Arquivo para 14 de junho de 2012

NA ABERTURA DA RIO+20 DILMA PEDIU COMPROMISSO DE TODOS OS PAÍSES QUANTO O DESENVOLVIMENTO SUTENTÁVEL

Discursando na abertura do Pavilhão do Brasil na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, a presidenta Dilma Vana Rousseff pediu à todos os países do mundo o compromisso com o desenvolvimento sustentável. Seu pedido visou principalmente os países que enfrentam a crise econômica.

“Não consideramos que o respeito ao meio ambiente só se dá em fase de expansão do ciclo econômico. Pelo contrário, um posicionamento pró-crescimento, de preservar e conservar, é intrínseco à concepção de desenvolvimento, sobretudo diante das crises.

O ambiente não é um adereço, faz parte da visão de incluir e crescer porque em todas elas nós queremos que esteja incluído o sentido de preservar e conservar.

Consideramos que a sustentabilidade é um dos eixos centrais de nossa convicção de desenvolvimento”, discursou Dilma.

O Pavilhão Brasil que a presidenta abriu tem como sua configuração 4 mil metros quadrados construídos com contêineres reaproveitáveis abrigando uma exposição multimídia sobre programas e projetos dos ministérios e órgãos governamentais. No local também serão realizados debates e palestras. Quatro áreas de exposição de programas de inovação, tecnologia sustentável e inclusão social, como o programa Minha Casa, Minha Vida, Água Doce e Cultivando Água Boa e produtos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), circundam o pavilhão. Mas não só Brasil quem arquitetou seus pavilhão, outros países também. Onde cada país mostra suas políticas concernentes ao meio ambiente e seus projetos.

Informação passada pelo negociador-chefe do Brasil na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, o embaixador Luiz Figueiredo Machado, dão conta de que pode ser criado um fundo de US$ 30 bilhões durante a conferência pelos países do G77+China, inclusive o Brasil, para financiar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento. Segundo o embaixador, a proposta foi apresentada com o objetivo de facilitar a implementação do documento final da Rio+20.

“O grupo G77+China tem a ideia da criação de um fundo para o desenvolvimento sustentável, de US$ 30 bilhões. Essa é uma proposta que conta com o respaldo do grupo e faz parte da negociação que está sendo conduzida”, disse o embaixador.

Todos os posicionamentos apresentados, e que vão ser apresentados, na Rio+20, tem como meta  a preservação ambiental associada à qualidade de vida. Para isso os participantes estão comprometidos com programas como economia verde, sustentabilidade, erradicação da pobreza, transferência de renda, redução da mortalidade infantil, combate a aids e a malária, melhora da saúde das grávidas, entre outros pontos. Todas essas preocupações estarão incluídas no documento final da Rio+20, como metas para as próximas duas décadas, e que serão adotadas pelos países participantes.  

AGNELO DO PT, GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, DEPÕE NA CPMI, SE DEFENDE, FAZ MARKETING DE SEU GOVERNO E LIBERA SEUS SIGILOS

O governador do Distrito Federal (DF) Agnelo Queiroz, do Partido dos Trabalhadores, compareceu a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito e desempenhou o papel que lhe cabia como testemunha. Negou as acusações que os parlamentares da chamada oposição lhe insinuaram, disse que jamais falou com o mafioso Carlos Augusto Ramos, vulgo Carlinhos Cachoeira, preso no dia 29 de fevereiro junto com seu bando pela Polícia Federal por força das operações Vegas e Monte Carlo, defendeu seu secretário, e aproveitou, como fez o governador de Goiás, Marconi Perillo, para fazer marketing de seu governo.

Agnelo Queiroz, que segundo seus pares tem menos evidências nas tramas de Carlinhos Cachoeira que o governador de Goiás, Marconi Perillo, que chegou a se encontrar com o mafioso e vender sua cassa ao mesmo, só foi tautológico em seu depoimento por força das repetidas perguntas feitas pelos parlamentares da alcunhada oposição, que pretendiam obrigá-lo a afirmar que tinha aproximação com o contraventor e a empresa Delta. O cerne de toda a mumunha no Brasil Centro Oeste de Goiás e DF – não só no Brasil Central, também no Amazonas -. Cada pergunta repetida era mais uma resposta repetida.

Mas Agnelo foi mais inteligente e menos temeroso que o governador de Goiás. Logo no começo de seu depoimento ele fez uma declaração que surpreendeu a chamada oposição. Declarou que colocava à disposição da CPMI seus sigilos telefônico, bancário e fiscal. Tema que causou revolta nos repetitivos oposicionistas no depoimento de Perillo, quando o relator Odair Cunha (PT/MG), insinuou que ele poderia dispor seus sigilos. Mas, para mostrar que também não tinha nada à temer, o governador, pela parte da tarde, mandou uma mensagem para seus pares afirmando que também colocava seus sigilos à disposição da CPMI. Ficou em 1 a 1, o placar dos sigilos, mas com um ponto a mais para Agnelo que foi o primeiro a se comprometer. Perillo foi mera consequência, segundo os pares de Agnelo.

Como sempre apresentado lucidez e claro compromisso com a democracia, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL/AP) fez sua interferência parabenizando o gesto do governador, sua performance no momento, mas não deixou barato. Queria saber qual a forma de operação financeira Agnelo havia feito no momento da compra de sua casa no valor de R 400 mil. Compra de casa transformado em menina dos olhos da inerte oposição usado por todos os que interrogaram o governador distrital. Mesmo percebendo a enorme diferença de preço entre a casa de Agnelo e a de Perillo. A casa vendida por Perillo ao mafioso custou R$ 1.400 milhão. No quesito parabéns, o senador Rodrigues, seguiu a mesma observação feita por seu camarada de partido, deputado Chico Alencar, que reconheceu a boa performance do governador, mas não deixando de chamar a atenção para o fato de que os dois governadores tentaram se escusar de algumas evidências em suas relações escusas.

No mais, foi um depoimento em que Agnelo deve ter ganho bons pontos com seus eleitores, assim como Perillo, e também com seus companheiros do PT, inclusive os que são seus desafetos.

Hoje, dia 14, a comissão analise os dois pedidos de quebra de sigilos dos governadores, o que para alguns senadores tem pouca importância para CPMI.

Enquanto isso, a Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) inquéritos envolvendo os dois governadores. Os inquéritos são sobre o suposto envolvimento dos dois governadores com o mafioso Carlinhos Cachoeira 

GOVERNO FEDERAL SE COMPROMETE A APRESENTAR NOVO PLANO DE CARREIRA AOS PROFESSORES EM GREVE

Diante do impasse criado entre o governo federal e os professores das universidades federais, em greve desde o dia 17 de maio, em não encontrar uma saída para a paralisação, o Ministério do Planejamento se comprometeu apresentar até a próxima terça-feira, dia 19, uma nova proposta sobre o plano de carreira dos docentes. A proposta pode ter como referência a estrutura de carreira dos servidores do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que do ponto de vista da progressão é mais vantajoso. Por isso, o comando de greve já discute a possibilidade de migração de docentes para o MCTI.

Embora a proposta já esteja sendo discutida pelo comando de greve com o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, todavia a Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes), considerou que a proposta foi apresentada de forma muito superficial.

O Ministério da Educação (MEC) tomou como base para criar o novo plano de carreira os critérios “de mérito acadêmico e valorização da dedicação ao ensino, à pesquisa e à extensão”.O governo chegou a pedir uma trégua na greve pelos professores para tentar salvar o semestre letivo, mas foi negado pelo comando. O movimento afirmou que vai esperar a próxima reunião para conhecer a proposta concreta do governo.

Por sua vez, em nota, o governo afirmou que esperar contar com a compreensão dos docentes sobre a no proposta.

“O governo federal espera contar com o compromisso e a compreensão dos docentes em greve e assegura que dará continuidade ao processo de modernização e expansão das universidades e dos institutos federais, contribuindo, dessa forma, para o desenvolvimento social e para inclusão de mais brasileiros no ensino superior”, diz trecho da nota. 

Cúpula dos Povos: plenária pela liberdade de expressão e marco regulatório

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação e as entidades promotoras da campanha pelo direito à comunicação e à liberdade de expressão para todos/as, em defesa de um novo marco regulatório para as comunicações, vão realizar uma plenária no dia 15, à tarde, como parte da programação da Cúpula dos Povos. As entidades que promovem a campanha também participarão do II Fórum Mundial de Mídia Livre.

Redação

Rio de Janeiro – O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) e as entidades promotoras da campanha pelo direito à comunicação e à liberdade de expressão para todos/as, em defesa de um novo marco regulatório para as comunicações, vão realizar uma plenária no dia 15, à tarde, como parte da programação da Cúpula dos Povos.

A plenária tem o objetivo de discutir as estratégias e o calendário de implementação da campanha, e de apresentar a campanha para as organizações ainda não envolvidas. A atividade também terá a participação do sanfoneiro José Sergival, que vai declamar o cordel “A peleja comunicacional de Marco regulatório e Conceição Pública na terra sem lei dos coronéis eletrônicos”.

A campanha está sendo estruturada por um conjunto de organizações preocupadas com o atual cenário de limites ao direito à comunicação e à liberdade de expressão, e que defendem a necessidade de um novo marco regulatório para o setor. A ausência de diversidade e pluralismo nos meios de comunicação é reflexo de um sistema concentrado, sem mecanismos de regulação democrática e sem instrumentos de participação social. A principal lei que organiza o setor de comunicação é de 1962, e está completamente defasada. É sobre esse cenário que a campanha pretende incidir.

A campanha ainda está sendo gestada, mas já fazem parte de sua coordenação as entidades que compõem a Coordenação Executiva do FNDC (CUT, Conselho Federal de Psicologia, Abraço, Fitert, Barão de Itararé, Arpub, Aneate, Intervozes e Fittel), ABTU, Ulepicc, Ciranda, CCLF, Congresso Brasileiro de Cinema, Conselho Nacional de Cineclubes, Idec, UGT, UNE, Ubes, UJS, Ciranda. Além destas entidades, há outras que ainda ficaram de confirmar participação na coordenação.
A atividade está programada para o dia 15/6, às 14h, na tenda 28 – Patrick Lumumba. Acompanhem a programação oficial para ter as informações atualizadas. As entidades que promovem a campanha também participarão do II Fórum Mundial de Mídia Livre, nos dias 16 e 17, na Escola de Comunicação da UFRJ.

Realização – A coordenação da campanha é formada por: Coordenação Executiva do FNDC (CUT, Conselho Federal de Psicologia, Abraço, Fitert, Barão de Itararé, Arpub, Aneate, Intervozes e Fittel), ABTU, Ulepicc, Ciranda, CCLF, Congresso Brasileiro de Cinema, Conselho Nacional de Cineclubes, Idec, UGT, UNE, UBES e UJS.
Data – 15 de junho de 2012 Horário – 14h às 16h Local – Tenda 28 – Patrick Lumumba.Território da Cúpula dos Povos, Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro

Carta Maior

O povo da queixada, no coração da Amazônia

A Rio+20 também será a sede da Cúpula dos Povos Indígenas, concentrados a 5 km do Riocentro, onde as delegações de quase 200 países tentaram dar uma cara nova para a tal sustentabilidade do planeta. São esperados 600 representantes, incluindo canadenses e os representantes da cordilheira dos Andes, do Equador à Argentina. Na abertura da Rio+20, uma mostra de fotografia conta a história do povo Yawanawa, do Acre.

Najar Tubino

Rio de Janeiro – Na abertura da Rio+20, uma mostra de fotografia, de Marcos Lopes, conta a história do povo Yawanawa, do Acre, vivem numa reserva cortada pelo rio Gregório, quase na fronteira com o Peru. Ao lado de outro povo indígena, Hyuniki, ambos lutando para conservar a sua identidade cultural, seus costumes, sua espiritualidade, e a floresta que os mantém vivos e lúcidos há séculos. A Rio+20 também será a sede da Cúpula dos Povos Indígenas, concentrados a 5 km do Riocentro, onde as delegações de quase 200 países tentaram dar uma cara nova para a tal sustentabilidade do planeta. São esperados 600 representantes, incluindo canadenses e os representantes da cordilheira dos Andes, do Equador à Argentina.

A Conferência é um retrato do mundo atual, com suas tecnologias e interesses, suas políticas e seus mais de mil eventos. Nesse contexto que encontramos personagens reais, com suas histórias, como a Page Putãnny, Yawanawa, mulher do cacique Biraci, um líder que reconstruiu a vida de seu povo nos últimos vinte anos, convivendo desde muito cedo com Chico Mendes, Marina Silva e outros personagens da política ambiental e da luta pala preservação da floresta e seus habitantes seculares.

Antes da Eco 92, Biraci travou uma guerra sem medir conseqüências, expulsando uma missão americana da aldeia, norte-americanos travestidos numa entidade evangélica chamada Novas Tribos do Brasil, muito interessado em levantar os recursos minerais e florestais dos povos indígenas em suas reservas. Quase foi preso pela Polícia Federal, na época. Conseguiu com o tempo comprovar que estava certo. Os yawanawa deixaram de ser escravos modernos dos seringalistas, que mantinham a exploração da borracha nos limites da reserva, do outro lado do rio Gregório. Na verdade, a reserva não estava demarcada.

Vinte anos depois eles conseguiram demarcar, na primeira etapa 93 mil hectares, e logo em seguida, chegaram a 213 mil hectares, uma titulação só reconhecida pelo governo estadual. E aqui entra um outro personagem: Biraci Brasil Jr Isso kA, filho do cacique e que tinha um ano na Eco 92. Agora aos 21, está na Rio+20. Se prepara para assumir a posição de Page, junto com outros quatro jovens da mesma idade. A preparação dura um ano. E assumir esta condição não é apenas cumprir com desígnios espirituais. É muito mais que isso.

– “Decidimos desde o início que tínhamos que mostrar que precisávamos encarar a realidade, manter a história dos antepassados, os conhecimentos da floresta, das plantas medicinais, do nosso rapé, feito com a caca da Tsunin junto com tabaco, um costume tradicional”, diz Biraci Brasil.

Muito mais expressiva será a sua participação, junto com o pai, na cúpula dos povos indígenas, porque, continua ele analisando, precisamos saber se 20 anos depois não teríamos que estar mais unidos para lutar pela posse da terra e enfrentar tantos problemas conhecidos da realidade amazônica.

– “O momento é de abrir a boca. Nós continuamos enfrentado as tentativas de invasão contra nossa reserva, como agora, que parece que descobriram gás na região e as petrolíferas estão interessadas, inclusive a Petrobras.  Desde que aconteceu esse fato não conseguimos avançar mais na homologação da nossa reserva. Está trancada em Brasília. Não queremos saber de exploração de petróleo na nossa terra, mesmo que ofereçam compensações”.

A vida do indiozinho Yawanawa, que recém dava os primeiros passos pelas matas e águas do rio Gregório, há mais ou menos 5 horas de barco, na época das cheias, depois de andar outras três horas de carro pela BR-364, quase na fronteira com o Peru, comprova a possibilidade de transformação. Não é somente a luta pela preservação da floresta, é pela identidade de um povo muito antigo, o povo da queixada. A queixada, explica a pagé  Putãnny, é um animal que não abandona ninguém, andam sempre em grupo, tem um líder, são fortes e nós observamos cada passo que eles dão na mata.

Mas não pensem que os Yawanawa estão apenas desfilando seus cocares, e suas pinturas de urucum, o vermelho mais tradicional do Brasil. Eles avançaram. Fizeram intercâmbio com seus vizinhos, por intermédio do Festiva Yawa, onde todos dançam, cantam e refazem as trilhas dos antepassados, seguem seus rastros pela floresta. Este ano, inauguraram uma escola de ensino médio dentro da aldeia. Quatro deles já completaram cursos na universidade de Rio Branco ee em Cruzeiro do Sul- formados em matemática, biologia e história, além de duas índias que estão há quatro anos em Cuba, estudando Medicina. O projeto é manter um posto de saúde na reserva.

Outros quatro Yawanawa visitarão o povo Maputi, no Chile. Faz parte do intercâmbio. Vários povos já participaram do festival cultural – está na 11ª edição, ocorre em outubro de 25 a 30.
Inclusive os Dakotas dos Estados Unidos. Fortalecer os povos, abrir a boca, esta a mensagem do Yawanawa. O resto é conferir na exposição do Galpão da Cidadania, um prédio muito bem recuperado, perto do porto carioca. Aliás, Kari-oca, quer dizer casa dos brancos em tupi guarani. 

Fotos: Biraci Júnior Yawanawa (Foto de Marcos Lopes/Divulgação)

Carta Maior 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.602 hits

Páginas

Arquivos