Arquivo para 16 de setembro de 2010

ENQUANTO O EMPREGO BATE RECORDE, A FOLHA DE S. PAULO USA EX-PRESIDIÁRIO TENTANDO ATINGIR DILMA

Enquanto o governo Lula gerou 299.415 empregos com carteiras assinadas em agosto, marcando um recorde, 0,85% mais do que julho, quando foram criados 181 mil postos de trabalho, a mídia escotomizada da elite burguesa de São Paulo trama nos charcos fétidos de sua consciência contra a democracia brasileira.

No seu delírio psicótico em querer ver o candidato da burguesia ignara, a consciência obscura que entulha o Brasil, José Serra, realizando as perspectivas da classe abastada de seu patrono Otávio Frias, que afirmou não querer morrer antes de Serra se tornar presidente do Brasil – morreu -, o enlodado jornal Folha de São Paulo – cada vez mais decadente em tiragem -, tentando atingir a candidata da maioria do povo brasileiro, Dilma Rousseff, entrevistou o ex-presidiário Rubnei Quícoli.

Rubnei Quícoli não é nada mais do que um ex-presidiário que foi condenado a três anos de prisão, onde cumpriu dez meses, por roubo de carga e distribuição de dinheiro falso. O ex-presidiário foi condenado pela Justiça de São Paulo. Na reportagem da Folha de São Paulo, Rubnei é apresentado como consultor que tentou, através da empresa de lobby Capital, junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES) financiamento. O que não conseguiu.

Em 2000, o informante da Folha de São Paulo foi acusado de receptação de moeda falsa em um posto de gasolina em Campinas, interior de São Paulo. A polícia conseguiu apreender sete notas de R$ 50. Perguntado sobre o fato, negou a procedência. Em maio de 2003, foi acusado de ocultar 10 toneladas de condimentos em proveito próprio e de outros, que sabia ser produto crime de roubo. Também foi acusado de coação.

Esse o informante da Folha de São Paulo que atribui fé, pudor e honradez em suas palavras. Uma moral jornalista que mostra o quanto respeita os seus já parcos leitores. Todavia, embora o caso da Folha seja um caso clínico, um caso psiquiátrico, o Brasil não pode ser conhecido como um país em que ainda existe esse tipo de jornalismo estruturado em projeções delirantes. Mas, ainda bem que o povo brasileiro encontra-se senhor de sua própria saúde mental. E assim sabe muito bem discernir o que seja delírio e realidade democrática.

IMPRENSA INTERNACIONAL REPUDIA CAMPANHA TORPE DE SERRA E AFIRMA VITÓRIA DE DILMA

A campanha do candidato da direita lupem-burguesia, José Serra, oscila na infâmia no termômetro das pesquisas eleitorais. Cada pesquisa que mostra Dilma sempre vencedora no primeiro turno, Serra desce ao submundo torpe de sua existência – que ele chama de experiência política – e sobe enlodado asquerosamente, rejeitado pela maioria do povo brasileiro.

A pesquisa do Datafolha/Estado, publicada nessa madrugada, mostrando que Dilma subiu 1 ponto, ficando com 51% na preferência do eleitorado, enquanto Serra continua imobilizado em seus 27% – uma diferença de 24 pontos -, e Marina 11%, mostrando vitória da candidata da maioria do povo brasileiro já em primeiro turno, conduziu novamente o ignóbil ao seu mergulho habitual: o subterrâneo da imoral lama.

Com tanta sordidez, não poderia ser diferente, o odor pútrido de sua campanha chegou aos países que têm na democracia o regime do diálogo pela razão. Daí, não pretendendo compactuar com a fúria irracional do mal comandada por Serra, a imprensa internacional comentou e opinou sobre o momento em que o povo brasileiro vem assistindo a mais triste demonstração de descalabro eleitoral em que um indivíduo desesperado afogado na derrota fez da torpeza sua meta desatinada.

Em sua análise, o jornal espanhol El País afirma: “Milhares de brasileiros sonhavam com uma campanha sem sobressaltos e centrada nas propostas do candidato, mas mais uma vez o jogo sujo está eclipsando o debate político. Tudo pode indicar que a novata de Lula pode mais que qualquer acusação jogada aos quatro ventos.”

Por sua parte, a Associated Press divulgou: “Dois escândalos de primeira página nos jornais do Brasil e ataques cada vez mais ásperos de seu rival José Serra não estão parando a candidata. Escândalos não estão parando líder do Brasil.”

Enquanto isso, a Bloomberg foi na mesma linha de raciocínio: “Rousseff tira escândalos dos ombros e aumenta chance de vencer. Ela viu suas chances crescerem mesmo depois que o candidato rival acelerou os ataques.”

O RETROCESSO GLOBAL FRANCÊS: DE VICHY A SARKOSY

“Do ponto de vista do racismo, não existe exterior, não existem as pessoas de fora. Só existem pessoas que deveriam ser como nós, e cujo crime é não o serem.”
Deleuze e Guattari

foto: AP

Em 1966, Marcel Duchamp dizia que “os americanos são obstinados em querer derrubar a hegemonia de Paris”. Evidentemente estava se referindo no que diz respeito à arte, já que o dadaísta dizia nada compreender de política e economia. Mas é evidente que, assim como ele a percebia no seu campo de atuação, tal disputa estava ocorrendo também em todos os outros planos e com todas as outras nações. Sobre a poeira dos museus de Nova York pairava a real politik francesa de De Gaulle em protagonizar a Europa, enquanto os Estados Unidos ficava naquela simulação maniqueísta da Guerra Fria.

Isso vinha desde o último ano da Segunda Guerra. Enquanto os americanos tiveram que mostrar sua força num massacre tão cruel quanto o Holocausto – Hiroshima e Nagasaki -, De Gaulle fez-se líder respeitado na Europa a partir de um oportuno discurso de rádio contra os nazistas na queda da França, ainda no início da Guerra:

Nada está perdido porque esta guerra é uma guerra mundial. No universo livre, forças imensas ainda não entraram em ação. Um dia estas forças esmagarão o inimigo. É preciso que a França, neste dia, esteja presente na vitória. Então ela reencontrará sua liberdade e sua grandeza.”

É para esse momento que o enunciado proferido pela comissária europeia de Justiça, Viviane Reding, contra as deportações dos ciganos (“roms”) operadas por Sarkosy nos remete. O momento em que a França é invadida e os nazistas fixam sua sede na cidade de Vichy, a sudeste de Paris, onde o marechal Pétain, apoiado pela alta hierarquia da Igreja Católica, pela direita francesa e pelas Forças Armadas, num colaboracionismo total, com a falácia de que a França continue governada por franceses, substitui “os valores de 1789 – Liberdade, Igualdade, Fraternidade – pela trindade conservadora Família, Trabalho e Pátria”.

Além de antidemocrático e anticomunista, sustentado pela Ação Francesa (Action Française), liderada por Charles Maurras, o Regime de Vichy também foi racista e xenófobo, chegando a entregar cerca de 80 mil judeus para serem levados para os campos de concentração nazista. Reding foi direta e contundente, no ponto em que salta e se atualiza o enunciado:

“Deixem-me ser clara. A discriminação com base em raça ou origem étnica não tem lugar na Europa. É incompatível com os valores com que a União Europeia foi fundada. As autoridades nacionais que discriminam grupos étnicos na aplicação da lei europeia violam também a Carta dos Direitos Fundamentais, que todos os Estados-membros, incluindo a França, assinaram. A lei se aplica a todos os Estados-membros, pequenos ou grandes. (…) Esta é uma situação que eu pensava a Europa não ter de testemunhar novamente depois da Segunda Guerra Mundial.”

É ainda na honra da moral familiar que o o secretário de Estado francês de Assuntos Europeus, Pierre Lellouche, derrapa. “Como filho de alguém que lutou pela liberdade francesa, não posso permitir à senhora Reding que diga que a França atual se parece com a França de Vichy, ninguém pode falar de Segunda Guerra”, disse ele a um canal de TV.

Sarkosy também atacou com sua costumeira estupidez e covardia, sugerindo junto a deputados de seu partido que Reding receba os ciganos em Luxemburgo, que é o país da comissária.

Na Segunda Guerra, a França reencontrou sua grandeza, pelo menos no que diz respeito à inveja que os neoliberais americanos tinham do eurocentrista De Gaulle. Com a vitória dos aliados na frente ocidental, o general desfila como se fora Joana D’Arc ou Napoleão para uma multidão embevecida. E, no pós-guerra, enquanto ele tem o poder de vetar a entrada da Grã-Bretanha na Comunidade Europeia, os americanos no seu “parque de diversões” são surpreendidos com os mísseis que Fidel trocara por açúcar com a União Soviética. Mas ficou nisso. Do ponto de vista capitalístico, a França não conseguiu integrar a Europa, enquanto os Estados Unidos havia conseguido não somente em fronteiras físico-geográfico, mas numa universalização subjetiva (biopoder), aparecer, com o fim da Guerra Fria, como o centro Globalitário, para escrever o termo empregado por Milton Santos.

Então as nações europeias resolveram finalmente perceber a nova ordem global e implementar o mais rápido possível a União Europeia para conter o assédio americano. Para quem acompanhou um pouco essas negociações, são visíveis certos momentos em que a França tenta impor-se como uma líder do novo bloco. Mas para que isso acontecesse, só havia um jeito: por-se acima das cláusulas da sua Constituição, tal qual o modelo americano. Jean-Marie Le Pen é por demais grotesco para um francês, pelo menos no que diz repeito ao olhar sul-americano. A pessoa certa: Sarkosy. Sarko tem aquela boca reta, fina e larga e aquele olhar de peixe morto como acreditamos terem todos os franceses.

No nosso caso, seria apenas preconceito devido a nossa ingenuidade e provincianismo; no caso dele, reportando-se à epígrafe de Deleuze e Guattari, é totalitarismo. Sarko quer ser mais francês do que os franceses justamente por não ser francês. É filho de um húngaro e uma judia sefardita. (Sabe o que significa ser um judeu sefardita? É justamente o judeu mais nômade que existe nos últimos séculos, perseguidos na Península Ibérica há muitas décadas antes do nazismo.) Se as regras que Sarko está colocando em prática estivessem em vigor na década de 70, seu pai e sua mãe teriam sido expulsos da França.

E não são somente os ciganos que estão em risco. Quem acompanha as notícias que chegam da França à mídia brasileira – já houve dias melhores! – viu que há alguns meses atrás Sarko tentou implantar uma lei que restringia diretamente o uso da internet, mas que, felizmente, não passou.

Mas a lei que foi aprovada ontem pela manhã vem para mexer com os trabalhadores de toda a França. Na Assembleia dos Deputados foi aprovado o projeto que aumenta a idade para a aposentadoria de no mínimo 60 para 62 anos de idade. E, ainda mais, a idade para a chamada aposentadoria plena passou de 65 para 67 anos. Foram milhões de trabalhadores em greve na França. A foto no topo dá uma demonstração da manifestação em frente à Câmara Baixa.

Quando Sarkosy foi eleito e, principalmente, quando ele conseguiu a maioria no parlamento francês, dizíamos que nem todos os franceses eram gostosos como o bispo Sardinha. Num mundo global como o que vivemos hoje, podemos dizer que as últimas notícias que chegam – hoje, instantaneamente – da França são péssimas e interessam a todos os trabalhadores de todo o globo. É preciso mobilizar em escala global. O que aconteceu na Câmara dos Deputados é um retrocesso terrível, principalmente porque eram direitos já adquiridos e consolidados. Ainda mais que a principal luta agora na comunidade europeia – ao menos era o que esperávamos na Sul-América – era a de uma renda mínima para todos os cidadãos europeus, independente da idade, da raça, sexo ou qualquer outra forma de discriminação do passado.

Para nós, que somente com Lula conseguimos um afrouxamento do domínio norte-americano, esperávamos avanços na União Europeia para tentarmos envolver o Mercosul. Mais uma vez, como a luta é global, os retrocessos que estão encaminhados na União Europeia precisam sofrer a resistência dos trabalhadores de todo o mundo. O enunciado mais conhecido de Marx e Engels nunca foi tão necessário: “Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos!”

Quem logo apareceu, aproveitando midiaticamente o evento, foi o grotesco bufão Silvio Berlusconi. Se os retrocessos de Sarkosy predominam, não é perigoso apenas para os trabalhadores da França nem tão somente para os da União Europeia.

É uma luta global que requer duas frentes fundamentais. Uma que age diretamente nas instituições. É preciso pressionar para que os atuais membros que coordenam por assim dizer a União Europeia, como a comissária Reding, não recapitulem da sua posição contrária a Sarkosy. A outra, mais fundamental, uma resposta global dos trabalhadores.

Nesse texto, anteriormente, justamente, na saída de De Gaulle, saltamos o maior evento revolucionário que conhecemos da França. Maio de 68. Talvez mais do que para a França, Maio de 68 representa, ao menos para a América Latina, um movimento em todo o significado do termo, envolvendo uma infinidade de questões por pessoas e grupos concordantes ou divergentes, mas apoiados em ideias comuns.

Quando vimos Toni Negri e Michael Hardt falando de Seatle 1999, acreditamos que, por algum fio invisível, estava ligado ao Maio de 68.

Como diriam os filósofos da Multidão, “uma greve política global de uma semana impediria qualquer guerra”. Se isso não ocorrer, é provável que a bandeira da UE se torne apenas um falso ready-made que, pior, não terá Duchamp para debochar de tão falsa seriedade…

Imagem: UE Nazi / by Afinsophia®

SORRIR É AUTO-ESTIMA COM “BRASIL SORRIDENTE”

Sabe lá o que é em cada minuto, desde 2004, um dente ser salvo no Brasil? É o programa do governo federal junto com os municípios “Brasil Sorridente”. Nesse sorrir aqui, sorrir ali, foram nada mais do que três milhões de dentes expostos nas bocas em um verdadeiro festival de gargalhadas Brasil afora com a população estimulada por sua auto-estima durante esses últimos seis anos. Gargalhadas que afastaram de vez o quadro bucal desolador em que viviam milhões de bocas e faces proibidas de mostrarem suas caras e o ar de suas graças.

Sabe lá o que é isso, mano! Durante esse tempo foram mais de três milhões de bocas que não perderam seus dentes? Três milhões de dentes que permaneceram onde nasceram, sem precisar serem excluídos de seu habitat natural por força de extração. É, mano. Pesquisa do Ministério da Saúde mostra que antes do governo Lula somente 22 milhões de brasileiros tinham acesso a saúde bucal pelo sistema público. Os outros viviam impedidos de gargalharem em razão do serviço não chegar a eles. Resultado: queda da auto-estima. 75% dos idosos não tinham um só dente na boca, uma correspondência de 25 milhões de brasileiros nessa situação.

Hoje são 85% dos municípios atingidos pelo programa de saúde bucal Brasil Sorridente. Um programa cuja eficácia modifica a atitude de todos que são beneficiados em relação à alimentação, à procura de emprego e ao ato de evitar algumas doenças, inclusive coronárias.

A professora titular de Saúde Coletiva da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Maria Ercília de Araújo, analisando o programa Brasil Sorridente, afirmou que essa é a primeira política pública de saúde bucal da história do Brasil, e onde o governo se encontra economicamente comprometido. Em 2009 foram destinado ao programa R$ 643 milhões. É por isso que a direita desespera e explode de inveja vendo seu candidato ser derrotado por antecipação nessas eleições.

O Brasil Sorridente prioriza algumas ações que, no meu ponto de vista, são fundamentais. A primeira é a fluretação da água, que sem dúvida reduz a ocorrência de cáries. A segunda é um avanço na aplicação da assistência além da questão do atendimento primário”, analisou a doutora-professora Maria Ercília.

São 838 Centros de Especialidade Odontológica (CEOs) e 530 laboratórios de prótese dentária. Antes as Unidades Básicas de Saúde (UBs) que praticavam os cuidados primários como limpeza e obturação, depois era por conta do paciente. Assim, estava configurado o problema: pagar ou deixar posteriormente os dentes caírem. Mas com Brasil Sorridente tudo mudou. Aliás, ele é o programa menina dos olhos do presidente Lula que para ele ter dentes é uma questão de auto-estima. Seu testemunho confirma isso.

Quando eu pensei no Brasil Sorridente, é porque eu estava inconformado de andar por este interior, de andar por este país, e encontrar meninas de 15 anos de idade, meninos de 16 anos de idade, de 17 anos de idade, já sem poder sorrir porque não tinham os dentes da frente, porque não tinham água tratada, porque os dentes ficam cariados e eram a extrair, porque pobre não tinha tratamento de canal. Pobre não tinha ortodontia, pobre só podia arrancar dente”, analisou Lula, em 2008.

Agora, mano, se sorrir depender somente dos dentes, pode mandar que o Brasil é uma extensa gargalhada. Uma gargalhada do tamanho da vitória de Dilma, para mostrar para a direita da extração que com a boca do povo não se brinca. Boca é fala, e fala é voz, e voz é democracia. E democracia é sorriso de alegria.

SÓ COM ELEMENTO CONSISTENTE PGR INVESTIGARÁ A MINISTRA ERENICE

O Ministério Público não tem nenhum elemento que aponte o envolvimento da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, em suposto tráfico de influência envolvendo seu filho Israel Guerra. Afirmou o procurador-geral da República Roberto Gurgel.

As notícias apontam para fatos graves, mas não temos elemento nenhum ainda que aponte a responsabilidade, se envolve ou não envolve a ministra”, considerou o procurador-geral da República.

A Procuradoria da República do Distrito Federal será a responsável pelo caso da acusação que enquanto não houver prova consistente que implique a ministra a denúncia promovida pela revista. Como a ministra tem foro privilegiado, o caso só será apurado pela Procuradoria Geral da República (PGR) se a ministra Erenice estiver envolvida.

Os pedidos de abertura de inquérito protocolados pelos partidos PSDB, DEM e PPS na PGR ainda não foram examinados pelo procurador-geral, segundo afirmação do próprio procurador-geral. De acordo com ele, as denúncias feitas no tempo de eleição não vão influenciar em nada na atuação do Ministério Público.

De um lado, o Ministério Público não servirá de instrumento daqueles que têm interesse em mostrar o envolvimento do governo e, por outro, não deixará de apurar para preservar qualquer posição do governo. O Ministério Público tem a preocupação de não virar instrumento nem da campanha da ministra Dilma nem da campanha do governador Serra”, afirmou o Roberto Gurgel.

ESTADOS UNIDOS INTENSIFICAM EMBARGO ECONÔMICO SOBRE CUBA

Aos 48 anos de cruel embargo econômico imposto pelo Estados Unidos sobre Cuba, nada mudou com o governo de Obama. Pelo contrário, piorou, segundo a afirmação do ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodrigues Parrila.

Durante todos esses anos de embargo, Cuba acumulou um prejuízo de mais U$$ 751.3 bilhões. Os Estados Unidos intensificaram o embargo nos setores de exportação e importação de bens e serviços livremente. É também proibido negociar com dólar norte-americano e usar bancos estrangeiros ou acesso ao crédito de instituições norte-americanas.

Para o ministro das Relações Exteriores, o que os Estados Unidos vem impondo a Cuba é semelhante a um ato de “genocídio”. Segundo o ministro, o governo Obama não tem interesse de restabelecer relações diplomáticas, políticas e econômicas com Cuba.

É claro que o governo dos Estados Unidos não abriga intenção alguma de produzir uma mudanças na sua política para Cuba ou cumprir com as resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas pedindo o fim do embargo. Eles seguem com exigências intervencionistas inaceitáveis. Obama viola os padrões internacionais básicos”, afirmou o chanceler cubano.

Em 2009, representantes de 187 países apoiaram Cuba, rechaçando o embargo econômico imposto pelos Estados Unidos, considerou o ministro Parrilla.

INEP ESTUDA POSSIBILIDADE DE TRADUTOR DE LIBRAS NO ENEM

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) estuda pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul para que os estudantes com deficiência auditiva que vão se submeter ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tenham direito a intérpretes ou tradutores de libras, a língua brasileira de sinais, na hora da prova. Para o MPF, o profissional deve ter aprovação em proficiência em libras e nível superior.

No entender do MPF, na hora do exame de redação o desempenho do candidato fica comprometido pela ausência desse profissional. “Atualmente a tradução de libras para o português é prejudica porque os profissionais não têm a devida habilitação.”

O Inep tem dez dias para responder à recomendação do MPF. Embora a recomendação não tenha valor de ordem judicial, o Inep vai observá-la para evitar futuras ações judiciais.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.872 hits

Páginas

setembro 2010
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos