Arquivo para 6 de novembro de 2012

ELEITORES INDECISOS E PARTIDOS PEQUENOS PODEM INFLUIR NO RESULTADO DA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS

Com as últimas pesquisas mostrando empate entre os dois candidatos à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama com 48% das intenções de votos e Mitt Romney também com 48% das intenções de votos, segundo pesquisa do Washington Post, os eleitores indecisos e os partidos pequenos podem influir na eleição tanto do representante do Partido Democrata como para o Representante do Partido Republicano.

Sabendo dessas possibilidades os dois candidatos estão atuando junto a esses eleitores e partidos para ver se conseguem auferir votos em seus benefícios. O estado da Flórida, local de grande numero de indecisos, é o ponto onde voluntários dos dois candidatos estão tentando convencer esses eleitores a votarem hoje, dia 6, data da eleição. A Flórida é o estado norte-americano com a maior densidade de eleitores latino-americanos.

Miami, é também um local onde voluntários da campanha de Obama, estão indo de casa em casa e usando o telefone para conseguir adeptos. Mas os voluntários da campanha de Romney estão também trabalhando nesse local. O trabalho é por demais comprometedor, visto que nos Estados Unidos não há obrigação constitucional de se votar. Os estados com eleitores indecisos são conhecidos como swing states, estados onde as disputas são imprevisíveis.

Por isso, que a voluntária democrata Mirian Eagar, não se afasta do telefone tentando convencer o maior número de eleitores a votarem.

 “Eu amo a política e fico satisfeita em ajudar. Cada telefonema faz a diferença”, disse Mirian.   

EM AUDIÊNCIA NA COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS DO SENADO MINISTRA PEDE RAPIDEZ PARA QUESTÃO QUILOMBOLA

A ministra da Secretaria Nacional de Politicas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Helena de Bairros, participando de audiência na Comissão dos Direitos Humanos do Senado, pediu maior integração dos governos estaduais e prefeituras para resolverem com mais rapidez as questões quilombolas no que diz respeito a titulação de terras.

De acordo com a ministra, a falta de articulação entre os institutos estaduais vem impedindo a solução da grande quantidade de comunidades quilombolas que  vivem em terras devolutas dos estados. Ela também afirmou que a titulação de terras não é só atribuição do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). É preciso levar em frente o Programa Brasil Quilombola, criado no ano de 2004, que fomenta o acesso a terra.

Segundo o Seppir, a população quilombola é calculada em 1,7 milhão de habitantes, e o número de comunidades remanescentes é de 1.948. A Fundação Palmares, vinculada ao Ministério da Cultura, já certificou 1.834 comunidades para preservar a cultura afro-brasileira. E a maior parte destas comunidades certificadas, em um número de 64%, encontram-se no Nordeste, e 14%, no Sudeste.

A ministra disse também, que embora um programa como o Brasil Quilombola exija um grau de colaboração “extremamente profundo” entre os governos, entretanto as prefeituras ignoram a existência das comunidades quilombolas.

 “Terras de quilombolas não são terras que estão em disputa, por isso, não há desculpas para que a titulação não aconteça em uma velocidade maior.

As prefeituras sempre trabalharam no sentido de ignorar a existência das comunidades quilombolas”, disse a ministra.

Também participando da audiência, Leandro Mitidieri, procurador da República, falou sobre o ritmo da regularização das terras quilombolas, que, segundo ele, de 1988 a até 2011, somente 110 territórios foram titulados no Brasil. Ele também falou sobre a tributação sobre as terras tituladas.

 “Hoje, as populações em áreas regularizadas são obrigadas a pagar Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o Imposto Territorial Rural (ITR), o que me parece inconstitucional, pois o direito dessas comunidades a terra não pode ser restringido por tributos. Em caso de reforma agrária, existe lei prevendo a isenção. Por que os quilombolas não teriam a mesma prerrogativa? Em última análise, a regularização de terras quilombolas não deixa de ser uma reforma agrária, pois dá a terra a quem é de direito”, observou o procurador.

Já José Antônio ventura, coordenador da Frente Nacional em Defesa dos Territórios Quilombolas, que também participou da audiência, protestou contra a falta de acesso a políticas públicas por parte da maioria das comunidades quilombolas.

“Espero que nós possamos avançar, criar um diálogo de governo. Se não tivermos acesso a políticas públicas os quilombos vão desaparecer”, opinou Antônio.

“Portugal está sendo assaltado por dentro e por fora”

Economista e coordenador político do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã defende que “a única salvação da economia contra a bancarrota é reduzir na única despesa cuja redução não provoca crise e não cria desemprego nem reduz os salários e as pensões das pessoas: na dívida”. Portugal pagou nos últimos 10 anos 600 bilhões de euros em transferências para o estrangeiro. “Estamos sendo roubados por dentro e por fora”. Visita da chanceler alemã Angela Merkel a Portugal será marcada por protestos. No dia 14 d enovembro, ocorrerá a primeira Greve Geral Ibérica.

Esquerda.Net

Lisboa – O economista e dirigente do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, defendeu, sexta feira, que “a única salvação da economia contra a bancarrota é reduzir na única despesa cuja redução não provoca crise e não cria desemprego nem reduz os salários e as pensões das pessoas” e “essa despesa que tem que ser reduzida é a dívida”, porque ela é “excessiva e abusiva”.

“O governo quer cortar na despesa, e chama despesa aos nossos salários e às pensões dos nossos pais”, mas “não quer cortar nos 9 bilhões de euros que são pagos em serviço da dívida este ano. E é isso que arruína a sociedade portuguesa”, adiantou Louçã, sublinhando que “é pago tanto nessa dívida como se gasta em todo o Serviço Nacional de Saúde”.

“Portugal pagou nos últimos 10 anos 600 bilhões de euros em transferências para o estrangeiro. Este ano, Portugal já transferiu para o estrangeiro 30 bilhões de euros em dividendos e em investimentos de carteira”, que representam “dinheiro produzido em Portugal que foi transferido para os beneficiários das operações financeiras ou para os titulares de ações em empresas portuguesas que não vão pagar imposto sobre esse dinheiro”, lembrou o dirigente bloquista.

“Nós dizemos já basta!”, enfatizou, sublinhando que “não estamos dispostos a aceitar que se corte nas pensões dos nossos pais para pagar juros a quem não devemos. Não estamos dispostos a cortar no SNS, a arruinar a economia portuguesa para a sacrificar por uma extração financeira que é um expurgo à economia portuguesa”.

Segundo o coordenador da Comissão Política do Bloco de Esquerda, “o sistema financeiro não está colocando dinheiro na economia, porque recusa empréstimos à atividade econômica, que é o que cria emprego, mas está colocando todo o dinheiro para juros especulativos sobre a dívida portuguesa”. “No último ano, a banca portuguesa, incluindo o BPI de Fernando Ulrich, retirou sete bilhões de euros dos empréstimos que fazia à economia para pôr outro tanto em juros de dívida, comprando dívida no mercado secundário com a expectativa de conseguir ter um negócio com juros de 15%. Ou seja, em quatro anos duplica o seu capital”, avançou Francisco Louçã.

“Não aceitamos a vergonha, a humilhação nacional”
Sobre a anunciada reforma do Estado, que, segundo Pedro Passos Coelho, constituirá “uma refundação” do memorando de entendimento com a troika e que visará o corte de quatro bilhões de euros na despesa pública, dos quais 3,5 bilhões serão nas áreas da Educação, Saúde e Segurança Social, Louçã frisou que “não aceitamos a vergonha, a humilhação nacional, que é ver esses senhores de fato cinzento e gravata azul do FMI, do Durão Barroso, do Banco Central Europeu, a imporem estes cortes sobre a Saúde, sobre a Educação e sobre a Segurança Social. Pura e simplesmente, não aceitamos esses cortes”.

“Que estes cortes sejam feitos com esses técnicos matreiros que se juntam aos políticos do Governo para tentarem impor um ataque à Segurança Social, à Saúde e à Educação é uma vergonha que Portugal não pode aceitar, é uma humilhação que Portugal não tem o direito de aceitar”, acrescentou.

Portugal está sendo assaltado por dentro e por fora
Para Louçã, Portugal “está sendo assaltado por dentro e por fora: assaltado pela troika e assaltado pelo sistema financeiro que acha que não tem nada a dever à economia” e que, portanto, “pode levar aquilo que quiser como se isto fosse um saco de piratas”. “A Ulrich, à troika, à Merkel, e a todos os outros, a única resposta que podemos ter é a democracia. Uma democracia responsável, a capacidade de luta, a capacidade de resposta, esse milhão de pessoas que no dia 15 de setembro disse “Que se lixe a troika”, essa força enorme que podemos juntar”, advogou.

Francisco Louçã considera que é preciso mobilizarmo-nos contra “a ideia de que o salário tem que ser reduzido, tem que ser atacado, que é o centro da política do orçamento”, e de que “a saúde e a educação não servem para as pessoas, servem para o lucro financeiro, são mercados, são negócios, são vantagens de quem tem tudo sobre quem não tem nada”.

“Este orçamento e a política que leva a cabo só nos garante que, no próximo ano, e já não falo daqui a três anos, a economia portuguesa vai estar tão devastada que fica próxima da bancarrota. E a bancarrota é a falência das pessoas”, alertou Louçã.

Nesse sentido, “o combate pela demissão deste governo é a política mais importante que temos de ter, e por isso mesmo convidámos todos os partidos da oposição a apresentarem conjuntamente moções de censura para que todos digam que o governo deve ser demitido”, recordou.

Para Francisco Louçã, aproximam-se momentos chave, entre os quais o Comício Internacional organizado pelo Bloco, em 9 de novembro, que antecede a visita de Angela Merkel ao nosso país, durante o qual vão intervir os principais dirigentes das esquerdas que “lutam contra o autoritarismo que está destruindo a Europa”.

No dia 12 de novembro, a manifestação contra a chanceler alemã representa “uma oportunidade para que o ex ministro das finanças do PS Silva Lopes”, que admitiu que a única manifestação em que gostaria de estar presente seria a manifestação contra a Sra Merkel, e para quem nunca teve numa manifestação, “possam vir nesse dia defender Portugal e defender a Europa contra a chantagem financeira que nos está arruinar”.

Dois dias depois, ocorrerá a primeira Greve Geral Ibérica, que “mobilizará muitos sindicatos, muitas pessoas que não pertencem a sindicatos mas que sentem que o seu salário não pode ser desperdiçado para esta agiotagem financeira”.

Este será “o princípio de uma luta que tem que trazer este espírito do 15 de setembro, da multidão dos milhões de pessoas que estão a ser sacrificados por esta crise e que vão à luta para responder pelos outros, por todos, pelo trabalho, pela dignidade, pelo respeito pelas pessoas”, afirmou Francisco Louçã.

Pólo progressista latino-americano, Clacso realiza Congresso no México

Intelectuais ligados às mais renomadas universidades e centros de pesquisa da América Latina estarão reunidos na Cidade do México, a partir desta terça-feira (6), para o congresso do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (Clacso). Sediada em Buenos Aires, a Clacso tem como secretário-executivo o cientista social brasileiro Emir Sader, que finaliza seu mandato eletivo de três anos. A Carta Maior cobrirá o congresso.

Marcel Gomes

São Paulo – Intelectuais ligados às mais renomadas universidades e centros de pesquisa da América Latina estarão reunidos na Cidade do México, a partir desta terça-feira (6), para a conferência do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (Clacso), um dos maiores pólos do pensamento progressista no continente.

O encontro acontece até a próxima sexta-feira (9) em diversas espaços da capital mexicana, como a Universidade Nacional Autônoma, e conta com o apoio da Unesco, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Sediada em Buenos Aires, a Clacso tem como secretário-executivo o cientista social brasileiro Emir Sader, que finaliza seu mandato eletivo de três anos. Ao mesmo tempo da conferência, também será realizada uma assembléia para definir o novo comando do conselho.

Sader, ao receber jornalistas para uma conversa no hotel onde acontece a assembléia, defendeu a importância das ciências sociais para a reconfiguração política das nações latino-americanas, onde o “Estado permanece como arena de disputa entre o mercado e a esfera pública”.

Em referência ao contexto mexicano, extremamente marcado pelos acordos comerciais do Nafta com os Estados Unidos, Sader ressaltou que parte da pobreza latino-americana tem origem na dependência comercial com o mercado norte-americano. Um caminho a seguir seria fortalecer as relações com outros parceiros, na Ásia, em especial com a China, e entre os próprios países latino-americanos.

Apesar de um congresso acadêmico, o da Clacso se diferencia dos demais justamente por ambicionar a produção de idéias capazes de se transformarem em políticas públicas inovadoras no continente. E a escolha do México não é em vão.

“O México foi receptor de pesquisadores de outros países, que vieram se formar aqui. O país cumpriu e cumpre um papel muito grande no desenvolvimento do pensamento social. Suas instituições públicas acadêmicas representam o que há de mais inovador no pensamento social da América Latina”, diz o argentino Pablo Gentili, secretário-executivo adjunto da Clacso e que postula o cargo de secretário-executivo para o período 2013-2015.

Com dezenas de debates e seminários, o congresso da Clacso tratará de temas diversos como construção do Estado, participação cidadã, jovens, mudanças climáticas, segurança pública, o papel da smulheres e, em especial, a questão da pobreza e da desigualdade social na América Latina.

A Carta Maior cobre o evento a convite da organização. Mais informações estão disponíveis em: http://www.clacso.org.ar/conferencia2012

Experiencia Ecologica y Espiritual con Yage Ayahuasca

 

Descripción:https://i2.wp.com/www.visionchamanica.com/images/YT-120-Ene2012-2.jpg

Descripción:https://i2.wp.com/www.visionchamanica.com/images/YT4Trimestre20112.jpg

Descripción:https://i2.wp.com/www.visionchamanica.com/images/YT-Agosto-2011-4.jpg

Descripción:https://i2.wp.com/www.visionchamanica.com/images/YT-Agosto-2011-2.jpg

Descripción:https://i1.wp.com/www.visionchamanica.com/images/YT-Agosto-2011-1.jpg


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.022 hits

Páginas

novembro 2012
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos