Arquivo para 12 de julho de 2012

O CANDIDATO QUE SAIU DO POVO EM MAIS UMA APRESENTAÇÃO NA ESCOLA E. ARTHUR SOARES AMORIM

O Teatro Maquínico da Afin é um vetor que carrega um tema a ser discutido com a encenação de uma peça e que após esta encenação abre espaço para uma conversa para que através inteligência coletiva haja a construção de novos saberes coletivos. A cada dois anos, no ano da eleição, a Afin produz seu vetor teatral e apresenta onde for convidado, animando as discussões democráticas por onde passa. Assim como todas outras atividades da Associação, as apresentações são gratuitas e são levadas aonde houver público interessado nas discussões seja em escolas, centros comunitários, igrejas, centros espíritas, associações, sindicatos, entre outros.

Este ano o Teatro Maquínico traz o vetor teatral “O candidato que saiu do povo” que desde junho vem produzindo em vários espaços racionais de discussão sobre as eleições e mais especificamente sobre a Lei do Ficha Limpa. Esta lei é um dos maiores avanços da nossa democracia, já que nasceu da vontade popular em impedir que a corrupção e impunidade continuem existindo em nosso país. O avanço ético produzido a partir da população irá produzir cada vez mais eleições voltadas para o bem comum e impedir que a subjetividade maculada que envolve Demóstenes Torres, José Dirceu, José Serra, Bolsonaro,e tantos outros continue se propagando.

APRESENTAÇÃO DO VETOR TEATRAL NA ESCOLA ESTADUAL ENG. ARTHUR SOARES AMORIM

Na última semana o vetor “O candidato que saiu do povo” esteve presente com mais uma apresentação no bairro da Cidade Nova 3, Núcleo 16 na Escola Arthur Soares Amorim onde os estudantes, professores e membros da comunidade puderam se envolver com o tema do ficha limpa e debater sua implicação sociopolítica nas eleições deste ano.

A produção afinada “O candidato que saiu do povo”possui três quadros. O primeiro quadro “Na Praça” um diálogo entre vários personagens de uma praça por causa de uma manchete de jornal. Assim discute entre outras coisas a mídia e participação popular.

O segundo quadro “Sem terra o homem não fica em pé” expõe a desigualdade social a partirda questão da terra onde ajustiça e os políticos partidarios sempre buscam se aproveitar da situação contra a produção democrática que representa o povo.

O último quadro da peça expõe a realidade dos candidatos ficha suja que foram impedidos de se eleger devido a sua condição anti-democrática. Neste quadro há diversos casos em que coencidem com a realidade como os apresentadores de programas exploradores da miséria humana, radialistas, pastores, entre outros, em que o uso eleitoral de suas funções os envolvem com a corrupção.

A peça apresenta ainda uma ampliação na lei do ficha limpa, onde além dos candidatos, os partidos que tiver em seu quadro qualquer pessoa condenada e envolvida em corrupção fica impossibilidado de lançar qualquer candidatura. Após a apresentação do tema do ficha limpa o público protagonizou a discussão a cerca do tema.

Desta forma esta lei que nasceu da vontade popular, através do vetor teatral “O candidato que saiu do povo” constroi sua práxis além de um documento legal impresso, pois envolve a população nas discussões e faz que ela crie em si a potência da mudança e da limpeza dos cargos públicos através de seu voto na eleição.

Hoje logo mais às 19 horas na Escola Municipal Dom Jackson Damasceno localizada no Valparaíso (próximo a 4a etapa do Jorge Teixeira) haverá mais uma apresentação maquínica do “O Candidato que saiu do povo”.

DEMÓSTENES CITA VAGABUNDA, CRISTO, BARRABÁS, PILATOS, IVAN LINS, E MAIS OUTROS, MAS É CASSADO

Em um placar de basquete, 56 contra 19, e 5 abstenções, o senador Demóstenes Sem Partido Torres, acusado de quebra de decoro parlamentar, por usar seu mandato para beneficiar seu amigo contraventor, foi cassado perdendo o seu mandato de senador, para voltar, se puder, no ano de 2027. Um exílio senatorial longo para meditar sobre suas “boas” companhias. Principalmente, sua companhia com o fator de sua cassação, Carlos Augusto Ramos, vulgo Carlinhos Cachoeira, preso no dia 29 de fevereiro com seu bando pela Polícia Federal por força das operações Vegas e Monte Carlo.

A cassação de Demóstenes, hoje literalmente sem partido, para muitos de seus ex-pares, já eram favas contadas. Pelo placar de basquete, não havia qualquer chance para o ex-campeão simulador da moral parlamentar. O ex-senador mostrou durante a semana passada e até o dia de ontem, que é um ardoroso masoquista. Durante a semana passada, e até ontem, ele se dirigiu à tribuna do Senado para desfilar uma litania de auto-sofrimento como recurso de angariar a compaixão de a clemência de seus ex-pares, que como ficou provado pelo placar de basquete, não viria.

Em seu discurso do desespero, último como senador, ele citou vagabunda, Cristo, Barrabás, Pilatos, Ivan Lins, entre outros. Todos os personagens usados como ilustração para seu caso. Cristo entrou na história, porque, segundo Demóstenes, o povo inflamado emocionalmente, queria sua condenação. Pilatos, que sabia que Cristo era inocente, segundo Demóstenes, ofereceu Barrabás, mas a turbamulta queria era o inocente Filho de Deus. E Deus no que deu: Pilatos lavou às mãos. O que ele não queria que o senadores fizessem com ele, por ser inocente, assim como Cristo. O compositor e cantor Ivan Lins entrou na história, quando Demóstenes se referiu ao perigo que o Senado corria se lhe tirassem o mandato, porque abriria um precedente. Hoje, era ele, amanhã, outro senador, depois, outro, e depois outro. “Cai o rei de ouro, cai o rei de espada, cai de paus…”, como diz Ivan Lins, segundo ele.

O certo é, que o ex-senador tentou de tudo em seu triste discurso de condenação. Tentou até se exemplificar através do relator do processo no Conselho de Ética, Humberto Costa (PT/PE), comparando seu caso quando foi acusado de corrupção pela Operação Vampiro, quando ocupava a pasta da Saúde. O que  Humberto Costa, depois, desconsiderou. Terminou seu discurso afetado por uma profunda tristeza, mas que deixava transparecer uma nesga de arrogância promovida pela impotência que a situação lhe impunha. Voltou a bradar que era inocente, e pediu quase gritando que os seus ex-pares não lhe tirassem da vida pública. Mas, conforme mostrou o placar de basquete, não foi atendido. Para o bem da democracia.

Agora, será substituído por seu primeiro suplente, Wilder Pedro de Moraes, ex-marido da atual companheira de Carlinhos Cachoeira, Andressa. Wilder é acusado de negar informação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por esse ato, poderá ter uma representação no Conselho de Ética por falta de decoro parlamentar. Segundo o íntegro senador do PSOL, Randolfe Rodrigues. Aliás, foi o PSOL o verdadeiro responsável pelo processo de cassação de Demóstenes, porque foi ele quem entrou com uma representação no Conselho de Ética para investigar a possível – que se tornou real – quebra de decoro do ex-senador por seu envolvimento com o mafioso Carlinhos Cachoeira.

Por sua relação com  Cachoeira, o suplente de Demóstenes confirma que tudo estar em família. É bem provável que seja mais um para outra cassação. As investigações demonstrarão se sim ou não.

Mas Demóstenes, não se deu por vencido. Afirmou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para recuperar seu mandato. Um direito que lhe assiste. Ainda mais quando se sabe que ele tem dinheiro suficiente para pagar seu advogado Kakai, que durante a votação no Conselho de Ética, arrogantemente disse que iria ganhar no plenário. E ganhou mesmo. Só que mais uma derrota em sua carreira de advogado. 

VERDÃO É CAMPEÃO DA COPA BRASIL MESMO COM UM TIME MEDÍOCRE

Especial Por Fora De Futebol

O torcedor do Coxa, mais conhecido como Coritiba Futebol Clube, mais uma vez saiu frustrado de sua expectativa. Se na primeira pelada entre o Periquito e o Coxa, quando o porco ganhou de 2 a 0, viu seu time perder vários gols, ontem viu seu time em campo com um futebol voltado exclusivamente para os cupins.

A torcida durante todos os dias que separaram a segunda pugna entre os dois times perneiros, esbanjou optimismo – com “p” é mais do que otimismo – bradando que a coisa ia ser diferente. Seu Coxa iria para frente acossar o Periquito no visgo. Chegou até a afirmar que já era campeã. Mas o que se viu em campo foi uns pernas sem ânimo, formando um grupo que não acertava qualquer jogada que pudesse tentar reverter os 2 a 0.

É certo que o Coxa foi para cima do outro perna, mas um “para cima” sem toque sensível para criar a jogada racional: o gol. O tempo foi rolando, e o Periquito foi gostando da pelada, esperando acabar os 45 minutos do primeiro time. Um chutão lá, outro chutão pra cá, assim o tempo e dendeca iam sendo torturados. Até que passou o temo que foi dado a pernar, como diria o teatrólogo alemão, Brecht, se fosse comentarista de pelada.

Choveu muito antes da pelada e quem nunca assistiu uma partida dos dois pernas-de-pau, talvez tenha culpado a chuva, e o estado escorregadio do campo. Mas que nada, os dois pernas são pernas em tapete e campo limpinho. O Periquito tem em seu time perna que ninguém sabe nem como chegou a entrar no rol dos pernas nacionais. O Coxa, idem. Muitos debaixo do capim.

Veio o segundo time e a pelada continuou. Foi então que depois de muito tentar inutilmente, aos 16 minutos, uma falta em favor do Coxa. Ayrton cobrou, e mandou no ângulo direito do goleiro periquiteiro. Quando a torcida do Coxa acreditava que seu time ia para cima, para fazer o gol do desconto, logo em seguida, lá fez uma falta no vértice direito da grande área. E lá vai Marco Assunção no alto dos seus 36 anos, o único jogador em campo, cobrar. Cobrou, e colocou na cabeça de Betinho, que cabeceou para trás, marcando o tento periquitano. Tudo igual. Tudo igual na noite do dia 11 de julho, porque na noite da quinta-feira passada, tudo continuava 2 a 0, escore que daria o título aos periquiteiros.

Não deu outra. O Coxa começou a se arrastar em campo, e o Porco fez sua parte, também se arrastou em campo, esperando o trilar final do apito. A torcida do Coxa começou a ir embora, e o juiz soprou o apito pela última vez na partida, colocando as asas do Periquito sobre a taça da Pelada Brasil.

Com a conquista da Taça Pelada Brasil, o Verdão, passou a ser o time do Brasil com mais títulos nacionais. Com dez títulos, seguido do Peixe com nove. Uma conquista fantasiosa que nem por isso baixou o preço do peixe.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.452 hits

Páginas

Arquivos