Arquivo para 25 de outubro de 2011

POVO VAIA AMAZONINO E REPETE LULA EM DILMA

O filósofo alemão, Karl Marx dizia que fatos históricos ocorridos pela primeira vez caracterizam-se como tragédia. Quando esses fatos voltam a repetir-se era como farsa.

Na inauguração da Ponte Rio Negro, hoje, dia 24 de outubro de 2011, que inicialmente fora projetada para custar míseros R$ 500 milhões, o mesmo valor do escândalo albatroz, calcula-se hoje, que já ultrapassa a margem de R$ 1,5 (um bilhão e meio). Com esse dinheiro, mais a demolição do Estádio Vivaldo Lima daria para resolver o problema da falta de transporte coletivo, preço da passagem e a falta de água que aflige o povo desta não cidade chamada Manaus.

O povo que compareceu à inauguração, fora a claque de políticos rasteiros, foram para ver o Presidente Lula e a Presidenta Dilma Rousselff. Foram ali, porque tem pelos dois o maior carinho e o maior respeito que nenhum presidente neste país teve. Dilma com seu carisma e dimensão política comprometida, assim como Luis Inácio Lula da Silva traz a energia do novo, da vida, pois da primeira vez que veio, esteve numa campanha contra o câncer, depois voltou para tratar da questão da luta contra a miséria iniciada por Lula e agora para presentear a cidade com a prorrogação por 50 anos da Zona Franca de Manaus e extensão dos incentivos para os produtos dos municípios da região metropolitana.

Independente disso não podemos também fechar os olhos para manifestantes que ali compareceram reclamando direitos e familiares de mortos durante a construção. Outros reclamando  salários, como funcionários de bancos estatais e de outros órgãos federais que mesmo tendo um salário que é diferente de muitos que ali estavam que não tem nada, sempre querem ganhar mais, conseqüência da injustiça que faz termos funcionários públicos ganhando R$ 44 mil, por exemplo, e outros que protestavam pela cobrança de R$ 2,75, na passagem de ônibus, porque quem ganha salário mínimo, e tendo que pagar diariamente esse valor, realmente vai passar por muita dificuldades.

O próprio Marx dizia que os homens deviam estar em condições de viver para poder “fazer história”. Mas, para viver, é preciso antes de tudo comer, beber, ter habitação, vestir-se e algumas coisas mais. O primeiro ato histórico é, portanto, a produção dos meios que permitam a satisfação destas necessidades, a produção da própria vida material, e de fato este é um ato histórico, uma condição fundamental de toda historia, que ainda hoje, como há milhares de anos deve ser cumprido todos os dias e todas as horas, simplesmente para manter os homens vivos.

Mas no encontro inaugurativo-festivo um fato voltou a chamar a atenção. As vaias. Dois minutos de Vaias.  As vaias na mesma cidade, capital de um Estado que durante todo o governo Lula e agora Dilma recebeu todas as atenções que merecia. E como personagem das vaias a mesma figura. O prefeito cassado pela insígne juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, Amazonino Mendes.

O Presidente Lula que esteve por ocasião da primeira vaia  viu o cassado chorar, se maldizer. O povo era ingrato.

Dilma e Lula, hoje, em pleno aniversário da não cidade voltaram a se deparar com elas: as vaias.

Para Lula que na Zona Norte – Novo Israel, Santa Etelvina e Nova Cidade,  presenciou aquele protesto e hoje com Dilma voltou a ver vaias, deve ter  conversado  com a Presidenta e deve ter dito. Dilma, há algo errado com o Amazonino. “Aonde eu vou o povo vaia ele.” Por que será? A presidenta que sabe de muita coisa, por diplomacia, poderá não emitir nenhum juízo, mas nós que o conhecemos podemos dizer. Amazonino é um político ultrapassado, conservador, que governou este Estado três vezes, já esteve outras vezes na Prefeitura, no Senado e é um dos responsáveis pela miséria e pelo mal que causou e vem causando ao povo. Falta de política nos transportes, no abastecimento de água, habitação, saneamento, na educação, saúde que são necessários para que o povo tenha uma vida digna como professava Marx, citado acima e extraído do seu livro com Frederico Engels, A Ideologia Alemã. 

O prefeito cassado não estava. Mas como a Presidenta Dilma falou prefeito se referindo ao ex-policial Nonato Lopes, do Iranduba, que havia discursado  primeiro, foi o estopim para a reação popular que durante dois longos minutos gritava: “Negão, nunca mais, Negão nunca mais.” Não podendo continuar parolando, a Presidenta do povo brasileiro pedia, calma, calma, calma mesmo.

As vaias que o cassado Amazonino recebe é o reconhecimento de que o povo sabedor dos seus direitos está indo pra rua assim como fez o levante na Tunísia se desencadear provocando a Primavera Árabe que se estende pelo Oriente Médio, Europa, África, Estados Unidos e aportando nestes dias na não cidade, terra de Ajuricaba. É a primavera mandando flores pra todo lado.

Vaias para políticos é um bom/mau sinal. É bom que o cassado continue assim, se candidate e com ele  vá todo o Ptzinho, My Darling do Amazonas, com Sinésio Campos, Waldemir que não é o José, mas o Santana, e toda a cúpula do Diretório Municipal que está compondo uma prefeitura que durante mais de três anos foi apenas um abstracionismo, pois o baque que Amazonino sofreu com a cassação da juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, até hoje ele não superou e o povo sabe disso.

ZEITGEIST – O Filme

DILMA INAUGURA EM MANAUS A PONTE MEGALOMANÍACA DO DESPERDÍCIO E AMPLIA A ZONA FRANCA DA ILUSÃO

No dia da comemoração dos 342 anos da não-cidade Manaus, onde a fantasia econômica comandada pelo projeto-prótese-industrial Zona Franca e o desperdício do dinheiro público, a presidenta do Brasil Dilma Vana Rousseff, compareceu para inauguração de uma ponte que sai de um lugar imaginário para se ligar com o ufanismo telúrico.

A ponte que teve um orçamento superfaturado, era para ser R$ 500 milhões, ultrapassou mais de R$ 1bilhão, por isso a ponte do desperdício, representa a fantasia da mística moderna que sobrevoa a lendária Amazônia e que atinge certos governantes abstraídos do real. A ponte-egoica não tem valor algum para a economia da propalada Região Metropolitana, posto que o Amazonas é um estado pobre em produção agrícola e pecuária. Em Manaus até cheiro verde é importado. Como a ponte da ilusão liga a não-cidade com municípios abandonado pelos governos estaduais ela sintetiza as imagens confusas de seus autores. O que Dilma só confirmou.

A Zona Franca de Manaus, que é apenas um pólo de montagem e não um parque industrial, conforme o conceito da economia atrai pessoas que acreditam ser a não-cidade um paraíso no Norte. O que está diretamente ligado aos problemas sociais que acometem a não-cidade em razão da forte migração. A ampliação da existência da Zona Franca para 50 anos que a presidenta realizou é uma moeda de barganha eleitoral. Todos os candidatos a qualquer cargo político no Amazonas ou à Presidência da República sempre a recorrem.

Como se fala na linguagem futebolística, Dilma só cumpriu a tabela do que já se encontra traçado. Se fosse o Serra presidente iria fazer o mesmo. Mas nunca analisam e explicam para a população o que cientificamente é a Zona Franca de Manaus em seu aspecto econômico real e social. Como “o medonho já aconteceu”, como diz o filósofo Heidegger, ninguém ousa tocar em tal  ícone ameaçador. Ninguém ganha eleição no Amazonas examinando a Zona Franca. Manaus é o único lugar no Brasil que para sonhar com desenvolvimento teve que criar um projeto de lei que o incentivasse, mas que não deu certo.

Estava claro que não iria se realizar. O desenvolvimento de uma região não sai de leis promulgadas, mas dos entrelaçamentos das forcas produtivas relacionas às produções naturais da agricultura, pecuária, extrativismo, indústria e comércio. Nada que ocorreu no Amazonas. Por pura irresponsabilidade e ignorância de seus governantes. 

O discurso de Dilma encheu o peito dos megalomaníacos levando-os às lágrimas patéticas. Dilma tocou em uma veia sensível para eleger calculistas. Falou em milhões de empregos, desenvolvimento do Amazonas, que a ponte é um “monumento à altura dos 342”. Dilma tem razão em falar todos estes predicados, porque ela não conhece a história triste do estado de Ajuricaba.

“Trouxe dois presentes.

Queremos que a Zona Franca gere empregos a milhões de amazonenses. Este é um reconhecimento da situação do povo do Amazonas e do que representa a floresta e a imensa riqueza de biodiversidade para o País.

Quando impedimos o desmatamento, criamos oportunidade de trabalho para o Amazonas. Aqui combinamos duas coisas, o crescimento e a preservação do meio ambiente.

A ponte é um monumento à altura dos 342 anos. Desejo a Manaus, ao Amazonas e ao povo amazonense um feliz aniversário”, discursou Dilma.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.872 hits

Páginas

outubro 2011
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos