Arquivo para 26 de maio de 2011

GABARITOS DO CONCURSO SEDUC-AM 2011

Para acessar o resultado do concurso Seduc-AM 2011, clique no link abaixo:

LISTA DE CLASSIFICADOS DO CONCURSO DA SEDUC É DIVULGADO PELA CESPE

==========================================================

O gabarito da prova do Concurso Público para provimento de vagas em cargos de Nível Superior, de Nível Médio e de Nível Fundamental, realizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc-AM) já está disponível para consulta individual.

É só acessar o sítio da Cesp-UNB e entrar com seus dados:

https://www.security.cespe.unb.br/seduc_am_11/gabaritoObjetiva/

Também para quem se sentir de alguma forma lesado e quiser entrar com recurso, a página está disponível:

https://www.security.cespe.unb.br/SEDUC_AM_11/Recurso_Objetiva/

Para conferir os cadernos de questões e os respectivos gabaritos, só clicar nos links abaixo e baixar em pdf:

GOVERNO FEDERAL VAI CONSTRUIR CRECHES E QUADRAS ESPORTIVAS, E DISTRIBUIR BICICLETAS

A presidenta Dilma Vana Rousseff assinou hoje, dia 26, o termo de compromisso que determina a construção de creches, quadras esportivas nas escolas e distribuição de bicicletas e capacetes para os estudantes que moram distantes da escola.

Serão construídas 138 creches, 254 quadras esportivas em escolas, e distribuídas 30 mil bicicletas para crianças que moram longe da escola, se deslocam a pé para o local a onde estudam ou pegam o transporte escolar. As iniciativas fazem parte do programa estratégico do governo de priorizar a educação.

As creches serão construídas em 83 municípios, totalizando um investimento de R$ 154,3 milhões. As quadras esportivas serão construídas em 249 municípios, totalizando investimento de R$216,9 milhões. As bicicletas e SOS capacetes serão inicialmente nas zonas rurais para municípios de até 20 mil habitantes. No total, 81 municípios. O objetivo do governo é distribuir, até no fim de 2011, 100 mil bicicletas e 100 mil capacetes em 300 municípios. Na primeira parte da ação, o governo deve gastar R$ 8,9 milhões. Já na segunda ação, R$ 21,1 milhões.

Todas as duas construções serão financiadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC-2), e fazem parte do Programa Nacional de Reconstrução e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

Esse ato inicia claramente o nosso compromisso com as condições que são necessárias para que a educação seja uma experiência não apenas ligada ao saber, mas também às praticas esportivas e ao lazer”, discursou a presidenta.

AMIGO DOS EXTRATIVISTAS ASSASSINADOS DIZ QUE AS MORTES FORAM ENCOMENDADS POR CAUSA DAS DENÚCIAS DE DESMATAMENTO

Atanagildo Matos, diretor do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), disse que os assassinatos do castanheiro e líder extrativista João Cláudio Ribeiro da Silva, e de sua esposa, Maria do Espírito Santo, foi encomendada para atingir as comunidades que vêm denunciando os desmatamentos praticados por madeireiros na região. Mas que eles não vão se calar por medo. Agora eles estão mais fortes. As mortes de seus companheiros exige que eles sejam mais combatentes e vigilantes em defesa do meio ambiente.

Agora estamos mais fortes e unidos para defender a floresta. Ainda não sabemos exatamente quem foi o mandante porque as denúncias feitas por João atingiam diversos grupos e interesses. Mas tenho certeza que essas mortes foram encomendadas.

A morte deles deixou o movimento mais indignado e vamos buscar força nessa indignação para pressionar o governo a respeitar nosso pedido e a população das florestas. Perdemos um casal muito atuante e digno. Que trabalhava e era querido pela comunidade. Mas, assim como as árvores que eles defendiam, eles também deixaram sementes. Precisamos continuar nossa luta. Agora vamos nos juntar para avaliar a situação e continuar nossa missão.

Foi uma triste coincidência o assassinato deles ter sido cometido em uma data tão próxima à aprovação do Código Florestal, com essas emendas que anistiam criminosos e que delegam a municípios e estados a definição das áreas de proteção”, analisou Matos.

Por sua vez, chocada com o covarde crime, a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, pediu o apoio dos governadores dos estados para combater os grupos de extermínio.

Nós precisamos que as polícias dos estados também ajam. Esses grupos de extermínio precisam ter fim no Brasil, seja no Pará, na Baixada Santista, entre Pernambuco e a Paraíba ou Goiás. Nós estamos fazendo esse enfrentamento.

De nossa parte, todas as informações que possam vir para o nosso conhecimento sobre esse crime serão bem-vindas para que não fique impune”, afirmou a ministra.

DILMA NÃO GOSTA DO TOM DA PRODUÇÃO DO KIT HOMOFOBIA E MANDA SUSPENDER TODAS AS PRODUÇÕES

A presidenta Dilma Vana Rousseff, ao assistir a produção do Kit Homofobia, que estava sendo editado pelos Ministérios da Saúde e Educação, disse que não gostou do tom da produção.

Em seguida, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, se encontrou com representantes da bancada evangélica – na verdade disangélicos, os que carregam a má mensagem, como diz o filósofo Nietzsche – composta por 30 finíssimos reacionários que censuraram a produção do Kit. Resultado: Dilma resolveu mandar suspender todas as produções e sua distribuição.

Mas os retrógrados moralistas não vão levar essa como pretendem suas tristes consciências. Segundo Gilberto Carvalho, depois de serem consultados os setores da sociedade interessados, incluindo os disangélicos, o material sobre “costumes” voltará a será produzido.

A presidenta resolveu suspender esse material e também a distribuição. A presidenta se comprometeu, daqui para a frente, que todo material sobre costumes será feito a partir de consultas mais amplas à sociedade, inclusive as bancadas que têm interesse nessa situação. Nós entendemos que é importante, que para ser produtivo e atingir seu objetivo, esse material seja fruto de uma ampla consulta à sociedade, para não gerar esse tipo de polêmica que, ao fim, acaba prejudicando a causa para qual ele é destinado.

Na verdade o governo recebeu a bancada evangélica e católica que vieram contestar os materiais atribuídos aos ministérios da Saúde, Educação e Cultura. O governo informou aos deputados que estão suspensas todas as distribuições de materiais que falem dessas questões, sobretudo dessa questão comportamental.

A posição do governo é clara. Estão suspensas a edição e distribuição desse material. E qualquer material daqui para frente passará por um crivo de uma debate mais amplo com a sociedade”, disse Gilberto.

Deixando de lado, por enquanto, a estupidez e irracionalidade retrógrada da bancada disangelista, é bom lembrar que o projeto do Kit Homofobia que seria distribuído em seis mil escolas do ensino médio foi muito bem aceito pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), para quem o material iria contribuir para redução do estigma e da discriminação.

Mas é impossível fazer democracia com quem elimina a razão para reagir por impulso, tendo como base a imaginação supersticiosa, como os reativos disangelistas.

MINISTRA DOS DIREITOS HUMANOS DIZ QUE O GOVERNO CONTINUA NA LUTA CONTRA A HOMOFOBIA

Não foram as ordens da presidenta Dilma, para que a produção do Kit Homofobia fosse parada e sua distribuição negada, que o programa de combate à homofobia no Brasil e, principalmente, nas escolas vai parar. Não. O governo vai continuar seu programa de combate à violência e à discriminação homofóbica.

A afirmação foi feita pela ministra Maria do Rosário, dos Direitos Humanos, depois da decisão da presidenta Dilma e do encontro do ministro, Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, com os disangelistas amigos do deputado nazi/homofóbico/racista Bolsonaro e inimigos da democracia.

Nós estamos acompanhando tudo isso com muita atenção e respeito. Assegurando à população que todas as formas de violência, sempre, serão combatidas pelo governo federal”, afirmou a ministra Maria do Rosário.

Segundo a ministra, a campanha de combate à discriminação nas escolas ainda está sendo avaliada pelo Ministério da Educação.

As questões relacionadas ao combate à homofobia nas escolas ainda estão em análise pelo próprio Ministério da Educação”, disse a ministra.

Nota Oficial da ABGLT sobre a suspensão do kit educativo do projeto Escola Sem Homofobia

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT, por meio de suas 237 ONGs afiliadas, assim como a Articulação Nacional de Travestis e Transexuais – ANTRA, a Articulação Brasileira de Lésbicas – ABL, o Grupo E-Jovem, milhares de militantes LGBT e defensores dos direitos humanos, lamentam profundamente a decisão da Presidenta Dilma de suspender o kit educativo do projeto Escola Sem Homofobia. A notícia foi recebida com perplexidade, consternação e indignação.

Apesar de entender que houve suspensão, e não cancelamento, do kit, até porque o material ainda não está disponível para uso nas escolas e aguarda a análise do Comitê de Publicações do Ministério da Educação, a ABGLT considera que sua suspensão representa um retrocesso no combate a um problema – a discriminação e a violência homofóbica – que macula a imagem do Brasil internacionalmente no que tange ao respeito aos direitos humanos.

Este episódio infeliz traz à tona uma tendência maléfica crescente e preocupante na sociedade brasileira. O Decreto nº 119-A, de 17 de janeiro de 1890, estabeleceu a definitiva separação entre a Igreja e o Estado, tornando o Brasil um país laico e não confessional. Um princípio básico do estado republicano está sendo ameaçado pela chantagem praticada hoje contra o governo federal pela bancada religiosa fundamentalista e seus apoiadores no Congresso Nacional. O fundamentalismo de qualquer natureza, inclusive o religioso, é um fenômeno maligno atentatório aos princípios da democracia, um retrocesso inaceitável para os direitos humanos.

Os mesmos que queimaram os homossexuais, mulheres e crentes de outras religiões na fogueira da Inquisição na idade média estão nos ceifando no Brasil da atualidade. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia, a cada dois dias uma pessoa LGBT é assassinada no Brasil por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero. É preciso que sejam tomadas medidas concretas urgentes para reverter esse quadro, que é uma vergonha internacional para o Brasil.

Uma forma essencial de fazer isso é através da educação. E por este motivo o kit educativo do projeto Escola Sem Homofobia foi construído exaustivamente por especialistas, com constante acompanhamento do Ministério da Educação, e com base em dados científicos. Entre estes são os resultados de diversos estudos realizados e publicados no Brasil na última década.

A pesquisa intitulada “Juventudes e Sexualidade”, realizada pela UNESCO e publicada em 2004, foi aplicada em 241 escolas públicas e privadas em 14 capitais brasileiras. Segundo resultados da pesquisa, 39,6% dos estudantes masculinos não gostariam de ter um colega de classe homossexual, 35,2% dos pais não gostariam que seus filhos tivessem um colega de classe homossexual, e 60% dos professores afirmaram não ter conhecimento o suficiente para lidar com a questão da homossexualidade na sala de aula.

O estudo “Revelando Tramas, Descobrindo Segredos: Violência e Convivência nas Escolas”, publicado em 2009 pela Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana, baseada em uma amostra de 10 mil estudantes e 1.500 professores(as) do Distrito Federal, e apontou que 63,1% dos entrevistados alegaram já ter visto pessoas que são (ou são tidas como) homossexuais sofrerem preconceito; mais da metade dos/das professores(as) afirmam já ter presenciado cenas discriminatórias contra homossexuais nas escolas; e 44,4% dos meninos e 15% das meninas afirmaram que não gostariam de ter colega homossexual na sala de aula.

A pesquisa “Preconceito e Discriminação no Ambiente Escolar” realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, e também publicada em 2009, baseou-se em uma amostra nacional de 18,5 mil alunos, pais e mães, diretores, professores e funcionários, e revelou que 87,3% dos entrevistados têm preconceito com relação à orientação sexual e identidade de gênero.

A Fundação Perseu Abramo publicou em 2009 a pesquisa “Diversidade Sexual e Homofobia no Brasil: intolerância e respeito às diferenças sexuais”, que indicou que 92% da população reconheceram que existe preconceito contra LGBT e que 28% reconheceram e declarou o próprio preconceito contra pessoas LGBT, percentual este cinco vezes maior que o preconceito contra negros e idosos, também identificado pela Fundação.

Estas e outras pesquisas comprovam indubitavelmente que a discriminação homofóbica existe na sociedade e tem um forte reflexo nas escolas. Eis a razão e a justificativa da elaboração do kit educativo do projeto Escola Sem Homofobia.

Com a suspensão do kit, os jovens alunos e alunas das escolas públicas do Ensino Médio ficarão privados de acesso a informação privilegiada para a formação do caráter e da consciência de cidadania de uma nova geração.

Em resposta às críticas ao kit, informamos que o material foi analisado pelo Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação do Ministério da Justiça, que faz a “classificação indicativa” (a idade recomendada para assistir a um filme ou programa de televisão). Todos os vídeos do kit tiveram classificação livre, revelando inquestionavelmente as mentiras, deturpações e distorções por parte de determinados parlamentares e líderes religiosos inescrupulosos, que além de substituírem as peças do kit por outras de teor diferente com o objetivo de mobilizar a opinião pública contrária, na semana passada afirmaram que haveria cenas de sexo explícito ou de beijos lascivos nas peças audiovisuais do kit.

O kit educativo foi avaliado pelo Conselho Federal de Psicologia, pela UNESCO e pelo UNAIDS, e teve parecer favorável das três instituições. Recebeu o apoio declarado do CEDUS – Centro de Educação Sexual, da União Nacional dos Estudantes, da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, e foi objeto de uma audiência pública promovida pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, cujo parecer também foi favorável. Ainda, teve uma moção de apoio aprovada pela Conferência Nacional de Educação, da qual participaram três mil delegados e delegadas representantes de todas as regiões do país, estudantes, professores e demais profissionais da área.

Ou seja, tem-se comprovado, por diversas fontes devidamente qualificadas e respeitadas, como base em informações científicas, que o material está perfeitamente adequado para o Ensino Médio, a que se destina.

Os direitos humanos são indivisíveis e universais. Isso significa que são iguais para todas as pessoas, indiscriminadamente. Os direitos humanos de um determinado segmento da sociedade não podem, jamais, virar moeda de troca nas negociações políticas. Esperamos que a suspensão do kit não tenha acontecido por este motivo e relembramos o discurso da posse da Presidenta no qual afirmou a defesa intransigente dos direitos humanos.

Esperamos que a Presidenta Dilma mantenha o diálogo com todos os setores envolvidos neste debate e que respeite o movimento social LGBT. Da mesma forma que há parlamentares contrários à igualdade de direitos da população LGBT, há 175 nesta nova legislatura que já integraram a Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT, e que com certeza gostariam de ter a mesma oportunidade para se manifestarem em audiência com a Presidenta, o mais brevemente possível.

A Presidenta Dilma tem assinalado que seu governo está comprometido com a efetiva garantia da cidadania plena da população LGBT, por meio das ações afirmativas de seus ministérios. Na semana passada, na ocasião do Dia Internacional contra a Homofobia, a ABGLT foi recebida por 12 ministérios do Governo Dilma, onde um item comum em todas as pautas foi o cumprimento do Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT. Também na semana passada, por meio de Decreto, a Presidenta convocou a 2ª Conferência Nacional LGBT. Porém, com a atitude demonstrada no dia de hoje acreditamos estar na contramão dos direitos humanos, retrocedendo nos avanços dos últimos anos. Exigimos que este governo não recue da defesa dos direitos humanos, não vacile e não sucumba diante da chantagem e do obscurantismo de uma minoria perversa de parlamentares e líderes fundamentalistas mal intencionados.

Esperamos que a Presidenta da República reconsidere sua posição de suspender o kit do projeto Escola Sem Homofobia, para restabelecer a conclusão e subsequente disponibilização do mesmo junto às escolas públicas brasileiras do ensino médio. Esperamos também que estabeleça o diálogo com técnicos e especialistas no assunto. Estamos abertos ao diálogo e esperamos que nossa disposição neste sentido seja retribuída o mais rapidamente possível, sendo recebidos em audiência pela Presidenta Dilma e pela Secretaria-Geral da Presidência da República e que a mesma reveja sua posição.

Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais

25 de maio de 2011

Links para os vídeos do kit educativo do projeto Escola Sem Homofobia:

ENCONTRANDO BIANCA

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=A_0g9BEPVEA
PROBABILIDADE

http://www.youtube.com/watch?v=tKFzCaD7L1U&feature=related
TORPEDO

http://www.youtube.com/watch?v=hKJjOJlEw_U&feature=related

====================================

Está havendo um grande equívoco – kit do projeto Escola Sem Homofobia

Um pouco depois de enviar a nota acima, o presidente da ABGLT, Toni Reis, distribuiu um novo e-mail para as entidades envolvidas nas lutas pelos direitos LGBTs.

Acabo de receber um telefonema da Secretaria-Geral da Presidência da República (19h45do dia 25/05/2011), convidando para uma reunião na próxima semana.

Creio está havendo um grande equívoco, uma vez que os materiais apresentados à Presidenta Dilma pelos homofóbicos mal intencionados não eram do kit do projeto Escola Sem Homofobia. Parece que estamos revivendo o segundo turno da campanha eleitoral presidencial de 2010.

Quero ressaltar enquanto integrante de uma das organizações idealizadoras do kit, que o mesmo não contém cenas de sexo explícito, nem sequer um beijo e não foi editado nenhum material do kit com a logomarca do governo federal.

No dia 03 de maio de 2011, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (Procuradoria Geral da República) promoveu uma audiência pública intitulada “Avaliação dos programas federais de respeito à diversidade sexual nas escolas”. A avaliação incluiu o kit de material do projeto Escola Sem Homofobia, e concluiu que o mesmo está apropriado para uso no ensino médio:

http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/informacao-e-comunicacao/informacao-e-comunicacao/eventos/direitos-sexuais-e-reprodutivos/audiencia-publica-avaliacao-programas-federais-respeito-diversidade-sexual-nas-escolas/audiencia-publica-dos-programas-federais-de-respeito-a-diversidade-sexual-nas-escolas

Conforme mencionado na nota oficial da ABGLT, estaremos aberto ao diálogo sempre.

Cordialmente

Toni Reis

Presidente da ABGLT”


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.958 hits

Páginas

Arquivos