Jovem hackerativista que desafiou o mercado acadêmico tem suicídio induzido

Imagem

Aaron Swartz se foi ontem. Ele se enforcou em sua residência, no dia 11 de janeiro de 2013 em New York. De acordo com amigos próximos, ele não admitia a ideia de que poderia pegar até 35 anos de prisão por ter disponibilizado quase 5 milhões de artigos científicos de graça na internet. Isso mesmo: esse hacker distribuiu (e não roubou) 5 milhões de artigos para compartilhamento.

A empresa que processou Aaron foi a JSTOR (acrônimo para “Journal Storage”). Criada em 1995, a JSTOR apareceu no mercado com a missão de vender artigos científicos em formato PDF (Portable Document Format) para instituições de pesquisa e para usuários comuns. Hoje a empresa é uma gigante no setor. Presente em 150 países, mais de 170 instituições assinam o conteúdo desse portal. Os gastos das instituições com essas assinaturas chegam aos milhões de dólares.

Poderia uma empresa declaradamente sem fins lucrativos destruir a vida desse jovem, ao ponto de levá-lo a cometer suicídio? No dia 19 de julho de 2011, Aaron foi indiciado por fraude e roubo em um processo encabeçado pela JSTOR. Apesar de ter se declarado inocente, teve que pagar uma fiança de cem mil dólares para responder o processo em liberdade. Após sérios indícios de que seria condenado, Aaron desistiu e enforcou-se em sua residência.

Existe uma guerra silenciosa sendo travada na internet. De que lado você está? Posso dizer que uma parte de minha formação acadêmica advém da coragem e da ousadia de jovens hackers que desafiam qualquer lei e põem suas cabeças em risco em nome de uma causa: a livre circulação de conteúdos e informações na internet. Hoje a maior parte dos arquivos baixados por Aaron encontram-se disponíveis em uma plataforma pirata de distribuição de material acadêmico. Esse é um dos seus legados. Mas, e nós que ficamos, o que podemos fazer agora? Meu palpite é claro: seguir compartilhando e construindo um mundo mais justo que não jogaria na cadeia qualquer pessoa que compartilhasse palavras e sonhos.

Daniel C. Valentim
Doutorando em Sociologia; Membro do Partido Pirata do Brasil.

10 Responses to “Jovem hackerativista que desafiou o mercado acadêmico tem suicídio induzido”


  1. 1 Deusarino de Melo domingo, 13 janeiro, 2013 às 6:38 pm

    Li, atentamente, a matéria que ora comentarei. Em primeira mão, acho que o rapaz, independente de qualquer resultado, precipitou-se no vazio, deixando, mais vazio ainda, o espaço que poderia ter preenchido em favor da democracia via Internet e da livre comunicação entre povos, por qualquer via de comunicação. Foi uma pena ele haver agido dessa forma…
    Resta lutar para que casos dessa natureza não tornem, a ocorrer e se assim acontecer, tenham desfecho diferente e justo.
    Eu me interessei, porque mantenho um espaço no FACEBOOK e outro com um álbum no PICASA, onde postei fotos e imagens que adquiri, free ou gratuitamente, em pesquisa na Internet, sobre pés, meias, índios e costumes, novidades etc. sem finalidade comercial, sem visar qualquer lucro ou empreendimento comercial, mas para simples diletantismo, passar o tempo, preencher inatividade, nos meus 70 manos de idade, no afã de amenizar os sintomes e conseqüências de hipertensão e diabetes, além de problemas psíquicos como esquizofrenia, que me acompanham há algum tempo. Espero que esteja tudo normal e, se alguém vislumbrar algo que possa vir a comprometer minha situação, peço o favor de contatar comigo, abrindo-me a guarda para que eu possa desfazer, a tempo e pelos meios legais, qualquer eventual constangimento. Abraços do Deusarino de Melo

    • 2 Anônimo terça-feira, 15 janeiro, 2013 às 9:34 pm

      Fala quem nunca produziu nenhum trabalho científico. Quando produzirem algo e verem seu trabalho distribuído, E COPIADO, sem nenhum tipo de critério em qualquer publicação ou tese pirata, que deve ser o principal cliente desta roubalheira toda, aí poderemos conversar. Fácil é distribuir o que é suor e trabalho de anos de pesquisa sem saber prá quem, principalmente para aqueles que fabricam cópias de teses e vendem com fins lucrativos. Muito bonitinho em teoria, na prá tica é sacanagem pura e simples.

      • 3 afinsophia terça-feira, 15 janeiro, 2013 às 9:53 pm

        Caro Anônimo,

        Caso tua opinião – que nos parece muito limitada cognitivamente e carregada de rancor próprio do mundo acadêmico – seja verdadeira, como explicar o fato de que estudamos através de pensamentos de vários autores que muita vezes nem se quer sabem que existimos, mas sabem ser necessários para a transformação do mundo; ou como explicar o fato de que a ciência nada seria sem a produção coletiva, tanto da natureza como dos homens; como saber que o conehecimento é uma produção comum, coletiva, mas que só passa a ser propriedade quando codificada por meio de expropriação dita legal, posto que o saber parece só ter validade quando reconhecido pela academia. Pensando mais um pouco, o que faríamos com nossos falas, coletivas políticamente por fundamento e movimento, se elas fossem todas aprisionadas na técnica empobrecida do mundo acadêmico, nas teses, dissertações e outros meios de se fazer da produção da vida lucro para poucos grupos capitalistas? A vida, caro anônimo, é alegria, disposição para se fazer do que é próprio comum, e como diz Toni Negri, principalmente através do amor. E para isso é preciso autenticidade e não se esconder por trás de instituições ou o anonimato que acabas de fazer.

        Abraços escancaradamente impessoais, pois tudo é de todos!

        Sim, para não deixarmos passar: não ficamos só na teoria, disponibilizamos tudo que intelectualmente e fisicamente produzimos, se estiver afim é só passar pela AFIN

      • 4 Deusarino de Melo quarta-feira, 16 janeiro, 2013 às 7:08 pm

        A AFION já decidiu o que deveria e foi a resposta ao Anônimo… Um cientista anônimo, com tanto critério e vigilância, só pode ser de algo que ele nunca fez ou de que teria muita vontade de realizar e nunca conseguiu. Tancor, rabiguce, mágoas por terceiros, não acham estranho???? Eu acho…. Quem sabe, dsipõe… Sobra talento e conhe3cimento no sábio e ele pode esbanjar, patrocinar, permitir que a sabedoria chegue a outros, sem se importar com lucros ou egoísmo. É só!!!!

  2. 5 blogdacricri terça-feira, 15 janeiro, 2013 às 7:57 pm

    Reblogged this on Blog da Cri Crie comentado:
    Quando solidariedade é crime e leva à morte

  3. 6 Teresa menin quarta-feira, 16 janeiro, 2013 às 8:13 am

    Muito jovem. E certamente estava sozinho. Muito fácil acusar alguém. Difícil é defender-se. Pois não se conhece as amas do agressor. Ele estava sozinho e tinha medo. Por mais que tivesse boas intenções indica que não teria argumentos para defender-se. Estava sozinho.

    • 7 afinsophia quarta-feira, 16 janeiro, 2013 às 9:29 pm

      Querida teresa Menin,

      O medo faz com que nos sintamos sozinhos, acuados. Daí entregarmos nossas liberdades ao opressor quando o medo nos domina. Mas uma morte como esta evidencia como o medo é uma forma política e jurídica de controle na sociedade capitalista, que faz com que a comunhão não seja vista ou percebida. Este suicídio é um alerta e uma denuncia contra isto.

      Abraços afinados!

  4. 8 Eduardo quarta-feira, 16 janeiro, 2013 às 6:52 pm

    É, parece que o sr. anonimo não sabe o que é Ciência.

  5. 9 bob_unicamp quinta-feira, 17 janeiro, 2013 às 1:29 pm

    ANÔNIMO… seu IDIOTA.. quem elabora uma pesquisa anos, acredito que não é pra sí próprio, e sem pra um bem comum, pra humanidade, e pra melhorar esse mundo de merda que estamos hj… pessoas como vc é que faz esse mundo ficar cada vez mais retrógrado e egoísta…

  6. 10 Émerson domingo, 3 fevereiro, 2013 às 12:26 pm

    Para ajudar na conversa, vale a pena ir atrás de mais informações (em inglês, infelizmente) que podem ser vistos em vários lugares, como aqui:
    http://www.wired.com/opinion/2013/01/aaron-swartz-activism-and-the-two-sided-sword-of-power/
    ou mesmo a wikipedia
    http://en.wikipedia.org/wiki/Aaron_Swartz

    Como resumo, algumas notas sobre o post:
    – o JSTOR tirou as acusações. Não foram eles que mantiveram o processo
    – Ele não distribuiu NENHUM dos artigos que ele copiou.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.128 hits

Páginas

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: