Arquivo para 3 de setembro de 2010

TRÊS NOTAS EM DÓ MAIOR TREPIDANTES À BÍLIS DA DIREITA

PRIMEIRA NOTA – A economia brasileira, em seus seis primeiros anos, cresceu 8,9% em seu Produto Interno Bruto (PIB). O que para o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fará com que nesse ano de 2010 o PIB se consolide em 7%.

Já podemos assegurar que teremos um PIB de, pelo menos, 7% em 2010. Poderá até ser maior”, afirmou o ministro. Uma afirmação que leva a bílis da direita a trepidar de inveja, com forte náusea com direito ao vômito.

SEGUNDA NOTA – A candidata do Partido Verde, Marina Silva, é uma pessoa honesta, com uma inteligência em grau superior e praticante de uma eticidade incomum na maioria dos políticos que entulham a democracia brasileira. Gente assim como a maioria dos alcunhados políticos do Amazonas. Todavia, Marina, nessa campanha eleitoral, não tem feito bom uso de sua superior inteligência. Tem deixado que o senso comum seja a força de suas alusões.

No caso da fraude eleitoral montada pela direita lupem-burguesia descabeçada por Serra, seu candidato, sobre o caso do vazamento dos dados fiscais da filha do aloprado Serra, ao invés de tomar uma posição de quem sabe qual o fato verdadeiro, tomou a posição da própria direita retrógrada, colocando a Receita Federal em suspeita.

Agora, veio uma parte da posição que Marina deveria ter tomado. O aloprado contador Antonio Carlos Atella Fereira, que tirou os dados fiscais, é filiado ao seu Partido, PV. Que dó. Marina poderia ter evitado essa nota dolorosa proporcionada pela bílis do vacilo à direita.

TERCEIRA NOTA – A fraude que a horrenda figura da direita – toda direita é horrenda – tentou tramar para candidata Dilma, possivelmente é autóctone dos territórios enlodados da lupem-burguesia.

A mídia sequelada publicou, através de um de seus serviçais, que o sigilo dos dados fiscais da filha do horrendo candidato/paternal pode ter sido resultado da briga pelo poder dentro do PSDB, quando Serra e Aécio disputavam a indicação do nome para candidatura presidencial.

É possível que a obra tenha sido da turma do Aécio se precavendo contra a figura horrenda que é mestre em forjar dossiês. Convivendo com tal figura horrenda, Aécio procurou se precaver, afirma o serviçal da mídia sequelada. Um grande réquiem para o partido de sustentação fantasmagóricas da burguesia. Uma melodia espectral dançante engolfada em bílis.

A JUDICIALIZAÇÃO DA POLÍTICA A PARTIR DOS “PRATOS PRONTOS” CRIADOS PELA MÍDIA

“Primeiro se cria o fato e depois a imprensa vai veiculando, a mídia vai trabalhando e, daqui a seis meses, eu utilizo esse mesmo material para ir ao Judiciário. É quando eu abandono o campo da mídia porque o fato já está criado e vou, com esse prato pronto, para o Judiciário.”

Em entrevista ontem à Rede Brasil Atual, a professora da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Monica Herman Caggiano, docente do Departamento de Direito do Estado e organizadora do livro Comportamento eleitoral, analisou o fenômeno já corriqueiro de judicialização da política.

Partindo do exemplo mais recente, o caso do famigerado pedido de impugnação da candidatura de Dilma pelo candidato Serra em torno das quebras de sigilo na Receita Federal, Monica, conforme informou o repórter João Péres, autor da entrevista, já havia previsto que o Tribunal Superior Eleitoral não receberia o pedido: “Dilma, como candidata, está longe do governo e não pode assumir uma responsabilidade de um governo ao qual não pertence mais.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Para professora, ações judiciais na campanha são ‘prato pronto’ criado pela mídia

Por: João Peres, Rede Brasil Atual

RBA – Temos vimos PT e PSDB apresentando recursos judiciais contra as respectivas campanhas. A senhora já esperava que assistíssemos a esse ritmo de denúncias?

Monica Herman Caggiano – Era esperado o ritmo, o cenário politico está apresentando uma bipolarização muito clara. Não acho que esta bipolarização que está sendo anunciada por este pleito seja algo benéfico, prefiro o pluralismo. E acho que devemos ter diferentes forças politico-partidárias em ação, disputando as eleições e os cargos públicos. Neste sentido eu poderia dizer que esta batalha judicial, utilizando o Poder Judiciário pra criar um fato político, não é a melhor maneira de conquistar o poder.

Isso significa que a via judicial levou a que não se discuta propostas?

O eleitor hoje é o espectador de um ringue de boxe, e não ha ideias, são apenas acusações de um lado e, do outro, são linhas de defesa. Hoje de manhã o que ouvi foi exatamente acusação e defesa. “Estou me defendendo, defendendo minha família”. E nenhuma discussão de alto nível, de programas governamentais, politicas públicas, realizações de um Brasil para o futuro. Nada disso. O que ouvi foram acusações recíprocas. E pronto. O fato político está criado.

E com o cenário desenhado, Dilma à frente e Serra atrás, algum dos lados se favorece com a criação desse fato politico?

A meu ver, não. A esperança é de que o fato politico torne possível ao candidato mais frágil permanecer nas manchetes e permanecer em cenário. Essa é a perspectiva. Mas, pelo que estou vendo, não me parece que isso virá a se concretizar. Não vai modificar a situação atual, que é um candidato avançando e outro muito mais devagar, perdendo terreno.

A ação de impugnação da candidatura de Dilma Rousseff baseia-se exclusivamente em matérias de jornais e de revistas. Isso fragiliza o acusador?

Eu diria que sim, mas também, nos últimos 20 anos, nós, operadores do Direito, estamos muito acostumados a ver este tipo de ação de fundo politico pautada tão somente em material jornalistico. Na realidade, isso tem virado moda, o que é extremamente perigoso.

Primeiro se cria o fato e depois a imprensa vai veiculando, a mídia vai trabalhando e daqui a seis meses eu utilizo esse mesmo material para ir ao Judiciário. É quando eu abandono o campo da mídia porque o fato já está criado e vou, com esse prato pronto, para o Judiciário.

É algo perigoso porque é uma questão política que está sendo levada ao Judiciário, que não é uma sede política. A sede da discussão política é Legislativo e Executivo.

Mais pessoas nos últimos anos tomaram contato com as decisões do Judiciário e muito se debateu sobre a politização do Supremo Tribunal Federal. A gente pode notar a mesma coisa no TSE?

Na realidade, diria que esse fenômeno é político-social e não é um privilégio brasileiro. Temos o fenômeno da judicialização da política ou da politização da Justiça no mundo todo e, portanto, não é uma especialidade doméstica.

Vejamos que o TSE está acompanhando o Supremo na aceleração deste processo que incentiva e incrementa a politização da Justiça. Por conta de sua competência normativa, a Justiça Eleitoral tem, há algum tempo, tomado decisões políticas. Em 2002, tivemos o problema da verticalização. Em 2004, o do número de vereadores, que foi cortado pela metade. 2006 tivemos manutenção da verticalização e, no final do ano, a declaração de inconstitucionalidade da cláusula de barreira pelo STF. Em 2007 tivemos a questão da fidelidade partidária. Quem tomou todas essas decisões? O Congresso, o Legislativo? Não, foi o Judiciário. Esse fenômeno da politização é muito presente na Justiça Eleitoral, que tem nos fornecido muitos exemplos.

Retomando um pouco o começo da conversa, a gente pode imaginar que teremos intensificação dessa judicialização?

Sim. Não diria apenas entre os dois candidatos principais, mas o cenário eleitoral como um todo foi alvo de medidas novidadeiras. Chamo atenção pra Ficha Limpa. São medidas novas, que não estou nem contra nem a favor. O que acho é que por ser extremamente inovadora provavelmente ainda vamos ter uma expansão desse fenômeno da politização da Justiça.

BLOGUEIRA GANHA PROCESSO CONTRA A OI

“Serviço péssimo e atendimento igualmente repugnante.”

Todo mundo sabe que os serviços de telefonia prestados pela Oi em Manaus são péssimos. De vez em quando é preciso estar fazendo manutenção. Só que a manutenção não é feita de vez em quando. A demora é interminável, como no caso da desconsideração da Oi com um cliente de Manaus publicada aqui neste bloguinho nessa segunda-feira (30), que afirmou que “irá às vias da Justiça reclamar seus direitos e cobrar uma indenização por danos morais”.

Pois bem, a companheira Carolina Coelho, informa em seu blog Mãe Chata Mulher Doida, justamente a sentença da ação que ela e outro companheiro, Marcos, moveram contra a Oi.

A divulgação que Carolina está fazendo é um serviço público que pode auxiliar todas as pessoas que estão entrando ou pretendem entrar na Justiça devido aos péssimos serviços dessa e de outras prestadoras de telefonia.

****************************************

O parto

Demorou.

O parto foi difícil, afinal a gestação toda foi muito complicada, mas finalmente saiu a sentença da ação que eu e o homem doido, A.K.A Marcos, movemos contra a Oi.

A “Oi – Não Tão Simples Assim” terá que nos indenizar pelas barbaridades que cometeu.

  1. Cobrança indevida de mais de 1.500 reais
  2. Interrupção do serviço mesmo com a cobrança indevida paga
  3. Cobrança “fora à parte” – como diz o caboco – de um serviço contido no plano
  4. Mudança do Plano contratado, sem minha autorização
  5. Descumprimento do contrato que eles mesmo mudaram
  6. Falta de esclarecimento por parte dos atendentes, uma enxurrada de informações desencontradas nos mais de 30 protocolos de atendimento, cada um com uma informação diferente
  7. Mais de 20 protocolos de reclamação registrados na ANATEL
  8. Tentativa de conciliação no PROCON
  9. Total descaso da Oi, achando que ia nos ganhar no cansaço

Tudo é muito belo na sentença da Juíza e pode ser resumido em uma única frase da Excelentíssima:

“Serviço péssimo e atendimento igualmente repugnante.”

Eu gostei mais da frase do que do “cascalho” (que ainda ganharemos) propriamente dito. Mas achei justo. Esperava bem menos. E por isso não fiquei frustrada.
Na verdade, o brasileiro tem que adotar essa postura em relação à Justiça: Não esperar nada, pois o que vier é lucro. E se não vier, paciência. “Eu avisei que era uma incógnita”, diria o advogado.

Seria muito bacana, se pelo 1/3 da população que sofre com os péssimos serviços (não só de operadoras) acionassem a Justiça para (pelo menos tentar) fazer valer seus direitos e quem sabe mudar a postura das empresas… (Sonhar não custa nada…)

Não é muito animador, afinal os problemas com a Oi começaram em Maio de 2007 e somente agora, em Agosto de 2010, saiu a sentença. Sabe-se lá quando receberemos, de fato, o dindin, o cacau, o cascalho…

Quer dizer, mais de dois anos esperando a soberana Justiça pode ser bem desanimador. Mas vale a pena. Pelo menos eu acho que vale.

Há aproximadamente um ano atrás, lembro da figura patética, do homem doido, entrando na Loja da Oi no Amazonas Shopping, com uma camisa feita por ele mesmo, detonando a Oi. Eu, como boa esposa, acompanhei, de mãos dadas o “passeio” dele dentro da loja. Até que uma atendente da Oi pediu pra (pasmem!!) tirar foto dele, pois ela queria mostrar pro supervisor dela o tipo de coisa que os atendentes passavam na loja com clientes “chateados”.

Bom, assim que recebermos a indenização, acho que faremos outra camisa: “Ganhei uma pequena bolada da Oi. Pergunte-me como.” Bem ao estilo “Herbalofo”. E, claro, vamos passear na Loja do Manauara. Quem viver, verá! Ha!ha!ha!

http://maechatamulherdoida.blogspot.com/2010/08/o-parto.html

TSE ARQUIVA REPRESENTAÇÃO TRAMADORA DO PSDB CONTRA DILMA

O recurso sórdido que o PSDB/DEM – representantes políticos (?) da direita obscura – tem usado, alucinadamente, para que seu candidato, Serra, não seja vergonhosamente humilhado nas urnas pela candidata da maioria do povo brasileiro, como já vem ocorrendo, segundo todas as pesquisas, tentando tornar de autoria de pessoas do governo um ato que eles mesmos sabem não ser real, visto que se trata de recurso saído de suas próprias entranhas, não vem conseguindo ecoar em seu favor.

Perdido por um perdido por todos. O partido decadente, fazendo uso de matérias escamoteadas de jornais, seus cabos eleitorais, e a execrável revista Veja, entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a cassação do registro de candidata de Dilma, acusando-a de responsável pelo vazamento dos dados sigilosos da filha de seu adversário (dublê de candidato), Verônica. A empreendedora do capitalismo norte-americano, cujas denúncias nada apreciáveis encontram-se no livro do jornalista Amaury Ribeiro. Resultado: recebeu um sonoro não que até agora se ouve do Oiapoque ao Chuí. Da Serra de Contamana a Ponta do Seixas.

A representação foi arquivada pelo corregedor eleitoral, ministro Aldir Passarinho Junior, que entendeu ser violação de sigilos fiscais crime comum. E para levar a direita à convulsão total, o ministro afirmou que com o vazamento a candidata Dilma não foi beneficiada.

Para o ministro Aldir Passarinho, os documentos apresentados pelos alucinados da política não demonstram de forma material que tenha havido danos na disputa eleitoral. Não há dados da relação de Dilma com o fato, e muito menos que a candidata do povo brasileiro tenha obtido vantagens. O que seria impossível para quem se encontra com mais de 20 pontos na frente do tremendão – tremor de fim de carreira para qual ele tanto se preparou, segundo o próprio -, segundo os institutos de pesquisa, tanto os parciais como os imparciais. No caso em questão, quem poderia ser beneficiado seria o tremendão.

Essa direita é péssima aluna, não aprende. Depois fica acusando a Justiça que não apura suas denúncias, como o tremendão vem mostrando em seu espectral programa eleitoral(?).

MARIA DE LOURDES ABADIA, DO PSDB, TEM SEU REGISTRO NEGADO PELO TSE

A ex-governadora do Distrito Federal, Maria de Lourdes Abadia, do PSDB, candidata ao cargo de senadora, teve seu registro de candidatura negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Por 5 votos a favor da rejeição da candidatura, e 2 contra, Abadia teve seu registro rejeitado com base na Lei da Ficha Limpa. A ex-governadora foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF) por tentativa de compra de votos nas eleições de 2006. Para a Justiça, ela tentou induzir o voto de proprietários de trailers e quiosques que caso fosse eleita suspenderia atos administrativos para retirar os estabelecimentos ou demoli-los.

O relator do caso, ministro Arnaldo Versiani, justificou seu voto pela negação do registro amparando-se na Lei da Ficha Limpa, entendendo que não é pelo fato de o crime eleitoral não ter resultado na eleição da política que não ficou constatado a ilegalidade de seus atos. Seguiram o voto do relator os ministros Ricardo Lewandowski, Carmem Lúcia, Hamilton Carvalhido e Aldir Passarinho.

Votaram contra os mesmo ministros que votaram a favor das candidaturas de Joaquim Roriz e Jader Barbalho: Marco Aurélio Mello e Marcelo Ribeiro. Os dois são contra a aplicação da Lei da Ficha Limpa em condenações de políticos nos anos passados pela Justiça Eleitoral.

Maria Abadia ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Federal, mas caso seja negado seu registro – o que a democracia espera -, estará definitivamente afastada das próximas eleições. Um bem para a democracia.

