Arquivo para 3 de junho de 2011

A copa do mundo no Brasil

Paulo Luiz Mendonça*

Parabéns a todos os torcedores de futebol do Brasil. Agora sim, tudo estará às mil maravilhas, os problemas! Para que pensar neles, tudo estará bem, a copa nos tirará dos sofrimentos do dia a dia, se não tirar as agruras das nossas vidas pelo menos fantasiará um pouco nossas esperanças.

Sabem por que é possível fazer a copa no nosso país? Porque dinheiro para construir estádios sempre se arranja. Dizem os entendidos que a copa gera muito lucro para todos, inclusive para o insaciável governo. Até aí tudo bem, temos que aceitar sem questionar, o povão não questiona, só obedece, esta é a lei dos países de terceiro mundo, nós nem sabemos o que é cidadania.
Sabem por que não há dinheiro para construir hospitais, escolas e muitos outros benefícios públicos? Porque isso não gera lucro, somente gera custos e o governo não gosta de aplicar dinheiro onde não dá dividendos, pois sendo um governo capitalista não há tempo de pensar no sofrimento do povo e, como se sabe, tempo é dinheiro, eles não irão perder tempo com pobre precisando de atendimento médico adequado, ou os mesmos precisando de uma melhor educação e melhor segurança.

Outra coisa, se pobre está feliz da copa ser aqui, não se entusiasmem, nenhum pobre irá aos estádios ver jogos, os preços dos ingressos serão proibitivos, pobre é só na telinha da Rede Globo. Espero que outros canais também transmitam, porque exclusividade não é próprio de um país democrático. Nada de participar de ola nos estádios, se quiserem fazer ola façam em casa com os amigos ou com a família. É o máximo que podemos ter. Sabem quem está imensamente feliz de ter a copa aqui no Brasil? Não sabem! Os felizardos são as empreiteiras de obras, os políticos corruptos e os comerciantes os quais irão deitar e rolar sugando o bolso dos estrangeiros que aqui virão assistir a copa. Pobre se entusiasmar com este evento está mostrando que além de pobre financeiramente é também pobre de espírito.

*Comentário aqui no bloguinho intempestivo.

MAIS UM TRABALHADOR RURAL É ASSASSINADO EM ELDORADO DOS CARAJÁS

Apesar da ministra da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, ter anunciado, no dia 31 de maio, medidas para conter a violência no campo, e no dia de ontem a presidenta Dilma e o ministro da Justiça José Edurado Cardozo terem conversado com os governadores do Pará, Rondônia e Amazonas, mesmo assim a ousadia dos pistoleiros no campo, principalmente na Região Norte, continua desafiando a Justiça.

Ontem, dia 2, na região de Eldorado dos Carajás, onde em 1996 ocorreu uma das maiores chacinas da história da luta pela terra, quando foram mortos 19 trabalhadores e 60 ficaram feridos, e nenhum de seus autores foi punido, o trabalhador da agricultura Marcos Gomes da Silva, de 33 anos, foi assassinado.

O crime teve cenas de total desrespeito à pessoa humana e desafio à Justiça. Marcos, depois de baleado, foi colocado em um carro para ser levado para um hospital. Logo em seguida, quando o carro se encontrava em uma estrada, alguns homens armados abordaram o carro e obrigaram o motorista a parar o veículo e tirar Marcos do veículo. O motorista, receoso com a ameaça, parou, e Marcos foi colocado na estrada. Os homens armados mandaram os ocupantes do veículo correr em direção oposta, e mataram o trabalhador.

Nessa sexta-feira, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) vai ter um encontro como o ministro secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, para tratar da insegurança e violência no campo.

Carmen Foro, secretária do Meio Ambiente da CUT, que vai representar a entidade, disse que o governo deve conversar com os movimentos sociais se ele pretende realmente enfrentar esse problema.

É preciso que o governo converse com os movimentos sociais. Até então, houve diálogo entre pessoas do Executivo, há agenda com governadores, mas não tinha qualquer previsão de receber justamente quem está envolvido diretamente com o problema. A estratégia está equivocada”, afirmou Carmen.

A MAIORIA DAS ATIVIDADES NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE SÃO ANTINATURAIS (II)

Os Sonhos de Akira Kurosawa

1972. A partir da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Estocolmo, que instituiu do dia 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente, a questão foi colocada na ordem do dia. No entanto, para muitos artistas e filósofos, as questões ambientais já há tanto vinham sendo percebidas.

Para tomar a questão somente do final do séc. XIX até essa assembleia, pode-se dizer que a preocupação de Van Gogh (1853-1890) não é meramente de ordem de alteração paisagística, e em muitas páginas de D. H. Lawrence (1885-1930), Aldous Huxley (1894–1963) e George Orwell (1903-1950) a brutalidade do homem diante do outro e da natureza é colocada claramente.

No Brasil, em 1902 Graça Aranha publica Canaã, considerado o primeiro romance filosófico e socialista da literatura brasileira, no qual muitas das (hoje) questões ambientais são surpreendentemente antecipadas, como se vê na prgunta do ambicioso Lentz a Milkau: “Não acreditas que o próprio ar que escapa à nossa posse será vendido, mais tarde, nas cidades suspensas, como é hoje a terra? Não será uma nova forma da expansão da conquista e da propriedade?”

Afinal o papel do artista não é senão ver o invisível e dizer o indizível, assim como o do filósofo é criar conceitos para as questões colocadas. Mas ambos são tachados de loucos por aqueles que estão certos no rompante pelo lucro de seus negócios, que são capazes até de negociar as obras destes artistas e filósofos, mas abstraindo delas seu conteúdo real.

Um desses loucos, o cineasta japonês Akira Kurosawa (1910–1998), artista-filósofo, que é considerado um dos cineastas mais completos, que realizava praticamente todas as etapas dos cinemas que produziu, realizou em 1990 o cinema Sonhos, que, infinito e eterno em sua estética, não deixa de tratar questões atuais da vida após a Segunda Guerra, com as questões atômicas, o papel da arte e como seguir a linha de uma vivência ética no mundo.

O cinema está dividido em 8 partes. Nas três últimas, ele trata das questões ecológicas, analisando a ambição capitalística e o egoísmo humano, responsáveis pela degradação da Natureza. No momento que chega a Semana do Meio Ambiente, quando as mesmas atividades de culpabilidade da população e soluções insignificantes são apresentadas, vejamos.

Monte Fuji em Vermelho, outro sonho, relata uma erupção do referido monte, fazendo com que cinco reatores de uma usina nuclear vão explodindo um a um, liberando gases tóxicos.

Chernobil. Fukushima. Sabe-se que para os assassinos do capitalismo ecológico é maravilhoso que a população fique acreditando-se culpada e fique transformando o seu resto de óleo em sabão, como é ensinado nas escolas. Enquanto isso, as indústrias bélicas, de energia nuclear, petroquímicas e tantas outras, as verdadeiras responsáveis pela degradação, vão elevando seus lucros a custo da aceleração do processo terminal da humanidade.

O Demônio Chorão, outro sonho, retrata um momento em que a terra já está totalmente degradada, já não existe água potável nem alimento, os seres humanos já se transmudaram numa espécie de ogros, comendo-se uns aos outros e todos acometidos de terríveis dores.

O que muitos assistem como ficção, é há muito, realmente, uma horrível realidade objetiva. Quantas substâncias existem em nosso corpo que não são naturais? Gases tóxicos que respiramos, germes que bebemos, substâncias que ingerimos… Só um exemplo: um frango criado comendo milho solto num quintal, dormindo em poleiro, demora cerca de seis meses para chegar ao seu máximo crescimento; um frango de granja leva em média um mês e dez dias. Por mais que se negue que são aplicados hormônios, há muita diferença entre esses dois frangos. É a diferença entre o natural e o artificial. Todas essas mutações não criam seres superpoderosos, como na ficção norte-americana, mas mutantes acometidos de câncer, problemas cardíacos, pulmonares, verminosos, depressão, passividade…

Quando os europeus chegaram por cá, que ainda não era a terra das palmeiras e sabiás idealizados, admiraram a saúde do corpo dos índios, que não tinham pudor e nem escondiam suas ‘vergonhas’. Hoje Eduardo Braga e Omar Aziz trazem o Exterminador do Futuro para, ganhando uma fortuna de dinheiro público, falar sobre meio ambiente. Alguém poderia ter pedido para Schwarzenegger tirar a camisa. Ele, diferente dos índios, esconderia sua vergonha. Sabe como fica um corpo velho cheio de resíduos anabolizantes?

Aparecem anúncios da estreia do novo filme dos Mutantes. Mas há muito tempo o velho William S. Burroughs já disse que nós próprios somos os mutantes. Mas não somos mutantes superpoderosos hollywoodizados. Somos mutantes decadentes, cheios de tics e tacs, cloreto de sódio, hormônios, açúcares, remédios de todos os tipos, etc. Somente alguns naturistas ainda acreditam que, ao tirarem as roupas, estão nus e ao natural. Não existe um único homem no planeta que possa se dizer hoje um homem natural.

O Povoado dos Moinhos, outro sonho, um andarilho vai a um lugarejo onde não há energia elétrica nem a maioria dos objetos que fazem o conforto dos homens citadinos. Mas há ar puro, água limpa, e a manutenção do comer e beber é feita de forma comum.

Ontem a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou uma nota tímida de que o uso de celulares pode causar câncer. Enquanto isso, a maioria das pessoas se desespera apenas por ter esquecido algum de seus aparelhinhos. Quem está interessado em mudar seus hábitos? Quem está interessado em criar novas formas de relações?

Num plano global, fazer simulações na Semana do Meio Ambiente de nada adiantará, enquanto países como os Estados Unidos, irmanado com outros no Conselho da ONU, não assina sequer o protocolo de Kyoto, feito pela própria ONU. É a lei sendo ditada para os outros, enquanto o tirano abusa e massacra.

No Povoado dos Moinhos, quando alguém morre, depois de viver bem durante muitas décadas, há uma festa. Se continuarmos da forma que vamos, daremos apenas nossa singela contribuição com uma florzinha de alguma garrafa plástica para embelezar o funeral da humanidade. Mas não haverá ninguém para chorar ou para festejar. E os artistas-filósofos, naturantes que são, não vão lamentar.

DILMA DIZ QUE PASSARAM QUATRO SÉCULOS PARA QUE O COMBATE À POBREZA FOSSE POLÍTICA PRIORITÁRIA

Durante seu discurso no lançamento do Plano Brasil Sem Miséria, a presidenta Dilma Vana Rousseff disse que com exceção do governo do ex-presidente Lula, durante quatro séculos nenhum governo brasileiro antes determinou o combate à miséria como política prioritária. Afirmando que Lula foi o inspirador do Plano Brasil Sem Miséria, Dilma ressaltou que Lula foi o único governante capaz de ver o pobre como “seres capazes de construir sua própria riqueza, sua dignidade”.

Foram precisos mais de quatro séculos para que o combate à pobreza se convertesse de fato em política prioritária de governo. Os nossos pobres já foram acusados de tudo, inclusive de serem responsáveis pela sua própria pobreza.

Já disseram que se nós déssemos o Bolsa Família, eles se conformariam com a pobreza. Já disseram, de forma absurda, que as causas da pobreza eram o clima tropical, o nosso sol e a miscigenação. Já disseram, e em parte tinham razão, que se a gente fosse olhar a raiz, uma das causas de nossa pobreza era a escravidão. Mas a escravidão passou há muito tempo e a falta de vontade política ultrapassou a escravidão.

Devemos fazer todo e qualquer esforço para superá-la, para dizer que a luta contra a miséria é dever do Estado e tarefa de todos os brasileiros e brasileiras deste país”, discursou Dilma.

Durante parte de seu discurso, Dilma fez referências às personagens brasileiras que estudaram as origens e a manutenção da miséria no Brasil. Entre os estudiosos citados por Dilma estavam Josué de Castro, Darcy Ribeiro, Gilberto Freyre, Celso Furtado, Joaquim Nabuco, Sérgio Buarque de Hollanda e o sociólogo Herbert de Souza, carinhosamente Betinho, criador, em 1990, da campanha Ação da Cidadania contra a Miséria e pela Vida. Dilma também agradeceu à família do ilustre pintor brasileiro Cândido Portinari por ter cedido os direitos do quadro do pintor para ilustrar a campanha do Plano Brasil Sem Fome.

SECRETÁRIO-GERAL DA PRESIDÊNCIA DIZ QUE RESPEITA A ANISTIA INTERNACIONAL, MAS O GOVERNO VAI CONSTRUIR A USINA

Mesmo diante das contestações contra a construção da Usina Hidroelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no estado do Pará, feitas por ambientalistas, Ministério Público Federal, Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), e a ONG Anistia Internacional, que pediu ontem, dia 2, a suspensão da construção da Usina, o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, afirmou que o governo vai levar adiante a construção da hidrelétrica.

O ministro secretário-geral disse que respeita muito a ONG Anistia Internacional, mas o governo vai levar adiante a realização do projeto da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Segundo o ministro, ele tem “orgulho do projeto que tem idoneidade”.

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte, quando instalada, terá uma potência de 11,2 megawatts, e inundará com seu lago uma área de 516 quilômetros.

A gente respeita a posição da Anistia, mas o governo brasileiro tem convicção firmada da idoneidade do processo, da adequação do projeto. Temos orgulho desse projeto. Vamos fornecer as informações que forem necessárias, mas a obra, definitivamente, vaia acontecer”, defendeu Gilberto.

O ULTRADIREITISTA DA GLOBO, MERVAL PEREIRA, FOI ELEITO PARA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS DE SANEY, ROBERTO MARINHO E ETC

Com todo respeito com alguns escritores da Academia Brasileira de Letras, mesmo sabendo-se que ela é um nicho mofento de reacionários, mas a eleição do ultradireitista e amestrado jornalista da Fundação Globo, Merval Pereira, para ocupar a vaga da cadeira 31, que era ocupada por Moacyr Scliar, é uma violência às letras. Apesar de fazer jus a alguns ‘dorminhocos’ que lá se encontram. Merval é um acinte às letras. Se a academia queria anti-propaganda de si mesma, conseguiu. Merval Pereira é clara nota contrária à imaginação/estética e à inteligência. Contrariando o filósofo Deleuze, que disse que a literatura é vida, Merval Global é a literatura como clínica. As letras patogênicas. Se o substituto pesa sobre o que deixou a vaga, pobre de Moacyr Scliar.

E mais acinte ainda é quando se sabe que ele disputou a vaga o com o baiano Antônio Torres, e abiscoitou 25 votos incautos contra 13. Se um mortal como Merval já é uma ofensa à democracia, imagine ele agora imortalizado. Enquanto houver governo de esquerda no Brasil, na América Latina, na África, na Ásia, quer dizer, em todo mundo, ele vai tentar vociferar imortalmente.

Mas tudo não passa de superstição quando se trata de imortalidade acadêmica. Tudo nada mais é do que vaidade, dos inseguros que pretendem reconhecimento e inventam para si a ilusão da imortalidade. Mas quando a Dona da Foice chega não adianta gritar, espernear que é imortal. Ela não quer nem saber se a tal da imortalidade é uma ilusão ganha com votação ritualista de cartas marcadas, como foi a do velho patrão de Merval, Roberto Marinho. Como foi a do vitalício senador Sarney, cujos escritos só embalam leitores fabulados.

Nenhum desses vaidosos, em suas inseguranças orgulhosas – como diz o filósofo Spinoza, uma ideia que se tem de si acima do que se é –, entendeu com o filósofo Michel Foucault que escrever é “perder a fisionomia”, e não se mostrar em reconhecimento, porque a fama é espectro da vida. Fato visível em Merval Pereira, um indivíduo vaidoso que vai sentar na cadeira 31 já soltando o pó de seu malogro ontológico.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.536 hits

Páginas

Arquivos