, a hipocrisia e a corrupção.

BI (Palmas) – Valeu, Nossa Mãe Maior! Vamos indo, porque a fissura entre a matéria e anti-matéria pode fechar, aí a gente vai ficar aqui no céu sem termos morrido. E, aliás, não é, Nossa Senhora da Conceição, quando que nós temos o perfil de quem vai para o céu?!

NSC (Abraçando a todos, se despedindo e sorrindo) – Não julgueis! São muitos os desígnios do Pai.

NOTA: Quando íamos atravessando a fronteira da fissura, ouvimos Nossa Senhora da Conceição dizer: “Se vocês querem realizar uma magnífica homenagem a mim nesse dia 8 de dezembro, tentem criar no Amazonas a democracia real!”

GORILA E SEU CAVAQUINHO NA FESTA DO MENGÃO E OUTROS ZÃOS…

Gorila no Hexa 09 por você.
Clique nas imagens para vê-las de perto.

Estando a moçada da Afin reunida, no domingo à noite, após o Kinemasófico, e após à última rodada do Brasileirão ocorrida à tarde, pintou pelas bandas da rua Rio Jaú, zona Leste de Manô, vindo diretamente de Monte Alegre, no Pará, despejando alegria de montão, Gorila e seu cavaquinho…

Gorila no Hexa 04 por você.
Gorila no Hexa 05 por você.
Gorila no Hexa 03 por você.

Reuniram-se na sede da Afin e, como não poderia ser diferente, logo pintou o Silvano no atabaque, o Jonilson no pandeiro, o genro Sérgio mais os afinados Katiane, Anderson e Vinicius na contoria e não teve resto, teve muito foi bolero, seresta e chorinho…

Gorila no Hexa 08 por você.


Gorila no Hexa 10 por você.

E foi também a festa do Paulãozão, do Fluzãozão, do Fogãozão, do Verdãozão etecéteras e tais, pois na alegria da festa futebolística livre de rancores e tristezas, na parte dos hinos, teve direito a paulãozense cantando o hino do Mengão e vice-versa, e foram lembrados até o do Paiçandu e o do América, não o do pai do Romário, mas o do lendário técnico Amadeu Teixeira, de Manaus.

Gorila no Hexa 12 por você.
A performance da irmanada dupla Joabir (cavaco) e Jonilson (pandeiro) com o Corotão Vanderlan levando os hinos conforme os pedidos.

Gorila no Hexa 16 por você.

E assim prosseguiu pela madrugada o melodioso cavaquinho do monte-alegrense Gorila, as participações dos diversos cantantes que se revelaram ali e o riso e alegria incontida de todos em festejar…


Gorila no Hexa 14 por você.

KINEMASÓFICO: KIRIKOU E A FEITICEIRA

Diretor: Michel Ocelot

Duração: 40 minutos

Ano: 1998

Nome Original: Kirikou et la sorcière

Sinopse (resumo da história do filme):

Kirikou, um garoto sempre curioso, ao sair do ventre de sua mãe, se interessa em saber por que Karaba, a feiticeira faz seu povo sofrer tanto. Em seus percursos Kirikou aprende que nenhum mal pode vencer a inteligência e a união de um povo.

O Kinemasófico é um vetor cinematográfico que a Afin realiza todos os domingos à boca da noite, contando com um curso artístico (teatro, cinema…), sempre com a apresentação ao final da atividade de um cinema. Mais informações, clique aqui.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.781 hits

Páginas

dezembro 2009
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos