Arquivo para 21 de setembro de 2010

O SENTIDO DE ÉTICA E PATRIOTISMO DE SERRA

O signo linguístico sentido tem dois significados. Um, da ordem sensorial, o instrumento empírico para o conhecimento; e outro, da ordem do intelecto, a faculdade examinadora do primeiro, a produção empírica e, posteriormente, a formação de seu conceito. Ou seja, os dois sentidos são faculdades de confirmação da existência. Um captura a matéria sensorialmente e o outro confirma, intelectualmente, seu produto em forma de conceito.

O candidato da burguesia/ignara José Serra, em conluio com a imprensa acéfala, que, simbioticamente, se alimentam, depois que foi jogada em seus meios – não chega ao eleitor democrata que vota em Dilma – várias notícias, por eles chamadas de escândalos, procurando atingir o governo Lula e a candidata Dilma, e com isso a propagação delirante de que as instituições estão em perigo e, consequentemente, a democracia, derrotado, resolveu, decrepitamente, apelar através de seu talento canastrão em sua propaganda eleitoral.

Serra sugeriu que o Brasil precisa de ética e que ele é o único que a tem. Que falta de humor de Serra. Logo ele que é considerado o rei do dossiê, o “político” que mais preocupa quem se encontra ao seu lado com medo de que ele vire em sua direção sua bílis paranoica. Logo ele que, em sua rostidade, facilmente se lê seu alto grau de ressentimento, de ódio, de amargura e uma profunda necessidade de vingança. Um verdadeiro personagem niilista, como diz o filósofo Nietzsche.

Serra não sabe que ética é a arte de compor bons encontros, como afirma o filósofo Spinoza. Um encontro que implica corpos físicos, químicos, movimento, repouso, velocidade, lentidão, latitude e longitude, quantas e fluxos, como afirmam os filósofos Deleuze e Guattari. Ética não é preceito ou normas morais que se pode muito falar delas de acordo com o gosto do moralista. Ética não se fala, não se descreve, não se narra. Ética é um modus de ser que aumenta a potência de agir. Nada do modus niilista que Serra carrega. A vocação para o Não diante da vida. O que obstrui os sentidos sensorial e intelectual.

Para piorar, Serra tentou apelar para o espírito patriótico do eleitor brasileiro, usando trechos do Hino Nacional, com o intuito de afirmar que o Brasil corre perigo e que é preciso o povo se prontificar para defender a liberdade e a democracia. Uma forma perversa de chantagem cívica.

O mais ridículo em Serra é que, como ele é um péssimo canastrão, deve não ter conseguido estabelecer empatia com nenhum eleitor dado a sua dificuldade de pronunciar os versos da letra do Hino Nacional com a ênfase de um verdadeiro patriota que ele tentou apresentar. Serra só não ridicularizou o Hino Nacional porque o Hino está a milhões de anos luz de sua pobreza nacionalista. A pronúncia dos versos do Hino por Serra foram mais ausentes do que o canto de uma criança de cinco anos que ainda não atingiu o estágio lógico (Piaget) para compreender os significados epistemológicos dos conceitos da enunciação do Hino Nacional. O bom seria que os responsáveis pela campanha de Serra tivessem contratado seus amigos do Casseta e Planeta, os decrépitos de recado da Globo, para dirigir sua performance de canastrão.

Em síntese, como Serra carrega os sentidos sensorial e intelectivo obstruídos, definitivamente, está fora da política democrática brasileira. De certa forma é uma pena, visto que perdemos um personagem que nos causa frouxos risos.

FOLHA DE SÃO PAULO FAZ “DISTORÇÃO ESCANDALOSA”, AFIRMA DILMA

Foto: Roberto Stuckert Filho

Enquanto o jornal espanhol El País, em matéria com o título “A Surpreendente Queda de José Serra”, afirma que o candidato da direita obscura, lupem-burguesia, pode ter uma “derrota humilhante” – “pode ter” é só cortesia -, a Folha de São Paulo continua na sua sanha paranoica de fraudar reportagem, que ela mesma, junto com suas congêneres sociopatológicas, chama de escândalo, como objetivo de ajudar seu natimorto candidato.

Dessa vez foi escarafunchar o passado de Dilma no Rio Grande do Sul quando ela era secretária. A Folha fez um levantamento pautado em suas próprias alucinações psicopáticas tentando mostrar erros de Dilma quando de sua administração na secretaria de Minas e Energia do estado gaúcho. E como não poderia ser o contrário, a mineira respondeu em coletiva, no município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, ao pegajoso jornal do antro da comunicação, afirmando tratar-se de uma matéria de “má-fé” com “distorções escandalosas”, além de não mostrar fatos reais.

A matéria chega ao ponto de me acusar de eu ter feito um contrato em 1994 e depois a empresa ter feito um contrato em 2009. A ‘única acusação de futuro’ que eu já vi na vida. Ou seja, a minha responsabilidade é porque, dez anos depois, fizeram o contrato com a empresa. Que história é essa?

Nessa matéria ficou claro que eu tive as contas aprovadas? Não. Essa informação extremamente relevante ficou ocultada. A matéria é parcial e é de má-fé. Sabe o que era a pesquisa da Meta: emprego e desemprego. Nós contratamos por tomada de preço a empresa Meta em 1994. Me acusar porque em 2009, a Secom contratou a Meta é de fato um absurdo e prova absoluta de má-fé. Aonde está na matéria que minhas contas foram aprovadas”, afirmou Dilma.

A candidata da maioria do povo brasileiro, afirmou ainda que vai colocar em seu blog todas as informações do Tribunal de Contas do Estado no período em teve à frente da Secretaria de Minas e Energia. E concluiu: “Para evitar essa distorção escandalosa cometida contra mim pelo jornal Folha de São Paulo.”

SECOM E EBC REPUDIAM VELEIDADES DA FOLHA DE SÃO PAULO

Em sua compulsão cotidiana de produzir um jornalismo de antro pútrido, o jornal Folha de São Paulo – juntamente com suas irmãs de metástases sociopatológicas -, tem alucinado em matérias contra a candidatura da candidata do presidente Lula e da maioria do povo brasileiro, Dilma Rousseff, com o único propósito de ver se auxilia seu candidato, representante da burguesia ignara, José Serra, a não fechar seu ciclo de inimigo da democracia de uma vez por todas. Uma empreitada de toda já frustrada em razão da eleição já ter terminado com a eleição de Dilma muito antes do dia 3 de outubro.

Daí que, em sua sanha compulsiva pelo que é pútrido, o jornal da família Frias montou mais uma reportagem para atingir o governo Lula e Dilma, afirmando que a TV Pública NBR estava sendo usada, por ordem do governo federal, para filmar os comícios de Dilma. A reportagem com os títulos “Planalto manda TV Estatal filmar comícios de Dilma e TV Estatal manda cinegrafista filmar comício de Dilma sem identificar canal”, levou a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) e a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) a contestarem, em nota, as veleidades da reportagem montada sobre base fraudada. Mostrando que cada vez mais a Folha de São Paulo, com impressionável afinco, cava sua cova de jornalismo mortuário.

Mandando às favas a lisura jornalística, a Folha escondeu que uma das atribuições da EBC, de acordo com a lei de sua criação, é documentar a atuação pública do Presidente da República, seja para transmissão ao vivo na NBR, seja para documentos para o acervo histórico. E que a Secom tem todo direito de documentar todos os atos públicos do Presidente da República.

ESTA A NOTA

Nota da Diretoria de Serviços da EBC

TV NBR não infringe a lei, grava todos os atos públicos com Lula, inclusive os eleitorais, para o acervo histórico do país.

A Empresa Brasil de Comunicação – EBC contesta veementemente a manchete da Folha de S. Paulo de 20/09/2010 – “Planalto manda TV estatal filmar comícios de Dilma” – bem como a matéria intitulada “TV estatal manda cinegrafista registrar comícios de Dilma sem identificar canal”, publicada na capa do caderno especial “Eleições 2010”, da mesma data, destacando os seguintes pontos.

1. A lei de criação da EBC atribui à empresa a tarefa de gerir os canais públicos e também a de prestar serviços de comunicação e radiodifusão ao Governo Federal, “inclusive para transmissão de atos e matérias do Governo Federal”. É com base nesta previsão legal que a Secom contrata a EBC para gerir a TV NBR, canal do Governo Federal, entre outros serviços. Um deles, documentar a atuação pública do presidente da República, seja para transmissão ao vivo na TV NBR, seja para o acervo histórico da Presidência da República.

2. Com a proximidade da campanha eleitoral, a Diretoria de Serviços da EBC, que tem a Secom entre seus clientes, foi orientada a continuar documentando todos os atos públicos do presidente da República, mas evitando, terminantemente, transmitir os atos de natureza eleitoral pelo Canal NBR ou distribuir as gravações às outras emissoras de televisão, como acontece com as imagens de atos oficiais. Desde o dia 7 de maio passado – antes, portanto, do início da vigência das restrições gerais da lei eleitoral, em 3/7/2010 – as imagens da ex-ministra Dilma Rousseff foram suprimidas das transmissões da NBR, como registrado, na época, pela Folha de S. Paulo e por outros veículos.

3. Os eventos de natureza eleitoral que contaram com a presença do presidente da República continuaram a ser documentados, embora não transmitidos, para comporem o acervo histórico. A extinta Radiobrás, incorporada pela EBC, tem em seu acervo o mais rico material audiovisual sobre os presidentes da República, desde 1960, quando foi inaugurada a TV Nacional.

4. Não há, portanto, qualquer desobediência à lei eleitoral por parte da EBC, que está apenas cumprindo uma finalidade legal e uma obrigação contratual. Não há desvio de função ou de recursos públicos e muito menos benefício a qualquer candidatura.

5. Apenas um cinegrafista sofreu advertência, por escrito, por ter se recusado a gravar, conforme orientação conhecida, a participação do presidente em um ato eleitoral, depois de ter realizado a cobertura de ato oficial. Advertência não é ameaça, é prática na gestão de pessoas, inclusive no setor privado.

Brasília, 20 de Setembro de 2010

José Roberto Garcez

Diretor de Serviços

Leia a íntegra das notas divulgadas pela Secom:

Secom registra todas as falas públicas do presidente. E a Folha não sabia disso…
A respeito da manchete do jornal Folha de S.Paulo de hoje (20/09), “Planalto manda TV estatal filmar comícios de Dilma”, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República esclarece:

1. A manchete está errada. A NBr, canal de comunicação do governo, produzido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em contrato de prestação de serviços com a Secom, não foi instruída a gravar “comícios de Dilma”, mas sim as falas do presidente da República. É importante esclarecer que é missão da Secom manter registros de todos os pronunciamentos do presidente da República. Com isso, não só se assegura a preservação de arquivos que têm valor histórico, como se facilita a correção de possíveis erros de terceiros na divulgação dos discursos do presidente.

2. As gravações não se destinam à divulgação nem foram cedidas a qualquer campanha. Isso fica claro na orientação dada aos cinegrafistas, reproduzida pelo próprio jornal. Diz ela: “O objetivo é somente ter um registro, gravando as ações do presidente e os discursos”. E complementa: “Este conteúdo não é para ser usado na nossa cobertura, nem mesmo para ser gerado para as emissoras. É apenas para registro”. Apesar disso, a Folha dá a entender, sem qualquer prova, que elas poderiam estar sendo “encaminhadas ao comitê de Dilma ou utilizadas na propaganda eleitoral”. Trata-se de uma insinuação leviana.

3. Não houve qualquer utilização da máquina pública em favor desse ou daquele candidato. As gravações não foram cedidas a nenhuma campanha. O material é de uso da Presidência da República. Lamentamos que atividades institucionais regulares da Secom sejam tratadas de forma suspeita, em tom escandaloso.

4. Cabe registrar que a Folha errou ainda na identificação da foto da primeira página do caderno Eleições, que vem acompanhada da legenda “Eleitoral – À noite, o cinegrafista filma comício com Dilma e Lula”. A foto publicada não é de nenhum comício, mas de um evento realizado à tarde, na Universidade Federal de Juiz de Fora, numa programação oficial do Presidente da República.

Edição: Nádia Franco

RORIZ TEM PARECER ENCAMINHADO AO SUPREMO CONTRA SUA CANDIDATURA

O ex-governador do Distrito Federal e candidato ao governo, Joaquim Roriz, que em 2007, para escapar de cassação por crime de decoro parlamentar, renunciou ao cargo de senador, teve, a pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra sua candidatura.

Segundo o procurador-geral os argumentos apresentados por Roriz e sua coligação nem possuem sustentação para impedir que o mesmo seja enquadrado na Lei da Ficha Limpa. “A Lei Complementar 135/2010 veio exatamente proporcionar a escolha de representantes investidos de dignidade mínima para o exercício do mandato”, disse Roberto Gurgel.

O procurador-geral afirmou também que a Lei da Ficha Limpa foi feita para todos que põem por terra o argumento em relação ao princípio constitucional da anualidade que diz que uma lei que altera o processo eleitoral deve esperar um ano para sua validade, o que para o procurador-geral isso só diz respeito à norma que possa afetar apenas determinado candidato.

Sobre o princípio constitucional de irretroatividade, Gurgel raciocinou que a inelegibilidade não constitui pena, é apenas uma restrição temporária à possibilidade de candidatura. “Não visa, propriamente à exclusão do candidato, mas a proteção da coletividade, à preservação dos valores democráticos e republicanos”, afirmou o procurador-geral.

BOLSAS ATLETAS DE BASE E ATLETAS PÓDIO

A medida provisória assinada ontem, dia 20, pelo presidente Lula, que altera o repasse dos recursos da Lei Agnelo/Piva, para as federações esportivas criarem novas categorias para o programa Bolsa Atleta, fazendo alterações nas regras atuais.

As novas categorias são a Bolsa Atleta de Base, cujo atleta receberá R$ 370,00 por mês, foi criada para suprir as necessidades da categoria estudantil. Falando sobre a bolsa, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, disse: “Antes não havia essa previsão para atleta de base, apenas para participantes de olimpíadas escolares.

Já o Bolsa Atleta de Pódio, cujo valor pode chegar a R$ 15 mil, será dedicada aos atletas que estejam entre os vinte melhores no ranking mundial, na modalidade que disputam, e que tenham condições verdadeiras de serem vencedores. A bolsa tem a duração de quatro anos, o tempo das Olimpíadas, e poderá ser renovada.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.536 hits

Páginas

setembro 2010
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos