Arquivo para 27 de agosto de 2012

SEGUNDA-FEIRA DOMINICAL

Dia das boas almas

# O governo federal reuniu-se ontem, dia 26, com os representantes dos servidores públicos em greve para finalizar o texto para estabelecer o acordo entre a categoria. Foram mais de 200 reuniões desde o dia do início da greve que contou com mais de 31 entidades sindicais, e de acordo com os sindicatos mobilizou 350 mil funcionário, embora o governo afirme que só foram 80 mil. Mesmo que o governo esteja certo numericamente, já é um expressivo contingente de grevistas.

Embora os representantes dos servidores tenham deixado a reunião contrariados com a proposta do governo o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, afirmou está confiante de que a maioria da categoria vai assinar o acordo.

O governo ofereceu um reajuste de 15,8% para ser dividido em três anos, ou seja, até o ano de 2015, o que causou uma grande decepção aos servidores públicos. A preocupação do governo para fim às greves é até o dia 31 deverá enviar  o Orçamento ao Congresso Nacional, com a previsão de gastos com a folha de pagamento dos servidores para 2013.

“Encerramos esse longo processo de negociação. Amanhã e terça-feira vamos aguardar os retornos e estamos estruturando os projetos de lei daquelas categorias que estão aceitando fazer o acordo com o governo. Tivemos a sinalização de diversas categorias que vão topar”, afirmou Mendonça.

Segundo a decisão do governo, as categorias que não assinarem o acordo não terão aumento. Quanto aos pontos cortados dos servidores em greve, o governo sinalizou com a possibilidade de rever sua posição. Mas é preciso que haja um acordo para que os servidores reponham os dias parados – o que é impossível, como se vai repor o que passou? – e poderá haver devolução do salário cortado. É a lógica do “se ficar o bicho pega se correr o bicho come”.

# O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a ser manchete internacional para conturbar mais ainda a consciência invejosa e ressentida da ultradireita nas pessoas dos partidos reacionários e mídia acéfala. O ex-metalúrgico-presidente foi entrevista pelo jornal norte-americano The New York Times que antes da matéria fez uma breve biografia do operário que junto com intelectuais, artistas, sindicatos, sociedade civil criou o primeiro partido político organizado fora dos moldes históricos dos partidos tradicionais. Um partido que saiu dos encadeamentos de devires da potência coletiva.

Durante a entrevista, Lula, voltou a afirmar que não existiu o mensalão para compra votos de parlamentares, visto que o governo com alianças tinha o número suficiente de parlamentares para aprovar os projetos do governo. Lula também negou que tencione se candidatar à Presidência da República em 2014, porque a presidenta Dilma Vana Rousseff é sua candidata. E de quebra ainda deu opinião sobre a crise europeia.

“Não acredito que tenha ocorrido o mensalão. O Partido dos Trabalhadores não tinha necessidade de comprar votos, pois já havia assegurado a maioria no Congresso com alianças políticas.

Se alguém é culpado, deve ser punido, se for inocente deve ser absolvido.

Dilma é minha candidata, e se Deus quiser vai ser reeleita.

Eu sei que a Europa não gosta que nos intrometamos em seus problemas, mas quando a crise foi no Brasil, todos tinham algo a dizer. Vamos ser francos: se a Alemanha tivesse resolvido o problema da Grécia anos atrás, não teria piorado dessa forma”, analisou Lula.

# Lésbicas fazem manifestações de conscientização sobre a Lei Maria da Penha. As organizações sociais que produziram a manifestação usaram como lema a enunciação “Lesbofobia é Violência contra as Mulheres”. Foi à sétima manifestação do movimento que começou no ano de 2005. Os organizadores da manifestação disseram que o evento visa conscientizar a população para desconhecido de muitos de que a violência contra lésbicas também pode ser alcançada pela Lei Maria da Penha.

Cartilhas informativas da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e do Ministério Público (MP) foram distribuídas durante as manifestações contendo orientações contra e violência e sobre os direitos das mulheres. Para a lésbica autônoma, uma das organizadoras do evento, Guaia Monteiro é preciso é preciso questionar o escopo e a aplicação da Lei Maria da Penha para casos de violências entre mulheres lésbicas. Para ela a violência existe, mas não é registrada.

De acordo com a ONG Coturno de Vênus – Associação Lésbica Feminista de Brasília, em uma pesquisa constatou que, no Distrito Federal, 59% das mais das 2 mil pessoas entrevistadas afirmaram não saber que a Lei Maria da Penha pode ser aplicada em casos de violência entre as mulheres.

“Acontece a mesma coisa que acontecia antes dessa lei, quando havia violência doméstica quando entre cassais heterossexuais. Deve-se haver uma forma de registrar esse tipo de violência, de adequar o tratamento dado pela Justiça e de alertar para o fato de que as lésbicas também têm o direito de ser atendidas segundo essa lei”, afirmou a coordenadora. 

Essa é uma manifestação que coloca para a sociedade a necessidade de tratar de um tema que implica todos: a violência contra si mesmo. Uma enquanto humano, e outra contra alguém do mesmo gênero. A segunda é uma imitação de um método de opressão muito produzido e desenvolvido pelo homem patriarcal-burguês-cristão que é usada por algumas mulheres.  

# E o Peladão Brasileiro chegou ao fim de sua primeira etapa. Quer dizer: é apenas uma divisão inócua, visto que tudo continuará igual. O segundo turno promete ser o replay do primeiro. Todo imobilizado nas miragens das pernadas que ocorreram nas partidas já embaladas no museu dos pernas-de-pau.

Mas para vender um ânimo de que o segundo turno é importante, alguns regressivos intelectivos da crônica futebolística exibem o acesso à Libertadores como o grande trunfo de alguns times empernados. Mostram o Galo, o Fluzão, o Grêmio, o Inter, como possíveis certos libertadores. Colocam também na dança dos pernas-de-pau o Vascão, o Peixe, o São Paulo.

E por falar em perna-de-pau, o objeto de desejo das formigas, o Vascão pegou outro couro. Dessa vez do Fluzão. Nada mais que natural. Poderia ser o contrário, que seria o mesmo. O Periquito levou depenada do Peixe, com gols do mascarado Neymar. Que horrível! No clássico da dor, o Mengão empatou com o Fogão. Quer dizer: os dois empataram. Panorama da imobilidade dos pernas que antecipa o fim da fantasiosa pelada brasileira.

Noam Chomsky: “Querem vencer Assange pelo cansaço”

Noam Chomsky: “Querem vencer Assange pelo cansaço”

Nesta entrevista ao site equatoriano GkillCity, o linguista e filósofo norte-americano defende que Assange não teria hipóteses de ter um julgamento justo nos Estados Unidos. Chomsky acrescenta que do ponto de vista de quem ama a democracia, o fundador do Wikileaks merecia “uma medalha de honra” em vez de um julgamento. “A sombra que paira sobre todo este assunto é a expectativa de que a Suécia envie rapidamente Assange para os EUA, onde as hipóteses de ele receber um julgamento justo são virtualmente zero”.

José Maria León – Gkillcity

O governo norte-americano emitiu uma nota em que declara que este assunto Julian Assange é um problema de britânicos, equatorianos e suecos. Você acha esse argumento honesto? Os EUA estão interessados no destino do criador do Wikileaks?

A declaração não pode ser levada a sério. A sombra que paira sobre todo este assunto é a expectativa de que a Suécia envie rapidamente Assange para os EUA, onde as hipóteses de ele receber um julgamento justo são virtualmente zero. Tudo isso é evidente a partir do tratamento brutal e ilegal dado a Bradley Manning [o soldado norte-americano acusado de ter vazado as informações mais importantes que o Wikileaks publicou], e a histeria geral com que o governo e os media vêm tratando o caso.
Além disso, do ponto de vista de quem acredita no direito dos cidadãos a saber o que seus governos planeiam e fazem – ou seja, de quem tem afeto pela democracia – Assange não deveria receber um julgamento, mas uma medalha de honra.

Numa entrevista com Amy Goodman para o Democracy Now!, você afirmou que a principal razão para os segredos mantidos pelos Estados é protegerem-se da sua própria população. É a primeira vez na história em que o mundo vê as verdadeiras cores da diplomacia?

Qualquer um que estuda documentos cujo prazo de sigilo expirou, percebe que o segredo é, em grande parte, um esforço para proteger os políticos dos seus próprios cidadãos – e não o país dos seus inimigos. Sem dúvida o segredo é por vezes justificado, mas é raro – e no caso dos documentos expostos pelo Wikileaks, eu não vi um único exemplo disto.

Esta não é – de maneira nenhuma – a primeira vez que as verdadeiras “cores da diplomacia” foram expostas por documentos divulgados. Os Pentagon papers são um caso famoso. Mas a questão é que se trata de um tema recorrente. As informações contidas inclusive nos documentos desclassificados oficialmente são, em geral, muito impressionantes. Porém, muito raramente estas informações tornam-se conhecidas pelo público – e até pela maior parte dos académicos.

Sobre o asilo oferecido pelo Equador para Assange, aponta-se uma ambiguidade na atitude do governo de Rafael Correa. Por um lado, manteria confronto retórico constante com os media (estando em disputa judicial com o diário El Universo e o jornalista Juan Carlos Calderón e Christian Zurita, autores do livro Big Brother). Por outro, defende Julian Assange. Você também vê uma contradição nisso?

Pessoalmente, acho que só em circunstâncias extremas o poder do Estado deveria limitar a liberdade de imprensa – não importando, a esse respeito, quão vergonhoso e corrupto seja o comportamento dos media. Não há dúvida que houve vários graves abusos – por exemplo, quando as leis de difamação inglesa foram usadas por uma grande empresa mediática para destruir um pequeno jornal dissidente, que publicou uma crítica a uma de suas notícias sobre um escândalo internacional. Ocorreu há alguns anos, e não despertou praticamente nenhuma critica.

O caso do Equador tem de ser analisado pelos seus méritos, mas qualquer que seja a conclusão, não há qualquer influência em dar asilo ao Assange; assim como a supressão vergonhosa da liberdade de imprensa, no caso que mencionei, não deveria pesar, se a Grã-Bretanha concedesse o direito de asilo a alguém que teme perseguição estatal. Nem ninguém afirmaria o contrário, no caso de um poderoso Estado ocidental.

Já que estamos falando de ambiguidade, haveria um duplo padrão na aplicação das leis pelos britânicos, já que no caso de Pinochet o pedido de extradição solicitado por Baltazar Garzón foi negado?

O padrão reinante é subordinado aos interesses de poder. Raramente há uma exceção.

Qual é, na sua opinião, o futuro imediato no caso Assange? A polícia britânica invadirá a embaixada equatoriana? Assange será capaz de deixar a Inglaterra? Mais tarde, estará em perigo, mesmo recebido pelo Equador?

Não há praticamente nenhuma possibilidade de Assange sair do Reino Unido, ou da embaixada. Duvido bastante que a Inglaterra invada o território, uma violação radical do direito internacional – mas esta hipótese não pode ser descartada. Vale a pena lembrar o ataque contra a embaixada do Vaticano, por forças norte-americanas, depois da invasão no Panamá, em 1989. As grandes potências normalmente consideram-se imunes à lei internacional; e as classes próximas ao poder costumam proteger essa postura. Ao meu ver, a Inglaterra tentará vencer Assange pelo cansaço, esperando que ele não consiga suportar o confinamento num pequeno quarto na embaixada.

Num aspecto mais amplo, Slavoj Zizek disse que não estamos a destruir o capitalismo, mas apenas a testemunhar como o sistema se destrói a si mesmo. Seriam os movimentos do Occupy, a crise financeira na Europa e nos EUA, a ascensão da América Latina e outros países marginais ou o caso Wikileaks sinais deste desmoronamento?

Longe disso. A crise financeira na Europa poderia ser resolvida, mas está a ser usada como uma alavanca para minar o contrato social europeu. É basicamente um caso de guerra de classes. A atuação do banco central dos EUA (o Federal Reserve) é melhor do que a do europeu, mas é muito limitada. Outras medidas poderiam aliviar a grave crise no EUA, principalmente o desemprego. Para a maior parte da população, o desemprego é a principal preocupação, mas para as instituições financeiras, que dominam a economia e o sistema político, o interesse está em limitar o déficit, para permitir que prossiga o pagamento de juros.
Em geral, há um enorme abismo entre a vontade pública e política. Este é apenas um caso. A ascensão da América Latina é um fenómeno de grande significado histórico, mas está longe de estremecer o sistema capitalista. Embora o Wikileaks e os movimentos Occupy sejam irritantes para os que estão no poder – e um grande apoio para o bem público –, não são uma ameaça para os poderes dominantes.

(*) Entrevista por José Maria León, publicada no site Gkillcity | Tradução: Cauê Ameni, para o site Outras Palavras.

6º Encontro de Terapias Holísticas em Moema


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.246.601 hits

Páginas

Arquivos