Arquivo para 20 de junho de 2010

COPA DO MUNDO AFRICA NÓS

A PÁTRIA DE CHUTEIRAS À PROCURA DE 22 PÉS

Os modos de agir e julgar decorrentes dos costumes impostos por uma autoridade como mentora da tradição por mais concretos e efetivos que sejam mudam historicamente. Sempre há algo sob a luz do sol se manifestando ou por se manifestar. Mas nada permanece eternamente como uma única moral de agir e julgar.

Está a ordem paranoica do capitalismo em querer que tudo que um dia foi lucro permaneça como lucro. Mas até os objetos como mercadoria se metamorfoseiam. Observemos o caso atual da Copa do Mundo, nenhuma relação com a maioria dos eventos passados. A festividade, o interesse, os elementos necessários ao lucro, hoje, encontram-se diminuídos. Resultado da crise econômica que domina o mundo? Não! Outros fatores são responsáveis por essa mudança, entre eles a globalização dos clubes e torcedores que mudaram seus modos de agir e julgar sobre o que seja ganhar de uma outra nação.

As seleções de futebol, na Copa do Mundo, realizam apenas o encontro entre jogadores de países de diferentes que jogam nos mesmos clubes. Daí um time africano já não carregar a surpresa de um futebol criativo, disputado e veloz, além de alegre. Hoje, predomina uma igualdade na superfície do pior. Tudo apenas como complementação de campeonato. Nisso, o capitalismo que sempre propugnou pela lógica da igualdade como suporte de seu lucro encontra-se desesperado com a Copa.

Nesse nível da igualdade, onde julgar e agir no torcedor é outro, o capitalismo se desespera em não poder fazer o tempo retroceder para continuar sua sanha oral-monetária nos shows esportivos. Seus principais produtores, jogadores e a mídia também estão combalidos, não têm mais condições de agir e julgar como antigamente.

Isso tudo mostra porque em uma partida em pleno domingo, a seleção brasileira ganha, e as comemorações são tão anêmicas. Resposta a uma realidade que mostra que essa Copa é repetição, em mediocridade, da Copa de 1994, onde o Brasil foi campeão em um país em que 70% da população não sabe o que é futebol. Um campeonato conquistado junto com seleções – tirando a seleção da Argentina – todas na mesma superfície da miséria futebolística. Tudo o que acontece agora na Copa de 2010. Seleções medíocres, tirando a seleção Argentina e a seleção do Chile.

Na partida de hoje, dia 20, nem mesmo os histéricos narradores e comentaristas conseguiram ocultar a miséria da partida entre a “nossa” seleção e a seleção da Costa do Marfim. Uma partida que se vista por Garrincha seria considerada abaixo da pelada de várzea. Não adiantou nem o considerado equilibrado comentarista da ESPN, Paulo Calçade, afirmar que a vitória deu “superioridade à seleção”. O comentarista da emissora estrangeira se mostra um desiludido com sua positividade. Não há superioridade entre os medíocres.

Essa Copa, com exceção da seleção argentina e a seleção do Chile, que despontam em criatividade, velocidade e ludicidade, chega à final de sua primeira parte como começou: se arrastando na miséria da impotência futebolística. E a seleção brasileira, por ser considerada a única representante de todos os países em que o futebol é gênero de primeira necessidade, apresentando um limitadíssimo futebol, confirma que já há algumas Copas “nós” precisamos de pelo menos 22 pés, posto que chuteiras têm demais, e de várias marcas e cores, mas nenhuma cria um craque.

Mas sejamos pacientes, a miséria não acaba tão veloz como um sonho. Outras peladas virão.

!!!!! O MUNDO É GAY !!!!!

Pesquisa Realidade da Aids na Comunidade Gay

enviado pela ABGLT,

Pessoal, em anexo e no texto abaixo, a  apresentação completa da pesquisa com Gays e outros HSH (texto completo abaixo).

Em todas as etapas da pesquisa acompanhamos a elaboração.

Os dados servirão para que possamos trabalhar, governo e sociedade civil, na prevenção da aids na comunidade gay.

Infelizmente, a aids ainda é um problema sério na comunidade gay.

Precisamos urgente terminar o Plano de Enfrentamento do estado de Amapá, o único estado que não tem.

Nas outras 26 unidades da federação, o Plano de Enfrentamento da aids (gays, HSH e travestis) já está pronto. Precisamos de ONG e pessoas aliadas para fazer advocacy e controle social para que as ações saiam do papel de forma mais ágil. Confira no site da ABGLT todos os planos

http://www.abglt.org.br/port/interagir_enfrentamento.php

Precisamos estabelecer metodologias e instrumentos para monitorar e avaliar a execução do plano nacional de enfrentamento e dos planos estaduais.

Analisando a pesquisa como um todo, percebe-se que a homofobia é a causa principal da aids na comunidade LGBT. Nesse sentido, a execução do Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT, oriundo da 1ª Conferência LGBT, é fundamental. Esperamos que no dia 30 de junho de 2010 tenhamos o primeiro relatório completo da Secretaria de Direitos Humanos com análise de todas as ações que foram executadas até o momento, e o que está acontecendo com as ações que não saíram do papel, conforme pactuado com o Ministro Paulo Vannuchi. A final, a resposta à prevenção e assistência à aids deve ser intersetorial e transversal.

Alguns poucos estados são um exemplo de eficiência, outros não. Em levantamento feito pelo Departamento de Aids somente 2,14% dos recursos são aplicados para gays outros hsh e travestis. Precisamos aumentar estes recursos no mínimo para ser condizentes com os dados epidemiológicos.

Esta é a maior pesquisa já feita no Brasil. Deve ser usado para persuadir, convencer e pressionar os gestores estaduais e municipais a investir recursos em prevenção com nossa comunidade.

Medimos a febre. Ela está alta. Não vamos querer quebrar o termômetro. Mas vamos ter ações para abaixar esses índices de infecção e diminuição da homofobia.

Como foi aprovado no Fórum de Gays e outros HSH e Travestis (no 8º Congresso de Prevenção), precisamos que as 500 cidades com PAM (planos de ações e metas) tenham também um plano de enfrentamento com a comunidade de gays, outros hsh e travestis.

Precisamos avaliar como está a execução dos PAM. É fundamental analisarmos o que está acontecendo, e termos pesquisas que avaliem as formas de prevenção que estamos tendo.

Nos Estados Unidos já foram feitos estudos pelo CDC. Precisamos aqui no Brasil divulgar os resultados destes estudos, para que sejam ferramentas para nosso trabalho.

As ONG LGBT precisam de sustentabilidade nas ações. Infelizmente, muitas organizações não recebem mais recursos para executar suas ações, tornando difícil  o  trabalho cotidiano.

Parcerias com outros movimentos serão fundamentais para executar os planos  que hoje temos.

Os dados são claros, a homofobia mata e precisa ser combatida.

Toni Reis

Gays e outros HSH são mais escolarizados, têm maior poder aquisitivo e acessam mais o serviço público de saúde que os homens em geral

Entre os gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH)  entrevistados em 10 cidades brasileiras, o nível de escolaridade é mais alto do que os homens em geral. Dos 3.610 homens que responderam ao levantamento, 52,2% possuem 11 anos ou mais de escolaridade. Pesquisa sobre Comportamento, Atitudes e Práticas Relacionadas às DST e Aids da População Brasileira de 15 a 64 anos de idade (PCAP), de 2008, mostra que, entre os homens em geral esse índice é de apenas 25,4%. Entre eles, o maior percentual varia de 4 a 7 anos de estudo (40,1%). Os dados foram divulgados hoje durante o VIII Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e Aids e o I Congresso Brasileiro das Hepatites Virais.

Nos últimos 12 meses, 23,5% dos gays e outros HSH fizeram o teste de HIV. Segundo a PCAP 2008, menos da metade (11,2%) dos homens em geral foram testados no mesmo período. Chama a atenção o maior percentual de gays e outros HSH que realizam a testagem nos serviços públicos de saúde: 66,7% deles receberam o diagnóstico para o HIV em centros de testagem e aconselhamento ou na rede pública de saúde. Na população masculina em geral, segundo a PCAP 2008, esse percentual é de 40,6%. Veja a apresentação do estudo.

Questionados sobre sua percepção de risco, os outros HSH também demonstram maior nível de informação. Entre aqueles que se testaram alguma vez na vida, 53,9% o fizeram porque achavam que tinham algum risco de ter se infectado ou por “curiosidade” de saber sua condição sorológica. Entre os homens em geral, 32,7% procuraram o serviço de diagnóstico por essas razões.

Utilizando-se de metodologia em que cada entrevistado funciona como “semente” e leva o pesquisador a outros entrevistados, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde realizou estudo com o público HSH em: Manaus, Recife, Salvador, Curitiba, Itajaí, Santos, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Campo Grande e Brasília. O critério para a participação na pesquisa foi possuir 18 anos ou mais e ter tido pelo menos uma relação sexual com um homem nos últimos 12 meses. O levantamento foi coordenado pela pesquisadora Ligia Kerr, da Universidade Federal do Ceará.

Os gays e outros HSH também utilizam com maior frequência os serviços de saúde para testes de HIV e acesso a preservativos do que a média da população masculina do país. Em relação a acesso ao preservativo, 76,9% dos gays e outros HSH declararam ter recebido camisinhas gratuitamente nos últimos 12 meses. Sessenta e seis por cento dos HSH tiveram acesso ao preservativo em um serviço público de saúde, 10,7% em uma organização não governamental e 9,9% na escola. Entre os homens em geral, esse índice é bem menor (33,9%).

A pesquisa comprova que o Projeto Saúde e Prevenção nas escolas (SPE) é um dos canais de acesso do jovem ao preservativo. O SPE é um projeto do Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação e consiste em levar ações de prevenção às instituições de ensino do país.

Uso do preservativo

Entre os gays e outros HSH de 25 a 64 anos, 78,9% usaram preservativo na primeira relação sexual, contra 21,6% dos homens em geral, na mesma faixa etária. Entretanto, o uso da camisinha na última relação sexual (nos últimos 12 meses) com parceria casual cai para 59,6%, praticamente o mesmo percentual dos homens em geral, que é 56,9%.

Em relação à população mais jovem, a pesquisa traz um alerta. Os jovens gays e outros HSH utilizam o preservativo em menor proporção que os jovens homens em geral: 53,9% deles utilizaram a camisinha na primeira relação sexual, enquanto 62,3% dos jovens homens em geral a usaram na primeira vez.

Nas relações nos últimos 12 meses com parceiro fixo, 29,3% dos jovens gays e outros jovens HSH utilizaram o preservativo. Nos jovens em geral, a média é de 34,6%. Em relações com parceiros casuais, os jovens gays e outros HSH fizeram uso do preservativo em 54,3% dos casos, resultado similar ao encontrado nos jovens em geral (57%).

Os resultados da pesquisa corroboram os últimos dados epidemiológicos lançados no final do ano passado pelo Ministério da Saúde. Na faixa etária de 13 a 19 anos, entre os meninos, há mais casos de aids por transmissão homossexual (33,5%) do que heterossexual (28,3% ).

Prevalência
A taxa de prevalência do HIV na população de gays e outros HSH com mais de 18 anos das 10 cidades pesquisadas foi de 10,5%. O dado encontrado é consistente com estudos anteriormente realizados em algumas cidades do Brasil e característico de uma epidemia concentrada. Nos Estados Unidos, por exemplo, a prevalência na população HSH é de 9,1%, bastante similar à brasileira. A prevalência na população masculina brasileira de 15 a 49 anos é estimada em 0,8%. A taxa de prevalência de sífilis durante a vida encontrada na pesquisa com gays e outros HSH foi de 13,4%.

Estigma e discriminação

Os resultados da pesquisa realizada com os gays e outros HSH evidenciam que o preconceito está presente na vida dessa população. Um total de 29,6% dos entrevistados afirmou já ter sofrido discriminação por causa da orientação sexual alguma vez; 44,5% disseram ter sido xingados e 12,4% já foram agredidos fisicamente. Mais da metade deles (51,3%) disseram já ter sido discriminados no trabalho, 28,1% na escola ou faculdade e 13% em algum ambiente religioso.

Atendimento à imprensa

Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais

Tel: (61) 9221-2546/3306-7024 / 7010 / 7016

Site: www.aids.gov.br – E-mail: imprensa@aids.gov.br

Quadrinhos educativos sobre homossexualidade, gravidez e aids

Numa iniciativa dos ministérios da Saúde e da Educação, com a parceria da Unesco, do Unfpa e do Unicef, começaram a ser distribuídas em escolas públicas histórias em quadrinhos (HQs) que colocam em discussão questões como os direitos dos homossexuais, cuidados contra a gravidez precoce, o uso da camisinha e a prevenção à aids.

Segundo a notícia na revista Lado A, “as revistinhas com ilustrações de artistas renomados da Marvel como o brasileiro Eddy Barrows, atual desenhista do Superman, abordarão os alunos de maneira a orientá-los para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DTS) e do convívio com homossexuais”.

Fazendo parte das ações do programa Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), “tem como objetivo desenvolver estratégias para a redução das vulnerabilidades de jovens e adolescentes, entre 13 e 24 anos, por meio de atividades de prevenção das DST e da infecção pelo HIV”.

Kiana Firouz, atriz iraniana lésbica, garante asilo na Inglaterra

Conforme noticiamos aqui nesta coluna, a atriz iraniana Kiana Firouz, de 27 anos, do filme Cul de Sac (foto), que aborda a questão da homossexualidade no Irã, corria risco de morte caso fosse deportada da Inglaterra, que havia negado seu Pedido de Asilo.

No entanto, a advogada da atriz recorreu da negativa judicial e conseguiu reverter a decisão. Kiana vai poder ficar pelas terras da rainha Vitória e poderá continuar sua com menores riscos do que os que correria caso fosse deportada para o Irã.

Todo o Mundo Gay que estava na torcida pelo entendimento dos direitos humanos pela Justiça e pelo Departamento de Imigração britânicos ficam felizes com esta acertada decisão democrática do governo britânico.

Craque Sueco diz que Adora que o achem Gay

Segundo notícia no Toda Forma de Amor, o jogador Freddi Ljungberg, estrela do futebol sueco e que ficou conhecido como modelo da campanha de cuecas da Calvin Klein diz que tem orgulho do fato de acharem que ele é gay.

“Há muito tempo dizem que sou gay. Não não me importo de jeito nenhum. Eu sou orgulhoso disso. Eu adoro moda e acho que muitos gays tem um estilo fantástico” disse o jogador.

Para que serve essa sua “realidade”?
Raso realismo, o de vocês.
O argumento da experiência reservada
…………………….é um mau argumento
reacionário.
…………………….…..Gilles Deleuze

A REPETIÇÃO DOS MESMOS SEMELHANTES CANDIDATOS AO GOVERNO DO AMAZONAS


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.795 hits

Páginas

Arquivos