Arquivo para 13 de dezembro de 2011

O SILÊNCIO CÚMPLICE DA MÍDIA-PARANÓICA QUANTO AO LIVRO “A PRIVATARIA TUCANA”, JÁ ERA ESPERADO

Se a função da mídia-paranóica é conspirar contra todos os governos de potências populares não é de surpreender que ela, diante da publicação do livro A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro Junior, que trata do maior esquema de corrupção oficial desenrolado na história do Brasil, não adotasse a postura que vem adotando: o silêncio-cúmplice.

Sempre cúmplice dos governos de tendência ianque, como o de Fernando Henrique, personagem central, junto com seu amigo do peito e ex-ministro Serra, do jornalismo-literatura-política-policial, essa mídia paciente psiquiátrico se guardou em seus grilhões fantasmagóricos, porque não tem como negar os documentos apresentados nos livros e fatos reais que enfraqueceram o Brasil na gestão catastrófica de Fernando Henrique.

Como ocorre como todo paranóico ela, com objetivo de descaracterizar – o que não vai conseguir – o conteúdo insuspeito da obra trepidante, soltou pequena gotícula psicopatológico afirmando que o jornalista não tem credibilidade, quando foi ela mesma quem premiou, dezenas de vezes o autor como talentoso e insuspeito. Aliás, a mídia-paranóica como não é criativa, está só tentando ressoar a frase de defesa de Fernando Henrique. Foi ele que, em sabatina no seu ninho paranóico, Folha de São Paulo, respondeu para a jornalista Mônica Bêrgamo, em tom ríspido essa acusação.

Portanto, a paranóica jamais daria cobertura jornalista que merece a obra do jornalista Amaury Ribeiro Junior, por ser um imensurável préstimo à construção da democracia que Fernando Henrique e ela, paranoicamente, conspira para destruir.

A paranóica, como paranóica, jamais divulgaria o signo que mostra que ela também encontra-se envolvida. Ninguém esquece o quanto ela privilegiou o governo Fernando Henrique.

DILMA DIZ NA 3ª COFERÊNCIA NACIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES QUE A SECRETARIA DE MULHERES SERÁ MANTIDA

Em discurso durante a abertura da 3ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres que está sendo realizada em Brasília, respondendo aos comentários maliciosos da imprensa acéfala que a Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) vai ser incorporada a outro ministério, a presidente Dilma Vana Roussef afirmou que ela será mantida. Com esta decisão a presidenta acalmou os ânimos dos presentes que espalharam faixas pedindo que ela mantivesse a Secretaria com status de ministério, e ameaça estava deixando-os ansiosos. Algumas faixas traziam dizeres como, “Dilma, não mistério. A SPM continua ministério”. Já outra dizia, “Igualdade sem orçamento, papo sem fundamento”.

“Muitas vezes, vocês vêem nos jornais que a SPM vai simplesmente fechar ou ser incorporada por outro ministério. Não há a menor veracidade nisso. Não são verdadeiras essas notícias.

Nós vamos avançar com essa secretaria que defende o direito da mulher que defende a igualdade de gênero. Essa secretaria é fundamental como é fundamental o movimento que cada uma de vocês fazem nos municípios e nas cidades de vocês”, considerou Dilma.

A conferência que tenciona ter como participação cerca de três mil pessoas está discutindo a ampliação dos números de creches para permitir maior participação das mulheres no mercado do trabalho, a desigualdade de renda entre os gêneros e a violência contra as mulheres.

Falando sobre a criação de creches, objetivo da presidenta de construir 6 mil até 2014, a ministra da SPM, Iriny Lopes, disse que é um equipamento público o que permite a entrada da mulher no mercado de trabalho.

“A creche é o principal equipamento público para o atendimento adequado das necessidades da mulher para entrar no mundo do trabalho”, disse a ministra.

ESSE LULA É SEMPRE SURPREENDENTE

E lá foi o Sapo Barbudo ao Hospital Sírio-Libanês fazer exames para mensura a dimensão do estado do tratamento que vem realizando para combater um câncer na laringe. Equipe médica preparada entra em ação, examina o companheiro, e lá estava o resultado: o tumor havia sido reduzido em 75% de seu tamanho com os tratamentos quimioterápicos. Os médicos gozaram de tanta emoção. Eles esperavam uma boa redução, mas nem tanto. Eles esqueceram que têm como paciente o batalhador incansável metalúrgico. O homem que enfrentou desafios e superou-os. O homem que conta com a força do povo brasileiro.

“A redução era esperada, mas não sabíamos qual seria dimensão. Foi uma dimensão extraordinária”, disse o médico Arthur Kutz.

“O presidente estava apreensivo, recebeu a notícia bem aliviado. O importante agora é que o tratamento atingiu todos os objetivos que poderíamos esperar, estamos muito satisfeitos”, afirmou, por sua vez, o medico Paulo Hoff.

Hoje, Lula, o surpreendente, vai ser submetido à terceira etapa da quimioterapia, e assim completa a série. Em razão do sucesso de seu tratamento ele não irá ser submetido à cirurgia. Em janeiro, o surpreendente, irá realizar sessões de radioterapia para completar o tratamento. E, de acordo com os médicos, o surpreendente, vai ter certeza de sua cura quando passarem cinco anos. Mas enquanto isso, ele poderá levar sua vida extremamente produtiva já a partir de março. Coisa de Lula.

Com essa os infelizes que desejam a dor do Sapo Barbudo, não contavam, como poderia dizer Chapolin Colorado. Sabe lá que é o homem que mudou a história do Brasil continuar vivão produzindo como manda a potência da Vida? É muita dor para a direita patogênica. 

DOSSIÊ DE MEGAEVENTOS E VIOLAÇÕES DE DIREITOS HUMANOS NO BRASIL DENUNCIA CASOS DE VIOLÊNCIAS DE REMOÇÃO FORÇADA

O dossiê Megaeventos de Violações de Direitos Humanos denunciou 21 casos de violência de remoção forçada em sete capitais. O dossiê que é divulgado pela Articulação Nacional de Comitês Populares da Copa que são formados por movimentos sociais, acadêmicos e organizações políticas para fiscalizar e denunciar abusos e ilegalidades relata desalojamentos irregulares em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre e Fortaleza. Para o relatório as famílias que estão sofrendo desocupação têm sido vítimas de arbitrariedades.

“São aplicadas estratégias de guerra e perseguição, como a marcação de casas a tinta, sem esclarecimentos, invasão de domicílios sem mandados judiciais, apropriação indevidas de bens móveis”, diz trecho do dossiê que afirma que 170 mil pessoas serão removidas para conceder espaços para empreendimentos de infraestrutura relacionadas a eventos esportivos.

Em São Paulo, mais de 4 mil famílias já foram removidas de suas casas para dar lugar a construção do Parque Linear Várzeas do Tietê que vai abrir uma avenida entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos e o futuro estádio do Corinthians, em Itaquera, na zona leste.

As mais de 4 mil famílias desalojadas não foram consultadas sobre a implantação do parque e não sabiam para onde iriam. Há ainda, segundo o relatório, a expectativa de 6 mil famílias deixarem o local.

Outra denúncia feita pelo comitê popular é sobre o uso excessivo de força pela parte da Polícia Militar e da Guarda Metropolitana para expulsarem os moradores da Chácara Três Meninas, localidade fronteiriça ao parque.

Para a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, a remoção de famílias provocada por obras de infraestrutura deve garantir a dignidade das comunidades afetadas.

“As remoções sempre são algo difícil para as comunidades. É preciso que cada cidade analise se essas remoções são feitas agregando dignidade à vida das pessoas ou não.

O que nós defendemos é que é possível ter grandes eventos e grandes obras agregando direitos sociais e humanos”, disse a ministra.

MINISTRA DIZ QUE DILMA ENTENDEU COMO POSITIVO O TRABALHO JUNTO AO CONGRESSO ESTE ANO

A presidenta Dilma Vana Rousseff , na reunião de coordenação política disse que ao longo do ano de 2011, os trabalhos de seu governo junto ao Congresso Nacional foi positivo. A afirmação foi feita pela ministra da Secretaria das Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

A ministra disse também que a presidenta acredita que ainda este ano o Congresso votará temas de interesse nacional como a proposta de emenda à Constituição (PEC) que prorroga a vigência da Desvinculação de Receitas da União (DRU). Também tratado na reunião a votação do Código Florestal, Ideli disse que o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT/SP), afirmou que a votação da matéria ainda poder ocorrer este ano.

“A presidenta está profundamente satisfeita com os trabalhos. É importante encerramos o ano com esta parceria tão positiva entre o governo e o Congresso Nacional. Outros governantes não têm tido dos seus parlamentos o apoio e a parceria que a presidenta Dilma tem tido.

Há um sentimento de ampla maioria de líderes da Câmara de que, dependendo das conversas também podemos encerrar também encerrar a votação do Código Florestal.

A possibilidade de votar o Código Florestal vai ser um encerramento com chave de ouro dos trabalhos do Legislativo”, disse a ministra.

Emediato: “Silêncio da mídia com o livro do Amaury será rompido em breve

Editor de A privataria tucana percebeu que tinha uma bomba nas mãos ao conhecer a documentação reunida pelo autor. Segundo ele, muita gente vai se decepcionar com José Serra. “Resta a ele vir a público dizer que não sabia de nada. Mas falar que não sabia das movimentações milionárias da filha é algo difícil de acreditar”, afirma Emediato.

Gilberto Maringoni

Luiz Fernando Emediato, 59, está exultante. A privataria tucana, de Amaury Ribeiro Jr., lançado há uma semana por sua Geração Editorial, esgotou a primeira tiragem de 15 mil exemplares em 48 horas. Uma nova fornada de 30 mil está a caminho. Saudado com um silêncio ensurdecedor pela grande mídia, a obra faz uma devassa nos porões da venda do patrimônio público durante os dois governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2003). E mostra, com farta documentação, as idas e vindas de comissões, favorecimentos e propinas que fizeram a fortuna de poucos felizardos que gravitavam em torno do PSDB.

Ao mesmo tempo, a obra não pode ser acusada de estar a serviço do PT. A agremiação de Lula sai chamuscada do livro em pelo menos dois episódios: o grande acordo que acabou com a CPI do Banestado, em 2003, e o comportamento de alguns dirigentes, durante a campanha presidencial de Dilma Rousseff, em 2010.

Emediato é um veterano da imprensa e um prolífico escritor. Criou o Caderno 2, no Estado de S. Paulo, em 1986, foi diretor executivo de jornalismo do SBT, entre 1988 e 1990 e tem vários volumes de contos publicados. Nesta entrevista, ele comenta a obra de Amaury e fala de bastidores de seu lançamento.

Carta Maior – Por que o senhor decidiu lançar “A privataria tucana”?

Emediato – Acompanho o Amaury há muito anos e sempre admirei sua coragem e seu trabalho. Sabia que ele preparava um livro sobre as privatizações, mas não tinha idéia do que era. Ouvi falar disso tantas vezes, que até parecia lenda urbana. No ano passado, aconteceu aquela história da campanha da Dilma, que a imprensa repercutiu muito. Diziam que o Amaury estava envolvido na produção de um suposto dossiê contra o candidato José Serra. Eu não acreditei, pois ele é um repórter policial, um repórter investigativo premiado e, acima de tudo, uma pessoa íntegra. No final da campanha, liguei a ele e quis saber se o livro de fato existia. Ele retrucou: “Não apenas existe, como está pronto”. Aí resolvemos editá-lo.

Carta Maior – O senhor imaginava esse sucesso todo?

Emediato – Quando eu preparava o material, me deparei com uma quantidade incrível de documentos e percebi que estava diante de uma bomba maior que supunha. Era um best-seller instantâneo! O problema é que as livrarias procuradas pouco antes do lançamento não acreditaram. Eu queria lançar 50 mil exemplares, mas os livreiros não botaram fé. Então tirei 15 mil, que se esgotaram em 48 horas! Até sexta-feira, mais 30 mil chegam às lojas. Acho que é um livro para mais de 200 mil exemplares. Depois das acusações e calúnias contra ele, o Amaury está lavando a alma…

Carta Maior – Quais foram os mais vendidos de sua editora até agora?

Emediato – Pela ordem, foram Honoráveis bandidos, do Palmério Dória, sobre o clã Sarney, que vendeu 120 mil, Memória das trevas, de João Carlos Teixeira Gomes, contando a vida de Antonio Carlos Magalhães, com 70 mil, e Operação Araguaia, de Taís Morais e Eumano Silva, sobre a guerrilha, com 60 mil. É importante frisar que o livro do Palmério vendeu isso tudo em um ano. É um fenômeno. Mas acho que Privataria vai ultrapassar esse número.

Carta Maior – A grande mídia até agora silenciou sobre o lançamento. Por que?

Emediato – Acho que esse silêncio será rompido em breve. As redes sociais, os blogues e portais independentes deram ampla divulgação ao livro. Não se trata de um dossiê, mas de jornalismo investigativo sério. Tenho amigos do PSDB, que são amigos de José Serra. Devem estar decepcionados. Paciência. Quando foram revelados os crimes de Stalin, também houve muita decepção. É uma verdade incômoda, que enche de nódoa um político sério e um economista competente, como o Serra. Mas esta é uma situação constrangedora. Na verdade, ele não tem um envolvimento direto com os crimes, pois se trata disso, de crimes! É sempre a filha, o genro, um assessor, ou um companheiro de partido… Resta a ele vir a público dizer que não sabia de nada. Mas falar que não sabia das movimentações milionárias da filha é algo difícil de acreditar…

Carta Maior – O PT também sai chamuscado no livro…

Emediato – Não vejo ninguém do PT fugindo do livro. O que há é uma conspiração de um grupo dentro da disputa interna de poder. Isso está na parte “PT contra PT”, porque o autor foi alvo de uma denúncia sórdida de que estaria produzindo dossiês de campanha. Ele agora está se defendendo. E esperou a campanha terminar para contar essa história.

Carta Maior – Jornalismo vende bem?

Emediato – Eu trabalhei na grande imprensa até 1990 e tenho grande orgulho de ter publicado este livro. Amaury fez o que os jornais e revistas deveriam fazer: jornalismo investigativo. Isso é muito diferente de um repórter receber um dossiê na redação de um grupo que quer destruir outro, seja grupo político ou econômico. Isso não é jornalismo! São as máfias instrumentalizando a imprensa. O livro é investigação e apuração. Ele pode ter falhas. Aliás, quem descobrir algum equívoco ou erro nele, peço que entre em contato conosco, para que possamos corrigir em futuras edições.

*Blog: Carta Maior


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.141 hits

Páginas

Arquivos