ESCOLAS PÚBLICAS RECEBERÃO 135 MILHÕES DE LIVROS DIDÁTICOS DO MEC

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do Ministério da Educação, responsável pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), comprou 135,6 milhões de livros didáticos para serem distribuídos nas escolas públicas no ano letivo de 2011. A compra orçou em R$ 880,2 milhões.

Foram comprados 1.846 títulos diferentes com preço médio de R$ 6,49 por exemplar. Participaram nas ofertas 21 editoras. Para receber os livros didáticos, os municípios têm que estar cadastrado no PNLD. Somente 200 municípios não receberão os livros, posto que não firmaram o convênio.

Os livros, que serão utilizados por três anos consecutivos, serão entregues, em sua maioria, para os alunos que cursam os últimos anos do Ensino Fundamental. Os alunos que cursam os primeiros anos receberão títulos de reposição. Os livros são de matemática, português, história, geografia e língua estrangeira.

No todo, os alunos do Ensino Fundamental receberão 118,4 milhões, enquanto os alunos do Ensino Médio receberão 17 milhões.

LULA DETERMINA QUE A PF COMANDE A INVESTIGAÇÃO SOBRE O CASO DO SIGILO NA RECEITA

A Polícia Federal assumirá o comando das investigações sobre a quebra de sigilo de 140 pessoas na Receita Federal. A determinação foi feita pelo presidente Lula. A informação foi dada pelo ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, em entrevista coletiva, depois de conversar, por telefone, com o presidente, que se encontra no Paraná. Segundo o ministro, Lula demonstrou firmeza em sua determinação, exigindo rigor nos trabalhos e punição para todos os culpados. “Doa a quem doer.”

A Polícia Federal assume as investigações e rapidamente dará uma resposta ao governo e ao país sobre o que aconteceu, punindo aqueles responsáveis pela quebra de sigilo e crimes que foram praticados frente à Receita Federal”, afirmou o ministro.

A Polícia Federal, que se encontrava acompanhando as investigações na Receita Federal, a partir de agora vai fazer perícias nos HDs e ouvir todos os suspeitos de envolvimento no vazamento de dados sigilosos. Quanto à Receita Federal, continuará com a investigação administrativa.

A Receita Federal não é Polícia Judiciária, ela não tem competência para fazer uma investigação fora de seu âmbito de atuação. O criminal é de competência da Polícia Judiciária da União, que é a Policia Federal.

Os próximos passos serão os procedimentos de polícia, oitiva de testemunhas, levantamentos de dados, cruzamentos de informações e identificação de autor e materialidade de delitos”, disse o ministro.

APOIE A NOVA REPRESENTAÇÃO DO MSM À JUSTIÇA ELEITORAL

Este é o convite que o Movimento dos Sem Mídia (MSM), é a nova campanha por adesões à “Representação que a ONG fará à Justiça Eleitoral brasileira contra o desafio da lei que regula as eleições no país, desafio esse representado pela prática ILEGAL de concessões públicas de rádio e tevê manifestarem opinião favorável a pelo menos um candidato no processo eleitoral de 2010”.

Tendo à frente seu presidente, o incansável combatente das novas armas democráticas, Eduardo Guimarães, o MSM formulou uma minuta que está disponível para sugestões de alterações no Blog da Cidadania. “Trata-se de um documento preliminar que abro para contribuições, alterações e supressões por parte dos leitores deste blog durante o processo de finalização da medida a ser encaminhada à Procuradoria Geral Eleitoral em Brasília no menor prazo possível”, diz a nota introdutória.

Segue abaixo o texto inicial da Representação.

*************************************************

Representação do Movimento dos Sem Mídia – MSM à Procuradoria Geral Eleitoral Federal – PGE sobre possível atuação ilegal de órgãos de mídia no atual processo eleitoral.

A Lei Federal nº 9.504, promulgada em 30/09/1997 e conhecida como Lei Geral das Eleições, regula o processo eleitoral deste ano no Brasil e dispõe, em seu artigo 45, sobre condutas vedadas aos veículos de mídia, visando o respeito à lei de propaganda eleitoral permitida e garantir as condições de igualdade e isonomia entre os candidatos que disputam o pleito.

Determina o artigo 45 da Lei :

A partir de 1º de Julho do ano da eleição, é vedado às emissoras de rádio e televisão, em sua programação normal e noticiário:

III – veicular propaganda política ou difundir opinião favorável ou contrária a candidato, partido, coligação e aos seus órgãos ou representantes;

IV – dar tratamento privilegiado a candidato, partido ou coligação;

Ocorre que, neste ano, a campanha eleitoral de 2010, como já havia ocorrido na de 2006, foi fartamente discutida pela sociedade brasileira. Vários órgãos de mídia, principalmente redes de televisão e rádio, podem estar avançando e extrapolando os limites da legalidade fixados na Lei 9.504/97 no que diz respeito a tratamento igualitário aos candidatos que disputam estas eleições. Pela cobertura e abrangência que possuem sobre o território brasileiro, esses meios de comunicação podem influir decisivamente na vontade soberana do eleitorado distorcendo e influindo ilegalmente no resultado do pleito que se avizinha, ao arrepio do que determina a lei eleitoral supracitada.

A questão das redes de televisão e rádio é muito grave e afeta diretamente o interesse público, pois essas empresas somente funcionam porque exploram concessões públicas, outorgadas pelo Estado brasileiro. Portanto, exploram um bem que pertence a todos os cidadãos, o chamado espectro eletromagnético, através do qual transmitem e retransmitem programação para todo o território nacional, de maneira que essa programação não pode ser usada para incentivo, defesa ou promoção de grupos políticos determinados, pois constitui infração do que determina a legislação eleitoral vigente.

Sem a autorização do Governo Federal para funcionarem nos termos da lei que regula a matéria, as emissoras de TV e rádio não podem efetuar a transmissão de suas programações no território nacional e, assim, essas empresas de comunicação, mais do que qualquer outra organização ou entidade juridicamente constituída perante as leis brasileiras, têm que se ater aos termos das prerrogativas contidas nas concessões públicas que detêm e também devem obedecer rigorosamente a quaisquer restrições legais que se interponham.

Não obstante a legislação eleitoral, como mero exemplo do que vem ocorrendo relata-se aqui que certas redes de televisão e rádio podem ter extrapolado os limites da lei no que diz respeito a tratamento igualitário que devem dispensar aos candidatos que disputam o cargo de Presidente da República, sendo fato amplamente comentado pela população e por blogs e sites na internet que está havendo favorecimento ao candidato do PSDB, José Serra. São anomalias como as de 1º de setembro último, por exemplo, quando um apresentador e um comentarista de telejornais da Globo e do SBT, os senhores Carlos Nascimento e Merval Pereira, entre outros, apoiaram abertamente acusação do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, à candidata do PT, Dilma Rousseff, de que ela e sua campanha teriam ordenado o vazamento de dados sigilosos da Receita Federal concernentes à filha daquele candidato, senhora Verônica Allende Serra [vídeos dos programas em anexo].

A cobertura enviesada e parcial de redes de televisão e de rádio sobre fatos e ações políticas das candidaturas no atual processo eleitoral pode constituir verdadeira “propaganda eleitoral negativa” contra uma candidatura e, no caso em tela, vitimização da outra, violando os dispositivos da lei 9.504/97, de maneira que deve ser objeto de investigação e coibida pela Procuradoria Geral Eleitoral – PGE e pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral. E o que é pior: sem que exista uma única prova que sustente a acusação comprada, in limine, pelos concessionários públicos supracitados.

A ONG Movimento dos Sem Mídia – MSM, diante de resultados díspares entre os quatro maiores institutos de pesquisas eleitorais do País no início deste ano, propôs, de forma republicana, Representação perante a douta Procuradoria Geral Eleitoral – PGE “pedindo investigação sobre a realização e divulgação de pesquisas eleitorais fraudulentas”. A Representação foi aceita, estando em curso Inquérito na Superintendência da Polícia Federal em Brasília – DF para investigar a denúncia. Mais uma vez, frente a fatos e ações de órgãos de mídia que revelam indícios de tentativas de influenciar ilicitamente o processo eleitoral, o Movimento dos Sem Mídia – MSM, organização da sociedade civil, na defesa dos interesses maiores da República, da Democracia e do Estado de Direito, prepara nova Representação. A manifestação do MSM à Justiça Eleitoral será aberta a apoio de todo e qualquer cidadão brasileiro a investigação da atuação de redes de televisão e rádio que pode estar tentando influir indevidamente na vontade soberana do eleitorado, podendo vir a distorcer os resultados da eleição presidencial vindoura.

São Paulo, 1º de setembro de 2010

Movimento dos Sem Mídia – MSM

Eduardo Guimarães …………. Antonio Donizeti

..… Presidente ………………. Diretor Jurídico

http://www.blogcidadania.com.br/

O BOLSA FAMÍLIA

*Carlos Weslleis

No passado, os opositores ao governo-Lula diziam que o bolsa família tratava-se de uma Esmola ou de uma humilhação. Quem disse isso, talvez nunca sofreu. Nunca passou fome e nem mesmo passou por alguma dificuldade. Por certo, o único problema que o deixaria estressado fosse o fato de uma abelha ter pousado em seu copo de café. O mais interessante é que são pessoas de cursos superiores, falam várias línguas. Mas porque o coração desses anti-Lula, anti-bolsa família tenham essa visão? Eu respondo: não tem dentro dos seus corações o princípio humano, o princípio do Povo, que valem meus amigos muito mais do que qualquer estudo no Brasil ou Exterior. Quando se fala em competência , pode ser competência administrativa para o seu interesse ou a COMPETÊNCIA para o interesse do povo. Essa é que a competência do atual Presidente LULA. Não precisa nem contar sua história, porque todos já conhecem. O Bolsa Família tem claramente uma proposta humanitária, também progressista e emergencial. Humanista porque se encontra dentro dos princípios de Jesus na Bíblia. Progressista porque ele cumpre um objetivo que encontra profundidade ao longo das mudanças. Emergencial porque atende as pessoas no presente. Para que todos entendam melhor, vamos pensar numa situação. O Poder Judiciário foi criado para julgar. Quando uma pessoa te deve e não paga, você procura a justiça para pedir o seu direito. Pense bem! Se a pessoa que te deve, te pagasse, precisaria do poder Judiciário? Claro que não! A humanidade ainda não evoluiu para tanto. Mas enquanto essa evolução não chega, vamos precisar do poder Judiciário para se fazer a Justiça. A conclusão que se chega é que os opositores pensam que o Brasil chegue à igualdade social sem esses Programas que eles chamam de Esmola. É lógico que em época de política, os LOBOS se vestem de Cordeiro e não vão querer perder seus votos. E sabem também que o Povo aprovou e que o Bolsa Família é um sucesso. Por isso se tornam hipócritas, e falam que o programa é bom e ainda dizem o absurdo que irão melhorá-lo. Lula não poderia deixar isso acontecer. Levaríamos quantos anos para se chegar a uma igualdade social. O povo não pode esperar, sabe por quê? Durante esses anos, muitos morreriam de fome, muitos continuariam sem escola. Lembram do exemplo que dei do Poder Judiciário. Pergunta: O bolsa família então é a solução para os problemas do Brasil: Resposta: é um dos caminhos. Tem caráter progressista, vai melhorar e precisa de melhoras. O Brasil está no caminho certo. É Seguir Mudando, é continuar o que está sendo construído com amor e carinho. O Brasil vai chegar lá, vamos melhorar ainda mais. Com o tempo, não só “de Bolsa Família viverá o POVO, mas de tudo que ele tiver direito”.

* Comentário enunciante publicado aqui neste bloguinho intempestivo.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.769 hits

Páginas

setembro 2010
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos