Arquivo para 13 de junho de 2011

SANTO ANTÔNIO, UM SANTO GOZADOR: NÃO CASOU, MAS QUER CASAR OS OUTROS

Ser santo é da ordem do maravilhoso, poderiam dizer os surrealistas. O maravilho que ultrapassa o real, embora mantendo uma linha de contato pelo seu simulacro: a imagem. A imagem é a linha de ligação entre aquele que foi real, mas que depois foi promovido à ordem transcendente pela imagem por força de um ritual teológico. Santificação. O seu poder de realizar milagres.  

Na narrativa hagiográfica encontram-se milhares de milagres atribuídos aos vários santos do santuário cristão. Há milagres de melhora da saúde, encontro de emprego, time desclassificado da primeira divisão de futebol que depois voltou à elite do futebol, objetos perdidos, milagres e mais milagres. Entretanto, há um milagre que é o mais procurado por seu grau de sedução bio-erótico e associativo. O casamento. O casamento como sacramento religioso ou civil, ou casamento como relação associativa que não passa nem pelas leis religiosas e nem jurídicas. O casamento saído de uma escolha particular, também chamado nas antigas de amigação, ou amasiação. Uma união tão bem fundada que saiu de sua realidade social e política para também se tornar mote folclórico do cancioneiro.

Pois é exatamente no casamento, ou pelo casamento que o bom Santo Antônio é valorizado no mês de junho, em seu dia de maior realização de seu poder santificador. Santo Antônio, um santo que não casou – como os outros -, mas a função maior é o milagre de ajudar os outros a casar. Uma tarefa ainda árdua nessa pós-modernidade em que isola cada vez mais as pessoas, confinando-as a uma existência indiferente. Mesmo sendo hoje o casamento, nos modelos patriarcal/judaico/cristão/burguês/capitalista a instituição que mais vem sofrendo mudanças. São inúmeros os casos de pessoas que se unem e não pretendem o casamento nesses modelos. E são inúmeros os casos de divórcios.

Mas apesar dessas mudanças na instituição casamenteira, Santo Antônio continua tendo muito serviço para fazer nessa quadra junina. São vários os pedidos de ajudas para encontrar uma parceira e um parceiro. Por essa razão, depois de falarmos com o bom Santo Antônio, resolvemos dar uma mãozinho para o Toninho e apresentar algumas bem-querências, também conhecidas como pedidos, orações, simpatias e adivinhações. Se é para não ficar só, é só tentar, ó!

Na noite de Santo Antônio, em qualquer hora do dia, sozinha(o), em frente à imagem do bom santo, diga seis vezes – número do mês de junho – o nome da pessoa que você ama. Depois diga doze vezes – os meses completos de um ano – o nome da pessoa amada. Em seguida, com um sorriso largo, beije 18 vezes  – soma dos números do mês e do ano – Santo Antônio. Possivelmente nesse ano você estará junta(o) da pessoa Amada. Lembrete: não precisa agradecer o santo, ele sabe qual é sua função santificadora.

Outro recurso, antonino, para o amor. No dia de Santo Antônio vá até a rua onde mora, e consiga uma forma de falar com a primeira pessoa que encontrar do sexo oposto ao seu, e pergunte seu nome. Depois que ela responder, procure saber qual a terceira letra do nome dela, e acrescente as três últimas letras de seu nome e procure fazer combinações com as letras para formar nomes. Entre nomes que você conseguir combinar está o de sua amada(o).

Uma trova para ser repetida antes de dormir na véspera de Santo Antônio, com a imagem do bom santo embaixo do travesseiro.

Senhor meu Santo Antônio

Que não quer ninguém sozinho  

Faz aparecer em um sonho

Quem vai entrar em meu caminho.

Outra crença, é ficar uns dez metros distante de uma fogueira, mirar as chamas, fechar e abrir os olhos cinco vezes tentando ver letras formadas pelas chamas. Dessas letras saem os nomes das pessoas amadas.

Outra tentativa de encontrar a pessoa amada é pegar um copo médio com água pela metade, e em um pequeno pedaço desenhar, com uma caneta, uma bolinha vermelha, colocando em seguida na superfície da água. Ficar observando a água desfazer a bolinha. Logo vai aparecer a forma de uma letra, mas essa não é a letra da pessoa amada. A letra da pessoa amada é a terceira.

Outra tem ligação com as comelanças da época. Em uma festa de Santo Antônio escolha os nomes das quatro comidas que você não gosta e tente combinar esses nomes na forma de uma comida que você gosta e que tem na festa. Nesse nome está o nome da pessoa amada.

Uma muito fácil é a simpatia das letras e bolinhas de sabão. Escreva várias letras grandes em papel do tipo cartolina e as coloque dentro de um círculo com o fundo azul. Com um canudinho e um copo com água e sabão sopre e faça bolinhas no ar. Algumas bolinhas caíram sobre as letras dos nomes de seus possíveis amados. Caso não caia sobre nenhuma letra, não desespere, tente três vezes, três é um número de união.

Existem outros recursos, mas esses são suficientes para uma tentativa amorosa que agrada profundamente o bom santo carequinha, Santo Antônio.  

No mais, bons encontros!

SEGUNDA-FEIRA DOMINICAL

O dia das boas almas

# Em algumas décadas passadas o conceito de trabalho ainda não havia entrado no universo da dissipação. Trabalho era, em sua naturalidade, criação. Força de produção poiética criadora de uma estética onde o trabalhador via sua singularidade no produto que produzia.

Depois o trabalho passou a ser uma repetição de reações cotidianas impostas pelo capitalismo compulsivo impulsionada por sua lei da troca realizada no lucro. Dessa forma, é possível conceber o óbvio no sentido de exploração infantil.

Nas décadas passadas, as crianças entravam nas oficinas para aprender uma profissão movidas por suas ludicidades. Acrescidas a elas eram colocadas as técnicas ensinadas pelos mestres, onde não havia qualquer sinal de violência exploradora, o que fazia com que essas crianças trabalhassem criativamente com direito a um soldo que não correspondia exploração. Hoje, com o capitalismo mundial integrado (CMI), não há mais territórios paras as crianças desenvolverem seus talentos criativos trabalhistas.

Tudo tornou-se em um vasto território unificado, onde a lei maior do lucro não libera qualquer forma de força de produção. E é aí que entra essa realidade cruel: a exploração – escravização – do trabalho infantil. Uma atividade que não pode ser chamada de trabalho, visto que não apresenta qualquer signo infantil lúdico e poiético como os das oficinas. Não há mais trabalho educação/aprendizagem/profissional, mas sim violência contra a potência criativa da criança. Infantil, para esses capitalistas, significa força fácil de exploração.

É por causa dessa realidade exploradora que não tem qualquer sentido educativo que o governo brasileiro, através da ampliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), vai tentar retirar desse território explorador até o ano 2014 mais de 1,2 milhão de crianças. Um objetivo que se encontra no Programa Brasil Sem Miséria.

Nos passados, as crianças frequentavam as oficinas, estudavam e brincavam. Com a exploração da mão de obra infantil, as crianças não estudam e não brincam, por isso são tristes. E, tristes, não são crianças.

# Mais de 27 mil pessoas participaram da passeata no Rio de Janeiro, na Praia de Copacabana, pela anistia dos 439 bombeiros que foram presos depois de haverem invadido o quartel geral da corporação.

A passeata foi composta por funcionários públicos, moradores cariocas, bombeiros de outros países, além dos bombeiros envolvidos no tema. Foi uma passeata pacífica sem ser passiva, com grande grau de alegria, que é necessária para manter a lucidez e se poder usar a faculdade intelectiva para analisar o problema da classe.

Foi uma passeata que mais uma vez mostrou que em uma democracia o poder não é tiranicamente dos governantes, mas passa pelo devir-povo. A potência que impede a proliferação e manutenção do arbítrio tirânico.

# Os que ainda tem uma fissura nos ouvidos que lhes permitem compor sons fora dos sons cristalizados pelos anestésicos sonoros do capitalismo de consumo tem um motivo para ficarem alegres. É que os Chitanzinhos e Chororós, Brunos e Marrones, Daniels,e sociedade explítica não vão conseguir realizar suas empresas anti-sonoras-musicais apresentando suas falsas cacomelodias como se fossem sertaneja. Uma sonorização alienada, que não tem nada de música, a não ser acordes tautológicos envolvidos com textos deploravelmente dolorosos, onde o ressentimento, o rancor, o castigo, a cobrança são o leitmotiv.

O motivo do afastamento desse tipo de tortura auditiva alcunhada de música sertaneja é que está nascendo no Brasil um movimento jovem de culto singular, a verdadeira música sertaneja do tipo Tonico e Tinoco, Ratinho, Zé Carreiro e Carreirinho, Raul Torres, Zé do Rancho, Cacique e Pajé, Inezita Barroso, entre tantos. Esse movimento vem sendo percebido através do grande número de jovens que estão procurando estudar os instrumentos próprios para execução da música sertaneja. Principalmente a viola caipira.

# Hip-Hop mostra sua força política. Rappers como Mano Brown, a deputada federal Érica Kokay, Rap Gog, entre outros militantes do rapper se reuniram, em Brasília, no encontro Crack, Violência e Ressocialização Por meio da Cultura Hip-Hop para discutirem políticas públicas educativas e assistenciais na área de saúde para auxiliar os jovens para que eles saiam do uso do crack.

Segundo a deputada Érica Kokay, um dos fatores que levam os jovens escolher o vício das drogas está ligado diretamente à sociedade capitalista de consumo.

“O apelo ao consumismo é uma das causas que leva os jovens à delinquência, pois ele só é respeitado se consumir. Ele é induzido pela televisão, que motiva o cidadão a trocar de celular a toda hora e também de automóvel, ou a usar roupa de marca”, disse Kokay.

Para o Rap Gog, o hip-hop tem que assumir esse compromisso porque o crack é um grande perigo para os jovens.

“O crack é 50 vezes mais perigoso, por isso o hip-hop precisa assumir o papel de quebrar esse ciclo”, disse Gog.

Por sua vez, Mano Brown chamou a atenção para o perigo mortífero que carrega o crack.

“O crack é uma forma eficaz de matar, ao mesmo tempo em que tudo conspira contra os pobres. Eles são vitimas nos hospitais, nas ruas quando estão na moto. A exclusão é um genocídio silencioso e o jovem pobre sofre a pressão da frustração emocional familiar, social e astral”, analisou Brown.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.060 hits

Páginas

Arquivos