“Só para Loucos” (muitos poucos) II

Um presente de grego e de Esfinge (decifra-me ou te devoro<sensualmente ou  metaforicamente?>)

“As Portas da Percepção” – Aldous Huxley/retalhado/questionado por um loucodidata em formação fazendo Pós-pós-pós-pós-pós-Doutorado em ARTESCULTURASLOUCURAS. Presidente da Associação dos Loucos, Ex-loucos e Amigos dos Loucos da Via Láctea-Secsional SCIARÁ   

 “  ……….E pelo menos um

 filósofo profissional

 tomou mescalina pela

luzque ela pode lançar em enigmas antigos e inexplicados

o lugar da mente na natureza

e a relação entre o cérebro e a consciência.

Assim ficaram as coisas até que, há dois ou três anos, um fato novo e talvez

extremamente significativo foi observado. Na verdade, esse fato havia várias décadas era visível aos olhos de todos, mas ninguém o percebera até que um jovem psiquiatra inglês, presentemente trabalhando no Canadá, ficou impressionado pela grande semelhança, na

composição química, entre a mescalina e a adrenalina.

Pesquisas posteriores revelaram que o ácido lisérgico, um alucinógeno extremamente potente derivado da cravagem do centeio, tem uma relação de estrutura bioquímica com os outros dois. Depois veio a descoberta de que o adrenocromo, que é um produto da decomposição da adrenalina, pode produzir muito dos sintomas observados na intoxicação por mescalina. Mas o adrenocromo provavelmente ocorre espontaneamente no corpo humano.

Em outras palavras,

cada um de nós pode ser capaz de fabricar uma (várias?) substância química da qual doses minúsculas causam profundas modificações na consciência.

Algumas dessas mudanças são similares às que ocorrem na praga (?) mais característica do século XX,

a esquizofrenia(?).

A desordem mental é causada por uma desordem química?

E essa desordem química é devida, por sua vez, a aflições psicológicas que afetam as glândulas adrenais?

Seria precipitado e prematuro afirmar isso. O máximo que podemos dizer é que existe um

caso prim facie.

Enquanto isso a pista está sendo sistematicamente seguida e os detetives – bioquímicos, psiquiatras, psicólogos (neurocientistas, xamã, psicólogos transpessoais e loucodidatas)

estão na trilha……..”

“ ……encontrei-me repentinamente à beira do pânico.

Isso, senti de súbito, estava indo longe demais.

Longe demais,

mesmo que fosse na direção de uma

beleza mais intensa e um significado mais profundo.

O medo, como analiso em retrospecto, era de ser dominado, de

desintegrar

sob uma pressão de realidade maior que pudesse agüentar uma

mente acostumada a viver a maior parte do tempo

num aconchegante mundo de símbolos.

A literatura sobre experiências religiosas abunda em referências aos

sofrimentos e terrores

que dominam aqueles que chegaram,

demasiado súbito,

face a face com alguma manifestação do

Mysterium tremendum.

Em linguagem teológica, esse medo é devido. à incompatibilidade

entre o egoísmo do homem e a pureza divina, entre

a individualidade auto-intensificada do homem

e a infinidade de Deus (do principio). Seguindo Boehme e William Law, podemos dizer que, pelas almas não-regeneradas (?), a Luz divina em todo o seu esplendor só pode ser apreendida como

um fogo purgatorial ardente. Uma doutrina quase idêntica é encontrada em

O Livro Tibetano dos Mortos,

onde a alma que partiu é descrita como encolhendo-se’ em agonia para longe da Luz Pura do Vazio,

e mesmo das Luzes menos brilhantes, para mergulhar de cabeça na

consoladora escuridão do eu como um ser humano renascido, ou mesmo como uma fera, um fantasma infeliz, um habitante do inferno. Qualquer coisa que não o brilho ardente da Realidade implacável – qualquer coisa!…”””

“”“ ….. O esquizofrênico (?)

é como um homem permanentemente sob a in-fluência de mescalina, e portanto incapaz de fazer cessar a experiência de

uma realidade com a qual ele não é suficientemente santo(sábio?) para viver,

Que ele O esquizofrênico é uma alma não apenas não-regenerada (?), mas

também

desesperadamente doente.

Sua doença. consiste na incapacidade de refugiar-se da

realidade interior e exterior (como a pessoa sã (?) faz habitualmente)

dentro do universo feito em casa(?) do bom(?) senso(comum)

– o mundo estritamente humano de teorias úteis(objetivas?), símbolos compartilhados e convenções socialmente (impostas/aceitas)…..

pode explicar por que ela é o mais renitente dos fatos primários, e que, por jamais permitir que ele olhe

para o mundo

com olhos simplesmente humanos,

assusta-o,

fazendo com que ele interprete essa

estranheza ininterrupta,

essa intensidade ardente de significados,

como manifestações de malevolência humana ou até mesmo cósmica,

procurando(provocando?) as reações mais desesperadas, de violência assassina em um extremo da escala até a catatonia, ou

 suicídio psicológico,

no outro. E uma vez na infernal estrada para baixo, a pessoa nunca conseguirá parar (será?).…..”

Então você acha que sabe onde  Jaz (z)

A     Lou(CURA)?

“  Minha resposta foi um “sim” sincero e convicto.

E você não poderia controlá-la?

– Eu não poderia controlá-la, não.

Se eu iniciasse com medo e ódio como premissa principal, teria que continuar até a conclusão.

– Você conseguiria – perguntou minha esposa – fixar sua atenção no que

O Livro Tibetano dos Mortos chama de Luz Clara?

Fiquei em dúvida. – Isso manteria o mal distante, se você conseguisse apreendê-lo? Ou você não conseguiria apreende-lo?

Pensei um pouco na pergunta. “Talvez”, respondi finalmente. “Talvez eu pudesse” –mas só se houvesse

alguém

ali para me falar da Luz Clara. Não se poderia fazer isso

sozinho.

Acho que essa é a razão para o ritual tibetano – alguém sentado ali o tempo todo,dizendo o que é o quê.

Depois de ouvir a gravação dessa parte da experiência, peguei meu exemplar da edição de Evans-Wentz de

O Livro Tibetano dos Mortos

e abri-o ao acaso.

“Oh, nobres de

berço, não deixeis que vossas mentes sejam dis(traídas)!”

Esse era o problema – não se distrair.

 Não se distrair com a lembrança de erros passados, com prazeres imaginários, com o gosto amargo de antigos males e humilhações, com todos os temores, ódios e desejos que normalmente eclipsam a Luz. O que esses monges budistas faziam pelos moribundos e pelos mortos, os psiquiatras modernos não poderiam fazer pelos dementes?

(psiuquiatras não, nem psiucólogos ou psiucanalistas, somente aqueles que trilharam/trilham os caminhos do vale da morte e de lá retornaram renascidos. Será ? “O caminho do xamã”  em “Emergência Espiritual” Stan. e CristinaGroff)

Que haja uma

voz

para assegurar-lhes, de dia e mesmo enquanto eles estão adormecidos,

que apesar de tudo

o terror, toda a perplexidade e confusão,

a Realidade definitiva permanece inabalavelmente a

mesma (?) e é feita da mesma substância da luz interior da

mente mais cruelmente atormentada.

Por meio de mecanismos como gravadores, interruptores de controle de

tempo, sistemas de alto-falantes e pequenos ditafones para uso sob o travesseiro, deveria ser bem fácil manter os pacientes, até numa instituição com falta de pessoal, constantemente cônscios desse fato primordial.

Talvez algumas poucas das almas perdidas (?) pudessem assim

Ser ajudadas a obter uma

certa medida de controle sobre o universo – ao

mesmo tempo belo e apavorante,

mas sempre algo

não humano,

sempre totalmente incompreensível

– no qual

se acham condenados a viver.”

(pere-Ser?)

“..Em tempo fui afastado dos inquietantes esplendores ……”(“ufa! are égua…..”.)

PSiiiuuuuu……… “…Caindo em parábolas verdes da cerca, as folhas de hera reluziam com uma espécie de radiância vítrea, similar ao jade. Um. momento mais tarde, uma touceira de flores cor de fogo, em plena floração, tinha explodido em meu campo de visão.

Tão apaixonadamente vivas que pareciam estar à beira da expressão oral, as flores esforçavam-se para cima na direção do azul. Como a cadeira sob o caramanchão, elas protegiam demais. Baixei o olhar para as folhas e descobri uma complexidade cavernosa de delicadíssimas luzes e sombras verdes, latejando com um mistério indecifrável.

Roses:

The flowers ore easy to paint, The leaves difficult.

O haicai de Shiki (que citei na tradução de É. H. Blyth) expressa, de modo indireto, exatamente o que eu senti então –

a glória excessiva, demasiado óbvia, das flores, contrastadas com o milagre mais sutil de sua folhagem.”

PSiiiuuu……..I-Trilha/ pista dos caminhos pela loucura(“quem caminha para a loucura não precisa de condução “(?))   / /escribasvirtuais.blogspost.com/

PSiiiuuuu…… II-Ganha U$ 22 milhões  quem advinhar de quem é essa poesia:

DEMOGORGON

Na rua cheia de sol vago há casas paradas e gente que anda.

Uma tristeza cheia de pavor esfria-me.

Pressinto um acontecimento do lado de lá das fronteiras e

                                                                             [ dos movimentos.

Não, não, isso não!

Tudo menos saber o que é o Mistério!

Superfície do Universo, ó Pálpebras Descidas,

Não vos  ergais  nunca !

O olhar da Verdade Final  não deve poder suportar-se !

Deixai-me viver sem  nada saber,

e morrer sem ir saber nada !

A  razão de haver ser, a razão de haver seres, de haver tudo,

Deve trazer uma loucura maior que os espaços

Entre as almas e entre as estrelas. 

Não, não, a verdade não! Deixai-me estas casas e esta gente;

Assim mesmo, sem mais nada, estas casas e esta gente…

Que bafo horrível e frio me toca  em olhos fechados?

Não os quero abrir de viver!  Ó Verdade, esquece-te de mim!

* Jorge
Loucodidata em formaçáo fazendo Pós-pós-pós-pós-pós-Doutorado em ARTESCULTURASLOUCURAS na
Real Academia dos Zeladores e Despenseiros dos BENS de PSIQUÊ.

1 Response to ““Só para Loucos” (muitos poucos) II”


  1. 1 Deusarino de Melo segunda-feira, 7 novembro, 2011 às 6:58 am

    }Muito interessante, apesar de extremamente extravagante este comentário.
    Falo “de cadeira”, mesmo, porque estou acometido da famigerada (nem tanto, nem tanto,) esquizofrenia. Ela é provocada e mantida por uma alquimia (química orgânica mesclada com “suigeneridades” mentais saídas sabe-se lá de onde, mas que surgem apesar de todo o combate contra os medos que perseguem o homem, não sei porque.
    Fato é que os hospitais psiquiátricos estão quase lotados de mentes (não confundir com dementes) com amplas possibilidades de cura e de traumatizados por medos covardersde enfrentar a dura realidade, se bem que acho que a realidade só é dura para qiuem é mole.
    O fato maior é a PROVIDÊNCIA DIVINA, único pontpo de apoio para a alavancaq de Archimedes poder apoiar-se para continuar movendo o mundo, ou os mundos…
    FATO IMPORTANTE É QUE EU SOU UM ESQUIZOFRÊNICO FELIZ!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.809 hits

Páginas

novembro 2011
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: