Arquivo para 12 de abril de 2010

FÁBIO KOFF É REELEITO PRESIDENTE DO CLUBE DOS 13, DERROTANDO KLEBER LEITE, CANDIDATO DA GLOBO E DA CBF

especial para o Por Fora de Futebol

Em eleição realizada hoje, dia 12, o presidente da entidade futebolística Clube dos 13, a elite do futebol brasileiro, Fábio Koff, candidato apoiado pela TV Record, Juvenal Venâncio, presidente do São Paulo, e a maioria do clubes dos 13, foi reeleito para mais um mandato, derrotando Kleber Leite, cartola do Flamengo e candidato da TV Globo e de Ricardo Teixeira, presidente da CBF. Doze votos a favor reconduziram Koff, e oito mantiveram Kleber na ilusão.

Durante os dias que antecederam à eleição, a direita tirânica do futebol brasileiro, comandada por Ricardo Teixeira e a TV Globo, usou os mesmos recursos condenáveis que são usados por demagogos em eleições legislativas e executivas. A CBF ameaçou dirigentes de clubes, fez promessa e emprestou dinheiro ao Botafogo. Por seu lado, a TV Globo adiantou pagamentos para o Corinthians (logo o clube que Lula torce). Com a trapaça, Botafogo, Goiás e Curitiba, que se posicionavam pela democracia, trocaram as camisas e foram para o lado de Kleber Leite. Resultado: perderam e saíram como anti-éticos do futebol brasileiro.

A vitória de Fábio Koff é um fortalecimento da democracia no futebol brasileiro, que vive sob a ditadura das decisões da CBF e das ingerências da TV Globo, principalmente no que tange às programações das partidas de futebol transmitidas pela ex-deusa do Jardim Botânico.

Com sua reeleição, Fábio Koff deve ter mais espaço e sustentação para mudar os empecilhos criados pelas duas entidades tirânicas do futebol. Um desses empecilhos é o horário das transmissões dos jogos pela TV Globo, que segue os critérios exclusivos da rede de programação dos Marinhos.

Pode ser o começo do fim do monopólio da rede Globo nos negócios do futebol brasileiro. Algo que é muito bom para o Brasil.

ARRUDA FOI SOLTO PELO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Preso desde o dia 11 de fevereiro nas dependências da Superintendência da Polícia Federal, acusado de subornar o jornalista Edson Sombra, testemunha, para depor a seu favor no processo que é investigado como chefe de um sistema de recebimento de propina e desvio de dinheiro público, resultado da Operação Caixa de Pandora, o ex-governador José Roberto Arruda, cassado, foi solto hoje, dia 12, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com votação de oito votos a favor de sua soltura e cinco contra.

Para o ministro relator, Fernando Gonçalves, José Arruda não representa mais perigo para influenciar o andamento do inquérito, já que a primeira fase das investigações da Operação Caixa de Pandora foi encerrada.

Não mais existem razões para a prisão preventiva, porque mesmo nas diligências complementares solicitadas pelos responsáveis pelas investigações são de caráter técnico”, afirmou o ministro Gonçalves.

Já para o ministro João Octávio Noronha, José Roberto Arruda não poderia permanecer preso por causa da pressão da mídia. Analisando a ação da mídia no caso, o ministro disse: “Vão transformar o próprio indiciado em prisioneiro da mídia. Até o clamor justifica o relaxamento”.

Junto com Arruda também foram soltos cinco de seus aliados que também se encontravam presos.

SEGUNDA-FEIRA DOMINICAL

£ “Eu preciso comparar. Eu vou fazer o quê? Eu vou fingir que não participei do governo Lula porque os outros têm vergonha de terem participado do governo FHC? Não posso. É subestimar a inteligência do povo.

A minha biografia se confunde com o governo Lula. Terei orgulho de contar para meu neto, que vai nascer em setembro, que fiz parte desse momento. Eles têm de apresentar o patrimônio deles. Se eles têm vergonha do governo Fernando Henrique, eles têm lá seus motivos.

Toda eleição é difícil. Somos guerreiros. Vamos brigar até o último momento. Nosso patrimônio, tudo que fizemos de bem para o povo brasileiro, torna nossa caminhada mais fácil.

O governo tem de olhar para todo o Brasil, com olho de mãe, porque mãe cuida, não protege”, afirmou Dilma, em entrevista.

Há na trinca reacionária direitista uma posição para, como estratégia de campanha, não comparar os anos Fernando Henrique, com o governo Lula. É uma tentativa de fazer com que o brasileiro não faça relações com os dois mandatos para que melhore a situação do candidato da direita, Serra. É um recurso desesperado, mas não pode evitar que a própria população faça a comparação. O que já vem acontecendo desde primeiro governo de Lula.

Isso que se chama missão impossível da direita. Isto porque os eleitores têm duas vivências que os leva à comparação. São inteligentes, e sentiram por experiências próprias que suas condições econômica e social mudaram para melhor no governo Lula.

£ A senadora Marina Silva, hoje PV, é uma mulher honesta, inteligente, comprometida com a história, o homem em sua felicidade, saiu do governo Lula em condições poucos esclarecedoras, a não ser que se incompatibilizou com parte da política ambientalista, mas tem momentos em que Marina se afasta de seu atributos mais justos e racionais.

A senadora teve um encontro com o diretor do filme “Avatar”, James Cameron, e em sua distância cognitiva e ética, afirmou que Cameron, um dos mais influentes diretores de filme exclusivamente para o consumo – daí não fazer cinema -, “captou a essência da vida na floresta”.

Para concretizar tal afirmação, a senadora Marina talvez tivesse muito envolvida pelos códigos da dogmática religiosa, que a faz ver essência na floresta, quando se sabe que não existe essência de nada, pois a vida é um devir, um encadeamento de corpos continuum, nisso seu entendimento divinizante da Amazônia, tal como o ex-governador do Amazonas, Eduardo Braga.

A ex-companheira Marina Silva está atribuindo à clorofila um verde saído de uma mágica abstração, e não concebe Cameron como um ideólogo de uma vida florestal virtual. De estúdio. Mas a Vida não é Hollywood.

£ “A grande incógnita é como será a relação de Dilma com o PT”, afirmou o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, em discurso de lançamento da candidatura de José Serra à Presidência da República. E acrescentou mais. “O PT ideológico e com problemas éticos”.

Aecinho, como ainda é conhecido nos seus meios, continua pairando nos meandros dos auxílios de Tancredo Neves. Ele, com sua enunciação, demonstra um grande grau de estreiteza intelectual, considerando Dilma incógnita, já que o Brasil, em sua maioria, sabe que Lula jamais colocaria uma aventureira como sua candidata. O que significa afirmar que Dilma é visível e conhecida dos brasileiros por sua condição produtiva. Ao mesmo tempo, Aecinho tenta fazer terrorismo ao enunciar “PT ideológico”, afirmação que mais uma vez expressa sua estreiteza intelectual. Uma, ser ideológico não significa ser obstinado. Duas, ideologia não existe. O que existe são subjetividades, como a subjetividade capitalista como disseminada em uma semiótica sobrecodificadora, buraco negro, que tende à captura.

Mas há uma parte da enunciação de Aecinho que lhe compromete. Quando ele sentencia que o PT tem “problemas éticos”. Nessa sentença ele confirma que não sabe o que é ética. O que significa em ele continuar o velho play-boyzinho da zona sul do Rio de Janeiro. O sul maravilha, enquanto a Dilma sofria sob tortura. É essa inteligência que pretende governar o Brasil.

£ Na convenção do Partido Socialista da Liberdade (P-SOL), realizada ontem no Rio de Janeiro, o ex-deputado do PT, Plínio de Arruda Sampaio, foi escolhido o candidato para disputar a Presidência da República.

Em seu discurso após o resultado da votação, Plínio disse que pretende fazer uma campanha para demonstrar as contradições dos governos Lula e Serra, em que se sustenta em uma tese consensual “de que as coisas estão melhorando”.

Por seu lado, a ex-senadora Heloísa Helena, cujo grupo apoiava a candidatura de Cavalcanti, não ficou nada satisfeita com a indicação de Plínio.

£ O partido dos anseios direitistas, o retrógrado PSDB, vai entrar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma representação contra o presidente Lula, a candidata, Dilma Rousseff, a CUT e a Força Sindical, por uso das estruturas sindical, no evento de sábado acontecido no Sindicato dos Metalúrgico, em São Bernardo.

Tudo muito hilário. A turma da direita diz que já ganhou as eleições. Pergunta-se. Por que se preocupa com um evento luladilmense, e ainda recorrendo ao TSE? Se são favas contadas, os direitistas deveriam deixar o barco navegar ao sabor da correnteza.

Não é nada disso. Eles, ao contrário, sabem que já perderam mais uma eleição. Daí recorrer a todos expedientes que lhe possam deixar um laivo de esperança. Mas esperança, como diz o filósofo Spinoza, é um afeto triste. Recurso dos desesperados.

Não esqueçamos. O DEM também vai recorrer. Óbvio.

£ Ontem, no domingo futebolístico, duas pré-decisões. Flamengo venceu o Vasco, por dois gols contra um. Dois fatos confirmaram o que os torcedores menos iludidos já sabem. Um, o campeonato carioca é tão sem importância que o público foi aquém do que representa o clássico. Quer dizer, o clássico dos bons tempos de futebol. Dois, o campeonato carioca é a Série D do Brasileirão.

Na outra pré, se enfrentaram São Paulo e Santos. Uma partida triste, sem futebol representável, nada de jogadas concatenadas e criativas. Duas equipes em campo que o torcedor racional não poderia escolher nenhuma das duas para torcer. O santos com a trupe comandada pelo ‘mascarado’ Neymar, e o São Paulo do simulado Rogério Ceni. No fim deu Santos, 3 contra 2.

£ No auge dos seus 73 anos, o cometa-devir Tom Zé está lançando pelo selo Biscoito Fino, DVD e CD, O Pirulito da Ciência. Mais uma de suas fatias ontológicas de sua estética-devir. O que se encontra sempre em um processual contínuo sem qualquer interdição da dor e do som culposo que marca quase todos os compositores brasileiros.

Tom Zé sempre escapa, visto que trabalha “entre o som e o ruído, um extremo onde você está quase no ridículo e as vezes até no razoável”, segundo suas próprias inferências transmusicais.

£ Serra para além de Alice. “A pior coisa é você parecer o que não é; tenho uma cara só”, disse ele em entrevista para o jornal Folha de São Paulo, mídia cabo eleitoral do PSDB, com aval de seu patrono, Otávio Frias, que afirmava não querer morrer sem ver Serra presidente.

Esculachado por Alice, Serra se espelha nele mesmo. “Parecer o que não é”. Diante do espelho, Alice sabe que o mundo está às avessas. Não há coesão nas formas e na linguagem. Mas Serra quer coesão, quer consonância, por isso que “aparece o que não é”. Quer ser além de Dilma. Ser além de Dilma é ser primeiro Dilma. Tudo que ele não pode, visto ter “uma cara só”. A cara que quer a simulação de outra: o que o Brasil precisa.

Serra não conhece as cartas do baralho, o coelho, o relógio, e muito menos a rainha. Serra quer outra cara. Mas o povo já viu várias que não lhe interessam.

£ Rio de Janeiro. Noite de 30 de abril de 1981. Riocenter. Show Musical com vários artistas da MPB em comemoração do Dia do Trabalho. Estacionamento. Militares da repressão, dentro de um veículo, preparam um atentado com bombas. Descuido. Bomba explode no colo dos militares dentro do carro. Espanto. Esvaziamento do lugar.

Abril de 2010. General reformado, Newton Cruz, ex-chefe do Serviço Nacional de Informação (SNI), em estúdio de televisão. “Agora tem o seguinte: tempos depois, recebi uma informação que havia um grupo lá no DOI (Destacamento de Operações e Informações) tentando fazer coisa parecida. Era da mesma natureza.

Isso não pode. Pela primeira vez saí de minha função. Disse: eu vou pessoalmente acabar com isso. Pedi para marcar um encontro com dois elementos do DOI-CODI. Me encontrei com um tenente da Polícia Militar e um sargento. E falei: aconteceu isso no Riocentro e tive a informação que estão com intenção ou coisa parecida. Digam aos seus companheiros que estiveram comigo e que se acontecer qualquer coisa parecida vou denunciar. Não houve mais nada. Acabou com bomba”.

Isto era a ditadura e quando já se encontrava branda.

Kinemasófico: “A casa em pequenos cubos” e “Ninguém quer brincar comigo”

Como ocorre a todos os domingos, a moçada afinada e a criançada do Novo Aleixo estavam reunidos para mais um Kinemasófico, que sempre traz cinemas que não passam vel0 olhar hollywoodiano e se espalham nas novas formas de olhar o mundo e nele agir de modo a transformá-lo…

“A CASA EM PEQUENOS CUBOS”

Título Original: La maison en petit cubes
Diretor:
Kunio Katô
País:
Japão/ França
Ano: 2008
Duração:
12 Minutos

Sinopse (Resumo da História do Filme) : Em uma cidade onde todas as casas são cercadas de água e  onde todo dia o mar sobe constantemente, a cheia invade as casas. Em uma destas, mora sozinho um senhor. Com a subida das águas, ele tem que construir um novo cubo em cima de sua casa. Quando a inundação é completa, ele se muda para o cubo acima. E assim a cidade se reconstroe cubo após cubo. Um dia, porém, ele decide mergulhar por dentro dos cubos que ficaram abaixo d’água para procurar um objeto e acaba embarcando em uma viagem pela própria história de sua vida.

Depois do diretor japonês Kunio Katô, veio um curta de nada menos do que o diretor alemão Werner Herzog, trazendo a história de um garoto com qual ninguém quer brincar.

“NINGUÉM QUER BRINCAR COMIGO”

Título Original: Mit mir will keiner spielen
Diretor:
Werner Herzog
País:
Alemanha
Ano:
1976
Duração:
14 Minutos

Sinopse (Resumo da História do Filme) : Um garoto é deixado de lado das brincadeiras com as outras crianças pelo fato de algumas diferenças como viver em um lugar simples, não ter opções do que comer, entre outras coisas. Porém uma colega de sala aceita conhecer a casa do garoto que ninguém quer brincar e percebe que a realidade do mundo adulto nega a criança muitas vezes a ter qualquer satisfação, e então a turma decide fazer uma surpresa.

Além do que todos os aléns, esse Kinemasófico foi especial, pois teve a presença da filha do Nelson Rocha, o Papai Noelson, que também é sobrinha do afinado Marcos José, a bela Eréndira, que trouxe sua graça e inteligência aos debates que ocorrem antes e depois destes kinemasóficos fundamentais…

O Kinemasófico é um vetor cinematográfico que a Afin realiza todos os domingos à boca da noite, contando com um curso artístico (teatro, cinema…), sempre com a apresentação ao final da atividade de um cinema. Mais informações, clique aqui.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.049 hits

Páginas

Arquivos