Arquivo para 3 de novembro de 2012

SABATINA MIDIÁTICA

Êxtase da informação: simulação. Mais verdadeira que a verdade.

Êxtase da informação: simulação. Mais verdadeira que a verdade. Jean Baudrillard

@ Hoje, dia 3, será realizada a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Serão mais 5,7 milhões de estudantes de todo o Brasil que estarão participando da edição do exame 2012. As provas, que ocorrerão no dia de hoje e amanhã, dia 4, serão aplicadas em 15.076 locais distribuídas em 1.615 municípios.

Os estudantes devem ser atenciosos quanto aos horários das provas. O horário oficial será 13 horas de Brasília. Os estados que não se encontram cumprindo o horário de verão deverão tomar como referência o mesmo horário de Brasília. No Amazonas, por exemplo, que não é atingido pelo horário de verão, mas que é uma hora atrasada no horário normal em uma hora, agora a contagem é de duas horas. Portanto, para os estudantes do Amazonas as provas iniciam às 11 horas.

De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o governo federal triplicou a atenção para garantir a realização do exame. Segundo ele todas as provas já foram distribuídas e estão protegidas em locais próximos das provas. São mais de 500 mil pessoas mobilizadas para a realização das provas, entre essas pessoas, 19 mil policiais.

“Triplicamos os pontos de atenção para ter mais rigor e muito mais segurança em todos os processos de conclusão dos itens e conclusão das provas, na segurança que todo esse processo exige até a conclusão do Enem.

É um momento de grande expectativa, mas os estudantes podem ficar tranquilos porque temos muita segurança de farão as provas nas melhores condições”, observou Mercadante.

Segundo Luiz Cláudio Costa, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Nacionais (Inep), o planejamento tem 3,4 mil itens em 11 etapas, desde mudanças pedagógicas no exame até a divulgação dos resultados.

“Estamos aqui trabalhando intensamente em todas essas etapas para dar tranquilidade aos estudantes que farão as provas amanhã e depois.

O Enem hoje é o segundo maior exame do planeta, não é uma tarefa qualquer. Mais que a população do Uruguaia estará nas salas de aula amanhã e depois tentando uma vaga na universidade. É uma operação ampla e complexa”, disse Cláudio Costa.

O Enem foi uma das grandes obras do governo Lula que fez vibrar as anacrônicas estruturas do Estado brasileiro, que parecia estar fadado a eterna inércia. Um gigante indolentemente adormecido ninado por vários governos que antes de Lula, por impotência intelectual e política, só lhe deixaram sem alma.

O Enem tem sua grandeza não só no fato de contar com o número surpreendente de estudantes, mas também pela sua face democrática que permite a igualdade de oportunidades  até a quem já desistido de imaginar uma vida universitária.

Por essas notas, e outras, é que sua realização será – como sempre foi – motivo de inveja dos reacionários dos Brasil representados pelos partidos ultraconservadores e a burguesia-ignara que embota a visão das transformações que o país necessita. Esse entulho democrático estará hoje e amanhã rezando para que ocorra qualquer contratempo na realização do Exame. Mas a democracia é sublime.

@ O Cemitério de Vila Formosa, na zona leste de São Paulo, serviu de palco ontem, dia 2, Dia de Finados, para a realização de homenagens aos mortos e desaparecidos durante a ditadura militar que se apossou do Brasil entre os anos de 1964 e 1985. O ato Ecumênico visou proporcionar uma limpa lembrança dos que foram executados e jogados em valas comuns.

 O ato que teve o apoio da Comissão Estadual da Verdade Rubens Paiva, contou com vários parentes e amigos das vítimas do regime de exceção que depositaram flores nos possíveis lugares onde os mortos foram enterrados. Alguns dos participantes também deram seus depoimentos sobre o fato, como foi o caso de Denise Crispim, irmã de Joelson Crispim, morto pela ditadura.

“Estou muito emocionada porque aqui embaixo dos nossos pés estão muitos companheiros, entre eles o meu irmão”, disse Denise.

Outro que também comentou o ato foi Gregório Gomes da Silva, filho de Virgílio Gomes da Silva.

“Hoje, Dia de Finados, estamos os vivos rendendo homenagens aos nossos mortos, desaparecidos. Muitos provavelmente estão nesse mesmo solo que estamos pisando, um pouco esquecidos”, afirmou Gregório Gomes.

Amelinha Teles, da Comissão Estadual da Verdade, disse que espera que a Comissão Nacional da Verdade (CNV) investigue todos os casos dos foram mortos, torturados e perseguidos pela ditadura.

“Esperamos que a Comissão da Verdade realmente investigue esses casos, busque esclarecimento de quem sequestrou, de quem torturou, de quem matou, e onde foram os restos mortais, quem os ocultou. E responsabilizar todos os agentes do Estado que fizeram esta brutalidade”, opinou Amelinha.

Dimas Dias de Oliveira, irmão de Isis Dias de Oliveira, outra vítima da ditadura, disse que também espera que a CNV investigue os culpados dos assassinatos.

“Tenho grande esperança de que finalmente a verdade sobre a minha irmã, não a verdade oficial, mas o paradeiro, seja finalmente conhecido. O que nós queremos é que a verdade seja oficializada”, disse Dimas de Oliveira.

Felizmente os depoimentos dos parentes dos que foram vitimados pela ditadura vem encontrando eco na sociedade civil. A sociedade brasileira pretende que sejam responsabilizados os personagens responsáveis pelos horrores pelos quais passou o Brasil nos dias terríveis da ditadura. Quem viveu sabe o que significam esses horrores.

@ A Organização das Nações Unidas (ONU) vai analisar a autenticidade de um vídeo que vem sendo exibido na internet onde rebeldes que pretendem derrubar o governo Sírio aparecem executando soldados do governo. Da sua parte a Anistia Internacional condenou os atos dos rebeldes e também alertou para a confirmação de crime de guerra.

O vídeo mostra soldados do governo de Bashar Al Assad, capturados perto de Alepo, a segunda cidade maior cidade da Síria metralhados. Na sequência do vídeo, aparecem rebeldes cantando ensandecido chutando os prisioneiros indefesos no chão. Na sequência o som de metralhadora ecoa, para depois as imagens dos soldados serem expostas.

Falando sobre o vídeo, Rupert Colville, porta-voz do Alto Comissariado da ONU, disse que iguais a outros vídeos a afirmação de sua autenticidade é difícil, mas a ONU vai realizar minuciosa análise.

“Como outros vídeos, é difícil de verificar imediatamente, em termos de localização e das pessoas envolvidas. É necessário fazer uma análise com cuidado. Mas parece que as vítimas eram soldados”, disse.

 Já, Ann Harrisson, vice-diretora da organização para o Oriente Médio e África, afirmou que as imagens são terríveis.

“As imagens demonstram desprezo pelo direito internacional humanitário, e confirmam a existência de crime de guerra.

Mas uma vez apelamos para todas as partes para que respeitem as leis de guerra e abstenham-se dos maus-tratos, torturas e morte de presos”.

Guarani-kaiowá: a tragédia anunciada

Confinados em reservas como a de Dourados, os guarano-kaiowá encontram-se em situação de catástrofe humanitária: além da desnutrição infantil e do alcoolismo, os índices de homicídio são maiores que em zonas em guerra, como o Iraque. Comparado à média brasileira, o índice de homicídios da reserva de Dourados é 495% maior. Os índices de suicídio estão entre os mais altos do mundo: enquanto a média do Brasil é de 5,7 por 100 mil habitantes, nessa comunidade indígena supera os 100 por 100 mil habitantes. O artigo é de Larissa Ramina.

Larissa Ramina (*)

No dia 8 de outubro, o Brasil tomou conhecimento, por carta dirigida ao governo e à Justiça Federal, de uma declaração de “morte coletiva” de 170 homens, mulheres e crianças da etnia indígena guarani-kaiowá, em resposta a uma ordem de despejo decretada pela Justiça de Naviraí (MS), onde estão acampados às margens do Rio Hovy, aguardando a demarcação das suas terras tradicionais, ocupadas por fazendeiros e vigiadas por pistoleiros.

Trata-se de um ato de desespero em resposta ao que os guarani-kaiowá chamaram de “ação de genocídio e extermínio histórico ao povo indígena” no decorrer de sua história. Em tentativas de recuperação de suas terras, já foram atacados por pistoleiros, sofreram maus-tratos e espancamentos; mulheres, velhos e crianças tiveram braços e pernas fraturados, e líderes foram assassinados.

Agora, os índios pedem que, em vez de uma ordem de expulsão, o governo e a Justiça Federal decretem sua “dizimação e extinção total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para jogar e enterrar os nossos corpos”. No dia 30 de outubro, a Secretaria Nacional de Direitos Humanos informou que o governo federal conseguiu suspender a liminar que expulsava os índios de sua terra natal.

Em artigo contundente, Eliane Brum relembra que a história dos guarani-kaiowá é a história da ocupação de suas terras pelos brancos e de seu confinamento em reservas, dentro da percepção de que terra ocupada por índios é terra de ninguém. Com a chegada dos colonos, os indígenas passaram a ter três destinos: as reservas, o trabalho semiescravo nas fazendas ou a fuga para a mata.

Durante a ditadura militar, a colonização do Mato Grosso do Sul se intensificou, trazendo muitos sulistas para ocupar a terra dos índios. Com a redemocratização do país e a Constituição de 1988, abriram-se esperanças de que os territórios indígenas fossem demarcados em cinco anos, o que não aconteceu em razão das pressões dos grandes proprietários de terras e do agronegócio.

A situação dos guarani-kaiowá, segundo grupo mais numeroso do país, é considerada a mais grave. Confinados em reservas como a de Dourados, encontram-se em situação de catástrofe humanitária: além da desnutrição infantil e do alcoolismo, os índices de homicídio são maiores que em zonas em guerra, como o Iraque. Comparado à média brasileira, o índice de homicídios da reserva de Dourados é 495% maior. Os índices de suicídio estão entre os mais altos do mundo: enquanto a média do Brasil é de 5,7 por 100 mil habitantes, nessa comunidade indígena supera os 100 por 100 mil habitantes. Pesquisadores identificam na falta de perspectivas de futuro as causas da tragédia.

A indignidade que permeia a vida dos guarani-kaiowá é ultrajante; vivem uma guerra civil no Brasil rural. Como pano de fundo está a questão cultural que identifica nos indígenas uma primitividade inadmissível no século 21 e, portanto, um entrave ao desenvolvimento econômico que deve ser removido. Dessa forma, ignora-se a imensidão de riquezas culturais e de conhecimentos tradicionais dos primeiros habitantes das Américas.

O ex-presidente Lula reconheceu que ficou em dívida com os guarani-kaiowá. É imperioso que o Brasil da presidente Dilma seja realmente “um país de todos”, e reconheça o direito de existência daquele povo, bem como seu direito à alimentação, à saúde, à moradia digna e à preservação de seu patrimônio cultural.

(*) Professora de Direito Internacional da UFPR e da UniBrasil.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.060 hits

Páginas

novembro 2012
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos