Arquivo para 8 de março de 2011

DILMA, PARA O JORNAL BRITÂNICO THE GUARDIAN, É UMA DAS 100 MULHERES ATUAIS QUE INSPIRAM O MUNDO

A presidenta Dilma Vana Rousseff foi escolhida pelo jornal britânico The Guardian como uma das 100 mulheres atuais do mundo que representam modelos de condutas que servem de indicadores para outras mulheres no mundo.

Para fazer a seleção da lista com as 100 mulheres, o jornal The Guardian montou uma equipe de doze mulheres de tendências profissionais variadas como ativistas políticas, representantes de organizações não-governamentais e jornalistas que analisaram mais de 3 mil sugestões de leitores. A equipe então classificou as 100 mulheres de acordo com 10 categorias. Ativistas; arte, cinema, música e moda; negócios e sindicatos; direito e política; ciência e medicina; esportes e aventura; tecnologia; televisão; escrita literária e acadêmica.

A presidenta Dilma foi classificada na categoria política por sua práxis no mundo da política desde adolescente – quando foi presa e barbaramente torturada pelos membros da repressão militar que formavam o poder da ditadura que durou de 1964 até 1985 -, chegando aos dias atuais, passando pelo governo Lula, a campanha eleitoral, onde foi perseguida pela extrema-direita, que teve apoio ostensivo das igrejas evangélicas e católica, até chegar à Presidência da República.

Uma guerrilheira socialista adolescente que enfrentou prisão e tortura e que se tornou a primeira presidente mulher no Brasil”, diz trecho da matéria.

MULHER BRASILEIRA TEM SUA POTÊNCIA EXPRESSA EM SAMBA

Pontuar fatos históricos é da ordem sócio-cultural e ocorre quando um grupo, uma classe ou uma entidade com força de enunciação decide tornar um fato como fundamental para ser guardado no arquivo memorial coletivo para ser cultuado em sua data determinada. Um fato que foi tido como marcador histórico.

Muitos fatos pontuados não ocorreram por um motivo agradável. Mas por força da dor. As guerras são fatos claros desse tipo. Algumas pontuações são para servir de lembrança à coletividade para que ela se proteja, pela memória, contra possíveis fatos análogos. São sintomáticas recordações de perigos.

Existem pontuações de manifestações sociais de uma época que o corpo causador do quadro que foi levado para o arquivo memorial não pode permanecer guardado, se mantendo apenas pelas notas que o tornaram relevante para a história. A data comemorativa do Dia Internacional da Mulher, por exemplo.

Como a mulher não é um dado acabado como um fato histórico, por exemplo, a Revolução Francesa, ou a queda do Muro de Berlim, é impossível que ela permaneça aprisionada aos elementos comemorativos do dia 8 de março. A mulher, como um conceito cultural, como diz a filósofa Simone de Beauvoir, sacralizado na enunciação patriarcal, e adesivado na moral Ocidental pela família-nuclear-burguesa-cristã, não traduz seu ser ontológico nessa enunciação conceitual.

A mulher, sendo primeiramente fêmea, é um devir cujo ser constituinte encontra-se sempre em uma transcendência poiética. Jamais na conformação conceitual da moral dominante, que a pretende apenas mulher, como uma enunciação saída da semiótica machista arborescente que seleciona, classifica e hierarquiza. Uma projeção-fóbica do modelo-padrão homem. O transportador do delírio despótico que a selecionou, classificou e hierarquizou como inferior a si. Um delírio que a quer objeto. Um objeto para ser lembrado como corpo desativado de sua potência. Nada mais do que um querer malogrado, posto que a pontuação despótica machista jamais conseguirá imobilizar, por tratar-se continuamente de um devir-minoria. Um devir, como todos os devires, que nunca será aprisionado pela força tirânica da subjetividade despótica, por encontrar-se sempre em processual criativo como infinita ultrapassagem criadora.

É nesse processual constituinte da fêmea-mulher, sujeito histórico de si, que a compositora, cantora, sambista Joyce vem encadear fluxos constitutivos para além da data assinalada e constituída como celebração anualmente efêmera. Joyce, em sua obra Mulheres do Brasil, confirma revolucionariamente que o ser mulher não é estagnação aprisionada em pontuações tipificadas que sustentam meros cultos. Pelo contrário. A ontologia feminina se processa em contínuo movimento criador. Joyce, em forma de samba, desmitifica, e desmistifica a enunciação semiótica tiranizadora da mulher.

MULHERES DO BRASIL

No tempo em que a maçã foi inventada

Antes da pólvora, da roda e do jornal

A mulher passou a ser a culpada

Pelos deslizes do pecado original.

Guardiã de todas as virtudes

Santas e megeras, pecadoras e donzelas

Filhas de Maria

Ou deusas lá de Hollywood

São irmãs porque a mãe Natureza

Fez todas tão belas.

Oh! mãe, oh!mãe

Nossa mãe abre teu colo generoso

Parir, gerar, criar e provar

Nosso destino valoroso.

São donas-de-casa, professoras, bailarinas,

Moças, operárias, prostitutas, meninas

Lá do breu das brumas,

Vem chegando a bandeira

Saúda o povo e pede passagem

A mulher brasileira.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.531 hits

Páginas

Arquivos